Menu

Trekking Ama Dablam Base Camp: como é a trilha até o acampamento base da montanha mais bonita do Himalaia

Trekking Ama Dablam Base Camp: como é a trilha até o acampamento base da montanha mais bonita do Himalaia

Trekking Ama Dablam Base Camp

Como é o Trekking ao Ama Dablam Base Camp

Neste post, quero contar a vocês como é o Trekking ao Ama Dablam Base Camp, o acampamento-base da montanha mais bonita do Himalaia.

Nosso sonho era fazer a trilha até o Everest Base Camp, ou seja, até o acampamento-base da montanha mais alta do mundo, e acabamos subindo até o Ama Dablam Base Camp como um desvio no nosso trajeto até o Everest; como uma caminhada de aclimatação no caminho até a base do Monte Everest. 

Mas, se você não tem tanto tempo de férias, ou não confia no seu preparo físico para chegar até o Everest Base Camp, tenho uma boa notícia: a trilha até o acampamento-base do Ama Dablam é bem mais curta, mais tranquila, e tão bela quanto o caminho até o Everest!

Explico: para chegar ao acampamento-base do Everest, você vai precisar fazer uma trilha de pelo menos 13 dias. Fazendo com calma, para não correr riscos relativos ao mal da montanha, e contando com os voos de ida e volta a Kathmandu, nós levamos 15 dias para completar essa aventura, que nos levou a uma altitude de risco de 5364 metros na base do Monte Everest. 

a trilha que leva até o Ama Dablam Base Camp pode ser feita tranquilamente em apenas 7 dias! E a altitude máxima a que você vai chegar é de 4600 metros no acampamento-base do Ama Dablam, a montanha mais bonita da Cordilheira do Himalaia. 

Leia mais:


Ama Dablam Base Camp
saindo de Pangboche em direção ao Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
chegando ao Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
yaks no caminho para o acampamento-base do Ama Dablam

Ama Dablam Base Camp
saindo de Pangboche, você tem que descer até o nível do rio para cruzar a ponte sobre o Dudh Kosi

Ama Dablam Base Camp
Trekking Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp X Everest Base Camp

Qual é a diferença entre estas 2 trilhas? 

A trilha que leva até o Ama Dablam Base Camp é exatamente a mesma trilha que leva até a base do Everest nos primeiros 5 dias, até chegar em Pangboche

Chegando em Pangboche, ao invés de continuar na trilha do Everest em direção a Dingboche, você pega um desvio e sobe mais 600m montanha acima até a base desta que é a montanha mais bonita do Himalaia, o Ama Dablam. 

E posso te garantir que, mesmo que você decida ficar por aí e não continuar adiante até o Everest, você já terá colírio suficiente para embalar as tuas lembranças por uma vida inteira! 

Esses primeiros 5 dias da trilha do Everest, que são os mesmos que te levarão ao Ama Dablam Base Camp, são simplesmente espetaculares!

Então, seja fazendo somente a trilha de 7 dias até o Ama Dablam Base Camp, seja fazendo da subida ao acampamento-base do Ama Dablam apenas uma caminhada de aclimatação na sua jornada até o Everest, o que eu quero dizer é que esse trekking até a base do Ama Dablam é uma aventura imperdível, que a gente recomenda demais! 

Como o Ama Dablam Base Camp é um desvio da trilha do Everest, e fica FORA da trilha clássica ao Everest, a grande maioria das pessoas que faz o trekking até o Everest Base Camp não vai até lá, e isso é uma lástima!

Então neste post eu quero dar mais alguns detalhes do maravilhoso Trekking Ama Dablam Base Camp, pra você não perder o melhor da festa, ops, do trekking!

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam, a montanha mais linda do Himalaia

Vocês já devem ter percebido que eu vivo repetindo que o Ama Dablam é a montanha mais bonita do Himalaia, né?

Bom, mas é que é verdade! 

Óbvio que o assunto "montanha mais bonita do mundo" nunca vai ter uma unanimidade - muita gente vota no Matterhorn, situado nos Alpes (a montanha do chocolate Toblerone), como a montanha mais bonita do mundo; mas acredito que, quando se trata da Cordilheira do Himalaia, o Ama Dablam é praticamente um consenso - não há quem não o ache espetacular!

A 1ª visão do Ama Dablam é inesquecível! Eu vinha distraída, de papo com o Peg, no dia em que fizemos uma caminhada de aclimatação acima de Namche Bazaar, tentando encontrar o Everest View Hotel, quando, do nada, cruzei um verdadeiro "portal" para o paraíso!

Ama Dablam Base Camp
a 1ª vez que a gente vê o Ama Dablam, a gente nunca mais esquece - é como cruzar um portal para o paraíso! 

Já li várias explicações para o nome Ama Dablam. Dizem que significa "Colar de Pérolas", e o colar de pérolas seria o glaciar que circunda o cume. 

Também já li, e essa é a minha explicação favorita, que Ama Dablam significa "Colar da Mãe", e que as longas cristas de cada lado da montanha seriam os braços de uma mãe protegendo o filho, e a geleira suspensa seria o tradicional pingente usado pelas mulheres Sherpas com imagens dos deuses ❤

No trekking ao Everest, por vários dias o Ama Dablam dominou a paisagem a nosso leste, e só de lembrar daquela paisagem eu já me emociono 🤣

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
o Ama Dablam é certmente uma das monatnhas mais icônicas da região do Khumbu

Ama Dablam Base Camp

Trekking ao Ama Dablam Base Camp: primeiros dias

Como já expliquei, nos primeiros 5 dias da trilha ao Ama Dablam Base Camp, você vai percorrer exatamente a mesma trilha que leva até o Everest Base Camp.

Só quando você chega ao vilarejo de Pangboche é que você vai pegar um desvio da trilha clássica do Everest para subir até o Ama Dablam Base Camp. 

Sim, chegando em Pangboche, ao invés de continuar na trilha do Everest em direção a Dingboche, você pega um desvio e sobe mais 600m montanha acima até a base do Ama Dablam. 

Nós já publicamos 5 vídeos aqui no blog descrevendo exatamente como são esses primeiros 5 dias da trilha, até a chegada ao Ama Dablam Base Camp! 

Recomendo assistir nesta ordem: 
vídeo do dia 5 é exatamente o que mostra esse desvio de Pangboche até o Ama Dablam Base Camp

Assistam e, se gostarem, curtam, comentem, sigam o canal, ativem o sininho das notificações e tudo mais que vocês já sabem que precisa fazer para melhorar o engajamento do vídeo e fazer com que ele chegue a mais pessoas que sonham com esse trekking maravilhoso!

Ah, e lembre de mandar o link praquele seu amigo que adoraria viver esta aventura ❤️

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
nosso carregador Bipan, eu e o Peg super contentes no Ama Dablam Base Camp

Como é o Trekking ao Ama Dablam Base Camp

No dia 5 da Trilha do Everest, saímos de Deboche (3770m) pouco antes das 8hs da manhã e caminhamos até Pangboche (3985m), onde iríamos pernoitar nesta noite. 

No caminho, antes de chegarmos a Pangboche, ainda subimos até Upper Pangboche, para conhecer o Monastério de Pangboche - um dos locais mais interessantes do vilarejo é o mosteiro, localizado no alto do povoado, onde ficam guardadas as relíquias de um Yeti!

Uma placa indicava que a subida desde Lower Pangboche demora 20min, mas nós subimos direto da trilha, de onde vínhamos caminhando desde Deboche, e só depois descemos até Lower Pangboche, que fica aninhada praticamente aos pés do Ama Dablam.  

Ao chegarmos em Pangboche, por volta das 10h30min, o dia ainda não havia terminado para nós - pelo contrário: nosso desafio do 5º dia na Trilha do Everest estava apenas começando, pois decidimos fazer a caminhada extra de aclimatação ao Ama Dablam Base Camp (4600m), antes de voltarmos para pernoitar em Pangboche.

Almoçamos no Wind Horse Lodge em Pangboche, alojamento que fica próximo do início da trilha para o Ama Dablam Base Camp, mesmo local onde depois iríamos pernoitar. 

Ama Dablam Base Camp

Depois do almoço, às 11h30min, partimos para a caminhada de aclimatação ao Ama Dablam Base Camp. 

Foram 3hs de subida íngrime até o Ama Dablam Base Camp (4600m), e chegamos lá às 14h30min

Ficamos uns 30min curtindo o cenário do acampamento-base da montanha mais bonita do Himalaia e começamos a descida às 15hs

Chegamos de volta ao Wind Horse Lodge em Pangboche às 16h30min. Foram 1h30min de descida

No total, essa 'side trip' levou em torno de 5hs, e a ascensão foi de mais de 700m (medida no Strava e no Wikiloc).

Resumindo: 
  • 3hs subindo
  • 30min no Ama Dablam Base Camp
  • 1h30min descendo
  • Total: 5hs
  • Altimetria: 700m (apenas no trecho de Pangboche ao Ama Dablam Base Camp)
  • Temperaturas neste dia: -5°C a 8°C
Passando dos 4000m de altitude, ficamos acima da linha das árvores. Foi mais um dia glorioso no Himalaia, sem uma nuvem no céu. 

Ama Dablam Base Camp
neste dia, tivemos o maior ganho de elevação em um único dia de todo o trekking ao Everest: foram 1169 metros de ganho de elevação medidos no Strava

Ama Dablam Base Camp
1º você desce para cruzar o Dudh Kosi

Ama Dablam Base Camp
depois vem uma subida íngreme até ultrapassarmos os 4000m de altitude, quando ficamos acima da linha das árvores e a vegetação praticamente desaparece, com a trilha continuando por uma área estranhamente arenosa

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Para nós foi um super desafio, numa trilha íngrime, mas a rota é incrivelmente cênica, e oferece vistas espetaculares do Pumori e do desfiladeiro do Glaciar Chhulungche Khola.

Conhecer o acampamento-base do Ama Dablam foi incrível, como eu esperava.

O base camp estava cheio de barracas amarelas de expedições, uma barraca tipo igloo gigante de "sala de estar" das expedições VIPs, os Sherpas alpinistas jogando bola a 4600m de altitude...e, no caminho, cruzamos até com os vasos sanitários usados pelos alpinistas amarrados nos lombos dos Yaks 🤣

Visitei até uma barraca-refeitório por dentro, na maior cara de pau kkkk...

Dos grupos guiados de brasileiros que fazem expedições até o Everest Base Camp, não sei quais incluem esse desvio ao Ama Dablam Base Camp, mas acho que não é muito comum, pois eu sempre via o pessoal fazendo caminhadas de aclimatação em Namche Bazaar e no Pico Nangkartshang em Dingboche, mas raramente via algum grupo indo até a base do Ama Dablam. 
Para mim, essa subida ao Ama Dablam Base Camp serviu como uma ótima rota de aclimatação desde Pangboche, e tenho certeza que essa caminhada contribuiu imensamente para a nossa aclimatação à altitude e foi decisiva para o sucesso do nosso trekking ao Everest Base Camp!
Se você decidir fazer esse trekking por conta própria, como nós fizemos, especialmente em novembro, não perca esse 'desvio' por nada no mundo!!

Ama Dablam Base Camp
um voleizinho a 4600m de altitude

Ama Dablam Base Camp
o Ama Dablam Base Camp fica aninhado na base da icônica montanha

Ama Dablam Base Camp
entrei até numa barraca-refeitório de uma expedição para conhecer por dentro, na maior cara de pau kkkk...

Ama Dablam Base Camp
o Ama Dablam Base Camp estava cheio de barracas amarelas de expedições

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
apenas as expedições de VIPs têm estas barracas tipo igloo gigante, que servem como salas de convivência para os alpinistas

Ama Dablam Base Camp
acima dos 4000m de altitude, a vegetação praticamente desaparece

Ama Dablam Base Camp
carregador chegando ao Ama Dablam Base Camp com uma carga inacreditável

Ama Dablam Base Camp
a energia dos Sherpas jogando volei nesta altitude é de dar inveja!

Porque fazer o Trekking Ama Dablam Base Camp em novembro

Depois de muito pesquisar e ver dezenas de vídeos no YouTube, decidimos que a melhor época - de céu muito azul e sol - para fazer o Trekking do Everest no Nepal seria novembro.

O mês de abril também é aparentemente muito bom para fazer o trekking do Everest, mas a gente viu dezenas de vídeos no YouTube, e percebíamos que SEMPRE os vídeos que tinham cenas melhores, com o tempo/clima mais bonito, eram os vídeos das pessoas que tinham ido em novembro!

Foi uma pesquisa e tanto, e estávamos muito certos da nossa decisão. Novembro é um mês um pouco mais frio do que abril no Himalaia, mas também é um mês conhecido por ter "crisp air", que significa um ar fresco, seco e frio. Não há umidade, o clima não fica pesado, não chove e praticamente não h+a nuvens no céu. 

Ama Dablam Base Camp
a maioria dos nossos dias no Himalaia foram assim, com ar fresco, seco e frio, muito sol e nenhuma nuvem no céu sempre muito azul

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Nossa pesquisa deu tão certo que, dos 15 dias de trekking, apenas UM dia foi nublado! 

Eu já estava até torcendo por um dia nublado, afinal, queria ver aquele lugar nublado também, queria ver aquela imagem clássica do Himalaia com o céu preto, e nuvens carregadas de neve no céu. 

Por sorte, já no caminho de volta, tivemos um dia assim heheheheh...
A única parte chata da nossa decisão de ir ao Everest Base Camp em novembro era que a temporada de escalada no Everest é entre março e maio, e em novembro o base camp do Everest está às moscas. 
Mas, pesquisando mais um pouco, descobrimos que a temporada de escalada do Ama Dablam é justamente em novembro, quando estaríamos lá!

Depois descobrimos também que o trekking até o base camp do Ama Dablam (situado a 4600m de altitude), partindo de Pangboche, é uma ótima caminhada de aclimatação para quem quer chegar ao Everest Base Camp, e essa trilha significa apenas um pequeno desvio na rota clássica do Everest Base Camp.

Como tínhamos tempo suficiente para desvios na nossa rota e caminhadas de aclimatação (que são importantíssimas), imediatamente incluímos mais essa aventura no nosso trekking ao acampamento-base do Everest, e comecei a cuidar quais expedições estariam no Ama Dablam Base Camp nessa época. 

A mais famosa das expedições a escalar o Ama Dablam nessa temporada seria a @eliteexped, uma agência que leva VIPs do mundo todo ao topo das maiores montanhas do Himalaia. 

Comecei então a acompanhar a escalada da @atalthani, uma alpinista que faz parte da família real do Qatar, e que estava no Nepal para escalar o Ama Dablam, guiada por nada menos que o @nimsdai (que estava lançando justamente naquela semana o filme no Netflix sobre as suas escaladas nas 14 maiores montanhas do mundo em apenas 7 meses!!

Tinha uma foto que a @atalthani publicou do Ama Dablam que não saía da minha timeline...cada vez que eu ia dar uma espiada no meu Instagram, aquela foto aparecia pra mim...eu já estava sonhando com aquele lugar...e aí, no fim daquela subida íngreme em direção ao Ama Dablam Base Camp, de repente levantei a cabeça, olhei para cima, e me dei de cara com a exata paisagem da foto com a qual eu vinha sonhando há dias!!

Quase caí pra trás! Quando chegamos em cima do morro, vi exatamente a imagem da foto da @atalthani ❤

Foi muito emocionante!

Ama Dablam Base Camp
na temporada em que fomos até o acampamento-base, haviam 10 expedições, com um total de 107 alpinistas, escalando o Ama Dablam

Ama Dablam Base Camp
todo dia eu via esta foto da @atalthani do Ama Dablam, e ficava sonhando em chegar lá no acampamento-base

Ama Dablam Base Camp
Ama Dablam Base Camp, chegamos!!

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp
maior desafio da vida concluído com êxito, depois de 3hs de uma subida super íngrime e extenuante desde Pangboche 💪

Até então, este tinha sido o maior desafio das nossas vidas, e não cabíamos em nós de felizes e realizados por conseguirmos concluir com êxito essa caminhada de aclimatação até o Ama Dablam Base Camp. 

Apesar da dor de cabeça que tivemos na descida, estávamos nos sentindo muito fortes, e começávamos a acreditar que realmente conseguiríamos chegar ao nosso objetivo final, o Acampamento Base do Everest.

Veja informações sobre todos os custos da trilha aqui: Quanto custa o Trekking ao Everest Base Camp no Nepal

Para ver o vídeo 5 no YouTube, clique aqui.

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Ama Dablam Base Camp

Leia mais sobre Kathmandu


Resenhas sobre os hotéis onde nos hospedamos em Kathmandu:

Já fez o trekking ao Everest Base Camp? Por favor, deixe as suas dicas nos comentários abaixo aqui no blog!

Deixei muitas dicas desta viagem salvas lá nos destaques dos stories no Instagram em @claudiarodriguespegoraro, espia lá!

Veja todas as fotos que publiquei na #PVnoEverest no Instagram!

Dicas para viagens ao Nepal



Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar nossas aventuras!

Assista todos os nossos mini vídeos neste link do Facebook, e os vídeos completos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:


Share
Próximo
Este é o post mais recente.
Anterior
Postagem mais antiga

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: