7 de outubro de 2014

Marrocos: uma noite no Deserto do Saara

Hoje eu recebi um e-mail que me emocionou de várias maneiras. 

Primeiro, estávamos planejando uma viagem em breve para o Marrocos, e acabamos mudando nossos planos em razão do ebola, epidemia que me assusta um pouco para viajar para a África com o Lipe. 

Segundo, eu já estive no Marrocos, em 1999, com a minha mãe, numa viagem incrível, cheia de aventuras malucas inimagináveis hoje em dia, incluindo uma noite não planejada no Deserto do Saara.

Daí que chega o e-mail da Aline e do Chris, do Memória Viajante, um casal de namorados que vivem planejando o próximo destino e, quando chegam lá, aproveitam cada minuto, mais ou menos como nós. A cada nova aventura, muitas histórias para contar e muitas dicas para compartilhar. E assim nasceu o Memória Viajante, uma página no Facebook onde eles contam um pouco mais sobre os lugares onde foram e onde pretendem ir. 

E o que eles contam no tal e-mail??? 

Justamente sobre a viagem deles ao Marrocos, e sobre a noite inesquecível que passaram no Saara

Fiquei emocionada, louca para voltar lá com meus dois viajantes preferidos, pra que eles também conheçam a emoção de passar uma noite sob o céu estrelado do maior deserto do mundo. 

Com a palavra, Aline e Chris, do Memória Viajante:
Em janeiro de 2014, escolhemos como destino o exótico Marrocos.

Visitamos cidades como Marrakesh, Essaouira, Fes, Meknes, Volubilis e Tanger.

Durante o planejamento da viagem (somos nós que organizamos todas as nossas viagens), nos encantamos com a possibilidade de dormir uma noite no Deserto do Saara

Procuramos muitas dicas em blogs, mas, por segurança, optamos por escolher uma agência que nos levaria ao Deserto. Em Marrakesh, muitas agências oferecem o serviço. Por todo lado você recebe panfletos com ofertas de passeios ao Deserto. 

Conversamos com algumas dessas agências, mas ficamos um pouco inseguros. Por isso, procuramos a Secretaria de Turismo de Marrakesh, e eles nos indicaram a agência Imzi Tours

Fomos muito bem tratados, todas as nossas dúvidas respondidas e tudo correu conforme o combinado. 

O passeio inteiro custou (por pessoa) 90 euros. Nesse valor, estavam inclusos o transporte, uma noite em hotel e uma no deserto, janta e café da manhã nos dois dias de passeio.

O tour ao deserto durou três dias e duas noites

A empresa nos buscou no hotel bem cedo e encontramos o restante do grupo nas proximidades da Praça Jemaa el-Fna, em Marrakesh. Seguimos então ao tão esperado destino. 

No caminho, cruzamos a cadeia de Montanhas do Atlas, que se estende por mais de 2400Km e tem altitude máxima de 4167m. Havia nevado muito no dia anterior e o cenário estava belíssimo. 


De lá, partimos para o vilarejo de Aït-Ben-Haddou, que fica próximo da cidade de Ouarzazate

Aït-Ben-Haddou é uma cidade fortificada protegida pela Unesco. Seus kasbah datam do século XI. 

Visitando os kasbah, conhecemos uma das mais tradicionais construções marroquinas, construídas com tijolos de adobe, uma mistura de argila, estrume e palha. Os berberes usavam seus altos kasbah como proteção contra invasões e ataques, além das tempestades de areia e ondas de frio. 

Essa região serviu de cenário para vários filmes, dentre eles "O Gladiador" e o "Príncipe da Pérsia".

 


Na manhã seguinte, visitamos mais um vilarejo marroquino. 

O guia local nos contou sobre a agricultura marroquina, a influência das montanhas na colheita e nos forneceu dados históricos e culturais do vilarejo. 

Lá conhecemos uma casa onde são confeccionados os tapetes típicos da região. Fomos recebidos com o chá de menta, bebida típica marroquina. 

Ao final da explicação sobre a confecção dos tapetes, eles oferecem o produto, mas achamos o preço bem salgado. Em Marrrakesh, é possível pechinchar e conseguir preços bem mais acessíveis.


Do vilarejo, seguimos em direção à Garganta de Dades, com cânions gigantescos e mais uma belíssima vista.


Já no fim do dia, chegamos a Merzouga, uma das portas de entrada do Saara

Pegamos somente o essencial e subimos em um dromedário, nosso meio de transporte pelas próximas duas horas

A noite foi chegando e a paisagem se transformando. Dunas e mais dunas, um mar de areia sem fim.



Ao chegarmos às nossas tendas berberes, fomos recebidos novamente com um chá de menta. 

À noite, um belo jantar à luz de velas. No cardápio, o tradicional tajine, uma mistura de carnes, vegetais e molho. 

Nossa tenda compartilhada tinha colchões e cobertores. 



Faz muito frio no deserto do Saara à noite. Mas isso não nos impediu de curtir as músicas típicas dos povos berberes ao redor da fogueira, contemplando as milhares de estrelas. 

O céu do deserto é o mais lindo que já vimos na vida. 


Tão lindo quanto a noite estrelada, é o amanhecer no Saara. 

Levantamos cedo, antes das seis da manhã, e voltamos a Merzouga aproveitando o belo nascer do sol. 

Fomos recebidos com um café da manhã e, após, retornamos a Marrakesh.



Pode não parecer, mas o deserto pode ser um passeio muito divertido para as crianças

Conhecemos um casal de espanhóis que estavam viajando com os dois filhos pequenos, uma menina de cinco anos e um menino de três. Segundo eles, as crianças eram “souvenir” de viagens passadas. Elas estavam encantadas com as tendas e a roda de música ao redor da fogueira. 

Por precaução, eles optaram pelo traslado de 4X4, ao invés dos dromedários.

Impossível esquecer essa linda paisagem. É uma grande aventura para aqueles que curtem o exótico e a tranquilidade que o deserto pode oferecer.

Na última terça-feira, nossa viagem foi destaque na coluna Seu Olhar do Jornal Zero Hora. 
______________________________________________________________

Saiba mais sobre essa dupla de apaixonados por viagens:

O Chris fez a sua primeira viagem sozinho aos 16 anos para a Cidade Maravilhosa, o Rio. Ele é professor de Geografia e conhece 31 países. Adora conhecer paisagens naturais, lugares exóticos e vivenciar culturas diferentes da nossa. É um apaixonado por futebol, colorado fanático, e não perde a oportunidade de conhecer estádios pelo mundo afora. 

A Aline é professora de Biologia e por isso ama lugares ricos em natureza. Não é a toa que sua primeira viagem foi para Bonito, MS, um dos destinos mais ecoturísticos do Brasil. Ela conhece 10 países e não vê a hora dessa lista aumentar. Além de lugares repletos de verde, é apaixonada por mergulho, mas não dispensa cidades históricas bem preservadas. 

A página Memória Viajante surgiu da vontade do Chris e da Aline compartilharem histórias e dicas de suas viagens pelo mundo. Não deixem de ir lá no Facebook conferir!!!

Obrigada, Aline, obrigada, Chris! Eu viajei junto com vocês de volta ao Marrocos, muito obrigada por isso! A noite que eu passei com a minha mãe no Saara, mais de 15 anos atrás, ouvindo aquele batuque inesquecível, foi uma das melhores da minha vida! 

Voltem sempre!

Você também nos encontra aqui:


3 comentários:

  1. Oi Cláudia!
    Nós que agradecemos a oportunidade de dividir com vocês e os leitores do blog esse momento único e inesquecível.
    Um beijo.
    Aline

    ResponderExcluir
  2. http://www.MaroccoEscursioni.com Viagens e turismo empresa de transporte foi criado e gerido por uma equipa profissional que tem uma vasta experiência na organização de viagens. Mais de 14 anos, oferecemos viagens para o indivíduo e facilitar a sua viagem para o Marrocos, com excelentes serviços durante sua estadia em Marrocos atrás
    http://www.maroccoEscursioni.com Nosso Companhia turismo tem sido líder de mercado oferecendo passeios e excursões de Marrakech nas melhores condições com preços razoáveis. Hoje continuamos nosso compromisso e oferecendo um dos melhores serviços, marketing e oferecendo aos nossos passeios e excursões 4 × 4 no deserto com preços justos.
    Propomos passeios de um dia: excursão para Essaouira, Imlil Tour e as montanhas do Atlas, Ait benhaddou turnê, Cachoeiras de Ouzoud circuitos tanto quanto vários dias atrás, o deserto do Saara e do grande sul marroquino: Ouarzazate, Zagora, dunas circuito Merzouga e Marrakech para Fes via Erg Chebbi em Merzouga com passeio de camelo e passar uma noite inesquecível no acampamento nômade no deserto.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...