Menu

Giverny: como visitar a Casa e os Jardins de Monet

Descubra tudo o que você precisa saber para visitar a Casa e os Jardins de Monet em Giverny, na França: onde ficam, como chegar e o que ver por lá.
Giverny: como visitar a Casa e os Jardins de Monet

Descubra tudo o que você precisa saber para visitar a Casa e os Jardins de Monet em Giverny, na França: onde ficam, como chegar e o que ver por lá. Esse é um ótimo passeio bate e volta a partir de Paris, ou um destino para entrar num roteiro maior pela Normandia.

Eu sempre tive vontade de conhecer a famosa Casa e os Jardins de Monet em Giverny, que ficam localizados bem pertinho de Paris e, embora já tivesse estado várias vezes na capital francesa, nunca tinha conseguido me organizar para conhecer o vilarejo onde viveu o mais famoso pintor impressionista francês.

Então, quando resolvemos que a nossa viagem de carro pela França em setembro de 2019 seria pela região da Normandia, o 1º lugar que fiz questão de incluir no nosso roteiro foi Giverny, o povoado onde fica localizada a Casa e os Jardins de Claude Monet.

Neste post, vou contar a vocês tudo sobre a nossa visita a Giverny e à Casa e aos Jardins de Monet, seja para que vocês possam fazer um bate e volta desde Paris, seja para incluir Giverny num roteiro maior pela Normandia, como nós fizemos 😏

Veja os detalhes da nossa visita aqui - vamos??

Leia mais sobre a França aqui no blog:

Como voar grátis de Amsterdam para Londres e Paris
Como é voar na classe econômica da Air France
Estrasburgo: viajando de motorhome pela França
11 lindas aldeias francesas na Alsácia: viajando de motorhome pela França

França: o que você precisa saber antes de ir
Como é um passeio bate e volta de Paris ao Vale do Loire, na França

Roteiro para uma viagem de motorhome de 30 dias pela Europa
Mercados de Natal na Europa

Guia de bolso de Paris: do tamanho certo para levar na sua mochila
Os 10 museus mais populares do mundo
Filminhos que inspiram viagens para os pequenos viajantes

Viagens dos nossos amigos pela França

Paris com crianças: guia e dicas
Roteiro de 7 dias pelo norte da França: Vale do Loire, Saint Malo e Mont Saint Michel
Vale do Loire na França: roteiro de 4 dias

6 dias em Paris e Normandia
Relato de viagem de motorhome de 2 semanas pela França, Suíça e Itália
Relato de viagem de motorhome pela França, Bélgica e Suíca, com todos os custos e perrengues
Relato de viagem pela Rota dos Contos de Fadas na Alemanha e Alsácia Francesa

Giverny: como visitar a Casa e os Jardins de Monet
nos sentindo dentro de uma pintura impressionista em Giverny, no Jardim das Águas de Monet

Giverny: como visitar a Casa e os Jardins de Monet
visitando a Casa e os Jardins de Monet em Giverny

Como ir de Paris até Giverny

Chegamos em Paris à noite, num voo vindo de Londres e, como começaríamos nosso roteiro pela França com uma viagem de carro alugado pelo interior do país, e não queríamos rodar de carro pelo centro da capital francesa, reservamos um hotel bem pertinho do Aéroport Charles de Gaulle, ideal para quem chega tarde ou sai cedo do aeroporto e não pretende ficar em Paris.

O hotel Première Classe Roissy - Aéroport CDG - Le Mesnil-Amelot fica a apenas 4Km do Aéroport Charles de Gaulle e nos atendeu perfeitamente. 

Da região do aeroporto de Paris até Giverny são apenas 90Km, 1h30min, e nem é necessário passar por dentro de Paris. Saímos do hotel às 9h30min, depois de um bom café da manhã, e chegamos em Giverny por volta das 11hs. 

No caminho, passamos por cidadezinhas francesas charmosas, como Ambleville e Fourges. Claro que demoramos mais do que o normal (como sempre hehehe...) porque escolhemos a rota que vai bem pelo interior, por estradinhas rurais que são um charme, com o benefício de não terem pedágios!

no caminho de Paris para Giverny, passamos por cidadezinhas francesas charmosas, como Ambleville e Fourges

a vantagem de ir de carro até Giverny é ter a liberdade de poder parar onde quiser no caminho
Se você decidir ir até Giverny de carro como nós, é só colocar 'Giverny' no GPS ou no Google Maps, que não tem erro. Como viajamos com um chip de celular da EasySim4U no plano 4G Europa, tínhamos internet ilimitada o tempo todo, e usamos o Google Maps como nosso guia de viagens!

Chegando a Giverny, que é um vilarejo minúsculo, encontramos um estacionamento gratuito bem pertinho da Casa de Monet, no centrinho do povoado.

Se você não quiser alugar carro, dá para ir até Giverny de trem mais ônibus, e a viagem leva pouco mais de 1h.

Os trens saem da Gare St-Lazare em Paris e vão até Vernon (compre passagem para lá!). Antes de subir no trem, não esqueça de validar o seu bilhete, inserindo a passagem na maquininha que fica na entrada da plataforma - bilhete sem validar é multa na certa!

Em Vernon, você vai ter que desembarcar do trem e pegar um ônibus (pois não existe trem direto até Giverny). Quando você desce da plataforma em Vernon, é só seguir as placas indicando o caminho para os ônibus até Giverny, que ficam estacionados a meia quadra da estação de trens. É tudo bem organizado.

Você paga pelas passagens dentro do ônibus, ao próprio motorista.

Entre Vernon e Giverny são apenas 7Km, e o ônibus faz o trajeto em menos de 20min.

Conto mais sobre Vernon e suas atrações abaixo, pois passamos por lá depois de visitar Giverny, a caminho de Rouen.

giverny_monet_casa_e_jardins
estacionamento gratuito em Giverny pertinho da Casa e dos Jardins de Monet

giverny_monet_casa_e_jardins
atrações de Giverny - além do vilarejo ser minúsculo, ainda é super bem sinalizado

giverny_monet_casa_e_jardins
esta é a fachada da Fundação Monet, onde estão situados a Casa e os Jardins de Claude Monet
(e as 2 sacoleiras na foto são minha mãe e irmã, que obviamente não resistiram aos encantos da lojinha)

Casa e Jardins de Monet em Giverny

A Casa e os Jardins de Monet em Giverny abrem às 9h30min, e o ideal é tentar chegar lá antes de abrir - quanto mais cedo você chegar, menos filas vai encontrar, e terá oportunidade de passear pelos jardins sem tanta muvuca de gente!

Ao entrar na casa transformada em museu (depois de passar pela bilheteria), a minha dica é que você atravesse rapidamente o primeiro jardim - Clos Normand - e passe pela passagem subterrânea para o Jardim das Águas antes que as alamedas fiquem cheias de gente!

Visite o famoso Jardim das Águas - com o lago e a ponte japonesa pintada de verde - antes de ver o restante, assim você aproveita para passear com calma e fotografar a ponte japonesa de Monet sem uma multidão de turistas ao redor dela.

giverny_monet_casa_e_jardins
mapa da Casa e Jardins de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
Jardim das Águas de Claude Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
chorões e ninféias no Jardim Aquático de Monet, com a ponte japonesa pintada de verde ao fundo do lago

giverny_monet_casa_e_jardins
posando na ponte verde de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
Monet criou, na vida real, os cenários que queria pintar

giverny_monet_casa_e_jardins
Miminha na ponte japonesa de Monet em Giverny
Depois que já tiver se contentado com a visita aos famosos jardins aquáticos, siga para a charmosa casa rosada de Claude Monet.

Volte pelo mesmo caminho que você fez para chegar até o lago, passe pela passagem subterrânea novamente, veja o jardim Clos Normand (pelo qual você passou rapidamente na chegada), que estava cheio de dálias no outono, e finalmente entre na Casa-Museu do pintor.

giverny_monet_casa_e_jardins
os Jardins de Monet em Giverny florescem o ano inteiro, até no outono, quando estivemos lá (setembro)

giverny_monet_casa_e_jardinsgiverny_monet_casa_e_jardins


giverny_monet_casa_e_jardins
Jardim Clos Normand em Giverny
Na verdade, minha parte favorita do passeio foi justamente a visita à casa do pintor.

Os cômodos são lindamente decorados na casa de 2 pisos, e tudo ali lembra Monet - parece que ele vai aparecer na cozinha azul, ou que vamos vê-lo sentado na sala de jantar amarela.

O seu estúdio de pé direito alto, super iluminado por grandes janelas, é cheio de réplicas de obras do pintor - algumas delas retratando os jardins que você acabou de visitar - é o ponto alto da visita.

A casa inteira tem uma luz natural maravilhosa!

No trajeto dentro da casa, você também vai encontrar várias reproduções de quadros pintados por amigos de Monet, como Renoir e Cézanne, além de muitas gravuras japonesas, que Monet colecionava.

giverny_monet_casa_e_jardins
Casa-Museu de Claude Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
quarto de Monet na sua casa em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
das enormes janelas do casarão em Giverny, Monet avistava todo o seu jardim

giverny_monet_casa_e_jardins
quarto da esposa de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
o atelier do famoso impressionista francês em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
quem pensaria em pintar uma sala de jantar de amarelo no século 19?

giverny_monet_casa_e_jardins
um mestre das cores como Monet!

giverny_monet_casa_e_jardins
a linda cozinha azul de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
fazendo pose na frente do lindo casarão rosado de Monet em Giverny

Como visitar a Casa e os Jardins de Monet

A Casa de Monet e os seus Jardins abrem diariamente, das 9h30 às 18h, de 1º de abril a 1º de novembro. Durante o inverno não abre. 

Chegue antes das 16hs para dar tempo de aproveitar bem a sua visita.

Os ingressos custam € 9,50 para adultos, crianças menores de 7 não pagam e maiores de 7 anos pagam € 5,50. A dica é comprar os ingressos online com antecedência para evitar filas!

Reserve no mínimo 2hs para visitar com calma os jardins, a casa, o banheiro (vai precisar!) e a lojinha.

A loja (situada numa das antigas oficinas de Monet) é bem completa e tem gravuras de pinturas de Monet à venda por valores que vão entre 4 e 40 euros, para todos os orçamentos, e até produtos típicos regionais, como comidas e bebidas - inclusive o típico 'Calvados', um conhaque regional da Normandia de maçã, bem forte.

Aqui você encontra o mapa da Casa e Jardins de Monet em Giverny.

Veja mais informações no site da Fundação Monet aqui.

Você também pode fazer uma visita virtual à Casa e Jardins de Monet neste link.

Para quem tem pequenos viajantes que entendem inglês, aqui tem um livrinho grátis para download com joguinhos infantis que tornam a visita com crianças mais interessante - imprima e leve na sua viagem!

giverny_monet_casa_e_jardins
os ingressos para a visita à Casa e aos Jardins de Monet em Giverny custam € 9,50 para adultos

giverny_monet_casa_e_jardins
giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
 a loja da Fundação Monet fica situada numa das antigas oficinas do pintor em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
e os turistas enlouquecem comprando gravuras, livros...

giverny_monet_casa_e_jardins
e até produtos típicos regionais da Normandia, como mostardas e geléias...

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
além do típico 'Calvados', um conhaque regional de maçã bem forte

Claude Monet e Giverny

Monet nasceu em Paris em 1840 e viveu com a sua família também em Le Havre, na Normandia.

Ele começou a pintar com 17 anos e gostava muito de pintar paisagens ao ar livre. Amava cores, os efeitos criados pela luz e seus reflexos na água. Ele também gostava de pintar a mesma cena em diversos horários do dia (para ver os diferentes efeitos da luz e das sombras), e nas diferentes estações do ano.

Em 1862, ele foi estudar artes em Paris, onde acabou conhecendo Camille Pissarro e Gustave Courbet e, juntos, desenvolveram uma técnica que consistia em pintar o efeito das luzes com rápidas pinceladas - técnica esta que mais tarde ficaria conhecida como impressionismo.

giverny_monet_casa_e_jardins
Casa de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardinsgiverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
Monet desenvolveu a técnica que mais tarde ficaria conhecida como impressionismo
Em 1883, Monet mudou-se para a casa de Giverny, mas foi só no outono de 1899 que pintou a famosa série de quadros chamada Nenúfares, depois que criou o seu Jardim Aquático.

Na sua casa em Giverny, onde viveu por 43 anos, Claude Monet criou um lago cercado por chorões com uma pequena ponte japonesa, que pintou de verde para distinguir das pontes japonesas vermelhas, e que foi inspiração para muitas de suas pinturas. Era finalmente reconhecido o gênio da pintura, que cultivou cuidadosamente os jardins de sua casa em Giverny e pintava os cenários de seus jardins constantemente.

Além de inventar o seu próprio estilo de pintura, Monet ainda criou os cenários que queria pintar - um grande pintor e um exímio jardineiro!

Ele projetou um jardim que florescesse o ano inteiro, com espécies variadas que desabrocham nas diferentes estações do ano, garantindo assim inspiração o ano inteiro.

Monet amava as ninféias/lírios de água (em francês, 'nymphéas'), tema recorrente em sua obra.

Na época, a técnica de Monet ainda não fazia tanto sucesso, mas o seu impressionismo acabou se tornando um dos estilos mais conhecidos da história da arte - de perto, as pinceladas parecem apenas borrões mas, ao distanciar a visão, o quadro se forma nitidamente.

Monet morreu em 1926, aos 86 anos, sem nunca ter parado de pintar (mesmo com catarata), e está enterrado no cemitério da igreja de Giverny, que você pode visitar.

giverny_monet_casa_e_jardins
oficina onde Monet pintava na sua casa em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
Jardins de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
Jardim Aquático de Claude Monet em Giverny

Minhas impressões da Casa e dos Jardins de Monet

Vou resumir.

O jardim é lindo e vale muito a visita, mesmo no outono (época em que estivemos lá), principalmente pelo Jardim das Águas, mas, para ser bemmm honesta, não fiquei maravilhaaaaada.

Talvez eu tenha ido com muita expectativa, ou talvez seja o fato de que cada vez tenho menos paciência para visitar lugares lotados de turistas...

Se você já visitou jardins chineses ou japoneses, ou se já esteve nos Butchart Gardens do Canadá, por exemplo, poderá se decepcionar um pouco - isso, é claro, se não for um grande fã e conhecedor das obras do pintor.

A grande graça, em Giverny, na minha opinião, é passear pelos jardins e imediatamente reconhecer os cenários que Monet pintou em seus quadros - o mesmo acontece quando você chega em Étretat.

giverny_monet_casa_e_jardins
quando você chega em Étretat, no litoral francês da Normandia, é impossível não lembrar das telas de Monet
Com relação à Casa de Monet, também preciso dizer que achei um pouco decepcionante o fato de ter tão pouca informação sobre o pintor no local.

Se você não tiver lido mais sobre ele antes de fazer a visita, ou for sem um guia, sairá de lá quase tão analfabeto em Monet quanto chegou.

Eu tinha visitado a Casa de Ernest Hemingway em Key West pouco tempo antes, por exemplo, e lá a visita é super informativa - se você chega sem saber nada sobre o escritor, sairá tendo uma boa idéia. O mesmo ocorre na Casa de Rubens em Antuérpia e na Casa de Albrecht-Dürer em Nuremberg, apenas para citar alguns exemplos que estou lembrando aqui - diferente de Giverny & Monet.

Quando a gente visita uma Casa-Museu, a grande graça é justamente poder ter um insight sobre a vida do seu morador, né? Por isso senti falta de mais informações.

Eu diria vá - sem dúvida vale a pena conhecer Giverny e a Casa e os Jardins de Monet - mas sem GRANDES expectativas. Minha opinião honesta 😁

giverny_monet_casa_e_jardins
os Jardins de Monet em Giverny são extensos, e você vai encontrar até alguns recantos assim para descansar as pernas

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
minhas companheiras de viagem explorando o Jardim Aquático de Monet em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins

O que fazer em Giverny

Engana-se quem pensa que Giverny é só a Casa de Monet.

O povoado, embora minúsculo, tem um museu impressionista mundialmente reconhecido - o Musée des Impressionnismes, lojinhas, ateliês de artistas, antiquários, galerias de arte, arquitetura em estilo normando e uma igrejinha com um cemitério anexo onde você pode visitar o túmulo da família do morador mais ilustre de Giverny - a Église Sainte Radegonde.

Se você for até a aldeia, não deixe de aproveitar uma caminhada pela ruazinha principal de Giverny, que é um calçadão apenas para pedestres, uma fofura de lugar!

Giverny também tem vários bons restaurantes onde você pode almoçar - é só ir caminhando pela rua principal e escolher o que lhe parecer mais charmosinho.

Não deixe de ir caminhando pelo menos até a igreja/cemitério, para ver o local onde foi enterrado Claude Monet.

Ali pertinho fica situado também um memorial em homenagem aos 6 aviadores britânicos que morreram em Giverny em um acidente de avião durante a 2ª Guerra Mundial.

giverny_monet_casa_e_jardins
 Musée des Impressionnismes em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
Église Sainte Radegonde em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
túmulo de Claude Monet no cemitério da igrejinha de Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins
giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins
a rua principal de Giverny leva o nome de seu morador mais ilustre

Onde ficar em Giverny

Se você quiser ficar para dormir em Giverny e continuar sua viagem pela Normandia no dia seguinte, existem várias opções de hospedagem na cidade, de várias faixas de preços, para casais, para famílias grandes...

Note que, quanto mais distante do centrinho, mais os valores das tarifas baixam.

Veja algumas opções  de acomodações em Giverny abaixo:

La Maison de Madame Baudy
Le Petit Giverny
Le Loft Campagnard
Ramier

giverny_monet_casa_e_jardins
existem muitas opções de hospedagem para quem quiser pernoitar em Giverny

giverny_monet_casa_e_jardins

Vernon, outro povoado fofo entre Giverny e Rouen

Saímos de Giverny para Rouen, nosso próximos destino e, no caminho, paramos em Vernon, uma cidadezinha linda da Normandia francesa, às margens do Rio Sena, por onde você certamente passará se decidir ir de trem até Giverny.

Vernon tem um antigo chateau e um velho moinho na beira do rio (antes de cruzar a ponte) que merecem uma visita.

Em 1204, a Normandia passou a fazer parte das propriedades reais francesas e Vernon perdeu sua importância militar. O moinho de farinha foi então construído nas colunas da ponte medieval, e funcionava graças ao fluxo de água do rio.

No século 18, chegaram a existir 6 moinhos de trigo em funcionamento. Sabe-se que a edificação que se vê hoje sobre as colunas da ponte foi construída no século 17, por volta do ano 1654, mas teve muitas reconstruções, após várias destruições causadas por enchentes.

O Château des Tourelles, ali ao lado, era uma fortaleza destinada a proteger a entrada da ponte medieval na margem direita do Rio Sena.

Em 1765, um comerciante de Rouen comprou a propriedade para explorar o moinho de farinha. O trigo era moído na ponte e a farinha era empacotada e armazenada no Château.

Essas duas edificações têm muita história para contar: durante a Revolução Francesa, o moinho foi alvo dos residentes de Vernon famintos; também serviu de prisão em 1793, durante o Reino do Terror; e, por fim, o Château foi danificado durante a 2ª Guerra Mundial, quando uma das torres foi destruída por uma bomba britânica em 1944.

O centrinho do povoado fica do outro lado do rio, e tem um casario enxaimel lindo, super charmoso! Vale o passeio!

Vernon
antigo moinho às margens do Rio Sena em Vernon

Vernon

Vernon
Château des Tourelles em Vernon

Vernon
centrinho do povoado de Vernon com sua típica arquitetura normanda

Chip de celular para usar na França

Durante a nossa viagem pela França, Inglaterra, País de Gales e Holanda, usamos o chip de celular da EasySim4U no plano 4G Europa o tempo todo, e funcionou super bem - vocês viram a quantidade de stories que eu fiz, né!!

Recebi o chip em casa pelo correio (levou uns 4 dias para chegar), coloquei no celular dentro do avião, ativei os dados móveis e já chegamos na Europa conectadíssimas, usando o Google Maps desde o aeroporto!

Nós não vendemos chips de celular através do blog - nem nenhum outro produto ou serviço, pois o pequeno viajante é um blog que não visa lucro, é apenas um passatempo nosso mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - EasySim4U - para ver como comprar esses simcards e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar. 

No site tu encontras os preços dos planos que eles oferecem de acordo com o destino e com os planos de dados e voz que forem mais apropriados para a tua viagem.

giverny_monet_casa_e_jardins
Giverny, na Normandia

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

giverny_monet_casa_e_jardins

Você conheceu o interior da França? Nós adoraríamos ter as suas contribuições aqui no blog! Deixe as suas dicas na nossa caixa de comentários, por favor!

Durante a nossa viagem, usamos a hashtag #PVnaEuropa nas nossas redes sociais 😊

Fiz várias pastas de "destaques" desta viagem lá nos stories do Instagram - espia lá que tem muitas dicas úteis da França!

Veja também esse vídeo das nossas aventuras numa viagem anterior a Paris:


Como voar grátis de Amsterdam para Londres e Paris
Como é voar na classe econômica da Air France
Estrasburgo: viajando de motorhome pela França
11 lindas aldeias francesas na Alsácia: viajando de motorhome pela França

França: o que você precisa saber antes de ir
Como é um passeio bate e volta de Paris ao Vale do Loire, na França

Roteiro para uma viagem de motorhome de 30 dias pela Europa
Mercados de Natal na Europa

Guia de bolso de Paris: do tamanho certo para levar na sua mochila
Os 10 museus mais populares do mundo
Filminhos que inspiram viagens para os pequenos viajantes

Viagens dos nossos amigos pela França

Paris com crianças: guia e dicas
Roteiro de 7 dias pelo norte da França: Vale do Loire, Saint Malo e Mont Saint Michel
Vale do Loire na França: roteiro de 4 dias

6 dias em Paris e Normandia
Relato de viagem de motorhome de 2 semanas pela França, Suíça e Itália
Relato de viagem de motorhome pela França, Bélgica e Suíca, com todos os custos e perrengues
Relato de viagem pela Rota dos Contos de Fadas na Alemanha e Alsácia Francesa


Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos vídeos no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!


Veja fotografias e dicas das nossas viagens no Instagram.


Você também nos encontra aqui: Facebook / Twitter / Instagram / Pinterest / YouTube

Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: