3 de outubro de 2015

Guia da Icefields Parkway - tudo o que você precisa saber para desbravar a estrada mais bonita do mundo

Se você está acompanhando os nossos últimos posts sabe que estou escrevendo uma série "diário de bordo" - são todas as dicas e recomendações que fui anotando durante a nossa viagem de motorhome pelo oeste do Canadá, para não ter perigo de esquecer de repassar pra vocês.

Já publiquei aqui os diários de Banff, de Lake Louise, de Jasper, e agora chegou a vez do diário de bordo da Icefields Parkway, a estrada mais bonita do mundo! 

Introdução

Embora a Icefields Parkway seja uma estrada - parte dentro do Banff e parte dentro do Jasper National Parks - eu optei por dividir os assuntos em 4 guias diferentes ("Banff", "Lake Louise", "Icefields Parkway" e "Jasper"), pois havia muito o que falar sobre cada uma das localidades, e um post único ficaria grande demais.

Aqui você encontrará as nossas dicas pessoais para aproveitar melhor cada um dos passeios na região, com as indicações de onde se aventurar ao longo da maravilhosa Icefields Parkway

No próximo post, veja todas as nossas anotações sobre o Parque Nacional de Jasper, ok?



Para começo de conversa, recomendo que, antes de ler este post, você dê uma olhada nos outros que eu já escrevi sobre o Banff National Park - um deles com a lista das melhores atrações pagas de Banff e Lake Louise, outro com uma lista de 20+ atrações gratuitas no Banff National Park, o Guia de Banff e, por último, o Guia de Lake Louise.

Também é bom relembrar que, só na região de Banff Lake Louise, o ideal seria ficar pelo menos uns 4 dias, para ver o básico!

Colocando Icefields Parkway e Jasper no roteiro, o mínimo ideal seriam 7 dias - mas você pode ficar uma vida lá e certamente não verá tudo! 

Veja o nosso roteiro completo desta viagem aqui

Nós ficamos muito pouco tempo lá, e certamente eu quero voltar às Montanhas Rochosas Canadenses no inverno!




Um lembrete importante: se você for pegar a estrada a partir de Lake Louise ou de Jasper, abasteça antes de sair - na Highway 93 North só tem gasolina em Saskatchewan Crossing e o preço é impagável :(

Como estávamos em Lake Louise Village, abastecemos lá - e também não foi das gasolinas mais baratas: usamos o Husky, uma rede de postos de combustíveis bem comum no Canadá, e colocamos CAD$ 160 (não chegou nem perto de encher o tanque!).  

No total, colocamos 131 litros, e pagamos CAD$ 1,22 por litro de gasolina. 

Seguem as distâncias a partir de Lake Louise:

* Banff: 58Km
* Field: 27Km
* Golden: 79Km
* Vancouver: 795Km
* Columbia Icefield: 127Km
* Jasper: 230Km

Roteiro

Vindos de um dia cheio de aventuras em Lake Louise, seguimos viagem para o norte, pela Icefields Parkway (Highway 93 North), em direção ao Columbia Icefield e Jasper, no Jasper National Park

Como eu já comentei aqui, quando expliquei tudo sobre os passes da Parks Canada necessários para circular pelo parque nacional, um dos lugares onde verificaram nosso passe foi justamente numa guarita na estrada neste trecho, logo que saímos de Lake Louise e pegamos a Highway 93.

É difícil colocar em palavras o deslumbre que é andar pela Icefields Parkway - não é por nada que ela se chama Estrada Parque dos Campos de Gelo - são 232Km espetaculares: 









O Columbia Icefield é um sobrevivente da última Era do Gelo, e fica sobre a divisão continental, na fronteira entre os parques nacionais de Banff e Jasper. 

O campo de gelo Columbia alimenta 8 grandes glaciares - o mais impressionante deles é o Athabasca Glacier - e se espalha por sobre algumas das maiores montanhas dos Rockies

É uma verdadeira viagem pelo coração das Montanhas Rochosas - é bem assim que você se sente quando passa lá! 

Portanto, vou tentar economizar elogios, mas já aviso que não me garanto: o lugar é uma overdose para os sentidos e você certamente encherá um HD de fotos inteiro na sua passagem por lá - leve cartões de memória e baterias extras

#quemavisaamigoé

Queríamos parar no Herbert Lake, mas acabamos passando por ele sem vê-lo, porque, quando vimos, já estávamos ao lado do lago seguinte, que foi a nossa primeira parada nesta estrada. 

Lagos e glaciares

Hector Lake é lindo, muito, muito verde, mesmo com tempo nublado, mas fica um pouco afastado da estrada e não é fácil fotografá-lo!





nosso fotógrafo tentando fotografar o Hector Lake!

escondidinho atrás das árvores

O lago seguinte foi o Helen Lake, de onde já podíamos ver o Crowfoot Glacier

Nova parada para muitas fotos. 

Aliás, isso é uma coisa que precisa ser dita: esses são certamente os 232Km mais longos do mundo

Se eu tivesse tempo, levaria uns 3 ou 4 dias para percorrê-los! Cada curva da estrada é um flash, cada "paradinha rápida" para fotos são 40 minutos! Veja um pouquinho dela neste vídeo





A seguir, nova parada às margens do Bow Lake - um lago muito verde maravilhoso - o melhor lugar de onde se avistar, desde a estrada, o Crowfoot Glacier

Veja o lindo Bow Lake neste vídeo

Na ponta norte deste lago existe uma cachoeira linda demais, a Bow Glacier Falls - mas, para chegar pertinho dela, é necessário fazer uma trilha de 4.7Km até a base e, com o Lipe, não dava para nós. Então nos contentamos em vê-la, assim como ao glaciar, de longe mesmo!

Essa cachoeira deságua do Bow Glacier direto no Bow Lake - imagina o que deve ser o gelo da água desse lago? Não me animei a colocar nem a ponta do pé lá dentro!

A trailhead (início da trilha) fica logo que passa o Num-Ti-Jah Lodge, bem perto da estrada.

Veja aqui o vídeo que eu fiz lá! 




Peyto Lake e o perrengue do ano

Mais adiante, chegamos àquele que, eu já sabia, seria um dos lagos mais bonitos da viagem, e eu estava empolgadíssima para vê-lo!

Em Bow Summit, entramos na estrada à oeste (esquerda) e seguimos até o estacionamento do Peyto Lake Viewpoint

Além deste lago ser impressionante - está na lista dos top 3! - foi lá que vivemos um dos maiores sustos das nossas vidas, então achei que esta história, que é daquelas que queremos que cheguem aos nossos tataranetos, merecia um post próprio, que você lê clicando no link abaixo:

Peyto lake, free camping e o perrengue do ano

Para saber tudo sobre a nossa visita ao Peyto Lake e o maior perrengue da viagem, não deixe de ler esse post



A nossa idéia inicial, para aquele dia, era seguir viagem até os arredores de Saskatchewan River Crossing, que fica a, aproximadamente, 80Km de Lake Louise, mas, depois do susto, ninguém tinha mais condições de pegar a estrada. 

Além disso, já havia anoitecido quando nos recuperamos do choque inicial, e nem sabíamos se seria possível encontrar um bom local para free camping mais adiante, então resolvemos ficar ali mesmo, no maravilhoso estacionamento de Peyto Lake (sim, maravilhoso para free camping, bem planinho kkkkk). 

Logo na chegada, eu já havia "inspecionado" o local e não havia NENHUMA placa proibindo o free camping ali - o que é bem estranho, porque sempre há uma placa proibindo camping nestes estacionamentos que ficam dentro de parques nacionais. Daí, concluímos que, se neste raro estacionamento não havia uma placa proibindo, poderíamos ficar tranquilos ali. 




Olha bem - não estou recomendando que você passe a noite ali no seu RV - nem sei se realmente não é proibido (afinal, é um parque nacional!). Só estou relatando a NOSSA experiência, ok? 

Waterfowl Lakes

No dia seguinte, depois de outra visita ao Peyto Lake, continuamos viagem rumo ao norte e a parada seguinte foi uma das melhores surpresas da viagem. 

Os Waterfowl Lakes não eram uma prioridade no nosso roteiro - tinha lido sobre eles mas, entre tantos lagos mais famosos, ninguém fala a maravilha que são os Waterfowl - só que não dava para ver um lago espetacular e passar reto, né? 





Decidimos não só parar ali, mas também entrar camping adentro - sim, há um campground nas margens desse lago esplendoroso!

E não nos arrependemos: a vista de dentro do camping (e da estrada mais adiante também) é realmente esplendorosa. 

Olhem as fotos e me digam se estou exagerando:





Só faltava um patinho nadando no lago para completar o cenário e, quando vimos, eis que surge um patinho seguido por toda a sua ninhada! 

Nem patinhos faltavam mais, veja aqui

Essa paradinha também foi legal porque o Lipe aproveitou para brincar de "escalada" numas pedras enormes que tem por ali pelo camping

É a brincadeira preferida dele hehehe...






Mistaya Canyon

Logo adiante, outra surpresa gratificante: Mistaya Canyon

Ninguém havia feito muita propaganda deste lugar, e eu fiquei abismada: você faz uma trilha fácil de 10 minutos, que não dá para carrinho, e chega num canyon super fotogênico, com corredeiras impressionantes. 

Veja aqui o vídeo que eu fiz lá. 

O estacionamento é limitado, na beira da estrada mesmo, e o local é sinalizado. 









Não esqueça de passar repelente de novo! E levar água para a trilha! 

O canyon é lindo demais, impressionante ver o que a força da água é capaz de fazer na pedra! 

Só tenha cuidado, pelamordeDeus, com seus pequenos viajantes naquelas pedras - as corredeiras não são brincadeira - uma queda ali é morte certa! 

Ficamos bem mais de uma hora lá curtindo aquela maravilha da natureza!














Estrada

Dezenas de fotos depois, seguimos viagem em direção a Saskatchewan River Crossing, que nada mais é do que um entreposto comercial no meio do caminho, onde você encontrará provisões, restaurante, acomodações e gasolina 50% mais cara do que em Banff ou Jasper. 



Neste ponto da estrada, dava vontade de parar para fotografias a cada 100 metros! 

Veja um pouquinho da paisagem (com a melhor trilha sonora!) clicando aqui

É ali que fica um dos mirantes mais bonitos que eu já vi na vida, de onde se descortina a Icefields Parkway em todo o seu esplendor - olha, para dizer a verdade, lembro de bem poucos lugares tão grandiosos quanto este! 






Veja o vídeo que eu fiz lá clicando aqui

Por ali também passamos Nigel Creek
Bridal Veil Falls - aliás, existem váaaaarias cachoeiras por ali!

Passamos ainda Sunwapta Pass e, logo adiante, a entrada no Jasper National Park, que fica logo ali - até então, estávamos rodando dentro do Banff National Park.

Mas as 2 grandes atrações do dia ainda estavam por vir: a Glacier Adventure e a Glacier Skywalk, no Columbia Icefield Glacier Discovery Centre

Do Columbia Icefield Centre, no meio da Icefields Parkway, saem esses 2 passeios imperdíveis. 

O campo de gelo que existe ali é um dos maiores do mundo, e os mirantes e trilhas são todos maravilhosos, mas realmente essas 2 atrações são os pontos altos da visita ao local!

Coordenadas: Latitude 52.220281, Longitude -117.2249.



Como não era possível destrinchar estes 2 passeios especiais aqui neste post, que ficaria grande demais, fiz um post especial sobre as nossas aventuras na passarela de vidro sobre o abismo e no passeio de caminhão-monstro pela geleira Athabasca, que você lê no link abaixo:


A diferença destas atrações para todas as outras da Icefields Parkway é o fato de que são os únicos passeios pagos na estrada-parque dos campos de gelo! E, quando o passeio é pago, em dólares canadenses, você precisa saber o máximo possível sobre ele para decidir se vale a pena investir o seu rico dinheirinho e como tirar o melhor proveito dele, não é? 

Então não deixe de ler sobre eles no link acima!

Vídeo dos passeios

Assista aqui o vídeo de 3 minutinhos que fizemos destes 2 passeios, e aproveita e já se inscreve lá no nosso canal no YouTube para receber notificações quando publicarmos novos vídeos e deixa um like lá no vídeo! 

Não esquece de selecionar a opção para assistir em HD - alta definição - a imagem fica bem mais bonita :)


Mirantes

A essas alturas, já eram mais de 6PM, e ainda precisávamos chegar em Jasper, a 108Km de distância do Icefield Centre

A próxima parada para fotos foi no lindo Stutfield Glacier (3453m).





Sunwapta Falls

Um pouco mais adiante, a atração seguinte que merece uma parada são as Sunwapta Falls, que ficam a 1Km da Icefields Parkway, numa estradinha que entra a oeste. 

As quedas ficam a 100 metros do estacionamento. A trilha que leva até elas é cheia de degraus, carrinho de criança nem pensar.





Não esqueça de usar repelente. 

As melhores vistas das quedas são de cima da pontezinha mesmo, não precisa zanzar muito.

Continuando, há inúmeros viewpoints pelo caminho - os mais famosos são nos Mounts Fryatt, Brussels, Christie e Goats and Glaciers :)

Athabasca Falls

Depois, é só pegar a Highway 93A para chegar ao estacionamento da última grande atração da estrada mais bonita do mundo, logo antes de chegar a Jasper: Athabasca Falls

Lá você sente, como em poucos lugares, o incrível poder da água. 

As quedas ficam a apenas 200 metros do estacionamento. As trilhas ali também são cheias de degraus, ruins para carrinho de bebê. 

São várias passarelas, e vale a pena zanzar por todas elas, pois cada uma tem uma vista mais fantástica que a outra!









Como sempre, o repelente é imprescindível. 

Na hora da despedida, um arco-íris para completar um cenário que mais parecia uma pintura divina - seja quem for que criou aquele lugar, definitivamente estava inspirado! 

Veja os vídeos aqui e aqui







Extra

Depois, se der tempo e você ainda tiver disposição, há uma side trip de 14Km até a base do Mount Edith Cavell (Angel Glacier). 

Nós não fomos porque já estava anoitecendo, e não sabíamos se é possível subir a estradinha, que é daquelas bem lentas, de motorhome

Informe-se antes de encarar. 

Safári canadense

Eu reclamei que só víamos ursos pardos (já tínhamos visto 5 até então!), daí neste dia maravilhoso, para fechar com chave de ouro o nosso passeio por esta estrada maravilhosa, os ursos pretos invadiram a Icefields Parkway



Primeiro vimos um no lado direito da estrada e, alguns quilômetros antes de chegar a Jasper, a cena mais incrível de todas: mamãe-ursa e seus 2 filhotes cruzando a estrada bem na nossa frente!!! Os filhotinhos iam aos pulinhos!!! Quase morro de emoção! 

Veja aqui toda a emoção do nosso primeiro encontro com um urso preto! E aqui a cena alucinante da mamãe-ursa e seus filhotes

Saldo parcial: 3 dias, 9 ursos! 







Observações importantes

Não deixe de confirmar todas as informações acima antes da sua viagem. Os preços mudam (para cima, infelizmente!), e os horários de funcionamento variam muito dependendo da época do ano

Todas as informações que pus no post são relativas ao mês de julho de 2015, quando estivemos lá.

Na época, a cotação do dólar canadense era de R$ 2,49 = CAD$ 1.

No próximo post, continuamos viagem com o nosso diário de bordo do Jasper National Park - não saia daí! 

E o mais importante - não deixe de ler os outros posts que nós já publicamos sobre os parques nacionais de Banff e Jasper - além de encontrar lá um resumo de todos os passeios que nós fizemos, você também encontrará como bônus dicas de atrações que nós não pudemos visitar, por falta de tempo!

Quem sabe você não vai lá e conta pra gente o que foi que perdemos?!?


* Peyto lake, free camping e o perrengue do ano


* Guia de Jasper - onde ficar, comer, passear, roteiro e dicas práticas (diário de bordo)

* Jasper National Park - 3 atrações pagas que valem a pena


Você já esteve no Canadá? Conheceu as Montanhas Rochosas? Fez passeios diferentes? Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas nossas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só clicar na # e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!

* Agradecemos aos órgãos oficiais de turismo de Banff & Lake LouiseJasperWhistlerVancouverVictoriaPort TownsendSeattleBC Ferries e Parks Canada pelos ingressos cortesia, passes, passagens, diárias de campings e todo apoio na organização da nossa viagem. 



E aí, pronto para reservar a sua estadia nas Montanhas Rochosas Canadenses

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:


 

Nós recomendamos a Rentalcars para aluguel de carros:



Todos os posts sobre o Canadá.

Todos os posts sobre esta viagem estão em Pacific NorthWest, como é conhecida essa região do mundo!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 


Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!


Você também nos encontra aqui:

5 comentários:

  1. Oi, pessoal. Tudo bem? :)

    Seu post foi selecionado para o #linkódromo, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    Até mais,
    Bóia – Natalie

    ResponderExcluir
  2. Claudia que viagem de sonho! Incrível!
    Se der, passa lá no meu blog e da Anna, acabamos de lançar: www.carpemundi.com.br
    Ah, a matéria da Claudia ainda não saiu, te aviso qualquer coisa
    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Betina,
      Eu já passeei por lá, desde que vi o convite para curtir a página no FB! Parabéns, o blog tá lindo demais e tenho certeza que vai ser um mega sucesso! A matéria sobre 7 roteiros para viagens de carro tá perfeita!
      Se precisar de qualquer coisa, conta comigo! Beijo

      Excluir
  3. Bom, se depois da Nova Zelândia esta estrada consegue ser ainda mais bonita, vocês ganharam a minha atenção! Vou pesquisar, fiquei curioso. Grande abraço para toda a família!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...