Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Marrakesh: o que você precisa saber

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh
Marrakesh: o que você precisa saber
Marrakesh: o que você precisa saber

Post com dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh.

No primeiro post desta longa série sobre as nossas aventuras no Marrocos, contei que chegamos em Marrakesh numa noite e, no dia seguinte, partimos logo cedo para uma roadtrip por terras marroquinas, começando por Casablanca

Alugamos um carro e viajamos vários dias pelo Marrocos, voltando a Marrakesh no final da viagem, para conhecer melhor a capital cultural do país - sabia que Marrakesh não é a capital administrativa do Marrocos?

Marrakesh: o que você precisa saber
bancas de comidas na Praça Djeema el Fna em Marrakesh, Marrocos


Nele eu falo sobre:

  • Porque viajar ao Marrocos
  • Roteiro no Marrocos
  • Viajando pelo Marrocos com uma criança
  • Viagem "raiz" pelo Marrocos
  • Viajando de Madrid para o Marrocos
  • Voando RyanAir para o Marrocos
  • Hospedagem em Madrid
  • Aeroporto de Madrid
  • Chips de celular para usar internet no Marrocos
  • Alugando carro no Marrocos
  • Chegando no Aeroporto de Marrakesh
  • Trocando dinheiro no Marrocos
  • Viajar sem planejamento pelo Marrocos
  • Dicas de pousadas BBB em Marrakesh
  • Perrengues na chegada em Marrakesh
  • Marrakesh se modernizou
  • Drone no Marrocos
  • Viajando de carro pelo Marrocos
  • Custo do diesel no Marrocos
  • Polícia marroquina - como lidar
  • Como evitar perrengues no Marrocos

Considerando que já contei sobre esses nossos primeiros momentos em Marrakesh no post anterior, neste eu vou contar apenas como foram os nossos últimos dias no Marrocos, desbravando Marrakesh. 

Vamos?

passeio de charrete em Marrakesh
passeio de charrete em Marrakesh

Marrakesh: primeiras impressões


Quando voltamos a Marrakesh, a primeira providência foi devolver o carro alugado no aeroporto, pois não há a menor necessidade de se ter um carro para desbravar a cidade - ao contrário, um carro, em Marrakesh, só atrapalha.

Marrakesh está muito diferente do que eu lembrava, em limpeza e modernidade. Avenidas largas e muito limpas, com ótimo asfalto. O que segue muito igual ao que eu lembrava são as muitas palmeiras plantadas ao longo das avenidas e a cor salmão em tudo! 

A começar pelo aeroporto, lindíssimo e modernérrimo (principalmente com a iluminação noturna), e pela estação de trens, também totalmente nova e diferente do que eu lembrava, dá para perceber uma super evolução nos últimos 15 anos, desde que estive lá da primeira vez. 

Mas sim, vimos os aguateiros pela rua, as muitas fontes, os encantadores de serpente, os vendedores de suco de laranja na praça principal, e de tapetes na Medina, as mulheres em suas roupas típicas e os homens sempre regateando nos primeiros 5 minutos na rua em Marrakesh. Isso tudo continua absolutamente igual. 

À noite, as avenidas ficam lindas, com as fileiras de palmeiras iluminadas!

Praça Djeema el Fna
aguateiros na Praça Djeema el Fna

Sobre o Marrocos


Para começar esta viagem pelo Marrocos junto conosco, recomendo que você veja primeiro estes posts que já publicamos sobre o país:


Torre Koutoubia, um dos símbolos de Marrakesh
selfie com a Torre Koutoubia, um dos símbolos de Marrakesh

Vídeo da viagem do deserto até Marrakesh


O vídeo deste trecho da nossa viagem está distribuído conforme resuminho abaixo - se você tem interesse somente na parte sobre Marrakesh, por exemplo, pode ir direto lá pro minuto 7:20:

0:18 Vale do Todra
2:38 Garganta du Dadès
7:29 Medina de Marrakesh
10:13 Madraça Ali Ben Youssef
13:32 Praça Djeema el Fna


Voltando a Marrakesh


Chegamos em Marrakesh quase 17hs e, a pedido, fomos direto pro McDonald's.

Marrakesh tem pelo menos 3 McDonald's, todos na Ville Nouvelle - não há nenhum restaurante de rede de fast food na Medina, que eu saiba.

Em Fez e Casablanca também existem McDonald's - ou seja, mesmo que você deteste a comida marroquina, o que é bem difícil, dá para sobreviver, pelo menos nas grandes cidades, à base de fast food.

Devolvemos o carro alugado no aeroporto (na Thrifty) às 18hs, depois de abastecer MAD 263 (€ 26) de diesel e pagar MAD 50 (€ 5) para um guri lavar o carro - que estava imundo - para que pudéssemos devolvê-lo limpo.

Marrakesh: o que você precisa saber
como falei, um carro, em Marrakesh, só iria nos atrapalhar - imagina dirigir com esse trânsito?!

Como ir do Aeroporto Menara para a Medina


O lugar mais estressante de Marrakesh é, sem dúvidas, o estacionamento dos taxistas do aeroporto.

O táxi do Aeroporto de Marrakesh - Menara para o riad (pousada típica marroquina) que havíamos reservado na Medina custou MAD 150 na noite em que chegamos ao país.

É uma pequena fortuna para os padrões marroquinos, mas eles têm uma espécie de "cartel" de taxistas no aeroporto, e ninguém faz a corrida pro centro por menos que isso! Pior ainda, se for quase 2hs da madrugada, houver poucos táxis disponíveis no aeroporto e eles perceberem que você está exausto, com uma criança, desesperado para chegar logo ao hotel.

A sua chance de barganhar um preço melhor é nula, zero 😠

Acabamos dando MAD 200 para ele, que nos ajudou a encontrar o riad no meio da Medina de Marrakesh de madrugada e ainda carregou nossa mala até lá (os táxis dificilmente conseguirão chegar até a porta do seu riad dentro da Medina, porque as ruas são muito estreitas - eles te deixam o mais perto possível).

Imagina a exaustão do Lipe às 2 da manhã, acordado desde cedinho!

Quando voltamos ao aeroporto para devolver o carro alugado, conseguimos um taxista que topou nos levar por MAD 100 até o mais próximo possível do nosso riad na Medina. Eles fazem um baita corpo mole para entrar nas ruas mais estreitas da Medina - querem te deixar na praça Jemaa el-Fna - insista!

Assim como na madrugada quando chegamos, de novo teve discussão e bate-boca com os taxistas - mas, pelo menos desta vez, sendo de dia e com o aeroporto cheio de táxis sobrando, levamos a melhor!

Marrakesh
os taxistas de Marrakesh são uma verdadeira máfia

Onde ficar em Marrakesh 


Nas nossas 2 estadias na cidade, ficamos em 2 riads diferentes em Marrakesh, e gostamos muito de ambos: o Le Bel Oranger e o El Wiam. Recomendamos os 2!

Já escrevi um post bem completo com muitos detalhes e fotos de todos os hotéis onde nos hospedamos no Marrocos, veja aqui todas as dicas de hospedagem:

Passeio noturno em Marrakesh


Nosso primeiro passeio em Marrakesh, na noite em que voltamos à cidade, foi uma caminhada noturna pela Medina, e essa foi uma ótima introdução! 

O primeiro destino, é claro, foi a Praça Jemaa el-Fna, que, sem dúvidas, é um dos maiores espetáculos a céu aberto da Terra. 

Além das dezenas de bancas de sucos, especiarias e frutas secas, e das outras dezenas de bancas de comidas de todo tipo, se espalham pela praça dezenas de grupos de artistas de rua, cantores, músicos, dançarinos, malabaristas, aguateiros, encantadores de serpentes, de pombos e até de macacos! 

Até uma 'pescaria' (daquelas de festa junina) de garrafas de refrigerante eles inventaram! Um verdadeiro frege. 

É um daqueles lugares onde você PRECISA passar pelo menos uma noite da sua vida - imperdível! 

Jantamos num dos restaurantes com terraço panorâmico ao redor da praça - não recomendo nenhum pela comida, são todos ruins - só valem pelas vistas, essas sim, fantásticas!!! 

A maioria deles tem até uma consumação mínima obrigatória, entre MAD 15 e 40. 

Fomos ainda até o minarete da Mesquita Koutoubia - bem iluminado e lindo à noite - um dos maiores símbolos de Marrakesh. 

Voltamos para o nosso riad El Wiam (que ficava a uns 900m da praça) depois das 22hs, e as ruas da Medina de Marrakesh ainda estavam animadas!

Marrakesh: o que você precisa saber
bancas de comida na Praça Jemaa el-Fna, uma tradição noturna em Marrakesh

Praça Jemaa el-Fna
restaurantes com terraços panorâmicos ao redor da praça em Marrakesh

Marrakesh: o que você precisa saber
artistas de rua na Praça Jemaa el-Fna, em Marrakesh

Marrakesh: o que você precisa saber

Praça Jemaa el-Fna vista de um dos restaurantes panorâmicos

Marrakesh: o que você precisa saber
Torre Koutoubia em Marrakesh

Roteiro pela Medina de Marrakesh


Depois do bom café da manhã no riad, saímos para um looongo dia de passeios (e centenas de fotos) em Marrakesh. 

Vou listar apenas alguns (os que valem muito a pena) dos lugares por onde passamos, em ordem, para que vocês tenham uma idéia de um bom roteirinho de 1 dia para ver o melhor de Marrakesh

* Mesquita de Ben Salah

Não-muçulmanos não podem entrar em nenhuma mesquita em Marrakesh - apenas na de Casablanca. Então, a solução é se contentar em vê-las por fora. 

* Maison de la Photographie

Sensacional exposição de fotos antigas do Marrocos, no prédio de um antigo funduq, com lojinha e um ótimo café com vista da Medina no terraço - entrada MAD 40 por adulto, crianças até 12 anos grátis.


Maison de la Photographie
Maison de la Photographie em Marraekesh

* Madrassa de Ali Ben Youssef

Nos seus áureos tempos, 900 alunos moravam e estudavam o Corão lá. 

A Madrassa (centro de estudos de teologia), que data do século 14, é aberta à visitação, e proporciona momentos de descanso e paz no meio do furdunço ensandecido das vielas da Medina. 

O ingresso custa MAD 20 por adulto e MAD 10 para crianças. 

Ficamos lá umas 2hs e tiramos umas 200 fotos, sem exagero. É talvez o lugar mais fotogênico do Marrocos!

Fico abismada com a riqueza de detalhes e ornamentação, é lindo! Devo ter sido marroquina em outra encarnação, porque simplesmente amo a estética deles!

Madrassa de Ali Ben Youssef

Madrassa de Ali Ben Youssef


Madrassa de Ali Ben Youssef
Madrassa de Ali Ben Youssef

Madrassa de Ali Ben Youssef

Madrassa de Ali Ben Youssef
levanta a mão quem esteve na Madrassa de Ali Ben Youssef em Marrakesh e não ficou tentado a tirar uma selfie!

Souqs

Tirei milhares e milhares de fotos nos mercados de Marrakesh, que se espalham sem fim pelas vielas da Medina - no final do post, vou colocar um monte de fotos, para vocês poderem ter uma ideia do que encontrarão por lá (e irem com os estômagos preparados hehehe...).

No post sobre Fèz eu escrevi bastante sobre as Medinas do Marrocos, dê uma espiada lá para mais dicas: Fèz, Marrocos: o maior labirinto do mundo

* Place Ben Youssef

Lugar com boas lojas para comprar ervas, remédios naturais, temperos, especiarias e produtos de beleza naturais como henna, açafrão, óleo de argan, etc.


* Le Jardin

Almoçamos neste restaurante excelente que certamente deve ser o melhor da Medina. 

Pagamos € 45 e comemos aquela que deve ter sido nossa melhor refeição no Marrocos. 

Pedimos 3 pratos diferentes e todos estavam excelentes. Isso sem falar que o 'jardim' é lindo, a decoração incrível, o atendimento ótimo, wifi funcionando, banheiro limpo e eles ainda têm uma família de tartarugas passeando pelo jardim que deixou o Lipe enlouquecido! 

Um pouco de paz na hora do almoço, para dar uma relaxada da loucura ao redor.

Recomendamos muito!





o melhor restaurante da Medina de Marrakesh

* Funduqs

'Funduqs' são antigas estalagens para viajantes, muitos deles hoje em dia restaurados e convertidos em lojas de tapeçarias, riads ou até restaurantes.

Como a arquitetura é maravilhosa e alguns deles são históricos, sempre que você estiver caminhando pela Medina e encontrar uma placa indicando um 'funduq', vale a pena dar uma espiada.

Sou fascinada, especialmente pelas portas!




como é possível não amar esse colorido?

* Fonte Mouassine

Marrakesh tem algo em torno de 80 fontes, porque as pessoas as usavam para cozinhar e até tomar banhos públicos, mas esta é a maior e mais importante das antigas fontes da cidade, até hoje em uso .

Não vá fazer como os locais e tomar a água da fonte - eu fiz isso na minha primeira vez no Marrocos e terminei com uma terrível diarreia!

* Jemaa el-Fna 

Dá para ficar muitas horas perambulando pela praça e você não vai conseguir absorver tudo! 

O bom é passar por lá de manhã, de tarde e de noite, pois os "frequentadores", músicos e artistas mudam a cada turno! 

evite os sucos de laranja das banquinhas da praça e também os chás de menta dali.


fico louca de vontade de experimentar tudo, mas realmente não recomendo esses sucos de laranja!

Como já contei acima, na minha primeira viagem ao Marrocos, experimentei de tudo ali, e quase acabei no hospital! Mesmo a água do chá sendo fervida, o problema é o 'balde' de água suja onde eles 'lavam' os copos! 

Ah, e muito cuidado com a água que você beber durante toda a sua viagem pelo Marrocos! Verifique sempre se a garrafa de água mineral que você comprou estava lacrada e SÓ beba água mineral comprada por você mesmo! E não aceite nada com gelo. É diarreia na certa! 

Outra coisa que eu recomendo evitar são as fotos com macacos amestrados na praça. Os pombos ensinados não me incomodam tanto, nem os encantadores de cobras, pois elas parecem estar na boa ali (embora eu já tenha lido, depois da viagem, que algumas delas são dopadas - não sei se procede, não me pareceu que fossem), e é um troço cultural isso de 'encantar' cobras (até tirei fotos delas), mas os macacos adestrados são deprimentes, na minha opinião. 

Macacos com coleiras, fraldas e camisetas do Messi ou Ronaldinho tirando fotos com turistas eu acho um espetáculo triste, como aqueles circos de antigamente, e gostaria que todos os turistas boicotassem aqueles caras, não tirando fotos com eles, assim eles abandonariam essa prática ridícula. 

Já a foto com os aguateiros da Praça Jemaa El-Fna é clássica - pagamos € 1 para cada um deles e tiramos um monte de fotografias - é o preço do 'souvenir'!

encantadores de serpentes em Marrakesh


vai uma cabecinha aí?

que tal uma língua?





* Passeio de charrete pela Ville Nouvelle

Depois de muito barganhar com os charreteiros que ficam ali entre a praça e a Koutoubia, fechamos um passeio de 40min por MAD 120. 

Foi muito, muito bom. 

Embora já tivéssemos visto muito da Ville Nouvelle rodando de carro por lá, o passeio de carruagem foi uma delícia, super relaxante, e o Lipe adorou. 

Recomendo muito fazer esse passeio no meio do dia, como nós fizemos (lá pelas 16, 17hs) - na hora em que todo mundo já está precisando de um descanso para as pernas e para a cabeça, depois da loucura que é passar algumas horas batendo perna na Medina! 

Uma 'respirada' muito bem-vinda!




o Lipe amou o passeio de charrete em Marrakesh

* Torre Koutoubia 

Um dos ícones de Marrakesh, esse minarete é um marco arquitetônico que influenciou diversos outros, como a Torre La Giralda, que nós tínhamos visto poucos dias antes em Sevilha, na Espanha, e a Torre Hassan, que vimos em Rabat!

Torre KoutoubiaTorre Koutoubia


Torre Koutoubia
Minarete Koutoubia em Marrakesh

* Jantar num terraço panorâmico na praça 

A maioria dos restaurantes com terraços panorâmicos ao redor da praça têm uma consumação mínima de MAD 15 e comida meia boca, com vistas de cinema 😜

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh
não deixe de jantar um dia num dos restaurantes panorâmicos da praça principal de Marrakesh - é garantia de comida meia boca e vistas de cinema

Outras atrações em Marrakesh


Tomamos café da manhã no hotel e aproveitamos esse último dia para uma caminhada sem pressa pelos souqs da Medina, indo até a praça Jemaa el-Fna sem mapa. 

No caminho, passamos na Praça Rahba Qedima, onde pela manhã há uma grande feira de artesanato e algumas 'farmácias tuareg', que são locais que vendem produtos naturais como henna, cremes de açafrão, óleo de argan, etc. 

Outros pontos turísticos que eu já tinha conhecido na minha viagem anterior ao Marrocos, e que merecem uma visita, se você tiver mais tempo (e vontade): 

* Musée de Marrakesh
* Dar Si Said
* Palácio da Bahia
* Mellah
* Tumbas Saadianas
* Jardin Majorelle
* Jardins de Menara

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh
dá vontade de comprar um pouquinho de cada coisa!

Dica especial do pequeno viajante em Marrakesh


Marrakesh tem muitos bons pontos turísticos - como os que listei acima - mas acredito que o único imperdível mesmo é a Madrassa de Ali Ben Youssef

Se você não visitar os lugares que listei acima, não será como ir a Paris e não ver a Torre Eiffel. O bacana de Marrakesh é justamente passear sem pressa pela Praça Jemaa el-Fna, tanto de dia quanto à noite, e caminhar sem medo de se perder pelas ruelas e souqs da Medina, especialmente de manhã, quando os souqs de comidas (carnes, peixes, temperos, frutas secas, doces marroquinos, ervas e especiarias) estão bombando. 

ESSE é o grande atrativo de Marrakesh: rasgue o mapa e se perca pela Medina sem medo! Ande, ande, ande até cansar. Quando cansar, o Google Maps te ajudará a voltar à praça. 

Não fique o tempo todo com o mapa na mão e cara de cachorro perdido que, com essa atitude, você só vai atrair salafrários. 

Caminhe com firmeza e com cara de quem sabe muito bem aonde quer chegar, e ignore todas as propostas de ajuda e de 'guia'. Azar se você ficar parecendo antipático, é o único jeito de não se incomodar - vá por mim!

Não sei se foi pela barba do Peg, ou se foi porque ele tem uma cara 'multicultural' - na Índia pensam que o Peg é indiano, na Itália pensam que é italiano, e no Marrocos só não achavam que ele era marroquino por causa das roupas que nos denunciavam - mas o fato é que não tivemos problemas de verdade, senão 2 ou 3 bate-bocas mais empolgados (o que no Marrocos nem é nada). 

Pensavam que nós éramos paquistaneses ou mexicanos kkkk...

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh
caminhe pela Medina de Marrakesh como quem sabe aonde vai!

Diário do Peg em Marrakesh


Pois olhe...embora o Marrocos não seja mais aquele de 20 anos atrás - e me refiro ao assédio feroz ao estrangeiro que viajava por lá - algumas dicas são sempre de bom alvitre. 

Inevitavelmente, discussões farão parte do dia a dia em que estiveres por aquelas bandas, em particular, em Marrakesh. 

Para mim, a barba crescida foi uma boa saída para, ao menos, colocá-los em dúvida sobre a minha nacionalidade: muitos marroquinos nem se aproximavam para oferecer serviços dispensáveis...

Exemplo? Teve um que estava em dúvida se eu era "paquistani" ou "indian". Foi massa. Poupei preciosos minutos de verborréia e indisposição.

Marrakesh
a barba ajudou o Peg a evitar incomodação no Marrocos

Dicas para aproveitar o melhor de Marrakesh
paquistaneses, indianos, italianos ou mexicanos?

Despedida de Marrakesh e do Marrocos


Pegamos o táxi para o aeroporto às 15hs por MAD 150, que havíamos acertado através do próprio riad e que, como já mencionei, acho que não vale a pena. 

Nosso embarque e voo de volta de Marrakesh para Madrid foi tranquilo. 

No aeroporto não existem muitas opções para comer - então, se puder, faça um lanche antes de ir para o aeroporto. 

Diferentemente da viagem de ida, na volta o voo da RyanAir decolou no horário previsto (17:35hs) e aterrisamos em Madri 15min antes do previsto (20:40hs). 

A diferença de fuso horário é de 1h a mais em Madrid. 

Voltamos para a Espanha, mas o cheiro, o sabor e a profusão de cores do Marrocos ainda ficarão marcados nas nossas memórias e nos nossos corações por muito tempo!

Já esteve no Marrocos? Deixe a sua dica na nossa caixa de comentários! Adoramos as contribuições de vocês!

Durante esta viagem, nós usamos a hashtag #LipenoMarrocos nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só ir na # e ver todas as muitas dicas que postamos lá!

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!

Na época em que estivemos no Marrocos (fevereiro de 2017), a cotação da moeda era em torno de MAD 10 = € 1.

Marrakesh: o que você precisa saber
até um dia, Marrakesh!

40 fotos para você ter uma ideia do que vai encontrar pelas ruas de Marrakesh


Vocês já devem ter percebido que tenho uma imensa dificuldade de selecionar fotos para os meus posts, né?

Tem post aqui no blog com mais de 100 fotos (como este!).

É que nós (eu e o Peg também) tiramos muitas, muitas fotos, e depois fica difícil selecionar apenas umas poucas - não porque as nossas fotografias sejam grande coisa, mas sim porque a gente acaba se apegando a elas, já que, para nós, cada uma tem uma história, cada fotografia nos desperta uma lembrança da viagem incrível que fizemos.

Uma foto que, para vocês, não significa nada, para nós trás uma torrente de boas recordações - então é difícil selecionar apenas 10 ou 20 fotos para ilustrar o post, das mais de 1000 fotografias de Marrakesh que temos aqui em casa. Entende?

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saberMarrakesh: o que você precisa saber



Marrakesh: o que você precisa saber


Marrakesh: o que você precisa saber





Marrakesh: o que você precisa saber





Marrakesh: o que você precisa saber


Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber





Marrakesh: o que você precisa saber


Marrakesh: o que você precisa saber
Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber



Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber

Marrakesh: o que você precisa saber


* Sobre a Espanha
* Sobre Portugal
* Sobre o Marrocos
* Todos os posts sobre a nossa viagem de volta ao mundo


Precisa reservar um hotel para a sua viagem ao Marrocos? Escrevi esse post super completo com muitas fotos de todos os hotéis em que ficamos na nossa viagem - dá para ter uma boa idéia:


Em Marrakesh ficamos em 2 riads diferentes, e gostamos muito de ambos: o Le Bel Oranger e o El Wiam. Recomendamos os 2!

Em Casablanca, nós ficamos no La Petite Ferme.

Em Fèz, ficamos num riad lindo, o Toyour Fez, muito recomendado!

No Deserto do Saara, escolhemos ficar em Hassilabied, que é o vilarejo mais próximo das dunas, a "porta de entrada" do deserto. Nos decidimos pela Casa Hassan e não poderíamos ter feito escolha mais feliz!

No nosso acampamento no Saara, ficamos no Moda Camp Merzouga, um luxo no meio do deserto!

Na Garganta do Dadès, passamos a cidade de Boulmalne du Dadès e continuamos até o povoado de Tamellalt, onde nos hospedamos no Auberge Miguirne "Chez Ali", que fica no Km 14 da rota do Gorge de Dadès.

Em Ouarzazate, ficamos no Maison d'Hote Ecolodge l'île de Ouarzazate, que tinha nota excelente na avaliação do Booking e custava MAD 428 com café da manhã e estacionamento.

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:



Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:


Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: