Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez

Planejando uma viagem pela Suécia? Aqui você encontra todas as dicas de viagem necessárias pra quem vai para a Suécia pela primeira vez!
Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez

Planejando uma viagem pela Suécia? Aqui você encontra todas as dicas de viagem necessárias para quem vai para a Suécia pela primeira vez!

Para um país relativamente pequeno e tão distante, a Suécia bem que tem uma grande reputação internacional: ABBA, almôndegas (köttbullar), Volvos, Vikings, Ericsson, tenistas, o sol da meia noite, Absolut Vodka, arenques, IKEA, H&M... 

Se você chega à Suécia vindo de uma viagem pelo sul da Europa ou, mais ainda, direto da América do Sul, como nós, levará um susto ao perceber como todas as coisas funcionam perfeitamente por lá, acontecem no horário marcado, tudo é limpo e civilizado, e o design de qualquer cafofo parece um showroom da IKEA - o estereótipo de uma população loira desfrutando de um incrível padrão de vida não fica muito longe da vida real na Suécia.

Por outro lado, o ponto negativo é que o outro estereótipo do país - aquele dos preços absurdamente altos - infelizmente também não fica longe da realidade. Mas a verdade é que não importa com quais estereótipos ou pre-conceitos você chegue à Suécia - é certo que eles vão ao mesmo tempo se confirmar e te confundir, mas não vão te decepcionar.

Coloque ABBA pra tocar no volume máximo, admire as loiras, alugue um patinete elétrico, tome Absolut, experimente os arenques e as almôndegas, conheça o costume da Fika e volte encantado!

Jättebra!!

Leia também nosso post com 34 dicas da Noruega para quem vai pela primeira vez, pois a maioria das dicas sobre a Noruega também se aplica à Suécia!

Sobre a Suécia, já publicamos também:

O que fazer em Estocolmo: dicas práticas para conhecer a capital da Suécia
Lapônia muito além do Papai Noel: o que você precisa saber antes de ir

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
você encontra a IKEA por todos os lados na Suécia

Para saber mais sobre a Suécia

No ano 2000, estive na Suécia pela primeira vez, em Gotemburgo, única cidade sueca incluída no meu passe de ônibus da Eurolines. Mas, embora eu já tivesse estado em Gotemburgo antes, sabia muito pouco sobre a Suécia antes de irmos para lá. 

Na verdade, antes de começar a pesquisar para esta viagem, o pouco que eu sabia sobre a Suécia não ia muito além de IKEA, ABBA, H&M e almôndegas.

Então pensei que seria legal dividir com vocês um pouco do que aprendi - dicas e informações que podem tornar  a tua viagem para a Suécia ainda mais interessante e divertida!

A Suécia é o país mais populoso da Escandinávia, com algo em torno de 9 milhões de habitantes, dos quais aproximadamente 17 mil são indígenas da etnia Sami, antigamente conhecidos como Lapões. Esse povo indígena do extremo norte do país forma uma minoria étnica e, assim como no norte da Noruega, muitos deles ainda levam uma vida nômade tradicional, criando renas. 

Para ler sobre a nossa viagem pela Lapônia Sueca, onde contei tudo sobe o povo Sami, clique aqui:

Lapônia muito além do Papai Noel: o que você precisa saber antes de ir

encontramos renas na Lapônia Sueca

Gotemburgo - pela minha cara, dá para perceber que a minha primeira vez na Suécia foi no século passado!

Um dado interessante é sobre a quantidade de imigrantes iraquianos que vive no país, mais de 36 mil, formando o maior grupo de imigrantes não-nórdicos da Suécia. 

Os artistas suecos mais famosos são a escritora de livros infantis Astrid Lindgren, que criou a famosa personagem Pippi Longstocking (mais ou menos equivalente à nossa Emília, do Sítio do Pica-Pau Amarelo), Greta Garbo e o diretor de cinema Ingmar Bergman. 

Alguns nomes da música sueca que você certamente já ouviu são ABBA (que tem um museu próprio em Estocolmo, para os mais fanáticos), Roxette e Ace of Base (quem não lembra??). 

Outro sueco famoso é Alfred Nobel, que inventou o dinamite e, ironicamente, criou o Prêmio Nobel da Paz, em 1901. 

A consciência ecológica na Suécia é enorme e eles reciclam tudo. 

O Arquipélago de Estocolmo tem mais de 30 mil ilhas. 

Dica de economia: para comer em restaurantes, aproveite os especiais de almoço. No jantar, as refeições em restaurantes são (ainda) mais caras.

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
fazendo pose em frente ao Museu do Prêmio Nobel em Estocolmo

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
artistas suecos famosos como a escritora de livros infantis Astrid Lindgren
e a atriz Greta Garbo estampam as cédulas de coroas suecas

Design sueco

Ok, não é necessariamente uma atração turística sueca, mas não dá pra ir para a Suécia e não prestar atenção no design de vanguarda deles.

E nem precisa ser grande entendedor de design e arte não! O design sueco/escandinavo faz mais parte do nosso cotidiano do que a maioria das pessoas imagina: pensa só em 2 das marcas mais conhecidas, populares e copiadas do mundo: H&M e IKEA. Ambas suecas, e ambas contribuíram para mudar a forma como o mundo vê o design moderno.

Abaixo, uma pequena amostra do fabuloso design sueco, que você encontra em qualquer lado que olhe, viajando pelo país:


Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez




Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
design sueco

Fika: um café é mais do que apenas um café na Suécia

Antes de chegarmos à Suécia, eu tinha ouvido falar de um café chamado Fika

Ingenuamente, pensei que fosse um tipo específico de café, talvez algo como o café turco, ou o café gelado vietnamita, ou algum café tostado especial...mas o que acabei descobrindo durante os nossos dias na Suécia é que a tal Fika é muito mais do que apenas um tipo de café: é, na verdade, a arte de desfrutar de um bom café, um hábito social maravilhoso, praticamente um ritual. 

A Fika é aquele momento especial do dia em que você faz uma pausa para tomar um café e comer alguma coisa deliciosa junto, que pode ser um 'muffin' ou um 'cinnamon roll', por exemplo. 

É sobre saborear o momento e apreciar as coisas boas da vida. 

É o momento em que você faz uma pausa, em regra com uma caneca de café, mas pode ser também com um chá ou até uma limonada, e escolhe um doce para acompanhar e alegrar o seu dia - um costume que todos deveríamos imitar! 

Pode fazer a Fika sozinha, em casa, com amigos, em um piquenique no parque, em uma cafeteria ou no seu local de trabalho. Não importa como ou com quem: o essencial é que você faça isso, que você reserve um tempo no seu dia para se dar esse luxo, esse presente, um momento de descontração para limpar a mente: é disso que se trata a tal Fika. 

Ao que parece, os suecos já descobriram há muito tempo que 'a coffee break a day keeps the stress away'. Preciso adotar a Fika na minha vida.

Minha sugestão para você experimentar na Fika é a minha delícia preferida na Suécia: kanelbullar. Em inglês, esse pãozinho doce com canela e açúcar se chama 'cinnamon roll'. 




Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
experimente a Fika quando for à Suécia!

Sobre hospedagem na Suécia

Em Estocolmo, ficamos no Best Western Plus Park Airport Hotel.

Escolhemos ficar neste hotel porque era o que tinha a melhor relação custo-benefício nas proximidades do Aeroporto de Arlanda, já que nosso voo para Paris partia às 6hs da manhã e teríamos que estar no aeroporto às 4hs.

Como eu disse antes, estive na Suécia pela primeira vez há 20 anos e, nesta segunda viagem, viajamos de motorhome e não conhecemos vários hotéis, mas, pelo que li sobre o país, as coisas não mudaram muito desde que estive em Gotemburgo, e tenho 2 dicas úteis sobre hospedagem na Suécia: primeiro, caso você opte por ficar em um albergue para economizar, saiba que a maioria dos albergues do país cobram separado pelos lençóis e toalhas, e esperam que você leve o seu próprio saco de dormir - se você não levar lençol e toalha, terá que alugar lá, e custa bem caro! 

Por outro lado, nos hotéis (como o que ficamos) a roupa de cama e banho normalmente já vem incluída na tarifa!

A segunda dica é sobre o ar condicionado.

Dá para imaginar um hotel 4 estrelas sem ar condicionado no Brasil? Não existe, né!? Pois na Escandinávia aquele povo praticamente não conhece ar condicionado, eles só usam calefação! Não existe ar condicionado em lugar nenhum, nem em hotéis, nem em museus, nem em lojas...e quando aquece de verdade (o que é bem incomum), a gente quase derrete! 

Eles definitivamente não estão preparados para suportar dias de extremo calor!

Por sorte, nosso hotel em Estocolmo tinha ventilador! O jeito foi escancarar as janelas! Isso quando as janelas abrem, porque a maioria das janelas é vedada, justamente por causa do frio extremo que costuma fazer lá kkkkk...

Verifique se a roupa de cama e banho está incluída na diária e se o quarto tem ar condicionado antes de fechar a sua reserva, se isso for realmente imprescindível para você!

hospedagem na Suécia

O que faltou conhecer na Suécia

Inicialmente, a minha ideia era ir até o Abisko National Park, um parque nacional na Lapônia Sueca que é mundialmente conhecido por sua natureza selvagem.

Infelizmente, não tivemos tempo suficiente para ir até lá - ele ficava um pouquinho mais ao norte das Ilhas Lofoten, e precisávamos começar a voltar para o sul, ou então perderíamos o nosso voo de volta para casa, de Estocolmo!

Férias longas nunca são longas o suficiente!

Meu plano, se um dia eu conseguir voltar à essa parte do mundo, é ir no inverno e passar uns dias caçando aurora boreal no Parque Nacional Abisko.

Sei que Tromso, na Noruega, e Rovaniemi, na Finlândia, são os sonhos de consumo da maioria dos turistas brasileiros nessa região ao norte do planeta, mas não o meu: na minha 'wishlist', Abisko, na Suécia, está no topo!

Para ler sobre a nossa viagem pela Lapônia Sueca, clique aqui:

Lapônia muito além do Papai Noel: o que você precisa saber antes de ir

Lapônia
viajamos pela Lapônia Sueca, mas não deu tempo de ir até o Parque Nacional Abisko

E um outro lugar que eu adoraria conhecer na Suécia é a Ilha de Gotland, que é a maior ilha da Suécia, situada no Mar Báltico, a 90Km de distância da costa sudeste do país.

A capital de Gotland é a antiga cidade medieval de Visby, considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

É fácil chegar lá de ferry, sendo que os ferries para Gotland partem de 2 lugares próximos de Estocolmo, aonde você chega de ônibus: Nynäshamn e Oskrshamn.

viajando de motorhome pela Suécia
viajando de motorhome pela Suécia

Compras de supermercado na Suécia

Fizemos um bom rancho no início da nossa viagem no supermercado Lidl, em Estocolmo, e gastamos 1.033,76 coroas suecas (uns 115 dólares).

Há um supermercado da rede Lidl - que eu adoro - a apenas 4Km da locadora de motorhomes McRent. Endereço: Stockholmsvagen 79, Balsta. Fica aberto até 20hs e tem estacionamento grande. 

Aviso isso porque os mercados que ficam mais nos centros das cidades às vezes nem têm estacionamento, e muito menos estacionamentos espaçosos para um motorhome!

Os supermercados mais baratos na Suécia são os da rede Willys, e depois tem também Ica MaxCoop Forum e Stora Coop. Os mais caros são Ica Kvantrum e Ica Fox.

Preste atenção porque às vezes a mesma rede de supermercados tem filiais diferentes, de tamanhos menores, e estas lojas quase sempre vendem os mesmos produtos por preços maiores - é como se fosse uma loja de conveniência.

De regra, os mercados que ficam nos arredores da cidade, fora do centro, são maiores e mais baratos! As lojas grandes ficam nos subúrbios das cidades e são bem mais baratas do que as versões menores, localizadas no centro.

Veja aqui as nossas dicas do que comprar no supermercado quando você aluga um motorhome.

No site da rede de fast food Max dá para ter uma boa idéia dos preços dos combos de hamburger.

Comidas e bebidas de regra custam mais caro na Noruega do que na Suécia, então, para tentar economizar um pouco, estocamos bastante comida e bebidas na Suécia, antes de chegarmos à Noruega! Até mesmo os noruegueses costumam atravessar a fronteira com a Suécia para fazer compras.

Para fazer compras no supermercado, use o Google Translate. Os rótulos dos produtos são quase sempre escritos em sueco e, na maioria das vezes, é fácil distinguir o produto que você quer comprar, mas muitas vezes a gente se confunde: tente escolher entre um detergente e um amaciante de roupas em sueco!

Todas as latas de bebidas e garrafas de plástico têm um depósito sobre elas, que geralmente é de 1 NOK/SEK para uma lata e 2,5 NOK/SEK para uma garrafa.

Dentro de cada supermercado, você encontrará uma máquina, onde pode colocar suas latas velhas (não esmagadas) e garrafas. Essa máquina então lhe oferecerá a opção de receber um voucher para o valor dos depósitos ou dar o dinheiro para caridade. Se você optar pelo voucher, terá que usá-lo naquela mesma loja - você não pode levá-lo e usar em outro lugar, então tenha-o à mão quando chegar ao caixa.

Àqueles que não viajam de motorhome, só posso dizer que sinto muito, porque os preços dos restaurantes na Suécia são realmente proibitivos: a única maneira que eu vejo de economizar em alimentação no país é realmente comprando em supermercados e cozinhando a sua própria comida.

Talvez uma alternativa possível seja procurar uma hospedagem que tenha uma mini-cozinha.

Ah, e mais uma dica de economia: leve sempre as suas sacolas reutilizáveis de supermercado: caso contrário, você terá que pagar pelas sacolinhas plásticas.

os supermercados da rede Lidl são os meus preferidos na Europa!

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
os mercados mais caros na Suécia são os da rede Ica Kvantrum

delícias que você encontra nos supermercados suecos

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
na Suécia, não deixe de experimentar as famosas almôndegas!

Como comprar bebidas alcoólicas na Suécia: Systembolaget

O limite de bebidas alcoólicas que pode ser comprado na Suécia e levado para a Noruega é de 25 latas de cerveja e 6 garrafas de vinho, no máximo, para 2 pessoas. A Noruega não faz parte da UE, por isso tem cotas de importação de álcool e tabaco.
Para comprar bebidas alcoólicas na Suécia, você precisa procurar uma Systembolaget, que são lojas do governo sueco que vendem bebidas alcoólicas, e funcionam, normalmente, das 9 às 19hs de segunda a sexta, e das 10 às 15hs no sábado. Aos domingos, elas não abrem, o que significa que, se você deixar para comprar sua cerveja depois das 15hs de sábado, vai ficar de bico seco até segunda, ou deixar um rim bebendo cerveja em bares e restaurantes!

Ah, e tenha certeza de que você está com o seu passaporte - eles não podem vender bebidas alcoólicas para menores de 20 anos, e pedem para ver sua identificação mesmo que você tenha rugas e cabelos brancos!

Pelo que nos explicaram, esse monopólio estatal na venda de bebidas alcoólicas se deve ao fato de que, por causa dos invernos prolongados e da falta de luz solar, eles tinham muitos casos de depressão e suicídios na Escandinávia como um todo, e as bebidas alcoólicas só tendem a agravar esse problema - por isso, a venda desses produtos agora é 100% controlada pelo Estado.

Compramos cervejas num Systembolaget em Estocolmo e gastamos 232,80 coroas suecas. 

Você vai encontrar cervejas também nos supermercados comuns, mas não dê uma de bobo - como aconteceu conosco na Islândia: essas cervejas vendidas em supermercados normais são do tipo "light", com um teor alcoólico baixíssimo. 

As cervejas "normais" você realmente só vai encontrar nos Systembolaget, as lojas do governo! 

Imagina a cara do Peg na Islândia, há uns anos atrás, quando descobriu que tinha comprado um monte de cervejas "erradas" num super comum?! Hahahaha...

Ao comprar bebidas alcoólicas, os supermercados só vendem até 4,75%, então você vai encontrar apenas cervejas, cidras e alguns vinhos "fracos". Os preços nas prateleiras são geralmente por lata (25 a 35 coroas suecas por lata de cerveja).

Verifique a porcentagem antes de comprar, pois eles têm muitas cervejas sem álcool!

Você não pode comprar bebidas alcoólicas - mesmo essas fraquinhas - em supermercados depois das 20hs em dias de semana, depois das 18hs no sábado, ou a qualquer momento no domingo - as prateleiras ficam cobertas por uma cortina para evitar a tentação. Evite vexames 😜 como eu sempre digo, a gente vai antes para passar os perrengues e vexames e evitar que vocês façam o mesmo...

E, como já disse acima, para qualquer coisa mais forte que 4,75%, você precisará ir a uma das lojas estatais Systembolaget ou Vinmonopolet, que também vendem destilados e vinhos.

Os preços nessas lojas são, como vocês podem imaginar, exorbitantes. As bebidas alcoólicas são tão caras que eles dizem brincando que é mais barato comprar 2 blusas na H&M do que tomar uma cerveja num bar na Suécia!

Não deixe de experimentar: a cidra Rekorderlig Strawberry Lime (morango-lima) tem o gostinho do verão sueco. Tome bem gelada, com gelo, limão e folhinhas de hortelã. 

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
 fazendo "estoque" de cervejas num Systembolaget em Estocolmo

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez

as Systembolaget suecas são assim - e elas só vendem bebidas, não vendem produtos de supermercado - embora às vezes fiquem localizadas no mesmo prédio dos mercados, são estabelecimentos completamente separados

É melhor usar euros, coroas suecas ou cartão de crédito na Suécia?

Na Suécia, a moeda é a coroa sueca, conhecida como SEK. O símbolo da moeda, equivalente ao nosso R$, é kr (de 'coroas').

As cotações que você encontra na internet seguem abaixo - mas saiba que, na vida real, foi bemmmm diferente:

U$ 1 = 9,38SEK
R$ 1 = 2,50SEK
€ 1 = 10,52SEK

Olha como estavam as cotações no site do Forex Bank (em inglês) - de novo, na vida real foi beeem diferente:



Meu primeiro plano chegando em Estocolmo era comprar coroas suecas mas, como acabamos comprovando nesta viagem, coroas são quase que totalmente desnecessárias para viajar pela Suécia.

Não que eles aceitem euros para tudo, como muita gente pensa - pelo contrário, não aceitam - mas porque em 99% dos lugares a preferência deles é pelo pagamento com cartão de crédito: em muitos lugares eles simplesmente não aceitam pagamento em dinheiro vivo, apenas em cartão mesmo!

É o caso da maioria dos estacionamentos com parquímetros, por exemplo. 

Eu prefiro ter dinheiro vivo porque detesto usar cartão de crédito em viagens, e pagar 6,38% a mais de IOF em tudo, então pretendia trocar dólares ou euros por coroas suecas chegando lá, mas a cotação que eles fazem para o euro e para o dólar é tão ruim que acabamos concluindo que nem valia a pena trocar muitos euros ou dólares - acabamos nos conformando em pagar IOF mesmo!

De qualquer forma, trocamos um pouco de dinheiro só para casos de emergência, caso nossos cartões de crédito não funcionassem, por exemplo - imagina abastecer o motorhome num posto de gasolina e os cartões de crédito não funcionarem?? Será que na Suécia existe a opção 'lavar pratos' como forma de pagamento??

Falo isso porque não foi nem uma, nem duas, mas muitas vezes em que um dos nossos cartões de crédito deram problema.

Algumas pessoas me disseram que tiveram problema com o Mastercard, mas nossos cartões, tanto o meu quanto o do Peg, são Visa, e não importava a bandeira: teve vezes em que o meu cartão não funcionou e outras vezes em que o cartão do Peg não funcionava, aleatoriamente...ah, e não era por falta de crédito, viu? Hehehe...

Simplesmente, do nada, sem qualquer motivo aparente, não completava a transação! Por sorte, sempre um dos 2 cartões acabava funcionando, não ficamos na mão nenhuma vez, mas continuo recomendando que você troque pelo menos uns 100 euros para uma emergência desse tipo!

Aliás, fico me perguntando: quem viaja só com cartão de crédito faz o quê na hora de comprar moranguinhos nas banquinhas de beira de estrada?

Bom, de qualquer forma, pelo que percebemos, eles usam cartão de crédito para quase tudo, e várias pessoas me contaram ter viajado pela Suécia sem sequer conhecer as cores das moedas locais, usando o cartão para tudo.

Nos postos de gasolina na Suécia, por exemplo, descobrimos que existe normalmente uma única bomba específica para quem pretende pagar com dinheiro (onde está escrito "Kassa"). Todas as outras bombas são para pagamento no cartão (escrito "Kort"). 

Inclusive, existem alguns lugares, até mesmo restaurantes e cafés, onde eles simplesmente não aceitam dinheiro como forma de pagamento - sim, isso mesmo que você leu: se não tiver um cartão de crédito, você não come lá!

Em alguns lugares eles chegaram inclusive a demonstrar uma certa incredulidade quando eu dizia que queria pagar em dinheiro kkk... 😅

Em resumo, para nós, a cotação foi a seguinte: U$ 1 = 9,05 coroas suecas.

Bem diferente daquela cotação que eu tinha visto na internet, lembra?

U$ 1 = 9,38SEK
€ 1 = 10,52SEK

Acho bom avisar, porque é uma ilusão olhar as cotações na internet e pensar que você vai chegar lá e encontrar essas cotações nas casas de câmbio de Estocolmo!

Quem aí já viajou pela Suécia e tem dicas boas de onde trocar euros e dólares por coroas suecas? E vocês, usam bastante o cartão de crédito nas viagens?

Para ver as minhas dicas de onde comprar coroas suecas em Estocolmo, veja o post que já publiquei específico sobre a capital sueca: O que fazer em Estocolmo - dicas práticas para conhecer a capital da Suécia.

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
trocando dólares por coroas suecas

nos postos de gasolina na Suécia existe normalmente uma única bomba específica para quem pretende pagar com dinheiro, escrito "Kassa"

todas as outras bombas de combustível são para pagamento no cartão, onde está escrito escrito "Kort"

Chip de celular para usar na Suécia

Durante toda a nossa viagem pela Escandinávia usamos um chip de celular (simcard) fornecido pela Easysim4u.

Recebemos o chip em casa, antes de sair do Brasil, colocamos ele no celular ainda no avião, e já chegamos em Estocolmo com internet funcionando no telefone!

Para quem vai viajar por vários países, a facilidade e comodidade que esses chips revendidos no Brasil pela Easysim4u oferecem são imbatíveis 😆

Nós não vendemos chips de celular através do blog - nem nenhum outro produto ou serviço, pois o pequeno viajante é um blog que não visa lucro, é apenas um passatempo nosso mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - Easysim4u - para ver como comprar esses simcards e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar.

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
boas vindas na Suécia, já com internet 4G

Mais informações sobre a Suécia no blog

No post sobre o nosso roteiro completo pela Noruega e Suécia, coloquei informações sobre a melhor época para ir para lá, previsão do tempo, quanto tempo precisa para esta viagem, como planejar um roteiro por lá, como ir do Aeroporto Arlanda ao centro de Estocolmo, as altas temperaturas que pegamos por lá, etc.

Como viajamos pela Suécia de motorhome, também já escrevi um outro post com dicas para encontrar bons lugares para pernoitar de graça num motorhome por todo o país: Allemannsretten - o direito de pernoitar de graça num motorhome na Suécia.

Se você tem interesse em saber mais sobre os fenômenos da natureza que acontecem nessa região do mundo, escrevi também sobre a aurora boreal, sol da meia-noite e noite polar.

Para saber sobre a compra de passagens aéreas para esta viagem, e como é voar na classe econômica da Air France para Estocolmo, veja o post completo que já publicamos aqui

Sobre Estocolmo, a capital sueca, também já publiquei um post específico. Saiba o que fazer em Estocolmo e todas as dicas que você precisa para conhecer a cidade! Veja o que visitar, como funciona o Stockholm Pass, onde estacionar e muito mais neste link: O que fazer em Estocolmo - dicas práticas para visitar a capital da Suécia.

Não vou repetir tudo aqui novamente, então clique no link acima e veja lá todas as dicas de Estocolmo:
  • Transportes públicos, patinetes elétricos e bicicletas de aluguel
  • Onde comer barato
  • Onde pernoitar com motorhome em Estocolmo
Contei também em outro post sobre a nossa visita à cidade sueca de Uppsala

Para ler tudo sobre Gamla Uppsala, o Templo pagão Viking, dicas de estacionamento, onde comer, onde dormir e as principais atrações da cidade: Uppsala - principais atrações e dicas para quem vai pela primeira vez.

no nosso post sobre Estocolmo, você descobre como ir do Aeroporto Arlanda ao centro da capital sueca

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
Uppsala, uma cidade Viking que é perfeita para um bate e volta desde Estocolmo

Sobre a nossa viagem pela Suécia e Noruega, veja também

O que fazer em Oslo: dicas práticas para visitar a capital da Noruega
O que fazer em Bergen: guia para conhecer a cidade mais famosa da Noruega
O que fazer em Estocolmo: dicas práticas para conhecer a capital da Suécia
Ilhas Lofoten, na Noruega: roteiro e dicas
Roteiro pela Noruega e Suécia
17 lugares para conhecer na Noruega
Noruega de motorhome: vídeo de viagem
Roteiros Vikings na Noruega: onde encontrar atrações da Era Viking
Lapônia muito além do Papai Noel: o que você precisa saber antes de ir
Allemannsretten: o direito de pernoitar de graça num motorhome na Noruega e Suécia
Trilha Preikestolen com crianças na Noruega
Como é voar para a Escandinávia na classe econômica da Air France
Roteiro de viagem pela Escandinávia com crianças: Finlândia, Suécia, Noruega, Dinamarca e Estônia
Aurora boreal, sol da meia-noite e noite polar: a Noruega e seus incríveis fenômenos da natureza
Trolls da Noruega: tudo o que você precisa saber sobre eles para viajar à Noruega
Trondheim, Noruega: principais atrações e dicas para quem vai pela primeira vez
Uppsala, Suécia: principais atrações e dicas para quem vai pela primeira vez
Quais os países mais seguros do mundo para viajar

Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez
Suécia: dicas para quem vai pela primeira vez


Você também nos encontra aqui:



Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: