Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II

O que você precisa saber para visitar Casablanca, no Marrocos
Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
Mesquita Hassan II em Casablanca, Marrocos

Casablanca foi um dos lugares que eu não tive a oportunidade de conhecer na primeira vez em que fui ao Marrocos, e o Peg também tinha na cabeça a imagem daquela mesquita maravilhosa, então a cidade era destino certo no nosso roteiro pelo país. 

Mas eu já sabia que a cidade não tem tantas atrações turísticas - de fato, acho que ela é mais famosa pelo filme de mesmo nome do que por seus pontos de interesse. A única coisa certa é que queríamos muito conhecer a famosa Mesquita Hassan II, localizada na cidade, às margens do Oceano Atlântico. 

Até então, não conhecíamos as maravilhosas Mesquitas de Abu Dhabi e de Mascate (que viemos a conhecer mais recentemente), e queríamos muito ver a Mesquita de Casablanca de perto. 

E foi assim que, mal pisamos no Marrocos, já pegamos a estrada em direção a Casablanca. 

Como já contei no post anterior, chegamos ao Marrocos de madrugada e, depois de vários perrengues de chegada, desabamos exaustos num hotel em Marrakesh. 

Veja aqui como foram os primeiros perrengues da nossa chegada ao Marrocos: O que você precisa saber para organizar a sua viagem evitando perrengues

Vídeo de Casablanca, Rabat e Fèz


Neste vídeo, você verá os melhores momentos dos primeiros dias da nossa viagem pelo Marrocos, que passamos entre as cidades de Casablanca, Rabat e Fez.


 

No dia seguinte, renovados depois de uma ótima noite de sono, tomamos um super café da manhã no hotel em Marrakesh, fomos de táxi ao aeroporto buscar nosso carro alugado e partimos imediatamente para Casablanca

Já contei todos os detalhes sobre os hotéis em que nos hospedamos no Marrocos aqui: Onde se hospedar bem e barato em 12 cidades marroquinas

O táxi do nosso riad na Medina de Marrakesh para o aeroporto custou € 15, mas dá para conseguir por € 10 na rua. Aceitamos o preço alto porque estávamos com preguiça de sair carregando malas e barganhando um táxi nas ruas estreitas da Medina.

Descobrimos que, no Marrocos, o fuso horário é de 1h a menos do que na Espanha, onde estávamos antes. No Marrocos, em fevereiro, estávamos apenas 2hs à frente do horário do Brasil. 

Para começar esta viagem pelo Marrocos junto conosco, recomendo que você veja estes posts que já publicamos sobre o país:


Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
fazendo pose junto ao minarete mais alto do mundo em Casablanca, no Marrocos

Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan IICasablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
de papo no celular

Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
os locais também se surpreendem com a beleza da arquitetura islâmica da mesquita em Casablanca

Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
só ficar vendo o tempo passar nos arredores da mesquita já é um programão em Casablanca

Na estrada em direção a Casablanca


Já contei um pouco de como foi viajar de carro pelo Marrocos, sobre as abordagens policiais e custos de combustível aqui: O que você precisa saber para organizar a sua viagem pelo Marrocos evitando perrengues

De Marrakesh até Casablanca são 250Km.

Asfalto perfeito, trânsito tranquilo e sem stress, e algumas poucas buzinas 😓

O pedágio na estrada entre Marrakesh e Casablanca é daquele tipo que se pega um cartão quando entra na autopista e se paga quando sai da estrada, de acordo com a quilometragem percorrida. 

No total deu quase € 8 de pedágio no trecho de 250Km entre Marrakesh e Casablanca. Salgadinho, né?


estrada pedagiada entre Marrakesh e Casablanca, no Marrocos

posto de pedágio no Marrocos

ticket de pedágio no Marrocos



Casablanca


Casablanca é a maior cidade do Marrocos, e uma das maiores do norte da África. Tem cerca de 5,5 milhões de habitantes. É o maior porto e maior centro industrial e comercial do Marrocos.

A cidade tem uma praça principal, e a arquitetura me lembrou bastante aquela coisa árabe-andaluza do sul da Espanha, com os edifícios brancos de linhas simples, e uma certa influência francesa, com fachadas art nouveau e art deco. 

É claro que Casablanca tem os seus mercados, mas, se você vai a Fèz e Marrakesh, acho um pouco de perda de tempo ficar visitando os mercados menos característicos de Marrakesh. A cidade foi destruída por um terramoto em 1755, e talvez por isso não passe aquela impressão de "viagem ao passado" que passam as capitais imperiais marroquinas. 

Foi justamente na época deste terremoto que os mercadores espanhóis chegaram em peso à cidade, que passou então a ser chamada "Casablanca". 



Casablanca, Marrocos

Mesquita Hassan II em Casablanca


Chegando em Casablanca, já no meio da tarde, atravessamos toda a cidade, passamos pela Praça das Nações Unidas, onde se localizam os prédios mais importantes, e fomos conhecer a imensa Mesquita Hassan II, a terceira maior do mundo, uma beleza de lugar!! 

Ela foi construída entre 1985 e 1993, e é famosa pelo grande minarete de 200m de altura, o mais alto do mundo.

Como falei, depois das Mesquitas de Meca e de Medina, essa é a terceira maior mesquita do mundo, com capacidade para 100 mil fiéis!

Como já escrevi lá no começo, pusemos Casablanca no nosso roteiro justamente com a intenção de conhecer esta Mesquita, pois a cidade não tem muito mais a oferecer, turisticamente falando, se comparada a Fèz ou Marrakesh - e ela não nos decepcionou! 

E o mais importante: você deve aproveitar para conhecê-la porque não são muitas mesquitas mundo afora que permitem visitas de turistas não-muçulmanos - no Marrocos, por exemplo, será difícil, como não-muçulmano, conseguir visitar alguma outra mesquita!  

A localização, à beira mar, deixa tudo ainda mais bonito! A inspiração para a escolha do local onde essa maravilhosa mesquita seria construída vem do versículo do Corão que diz que "o trono de Deus encontrava-se sobre a água".

Estacionamos nosso carro alugado bem pertinho da Mesquita, sem pagar nada - foi bem fácil encontrar vaga! 

Por dentro, a Mesquita é um luxo, com direito a piso aquecido, teto retrátil, piso de vidro sobre o mar no subsolo e um salão de abluções (só para mulheres) gigantesco! 

Só saímos de lá depois que anoiteceu e as luzes se acenderam. Aqueles lugares 'must see' - devidamente riscado da lista. Só ficar lá na enorme praça que a cerca vendo o ir e vir de marroquinos passeando já é uma atração! E o interessante foi que não vimos nenhum turista lá - só marroquinos mesmo!

Para ver os horários dos tours guiados e preços, entre no site oficial

As principais regras durante a visita são: não pode usar sapatos, não pode filmar e não pode usar roupas decotadas: tem que cobrir ombros, torso e ir abaixo dos joelhos, tanto homens quanto mulheres. Shorts e blusas sem mangas são expressamente proibidas. 

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
detalhes da Mesquita Hassan II em Casablanca

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan IIconhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II


conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II


conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan IIconhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II


conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
muito luxo e limpeza impecável no interior da mesquita

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
salão de abluções somente para mulheres na mesquita

Mesquita Hassan II
interior da Mesquita Hassan II em Casablanca

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
fazendo selfie na frente da Mesquita Hassan II em Casablanca, Marrocos

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
só vimos locais visitando a Mesquita Hassan II em Casablanca

Boulevard de la Corniche em Casablanca


Saindo de lá, já ao anoitecer, seguimos pelo Boulevard de la Corniche (avenida à beira mar), passando pelas praias, até o famoso Morocco Mall, em Anfa.

Em comum com o Brasil, Casablanca só tem o Oceano Atlântico meio irritado lá atrás. Afinal, no Marrocos, de frente para o mar, à esquerda, está o sul; à direita, o norte; e, à nossa frente, muito mar a desbravar. 

É bem estranho passear em direção ao sul pela avenida beira-mar tendo o oceano à nossa direita!!

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
uma cidade linda à beira do Oceano Atlântico

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
por do sol em Casablanca, Marrocos

Morocco Mall


O Morocco Mall é um dos maiores shoppings do norte da África, com lojas para todos os bolsos e gostos, que vão de Zara e H&M até Gucci, Fendi e Prada. 

Tem fontes dançantes, um aquário de 3 andares, cinema IMAX, parque de diversões Adventureland para crianças e uma boa praça de alimentação. 

No shopping Morocco Mall jantamos por € 14.

conhecer Casablanca no Marrocos
aquário de 3 andares no Morocco Mall em Casablanca

conhecer Casablanca no Marrocos

conhecer Casablanca no Marrocos
parque de diversões no Morocco Mall em Casablanca

Sobre a comida marroquina


E, falando em alimentação, posso adiantar que ninguém passa fome no Marrocos. 

Além da comida marroquina típica ser deliciosa, em último caso, eles têm McDonald's nas cidades maiores, como Marrakesh, Casablanca e Fèz, por exemplo, com os mesmos preços da Espanha (pagávamos em torno de € 18 para nós 3), além de KFC, Pizza Hut...

Se o seu pequeno viajante precisar "variar" dos sabores marroquinos, saiba que existe salvação nos fast foods. 

comida marroquina

Além disso, é claro que existem restaurantes mais chiques, com comida internacional, mas estes eu não sei indicar, pois não experimentamos nenhum. Sou da tese de que, no Marrocos, coma como os marroquinos 😙

Nas cidades grandes, não faltam opções de restaurantes com comidas típicas maravilhosas - tenho indicações de lugares ótimos para comer em Fèz e Marrakesh!

comida marroquina

comida marroquina

comida marroquina

comida marroquina
e os doces marroquinos?!? hummmm...

comida marroquina
experimentamos até hamburger de camelo

Mas preciso advertir uma coisa: no interiorzão do país, lá onde o Judas perdeu as botas, o bicho pega! Não é que a comida seja ruim, mas é sem graça, sem muita variedade de opções, repetitiva. 

Assim como no interior do Nepal a gente entrava em um restaurante, pedia o cardápio, e a única opção era sopa de lentilhas, no interior do Marrocos é exatamente a mesma coisa: onde quer que você vá, comerá obrigatoriamente o indefectível 'tajine' - chegou um ponto em que nem o Peg aguentava mais comer tajine hehehehe...

Várias vezes eu ouvi "se ele me vier com mais um tajine eu jogo na cabeça dele" 😜

Com muito esforço, seja por razões de sorte, juízo ou fome mesmo, o moço reprimiu seus instintos de quebrar um prato de tajine na cabeça de alguém...

Em alguns lugares, era difícil até conseguir uma Coca-Cola (muitas vezes eles só serviam chá para beber), imagina a dificuldade para arranjar um prato de batatas-fritas! 

Nestes "momentos de tensão", lembre-se que você está no meio do deserto, poxa! Não é por má vontade que eles não têm mais opções de comidas nos cardápios, mas simplesmente porque os alimentos realmente não chegam lá!

Então, se na sua família tiver alguns membros com o "paladar complicado", vá preparado para emergências, e leve um farnel de comidinhas, lanchinhos e coisinhas gostosas no carro. 

comida marroquina
o tajine nosso de cada dia

comida marroquina
chegou uma hora em que queríamos atirar esse prato de tajine na cabeça do garçom, coitado...

Hotel em Casablanca


Em Casablanca nós ficamos no La Petite Ferme

Já contei todos os detalhes sobre os hotéis em que nos hospedamos no Marrocos, inclusive sobre o hotel de Casablanca, aqui: Onde se hospedar bem e barato em 12 cidade marroquinas

Se você quiser uma opção de hospedagem mais central, veja estes:


comida marroquina
café da manhã no nosso hotel em Casablanca

Casablanca, o filme


Como falei antes, Casablanca foi imortalizada pelo filme homônimo, de 1942, com Humphrey Bogart e Ingrid Bergman. Mas você sabia que o filme não foi filmado na cidade??

Não adianta procurar, em Casablanca, pelos cenários do filme, que foi quase que totalmente filmado em estúdios 😤

Mas, como os turistas desavisados sempre "querem porque querem" encontrar alguma referência do filme quando chegam lá, é claro que os espertos não perderam a oportunidade e criaram um Rick´s Café, onde supostamente você vai reviver um pouco de Casablanca, o filme. 

Não fomos lá porque não é o ambiente mais apropriado para famílias com crianças, mas também...não fiquei chateada por não ir hehehe...por tudo o que li, é só um café super requintado, com música ao vivo!

Se você decidir ir lá conhecer, depois me conte!

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
acho que prefiro gastar meu tempo na cidade apreciando essa maravilha por horas a fio (foi o que fizemos hehehe...)

Continuando viagem pelo Marrocos


No dia seguinte, depois de um bom café da manhã no hotel La Petite Ferme em Casablanca, pegamos a estrada por 115Km até Rabat - mas Rabat será assunto para o próximo post! 

Já esteve no Marrocos? Deixe a sua dica na nossa caixa de comentários! Adoramos as contribuições de vocês!

Durante esta viagem, nós usamos a hashtag #LipenoMarrocos nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só ir na # e ver todas as muitas dicas que já postamos!

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!

Na época em que estivemos no Marrocos (fevereiro de 2017), a cotação da moeda era em torno de MAD 10 = € 1.

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
brincando com as crianças locais em Casablanca, Marrocos

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
mulheres passeando em Casablanca, Marrocos

conhecer Casablanca no Marrocos e a Mesquita Hassan II
Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II

Casablanca, Marrocos: o lar da incrível Mesquita Hassan II
e aí, ficou com vontade de conhecer Casablanca também?


Precisa reservar um hotel para a sua viagem ao Marrocos?

Em Casablanca, nós ficamos no La Petite Ferme.

Em Fèz, ficamos num riad lindo, o Toyour Fez, muito recomendado!

Em Marrakesh ficamos em 2 riads diferentes, e gostamos muito de ambos: o Le Bel Oranger e o El Wiam. Recomendamos os 2!

No Deserto do Saara, escolhemos ficar em Hassilabied, que é o vilarejo mais próximo das dunas, a "porta de entrada" do deserto. Nos decidimos pela Casa Hassan e não poderíamos ter feito escolha mais feliz!

No nosso acampamento no Saara, ficamos no Moda Camp Merzouga, um luxo no meio do deserto!

Na Garganta do Dadès, passamos a cidade de Boulmalne du Dadès e continuamos até o povoado de Tamellalt, onde nos hospedamos no Auberge Miguirne "Chez Ali", que fica no Km 14 da rota do Gorge de Dadès.

Em Ouarzazate, ficamos no Maison d'Hote Ecolodge l'île de Ouarzazate, que tinha nota excelente na avaliação do Booking e custava MAD 428 com café da manhã e estacionamento.

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:



Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:



Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: