Menu

O que fazer em Urubici e arredores: as 23 melhores atrações turísticas da Serra Catarinense

Conheça os 23 melhores pontos turísticos de Urubici e arredores - dicas de passeios e o que fazer para aproveitar o melhor da Serra Catarinense.

O que fazer em Urubici
Conheça os 23 melhores pontos turísticos de Urubici e arredores - aqui você vai encontrar dicas de passeios e o que fazer para aproveitar o melhor da Serra Catarinense!

Quando retornamos da nossa viagem a Urubici, me pediram dicas de onde se hospedar lá, de onde comer em Urubici e arredores e, principalmente, dicas do que fazer em Urubici e região - então decidi publicar uma lista completa para vocês aqui no blog com as 23 melhores atrações turísticas da Serra Catarinense.

Ficamos na Hospedagem Mendes e escrevi um post completo com essa e outras dicas de hospedagem em Urubici: onde ficar em Urubici.

Também já publiquei um post super completo com 35 lugares para comer em Urubici - alguns dos lugares desta lista são verdadeiras atrações turísticas da Serra Catarinense!

Vamos então à lista dos 23 melhores pontos turísticos de Urubici e arredores?

Leia também:


Pirâmides Sagradas
Pirâmides Sagradas, um dos lugares que mais gostamos de conhecer na Serra Catarinense

O que fazer em Urubici
selfie numa das curvas da Serra do Rio do Rastro

O que fazer em Urubici
Lipe num dos balanços do Parque Altos do Corvo Branco

O que fazer em Urubici
nosso pequeno viajante no novo mirante de vidro do Parque Turístico Cachoeira Papuã

O que fazer em Urubici
mirante da Serra do Rio do Rastro

O que fazer em Urubici
trilha até o poço na base da Cascata do Avencal, um dos meus passeios favoritos em Urubici

O que fazer em Urubici
Cânion do Funil, o lugar mais lindo do Brasil!

O que fazer em Urubici e arredores

Essa nossa última escapadinha até Urubici foi, na verdade, nossa 3ª vez na Serra Catarinense e, a cada visita, volto mais encantada 🤩

O que mais me impressionou nessa nossa recente viagem à Serra Catarinense foi a quantidade de novos lugares para visitar que conhecemos por lá! Claro que aqueles canions maravilhosos estão lá há milhares - senão milhões - de anos, mas, nas nossas viagens anteriores, eles não eram tão facilmente "visitáveis", por ficarem situados dentro de propriedades privadas (os acessos às bordas). 

O Canion da Ronda, por exemplo, em Bom Jardim da Serra, eu nem sabia que existia! 

Mas, recentemente, com esse "boom" de turismo de pandemia, todo mundo buscando essas opções de atrações na natureza, ao ar livre, acredito que o turismo na Serra Catarinense explodiu, e é incrível a quantidade de novos parques de atrações turísticas sendo criados, em plena construção (ou em reformas) neste momento (julho de 2021): é um tal de Mirante Serra Parque, Altos do Corvo Branco, Parque Turístico Cachoeira Papuã, Parque Mundo Novo...todos novinhos em folha, com novos mirantes de vidro, etc!

O que fazer em Urubici
Parque Turístico Cachoeira Papuã, uma das atrações recentemente inauguradas em Urubici

O que fazer em Urubici
uma das novas plataformas de vidro no Parque Quedas do Avencal

O que fazer em Urubici
Cânion da Ronda visto do Mirante Serra Parque

O que fazer em Urubici
Altos do Corvo Branco, um dos parques ainda em obras em Urubici

O que fazer em Urubici
Morro do Campestre

Enfim, existe uma grande variedade de novas atrações turísticas em Urubici, que ainda não existiam nas nossas primeiras visitas à região, a maioria delas ainda em obras, possibilitando que a gente visite, de forma segura e tranquila, inúmeras atrações naturais antes praticamente inacessíveis 😍

Então se prepare, porque a lista do que fazer em Urubici é longa - são muitas opções de atividades para fazer e de lugares para visitar na região, e você vai ter que acabar escolhendo aquelas que cabem no seu roteiro e no seu bolso, e que fazem mais sentido para a sua família e o seu gosto.

Note que a lista abaixo inclui pontos turísticos não só de Urubici, mas também de Bom Jardim da Serra e de Grão-Pará


Para te ajudar a escolher o que fazer em Urubici e arredores é que eu fiz essa lista com as 23 melhores atrações turísticas da Serra Catarinense:

O que fazer em Urubici
além de todas as atrações turísticas de Urubici que listei abaixo, ainda existem muitas outras opções de passeios a cavalo, trilhas, cachoeiras, etc - nós fizemos um passeio a cavalo organizado pela pousada em que ficamos hospedados na Serra Catarinense quando o Lipe era bebê

O que fazer em Urubici
neste mapa, que fica na sede do ICMBio, você pode ver como ainda existem várias outras atrações turísticas em Urubici que sequer mencionei neste post!

O que fazer em Urubici
mapa da região na sede do Parque Nacional de São Joaquim

1 Gruta Nossa Senhora de Lourdes

Essa gruta linda fica situada na SC-370 em Urubici, atrás da igreja branca e amarela na estrada, a 11Km/15min do centro de Urubici. 

Fica aberta 24hs, com entrada grátis. Tem estacionamento (que fica a apenas 120m da gruta). 

É uma gruta com cascata dedicada à Nossa Senhora - vale a visita, o lugar é lindo. Dá pra subir lá em cima pelas escadarias do lado esquerdo e parar bem atrás da cascata.

O que fazer em Urubici
a gruta fica situada atrás desta igreja branca e amarela que você vê quando passa pela estrada SC-370 em Urubici

Gruta Nossa Senhora de Lourdes
Gruta Nossa Senhora de Lourdes

Gruta Nossa Senhora de Lourdes
Gruta Nossa Senhora de Lourdes vista de trás da cascata

2 Pedra Furada - Morro da Igreja

O Morro da Igreja é o ponto turístico mais famoso de Urubici, localizado a 30Km/40min do centro da cidade, com acesso todo asfaltado e bem sinalizado. 

O Parque Nacional de São Joaquim é uma Unidade de Conservação Federal criada em 1961, no bioma Mata Atlântica, na região serrana de Santa Catarina - e o principal atrativo turístico do parque nacional é justamente o Morro da Igreja. 

A Pedra Furada é uma escultura natural - uma formação rochosa - em formato de janela, com aproximadamente 30m de circunferência, que pode ser visualizada do alto do Morro da Igreja, à direita de quem chega ao topo (é preciso estacionar o carro e caminhar cerca de 20m em direção à borda do cânion). Esse monumento natural é ponto de referência da divisa entre 3 municípios - Urubici, Bom Jardim da Serra e Orleans. 

Escrevi um post super completo onde vocês vão encontrar todas as nossas dicas para visitar o Morro da Igreja e a Pedra Furada - a visita é grátis, mas existem várias regras que você precisa seguir, então achei que valia a pena fazer este post bem específico:


Lá eu escrevi sobre as trilhas, os cuidados que você deve ter e o mais importante: como reservar o seu ingresso grátis para visitar o Morro da Igreja - tem toda uma burocracia que você tem que organizar com antecedência! Fica ligado!

Pedra Furada - Morro da Igreja
Pedra Furada - Morro da Igreja

3 Cachoeira Véu de Noiva

A Cachoeira Véu de Noiva fica situada a cerca de 22Km/30min de distância do centro de Urubici, no caminho para o Morro da Igreja. O acesso até lá é todo asfaltado.

É uma cachoeira linda, com 65m de queda, e é a mais famosa dentre as mais de 80 cachoeiras catalogadas em Urubici, na Serra Catarinense. 

O acesso até a queda d’água é fácil, e tem um estacionamento privado no local, que cobra R$ 10,00 por pessoa (inclusive de crianças a partir de 6 anos). 

Aproveite a paisagem e o espetáculo da água caindo até o chão: não existe queda livre, a água desliza suavemente por grandes rochedos, escorrendo por uma enorme parede de pedra, parecendo um véu - quando está com maior vazão, a espuma branca faz o visual assemelhar-se ao de um grande véu de noiva - daí o nome pelo qual é conhecida. 

A cascata fica situada numa propriedade particular, com boa estrutura turística e um restaurante de comida caseira que serve lanches também e loja de souvenires. O local oferece também uma pousada.

Na caminhada de 300m entre o estacionamento e a base da cascata, você consegue ver vários pássaros da fauna local - curiós, sabiás, pica-paus, tico-ticos e capitães-do-mato. 

Uma trilha que sai de pertinho da cascata leva até o Parque Morro da Igreja, com entrada grátis. Vale a pena! Explico mais sobre esse parque logo abaixo 👇

Horário de funcionamento: das 8 às 18hs (exceto segundas e terças-feiras). 

E-mail: reservas@urubiciveudenoiva.com.br. Telefones: (49) 3236-1110 ou (49) 9135-2121.

Estão vendo esse bebê-fofurinha?? Esse era o #felipeopequenoviajante no seu 1° verão de vida, passeando em Urubici! Não resistimos à tentação de repetir a foto 12 anos depois na Cachoeira Véu de Noiva! 

A cachoeira continua igualzinha, mas o Lipe...quanta diferença!!

Cachoeira Véu de Noiva
#felipeopequenoviajante no seu 1° verão de vida passeando em Urubici

Cachoeira Véu de Noiva
Lipe 12 anos depois na Cachoeira Véu de Noiva

Cachoeira Véu de Noiva
voamos o drone na Cachoeira Véu de Noiva

4 Parque Morro da Igreja

Esse parque na Serra Catarinense é muito pouco divulgado - mesmo tendo pesquisado bastante sobre o que fazer em Urubici antes de ir para lá, eu NUNCA tinha lido nada sobre ele em lugar nenhum - e ele fica localizado exatamente ao lado da Cachoeira Véu de Noiva, que é um dos principais pontos turísticos da Serra Catarinense, no caminho para o famoso Morro da Igreja! 

Além disso, o Parque Morro da Igreja tem entrada grátis! 

Sim, se você paga o ingresso para entrar no parque da Cachoeira Véu de Noiva (R$ 10,00 por pessoa, inclusive crianças a partir de 6 anos), tem direito a entrar de graça no Parque Morro da Igreja também! 

Como disse acima, eu não sabia da existência dele e, na verdade, só descobri porque vimos uma placa ao lado da Cascata Véu de Noiva indicando uma tirolesa no Adventure Park Morro da Igreja...então fomos caminhando e explorando uma trilha espetacular entre xaxins enormes e acabamos chegando lá! 

Mesmo que você não tenha interesse na tirolesa, recomendo muito pegar essa trilha dos xaxins, que também tem vista da própria Cascata Véu de Noiva ao longe - é uma passarela com árvores lindas por todos os lados, vale o passeio!

Chegando ao Parque Morro da Igreja (ou 'Adventure Park'), existem várias outras atrações, como o Cânion do Xaxim Gigante, a trilha até a parte baixa da Cascata Três Irmãs (40min de caminhada), a trilha até a parte alta da mesma cascata (10min), a Trilha Cachoeira dos Namorados, etc. 

✔ O preço da tirolesa é R$ 50,00 por pessoa, ida e volta, totalizando 600m. 
✔ Horário de funcionamento: das 8 às 18hs (exceto segundas e terças-feiras). 
✔ O acesso é todo asfaltado.

Parque Morro da Igreja
descobrimos o Parque Morro da Igreja graças a esta placa ao lado da Cachoeira Véu de Noiva

Parque Morro da Igreja
trilha dos xaxins que leva ao Adventure Park Morro da Igreja

Parque Morro da Igreja
trilha espetacular entre xaxins enormes

Parque Morro da Igreja

Parque Morro da Igreja
tirolesa no Parque Morro da Igreja

5 Serra do Corvo Branco

Falando em lugares espetaculares...quem já conhece essa estrada lendária, uma das mais assustadoras do Brasil??

Na 1ª vez em que a percorremos, há quase 2 décadas, a situação dela era infinitamente pior que hoje - uma verdadeira montanha-russa e, completamente perdidos numa época em que ninguém tinha GPS, paramos para pedir informações a um 'Catarina', que nos respondeu, com aquele que é um dos sotaques mais fofos que eu conheço:

"Pra Urubici?? Segue em frente toda viiiida...só não esquece de fazer as curvas!"

Até hoje a gente chora de rir relembrando aquela cena!

Situada a 40min/30Km do centro de Urubici, por estrada asfaltada na maior parte do trajeto, no Município de Grão Pará, essa lendária estrada foi a ligação pioneira entre o litoral e a Serra Catarinense, e continua em plena atividade. 

A 'garganta' de entrada na Serra do Corvo Branco proporciona uma visão impressionante - a estrada começa no meio de 2 enormes paredões de pedra: logo no início da descida, fica o maior corte em rocha do Brasil, com 90m de altura. 

Serra do Corvo Branco
Serra do Corvo Branco

Serra do Corvo Branco
a estrada começa no meio de 2 enormes paredões de pedra: o maior corte em rocha do Brasil, com 90m de altura

Serra do Corvo Branco
curvas fechadíssimas de 180° na Serra do Corvo Branco

Serra do Corvo Branco
Serra do Corvo Branco vista pelo nosso drone

Serra do Corvo Branco
curvas da Serra do Corvo Branco

Descer toda a extensão da Serra do Corvo Branco, com seus 4,2Km, até a cidade de Grão-Pará, lá embaixo, é uma emoção, quase uma montanha-russa! As curvas fechadas e a pequena largura da estrada fizeram com que ela ficasse conhecida como a estrada mais assustadora do Brasil. 

Não esqueça de testar os freios antes de começar a descer! 

Para se ter idéia do ângulo das curvas fechadíssimas de 180°, camionetes maiores têm que fazer as curvas mais fechadas em 2 manobras, para não invadir a pista contrária, e o tráfego de veículos de maior porte é proibido. 

Apenas 600m da serra são pavimentados, na parte mais crítica. 

A estrada que passa pela Serra do Corvo Branco é a SC-370, ligando Urubici a Grão Pará, que fica distante cerca de 60Km. 

A diferença de altitude entre as 2 cidades é de 805m (Grão-Pará fica a 110m de altitude e Urubici a 915m acima do nível do mar). 

A Serra do Corvo Branco é uma estrada cênica, formada por um emaranhado de escarpas e montanhas. 

Antes da 1ª curva fechada, no sentido de quem desce a serra (Urubici - Grão-Pará), tem um mirante perfeito para fotos, logo que termina o trecho do maior corte em rocha do Brasil (no final da "garganta" inicial). 

Nós almoçamos na Jaqueline Lanches - um trailler estacionado no começo da descida da Serra do Corvo Branco, bem na frente da entrada do Parque Altos do Corvo Branco. Eles fazem pastéis deliciosos na hora e tem até quentão! Gastamos R$ 40,00 no almoço para 3! 😁

Se você ainda não viveu essa aventura, coloque na sua lista de desejos: percorrer a Serra do Corvo Branco em Santa Catarina ✔

Serra do Corvo Branco
a Serra do Corvo Branco desce em direção ao litoral catarinense

Serra do Corvo Branco
ninguém resiste a uma foto na Serra do Corvo Branco!

Serra do Corvo Branco
vista aérea do maior corte em rocha do Brasil, na Serra do Corvo Branco

6 Parque Altos do Corvo Branco

Esse parque novinho em folha fica situado na rodovia SC-370, Km 101,7, na Serra do Corvo Branco, em Urubici. São 30min/27Km do centro da cidade. 

Para chegar ali, tem uns 5Km de estrada de chão, mas, dentro do parque, o acesso está pavimentado. Você sobe em carro próprio, e não é permitido parar no percurso dentro do parque até chegar no estacionamento. 

A entrada do Parque Altos do Corvo Branco é exatamente no local onde começa a descida da Serra do Corvo Branco, à direita, na frente do trailler Jaqueline Lanches, onde nós almoçamos pastéis deliciosos. 

O parque abre diariamente, das 8 às 18hs. 

Como falei, é um parque novíssimo, ainda em construção. São 5 mirantes com vistas espetaculares e balanços estrategicamente posicionados. 

De lá você terá uma visão incrível das curvas da Serra do Corvo Branco (melhor que a vista que tivemos voando o drone!), do Campo dos Padres e do Cânion Espraiado, por exemplo. 

O ingresso para o Parque Altos do Corvo Branco é R$ 30,00 por pessoa (um dos ingressos de atrações mais caros da região), e crianças até 10 anos não pagam - o Lipe, com 12 anos, já pagou 😒 

No local tem lancheria, banheiro e até alguns pontos com wifi! 

Para ir até os mirantes mais distantes, eles oferecem transporte de ônibus (não pode ir com veículo próprio até os mirantes, o seu carro fica no estacionamento, lá em cima). 

Ficamos umas 2hs lá. Vale a pena! Coloque na sua lista do que fazer em Urubici!

Parque Altos do Corvo Branco
subida que leva ao Parque Altos do Corvo Branco

Parque Altos do Corvo Branco
um dos mirantes do Parque Altos do Corvo Branco

Parque Altos do Corvo Branco
o Parque Altos do Corvo Branco é o melhor lugar para se ter esta vista da Serra do Corvo Branco

Parque Altos do Corvo Branco
balanço no Parque Altos do Corvo Branco

Parque Altos do Corvo Branco
para ir até os mirantes mais distantes no Altos do Corvo Branco, eles oferecem transporte de ônibus

Parque Altos do Corvo Branco
ônibus que leva os turistas aos mirantes mais distantes do Parque Altos do Corvo Branco

Parque Altos do Corvo Branco

Parque Altos do Corvo Branco
vá preparado para muito frio e vento no Parque Altos do Corvo Branco

7 Pirâmides Sagradas - Grão Pará

Uma serra de montanhas em formato de pirâmides. 

Essas são as Pirâmides Sagradas, no Parque Estadual da Serra Furada, em Grão Pará. 

Na divisa das cidades de Grão Pará e Urubici, perto da Serra do Corvo Branco, existe uma cadeia de montanhas da Serra Geral que têm formato de pirâmides, formando uma paisagem incrível. 

Na região existem várias cachoeiras e trilhas, que permitem as mais diversas atividades de ecoturismo. Uma das trilhas mais bonitas (e mais difíceis) é a subida até o topo da serra, com cerca de 4,5km de subida e 700m de altimetria - essa trilha promete uma das vistas mais lindas de Santa Catarina! 

Para chegar lá nas Pirâmides Sagradas, precisa encarar uma estrada de chão de 23Km, mas só o último km antes de chegar ao Camping do Mirante é realmente ruim, e exige um veículo 4x4. Se não tiver um veículo forte, dá para deixar o carro e seguir a pé até o camping por esse último trecho ruim. 

Tem também uma pousada um pouquinho mais adiante. A pousada é bem no fim da estrada, e a entrada do camping é um pouco antes de chegar lá, à direita. 

Na minha opinião, a vista do Camping do Mirante é + bonita que a vista da pousada.

No camping tem balanços, mesinhas de piquenique e um laguinho que reflete as montanhas, além daquela vista espetacular das fotos abaixo.

Pirâmides Sagradas

Pirâmides Sagradas
Tal mãe, tal filho! Um balanço, infinitas possibilidades! 

Esses balanços viraram uma verdadeira praga de quem curte fazer "book" de fotos, mas, quando a gente encontra um deles sem fila, num lugar completamente vazio, onde dá para "revelar a criança interior", não perdemos a oportunidade 😂

Quem aí também ama um balanço?

Eles estão cobrando R$ 20,00 por pessoa para visitar e R$ 50,00 para acampar lá. Pedimos desconto e pagamos R$ 34,00 para nós 3 😁 

Da Serra do Corvo Branco até o camping das Pirâmides Sagradas são 43Km/1h20min. De Urubici ao camping são 72km/2hs. 

A paisagem é linda por todo o caminho, mas o problema é a sinalização, que é péssima - nos perdemos várias vezes no caminho para lá! Existem inúmeras bifurcações no trajeto e não havia sequer uma placa indicando a entrada do camping! Dei dica para eles colocarem várias placas indicando o caminho do camping - espero que em breve a coisa melhore! 

Nosso erro foi não ter baixado o mapa offline no Google Maps antes de ir - não pega internet no caminho e era impossível ver o mapa...se tivéssemos ido pelo Google Maps, seria bem mais fácil! Aliás, vale a dica para qualquer passeio na Serra Catarinense: pegue todas as informações antes de ir e baixe mapas offline, porque é muito difícil conseguir conexão de internet nas estradas! 

No camping tem banheiros, mas eu não usei, então não sei dizer como são. Me disseram que são limpos, com chuveiro elétrico, papel higiênico e sabonete. Também li que tem uma cozinha com fogão à gás e a lenha, utensílios, lenha à disposição e mesa que os campistas podem usar. Sobre o camping, veja mais informações no Instagram @campingmirante.

A família que vive lá abriu o negócio há poucos meses, e são muito simpáticos. 

Pra mim, junto com o Cânion do Funil (em Bom Jardim da Serra), são os 2 lugares mais imperdíveis de visitar numa viagem à Serra Catarinense!

Pirâmides Sagradas
no Camping do Mirante, nas Pirâmides Sagradas, tem balanços, mesinhas de piquenique e um laguinho que reflete as montanhas

Pirâmides Sagradas

Pirâmides Sagradas

Pirâmides Sagradas
as Pirâmides Sagradas ficam situadas no Parque Estadual da Serra Furada, em Grão Pará

Pirâmides Sagradas

Pirâmides Sagradas
Pirâmides Sagradas

8 Serra do Rio do Rastro

A Serra do Rio do Rastro se localiza no sul de Santa Catarina, na rodovia SC-390, e é considerada um dos cartões postais do estado vizinho. 

Situada entre as cidades de Lauro Müller (na parte de baixo da serra) e Bom Jardim da Serra (em cima da serra), a Serra Rio do Rastro é toda pavimentada, e liga o planalto serrano com o litoral de Santa Catarina. 

O trajeto da serra é cheio de refúgios, onde é possível parar para fotografar, e cada parada tem vistas de um ângulo diferente da rodovia. 

A melhor vista das curvas da estrada, na minha opinião, é a que se tem do mirante com estrutura de metal verde, já bem próximo ao topo (numa das primeiras curvas da descida). 

Serra do Rio do Rastro
o mirante com estrutura de metal verde, próximo ao topo, tem a melhor vista da Serra do Rio do Rastro

Os principais acessos são via: 
  1. São Joaquim e Urubici, seguindo por Bom Jardim da Serra (por cima da serra); ou 
  2. Criciúma e Tubarão, seguindo por Lauro Müller (por baixo da serra). 
O mirante de cima da serra fica a 11Km de Bom Jardim, 20Km de Lauro Müller, e 200Km de Florianópolis. Os acessos são todos asfaltados. 

Para os motoristas que vão subir a serra, com destino ao planalto, o tráfego está atualmente (julho de 2021) bloqueado das 7hs às 18hs, de segunda a sexta-feira. 

Já para os turistas que fazem o sentido contrário, ao descer a serra, com destino ao sul, o tráfego fica bloqueado das 7hs às 19hs, de segunda a sexta-feira. 

Nos finais de semana, o tráfego está sempre liberado.

Por conta das obras (que visam a contenção do deslizamento de terra e de pedras), a Serra do Rio do Rastro fica interditada durante a semana e é liberada aos finais de semana, das 18hs de sexta-feira às 7hs de segunda-feira. Verifique a situação quando você for, pois estas informações são de julho de 2021. 

Vale dizer que a Serra do Rio do Rastro é a estrada mais famosa do Brasil, e uma das estradas mais impressionantes do mundo. 

Esse trecho da rodovia SC-390 é caracterizado por subidas íngremes, curvas fechadas e mirantes espetaculares entre penhascos e montanhas. Li em um outdoor lá no mirante que esta estrada tem, no total, 284 curvas - um número impressionante!

Mirante da Serra do Rio do Rastro, localizado no seu topo, a mais de 1460m de altitude, proporciona uma vista espetacular da estrada, da Serra do Rio do Rastro e da planície abaixo - explico melhor sobre o mirante logo abaixo.

Quem vem de Bom Jardim, trafegando pelos campos planos de cima da serra, é surpreendido pelo contraste, pois a estrada do Rio do Rastro começa de repente, e o desnível entre o mirante lá em cima e a planície lá embaixo, em Lauro Müller, é de 1200m!

Contando com lugares como a Serra do Rio do Rastro, que não perdem em beleza para o Caminho do Troll na Noruega, acho que dá para afirmar que a Serra Catarinense é um dos melhores destinos turísticos do Brasil!

Serra do Rio do Rastro
a Serra do Rio do Rastro não perde em beleza para o Caminho do Troll na Noruega

Serra do Rio do Rastro
selfie em família na Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro
descendo a Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro

9 Mirante da Serra do Rio do Rastro

Como mencionei acima, esse mirante fica situado na parte plana no topo da Serra do Rio do Rastro, a 1460m de altitude, e proporciona uma vista ótima de parte da estrada e da serra. 

Também se tem dali uma visão da planície ao fundo, num desnível de 1200m. 

O melhor horário para visitar o Mirante da Serra do Rio do Rastro é entre as 11 e 15 horas, pois neste horário há menor incidência de neblina e o sol está bem em cima. Em dias com boa visibilidade, a vista chega a mais de 100Km de distância. 

No alto da serra, até mesmo nos meses de verão, o vento é gelado. Imagine então no inverno, quando as geadas são frequentes e, às vezes, com sorte, até neva. Vá muito bem agasalhado! 

Junto ao mirante tem um estacionamento, posto de Polícia Rodoviária, restaurante, lanchonete, banheiro (cobrando 50 centavos por pessoa) e loja de souvenirs. 

Dica do pequeno viajante: a melhor vista é a que se tem do canto direito do mirante.

Serra do Rio do Rastro
Mirante da Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro
vistas incríveis do Mirante da Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro

Nas primeiras vezes que estivemos na Serra do Rio do Rastro, não dava para ver uma curva sequer, tamanha a quantidade de neblina na Serra Catarinense (sim, em pleno verão). Só o que víamos aos montes eram os quatis, um mamífero que se limenta de frutas, insetos, vermes e minhocas e vive por lá.

A gente ficava quietinho no estacionamento e eles vinham aos montes para a nossa volta, provavelmente esperando que a gente lhes desse comida - que, é óbvio, não demos.

Nesta 3ª vez na Serra do Rio do Rastro, no auge do inverno, finalmente conseguimos ver as famosas curvas, num dia lindo de frio e muito sol e céu azul. Mas, além das curvas, desta vez tivemos a tristeza de ver também dezenas de turistas sem noção alimentando os pobres quatis - com bolachinhas recheadas e salgadinhos!!

Vocês não podem imaginar a raiva que eu sinto dessas pessoas que alimentam animais silvestres! E o pior: se dessem uma fruta típica da região, ainda vá lá, mas dão salgadinhos!! Como podem ser tão idiotas!? Como podem acreditar que estão fazendo uma coisa 'legal'? É muita falta de noção 🥵

POR FAVOR, não seja um desses turistas trouxas que alimentam animais selvagens com porcarias que nem nós, humanos, deveríamos comer!

PS. Fiquei tão P da vida com aquela cena deprimente que nem fotografei os quatis desta vez...então, para ilustrar, segue uma foto da época em que não era tão comum encontrar imbecis fantasiados de turistas.

Serra do Rio do Rastro
quatis no Mirante da Serra do Rio do Rastro

Serra do Rio do Rastro

10 Mirante Serra Parque - Cânion da Ronda

Ainda na parte de cima da Serra do Rio do Rastro, antes da primeira curva da descida, não deixe de visitar o Cânion da Ronda, lugar que oferece paisagens lindíssimas. 

O acesso a este cânion fica à direita, pelo Café Alto da Serra, logo antes de começar a descida. 

O Mirante Serra Parque é a nova atração do lugar, com vistas de um ângulo totalmente diferente para o cânion. Esse parque fica situado no alto de um morro, numa parte central do cânion.

Este mirante para o Cânion da Ronda fica localizado a 86Km/1h30min de Urubici. 

Quem está seguindo de Bom Jardim da Serra em direção a Lauro Müller, pela SC-390, verá um grande outdoor na entrada do Mirante Serra Parque. 

Nós pagamos R$ 15,00 por pessoa pelos ingressos e o Lipe não pagou (até 12 anos a entrada é grátis). 

O topo do Cânion da Ronda fica a 1448m de altitude, e proporciona uma vista panorâmica das profundas escarpas, penhascos e do vale abaixo. 

As bordas do penhasco marcam a divisa natural dos municípios: na parte plana superior, fica Bom Jardim da Serra; e, na parte acidentada no interior do cânion, fica Lauro Müller. 

Existem alguns outros mirantes para este cânion, perto do parque eólico (você verá as torres eólicas gigantes), mas eu achei bem legal visitar este parque que nós escolhemos, que tem acesso super fácil, wifi, banheiros limpos, trilha, balanços, áreas de piquenique e um mirante bem no alto, no topo de um morro, com uma vista de 360 graus. 

O Cânion da Ronda é um dos 3 cânions de Bom Jardim da Serra. Os outros 2 são o Cânion das Laranjeiras e o Cânion do Funil (visitamos este último, conto mais sobre ele abaixo). 

O nome 'Cânion da Ronda' surgiu na época dos tropeiros, que vinham do Rio Grande do Sul e faziam paradas para descanso na borda do cânion - durante a noite, um dos tropeiros sempre ficava responsável por fazer a ronda no acampamento, vigiando para que o gado não se espalhasse (e não caísse dos penhascos!).

Mirante Serra Parque - Cânion da Ronda
Mirante Serra Parque

Mirante Serra Parque - Cânion da Ronda

Mirante Serra Parque - Cânion da Ronda
do Mirante Serra Parque você tem vistas lindas do Cânion da Ronda

Mirante Serra Parque - Cânion da Ronda
Cânion da Ronda visto do Mirante Serra Parque

11 Cascata da Barrinha - Bom Jardim da Serra

A Cascata da Barrinha é uma cachoeira razoavelmente pequena, mas muito bonita, de acesso super fácil, a apenas 7,5Km do Mirante da Serra do Rio do Rastro. 

Ela fica situada nas margens da SC-390, pertinho do pórtico da cidade de Bom Jardim da Serra. Para chegar ali, basta estacionar em frente ao portal da cidade, ou ainda ao lado da Churrascaria Cascata, de onde já se avista a cachoeira. 

Ao lado do pórtico, tem uma escadaria, que leva até ao nível d’água. Ali também tem um daqueles letreiros com o nome da cidade de Bom Jardim da Serra

Cascata da Barrinha - Bom Jardim da Serra
a Cascata da Barrinha fica bem pertinho do pórtico de Bom Jardim da Serra

Cascata da Barrinha
na Cascata da Barrinha tem um letreiro de Bom Jardim da Serra

Este foi outro lugar em que não resistimos à tentação de repetir as fotos! Mesmo Bat-local, mesmos personagens, e 12 anos de diferença!! Que tiro foi esse, minha gente!? Ficamos zonzos, sem saber se rimos ou choramos de ver nosso #felipeopequenoviajante crescendo tão lindo e saudável 🥵

Mas a pergunta que eu quero que vocês me respondam é a seguinte: quais fotos vocês acham que foram mais fáceis de tirar - com um bebezuco tomador de leite e cagador de fraldas há 12 anos atrás, ou com um pre-aborrescente?! 

Façam suas apostas!

Cascata da Barrinha
Cascata da Barrinha há 12 anos atrás

Cascata da Barrinha
Cascata da Barrinha hoje

Cascata da Barrinha
nosso bebezão parceirinho em Bom Jardim da Serra

Cascata da Barrinha
e nosso aborrescente parceirão em Bom Jardim da Serra

12 Cânion do Funil - Bom Jardim da Serra

Como mencionei acima, Bom Jardim da Serra tem 3 cânions nos limites do município: o Cânion da Ronda, sobre o qual escrevi acima, o Cânion das Laranjeiras, que não conhecemos, e este, o Cânion do Funil.

O Cânion do Funil fica a 80km/1h20min do centro de Urubici. 

O acesso é feito pela propriedade do seu Miguel. A porteira fica ao lado da subestação da CELESC na SC-390, entre Bom Jardim da Serra e o Mirante da Serra do Rio do Rastro. 

A entrada fica no Km 399 - as coordenadas são 28°22'03.8"S 49°34'31.0"W. Não tem nenhuma sinalização indicando a entrada.

O WhatsApp do seu Miguel é +55 49 9127-1014. 

Depois que você finalmente consegue encontrar a porteira (como já falei, não tem nenhuma plaquinha ou indicação sequer), tem que percorrer 7,5Km de trilha (são 15Km entre ida e volta) - que você pode fazer à pé, de bike, ou de veículo 4x4. 

O seu Miguel cobra R$ 50,00 por pessoa pela visitação, para ir com carro próprio (tem que ser 4x4).  Crianças até 10 anos não pagam. 

Combinamos por WhatsApp com o seu Miguel e ele estava na porteira nos esperando. 

A estrada é realmente só para veículos 4x4, e mais que isso: esse trajeto é só para quem sabe dirigir off road, não é pra qualquer um - tem que saber realmente usar um veículo 4x4. 

Eu aviso isso porque encontramos lá uns "guris de cidade" numa baita Toyota Hilux que tinham conseguido a proeza de furar o carter da camionete 4x4. Então sempre é bom avisar: não basta TER um veículo 4x4, tem que saber dirigir em estradas de chão em péssimo estado de conservação também...

Em dias de chuvas deve ficar bem intransitável. 

Então, se você não tem (ou não sabe dirigir) um 4x4, dá para ir a pé: deixe o seu carro estacionado no estacionamento que fica bem próximo à porteira de entrada e siga a pé pela trilha - são 15Km (ida e volta). Ou contrate um transfer com o seu Miguel por WhatsApp (infelizmente, não lembro quanto ele cobra).

Nós perguntamos ao seu Miguel porque ele não põe uma placa lá na porteira, e não passa uma patrola para dar uma melhorada na estrada, e ele nos disse que já tem gente demais indo lá e que ele não quer mais povo lá. Disse que as pessoas fazem bagunça, deixam sujeira e tal. 

Não seja um desses turistas irresponsáveis. 

A borda de um cânion não é lugar para ouvir música alta, deixar lixo e fazer bagunça. 

Há uns meses, ele cobrava R$ 20,00 por pessoa, e agora já está cobrando R$ 50,00, e a tendência é ele aumentar cada vez mais o valor do ingresso, justamente para limitar o número de pessoas que vão lá. 

Aliás, que sonho de consumo acampar na borda do Cânion do Funil. Uma noite lá no Cânion do Funil, 2 noites no camping das Pirâmides Sagradas e 2 noites nos Soldados Sebold (os 2 últimos têm mais estrutura) = férias perfeitas ❤

Veja mais:


Em resumo, o Cânion do Funil é, na minha singela opinião, o lugar + bonito do Brasil 😎

Até bem pouco tempo atrás, eu diria que o lugar + lindo que já tinha conhecido no Brasil era Fernando de Noronha...mas a ilha foi recentemente desbancada na minha lista, com mérito e louvor, pelo Cânion do Funil ❤

PS. O seu Miguel não vai curtir muito esse post - como já falei, ele deixou bem claro pra mim e pro Peg que não quer saber de muita gente fazendo bagunça no paraíso dele, quer guardar o lugar em segredo e tal...mas eu não consigo guardar segredo quando encontro um espetáculo da natureza desse nível - vai por mim e anota aí: o Cânion do Funil e as Pirâmides Sagradas são o que há de mais lindo na Serra Catarinense!

Cânion do Funil
Cânion do Funil

Cânion do Funil
nenhuma foto é capaz de capturar a beleza de um fim de tarde neste lugar

Cânion do Funil

Cânion do Funil
fomos de camionete 4x4 até a borda do Cânion do Funil

Cânion do Funil
foto de um lugar espetacular pra guardar para sempre na lembrança

Cânion do Funil
Cânion do Funil

Cânion do Funil

13 Parque Quedas do Avencal

O Parque Quedas do Avencal fica distante cerca de 8Km do centro de Urubici. 

Dentro dele, está situada a cachoeira de mesmo nome e o mirante construído há pouco, com 7m de extensão, que adentra no cânion e eleva os visitantes a 110m de altura do fundo do desfiladeiro. 

Para chegar ao local, o acesso é bem tranquilo, pavimentado e está localizado na saída da cidade, no sentido para São Joaquim. Placas indicam o parque. Ao entrar, você percorrerá cerca de 1Km de estrada de terra até chegar na entrada do Parque Quedas do Avencal. 

O lugar tem restaurante, café, uma réplica feiosa da Pedra Furada, um mirante de ferro, o novo mirante avançado de vidro, balanço infinito e tirolesa. 

Preste atenção: existem 2 parques com boa estrutura que dão acesso à cascata - o Parque Quedas do Avencal e o Parque Mundo Novo (ou Cascata do Avencal), na SC-430, Km 34.

A plataforma de vidro fica no 1º, chamado Quedas do Avencal. Também tem vista incrível do cânion (Vale do Rio Capoeiras), parque infantil, estacionamento e banheiros. 

O parque fica aberto de segunda a segunda, das 8hs até 18h30min. Telefone: (49) 99964-6265. 

Importante: o ingresso de R$ 20,00 dá direito a entrar nos 2 parques da Cascata do Avencal e à trilha na parte baixa da cascata. Até 10 anos não paga.

Parque Quedas do Avencal
Parque Quedas do Avencal

Parque Quedas do Avencal
Quedas do Avencal vistas pelo nosso drone

Parque Quedas do Avencal
chegamos bem no final da tarde e já não tinha mais fila no balanço - mas costuma ter bastante fila!

Parque Quedas do Avencal
vista linda do mirante do Parque Quedas do Avencal

14 Parque Mundo Novo - Cascata do Avencal

O Parque Mundo Novo não tem mirante de vidro, mas supera o parque vizinho quando o assunto é beleza natural - a sua estrutura é mais precária, mas os seus mirantes ficam de frente para a queda d’água, o que proporciona vistas mais bonitas da Cascata do Avencal. 

Eles também oferecem passeios à cavalo e tirolesa de 120m passando por cima da cascata

A tirolesa custa R$ 50,00 por pessoa. 

Os passeios a cavalo custam R$ 50,00 por pessoa por 30min. 

Dica: o mirante principal tem vistas lindas, mas, seguindo uma trilha de 50m pela borda do paredão, a gente chega ao mirante secundário, onde a vista é ainda melhor, com a queda livre de 100m de água bem na sua frente! 

Essa vista privilegiada vale a visita! 

Como escrevi acima, o ingresso de R$ 20,00 dá direito a entrar nos 2 parques da Cascata do Avencal e também à trilha na parte baixa da cascata. Crianças até 10 anos não pagam ingresso. Aproveite e visite as 3 atrações pelo custo de uma só!

Telefone: (49) 99150-8613. 

Parque Mundo Novo - Cascata do Avencal
Mundo Novo, um dos parques cuja principal atração é a Cascata do Avencal 

Parque Mundo Novo - Cascata do Avencal
o ingresso de R$ 20,00 dá direito a uma pulseirinha que te permite entrar nos 2 parques da Cascata do Avencal e também à trilha na parte baixa da cascata

15 Trilha Cascata do Avencal - parte baixa

A Trilha Cascata do Avencal é uma trilha que leva até os pés da cascata - nos 2 parques que eu citei acima, você está na parte de cima da cascata; e na trilha você vai até a base da queda 'água, entendeu? 

Não sei se estou (meio) viciadinha em trilhas, mas o fato é que este foi um dos meus passeios favoritos em Urubici: com nada de estrutura, 2 ou 3 gatos pingados no caminho e muita beleza natural!

Sim, a estas alturas, eu já estava um pouco cansada de visitar tantos parques com boa infraestrutura para turistas, todos lotados de gente, cheios de peruas deslumbradas fazendo "books de fotos" e milhares de selfies sem sequer olhar a beleza da paisagem ao seu redor - sim, estou ficando velha e chata - ou 'cringe', como diria o Lipe! 

Para chegar ao início da trilha, é só seguir a indicação na rodovia que liga Urubici e São Joaquim. Vai ter uma placa vermelha escrito "Cascata do Avencal - parte baixa". Entre nessa estrada e siga até o final, onde você paga o ingresso. 

Como já expliquei acima, o ingresso de R$ 20,00 dá direito a entrar nos 2 parques da Cascata do Avencal (lá na parte alta) e à trilha na parte baixa da cascata. Até 10 anos não paga. Então, se você já tiver pago o ingresso para entrar num dos parques da parte alta da cascata, guarde a pulseirinha e mostre aqui, que ela vale como entrada aqui também.

Por outro lado, se você vier primeiro na parte baixa, guarde a pulseirinha para depois poder visitar de graça também os 2 parques que ficam lá na parte alta - um combo de ingressos que vale a pena!

Tem estacionamento ali, onde começa a trilha, que é relativamente fácil, com apenas 800m/15min. 

A trilha até o poço na base da cascata tem trechos com muitas pedras, que requerem um pouquinho de 'escalaminhada', e infelizmente não é acessível para quem tem mobilidade reduzida.

Trilha Cascata do Avencal
trilha até a base da Cascata do Avencal em Urubici

Trilha Cascata do Avencal
a trilha até o poço na base da Cascata do Avencal é fácil, mas tem trechos com muitas pedras, que requerem um pouquinho de 'escalaminhada'

Trilha Cascata do Avencal
fazendo pose na base da Cascata do Avencal

16 Parque Turístico Cachoeira Papuã

Esse atrativo de Urubici fica cerca de 3Km de distância da entrada do Parque Cascata do Avencal. 

O Parque Turístico Cachoeira Papuã fica a 10Km do centro de Urubici, passando a Cascata do Avencal, na mesma estrada. 

O parque da Cachoeira Papuã tem passarelas de um pouco mais 300m de extensão, que terminam em uma plataforma de vidro para contemplação do cânion e das 2 cachoeiras que existem ali. 

A Cachoeira Papuã é a última novidade entre os pontos turísticos de Urubici - essa queda d’água, que antes ficava praticamente escondida, dentro de uma propriedade privada, agora ganhou um parque todo seu, com um mirante de vidro espetacular. 

A já famosa plataforma de vidro fica acima de um penhasco de 120m de altura, de onde se avistam não uma, mas sim duas quedas d’água!

Esse mirante fica bem às margens do cânion, e a vista é linda! 

O parque abre diariamente, das 8 às 18hs, e o ingresso custa R$ 15,00 por pessoa (o Lipe pagou também, com 12 anos). 

O parque tem uma excelente infraestrutura, com uma loja de souvenirs bem legal, lancheria e banheiros.

Cachoeira Papuã
Lipe curtindo o frio na barriga na nova plataforma de vidro do Parque Turístico Cachoeira Papuã

Cachoeira Papuã
voamos o drone no lindo Parque Turístico Cachoeira Papuã

Cachoeira Papuã
selfie com a Cachoeira Papuã ao fundo

17 Mirante de Urubici

O mirante da cidade fica às margens da SC-430, a 4Km do centro, no sentido São Joaquim. 

Localizado em uma curva fechada da estrada, na descida da serra, o local oferece uma vista completa da zona urbana da cidade de Urubici.

Mirante de Urubici
Mirante de Urubici

18 Igreja Matriz de Urubici

Em estilo gótico, a Igreja Matriz de Urubici é uma das maiores igrejas do Estado de Santa Catarina, idealizada pelo Padre José Alberto Espíndola, cujos restos mortais estão no interior da igreja. 

O Padre ganhou fama de Santo e a população atribui a ele várias graças. 

Uma curiosidade arquitetônica da igreja é que existem outras 3 entradas semelhantes à principal - nas fotos que tiramos com o drone (abaixo) dá para perceber. 

Inaugurada em 1973, depois de 8 anos de lançamento da pedra fundamental, a Matriz de Urubici foi construída graças às doações da comunidade.

Igreja Matriz de Urubici
Igreja Matriz de Urubici

Igreja Matriz de Urubici

19 Inscrições rupestres dos índios Xoclengues

Pertinho do Mirante de Urubici, na SC-110, Km 380 (a 800m do mirante), situado a 4min/2,5Km de distância do centro da cidade, fica este paradouro com café e loja de artesanato, de onde se tem vista ao longe da Cascata do Avencal e, no mesmo local, pode-se visitar inscrições rupestres dos índios Xoclengues

O nome do paradouro é Guardião do Avencal.

O lugar abre diariamente, das 9 às 19hs. Fica fechado nas quartas-feiras. 

O que eu achei ruim é que, para visitar as inscrições rupestres, tem que pagar R$ 10,00 por pessoa - mesmo almoçando no restaurante Guardião do Avencal, que fica lá, tem que pagar o ingresso separado. Achei que eles podiam isentar os clientes do restaurante do pagamento da taxa para visitação 😒

Os banheiros são limpos. 

Nós almoçamos no Guardião do Avencal - pagamos R$ 100,00 e o almoço estava bem gostoso: comemos sanduíches de carne de panela e o Lipe foi de prato kids. 

Recomendo sentar na rua, com vista para a Cascata do Avencal. Tem uma mesa ótima de 4 lugares bem no cantinho 😁

Veja também muitas outras dicas de onde comer em Urubici.

Inscrições rupestres dos índios Xoclengues
 paradouro Guardião do Avencal

Guardião do Avencal
inscrições rupestres dos índios Xoclengues em Urubici

Guardião do Avencal
passarela que leva às nscrições rupestres

Guardião do Avencal
Guardião do Avencal em Urubici

20 Morro do Campestre

O Morro do Campestre é um atrativo natural que fica a 8Km de distância da cidade de Urubici, seguindo por uma estrada de chão em direção ao município de Rio Rufino, na SC-370. 

A estrada que leva ao topo do morro, dentro da propriedade, foi toda pavimentada, e de lá é possível enxergar as lindas formações rochosas de arenito, com uma vista super privilegiada do Vale do Rio Canoas

Uma boa dica é fazer a trilha até o alto do Morro do Campestre perto do horário do pôr-do-sol, para poder aproveitar o espetáculo de cores do fim de tarde na Serra Catarinense. 

O WhatsApp de lá é (48) 99930-7651. 

O Morro do Campestre fica dentro de uma fazenda particular, a Fazenda Morro da Cruz. A entrada custa R$ 15,00 por pessoa. Menores de 10 anos não pagam. 

O local tem uma lancheria/restaurante na entrada, onde se compra os ingressos. Esse restaurante é bem agradável, dá para fazer um bom lanche lá. 

Depois de receber a placa de estacionamento numerada, que deve ser colocada no painel do carro, sobe-se de carro pela estrada sinuosa toda pavimentada por 1,3Km, com uma altimetria acumulada aproximada de 165m. 

São 2 estacionamentos: o azul, que fica na metade da subida, e o verde, que fica na parte superior, bem próximo ao topo. O ideal é conseguir vaga para estacionar no estacionamento verde. 

Localizadas a 1040m de altitude, as formações rochosas do Morro do Campestre realmente impressionam! 

Morro do Campestre
Morro do Campestre

Morro do Campestre

Morro do Campestre
formações rochosas no Morro do Campestre

Do estacionamento superior até o alto do morro, vários degraus acimentados e com proteção de corrimões levam os turistas morro acima, com diversos mirantes pelo caminho. 

É impressionante testemunhar a ação do vento/chuva naquelas pedras ao longo de séculos. 

Quando o estacionamento superior lota, um caminhão próprio da fazenda, aberto e com assentos, daqueles estilo "jardineira", leva as pessoas para cima e aguarda um certo tempo para depois retornar à base. 

O Morro do Campestre abre diariamente, das 9 às 18hs. 

O brabo é ter de aguentar os turistas sem noção que não têm nenhum bom senso, e ficam 30min fazendo "book fotográfico", se 'adonam' das paisagens, enquanto outras pessoas ficam HORAS aguardando numa fila no sol para poder tirar uma fotinho rápida. 

Eu já disse que estou ficando velha e chata, né? Mas realmente não tenho paciência com gente assim...

O turista brasileiro precisa ter mais bom senso. 

Eu entendo que muita gente está se lixando para as paisagens e só visita os lugares para fazer fotos 'Instagramáveis'. Eu mesma ADORO fotografar (já deu pra perceber, né!?), mas tem que ser rápido, minha gente!! Vai ali, tira tua foto e te manda! As criaturas ficam um tempão fazendo 12 poses diferentes, divando no cenário, e depois ainda querem verificar as fotos na tela do celular para ver se prestaram, tudo isso enquanto ocupam a moita! 

Sorry, pessoal, mas faz o serviço rapidinho e desocupa a moita logo!

Morro do Campestre
degraus acimentados e com proteção de corrimões levam os turistas até o alto do morro, com diversos mirantes pelo caminho

Morro do Campestre
formações rochosas no Morro do Campestre vistas pelo nosso drone

Morro do Campestre
sabe aquele aborrescente que não quer aparecer nas fotos mas também não quer ficar de fora!?

21 Pedra da Águia

Estas 3 atrações da Serra Catarinense que eu cito a seguir foram as que não visitamos, por isso deixei por último - são nossos destinos certos para uma próxima viagem à região! 

A Pedra da Águia é uma enorme formação de arenito, que se assemelha ao formato de uma águia com as asas abertas. 

Fica a aproximadamente 26Km de Urubici, no caminho para o Cânion do Espraiado

Seguindo pela estrada, um pouco à frente dela, se forma um cenário lindo, com vistas do Rio Canoas, araucárias por todos os lados e a pedra ao fundo. 

A visita à Pedra da Águia é gratuita

22 Cânion Espraiado

O Cânion Espraiado fica a aproximadamente 35Km/1h do centro de Urubici. 

São 23Km pela SC-439 no sentido da Serra do Corvo Branco, estrada que não está toda pavimentada, com os últimos 3Km ainda de terra. Neste ponto, tem uma bifurcação, e o acesso ao Cânion Espraiado é o caminho da esquerda. 

Depois de sair da SC-439, você ainda tem que percorrer mais 12Km de estrada ruim até o cânion. Neste trecho, há ainda 3Km de estrada onde é possível seguir com um carro comum (até a Pedra da Águia, que citei logo acima). 

Os 9Km restantes são uma subida íngreme de muitas pedras e estrada em péssimo estado de conservação, onde é possível subir somente com veículos 4×4 ou caminhando (até o momento). 

Existem 3 formas de chegar ao Cânion Espraiado: caminhando, de 4×4 próprio, ou de transfer 4×4 (infelizmente, não sei informar quanto eles cobram por estes transfers). 

O WhatsApp deles é (49) 99171-2500.

Localizado na parte sul do Campo dos Padres, a 1500m de altitude, este cânion tem grande beleza cênica, com altos penhascos, escarpas e cachoeiras - é um lugar maravilhoso para quem curte trilhas e longas caminhadas.

Cânion Espraiado
Cânion Espraiado

Cânion Espraiado

O Cânion Espraiado fica em uma propriedade particular, e você precisará adquirir a autorização de acesso, que custa R$ 20,00 por pessoa, e é vendida online pelos proprietários das terras nas bordas do cânion através deste link

Lá perto da borda do cânion eles possuem uma sede receptiva com wifi, camping com estrutura completa e um abrigo de montanha estilo campeiro.

A extensão da borda do cânion tem 3 diferentes proprietários, e nesta área específica há um mirante, piscinas naturais, trilha para o interior do cânion, e trilha para a 'montanha infinita', com acesso ao 'balanço infinito'. 

Eles também oferecem atividades extras como cachoeirismo, slack-line e trilhas auto-guiadas.

Já o tal 'balanço infinito' fica em uma montanha vizinha ao cânion, e o ingresso é pago separadamente. O valor também é de R$ 20,00 por pessoa.

Não fomos lá por diversos motivos: faltou tempo no nosso roteiro de 4 dias, já estávamos um pouco cansados de sacolejar em estradas de chão batido, já tínhamos visto as paisagens do Cânion Espraiado lá do Parque Altos do Corvo Branco, não tínhamos levado galochas (são necessárias para as trilhas nesta área) e, por último, detesto ter que comprar ingressos online/planejar passeios com antecedência/ficar amarrada a horários. 

Então fica a dica: se você também tiver preguiça de enfrentar o perrenguinho que é a visita ao Cânion Espraiado 'de pertinho', pelo menos vá até o Parque Altos do Corvo Branco (que não tem perrengue) e veja de lá a vista linda que se tem do Cânion Espraiado! 

É claro que não é a mesma coisa que caminhar pela borda do cânion, mas pelo menos você terá um gostinho da linda paisagem, e não ficará com os pés ensopados de barro hehehehe...

Cânion Espraiado
Cânion Espraiado visto do Parque Altos do Corvo Branco

Cânion Espraiado

Cânion Espraiado

23 Soldados Sebold

Os já famosos Soldados Sebold são formações rochosas de arenito situadas no alto de uma montanha. 

São 4 pináculos de 90m de altura, que se destacam no horizonte, acima de um vale lindíssimo. 

Os Soldados Sebold estão encravados em uma encosta da Serra Geral, no interior de Alfredo Wagner, em Santa Catarina. 

Este lugar está na minha lista de desejos há muito tempo, mas não foi desta vez que conseguimos ir lá, por vários motivos: 

1 Para ir até lá, o ideal é se hospedar em Alfredo Wagner ou ir acampar lá mesmo (eles têm um camping), pois o local fica muito distante de Urubici, por estradas de chão, e então é muito cansativo fazer um bate e volta desde Urubici. 

2 Tem que agendar a visita antes (e eu sou péssima com agendamentos). O contato para agendamentos é o (48) 99934-3775. Mesmo que você vá apenas passar o dia, sem ficar no camping, o agendamento prévio é indispensável - sem agendamento, ninguém entra. O site oficial é Soldados Sebold - lá você encontra todas as informações necessárias. 

3 O caminho até lá é péssimo, todo por estradas de chão bem sacolejantes, e a parte final é só para veículos 4x4. Já falei que, depois de 3 dias sacolejando, já estávamos um pouco cansados, né!?

4 O legal de ir até lá é justamente acampar naquele lugar sensacional (dê um Google e veja as fotos de lá), ou pelo menos fazer a trilha até a base da formação rochosa - mas não levamos equipamento de camping e a trilha seria meio puxada demais para o Lipe...então os Soldados Sebold continuam na minha 'wishlist' para a nossa próxima incursão pela Serra Catarinense!

Motivos para voltar lá é que não faltam!

Para ler mais sobre os Soldados Sebold, veja este post no blog Viagens e Caminhos


Já esteve na Serra Catarinense? Fez muitos passeios? Tem dicas de atrações turísticas em Urubici e arredores que não coloquei no meu post? Conta pra gente! Deixe a sua indicação do que fazer em Urubici nos comentários!

O que fazer em Urubici
uma das lindas igrejinhas que cruzamos a caminho de Grão-Pará

Pirâmides Sagradas
Pirâmides Sagradas

O que fazer em Urubici
mirante da Serra do Rio do Rastro

O que fazer em Urubici
Cascata da Barrinha

O que fazer em Urubici
Parque Quedas do Avencal

O que fazer em Urubici
trilha até a base da Cascata do Avencal em Urubici

O que fazer em Urubici
Morro do Campestre em Urubici

Cânion do Funil
Cânion do Funil em Bom Jardim da Serra

O que fazer em Urubici
descendo a Serra do Rio do Rastro
Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: