Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Nova York: 16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District

Planejando seu roteiro em Nova York? Aqui você vai encontrar 16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District.
16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District

Planejando seu roteiro em Nova York? Aqui você vai encontrar 16 lugares para conhecer em Hudson YardsChelsea, e no Meatpacking District.

Essas são algumas das minhas regiões favoritas em New York, e é possível conhecer as principais atrações destes bairros em um (longo) dia, então resolvi agrupá-las aqui. E o melhor: tem muita coisa grátis!

Estou publicando posts sobre Nova York dividindo a cidade por bairros, assim fica mais fácil para vocês organizarem seus roteiros, não é??

Já escrevi um post completo sobre Lower Manhattan, vocês viram? São 35 atrações que vocês vão amar conhecer no sul da Ilha de Manhattan:

Lower Manhattan em Nova York: roteiro pelo sul da ilha

Também já publiquei vários posts com roteirinhos em Nova York - tem roteiro para quem quer conhecer as principais atrações de NYC com economia com o CityPASS, roteiro de Nova York com crianças e até um roteiro especial para quem ama street art e quer ver os murais do brasileiro Kobra em Nova York:

Onde encontrar murais do Eduardo Kobra em New York

Aqui neste post vocês vão encontrar dicas das nossas atrações turísticas preferidas nas regiões de Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District.

Vambora?

16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District

16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District

Se vocês precisam de dicas onde ficar em Nova York sem gastar muito, vejam aqui:

Onde ficar em Nova York gastando pouco: West Side YMCA
22 hotéis baratos em New York: dicas testadas e aprovadas

Mas, se estiverem com o orçamento bem mais folgado e quiserem esbanjar numa estadia fe-no-me-nal, o negócio é fazer uma reserva no Equinox Hotel, ali mesmo em Hudson Yards.

Um luxo!

16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District
Highline Park, em Nova York

Hudson Yards

Hudson Yards é o mais novo 'point' turístico de Nova York, uma região que foi revitalizada e inaugurada em março de 2019 às margens do Rio Hudson, sobre o pátio de manobras de trens da Penn Station, e consiste em 8 prédios com usos diversos, como escritórios, residências e lojas, além de um instituto cultural, o The Shed, e um hotel, o Equinox.

No centro de Hudson Yards, fica a sua atração mais conhecida, a estrutura The Vessel.

Além do shopping center The Shops and Restaurants at Hudson Yards, há também o edifício 30 Hudson Yards, onde se localiza o observatório panorâmico Edge Hudson Yards Observation Deck.

Essa região fica localizada entre as ruas 30 e 34, e entre a 10ª e 11ª Avenidas.

O complexo de Hudson Yards tem uma estação de metrô própria: para chegar lá, basta pegar a linha 7 (a roxa) e descer na estação 34 Street - Hudson Yards.

Hudson Yards
Hudson Yards

Hudson Yards
estação de metrô Hudson Yards

1 The Vessel

A icônica escultura do arquiteto Thomas Heatherwick tem 154 lances de escadas interconectadas, totalizando 2.500 degraus e 80 patamares, com uma vista panorâmica incrível do alto de seus 45m do West Side de Manhattan.

Essa obra de arte interativa fica localizada no centro de Hudson Yards e a estrutura, em formato de uma colmeia de abelhas, ou favo de mel, é de tirar o fôlego de tão impressionante, na minha opinião.

Na verdade, é difícil definir exatamente o que é o Vessel: acho que dá para explicar como uma mistura entre prédio, obra de arte e monumento.

Achei lindo, lindo, lindo. Minha expectativa era enorme - tanto que foi o primeiro lugar que fomos visitar na nossa viagem a Nova York em março passado, eu estava LOUCA para conhecer - e mesmo assim achei muito mais impressionante ao vivo do que nas fotos que eu tinha visto.

Sabe aquele lugar que não decepciona, mesmo depois de você ver fotos incríveis? The Vessel é assim.

The Vessel

The Vessel
The Vessel

The Vessel

The Vessel
The Vessel

No total, The Vessel (ou 'A Embarcação') tem 2500 degraus. Mas, para chegar ao topo da estrutura, não precisa subir tudo isso: você vai escolhendo o seu próprio caminho até o alto, vai subindo, curtindo a paisagem, e a vista do centro do monumento vai ficando cada vez mais interessante a cada lance escalado - lá de cima, o interior da estrutura parece uma estrela.

A vista lá do alto é imperdível e oferece diversos ângulos diferentes da cidade, todos deslumbrantes.

Não se assuste com a quantidade de degraus, não é tão cansativo quanto parece - a subida é bem tranquila e você pode fazer todas as paradas que quiser - dá vontade de parar para fotografar de todos os ângulos!

Quando a gente vê, já está lá em cima!

A subida pode ser feita por elevador também, mas lembre-se que idosos e pessoas com problemas de acessibilidade têm prioridade absoluta. O elevador sobe bem devagar, então dá para admirar o local, mas as filas podem ser demoradas.

o complexo de Hudson Yards foi construído sobre o pátio de manobras de trens da Penn Station

The Vessel Hudson Yards
The Vessel Hudson Yards

The Vessel Hudson Yards

The Vessel Hudson Yards

A entrada é gratuita, mas você deve reservar ingresso online com antecedência (dá para reservar com 2 semanas de antecdência). Caso não tenha disponibilidade online para o dia em que você estará na cidade, dá para tentar conseguir no local o ingresso para o mesmo dia.

No dia em que estivemos lá, era possível entrar sem ingresso - eu nem mostrei os que eu tinha reservado - pois a estrutura estava bem vazia e não tinha nenhum funcionário pedindo ingressos. Mas acho que isso se deveu ao fato de que fomos lá por 13 de março, quando o movimento de Nova York já havia reduzido um pouco devido às notícias sobre a declaração de pandemia. Eu não deixaria de reservar antes de ir, já que não custa nada!

Quando reserva seu ingresso online, você escolhe um horário - por exemplo, 14hs - e aí você recebe um ingresso por email para entrar no período compreendido entre as 14 e 15hs. Depois que entrar, não tem limite de tempo para permanecer lá.

Muitas pessoas dizem que 30min são suficientes para conhecer o lugar mas, se você gosta de fotografar como nós, prepare-se para passar pelo menos umas 2hs lá hehehehe...

Clique aqui para fazer a sua reserva grátis.

Aberto diariamente, das 10 às 21hs. Horário de inverno: de 6 de janeiro a 29 de fevereiro, das 10 às 19hs.

Para chegar lá, pegue o metrô até Hudson Yards (linha roxa 7).

The Vessel Hudson Yards

The Vessel Hudson Yards
The Vessel Hudson Yards

The Vessel Hudson Yards
The Vessel, Hudson Yards

2 The Shed

The Shed é um centro de artes localizado ao lado do Vessel, onde acontecem exibições, performances, eventos, exposições de arte...mas o que eu achei realmente impressionante foi a arquitetura do lugar em si, que parece uma coisa feita "de brinquedo".

A gente olha de fora e parece que aterrisamos em outro planeta, ou que estamos dentro de um filme de ficção científica.

Me explicaram que a construção do centro cultural muda de forma, pois a cobertura móvel anda sobre trilhos e se modifica, dependendo do tipo de evento que eles estão abrigando, então você pode voltar lá e encontrar um espaço totalmente diferente na próxima visita.

Simmmm, o gigantesco teto móvel é feito com placas de aço que deslizam sobre rodas para adaptar o lugar para diferentes usos, e parte da estrutura pode ser deslocada para fora, ficando a céu aberto.

Fiquei muito impressionada 😲

Veja a programação aqui.

The Shed Hudson Yards
The Shed Hudson Yards

The Shed Hudson Yards
The Shed, Hudson Yards

3 The Shops and Restaurants at Hudson Yards

Shopping center super tranquilo ao lado do Vessel, com uma praça de alimentação bem legal - são mais de 100 lojas e 20 restaurantes.

Para comer lá, tem Shake Shack e, para os pequenos viajantes, uma filial da Dylan’s Candy Bar.

Na mesma linha dos mercados gastronômicos estilo Little Eataly (italiano) e Le District (francês, em Lower Manhattan), lá tem a versão espanhola, o Mercado Little Spain.

Achei o shopping bem vazio quando estivemos lá. Acho que o povo de NYC gosta mais do comércio de rua, de lojas de calçada, não curtem muito essa coisa de shopping center...

São 4 andares, com lojas de grifes chiques (Louis Vuitton, Fendi), mas também as nossas amigas de sempre, Zara e H&M.

Veja todas as lojas e restaurantes do shopping no site oficial aqui.

4 Observatório Edge

O mais novo observatório panorâmico de Nova York foi inaugurado na primeira semana de março de 2020 e poucos dias depois teve que fechar as portas diante da declaração de pandemia.

Nós, que já estávamos com ingressos reservados para conhecer esse mirante que promete ser incrível, ficamos a ver navios.

O mirante Edge é o deck mais alto do hemisfério ocidental, com 100 andares, e tem um design único, suspenso no ar, que promete a sensação de estar flutuando nas nuvens, sobre um piso de vidro.

A plataforma a céu aberto fica a 335m de altura, e as vistas de 360º são diferentes de todos os outros observatórios panorâmicos de NYC.

A entrada para o Edge fica situada no 4º andar do The Shops at Hudson Yards, o shopping sobre o qual escrevi acima. Para chegar lá, use as escadas ou os elevadores e siga as placas indicando The Edge.

Todos os visitantes precisam passar pelos procedimentos de segurança.

O 100º andar do edifício, onde fica o observatório, tem uma área fechada por vidros e climatizada, boa para dias de chuva ou muito frio, mas a grande atração é mesmo a plataforma externa do Edge, com seu piso de vidro transparente - The Glass Floor - em formato de triângulo.

É possível, literalmente, inclinar-se sobre Manhattan, já que as paredes de vidro de proteção têm 3m num ângulo inclinado.

Há também uma escadaria chamada The Skyline Steps e um outro ponto chamado The Eastern Point, na junção dos vidros dos 2 lados, que forma um triângulo. As fotos de lá que eu vi são incríveis!

Leve um casaco!

Ah, e claro, tem uma lojinha na saída, como sempre.

Os ingressos são vendidos com data e hora marcadas no site, e os valores são:

  • U$ 36 adultos  
  • U$ 31 crianças até 12 anos (menores de 5 anos não pagam)
  • U$ 34 acima de 62 anos

Depois que você está lá, não existe limite de tempo de permanência na plataforma.

O observatório Edge abre diariamente das 8hs à meia-noite.

A única coisa ruim é que eles não devolvem o valor dos ingressos em caso de baixa visibilidade.

Para ler sobre outros observatórios panorâmicos em Nova York, como o Empire State, o Top of the Rock e o One World, e escolher qual deles você prefere visitar, veja também estes posts:

5 Highline Park

O High Line Park é uma antiga linha férrea de 1930, abandonada no sul de Manhattan, que passava por uma área da cidade feiosa e degradada, cheia de matadouros e frigoríficos no início do século 20 - por isso o nome Meatpacking District.

Este era o maior setor industrial de Manhattan, num bairro cheio de marginais, e essa via férrea elevada servia para movimentar as cargas.

A Prefeitura de Nova York resolveu revitalizar a área, transformando a velha linha férrea em um parque público incrível, cuja primeira parte foi inaugurada em 2009, e que hoje se tornou um dos maiores pontos turísticos da cidade, e um dos maiores projetos de revitalização urbana que Nova York já viu.

Para que você entenda direitinho, o Highline Park começa na Gansevoort Street, no Meatpacking District, e vai até o Vessel, em Hudson Yards, na 34th Street, sobre a 10ª Avenida, percorrendo mais de 20 quadras de Manhattan - aproximadamente 2,5Km.

Para subir na elevada, existem vários pontos de acesso, alguns inclusive com elevador.

Uma curiosidade interessante é que a Prefeitura de Nova York resolveu construir essa linha de trens elevada na década de 30 porque haviam muitos acidentes graves com trens nesta região, e a 10ª Avenida já estava apelidada de 'Avenida da Morte'. Por esta razão, decidiram fazer os trilhos suspensos.

Na época, o projeto custou uma fortuna (hoje equivalente a 2 bilhões de dólares), e levou mais de 5 anos para ficar pronto. Só que, desde então, o transporte começou a ser feito por caminhões, e nos anos 80 os trilhos estavam completamente abandonados, com os moradores fazendo abaixo-assinados para pedir a sua remoção.

Quem diria que aqueles trilhos de trem tão malquistos se tornariam um espaço verde nas alturas tão amado pelos nova iorquinos, né!

Highline Park

Highline Park
Highline Park

Highline Park

Highline Park

Com a revitalização da área, os antigos galpões industriais por ali passaram a abrigar uma enorme concentração de galerias de arte, tornando o bairro de Chelsea um centro da arte contemporânea.

Mas Nova York é realmente uma cidade com um talento inacreditável de se reinventar e renascer mais bonita a cada dia. Quando a gente pensa que já está linda demais, ela vem e tchummmm, abre um novo trecho de Highline Park!

Estivemos lá várias vezes na última década e, cada vez que a gente volta, há alguma novidade.

Nesta última viagem, em março de 2020, conhecemos um novo trecho do Highline Park que foi inaugurado em 2019, ao ladinho do renovadíssimo Hudson Yards, e ficamos de queixo caído.

Lá se vão umas 12 viagens a NYC, e estou cada vez mais convencida de que não vamos esgotar nunca essa paixão ❤

Esse busto de bronze de uma mulher negra é da artista Simone Leigh, e se chama Brick House - achei espetacular!

Highline Park
Highline Park

Cada vez que voltamos lá, tem novidades, e tem tanto para ver ao longo do parque que nem dá para mencionar tudo...um monte de murais (inclusive do Eduardo Kobra, veja aqui), obras de arte, edifícios incríveis, lugares para descansar e apreciar as vistas, um paisagismo lindo, jardins, as plataformas estilo anfiteatro na 17th e na 26th Streets, a instalação 'The River that Flows both Ways' de Spencer Finch entre a 15th e a 16th Streets, o prédio espetáculo da Zaha Hadid e o próprio Whitney Museum (veja mais abaixo), que tem vistas lindas do Highline Park.

Para saber muito mais, veja o site oficial do Highline Park.

A dica é ir passeando com calma e curtindo esse lugar incrível, fazer um piquenique, aproveitar o por do sol...vai ser um passeio inesquecível em Nova York!

Highline Park

Highline Park

Highline Park

Highline Park
Highline Park

Highline Park

Highline Park
Highline Park


Highline Park

6 Starbucks Reserve Roastery

A Starbucks não brinca em serviço: eles inauguraram, há pouco tempo, em Chelsea, a Starbucks Reserve Roastery, que nós fomos conhecer na nossa última viagem a Nova York (em março de 2020), e amamos.

É uma loja-conceito da marca, irmã das outras lojas-conceito em Chicago e Seattle!

A ideia é submergir no mundo do café: a loja é gigantesca, linda de morrer, com 3 andares bem decorados com base em ambientes das antigas fazendas de café, criando uma atmosfera super aconchegante.

Para os viciados em café como nós, embora os preços não sejam muito convidativos, são vendidos diferentes cafés de alguns dos lugares mais tradicionais na produção cafeeira mundo afora, como Nicarágua, Colômbia, Etiópia, Costa Rica, China e até do Brasil.

O Peg foi no nicaraguense e eu provei o etíope, e não nos arrependemos! Acho que todos devem ser ótimos, e já estamos loucos para voltar lá na nossa próxima viagem a NYC.

Além de café, a Starbucks Reserve Roastery tem uma padaria - a Princi Bakery - que não é para amadores. No cardápio, até de olhos fechados, você fará uma excelente escolha. Nós jantamos lá mesmo - as pizzas estavam maravilhosas!

Não deixe de ir! E depois me conte o que achou!

Fica na 9ª Avenida, esquina com a 15th Street, ao lado do Chelsea Market.

Eu sou #TeamSamsung, mas, para quem é #TeamApple, vale avisar que tem uma Apple Store bem legal ali ao lado, na esquina da 14th Street com 9ª Avenida.

Starbucks Reserve Roastery

Starbucks Reserve Roastery

Starbucks Reserve Roastery

Starbucks Reserve Roastery

Starbucks Reserve Roastery

Starbucks Reserve Roastery
cafés de várias partes do mundo no Starbucks Reserve Roastery, em Chelsea

7 Chelsea Market

O Mercado Chelsea é outro espetáculo de obra de revitalização e preservação dos anos 90: uma antiga fábrica da Nabisco (das bolachinhas Oreo) foi transformada em um templo gastronômico com 250m de comprimento, cheio de lojas gourmet, restaurantes, padarias e boutiques.

Alguns dos lugares que valem uma paradinha: Eleni´s (cookies), Amy's Bread (padaria), l'Arte del Gelato (sorvetes), Lobster Place (frutos do mar) e Tuck Shop (lanchinhos).

O melhor brownie é o da Fat Witch Bakery.

A dica é dar um passeio ali para conhecer o Chelsea Market e comprar um lanche para ir comer no Highline Park, ali ao lado.

Fica na 9ª Avenida com a 15th Street, e abre todos os dias, das 8 às 21hs.

Chelsea Market

Chelsea Market
Chelsea Market

8 Gansevoort Market

Como falei antes, o Meatpacking District é um lugar que antigamente abrigava os matadouros da cidade, mas agora os antigos abatedouros e frigoríficos viraram galerias de arte, lojas de marcas famosas e restaurantes.

É ali que fica o Gansevoort Market, um mercado estilo praça de alimentação não muito grande e super legal para almoçar nesta região.

São várias opções de restaurantes, e fica bem pertinho do Whitney Museum of American Art, na 353 West 14th Street.

Gansevoort Market

Gansevoort Market

Gansevoort Market
Gansevoort Market

9 Ground Zero Museum Workshop

Estou louca para conhecer esse museu, e não pudemos ir na nossa última viagem a Nova York porque ele acabou fechando em razão da pandemia bem no dia que pretendíamos ir.

O Ground Zero Museum Workshop é outro museu sobre os atentados terroristas de setembro de 2001, que foi inaugurado em 2005.

Pelo que li, ele é bem menor e mais intimista do que o Museu do 11 de Setembro que fica lá no Ground Zero em Lower Manhattan, mas também vale muito a pena conhecer - algumas pessoas dizem que ele é ainda mais impactante e emocionante! 😢

Ficou na lista do que fazer em Nova York no ano que vem!

O endereço é 420 West 14th Street (bem pertinho do Chelsea Market e Starbucks).

Saiba mais no site oficial aqui.

Leia mais sobre o Museu do 11 de Setembro aqui: Lower Manhattan em Nova York

Chelsea

10 Whitney Museum of American Art

Fomos conhecer esse museu - cujo edifício, por si só, já é uma obra de arte - logo que ele inaugurou, e escrevi um post completo sobre o Whitney Museum aqui:

Whitney Museum of American Art em NYC: o museu do Highline Park

O Museu Whitney fica localizado no início da elevada do Highline Park (ou no final, dependendo de onde você começa o seu passeio).

O edifício do museu é todo envidraçado e cheio de mirantes, perfeitos para contemplar a transformação que ocorreu no bairro.

Se você curte arte moderna, não deixe de ir!

Whitney Museum of American Art

Whitney Museum of American Art
Whitney Museum of American Art

Outras atrações nessa região

11 Galeria Gagosian

Chelsea é um bairro cheio de galerias de arte (são mais de 300!), a partir da West 20th Street, e a Gagosian é uma das mais legais.

Fica na 555 West 24th Street e abre das 10 às 18hs, de terça a sábado.

Quando fomos lá, havia uma exposição maravilhosa do Jeff Koons.

Vale a pena!

12 Sleep No More

Peça de teatro off Brodway que eu quero muito ver.

Acredita que eu tinha ingressos para ir em março e foi cancelada na véspera, em razão da pandemia? Foi minha maior decepção na viagem, junto com o observatório Edge, que também fechou e não pudemos conhecer 😐

Do grupo inglês Punchdrunk, em cartaz no Chelsea há muitos anos, Sleep No More é encenada em um antigo hotel abandonado - o McKittrick Hotel - na 530 West 27th Street.

A história é uma releitura de Macbeth, de Shakespeare.

Todo mundo que já foi conta que é uma experiência super envolvente e impactante, pois o espectador vai caminhando por vários andares, subindo e descendo escadas, e percorrendo os cenários - salão de baile, cemitério, manicômio, loja de animais empalhados - atrás das atuações.

As cenas (algumas bem bizarras, aparentemente) vão mudando a todo instante, e você vai acompanhando - é uma coisa bem interativa, com uma ótima trilha sonora, e os atores ficam praticamente junto com os espectadores.

Todo mundo usa máscaras brancas meio macabras, diferenciando o público dos personagens.

Não pode entrar com bolsas e celulares.

No final da apresentação, você é levado a um bar de jazz ambientado nos anos 30.

Para mais infomações, veja o site oficial do Sleep No More.

13 Chelsea Waterside Park

O Chelsea Waterside Park é um parque incrível para crianças.

No verão, é praticamente um parque aquático, cheio daqueles brinquedos com jatos d'água que as crianças adoram - leve maiô/sunga e uma muda de roupas para seu pequeno viajante!

Mas no inverno (e no resto do ano) o parque também é super legal: há uma infinidade de brinquedos de todos os tipos e para todas as idades, escorregadores super legais...as crianças amam!

Arme-se de paciência e prepare-se para "gastar" algumas boas horas por lá!

Fica na 557 West 23rd Street, e fica aberto todos os dias, das 8hs à meia-noite.

É grátis.

14 Hudson River Park

O Hudson River Park tem inimagináveis 8Km de faixa verde, de Battery Park, em Lower Manhattan, até a 59th Street, em Midtown.

É um lugar em Nova York onde os locais vão para pedalar, correr, caminhar com cachorros e até andar de caiaque!

Dá para alugar bicicletas e fazer um super passeio por lá.

É também um ótimo lugar para ver o sol se pôr em Nova York.

Mas, para quem viaja com crianças, a dica é aproveitar os playgrounds (tem 4, não deixe de ir no Pier 51), carrossel (na West 22nd Street) e minigolfe.

15 Strand Book Store

Dica para quem ama livrarias, como eu.

A Strand Books é uma das livrarias mais queridas de Nova York, desde 1927, com um monte de livros raros à venda, espalhados em 3 andares ocupados por mais de 2,5 milhões de livros.

Não tem como não se apaixonar 💓

Fica na 828 Broadway com 12th Street.

16 Magnolia Bakery e Bleecker Playground

Essa dica é para quem viaja com crianças.

Já no West Village, é obrigatória uma parada na pracinha da Bleecker Street - o Bleecker Playground - e uma visitinha à Magnolia Bakery, na esquina da 401 Bleecker Street com West 11th Street (fica na esquina da pracinha), para experimentar os melhores cupcakes de Nova York.

Você já esteve em New York? Visitou as regiões de Hudson Yards, Chelsea e o Meatpacking District? Qual a sua atração favorita por lá? Lembra de algo que faltou na nossa lista?

Deixe a sua dica na nossa caixa de comentários, por favor! 

Acompanhe tudo no nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #‎PVemNYC.

Já tem um monte de dicas e fotos lá das nossas viagens à Big Apple!

Mostrei muito mais dos nossos passeios em New York lá nos stories do Instagram - espia lá que está tudo salvo em várias pastas de destaques de New York!


Chip de celular para usar internet em NYC

Durante a nossa viagem a New York, usamos o tempo todo chips de celular da Easysim4u.

Com os chips da Easysim4u nos nossos telefones, quando pousamos no Aeroporto JFK recebemos mensagens nos celulares nos dando as "boas vindas", e já estávamos automaticamente conectados à internet, inclusive para usar o Google Maps e conseguir chegar ao hotel. 

Já usamos os chips da Easysim4u em uns 30 países, e foram raras as vezes em que não tivemos cobertura - apenas em alguns lugares bemmmm remotos, ou em países onde eles mesmos avisam que não existe conexão.

Recebemos os chips de telefone em casa, antes de sair do Brasil, colocamos eles nos nossos celulares ainda no avião, e já chegamos em New York com internet funcionando nos telefones!

Nós não vendemos esses chips através do blog - nem nenhum outro produto ou serviço, pois o pequeno viajante não visa lucro, é um blog só para compartilhar dicas de viagem mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - Easysim4u - para ver como comprar esses chips e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar.

Chip de celular para usar internet em NYC


Se quiser muito mais dicas de NYC, é só clicar neste link, onde estão nossos muitos posts de New York no blog: New York City

Vai para New York?


Clique aqui para comparar tarifas de hotéis e fazer a sua reserva!


Não esqueça de curtir a nossa fan page no Facebook e nos seguir no Instagram para acompanhar nossas aventuras!

Assista todos os nossos mini vídeos neste link do Facebook, e os vídeos completos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:

Facebook / Twitter / Instagram / Pinterest / YouTube

Nova York: 16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District
Nova York: 16 lugares para conhecer em Hudson Yards, Chelsea e no Meatpacking District

Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: