21 de setembro de 2015

Guia de Lake Louise - onde ficar, passear, como se orientar, roteiro e as nossas dicas práticas (diário de bordo)


Embora Banff e Lake Louise fiquem ambas no mesmo parque - o Banff National Park - eu optei por dividir os assuntos em 2 guias diferentes, pois havia muito o que falar sobre cada uma das localidades, e um post único ficaria grande demais.

Então agora chegou a vez de publicarmos o Guia de Lake Louise

Introdução

Como já mencionei, durante a nossa viagem de motorhome pelo oeste do Canadá, fiz um diário, onde ia anotando todas as dicas que eu não queria esquecer de repassar pra vocês. Com vocês, o nosso diário de bordo, com todas as anotações e recomendações do pequeno viajante para a sua viagem ser ainda mais legal do que a nossa!

Aqui você encontrará as nossas dicas pessoais para que vocês possam aproveitar melhor cada um dos passeios na região, com as nossas indicações de onde ficar e onde se aventurar na área de Lake Louise

No próximo post, passarei todas as nossas anotações sobre a Icefields Parkway, certo?


Para começo de conversa, recomendo que, antes de ler este post, você dê uma olhada nos outros 3 que eu já escrevi sobre o Banff National Park - um deles com a lista das melhores atrações pagas de Banff e Lake Louise, outro com uma lista de 20+ atrações gratuitas no Banff National Park e, por último, o Guia de Banff.

Também é bom relembrar que, só na região de Banff Lake Louise (sem incluir a Icefields Parkway e Jasper!), o ideal seria ficar pelo menos uns 4 dias, para ver o básico! Se quiser, você pode ficar 2 semanas e certamente não verá tudo! 

Veja o nosso roteiro completo desta viagem aqui

Vindos de um dia cheio de aventuras em Banff, fizemos uma parada na última atração do dia, já bem pertinho de Banff, Morant's Curve.

A Curva de Morant é um lugar famoso pela bela paisagem ao longo dos trilhos da Canadian Pacific Railway.

O local ficou famoso porque o fotógrafo Nicholas Morant, encarregado de fotografar trens para o material promocional da CPR, tirou muitas fotografias dos vagões passando por este local - as fotos com trens aí ficam lindas, verdadeiros cartões postais! 

Infelizmente, esperamos um bom tempo e não passou nenhum :(





Como se orientar 

Por sorte, Lake Louise Village é bem ali pertinho, e logo chegamos à cidade, pois já estávamos exaustos a essas alturas do dia. 

Lake Louise Village é um pequeno vilarejo que surgiu em decorrência do turismo, perto do lago de mesmo nome, onde você consegue gasolina, algumas provisões, hospedagem, etc. 

Vou colocar aqui um mapa da localidade para ajudar você a entender melhor como é o povoado (você pode copiar e imprimir pra levar!):


Se você, como nós, vier de Banff (que fica a 56Km de distância), pela Bow Valley Parkway, vai chegar naquela estradinha vermelha ali de baixo do mapa, a Highway 1A, que corre paralela à TransCanada (Highway 1). Esse é o caminho mais recomendado. 

Se quiser ir direto na gôndola de Lake Louise, é só seguir reto pela Whitehorn Road, a estradinha cinza que é uma continuação da Bow Valley. 

Se quiser continuar viagem, você tem duas opções: ou segue pela TransCanada para o leste (Highway 1 East), em direção a Field, Golden e Vancouver, em British Columbia; ou segue pela Icefields Parkway para o norte (Highway 93 North), em direção ao Columbia Icefield e Jasper, no Jasper National Park . 

Seguem as distâncias:

* Field: 27Km
* Golden: 79Km
* Vancouver: 795Km
* Columbia Icefield: 127Km
* Jasper: 230Km

A decisão aqui não é fácil - nós viajamos pelas 2 estradas e é uma mais bonita que a outra!

Se quiser entrar na Vila de Lake Louise, basta dobrar à esquerda e pegar a Lake Louise Drive. Logo em seguida você encontrará o "centrinho" da vila, onde fica o Samson Mall.

Por ali, não deixe de dar uma chegadinha no Lake Louise Visitor Centre

O centro de visitantes da região de Lake Louise fica no próprio Samson Mall, e fica aberto das 9AM às 7PM. É um ótimo lugar para pegar mapas, folhetos, informações sobre as atrações turísticas da região e, principalmente, sobre as trilhas da área. 

aproveitei para garantir todas as informações que precisávamos!

É também ali que fica o posto de gasolina Husky, uma rede de postos de combustíveis bem comum no Canadá, com bons preços e, em vários deles, é possível fazer free camping :)

Aproveite para abastecer, pois tão cedo você não encontrará gasolina novamente!

Abastecemos CAD$ 160 e não chegou nem perto de encher o tanque! Buáaaaaa... 

No total, colocamos 131 litros, e pagamos CAD$ 1,22 por litro de gasolina. 




Se quiser ir até os Lagos Moraine e Louisedobre à esquerda e pegue a Lake Louise Drive. Depois de passar pela Lake Louise Village (o centrinho), e cruzar uma ponte sobre o Bow River, você logo encontrará uma bifurcação: se pegar à esquerda, será a Moraine Lake Road, de 12Km (fechada no inverno); se pegar à direita, será a continuação da Lake Louise Drive, que segue por 4Km até o lago homônimo. 

Onde ficar em Lake Louise

Como nós estávamos podres de cansados, depois de abastecer, fomos direto para o campground que havíamos reservado, o Lake Louise Trailer Campground.

Como não poderia deixar de ser, já que esta viagem pelo Canadá foi toda de motorhome, a nossa dica de hospedagem em Lake Louise é, obviamente, um camping, o Hard-Sided Campground.

As coordenadas de GPS, para facilitar a sua vida, são: 51°25'01.0"N e 116°10'32.1"W

Para que você entenda direitinho, Lake Louise tem 2 campgrounds

* um apenas para veículos (por isso os nomes Trailer ou Hard-Sided); e 

* outro apenas para barracas, que se chama Lake Louise Tent Campground e fica no mesmo local, mas do outro lado do Bow River, todo cercado por cercas elétricas, para proteger os campistas dos ursos (e vice-versa).

Tenha sempre em mente a possibilidade de se encontrar com um urso em qualquer das trilhas do parque nacional! Isso é mais comum do que você pensa, como nós aprendemos na prática!!!

Tínhamos reservado com bastante antecedênciacampsite 175, sem tonel para fogo, e recomendamos muito! 


a nossa vaga 

é realmente no meio da floresta!


A nossa vaga tinha energia elétrica, mas não havia água ou esgoto na vaga - para isso, bastava você se dirigir à (excelente!) dump station do campground e usar o esgoto e abastecer seu motorhome com água potável. 

Fizemos 2 pequenos vídeos no camping que explicam direitinho como é o funcionamento do motorhome: neste aqui, você vê como é o funcionamento do esgoto; e neste aqui você vê como é o abastecimento dos reservatórios de água

Não deixe de assistir, vendo estes 2 "tutoriais" você vai ficar craque!

esta é a ótima dump station do camping

fazendo o "trabalhinho sujo"...

Lake Louise Trailer Campground fica a apenas 1Km de Lake Louise Village e é gerenciado pelo próprio parque nacional. 

A distância até o Lake Louise (o lago, propriamente falando) é de 4Km, e até Banff são 60Km

Todas as 187 vagas do camping têm mesas de piquenique e instalações elétricas. Algumas têm tonel para fogo e eles fornecem lenha. 

Os banheiros possuem vasos sanitários e chuveiros com água quente e fria. 

mapa do campground

As informações abaixo são do site da Parks Canada:

Campground# SitesReserveServicedFlush ToiletShowerSani DumpDis AccFireInterp ProgFee
Lake Louise Trailer
Year Round
187100%
all
XXXX

X$32.30


All soft-sided camping units must stay within an enclosed electric fence in the Lake Louise Tent campground due to seasonal bear activity. Soft-sided refers to all tents and any vans, campers or trailers that have soft-sided pop-outs. 

  • The maximum people per campsite is 6.
  • 2 vehicles: 1 completely hard-sided camping unit and 1 regular vehicle. We do not permit 2 wheeled camping units on the same site. No tent trailers or tents. 
  • Electrical-only sites (15 and 30 AMPS) can accommodate units up to 15 metres (50').  
  • Campers who want to camp together, please take into consideration that there are fire and no-fire loops when selecting a site.
  • There are designated loops with food lockers for walk-in campers.
  • All showers and washrooms have hot and cold running water and flush toilets.   
  • The maximum people per campsite is 6. Maximum 1 RV per site.
  • All vehicles (maximum 2) and tents must be set up or parked on the gravel area of the campsite. 
  • There are no picnic shelters in this campground.  

os banheiros

a programação
Passeios nos arredores
No dia seguinte, fomos direto ao Moraine Lake de manhã e já quase não havia lugar para estacionar o motorhome. Ir cedo para pegar vaga!

Como comentei antes, para ir aos Lagos Moraine e Louisevocê tem que pegar a Lake Louise Drive

Depois de passar pela Lake Louise Village (o centrinho), e cruzar uma ponte sobre o Bow River, você logo encontrará uma bifurcação: se pegar à esquerda, será a Moraine Lake Road, de 12Km (fechada no inverno); se pegar à direita, será a continuação da Lake Louise Drive, que segue por 4Km até o lago homônimo.

Aliás, vale dizer que a Moraine Lake Road, que leva ao lago de mesmo nome, é um espetáculo à parte, super sinuosa e cercada de florestas e montanhas, com grandes chances de avistar animais - nós vimos um veadinho no caminho!

Moraine Lake Road

placa de sinalização na Lake Louise Drive



Fomos primeiro ao Lago Moraine justamente porque a Livi, do blog Baianos no Polo Norte, de quem eu peguei várias dicas, já havia me falado que tem que chegar cedo para conseguir estacionar, para pegar uma vaga para o motorhome

Isso acontece porque há um estacionamente específico para RVs no lago, mas são poucas vagas e elas esgotam rápido - daí o pessoal do parque nacional fecha a estrada e não deixa ninguém passar até que surjam vagas no estacionamento, entendeu? 

Então a dica é: vá antes, de manhã cedo, no Moraine, e só depois no Louise, já que, no segundo, o estacionamento é gi-gan-tes-co e não tem perigo de você ficar sem vaga!  


aqui não pode estacionar motorhome

aqui SÓ pode estacionar motorhome

uma quantidade de RVs nunca vista!

Eu sei que todo mundo fica ansioso para conhecer logo o Lake Louise, mas não há a menor chance de você se decepcionar com o Moraine Lake - aliás, muita gente o considera o mais bonito dos dois! Com certeza ele está nos meus top 3 - um dos 3 lagos mais bonitos de todos os (dezenas) que eu conheci no Canadá. 

E ele é tão lindo porque fica no meio de um vale, chamado de Valley of Ten Peaks, que, como diz o nome, fica situado no meio de 10 picos! A paisagem é tão bonita que até já enfeitou cédulas de dólares canadenses, e a vista é conhecida como "20 dollar view".

A água é de um tom de azul tão forte que parece que jogaram baldes e baldes de anelina lá dentro para dar aquela cor! Mesmo com céu nubladíssimo o lago fica azulão e, quando abria um solzinho, deusulivre!!! 





Existem várias pequenas trilhas nas margens que são "obrigatórias", e nós fizemos as 2 mais fáceis, mas a vista mais famosa é a de cima da Rockpile, mesmo.

A Rockpile Trail, como diz o nome, é um amontoado de pedras que não se sabe bem como se formou, e lá de cima a vista do lago é sensacional, como vocês podem ver nas (muitas) fotos abaixo. São 300 metros subindo escadas - não dá para fazer com carrinho de jeito nenhum - mas decididamente vale muito a pena, e o Lipe subiu brincando!

Lá em cima, muittttttos turistas - quanto mais cedo você chegar, antes dos ônibus de turismo, mais chances de apreciar tanta beleza sem vuco-vuco e conseguir boas fotos. 

Fiz um vídeo que mostra bem direitinho como é esta trilha, veja aqui. Muito bom para que você tenha uma idéia geral do local. 





muitos esquilos na Rockpile!










Depois de muitas fotos, descemos a Trilha Rockpile e fizemos outra, a Moraine Lakeside Trail, que, como diz o nome, é uma trilha que vai serpenteando pela margem direita do lago.  

Nesta até dá para levar carrinho, mas é meio ruim, pois a trilha é cheia de solavancos. As paisagens são lindíssimas, de uma perspectiva bem diferente daquela que tivemos do alto da Rockpile, e a trilha é bemmmm menos tumultuada :) 

Logo no começo dela tem um restaurante e o único hotel do lugar, além de lojinha de conveniência e de souvenirs.  

Ambas as trilhas começam logo ali no estacionamento, e são bem sinalizadas, sem chance de você se perder na floresta!







Infelizmente, tínhamos que seguir viagem, embora a vontade fosse de passar o dia todo lá. 

Deve ser fantástico alugar uma daquelas canoas e sair remando Moraine adentro! Mas os preços do aluguel de canoas eram bem salgadinhos (CAD$ 55/hora), e tinha um bom tempo de espera!

canoas de aluguel

Seguimos então para o Lake Louise, um dos lagos mais bonitos (e famosos!) do mundo, sem nenhuma dúvida

Como eu já comentei aqui, quando expliquei tudo sobre os passes da Parks Canada necessários para circular pelo parque nacional, um dos lugares onde verificaram nosso passe foi justamente na chegada em Lake Louise (tinha um guarda florestal no estacionamento do lago) e também numa cabine na estrada, logo que saímos de Lake Louise e pegamos a Highway 93 - Icefields Parkway.

Também já comentei que o estacionamento de Lake Louise é imenso - procurando um pouquinho você não terá maiores problemas para encontrar uma vaga. 

O Lake Louise é uma coisa! Mesmo com tempo nublado a água é verde que dói o olho (diferente do Moraine, que é azul)!




Achei super bacana a história no nome do lago: o glaciar que fica lá no fundo se chama Victoria Glacier, em homenagem à Rainha Victoria da Inglaterra, então deram o nome ao lago em homenagem a uma de suas filhas, a Princesa Louise - o glaciar (a mãe) deságua no lago (a filha). Interessante, né?

Neste lago, existem 2 programas imperdíveis: o Fairmont Chateau Lake Louise Hotel e a Lakeshore Trail

Uma das melhores maneiras gratuitas de vê-lo de vários ângulos, e de chegar mais perto do Victoria Glacier, é fazer a trilha de 5Km pela sua margem direita, chamada Lakeshore Trail

Eu não sei porquê, mas sempre achei que esta trilha era ao redor do lago - não é: a trilha tem 2,5Km e você vai e volta pelo mesmo caminho, totalizando os 5Km de ida e volta, sempre pela margem direita. 

A trilha é bem fácil e plana, perfeita para quem anda com crianças, e nós inclusive levamos o carrinho, já que, depois das 2 trilhas no Moraine Lake, o pequeno viajante já dava sinais de cansaço. 

As paisagens são fenomenais - é desta trilha que se tem as melhores vistas do hotel e do glaciar. 

Veja aqui um vídeo que fizemos na trilha. 

Existem várias outras trilhas nos arredores do lago, mas já não são tão adequadas para quem viaja em família com crianças pequenas :)

eles bem que avisam sobre os ursos nas trilhas...

jogando pedrinhas no Lake Louise

a trilha, plana e fácil






muitas opções de trilhas ao redor do lago


Depois da trilha, o melhor programa é fazer uma visitinha ao maravilhoso hotel 5 estrelas da rede Fairmont que é um verdadeiro cartão postal - não só do Banff National Park, mas de todo o Canadá!

Não deixe de dar uma voltinha lá dentro - a entrada é livre e as vistas do restaurante são fantásticas (olhe a 1ª foto deste post)!

O interior do hotel é super bacana, tem lojinhas e quase morro de fofura com o Kids Check-in, pode?!? Quando eu enriquecer, quero passar uma temporada lá!

Alguém já se hospedou lá? 

Kids Check-in


lojinhas



O mais legal é que estava acontecendo um casamento nos jardins do Fairmont Chateau Lake Louise Hotel

Eu não sei o que foi que deu no Lipe, mas ele ficou simplesmente en-can-ta-do com o tal casamento - cada vez que chamávamos o guri para ir embora ele tinha um ataque e não sossegou enquanto não ficou lá, assistindo a cerimônia, até o final! 

Eu já estava achando que ele ia pedir para tirar uma foto com a noiva, de tão maravilhado que ficou!

Quer conferir as tarifas desse hotel maravilhoso na data da sua viagem e fazer a sua reserva? É só clicar aqui!


não havia jeito de tirar o menino dali!



Em Lake Louise, assim como no Moraine, é possível alugar aquelas canoas vermelhas lindas de morrer e remar pelo lago, mas a fila de espera era, no momento que eu perguntei, de 1 hora e 30 minutos!






Com dor no coração, fomos embora, olhando pra trás por cima do ombro para nos despedirmos daquele lugar maravilhoso, sem saber que ainda o veríamos novamente, no passeio seguinte, na Lake Louise Gondola!

O nosso último passeio em Lake Louise, antes de seguirmos viagem pela Icefields Parkway em direção ao Jasper National Park (assunto do próximo post), foi na gôndola que nos levou ao topo do Mt. Whitehorn, com vistas espetaculares do Victoria Glacier

Para chegar na gôndola de Lake Louise, é só seguir pela Whitehorn Road, a estradinha cinza no mapa acima que é uma continuação da Bow Valley Parkway

Endereço: 1 Whitehorn Road, Lake Louise.

Coordenadas para GPS: 51°26'21.0"N e 116°09'41.8"W.



Na verdade, embora o nome da atração seja Lake Louise Sightseeing Gondola, não se trata unicamente de uma gôndola, que são aqueles carrinhos fechados - dava para escolher se você quer subir de teleférico (aquelas cadeirinhas abertas para 3 pessoas) ou nas gôndolas fechadas

Nós fomos de teleférico, é claro, por escolha do Lipe, que sempre quer tudo "com emoção". 

O teleférico leva 14 minutos para subir os 2088 metros da montanha.

Embora a gôndola seja mais segura e menos assustadora para quem anda com crianças inquietas, eu recomendo muito o teleférico, se o dia estiver bonito e você não for medroso. 

gôndola

teleférico




Se estiver muitooooo frio, a gôndola é a melhor opção, mas, para ver e fotografar vida selvagem, o teleférico é imbatível! E existem muitos animais, especialmente ursos, nas encostas daquela montanha! 

Vimos o nosso 4º urso pardo lá de cima do teleférico, numa das encostas do Mt. Whitehorn, numa boa! 

Os passageiros que passavam por nós, descendo a montanha, enquanto nós subíamos, iam avisando que havia um urso ali, e indicando mais ou menos a localização dele. Como o local onde ele estava era um campo aberto, sem árvores, já pudemos avistá-lo desde longe, imenso, e foi emocionante ver aquele animal fantástico ali, em meio à natureza, pastando como se fosse uma vaca aqui no Rio Grande do Sul. Que coisa sensacional! 

E, no caminho de volta, descendo a montanha no teleférico, mais de uma hora depois, vimos o bichão lá de novo, no mesmo lugar, ainda comendo - que é só o que eles fazem, o dia inteiro - para sustentar aqueles tamanhões!!! 

Veja o vídeo aqui

olha ele ali à direita, embaixo da barra de segurança da cadeirinha!

as placas já avisavam...

e era dos grandes!

Só tenha muito cuidado com o seu equipamento e com as suas crianças, pois, na emoção do momento, e usando luvas (é, tava frio!), fica fácil deixar uma câmera (ou uma criança!) despencar lá de cima do teleférico. 

E não esqueça de levar um casaco extra e repelente, pois lá em cima as temperaturas são mais baixas do que na base da montanha e tem bastante mosquitos nas trilhas, mesmo com o frio e a altitude!

Aliás, já falei que é bom andar sempre com um repelente na mochila, né?

Lá em cima, além de um Wildlife Interpretation Centre, as vistas são espetaculares, com o Lake Louise e o Victoria Glacier bem à nossa frente e, do lado direito, o comecinho da Icefields Parkway





o comecinho da Icefields Parkway

descendo de teleférico




Horário de funcionamento: 8:30AM-5:30PM. 

Clique aqui para ver o site oficial.

Ingressos adulto/infantil: CAD$ 31.95/$ 15.95. 

É um passeio caro para uma família, mas acho que realmente compensa, pelas vistas quase que "aéreas" do lago - e bem mais barato do que um passeio de helicóptero, né???

Veja aqui um vídeo da vista lá de cima. 

os preços dos ingressos são salgados...

mas as vistas compensam!



No inverno, o local é uma estação de esqui e, até por isso, a infraestrutura é muito boa na base. 

Há um estacionamento enorme com vagas específicas para motorhomes, além de banheiros bons, bilheteria, wifi, restaurante, lanchonete, lojinha bem completa, e muitos, muitos esquilos!


estacionamento exclusivo para motorhomes


bilheteria

restaurante e lancheria na base


assistindo vídeo explicativo obrigatório antes de subir




loja super completa na base




Observações importantes

Não deixe de confirmar todas as informações acima antes da sua viagem. Os preços mudam (para cima, infelizmente!), e os horários de funcionamento variam muito dependendo da época do ano

Todas as informações que pus no post são relativas ao mês de julho de 2015, quando estivemos lá.

Na época, a cotação do dólar canadense era de R$ 2,49 = CAD$ 1.

No próximo post, continuamos viagem com o nosso diário de bordo da Icefields Parkway - não saia daí! 

E o mais importante - não deixe de ler os outros 3 posts que já escrevi sobre o Banff National Park - além de encontrar lá um resumo de todos os passeios que nós fizemos, você também encontrará como bônus dicas de atrações que nós não pudemos visitar, por falta de tempo!

Quem sabe você não vai lá e conta pra gente o que foi que perdemos?!?


Você já esteve no Canadá? Conheceu as Montanhas Rochosas? Fez passeios diferentes? Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas nossas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só clicar na # e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!

* Agradecemos aos órgãos oficiais de turismo de Banff & Lake LouiseJasperWhistlerVancouverVictoriaPort TownsendSeattleBC Ferries e Parks Canada pelos ingressos cortesia, passes, passagens, diárias de campings e todo apoio na organização da nossa viagem. 



E aí, pronto para reservar a sua estadia nas Montanhas Rochosas Canadenses

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:


 

Nós recomendamos a Rentalcars para aluguel de carros:



Todos os posts sobre o Canadá.

Todos os posts sobre esta viagem estão em Pacific NorthWest, como é conhecida essa região do mundo!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 


Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!


Você também nos encontra aqui:

8 comentários:

  1. Claudia e Marlon, muito obrigado pelas dicas! Eu e minha esposa, a Elis, estamos contando os dias para chegar logo nesse lugar! Reservei um dia inteiro para esses dois lagos! Eu também vi um outro lago chamado Emerald Lake uns 37 km para o leste, saindo de Lake Louise, que parece bonito e menos acessado por turistas. Estamos em dúvida se vale a pena, mas estou pensando que o melhor é concentrar mais tempo para aproveitar ao máximo o Moraine e o Louise. Gostei muuuuuito da dica para fazer o Moraine primeiro, e, principalmente, a dica para chegar cedo! Embora seja inevitável se deparar com a quantidade de turistas, a gente fica querendo ao máximo ter aquela sensação de "só a gente e a natureza". Como vamos em outubro, teremos menos tempo de luz solar, e isso parece ser essencial nos passeios nessa região. Um abraço para vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo,
      O Emerald Lake é maravilhoso! Não percam por nada nesse mundo! É obrigatório!!!!

      Excluir
    2. Rodrigo,
      O Emerald Lake é maravilhoso! Não percam por nada nesse mundo! É obrigatório!!!!

      Excluir
  2. Claudia, uma pergunta básica, para iniciantes: vi que na maioria dos campgrounds há banheiro com água quente. Vocês, de uma maneira geral tomam banho no RV ou usam os banheiros dos campings?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Erika, que bom te ver por aqui!
      Sempre que estamos ficando em camping, aproveitamos para tomar banhos mais "espaçosos" sim! Mas temos ficado bem pouco em campings, que não são lá tão baratinhos assim...fazemos free camping umas 4 ou 5 noites e intercalamos com 1 noite de camping :)
      Qualquer dúvida, pergunta!
      Bjokas

      Excluir
  3. Ai ai, Lake Moraine ganhou o meu coração!

    No dia que fomos, passamos primeiro no Louise (tava querendo nublar e eu queria tentar ver o Louise logo com aquele solzinho, já que obviamente era o lago que eu mais queria conhecer!) e tava relativamente cheio... Ficamos por lá um pouco e seguimos pro Moraine. O Moraine tava VAZIO, uma coisa!!! Aproveitamos muito, fizemos a trilha pela margem... E tava um visual lindo, nevando um pouquinho mas não tão frio. A cor dele é uma coisa bem dificil de explicar né? A gente ficava tentando colocar na escala de "mais azul, mais verde", mas a paleta de cores desses lagos não cabe nas cores que a gente conhece! hahahha

    Depois de lá seguimos para o Emerald... e o Emerald definitivamente foi o meu favorito!! Tava super vazio, era fim de tarde, saiu o sol, alugamos a canoa (que era beeem mais barata que no Louise/Moraine) e sério, apaixonei demais por ele e por aquela cor de verde impossível que ele tem...

    ResponderExcluir
  4. Oi Claudia! Queria te perguntar uma coisa...
    Uma das coisas que mais me deixa tensa de alugar um RV é justamente o gasto de combustivel... Vc disse que esses 131L nem chegaram perto de encher o tanque dele (#medo), vc sabe qual é o tamanho do tanque? E tipo, qual a autonomia, um tanque roda qtos kms? Tenho certeza que esse é um dos maiores custos além do aluguel em si, mas acho que fazendo um bom planejamento, dá certo, não é mesmo?

    :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcela! Adoro teus comentários, obrigada!!!
      Neste post (http://www.felipeopequenoviajante.com/2014/01/quanto-custa-viajar-de-motorhome-pelos.html) tem todos os nossos gastos com combustível! Não lembro bem o tamanho do tanque, mas a autonomia é imensa, deve ser enorme! Mas ele consome muitaaaaaa gasolina, é de chorar...lá neste post que linkei tem tudo bem detalhadinho, quilômetros por litro, essas coisas...dá uma olhada lá! E sim, vale muiiiito a pena!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...