Sobre

Sobre

Recentes

Menu

O que fazer no Brooklyn, Nova York: de DUMBO a Williamsburg e Prospect Park

Planejando uma visita ao Brooklyn? Aqui você vai encontrar dicas do que fazer neste distrito de Nova York, de DUMBO a Williamsburg, de Prospect Park a Coney Island.
O que fazer no Brooklyn, Nova York

Planejando uma visita ao Brooklyn? Aqui você vai encontrar dicas do que fazer neste distrito de Nova York, de DUMBO a Williamsburg, de Prospect Park a Coney Island.

Manhattan é a personagem principal de todos os roteiros de viagem a Nova York. Fundado em 1683, o distrito de Manhattan é o principal destino turístico de Nova York, todo mundo sabe disso. É na ilha de Manhattan que se concentram as atrações turísticas mais famosas, a maioria dos restaurantes, hotéis e lojas da Big Apple.

Mas, além de Manhattan, Nova York tem outros 4 distritos: Bronx, Queens, Staten Island e Brooklyn.

Cada um deles tem vida própria, uma cultura e atmosfera únicas, cada um é diferente e todos eles têm atrações de interesse turístico.

Então, é importante lembrar que nem só de Manhattan vive Nova York - o Brooklyn, por exemplo, distrito sobre o qual eu quero escrever hoje, tem programas incríveis, e é um dos lugares onde mais gosto de voltar cada vez que vamos a Nova York!

Tem tantas coisas para ver e fazer no Brooklyn que daria para programar uma viagem inteira só por lá!

Vou listar aqui o que fazer no Brooklyn, além de atravessar a famosa ponte! Sim, eu sei que a Ponte do Brooklyn é um ícone, mas esse distrito vai muito além da ponte, gente!

E já aviso: não tem como explorar o Brooklyn em apenas 1 dia - reserve pelo menos um sábado e um domingo para cobrir (superficialmente) os principais pontos turísticos do Brooklyn!

Segue a nossa lista do que fazer no Brooklyn!

O que fazer no Brooklyn, Nova York
ninguém resiste a uma selfie com a icônica Ponte do Brooklyn

Estivemos em Nova York recentemente e já escrevi posts novinhos sobre várias dicas, atrações e bairros da cidade, vocês viram?

Como usar o metrô em Nova York e como ir do Aeroporto JFK para Manhattan
O que fazer no Central Park: as melhores atrações do parque mais famoso de Nova York
Lower Manhattan em Nova York: roteiro pelo sul da ilha
16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District
Nova York em tempos de pandemia: fotos chocantes da cidade que nunca dorme
Passeio de helicóptero em Nova York

Também já publiquei vários posts com roteirinhos em Nova York - tem roteiro para quem quer conhecer as principais atrações de NYC com economia com o CityPASS, roteiro de Nova York com crianças e até um roteiro especial para quem ama street art e quer ver os murais do brasileiro Kobra em Nova York:

Onde encontrar murais do Eduardo Kobra em Nova York

Se vocês precisam também de dicas onde ficar em Nova York sem gastar muito, vejam aqui:

Onde ficar em Nova York gastando pouco: West Side YMCA
22 hotéis baratos em New York: dicas testadas e aprovadas

O que fazer no Brooklyn, Nova York
O que fazer no Brooklyn, Nova York

Domino Park

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Lower Manhattan vista a partir do Brooklyn Bridge Park

Sobre o Brooklyn

O Brooklyn é o distrito mais populoso de Nova York, com mais de 2,5 milhões de habitantes, e é 3 vezes maior do que Manhattan.

O nome 'Brooklyn' vem da cidade holandesa de 'Breukelen', mas, além dos imigrantes holandeses, a região foi também colonizada por russos, porto-riquenhos, jamaicanos e gente de muitas outras culturas e nacionalidades. Basta dar uma voltinha por lá para encontrar restaurantes italianos e vietnamitas, estabelecimentos comerciais de judeus e de ucranianos.

Hoje em dia, o Brooklyn é uma mistura perfeita de antigo e supermoderno. O distrito se transformou num centro cultural, com muitas lojas de roupas vintage, galerias de arte, restaurantes e cafés descolados e parques - parques públicos maravilhosos, que eu adoro!

Mas, mesmo com todas as modernidades, o Brooklyn ainda conserva ares de antigamente e ícones famosos, como a Brooklyn Bridge ou a Boardwalk de Coney Island.

Passeando pelas ruas do Brooklyn, vocês verão um lugar muito mais relax e tranquilo do que a selva de pedra de Manhattan, mas não há espaço para tédio no Brooklyn.

Nos últimos anos, o distrito está cada vez mais "na moda", e não é para menos: o Brooklyn é realmente bacana e cheio de coisas para ver e fazer.

Mas nem sempre foi assim: o Brooklyn já foi um distrito mal visto, cheio de marginais e com pouco interesse turístico. Foi nos últimos 20 e poucos anos que a região passou por um processo de revitalização drástica, com a chegada de novos (e ricos) moradores e de grandes empresas.

Esse fenômeno, que ocorre quando construtoras resolvem investir em novos imóveis numa determinada área e acabam transformando/valorizando a região e, com isso, aumentando muito o custo de vida no lugar, nem sempre é legal para quem vive lá.

Na maioria dos casos, os moradores 'originais', de baixa renda, acabam indo embora com a especulação imobiliária para dar lugar a novos empreendimentos milionários - mas, no caso do Brooklyn, foi justamente esse processo de gentrificação que acabou levando hordas de turistas para lá.

O que fazer no Brooklyn, Nova York
DUMBO

O que fazer no Brooklyn, Nova York
O que fazer no Brooklyn, Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Prospect Park

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Williamsburg

O que fazer no Brooklyn, Nova York

uma mulher com um dia de sol desses no Brooklyn não quer guerra com ninguém 😜

O que fazer no Brooklyn

Há muito o que fazer no Brooklyn: depois de atravessar a icônica ponte, você terá que decidir entre ir comer os famosos hot dogs do Nathan’s Famous em Coney Island, conhecer o Prospect Park, pegar o ferry até Williamsburg ou passar o dia explorando a área conhecida como DUMBO, logo ali na saída da ponte, e curtindo as vistas espetaculares de Manhattan.

Os maiores destaques 'turísticos' no Brooklyn são as regiões de DUMBO, Prospect Park e Williamsburg, super seguras para os turistas e ótimas em qualquer época do ano.

Na minha lista do que fazer no Brooklyn, a grande maioria dos pontos turísticos são totalmente gratuitos, muitos deles ao ar livre - se puder, deixe para ir passear no Brooklyn num lindo dia de sol!

Você provavelmente vai gastar muito pouco nos seus passeios pelo Brooklyn - apenas naquilo que quiser comer/beber ou comprar - pois as atrações turísticas são quase sempre grátis.

Como falei antes, se puder, reserve pelo menos 2 dias - sábado e domingo são especiais no Brooklyn - para explorar o distrito.

E use sapatos confortáveis, pois você vai caminhar muitoooo!

O que fazer no Brooklyn, Nova York
mapa do Brooklyn

O que fazer no Brooklyn, Nova York
vistas de Manhattan

Como chegar no Brooklyn

A maneira mais agradável e 'clássica' de chegar ao Brooklyn é atravessando a pé a Ponte do Brooklyn, saindo de Lower Manhattan.

É o meu jeito preferido de ir até a região de DUMBO e Brooklyn Heights. Mas, se o seu destino for Prospect Park ou Coney Island, a melhor opção é pegar o metrô.

Se quiser ir direto para Williamsburg, dá para ir de ferry!

Abaixo explico melhor como chegar em cada um destes destinos no Brooklyn.

Veja também: Como usar o metrô em Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York
estação de metrô no Brooklyn

Brooklyn Bridge

A Ponte do Brooklyn foi fruto da necessidade: no início do século 19, Manhattan estava superlotada - a cada dia chegavam mais imigrantes em Nova York atrás do 'american dream' e os moradores viviam o drama do esgotamento de moradias. Foi nesta época que muitos destes imigrantes foram morar do outro lado do East River, no Brooklyn.

No fim do século 19, o Brooklyn era a 3ª maior cidade dos EUA, e o rio era uma importante via de transporte de cargas entre o Brooklyn e Manhattan.

Só que...no inverno de 1867, o East River congelou, paralisando todo o comércio, e foi aí então que eles perceberam a necessidade da construção de uma ponte - assim nascia a Brooklyn Bridge.

A Ponte do Brooklyn é considerada uma das mais antigas pontes de suspensão dos EUA, com quase 2Km de extensão no total, e é um marco em estilo neogótico da cidade de Nova York.

Foi a 1ª ponte a unir o sul da ilha de Manhattan ao bairro de Brooklyn Heights, e não é a única por ali - ao lado dela, existem outras 2 pontes também muito movimentadas, construídas posteriormente: a Manhattan Bridge e, um pouco mais adiante, a Williamsburg Bridge.

Quando foi construída em granito, entre 1869 e 1883, era a maior ponte de suspensão do mundo, e a 1ª que se utilizou de cabos. Suas torres de suporte gigantes já foram as estruturas mais altas de Nova York.

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Brooklyn Bridge

O que fazer no Brooklyn, Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Manhattan vista do alto da Ponte do Brooklyn

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Manhattan Bridge vista desde a Brooklyn Bridge


A história mais legal que eu li sobre a construção da Ponte do Brooklyn foi que mais de 600 homens trabalharam nela, e grande parte do trabalho foi liderado por uma mulher chamada Emily Warren Roebling, depois que seu marido, o engenheiro civil Washington Roebling, sofreu um acidente durante as obras. Ela também teve a honra de ser a 1ª pessoa a atravessar a ponte no dia da inauguração.

Vocês podem imaginar que máximo uma mulher construindo uma ponte e liderando 600 trabalhadores da construção civil em 1883?!

Foi justamente a inauguração da ponte, após 14 anos de obras, que levou o Brooklyn a se tornar parte da cidade de Nova York.

Hoje em dia, uma média de 130 mil veículos cruzam a Brooklyn Bridge todos os dias, além dos milhares de pedestres e ciclistas.

Durante muito tempo, antes da revitalização do Brooklyn, os turistas iam até a metade da ponte, curtiam as vistas espetaculares do skyline de Manhattan, tiravam fotos e voltavam. Ninguém ia turistar no Brooklyn.

Atualmente, atravessar a Ponte do Brooklyn a pé é um dos melhores passeios de qualquer roteiro em Nova York - o tipo de atração realmente imperdível!

A caminhada parece longa, mas na verdade a gente nem sente, de tão lindo e legal que é o trajeto. Dá para cruzar a ponte em 20min, mas sempre fazemos tantas pausas para tirar fotos no caminho que normalmente acabamos levando quase 1h!

Vista um tênis confortável para curtir o passeio a pé! E atenção: mantenha-se na faixa de pedestres, para não ser atropelado por um ciclista!

Leia mais: Lower Manhattan em Nova York - roteiro pelo sul da ilha

O que fazer no Brooklyn, Nova York
a gente não cansa de atravessar esta ponte linda!

O que fazer no Brooklyn, Nova York
O que fazer no Brooklyn, Nova York

Brooklyn Bridge, Nova York

DUMBO

Como eu comentei antes, no começo do século 21, o Brooklyn passou por um profundo processo de gentrificação, com a especulação imobiliária chegando em peso e transformando a região hoje conhecida como DUMBO sem nenhum respeito pela cultura local.

Com esse processo de 'revitalização', chegaram novos empreendimentos e moradores e, consequentemente, muitos turistas.

DUMBO é uma abreviação da expressão Down Under Manhattan Bridge Overpass, ou seja, é o nome dado à região do Brooklyn que fica na passagem embaixo da Manhattan Bridge.

Nos anos 80, DUMBO ainda era uma região ocupada por fábricas, e apenas alguns artistas mais 'alternativos' viviam lá, pois buscavam lugares maiores e mais baratos que Manhattan para instalar seus ateliês.

Hoje, o bairro DUMBO ainda mantém a sua veia artística, as muitas galerias de arte dividindo espaço com imóveis de luxo e empresas de tecnologia.

Situado às margens do East River, DUMBO se localiza em uma área não muito grande, entre a Brooklyn Bridge e a Manhattan Bridge, com seus antigos galpões de tijolinhos à vista e ruas de paralelepípedos, que mantém o ar industrial de tempos passados.

Essa era uma região portuária e, por essa razão, a gente vê tantos armazéns em estilo industrial dos 1900. Apesar de revitalizado, DUMBO mantém os prédios e as ruas com as características originais.

O bairro é super seguro, cheio de atrações bacanas e restaurantes. Nos dias de sol, especialmente nos finais de semana, os gramados dos parques parecem praias, cheios de gente tomando sol e curtindo as vistas maravilhosas de Lower Manhattan.

Assim como em outras partes do Brooklyn, em DUMBO a maioria dos atrativos é grátis e ao ar livre, e você pode conhecer a maior parte do bairro num passeio a pé pelas margens do East River.

Se você quer tirar aquelas 'selfies' tão sonhadas com a Brooklyn Bridge ou com a Manhattan Bridge por trás, DUMBO é o lugar certo!

O que fazer no Brooklyn, Nova York
DUMBO, no Brooklyn

Onde vocês tiraram aquela foto?

Sempre que visitamos o DUMBO, voltamos na Washington Street para tirar aquela foto 'clássica' do bairro, com a Manhattan Bridge 'emoldurando' o Empire State Building lá atrás.

Sempre que posto uma destas fotografias, várias pessoas perguntam "que lugar é esse", "onde vocês tiraram esta foto?"

Pois então anote aí: basta colocar no Google Maps o seguinte endereço - 25 Washington Street - que você chegará lá!

Um dos arcos da Manhattan Bridge faz realmente um ângulo perfeito ali, com o Empire State ao fundo. Fico pensando se eles criaram o traçado da Washington Street desse jeito de forma proposital, pois a imagem é realmente linda!

Mas saiba que este lugar é bem disputado para fotos - a pequena rua de paralelepípedos está sempre cheia de visitantes! Os arcos imensos debaixo da Manhattan Bridge também são muito usados por fotógrafos profissionais para fotos de Nova York.

Na última vez que estivemos lá, em plena pandemia por Coronavírus, a rua estava vazia, mas já chegamos a ver filas de turistas esperando ali para tirar fotos! Vá com paciência para enquadrar o melhor ângulo!

Leia mais: Nova York em tempos de pandemia: fotos chocantes da cidade que nunca dorme

O que fazer no Brooklyn, Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Manhattan Bridge 'emoldurando' o Empire State Building

25 Washington Street, Brooklyn
25 Washington Street, Brooklyn

Brooklyn Flea

Também é ali pertinho, debaixo dos arcos da Manhattan Bridge, que acontece aos domingos a famosa Brooklyn Flea, uma feira da pulga com brechó de roupas vintage e ainda comidinhas deliciosas.

Lá vocês também vão encontrar móveis artesanais, objetos de arte, artigos de colecionadores, discos antigos, itens de decoração para casa, antiguidades e acessórios.

A dica é aproveitar a feira gourmet Smorgasburg no sábado em Williamsburg e aproveitar o domingo na versão alternativa da feira gastronômica Brooklyn Flea.

A feira acontece todos os domingos, das 11 às 17hs, de abril a outubro.

É um lugar bem legal para almoçar num domingo de sol, cheio de famílias compartilhando mesas grandes.

A localização do mercado de rua pode variar ao longo do ano - o ideal é verificar o endereço antes de ir.

Já li que, no inverno, eles têm feito a feira numa área nova chamada Industry City, mas ainda não fui lá conferir.

Brooklyn Bridge Park

Se você atravessar a Ponte do Brooklyn a pé, logo que chegar lá e descer da ponte vai encontrar o Brooklyn Bridge Park, um parque público com aproximadamente 2Km de comprimento e vistas maravilhosas da skyline de Lower Manhattan.

Esse parque tem vários playgrounds excelentes para os pequenos viajantes, e funciona todos os dias das 6 às 23hs, com entrada é gratuita.

O Brooklyn Bridge Park é perfeito para um piquenique, ou apenas para sentar e descansar depois de atravessar a ponte, curtindo a vista de Lower Manhattan.

O parque é bem grande, ocupando toda a área debaixo da Ponte do Brooklyn, de frente para o East River, e é um verdadeiro oásis urbano, com quadras esportivas, vários piers, um famoso carrossel, pista de patinação, etc.

É dali que partem os ferries East River Ferry em direção a Manhattan e Williamsburg.

Na última vez em que estivemos lá, pegamos o ferry entre o Brooklyn Bridge Park e Williamsburg e foi um passeio maravilhoso de barco por apenas U$ 2,75!! Super recomendado, vale muito a pena!

Você pode optar por diferentes roteiros:

1 - Atravessar a Ponte do Brooklyn a pé, passear em DUMBO e depois seguir de ferry para Williamsburg, voltando de metrô para Manhattan; ou

2 - Ir de metrô até Williamsburg, passear por lá e depois seguir de ferry até DUMBO e voltar a pé para Manhattan pela Ponte do Brooklyn.

Saiba que, qualquer uma das opções que você escolha, será um dia cheio! Na minha opinião, o ideal é dedicar 1 dia para explorar o bairro DUMBO e outro dia para passear em Williamsburg.

o Brooklyn Bridge Park fica lindo no inverno coberto de neve

O que fazer no Brooklyn, Nova York
O que fazer no Brooklyn, Nova York

Manhattan Bridge vista do Brooklyn Bridge Park

playground no Brooklyn Bridge Park

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Ponte do Brooklyn vista do Brooklyn Bridge Park

O que fazer no Brooklyn, Nova York
do Brooklyn Bridge Park a gente tem vistas lindas de Lower Manhattan

Jane's Carousel

Ainda no Brooklyn Bridge Park, você encontrará esse lindo carrossel em estilo retrô, que os pequenos viajantes adoram.

É o Jane’s Carousel, construído em 1922 e totalmente restaurado. Ele está instalado dentro de um espaço de vidro projetado por Jean Nouvel, arquiteto premiado com o Pritzker.

O ingressos custam U$ 2 e o carrossel funciona o ano inteiro, das 11 às 18hs: no verão, de quarta a segunda, e no inverno, de quinta a domingo.

Mesmo que você não tenha um pequeno viajante a tiracolo, os cavalos esculpidos em madeira valem a visita, mesmo porque o carrossel fica bem no meio do Brooklyn Park, e você certamente passará por ali nos seus passeios em DUMBO.

Jane's Carousel
Jane's Carousel no Brooklyn Bridge Park

O que fazer no Brooklyn, Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Jane's Carousel dentro da estrutura de vidro projetada por Jean Nouvel

Time Out Market

Conheci o Time Out Market na nossa última viagem a Nova York, e achei o lugar incrível.

É uma praça de alimentação - ou 'food hall' - com mais de 20 restaurantes e bares super bacanas, uma viagem gastronômica. Fica na Empire Stores & Tobacco Warehouse, construção da época da Guerra Civil, que também abriga lojas bacanas e um teatro.

Não deixe de dar uma espiada no 'rooftop' do 5º andar, um terraço ao ar livre ótimo para tomar um drink à tardinha, curtindo a vista incrível de Manhattan.

Endereço: 55 Water Street (Empire Stores).

Horário de funcionamento: das 8 às 21hs.

Se você tiver um pequeno viajante clamando por um hamburger, saiba que ali pertinho tem um Shake Shack!

Endereço: 1 Old Fulton Street.

Horário de funcionamento: das 11 às 22hs.

Time Out Market
o Time Out Market fica na Empire Stores & Tobacco Warehouse

Time Out Market
Time Out Market

Brooklyn Heights Promenade

Brooklyn Heights Promenade é conhecida como o melhor lugar para ver o skyline de Manhattan.

Como a Promenade fica um nível acima dos parques, de lá dá para enxergar o todo skyline de Manhattan, a ponte e até a Estátua da Liberdade!

Esse passeio fica bem perto da Brooklyn Bridge, então você pode 'conjuminar' uma caminhada em Brooklyn Heights com outros passeios em DUMBO, ou também com o Brooklyn Tabernacle, ali perto (veja mais abaixo).

O Dekalb Market Hall também não fica muito longe!

A rua mais legal de Brooklyn Heights é a Henry Street, e é neste bairro, colonizado por imigrantes holandeses nos 1600, que fica a Brooklyn Historical Society.

Uma das maiores características arquitetônicas do Brooklyn são as casinhas clássicas de lá, todas muito parecidas, com escadarias na porta, chamadas de Brownstones, e o bairro de Brooklyn Heights é um dos melhores lugares para ver esse tipo de arquitetura dos 1800, quando mercadores ricos e banqueiros moravam lá.

Na época em que foram construídas, essas casas eram todas do mesmo material, praticamente iguais, e por isso as suas construções eram bem econômicas - mas, hoje em dia, uma "casinha" Brownstone em Brooklyn Heights custa milhões de dólares.

Se quiser fotografar as 'Brownstones', lembre-se que pessoas moram ali, jamais suba nas escadas ou, pior ainda, espie pelas janelas, pelamor!!!

Depois de andar por lá, volte até o Brooklyn Bridge Park e pegue o East River Ferry de lá para Williamsburg.

Brownstone em Brooklyn Heights
Brownstone em Brooklyn Heights

Sobre Williamsburg

Williamsburg é outro exemplo de bairro que, assim como DUMBO, passou por uma revitalização recente e se tornou um dos lugares mais descolados de Nova York, um epicentro de criatividade, cheio de boutiques de marcas alternativas, brechós, lojas de design e artigos artesanais, feirinhas ao ar livre, galerias de arte, cafés gourmet, bares bacaninhas, restaurantes ousados, murais grafitados e livrarias - mas não é só: você também vai encontrar gigantes como a Apple e Whole Foods no bairro.

É um bairro cheio de artistas, músicos, pessoas que trabalham com moda e publicidade, gente jovem e moderninha, e...turistas!

Acho que Williamsburg é "o" bairro do momento em Nova York.

Para quem gosta de moda e de aproveitar as viagens para conhecer o 'street style' de uma cidade, é o lugar perfeito - em Williamsburg você vai ver todo tipo de gente, de estilos e de moda.

As ruas de Williamsburg lotam de turistas nos finais de semana. Com uma atmosfera mais calma e relax, trânsito super tranquilo e prédios mais baixos, o clima é completamente diferente de Manhattan.

Mas nem sempre foi assim: Williamsburg, até não tanto tempo atrás, era um lugar cheio de galpões e armazéns abandonados e fábricas decrépitas, um bairro sem maiores atrativos para turistas, perigoso e cheio de problemas sociais.

Como a localização de Williamsburg é super privilegiada, às margens do East River, e com uma vista espetacular para Manhattan, aos poucos algumas pessoas foram percebendo o potencial do lugar, e descobrindo uma forma de morar pertinho de Manhattan, com mais qualidade de vida, pagando aluguéis bem menores...e assim começou uma nova novela de especulação imobiliária e gentrificação no bairro.

Williamsburg se transformou num hype, ficou 'cool', mudou bastante e ganhou fama internacional.

Hoje em dia, os moradores originais já foram 'corridos' de lá, e os aluguéis têm preços impagáveis. Pena que o preço da revitalização de um lugar acabe sendo sempre este!

Williamsburg Brooklyn
Williamsburg Bridge

Williamsburg Brooklyn
Mural em Williamsburg

Williamsburg Brooklyn

Williamsburg

Brooklyn Brewery, em Williamsburg

Williamsburg


Williamsburg
Williamsburg

ruas tranquilas de Williamsburg, no Brooklyn

Como chegar em Williamsburg

Como já expliquei antes, dá para ir até Williamsburg de ferry, metrô ou ônibus. Já usamos os 3 meios de transporte para ir lá, e cada um deles tem as suas vantagens e desvantagens.

Leia também: Como usar o metrô em Nova York

O bairro de Williamsburg fica no norte do Brooklyn e é fácil, prático e mais rápido chegar lá de metrô.

Para ir de metrô, pegue a linha cinza (L) e desembarque na estação Bedford Avenue.

Nem pense em ir a pé desde a Ponte do Brooklyn, pois é muito longe e você só vai perder tempo e energia.

Mas o melhor jeito de chegar lá, na minha opinião, ainda é o ferry - o bairro de Williamsburg fica situado às margens do East River, e o East River Ferry é um passeio lindo e super barato!

Já contei, mas vale repetir: pegamos o East River Ferry entre Williamsburg e o Brooklyn Bridge Park em DUMBO e foi um passeio maravilhoso de barco por apenas U$ 2,75!

A dica é ir de metrô e voltar de ferry OU ir de ferry e voltar de metrô!

Se quiser ir de ferry desde Manhattan, tem 2 piers lá: um localizado na East 34th Street e também o Pier 11 - Wall Street.

O ferry é super rápido e as vistas são fantásticas.

As estações de desembarque são:
  • North Williamsburg: para quem quer ir na feira Smorgasburg, no East River Park e arredores
  • South Williamsburg: para quem quer chegar no Domino Park
Mas ainda acho mais legal cruzar a ponte a pé e deixar para pegar o ferry no Brooklyn Bridge Park!

Veja mais informações sobre o East River Ferry no site oficial.

Williamsburg Brooklyn
bilhetes do East River Ferry

Williamsburg Brooklyn
Williamsburg Brooklyn

Williamsburg Brooklyn
passeio lindo e barato no East River Ferry

Williamsburg Brooklyn
pegamos o East River Ferry entre North Williamsburg e o Brooklyn Bridge Park em DUMBO

O que fazer em Williamsburg

Como falei antes, Williamsburg, no Brooklyn, é um bairro cheio de coisas incríveis para ver e conhecer, então essa região realmente merece um dia inteiro do seu roteiro em Nova York se você quiser conhecer as principais atrações com calma.

Na nossa última viagem a Nova York, passamos um dia inteirinho passeando pelo bairro, e adorei.

Abaixo, minhas dicas do que fazer em Williamsburg, no Brooklyn:
  • Domino Park
  • East River Park e a feira gastronômica de Smorgasburg
  • Brooklyn Brewery
  • Rough Trade NYC - loja de discos
  • Artists & Fleas Williamsburg
  • Bedford Avenue
  • Fight for Street Art (147 Bedford Avenue)
  • The Meatball Shop
  • War is Hell (219 Bedford Avenue)
  • Whole Foods Market
  • Apple Store
O que fazer em Williamsburg
O que fazer em Williamsburg

Domino Park

Conhecemos o Domino Park, em South Williamsburg, pertinho da Williamsburg Bridge, em março de 2020, e foi paixão à 1ª vista!

O Domino Park foi construído a partir de uma antiga fábrica de açúcar, e algumas partes da fábrica ainda compõem o ambiente, inclusive gigantescos tanques onde ficavam as caldeiras para a fabricação do açúcar.

O lugar foi totalmente revitalizado e hoje se tornou uma área de lazer incrível e colorida, um parque público às margens do East River cheio de famílias nos playgrounds e dog parks!

A entrada é gratuita, claro, e o parque fica aberto diariamente das 6 à 1h.

O Domino Park é o melhor lugar para fotografar a linda Williamsburg Bridge, ponte metálica construída em 1903 para ligar o bairro de Williamsburg no Brooklyn ao Lower East Side em Manhattan.

Se quiser almoçar por ali, ou tomar um drink no fim da tarde, o Tacocina é uma opção com bastante variedade de tacos dentro do parque, às margens do East River. É dos poucos lugares onde você pode consumir bebidas alcoólicas em um parque de Nova York - mas só dentro da área externa do quiosque!

O Tacocina abre diariamente, das 11 às 22hs.

Endereço: 25 River Street, no Domino Park, em South Williamsburg.

Domino Park Brooklyn
mapa do Domino Park no Brooklyn


 algumas partes da antiga fábrica de açúcar foram mantidas no Domino Park

os gigantescos tanques onde ficavam as caldeiras para a fabricação do açúcar foram preservados no Domino Park


Tacocina no Domino Park, Brooklyn

playground no Domino Park, Brooklyn



Domino Park Brooklyn
Domino Park, Brooklyn

East River State Park e a feira gastronômica Smorgasburg

O East River State Park não é grande coisa - só mais uma área verde, menos bacana do que outros inúmeros parques mais legais em Nova York, e o que realmente vale a pena por ali é a grande feira gastronômica ao ar livre Smorgasburg.

O parque é a sede oficial da feira, que acontece aos sábados, entre abril e outubro, das 11 às 18hs. 

Como expliquei antes, a minha dica é que você aproveite a feira gourmet Smorgasburg no sábado em Williamsburg e, no domingo, visite a sua versão alternativa na Brooklyn Flea em DUMBO.

Nos sábados de Smorgasburg, o parque fica lotado com milhares de nova iorquinos e turistas querendo experimentar as inúmeras opções gastronômicas de várias partes do mundo e aproveitar as vistas lindas de Manhattan. 

Li em algum lugar que é a maior feira gastronômica ao ar livre dos EUA, e deve ser mesmo, porque o lugar é imenso, e são mais de 100 baraquinhas, com culinária do mundo inteiro.  

Almoçar ali é um programa relativamente barato, comparando com o resto de Nova York: existem várias opções de pratos por U$ 10.

A melhor estratégia, na minha opinião, é fazer o seu roteiro em Williamsburg na ordem que eu mencionei lá em cima: comece no Domino Park, siga caminhando pela margem do rio até o East River Park, almoce na feira gastronômica de Smorgasburg e depois siga para a Brooklyn Brewery. 

O parque tem algumas mesas, mas o mais comum mesmo é sentar no gramado ou nas pedras para comer e aproveitar o visual. 

Nos domingos, a feira Smorgasburg se transfere para o Prospect Park - é outra ótima opção de almoço aos domingos (veja mais abaixo sobre o Prospect Park). 

No inverno, a feira gastronômica acontece em outro local, indoors. 

Pelo que me informei, eles estavam fazendo tanto a Brooklyn Flea quanto o Smorgasburg Winter Market aos sábados e domingos as 10 às 18hs na 25 Kent Avenue, 8º andar, em Williamsburg.

Mas é melhor sempre conferir essas informações online antes de ir, porque os lugares, datas e horários das feiras de inverno mudam a cada ano!

East River State Park

East River State Park

vistas de Manhattan a partir do East River State Park

Cervejaria Brooklyn Brewery

Visitar a mais famosa cervejaria do Brooklyn é uma experiência imperdível para fazer em Williamsburg.

A Brooklyn Brewery abre diariamente para degustação das cervejas da marca. Basta escolher a sua cerveja no cardápio, pagar no caixa e sentar nas mesas comunitárias para curtir o lugar.

Nos finais de semana (sábados e domingos), também é possível fazer um tour gratuito para conhecer o processo de fabricação e a história da cervejaria.

Nós fizemos a visitação grátis para conhecer as instalações da Brooklyn Brewery antes de sentar no bar para degustar os rótulos da marca e achamos bem legal.

Logo na chegada, o funcionário da porta pergunta se você quer fazer a visita guiada grátis. Se você quiser, ele te dá um papel/senha para garantir a sua participação no próximo tour - as visitações acontecem a cada 30min, aproximadamente, e duram menos de 30min, das 13 às 18hs.

O bar fica aberto diariamente. De segunda a sexta, das 17 às 23hs; aos sábados e domingos, a partir das 12hs.

Cervejaria Brooklyn Brewery
Brooklyn Brewery

Cervejaria Brooklyn Brewery
bar da Brooklyn Brewery

Cervejaria Brooklyn Brewery

Cervejaria Brooklyn Brewery

A cervejaria foi criada em 1988, e começou como um passatempo, mas a qualidade das cervejas era tão boa que a marca acabou ficando mundialmente conhecida, e hoje é considerada uma das melhores cervejarias dos EUA.

Atualmente, os rótulos da marca são produzidos em larga escala e exportados para o mundo inteiro, inclusive para o Brasil.

Atenção: só maiores de 21 anos podem experimentar as cervejas.

Endereço: 79 North 11th Street, Williamsburg, Brooklyn.

Coloque a Brooklyn Brewery na sua lista de o que fazer no Brooklyn.

E, depois de visitar a cervejaria, siga sua caminhada até a Rough Trade NYC (loja de discos fantástica), a Artists & Fleas Williamsburg, e siga para a Bedford Avenue.

Lá, você não pode deixar de ver o mural do Kobra 'Fight for Street Art' (na 147 Bedford Avenue). Se ainda não tiver almoçado, pare na Meatball Shop.

Depois, siga adiante pela mesma Bedford Avenue para ver outro mural do Kobra no número 219, o 'War is Hell'.

Outra opção para comprar comidinhas é o Whole Foods Market e, por último, visite a Apple Store Williamsburg.

Esse trajeto, desde a Brooklyn Brewery até a loja da Apple, passando pelos lugares que mencionei, dá aproximadamente 1 milha de distância a pé, e no Google Maps dá 20min - mas você certamente vai passar umas boas horinhas se divertindo nesta região.

Cervejaria Brooklyn Brewery
conhecendo o processo de fabricação da Brooklyn Brewery

visita guiada gratuita na Brooklyn Brewery

degustando cervejas na Brooklyn Brewery

videogames antigos na cervejaria Brooklyn Brewery

Cervejaria Brooklyn Brewery
bar da cervejaria Brooklyn Brewery

Rough Trade NYC

A Rough Trade NYC é uma loja de discos de vinil - quem é colecionador certamente já ouviu falar deste lugar, pois a loja é a meca dos LPs.

Achei muito legal encontrar lá vários clássicos da música brasileira - a loja funciona em um galpão em Williamsburg, pertinho da Brooklyn Brewery e, além dos vinis, você vai encontrar lá livros e até roupas, tudo relacionado à música.

A loja abre diariamente, das 11 às 21hs.

Endereço: 64 North 9th Street.

Rough Trade NYC em Williamsburg no Brooklyn


Rough Trade NYC em Williamsburg no Brooklyn

Rough Trade NYC em Williamsburg no Brooklyn
encontramos vários clássicos da música brasileira na Rough Trade NYC em Williamsburg no Brooklyn

Artists & Fleas Williamsburg

Artists & Fleas Williamsburg é uma feira com mais de 70 artistas locais e designers que abre apenas nos finais de semana, das 10 às 19hs.

O mercado funciona num antigo galpão em Williamsburg.

Eles vendem artigos de decoração, artesanato, beleza, moda, bijouterias, acessórios e produtos vintage, num verdadeiro mercado de pulgas. Um lugar super legal para quem gosta de comprar coisas exclusivas, únicas e diferentes, que fogem do convencional.

Endereço: 70 North 7th Street.

Não deixe de colocar a Artists & Fleas Williamsburg na sua lista do que fazer no Brooklyn.

Bedford Avenue e arredores

Para ver um 'resumo' do que é Williamsburg - lojinhas de calçada, muitas bicicletas nas ruas, muros grafitados e moradores estilosos - vá bater perna na Bedford Avenue.

A Bedford Avenue é o 'centrinho' do bairro. Abaixo, vou listar as principais atrações desta avenida.

Para você entender melhor, as principais ruas comerciais de North Williamsburg ficam no 'quadrado' delimitado pelas ruas Grand Street e North 12th, e entre a Kent Avenue (na beira do East River) e a Havemeyer Street.

Bedford Avenue em Williamsburg no Brooklyn
Bedford Avenue em Williamsburg no Brooklyn

Bedford Avenue em Williamsburg no Brooklyn

Bedford Avenue em Williamsburg no Brooklyn
café na Bedford Avenue em Williamsburg, Brooklyn

foodtruck de momos tibetanos em Williamsburg

Fight for Street Art

Fight for Street Art é um grafite do brasileiro Eduardo Kobra em homenagem a 2 dos mais conhecidos artistas americanos, Andy Warhol e Jean-Michel Basquiat, que são apresentados neste mural usando luvas de boxe - uma referência a um famoso cartaz de 1985.

Basquiat é uma das maiores influências do paulista Kobra, e também uma grande referência para a 'street art'. Andy Warhol é a figura mais importante do movimento artístico que ficou conhecido como 'pop art'.

Ambos artistas foram retratados pelo Kobra também no mural Mount Rushmore - veja mais aqui: Onde encontrar murais do Eduardo Kobra em Nova York.

Esse mural fica bem pertinho de um outro grafite do Kobra, também em Williamsburg, chamado "War is Hell", onde retratou Elvis Presley (veja mais abaixo).

Endereço: 147 Bedford Avenue.

Meatball Shop

Outro lugar bem legal para almoçar em Williamsburg - caso você decida visitar o bairro em um dia que não tenha Smorgasburg - é a italiana Meatball Shop.

Se você não sabe, 'meatballs' são almôndegas, e neste restaurante você vai encontrar vários tipos diferentes, com muitas opções de recheios e molhos, além de saladas e massas. Na decoração, moedores de carne antigos.

O restaurante abre diariamente.

Endereço: 170 Bedford Avenue.

War is Hell

No bairro de Williamsburg, no Brooklyn, bem pertinho da Brooklyn Brewery, está o soldado Elvis Presley, usando um capacete balístico com a inscrição “a guerra é um inferno”.

A mensagem do mural de 2018 é óbvia: um manifesto contra as guerras e conflitos armados que acontecem pelo mundo todo.

Eduardo Kobra representou Elvis como um militar - a mensagem "War is Hell" era comum entre os soldados que serviram na Guerra do Vietnam.

Elvis Presley de fato serviu ao exército americano (eu não sabia disso!), e a intenção do 'street artist' Kobra com este mural é plantar a semente da paz, com a ajuda de um dos maiores ícones da música norte-americana.

Este mural do Kobra em Williamsburg fica bem pertinho do grafite "Fight for Street Art", em homenagem a Andy Warhol e Jean-Michel Basquiat (veja acima).

Endereço: 219 Bedford Avenue.

Leia também: Onde encontrar murais do Eduardo Kobra em Nova York.

Bedford Avenue em Williamsburg no Brooklyn
mural do Kobra na Bedford Avenue em Williamsburg no Brooklyn

Whole Foods Market

Rede de supermercados que a gente adora nos EUA. Além dos produtos naturais, orgânicos e gourmet, eles ainda têm buffets por quilo maravilhosos, pra gente comer lá mesmo!

Abre todos os dias, das 9 às 21hs.

Endereço: 238 Bedford Avenue.

Whole Foods Market em Williamsburg no Brooklyn
Whole Foods Market em Williamsburg no Brooklyn

Apple Store

Já comentei aqui que sou #TeamSamsung e não me apaixono muito pelos produtos da Apple, mas sempre acho legal visitar as lojas deles, que têm aquela arquitetura linda e de vanguarda.

A loja de Williamsburg é bem famosa e abre diariamente, das 10 às 21hs.

Endereço: 247 Bedford Avenue.

Prospect Park

Criado em 1866, o Prospect Park é um dos maiores parques do Brooklyn, com direito a zoológico - o Prospect Park Zoo - áreas de piquenique, bosques, ciclovias, trilhas, lagos, monumentos, grandes gramados, pontes, campos de beisebol, espaços para concertos ao ar livre e até um 'dog park'.

Esse parque é considerado o primo-irmão do Central Park, pois foi criado pelos mesmos paisagistas -  Frederick Law Olmsted e Calvert Vaux - saiba mais sobre esta história aqui: O que fazer no Central Park.

Nós não conhecíamos esse parque lindo e imenso, que parece um oásis no meio do Brooklyn, e ficamos encantados quando finalmente o visitamos no mês passado, na nossa última viagem a Nova York.

São 237 hectares de áreas públicas e, quem já conhece o Central Park, vai achar realmente muito parecido, mas um pouco mais selvagem!

Dê uma espiada também na Grand Army Plaza, onde fica o famoso monumento Soldiers’ and Sailors’ Arc.

Prospect Park
Prospect Park no Brooklyn

Prospect Park
Prospect Park

Prospect Park

Prospect Park
Prospect Park

Feira Smorgasburg no Prospect Park

Como o Prospect Park fica um pouquinho mais distante das demais atrações que mencionei neste post, poucos turistas chegam até lá, mas, se você tiver um tempinho sobrando no seu roteiro pelo Brooklyn, vale muito a pena, ainda mais se você puder ir num domingo entre abril e outubro, quando a grande feira gastronômica Smorgasburg acontece lá, entre as 11 e 18hs.

Leia mais sobre o Smorgasburg acima.

Dekalb Market Hall

O Dekalb Market Hall é um outro mercado gastronômico que vale a pena conhecer no Brooklyn, lugar perfeito para uma refeição entre 'locais', num ambiente um pouco menos turístico.

Esse 'food hall' funciona diariamente das 7 às 22hs, e fica bem pertinho do Brooklyn Tabernacle (veja mais abaixo).

Endereço: 445 Albee Square W.

Brooklyn Tabernacle

Alguma vez você já assistiu a um culto com coral de música gospel?

É um programa incrível, mesmo para quem não é religioso.

The Brooklyn Tabernacle é uma igreja com apresentações de música gospel ao vivo, cantadas por um coral super talentoso, vencedor do prêmio Grammy, com um monte de integrantes e muita animação.

Os tradicionais cultos acontecem nos domingos, pela manhã, e o Brooklyn Tabernacle fica sempre lotado.

Chegue com bastante antecedência (aprox. 1h antes) para assistir o culto das 9hs da manhã de domingo. Os cultos duram mais ou menos 1h30min.

Quando fomos lá, infelizmente não podia filmar/fotografar, e acredito que ainda seja proibido, mas a lembrança daquele lugar e daquela música empolgante nunca mais saiu da minha memória.

Veja a programação dos cultos no site oficial do Brooklyn Tabernacle.

Endereço: 17 Smith Street.

Coney Island

Coney Island é uma península, anteriormente uma ilha, no sul do distrito do Brooklyn.

No século 20, Coney Island ficou conhecida como um importante ponto turístico de Nova York, com praia e um parque de diversões estilo retrô à beira-mar (um dos mais antigos dos EUA).

Nós fomos até lá de metrô, e a viagem é bem demoradinha (desde Manhattan leva mais de 1h para chegar lá), mas eu queria muito conhecer aquele lugar que aparece em tantos filminhos românticos.

Estivemos lá no inverno, que definitivamente não é a época ideal, mas serviu para conhecer, pelo menos.

A dica é ir entre maio e setembro, quando tudo está funcionando por lá. Nos outros meses, a praia fica praticamente vazia, frequentada apenas por moradores, e o Luna Park fica fechado para manutenção.

A montanha-russa mais antiga do mundo, a Cyclone, fica lá, e há também uma roda-gigante da década de 20 que é o símbolo de Coney Island, a Deno's Wonder Wheel.

Mesmo que você não queira ir no parque de diversões, vale ir conhecer Coney Island no verão pela atmosfera nostálgica do lugar, com um clima de antigamente, e para passear pelo calçadão - Boardwalk - cheio de lojinhas e lugares para comer.

Aliás, vale dizer que existem vários lugares legais para comer na praia, mas, se for a Coney Island, você PRECISA experimentar o Nathan’s Famous hot dog, cachorro-quente que é famoso até no nome, inaugurado em 1916!

Endereço: 1229 Boardwalk.

Abre diariamente, entre 10 e 23hs.

Aliás, a história conta que o cachorro-quente foi inventado lá em Coney Island, em 1867, vocês sabiam???

Coney Island no Brooklyn
Coney Island no Brooklyn em dia de muito frio

Coney Island no Brooklyn
Nathan’s Famous hot dog

Coney Island no Brooklyn
parque de diversões em Coney Island no Brooklyn


Coney Island no Brooklyn
Coney Island no Brooklyn

Lugares que quero conhecer no Brooklyn

Como falei antes, você não vai conhecer o Brooklyn em 1 ou 2 dias. Já estivemos lá várias e várias vezes e, a cada viagem, descobrimos mais atrações novas e antigas.

Ainda tenho uma listinha de coisas que quero fazer no Brooklyn, e vou passar para vocês.

Se você já esteve lá e já conheceu esses lugares, conte pra gente, deixe a sua dica!

Dyker Heights

Um dos programas sazonais mais famosos do Brooklyn são as luzes/decorações de Natal em Dyker Heights.

O bairro é famoso pelas casas que fazem super decorações natalinas, com milhares de luzinhas coloridas nas residências, iluminando as ruas e atraindo turistas e moradores para a região, à noite, entre 18 e 21hs.

O problema é que esse é um programa que só pode ser feito na época de Natal. Já estivemos em Nova York em dezembro mais de uma vez, mas acabamos nunca indo até Dyker Heights.

Uma vez visitamos um bairro famoso pelas decorações natalinas em San Diego, na Califórnia, e foi incrível - imagino que essas casas do Brooklyn sejam ainda mais lindas, pela fama que têm!

As primeiras decorações de Natal em Dyker Heights começam a aparecer depois do feriado de Thanksgiving (Ação de Graças, no final de novembro), mas, para ver o auge das casas decoradas para o Natal, visite o bairro a partir da metade de dezembro, até o comecinho de janeiro.

Endereço: entre a 11th Avenue e a 13th Avenue, e da 83rd Street até a 86th Street.

Industry City

A Industry City é a nova área industrial em processo de revitalização no Brooklyn, no bairro de Sunset Park.

Antigamente, lá pelos 1800, essa área era chamada Bush Terminal e era sede de muitos armazéns. A partir da década de 60, a região começou a ser abandonada pelas empresas e trabalhadores. 

Foi depois de 2012 que a área começou a ser modernizada, e os antigos armazéns, que vão da rua 32nd até a 37th, viraram um bairro 'cool'.

Pelo que li, o lugar tem praça de alimentação - Industry City Food Hall, lojas de arte, móveis, roupas, mercado japonês - Japan Village, salão de jogos e leitura, pista de patinação, parquinho para crianças, exposições, etc. 

Quero ir conhecer Industry City na nossa próxima viagem a Nova York!

Murais de Bushwick

Bushwick é o bairro do Brooklyn onde está sediado o The Bushwick Colletive, um projeto que tenta encontrar muros vazios para 'street artists'.

Em Bushwick há hoje uma galeria a céu aberto, com murais que começam na Jefferson Street e continuam da Troutman Street até a Saint Nicholas Avenue.

Para chegar lá de metrô, basta pegar a linha L e descer na Jefferson Street. Saindo do metrô, já começam a aparecer os murais. Dá para ver tudo a pé.

Estou louca para ir lá conhecer! Coloque na sua lista do que fazer no Brooklyn e depois me conte o que achou! 

Christ

Este mural do brasileiro Kobra apresenta um dos principais símbolos do Brasil e uma das maravilhas do mundo moderno, o Cristo Redentor do Rio de Janeiro, que, de braços abertos, acolhe a todos.

A intenção deste grafite foi a de passar uma ideia mais positiva do Brasil e dos brasileiros.

O Cristo Redentor é o maior símbolo do Rio de Janeiro e, além de ser considerado uma das maravilhas do mundo moderno, é um ícone brasileiro, que representa paz, justiça e liberdade.

Os braços abertos passam a ideia de acolhimento, que caracteriza o povo brasileiro.

Endereço: 833 Dekalb Avenue.

Frida e Diego

Neste painel, o artista brasileiro Eduardo Kobra amalgamou os rostos dos pintores mexicanos Frida Kahlo e seu companheiro, Diego Rivera.

Os rostos dos 2 formam um só, neste mural localizado no Brooklyn.

Como vocês sabem, o casal de artistas mexicanos viveu uma história de amor intensa e complicada, e são, até hoje, ícones da cultura mexicana.

Acredito que Kobra é fã da Frida, que ele retratou também no painel Mount Rushmore. Além disso, ele, que é autodidata, também já disse que aprendeu muito no início da sua carreira com os métodos de Diego Rivera.

Veja também: Onde encontrar murais do Eduardo Kobra em Nova York

O mural Frida e Diego fica perto da Grand Army Plaza, no Prospect Park, então aproveite para conhecer este painel quando for visitar o parque mais famoso do Brooklyn.

Endereço: 360 Prospect Place.

Você já esteve em Nova York? Foi ao Brooklyn? 

Deixe a sua dica na nossa caixa de comentários, por favor! 

Acompanhe tudo no nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #‎PVemNYC.

Já tem um monte de dicas e fotos lá das nossas viagens à Big Apple!

Mostrei muito mais dos nossos passeios em New York lá nos stories do Instagram - espia lá que está tudo salvo em várias pastas de destaques de New York!

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Williamsburg Bridge

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Domino Park

O que fazer no Brooklyn, Nova York
Williamsburg, Brooklyn

O que fazer no Brooklyn, Nova York
vista de Manhattan a partir do Brooklyn

O que fazer no Brooklyn, Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York

O que fazer no Brooklyn, Nova York
DUMBO no Brooklyn

Chip de celular para usar internet em NYC

Durante a nossa viagem a Nova York, usamos o tempo todo chips de celular da Easysim4u.

Com os chips da Easysim4u nos nossos telefones, quando pousamos no Aeroporto JFK recebemos mensagens nos celulares nos dando as "boas vindas", e já estávamos automaticamente conectados à internet, inclusive para usar o Google Maps e conseguir chegar ao nosso albergue West Side YMCA de metrô.  

Já usamos os chips da Easysim4u em uns 30 países, e foram raras as vezes em que não tivemos cobertura - apenas em alguns lugares bemmmm remotos, ou em países onde eles mesmos avisam que não existe conexão.

Recebemos os chips de telefone em casa, antes de sair do Brasil, colocamos eles nos nossos celulares ainda no avião, e já chegamos em Nova York com internet funcionando nos telefones!

Nós não vendemos esses chips através do blog - nem nenhum outro produto ou serviço, pois o pequeno viajante não visa lucro, é um blog só para compartilhar dicas de viagem mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - Easysim4u - para ver como comprar esses chips e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar.

Chip de celular para usar internet em NYC
Chip de celular para usar internet em NYC




Clique aqui para comparar tarifas de hotéis e fazer a sua reserva!



Não esqueça de curtir nossa fan page no Facebook e nos seguir no Instagram para acompanhar nossas aventuras!

Assista todos os nossos mini vídeos neste link do Facebook, e os vídeos completos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:

Facebook / Twitter / Instagram / Pinterest / YouTube

O que fazer no Brooklyn, Nova York
O que fazer no Brooklyn, Nova York


Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: