Menu

Pashupatinath, o principal templo Hindu de Kathmandu

Conheça o Templo Pashupatinath em Kathmandu, um dos pontos turísticos imperdíveis da capital do Nepal

Pashupatinath, o principal templo Hindu de Kathmandu

Conheça o Templo Pashupatinath em Kathmandu, um dos pontos turísticos imperdíveis da capital do Nepal

Estou publicando uma série de posts aqui no blog sobre a nossa recente viagem ao Nepal, e hoje quero contar a vocês como é o Templo de Pashupatinath em Kathmandu, um dos pontos turísticos imperdíveis da capital do Nepal.

Veja também outros posts sobre Kathmandu e suas principais atrações:


Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
cremações públicas acontecem diariamente nos 'ghats' ribeirinhos do Templo de Pashupatinath

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
cremação no Templo de Pashupatinath

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
oferendas Hindu à venda na entrada do Templo de Pashupatinath 

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
cerimônias 'puja' também acontecem diariamente em Pashupatinath

Templo Pashupatinath em Kathmandu

Construído em 1696 por ordem do Rei Bhupendra Malla, Pashupatinath é o templo Hindu mais antigo e mais importante de Katmandu, e um dos locais mais importantes do mundo para os devotos de Shiva.

Situado às margens do Rio Bagmati, o complexo de templos faz parte da lista de Patrimônios Mundiais da Humanidade da UNESCO, e é reconhecível em toda a cidade por seu telhado dourado cintilante e estilo arquitetônico de pagode.

Abro aqui um parêntese para dizer, a quem não sabe, que "pagode", além de ser um estilo musical kkkk, é também um estilo de arquitetura bem comum na Ásia, em países como a China, o Japão, as Coreias e o Nepal, com construções de torres com várias beiradas (de vários andares), com telhados que terminam em pontas curvadas para cima.
Fechado o parêntese arquitetônico, Pashupatinath é o maior complexo de templos do Nepal e também o lugar mais sagrado para os Hindus nepaleses.
O templo principal fica localizado dentro do pátio fortificado, e é guardado pela força militar nepalesa, pra vocês terem uma ideia de como o local é realmente importante.

O pagode principal tem vigas de madeira esculpida, esculturas e telhados de 2 níveis cobertos com folhas de cobre e ouro. As 4 portas principais para o pagode são cobertas com folhas de prata, e o pináculo é de ouro.

Supervisionados por sacerdotes conhecidos como Bhattas e um sacerdote-chefe chamado Mool Bhatta ou Raval, não-hindus como nós não têm permissão para entrar no templo em si, mas podem ver vislumbres do traseiro de bronze da estátua do touro do deus Shiva - chamado Nandi - a partir das portas principais prateadas da entrada oeste.

Simmmm, esse impressionante templo Hindu abriga um touro - a montaria sagrada de Shiva - com as bolas douradas expostas, nas margens do Rio Bagmati.

O Rio Bagmati, que atravessa o complexo e corre junto ao templo principal, tem propriedades altamente sagradas - ele nasce no Himalaia e deságua na Índia.

Apenas praticantes Hindus, Budistas, Sikhs e Jainistas de origem indiana são permitidos no pátio interno do templo.

Como falei antes, o Templo Pashupatinath é dedicado ao deus Hindu Shiva - o destruidor - ou melhor, é dedicado à incarnação de Shiva como Pashupati, o deus dos animais, divindade guardiã do Nepal.

Para vocês entenderem melhor, 'Nath' significa 'Deus', então 'Pashupatinath' significa Deus Pashupati.

Um dos templos do complexo, o Templo Bacchareswari, era local de sacrifícios humanos no século 6. Algumas lendas indicam que já havia um complexo de templos neste local desde 400AC.

O complexo inteiro tem um total de mais de 500 templos, edifícios e estruturas.

Na margem leste do Rio Bagmati, existem 11 pequenos santuários para Shiva (deus da fertilidade) com Lingas e Yonis de pedra, ou seja, imagens gigantes que representam falos e ventres, a energia criativa feminina - Parvati.

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
o complexo de templos de Pashupatinath faz parte da lista de Patrimônios Mundiais da Humanidade da UNESCO

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
a entrada no templo principal é permitida apenas para Hindus

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
mas é possível ver o traseiro de bronze da estátua do touro do deus Shiva - chamado Nandi - a partir das portas principais da entrada oeste

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
os ingressos para estrangeiros visitarem o Templo Pashupatinath são caros, para os padrões nepaleses: U$ 8,50 cada um

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
o Templo Pashupatinath é dedicado ao deus Hindu Shiva - o destruidor - ou melhor, é dedicado à incarnação de Shiva como Pashupati, o deus dos animais, divindade guardiã do Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
vacas são sagradas para o Hinduísmo

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
oferendas à venda em Pashupatinath

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
construído em 1696 por ordem do Rei Bhupendra Malla, Pashupatinath é o templo Hindu mais antigo e mais importante de Katmandu

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal


Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
o Rio Bagmati, que atravessa o complexo e corre junto ao templo principal, tem propriedades altamente sagradas - ele nasce no Himalaia e deságua na Índia

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
na margem leste do Rio Bagmati, existem 11 pequenos santuários para Shiva (deus da fertilidade) com Lingas e Yonis de pedra, ou seja, imagens gigantes que representam falos e ventres, a energia criativa feminina - Parvati

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
macacos também são considerados animais sagrados no Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
a Suástica é um símbolo religioso muito antigo, que significa "bem-estar" para os hindus, posteriormente usurpado pelos Nazistas

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
Pashupatinath é um dos locais mais importantes do mundo para os devotos de Shiva

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
guirlandas de flores são a oferenda mais comum nos rituais do Hinduísmo

Sadhu, os homens santos do Nepal

O Templo de Pashupatinath também vale uma visita para explorar o mundo dos homens santos Sadhu, com seus rostos pintados e longos dreadlocks, que se sentam ao redor da estrutura em meio a barracas de flores de calêndula e incenso queimando.

Leia mais sobre a minha impressão dos Sadhus de Pashupatinath - bem pessoal e, reconheço, carregada de pré-conceitos - aqui: Sadhus: sagrados ou safados?

Pashupatinath Temple também é sede de um dos maiores festivais do Nepal, que ocorre entre fevereiro e março na lua cheia, o Shivaratri Festival, uma celebração do aniversário de Shiva que mais parece uma festividade carnavalesca, com Sadhus fumando marijuana pelados.

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
Sadhus são considerados "homens santos" no Nepal e na Índia

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
Sadhu em Pashupatinath no Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
Sadhus no Templo de Pashupatinath em Kathmandu

Cremações públicas

Além do templo principal e dos Sadhus, uma visita a Pashupatinath é fundamental para entender mais sobre as cremações públicas, que acontecem diariamente nos 'ghats' ribeirinhos.

São 8 ghats, cada um destinado às cremações de falecidos de uma casta específica. O ghat mais ao norte é reservado para cremações reais, enquanto o ghat seguinte serve para cremações de figuras políticas e de importância cultural.

Ali, as cerimônias de cremações dos falecidos nas últimas 24hs são realizadas em local público, a céu aberto, à vista de todos.

A cremação em Pashupatinath é um ato que, segundo o Hinduísmo, ajudará o morto a transcender e alcançar a libertação do ciclo de reencarnações, que prende as pessoas ao sofrimento aqui na Terra. Os Hindus acreditam na reencarnação, e a morte é encarada por eles não como o fim de tudo, mas como o início de uma nova fase. É a troca da roupa. Os familiares colocam o corpo do falecido na margem do rio para que apenas os seus pés sejam lavados antes da cerimônia de cremação. Os pés do morto devem apontar para o sul, onde fica o Reino de Yama; enquanto que a cabeça deve estar virada para o norte, onde está o Reino de Kubera, deus da riqueza. Na cerimônia, é o filho homem mais velho quem acende as chamas da pira crematória. Ele dá 3 voltas no sentido horário ao redor do corpo do seu familiar, acendendo aos poucos as chamas, que são criadas usando um feixe de palha com cânfora e incensos.

A maioria dos Hindus são cremados, porque eles acreditam que o fogo funerário liberta a alma do corpo e a purifica, servindo a cremação também como uma oferenda ao deus do fogo, Agni. Todo o ritual ajuda no processo de libertação da alma e no alcance da iluminação.
Sempre tem mulheres chorando seus mortos por ali, mas, de olhar, é tudo muito simples e objetivo: no final, os familiares saem conversando em direção às suas casas, e o funcionário do templo, sozinho, varre os restos mortais queimados na fogueira para dentro do rio 😳

As fotografias são permitidas - tanto que vocês estão vendo inúmeras fotos tiradas por mim e pelo Peg lá - mas seja discreto ao fotografar os ghats durante as cremações, e fique distante.

Nós usamos uma câmera com uma lente enorme para tirar estas fotos, não nos aproximamos em nenhum momento - não seja invasivo, afinal, é um funeral.

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
cremações públicas acontecem diariamente nos 'ghats' ribeirinhos do Templo de Pashupatinath

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
cremação no Templo de Pashupatinath

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
famílias cremando seus mortos em Pashupatinath no Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
os Hindus acreditam na reencarnação, e a morte é encarada por eles não como o fim de tudo, mas como o início de uma nova fase

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
o Templo de Pashupatinath possui 8 ghats, cada um destinado às cremações de falecidos de uma casta específica

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
 as cerimônias de cremações dos falecidos nas últimas 24hs são realizadas em público, a céu aberto, à vista de todos

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
a cremação em Pashupatinath é um ato que, segundo o Hinduísmo, ajudará o morto a transcender e alcançar a libertação do ciclo de reencarnações, que prende as pessoas ao sofrimento aqui na Terra

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
fotografias são permitidas - tanto que vocês estão vendo inúmeras fotos tiradas por mim e pelo Peg em Pashupatinath - mas seja discreto ao fotografar os ghats durante as cremações, e fique distante

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
os familiares colocam o corpo do falecido na margem do rio para que apenas os seus pés sejam lavados antes da cerimônia de cremação

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
os pés do morto devem apontar para o sul, onde fica o Reino de Yama; enquanto que a cabeça deve estar virada para o norte, onde está o Reino de Kubera, deus da riqueza

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
na cerimônia de cremação, é o filho homem mais velho quem acende as chamas da pira crematória

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
o filho mais velho do falecido dá 3 voltas no sentido horário ao redor do corpo do seu familiar, acendendo aos poucos as chamas, que são criadas usando um feixe de palha com cânfora e incensos

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
a maioria dos Hindus são cremados, porque eles acreditam que o fogo funerário liberta a alma do corpo e a purifica, servindo a cremação também como uma oferenda ao deus do fogo, Agni

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
todo o ritual da cremação ajuda no processo de libertação da alma e no alcance da iluminação

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Cerimônias Puja

E, por último, todas as noites, às 18hs, os sacerdotes Bhandari e Bhatt vêm para os degraus à beira-rio - chamados Ghats - para fazer o Aarti, um ritual diário de adoração - Pooja - acompanhado por músicas sagradas.

Você vai ver essa cerimônia sendo chamada de 'pooja', 'puja', 'aarti' ou ainda com outras grafias - todas são corretas.

Esse é um ritual que realmente não dá pra perder!

Tenho a impressão de que Pashupatinath é um dos poucos lugares ainda totalmente autênticos que eu conheço! Depois das nossas visitas anteriores, em 2004 e, novamente, em 2011, tínhamos medo de encontrar o Nepal muito modernizado, pasteurizado, mas o país continua o mesmo, especialmente em Pashupatinath!

O cheiro de incenso ainda se mistura com o cheiro de carne queimada e das guirlandas de flores.

O terremoto de abril de 2015 no Nepal afetou o complexo do Templo Pashupatinath, e alguns dos edifícios externos foram bem danificados.

Os ingressos para estrangeiros visitarem o Templo Pashupatinath são caros, para os padrões nepaleses: 2 ingressos custaram 2.000 rúpias, equivalentes a U$ 8,50 cada um. Crianças menores de 10 anos não pagam entrada.

Como estávamos querendo nos manter ativos para iniciar o trekking ao Everest Base Camp nos próximos dias, fomos até Pashupatinath caminhando desde o Thamel - foi uma looonga caminhada de quase 13Km naquele dia (incluindo vários desvios), mas nada demais.

Basta colocar "Pashupatinath" no Google Maps, que o aplicativo de celular te leva direitinho. O percurso que fizemos está registrado lá no meu perfil no Strava (Claudia Rodrigues).

Se quiser se poupar (e economizar tempo, pois levamos 2h30min nesse trajeto a pé), um táxi do Thamel até lá custa no máximo 400 rúpias - barganhe com o taxista!

Outra opção é usar o aplicativo Pathao, que é o equivalente local ao Uber - bem prático e evita ter que barganhar com taxistas!

O Templo Pashupatinath abre diariamente das 4 às 21hs.

Naquele dia, eu escrevi no meu diário de bordo:
Que felicidade estar de novo no Nepal, desta vez finalmente para ir até o Monte Everest!
O coração chega a errar as batidas, de tanta alegria!
Hoje foi dia de visitar o templo de Shiva, pra bater um papo com um dos mais importantes deuses Hindus, fazer oferendas e pedir proteção, afinal, desta vez o sonho é grande.
Com certeza estou mordendo mais do que eu posso mastigar. Espero não me engasgar!
E, estando aqui, por via das dúvidas, melhor me socorrer de todo o panteão Hindu, Budista e Cristão, porque proteção nunca é demais!
Depois de tantas viagens, a gente perde um pouco o friozinho que dava na barriga antes de partir para uma nova aventura. Aquela ansiedade boa pre-viagem vai embora, junto com a experiência que a gente vai adquirindo...e eu já começava a sentir falta do tal frio na barriga, até agora!
Não é que essa história de inventar de subir montanhas de 5.645m+ de altitude me trouxe de volta um certo GELO no estômago??
Afinal, é do Everest que estamos falando, e eu tenho direito de estar com o @#* na mão, né?!
Aquela antiga ansiedade, que tinha se evaporado com o passar do tempo, voltou a 1000 hoje. Voltou do tamanho do Himalaia!

Já esteve em Kathmandu? Por favor, deixe as suas dicas nos comentários abaixo aqui no blog, assim você ajuda outros viajantes!

Deixei muitas dicas desta viagem salvas lá nos destaques dos stories no Instagram em @claudiarodriguespegoraro, espia lá!

Veja todas as fotos que publiquei na #PVnoEverest no Instagram!

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
cerimônias 'puja' ocorrem todas as noites no Templo de Pashupatinath

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
o Templo de Pashupatinath fica lotado de devotos para as cerimônias puja que ocorrem à noite 

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal

Templo de Pashupatinath Kathmandu Nepal
puja no Templo de Pashupatinath em Kathmandu

Leia mais sobre o Nepal


Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: