19 de setembro de 2015

Guia de Banff - como chegar, se locomover, onde ficar, comer, passear, roteiro e as nossas dicas práticas (diário de bordo)

Já escrevi 2 posts sobre o Banff National Park - um deles com a lista das melhores atrações pagas de Banff e Lake Louise, e o outro com uma lista de 20+ atrações gratuitas no Banff National Park

Agora, quero dar a vocês as nossas dicas pessoais para vocês aproveitarem melhor cada um destes passeios, com as nossas indicações de onde ficar, onde comer e onde se aventurar na área de Banff

Como já mencionei, durante a nossa viagem de motorhome pelo oeste do Canadá, fiz um diário, onde ia anotando todas as dicas que eu não queria esquecer de repassar pra vocês - então, com vocês, agora, o nosso diário de bordo, com todas as anotações e recomendações do pequeno viajante para a sua viagem ser ainda mais legal do que a nossa!

No próximo post - para que este não fique extenso demais - passarei as nossas anotações sobre a região de Lake Louise, certo?

Para começo de conversa, é bom relembrar que, só na região de Banff Lake Louise (sem incluir a Icefields Parkway e Jasper!), o ideal seria ficar pelo menos uns 4 dias, para ver o básico! Se quiser, você pode ficar 2 semanas e certamente não verá tudo! 


A viagem desde Calgary

Encerradas as providências iniciais chatinhas em Calgary, depois de pegarmos o nosso motorhome alugado com a Cruise Canada, seguimos viagem para Banff, que fica a 135Km de distância, onde um monte de aventuras nos esperavam.

Até as nossas coisas dentro do RV nós deixamos para arrumar à noite, já no camping em Banff, porque estávamos loucos para seguir viagem logo para as montanhas!

Depois que saímos de Calgary, a paisagem é tranquila durante uns 30min, e logo já começamos a perceber as montanhas se aproximando (desde Calgary já é possível ver montanhas à distância!).

A chegada em Banff é incrível. 

Nós nem havíamos chegado e eu já estava enlouquecida tirando fotos pela janela do motorhome, com todas aquelas montanhas lindas refletidas nos lagos, vegetação alpina e tudo o mais! Que deslumbre! 

E a previsão do tempo, que era de tormenta e nubladera, nos deu uma chancezinha e o sol brilhou forte e o céu se pintou de azulão para a nossa chegada! 







Chegamos em Banff quase 7:30PM e o sol ainda estava alto no céu. 


Taxas dos parques nacionais

Já quase na chegada em Banff, vindo de Calgary, você passa por umas cabines na estrada (tipo as nossas cabines de pedágio aqui no Brasil) onde tem que pagar as taxas da Parks Canada para circular pelos parques nacionais.

Funciona assim (já expliquei no post anterior, mas não custa repetir...):


As cidades de BanffLake LouiseJasperFieldGolden Revelstoke, dentre outras, estão dentro de parques nacionais, e é preciso pagar tarifas diárias para circular por estas áreas. 

Só é dispensado das tarifas quem passa direto nas estradas dentro dos parques, sem paradas, mesmo porque uma boa parte dos parques é cortada pela rodovia TransCanada, que atravessa o país de um lado a outro!! 

Os passes podem ser adquiridos online ou nas portarias do parques. A grande vantagem de comprar online é passar reto nas portarias, sem pegar filas. Você vê as cabines de cobrança e passa pela pista ao lado. 

Eles dão um comprovante que você tem que colar no para-brisa do motorhome (ou carro), válido para todos os parques nacionais (BanffJasperYohoKootenayGlacier Mt. Revelstoke). 



As tarifas custam CAD$9.80 (adulto), CAD$4.90 (6 a 16 anos), CAD$8.30 (+ de 65 anos) e CAD$19.60 (para até 7 pessoas no mesmo carro ou motorhome). 

valor é multiplicado pelo número de dias que você fica no parque. Se você planeja permanecer em áreas dos parques 7 dias ou mais, compre o passe anual, que dá direito a entrar em atrações operadas pela Parks Canada, como por exemplo a Cave & Basin, em Banff. 

Os preços são CAD$67.70 (adulto), CAD$33.30 (6 a 16 anos), CAD$57.90 (+ de 65 anos) ou CAD$136.40 (para até 7 pessoas no mesmo carro ou motorhome).

Os lugares onde verificaram nosso passe foram na chegada em Lake Louise (tinha um fiscal no estacionamento do lago) e numa cabine na estrada, logo que saímos de Lake Louise e pegamos a Highway 93 - Icefields Parkway.

Nós agradecemos à Parks Canada e ao escritório de turismo Banff & Lake Louise pela gentileza de nos concederem um passe válido por um mês para circularmos por todos os parques da região. 





Onde ficar em Banff

Depois de dar uma volta de motorhome pelo centrinho de Banff Town (a Banff Avenue), fomos direto para o nosso campground, na Tunnel Mountain Road.

Como não poderia deixar de ser, já que a nossa viagem pelo Canadá foi toda de motorhome, a nossa dica de hospedagem em Banff é, obviamente, um camping, o Tunnel Mountain Village 2 Campground

As coordenadas de GPS, para facilitar a sua vida, são: N 51°11’17.7’’ e W 115°32’24.3’’. 

Nós tínhamos reservado com bastante antecedência o campsite C6, com tonel para fogo, e recomendamos muito! 



A vista que se tem do Tunnel Mountain Village 2 Campground é inacreditável. 

Pode até ter algum hotel com aquelas vistas, mas certamente não será com preços de camping

Veja aqui um vídeo que eu fiz lá no campground


Fiz um longo passeio pelo camping, aproveitando as trilhas e mirantes ao seu redor - tenha sempre em mente a possibilidade de se encontrar com um urso nas trilhas do parque nacional!

A nossa vaga, além do firepit, também tinha energia elétrica, mas não havia água ou esgoto na vaga - para isso, bastava você se dirigir à dump station do campground e usar o esgoto e abastecer seu motorhome com água potável. 

 mapa do campground


 a nossa vaga 


O Tunnel Mountain fica a 5Km do centro da cidade de Banff e é gerenciado pelo próprio parque nacional. 

As informações abaixo são do site da Parks Canada:

Campground# SitesReserveFull H-UFlush ToiletShowerSani DumpDis AccFiresInterp ProgFee
Tunnel Mt Village II
Open Year Round
188100%
all
XXXX
$8.80
X$27.40-$32.30

  • Campers who want to camp together, please take into consideration that there arefire and no-fire sites when selecting a site.
  • Electrical-only sites (15 and 30 AMPS) can accommodate units up to 15 metres (50'). 
  • There is a small selection of electrical sites with firepits; available through reservation.
  • There is a 34-site walk-in tenting area. Campers must park in the designated parking area and access campsites by foot.  
  • There are food lockers for walk-in campers.
  • municipal bus service is located at the entrance of the campground.
  • A maximum of 2 vehicles, 2 tents and 6 people are permitted on each site. Maximum 1 RV per site.
  • All showers and washrooms have hot and cold running water and flush toilets. 


o Tunnel Mountain 2 é o camping mais completo, com hook ups
no Tunnel Mountain 1 a coisa é mais "selvagem"

 esta é a dump station do camping



 todas as lixeiras são anti-urso - cuidado com os seus mantimentos!

 banheiros


 lenha para o fogo

a "nossa rua"

Usando o transporte público 

Depois de arrumar toda a nossa tralha no motorhome - uma das maiores vantagens de viajar de RV é justamente poder desarrumar as mochilas apenas uma vez, colocar tudo nos armários do motorhome e só arrumar as malas de novo na hora de ir embora - o meu pessoal estava super cansado (tinham sido muitas e muitas horas de voo), mas ainda era dia claro as 9:30PM e eu estava ligada na tomada e resolvi sair para um passeio a pé pelo centrinho de Banff, olhar umas vitrines, tomar um sorvete na Cows, tirar umas fotos, cruzar a ponte sobre o Bow River e dar uma volta de ônibus local para conhecer o transporte público da cidade, que é fantástico!

Saiba tudo sobre o Roam Public Transit Service

 parada do ônibus dentro do camping :)


Peguei a Route 2 - Tunnel Mountain, que passou no Banff Fairmont Springs Hotel (maravilhoso!), mas recomendo muito a Route 4 - Cave & Basin, que passa na Bow River Bridge, Banff Upper Hot Springs e Banff Gondola, além da própria Cave and Basin.

Custa CAD$ 2 cada trecho (para adultos) ou CAD$ 5 o passe diário. Vale muito a pena se você não tiver transporte próprio! Crianças menores de 6 anos vão de graça.

E o melhor: economia gera economia! O ônibus passa dentro do camping (é uma das paradas) e quem está hospedado lá não paga passagem para ir ao centro, apenas para voltar!

Gastei só CAD$ 2 e fiz um passeio maravilhoso!

É a maneira deles incentivarem os turistas a não andar de carro, a usar o transporte público :) bacana, né?

O site deles é super completo, e tem todas as informações que você pode precisar, ou então faça como eu e pegue um folheto da Public Transit com mapas e horários no Visitor Information Centre


Banff Town

O centrinho de Banff é tudo de lindo! Para quem conhece, lembra um pouquinho o centrinho de Bariloche pré-decadência. 

Sabe aquelas cidadezinhas fofinhas, no meio das montanhas? É bem assim!


Durante o dia, todo mundo aproveita para conhecer as belezas naturais da região e, à noite, um passeio a pé pela Banff Avenue é o melhor programa! E o melhor: tirei essa foto às 10h30min da noite e ainda havia luz natural, dá pra acreditar???


Banff Avenue é a avenida principal de Banff Town, e dá pra gastar horrrrras passeando por ali, visitando as lojinhas, sorveterias e restaurantes! 

Os estabelecimentos ficam abertos até tarde.  

Um sorvete na melhor sorveteria local, a Cows, custa CAD$ 5. Recomendo veementemente o sabor Wowie Cowie :) 


E o que mais tem para ver/fazer lá? 

Bom, além de várias lojinhas e lojões, uma ótima North Face, muitos souvenirs, lancherias, sorveterias e restaurantes, ainda é lá que fica o excelente Visitor Information Centre e, dentre outros museus que nós não conhecemos, o Banff Park Museum (91 Banff Avenue - 10AM-5PM), um museu com muitos animais empalhados.

Clique aqui para ver o site oficial do museu. Ingressos adulto/infantil: CAD$3.90/$1.90. É um passeio bem baratinho que as crianças curtem muito, perfeito para um dia chuvoso, por exemplo! Reserve mais ou menos uma hora para ele. 

O Centro de Informações fica na 224 Banff Avenue, e abre das 9AM às 7PM. 

É uma parada obrigatória para pegar todas as informações possíveis sobre a cidade, o parque nacional e arredores - completíssimo, com guias, mapas, informações sobre passeios em geral e principalmente sobre trilhas, tudo gratuito


Quem quiser saber quais são as melhores trilhas na área de Banff & Lake Louise para fazer com crianças, por exemplo, pergunte lá que eles explicam tudo, com mapas! É muito mais informação do que você vai ter condições de absorver!

Tivemos uma recepção VIP para o #FelipeoPequenoViajante em Banff, e agradecemos ao escritório de turismo de Banff & Lake Louise pelo carinho na acolhida

Ah, não deixem de pedir esse livrinho 'Xplorers' lá no Visitor Centre, cheio de atividades para os pequenos exploradores! 


Ainda no centro, no final da Banff Avenue, você encontra a ponte sobre o Bow River, lindo rio que corta a cidade, e, de cima dela, as vistas são lindíssimas! 

E, por último, não deixe de dar uma espiadinha no prédio da administração do parque nacional, famoso pelo seu estilo parkitecture!

Se quiser almoçar ou jantar por ali, recomendamos o Old Spaghetti Factory, um restaurante de rede que nós conhecemos em Vancouver e simplesmente amamos! Obrigada pela dica, Pati Papp :)  

Vejam nas fotos abaixo algumas das atrações do centrinho de Banff Town: 










Passeios nos arredores da cidade

No dia seguinte, já recuperados do jet lag, saímos para desbravar as redondezas de Banff!

A primeira parada foi logo pertinho do nosso campground (dá para ir até a pé!), na Trilha dos Hoodoos, uma trilhazinha bem fácil com paisagens lindas perto do centro de Banff, onde vimos (e aprendemos sobre) os famosos hoodoos - enormes formações rochosas que adquirem formatos estranhos devido à erosão. 

Veja um vídeo que eu fiz lá clicando aqui


 tá vendo os hoodoos ali???

o Lipe adorou filmar hoodoos!

Depois seguimos para a Surprise Corner, que nada mais é do que um mirante fabulosode onde se tem essa vista (foto abaixo) fantástica do Fairmont Banff Springs Hotel - é quase uma miragem! 

Fica no fim da Buffalo Street com Tunnel Mountain Drive

Basta subir uma escadinha - não é preciso pegar nenhuma trilha: você estaciona no estacionamento, atravessa a rua, sobe a escadinha e...surpresa! Aquela vista incrível...

não parece uma miragem?

Próxima parada:

Fairmont Banff Springs Hotel, na 405 Spray Avenue

A nossa sugestão é que você estacione e entre no lobby para conhecer este lindo hotel 5 estrelas por dentro - um verdadeiro ponto turístico da cidade. 

Achei a decoração linda, luxo no estilo canadense, sem frufrus. Muitas cabeças de alce com chifres imensos, armaduras, lanças e objetos que deixam o local com jeito de castelo medieval

Mas a melhor vista e as melhores fotos ainda são de Surprise Corner!

Durante o dia, dá para estacionar perto do hotel, sem problemas, por até 4 horas - você não vai precisar mais do que uma hora para este passeio

Quer conferir as tarifas desse hotel maravilhoso na data da sua viagem e fazer a sua reserva? É só clicar aqui!


 corredores do hotel

 lobby 



estacionamento público (para não hóspedes)

De lá, seguimos para a Banff Gondola, para subirmos até o alto da Sulphur Mountain e vermos Banff inteirinha de cima - a vista mais sensacional de todas!

A gôndola de Banff fica no fim da Mountain Avenue, pertinho das águas termais - é um passeio caro, mas do tipo imperdível! 

Coordenadas de GPS: 51°08.897 N e 115°33.360 W. 

Horário de funcionamento: 8AM-9PM.

Clique aqui para ver o site oficial.

Ingressos adulto/infantil: CAD$39.95/$19.95. 

Na base, tem estacionamento (gratuito, como sempre), bilheteria, loja, lancheria e banheiros. 

Aproveitamos para usar o wifi gratuito enquanto nos esquentávamos na frente da lareira :)




a loja é ótima: bem variada e com preços bem bons!




cafeteria


Lá em cima tem lanchonete, restaurante, banheiros, mirantes, trilhas e, claro, a lojinha.

Dá uns 9 minutos de subida na gôndola, tão alto que dá medinho até em quem não tem medo de altura (como eu!)! 

Da chuva para o sol, do frio para o calor, da neve (!!!) para o granizo! Tudo em questão de 5 minutos. Até nevar nevou enquanto estávamos lá em cima. Quando chegamos, estava tão nublado que não se enxergava 2 metros na nossa frente. Minutos depois, abriu um solaço e o dia ficou lindo! 

A nossa dica é, sempre que for subir uma montanha, leve um casaco, pois a temperatura lá em cima sempre é bem mais baixa do que na base, não esqueça! 

Este é um passeio que você pode fazer correndo em 1 hora ou com bastante calma em até 3 ou 4 horas - só vai depender da sua pressa!

Sorte de poder observar Banff lá de cima. Veja um vídeo que eu fiz lá clicando aqui

vistas da cidadezinha e do Bow River

as gôndolas

 e a família buscapé na gôndola!

tempo inicialmente nublado


fazendo souvenir com moedinha - quem nunca?

a lojinha lá de cima tem praticamente os mesmos preços e produtos 
da lojinha da base da montanha


os mirantes e as trilhas lá no topo são super civilizados

 a estrutura redonda é o prédio que fica no topo da gôndola, 
com um restaurante panorâmico lá em cima

nesta foto é possível ver a trilha que leva ao summit 

no topo, um bom lugar para um piquenique

 linda vista do restaurante panorâmico


Quando descemos da gôndola, já tinha aberto um sol bonito, e pensamos que seria um bom momento para um banho de piscina nas famosas águas termais, em Banff Upper Hot Springs, até porque as hot springs ficam praticamente ao lado da gôndola. 

Endereço: no fim da Mountain Avenue, em Banff, 4Km ao sul da cidade.

Horário de funcionamento: 9AM-11PM. 

Coordenadas de GPS: 51°09'01.6"N e 115°33'37.9"W. 

Clique aqui para ver o site oficial.

Ingressos adulto/infantil: CAD$7.30/$6.30. 



Como eu falei, fomos quando abriu o sol, mas o ideal, como acabamos percebendo depois, é ir quando estiver bem frio e nublado - até com chuva - porque a água está a 39°C e, quando apareceu o sol, ficou até quente demais! 

O visual na piscina é sensacional! Foi o passeio preferido do Lipe em Banff. 

O ideal é mesmo conjugar as hot springs com uma visita à Banff Gondola, devido à proximidade. 

Reserve pouco mais de uma hora para este passeio. Ninguém aguenta (e nem é recomendado) ficar muito tempo dentro da água, que é beeeem quente, mas como você tem que trocar de roupa, e depois da piscina também acaba tomando um banho de chuveiro, tem que reservar um tempinho a mais para toda essa função. 

É um passeio relativamente barato que vale muito a pena, principalmente com crianças, sem contar que é super relaxante!

O estacionamento fica do outro lado da rua e é bem grande.

Eles oferecem lockers, chuveiros, secadores de cabelo, banheiros, lanchonete, aluguel de toalhas e lojinha. 

Os lockers custam CAD$ 1

Veja, nas fotos abaixo, que infraestrutura boa eles têm lá: 



bilheteria e aluguel de toalhas


os lockers são bem espaçosos, e funcionam com moedas

chuveiros coletivos no banheiro feminino

secadores de cabelo

lancheria

não esqueça de levar a sua própria toalha para não ter que alugar deles!

Felizes da vida e super relaxados depois do banho, seguimos para um dos passeios mais esperados: o Lake Minnewanka Boat Cruise, também conhecido como Banff Lake Cruise - um passeio de barco de 60 minutos pelo Lake Minnewanka, que é o lago de Banff. 

O Lake Minnewanka fica 15 minutos a nordeste de Banff, na Minnewanka Loop Drive - dá para caminhar, nadar e navegar ali, além de avistar muita vida selvagem - cuidado com o seu piquenique! 

Horários dos barcos: 1 saída a cada hora, das 10AM as 6PM. 

Recomendamos que você chegue nas docas com, no mínimo, 30 minutos de antecedência, para garantir o seu lugar no passeio seguinte. 

Coordenadas para GPS: 51°14.851 N e 115°30.037 W. 

Clique aqui para ver o site oficial.

 pier onde fica a bilheteria (nesta casinha) e de onde saem os barcos

 eles também oferecem aluguel de barcos

 a parte interna do barco é bem confortável e espaçosa e o guia super informativo!

 que rica patinha!

 pegada de urso

 as garras de diversos animais - legal para comparar!

 para fotografar vida selvagem, é melhor ficar na parte externa do barco


 esta é a lancheria

 estacionamento próprio para motorhomes

 "nossos" primeiros ursos - mamãe e seu filhote!

 aproveite para ir ao banheiro no estacionamento, pois o barco não possui banheiro!

Ingressos adulto/infantil: CAD$54.95/$27.50. 

É um passeio caro, mas nós consideramos que vale a pena - primeiro, porque a paisagem é linda de morrer, segundo, porque o guia é ótimo e aprendemos muito com ele, e terceiro porque foi lá que avistamos o nosso primeiro urso! Muito emocionante!

Aliás, não foi 1 urso, e sim 2 ursos pardos (mãe e filhote) e mais 1 águia (bald eagle). 

Nas margens do lago há uma lanchonete. 

E o melhor de tudo: o estacionamento de motorhomes fica mais perto do lago (e das docas) do que o estacionamento de carros! Essa foi ótima!! #motorhomesrule




o barco do passeio

Depois do passeio de barco pelo lago, continuamos viagem de motorhome pela Minnewanka Loop Drive, uma estrada cênica de 8Km, pertinho de Banff, que passa por alguns dos lagos mais bonitos da região e oferece muitas oportunidades de avistar vida selvagem - um dos passeios mais bonitos do parque nacional (e de graça!)! 

O primeiro lago pelo qual passamos foi o Two Jack Lake, um lago lindo de morrer e menos famoso que os "primos ricos" Lake Louise e Moraine. 








Depois de muitas fotos nas margens do Two Jack Lake, seguimos pela estrada, sempre bem devagar - porque sempre há o risco de algum animal cruzar bem na sua frente - e você não vai querer atropelá-lo, né?

Pois não é que, logo ali adiante, encontramos um enorme bando de elks na beira da estrada???

Foi emocionante ver aquela quantidade enorme de animais selvagens ali, pastando como se fossem vacas, do nosso ladinho, na beira da rodovia! 

Um verdadeiro safári! 

Sinta um pouco da emoção do momento neste vídeo.





O segundo lago que encontramos, logo após, ao longo da Minnewanka Loop Drive, foi o fofíssimo Lake Johnson. 

Estes 2 lagos são perfeitos para caminhadas (existem trilhas nas margens), piqueniques, passeios de canoa alugada e muitas fotografias!









Gostaríamos de ter ficado nos arredores de Banff no mínimo mais um dia, para fazer os passeios que não tivemos tempo, mas já estava ficando tarde e tínhamos reservado camping, naquela noite, para dormir em Lake Louise Village, então precisávamos - embora tristes por deixar as redondezas de Banff para trás - seguir viagem. 

E a melhor maneira de seguir viagem entre Banff e Lake Louise, sem dúvida, é pela famosíssima estrada-parque do Vale do Rio Bow - a Bow Valley Parkway.

Foi outro verdadeiro safári! Aliás, essa viagem pelo Canadá - guardadas as devidas diferenças de cenário - em muitas ocasiões nos lembrou da nossa viagem pela África do Sul

Em muitos momentos, parecia que nós estávamos em um safári - com a diferença que, na África, os safáris são realizados nas reservas, enquanto que, no Canadá, os animais selvagens estão por todo lugar!!!


pórtico de entrada na Bow Valley Parkway

Existem 2 formas de ir de Banff até Lake Louise: a primeira, e mais óbvia, é pela rodovia TransCanada, a Highway 1

Ocorre que esta não é, nem de longe, a melhor opção. Se você é turista no parque nacional, não faça a bobagem de pegar a Highway 1! O melhor caminho para o norte, sem dúvida, entre Banff e Lake Louise, é pela Bow Valley Parkway, a Highway 1A, que corre paralela à TransCanada, bem pertinho, mas a um mundo de distância em termos de atrativos turísticos!

Ela é bem mais lenta, tem muito menos movimento e, justamente por isso, você tem muito mais chances de ver animais selvagens, como elks, coiotes, veados e, claro, os ursos!

Veja um vídeo que eu fiz lá clicando aqui.  

Sem parar, você levará em torno de 1 hora para chegar a Lake Louise - nós levamos bemmmmm mais que isso, pois paramos trocentas vezes para fotos, tanto das paisagens deslumbrantes quanto de animais, como você pode ver nas fotos abaixo:





até uma parte de floresta queimada por wild fires fica bonita lá!

  


primavera!


Primeiro, foi o urso

Já tínhamos visto mamãe e filhote nas margens do Lake Minnewanka no passeio de barco, poucas horas antes, e já estávamos felizes da vida. Pois não é que, a 3 metros do motorhome, no acostamento da Bow Valley Parkway, do nada, surge um urso 'de boa', só procurando seus berries para sustentar o corpanzil?!? 

O Peg largou da direção do RV, ficou enlouquecido querendo fotografar+filmar a cena, eu mais louca ainda tentando filmar também (por cima dele, pois o bicho resolveu aparecer do lado do motorista!), uma confusão! 

Foi demais!! Quando vi, estava o Peg dirigindo de ré, filmando e fotografando, tudo junto ao mesmo tempo!! E eu e o Lipe já não atinávamos mais nada, de tão nervosos e animados que ficamos! 

Quer ver o filminho que eu fiz com o celular desta cena? Mas ó, tem que dar um desconto na nossa excitação, tá? A emoção era tanta que até faltava ar

Então clique aqui para rir um pouco. 


lá vai ele à cata de frutinhas...

Depois, quando estávamos quase nos recuperando do urso
nos sentindo do tipo "missão cumprida, agora já podemos voltar para casa" (detalhe, era recém o segundo dia de viagem!), foi a vez do elk

Um dos mais bonitos que vimos em toda a viagem! E olha que, depois deste, vimos muitttttttos outros! 

Depois de uma curva na Bow Valley Parkway, vimos uns 4 veículos parados no meio da pista, com seus pisca-alertas ligados, e direcionando as câmeras para dentro da floresta. Sempre que você presenciar uma cena assim, pare imediatamente seu veículo, pois é certeza de que tem algum animal selvagem por ali.

O elk, criado a Toddy, levanta o seu cabeção cheio de galhos e só dá uma bufada, como quem diz: "Vaza daqui!"


A foto abaixo eu tirei para mostrar a vocês o que NÃO FAZER: nunca, em nenhuma hipótese, desça do seu veículo para fotografar animais selvagens! 

Eu sei, dá uma baita vontade, mas é perigoso para você e, mais ainda, para eles. 

Era o nosso primeiro dia, estávamos emocionadíssimos e o Peg desceu por 5 segundos e ficou ao ladinho do RV, mas no dia seguinte vimos um guarda florestal explicando todos os motivos pelos quais não se pode fazer isso (dá até multa), e depois disso aprendemos e nunca mais descemos, embora tenhamos visto muita, muita gente até cercando e realmente perturbando os animais, inclusive turistas canadenses (e brasileiros!). 

Just don´t do it!



"Vaza daqui!"

muitos motorhomes nesta estrada



Depois de tanta animação, ainda tínhamos pela frente aquela que foi uma das maiores atrações da nossa passagem pelo Banff National Park - um dos lugares mais incríveis (e gratuito!) do parque nacional, o Johnston Canyon.

Não foi por nada que eu escolhi uma fotografia de lá como capa deste post (a primeira foto é de lá) - foi realmente um dos pontos altos do nosso dia! 

canyon fica 25Km a noroeste de Banff, na Bow Valley Parkway. Há um estacionamento bem grande.  


tem restaurante e cerveja gelada!



Além disso, é um programa super agradável para toda a família, com uma trilha bem tranquila, pavimentada, até Lower Falls, de 2,2Km

Você vai levar no mínimo uma hora para fazer esta trilha (ida e volta) - com criança talvez até mais - e, dependendo do quanto você gosta de fotografar, pode levar váaaaaarias horas!

Para ir até as Upper Falls com criança já complica um pouco, pois são 4,8Km, mas acho que também dá, dependendo da disposição do seu pequeno viajante. Nós nem tentamos, pois já era o fim de um longo dia e já tínhamos feito todos os passeios acima, e o Lipe já estava bem cansado, tanto que levamos ele no carrinho!

Use e leve repelente, tem muitos mosquitos lá!!! Aliás, essa dica vale para todos os passeios que envolvem trilhas - não são só os elks que são criados a Toddy por lá! 

É um passeio bom até com chuva, pois existem alguns lugares cobertos para se abrigar!

Veja um vídeo que eu fiz lá clicando aqui

Como vocês verão nas fotos abaixo, as trilhas são lindíssimas:


nosso mountain goat!

tudo bem sinalizado, não tem como se perder nas trilhas!


Lower Falls


de carrinho

tem comida, bebida, sorvetes, lojinha de souvenirs...


trilhas super civilizadas


parece até uma pintura, de tão lindo!



Quando chegamos de volta ao motorhome, estávamos MESMO cansados, depois da trilha e de todos os passeios do dia, precisávamos seguir viagem até o campground em Lake Louise, e ainda haviam outras atrações que queríamos ver no caminho, então tivemos que escolher: deixamos de lado o Marble Canyon, que fica num desvio em Castle Junction, na junção da Hwy 1 com a Hwy 93, e tem uma trilha de 15 minutos fácil pelo canyon, e continuamos pela Bow Valley Parkway de Castle Mountain Junction até Lake Louise (são 24Km). 

Pretendíamos parar no Mt. Temple Viewpoint, mas devemos ter passado por este mirante sem ver, pois, quando percebemos, já estávamos em Morant's Curve - só que isso já é assunto para o próximo post, que será um Guia de Lake Louise, tão completinho quanto este :)




Saldo do dia: 2 ursos pardos nas margens do Lake Minnewanka, mamãe e filhote; 1 urso no acostamento da Bow Valley Parkway; 1 bald eagle (águia), também no barco; 1 veado e 1 elk, também na Bow Valley; e uns 50 elks, daqueles com chifres imensos, entre o Two Jack Lake e o Johnson Lake! 

Tudo devidamente fotografado, embora as dificuldades que vocês perceberam nos videozinhos que eu linkei aqui, todas decorrentes da nossa grande emoção, kkkk...

Acompanhem os próximos posts para mais cenas desse safári canadense



Ah, e já ia esquecendo de contar: na volta dos EUA, já no final da nossa viagem, depois de passarmos pelos parques nacionais de Mt Revelstoke, Glacier e Yoho (só faltou Kootenay), voltamos a Lake Louise e, finalmente, a Banff, desta vez fazendo este caminho pela Highway 1, pois o tempo estava muito feio para passeios e estávamos com pressa de chegar em Calgary.  

O tempo estava novamente nublado e São Pedro não colaborou conosco, mas ainda conseguimos aproveitar para conhecer um importante ponto turístico de Banff que não tínhamos visitado na nossa primeira passagem pela cidade: o Vermillion Lakes Drive

Trata-se de uma estrada cênica pavimentada de 4.3Km contornando os Vermillion Lakes, com vistas sensacionais e grandes chances de avistar animais selvagens.  

Fica nos arredores da cidade de Banff. Veja aqui um vídeo que eu fiz lá. 


tempo novamente frio e nublado


Estes são os famosos corredores para animais, na Highway 1 - eles construíram estes túneis/pontes para que os animais se acostumem a passar ali por cima, como se fosse parte da floresta, e não cruzem pela estrada, correndo riscos de serem atropelados e de causar acidentes - parece que a experiência vem sendo um sucesso :)


Observações importantes

Não deixe de confirmar todas as informações acima antes da sua viagem. Os preços mudam (para cima, infelizmente!), e os horários de funcionamento variam muito dependendo da época do ano

Todas as informações que pus no post são relativas ao mês de julho de 2015, quando estivemos lá.

Na época, a cotação do dólar canadense era de R$ 2,49 = CAD$ 1.

No próximo post, continuamos viagem com o nosso diário de bordo da região de Lake Louise - não saia daí! 

E o mais importante - não deixe de ler os outros 2 posts que já escrevi sobre o Banff National Park - além de encontrar lá um resumo de todos os passeios que nós fizemos, você também encontrará dicas de atrações que nós não pudemos visitar por falta de tempo!

Quem sabe você não vai lá e conta pra gente o que foi que perdemos?!?

Banff e Lake Louise - as 5 melhores atrações pagas no Banff National Park
Você já esteve no Canadá? Conheceu as Montanhas Rochosas? Fez passeios diferentes? Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas nossas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só clicar na # e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!

* Agradecemos aos órgãos oficiais de turismo de Banff & Lake LouiseJasperWhistlerVancouverVictoriaPort TownsendSeattleBC Ferries e Parks Canada pelos ingressos cortesia, passes, passagens, diárias de campings e todo apoio na organização da nossa viagem. 


E aí, pronto para reservar a sua estadia nas Montanhas Rochosas Canadenses

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:


 

Nós recomendamos a Rentalcars para aluguel de carros:



Todos os posts sobre o Canadá.

Todos os posts sobre esta viagem estão em Pacific NorthWest, como é conhecida essa região do mundo!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 


Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!


Você também nos encontra aqui:

Um comentário:

  1. Oi Claudia!!

    Coisa mais gostosa rever todos esses passeios! Eu voltei tão louca por aquelas montanhas que o meu plano de vida pro próximo ano é voltar pra lá DE QUALQUER JEITO!! E de motorhome, de preferência, depois de cruzar com tanta gente de motorhome e sonhar o quão mais legal seria fazer a viagem assim (e o quanto essa região é perfeita para ser feita assim).

    Eu amei ter ido na época que fomos, a gente chegou lá logo depois do labor day e tava bem mais tranquilo do que nas férias, acho... mas o mais incrível da época que fomos foi a neve que já enfeitava o topo das montanhas e olha, pra mim não há nada nesse mundo tão lindo quanto neve!! hahahha #besta

    A parte ruim de ter ido em setembro: não tinha mais tantos animais como vocês encontraram no verão. Ainda assim o saldo foi: 6 ursos (mamãe e filhotes incluídos! Vimos tanto do black quanto do grizzly) mais os dois ursos da Grouse Montain (achei legal poder ver bem de perto, mas fiquei com dó deles ali presos depois de ter visto tantos soltos e felizes em seus habitats naturais!), vimos uma montain goat, vimos muuuuuuuitos elks/deers em Jasper...

    Acho que o mais legal de tudo era o clima de todo mundo estar fazendo o mesmo que a gente, né? Aquela comoção de alguém parado na estrada com o pisca ligado e todo mundo parando junto pra ver o que tinha ali, todo mundo feliz e animado de ver os animais... E os lagos?? Aff... Sério, quero muito voltar!!

    :)

    Beijos e obrigada pelas dicas e pelos posts!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...