Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Lower Manhattan em Nova York: roteiro pelo sul da ilha

Lower Manhattan, no sul da ilha, é uma região de Nova York cheia de atrações turísticas - aqui você encontra um roteiro completo pela pontinha sul de Manhattan.
Lower Manhattan em Nova York: roteiro pelo sul da ilha

Lower Manhattan, em Nova York, é a parte mais ao sul da ilha - e uma das minhas regiões favoritas em NYC - muitas vezes subestimada pelos turistas, que dão uma passada rápida lá a caminho da Estátua da Liberdade, ou apenas para conhecer o Museu do 11 de Setembro.

Eu adoro passear a pé em Lower Manhattan, e neste post vou destrinchar muitas atrações turísticas no sul da ilha que vocês podem aproveitar - a maioria delas de forma totalmente gratuita 😍

Se vocês não pretendem entrar em cada museu ou ponto turístico deste roteiro, é possível ver tudo rapidamente em um único dia - mas, se quiserem destrinchar cada atrativo de Lower Manhattan e conhecer todas atrações do sul da Ilha de Manhattan como eu gosto de fazer, vão precisar de vários dias! 

No meu caso, na verdade, precisei de várias viagens a Nova York para conhecer todos os lugares do sul de Manhattan que vou mencionar neste post!

Lower Manhattan em Nova York: roteiro pelo sul da ilha
mapa de Lower Manhattan

Lower Manhattan: como é o sul da ilha

Essa região de Nova York tem muitos atrativos para explorar - acho que nenhuma outra cidade no mundo possui tantos pontos turísticos no seu Distrito Financeiro quanto NYC!

Lá no Instagram e nos stories eu postei fotos e vídeos das estátuas do Touro de Wall Street, da Fearless Girl, do nosso passeio até o novo museu da Estátua de Liberdade...mas Lower Manhattan tem muito mais a oferecer. 

Tem a Bolsa de Valores, o Federal Hall, a Trinity Church e todo o complexo que foi construído após os atentados terroristas que destruíram as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001. 

Lower Manhattan é o lugar onde a cidade começou, e é também a região de Nova York que mais se renovou nas últimas 2 décadas, desde o atentado que derrubou as Torres Gêmeas do World Trade Center.

Depois do atentado, ficou um enorme vazio na região do Financial District, no sul de Manhattan. 

Estivemos lá várias vezes nesse período e, em 2006, o buraco enorme ainda estava lá. 

Tenho um post que publiquei aqui no blog depois da nossa viagem para Nova York em 2009 - a primeira grande viagem do Felipe recém-nascido - em que coloquei fotos desta época. 


Voltamos lá em 2013 com meus pais e o memorial já havia sido inaugurado, mas o museu ainda não havia sido construído. 

Lower Manhattan em Nova York

Lower Manhattan em Nova York
Lower Manhattan em Nova York
Lower Manhattan em Nova York

Lower Manhattan em Nova York
Lower Manhattan em Nova York

Lower Manhattan em Nova York
Lower Manhattan em Nova York

Lower Manhattan em Nova York

1 Observatório no One World Trade Center

Foram feitos vários projetos de reconstrução para revitalizar a área ao sul da Ilha de Manhattan e, finalmente, foram construídos o Memorial Ground Zero, o Museu do 11 de Setembro e o One World Trade Center - prédio mais alto de Nova York, com 541m, que tem um observatório incrível  no 102º andar, com vistas de 360º (fomos conhecê-lo em 2017). 

A visita ao One World Trade Center, na área que ficou conhecida como Ground Zero, é imperdível. 

O arranha-céu, construído depois dos atentados terroristas, foi inaugurado em 2015 com um observatório panorâmico a 100 andares do chão, com uma das vistas mais impressioantes de Nova York. 

Não vou me estender muito escrevendo sobre o observatório neste post porque já contei tudo sobre a nossa visita ao One World Observatory aqui:


Observatório no One World Trade Center

Observatório no One World Trade Center
One World Trade Center

2 Memorial Ground Zero

O Memorial Ground Zero lembra e homenageia as 2.983 pessoas que morreram nos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 e de 26 de fevereiro de 1993. 

O design do lugar, criado por Michael Arad e Peter Walker, consiste em 2 espelhos d'água formados nas marcas das Torres Gêmeas originais, e uma praça com árvores. 

As piscinas refletoras gêmeas têm cada uma cerca de 4.000m² de área, e são as maiores quedas d'água feitas pelo homem na América do Norte.

Ao redor dos espelhos d'água, os nomes das quase 3 mil vítimas estão inscritos em bronze. É um lugar de paz e tranquilidade. 

Procure pela Survival Tree, árvore que sobreviveu às quedas das torres. 

Inaugurado no 10º aniversário dos ataques de 11 de setembro, esse espaço comovente atrai milhões de visitantes todos os anos. 

O memorial fica aberto diariamente, das 7:30AM às 9PM. Se puder, faça uma visita noturna, quando as piscinas são iluminadas. Fica lindo!!

Nós já estivemos lá várias vezes, e continuo me emocionando cada vez que volto ao memorial. 

Memorial Ground Zero
Memorial Ground Zero
Memorial Ground Zero

Memorial Ground Zero
Memorial Ground Zero

3 Museu do 11 de Setembro

Museu do 11 de Setembro é um dos meus favoritos em NYC - já visitamos 2 vezes e continuo querendo voltar lá outra vez, pois ele tem tanta, mas tannnta informação - e uma carga emocional tão grande - que uma visita só não é nem de perto suficiente. 

Faça o download do aplicativo gratuito do Memorial e Museu, que explica os eventos do 11 de setembro de 2001. Com o aplicativo, você aprende muito mais sobre a história do 11 de setembro e sobre os elementos arqueológicos e o design arquitetônico do Memorial e do Museu - pra mim foi fundamental para aproveitar melhor a nossa visita!

Não deixe de ver a "parede de cimento", um muro de contenção sobrevivente do World Trade Center original, a "Última Coluna", com 11m de altura, cheia de lembranças e cartazes de homenagem, e os "Degraus dos Sobreviventes", um pedaço remanescente da escadaria pela qual centenas de pessoas escaparam com vida.

Vocês vão perceber que o museu é organizado como se fosse uma retrospectiva do dia dos atentados, mostrando minuto a minuto o que ia acontecendo, através de áudios, filmagens e objetos pessoais das vítimas, encontrados em meio aos escombros.

Leve um lenço - eu saí de lá com a cara inchada nas 2 visitas. 

O museu abre das 9 às 20hs todos os dias da semana, mas a última entrada permitida é 2hs antes do fechamento. 

O ingresso está incluído no cartão de descontos CityPASS: você apresenta seu CityPASS na entrada do museu e vai direto nas placas onde está escrito CityPASS - não precisa ficar na fila de bilheteria. 

O endereço é 180 Greenwich St. O museu tem um café e uma loja. 

Veja mais aqui:



Museu do 11 de Setembro
bilheteria exclusiva para quem tem o CityPASS no 9/11 Memorial Museum

Museu do 11 de Setembro

Museu do 11 de Setembro
Museu do 11 de Setembro

4 Oculus

Era necessária também a construção de uma estação de trem e metrô, que sempre existiu ali na época do World Trade Center, para que os moradores de New Jersey possam chegar a Manhattan pelo sistema de trem PATH. 

E foi aí que veio o Oculus, inaugurado em 2016. 

Oculus é uma obra de arte no formato de um esqueleto de pássaro gigante, do arquiteto espanhol Santiago Calatrava (o mesmo que criou o Museu do Amanhã no RJ!). 

O lugar é um espetáculo, uma das atrações turísticas imperdíveis no Financial District de Manhattan.

Quando a gente entra pela porta, chega a faltar fôlego, de tão monumental que é o Oculus por dentro. Todo branquinho, dá a sensação de que o espaço foi também pensado como um memorial às vítimas que faleceram ali. 

É emocionante. 

Oculus

Oculus
Oculus
Oculus
Oculus

5 Westfield World Trade Center Shopping

Além da estação de trem Oculus, o local ainda abriga um ótimo shopping, o Westfield. 

O Westfield World Trade Center é o maior shopping da Ilha de Manhattan, imenso, com mais de 100 estabelecimentos entre lojas e restaurantes. 

A gente se perde - o lugar parece um labirinto! - e é difícil encontrar a saída! 

Um bom lugar para comer por ali é o novo Eataly, que fica na torre 4 do WTC. 

Endereço: 4 World Trade Center, 101 Liberty Street, 3º andar.

6 e 7 Estátua da Liberdade, seu novo museu e Ellis Island 🗽

Visitada por mais de 3 milhões de visitantes todos os anos, a Estátua da Liberdade, do alto dos seus 46m, é o símbolo de NYC. 

A atração abre todos os dias, e inclui, no mesmo ingresso, a entrada ao Museu da Estátua da Liberdade e ao Museu da Imigração em Ellis Island, além do lindo passeio de barco da State Cruises. 

Nós tínhamos adquirido o CityPASS e, com ele, tínhamos tudo incluído, inclusive a entrada no pedestal da torre (uns 10 andares subindo escadas!). 

Só o acesso à coroa da estátua que não é incluído no passe de descontos, e deve ser reservado com pelo menos 3 meses de antecedência. 

Já tínhamos estado várias vezes na Estátua da Liberdade, mas desta vez tínhamos um bom motivo para voltar ao famoso símbolo dos EUA: inaugurado no ano passado (2019), o Statue of Liberty Museum exibe curiosidades sobre a Estátua da Liberdade, desde a sua inauguração, em 1886, até hoje em dia. 

Telas interativas, exibições, a tocha original e uma vista espetacular de Manhattan. 

Não deixe de subir ao terraço do museu, que tem as melhores vistas!! 

Museu da Estátua da Liberdade

Museu da Estátua da Liberdade

Museu da Estátua da Liberdade

Museu da Estátua da Liberdade

Museu da Estátua da Liberdade

O passeio de barco até as 2 ilhas parte de Castle Clinton, no Battery Park, na pontinha mais ao sul de Manhattan. 

O Castle Clinton é uma fortificação de 1808, onde fica localizada a bilheteria dos barcos que levam turistas à Estátua da Liberdade. 

Foi a 1ª estação de triagem de imigrantes em Nova York, e hoje é considerado um monumento nacional. 

Castle Clinton
Castle Clinton

Primeiro o ferry vai até Liberty Island, a ilha onde fica uma das estátuas mais famosas do mundo. 

Depois, segue até outra ilha - Ellis Island - onde há um ótimo museu sobre a imigração americana.

No Museu da Imigração em Ellis Island você vai aprender sobre os mais de 12 milhões de imigrantes que entraram nos Estados Unidos por esta ilha. 

Ellis Island
Ellis Island

Ellis Island
Museu da Imigração em Ellis Island

Clique aqui para ver os horários dos barcos da State Cruises

Como já mencionei, a entrada no museu é gratuita, incluída no ingresso - mas o ferry para chegar lá custa U$ 18. O ingresso está incluído no cartão de descontos CityPASS: você apresenta seu CityPASS na bilheteria exclusiva do Castle Clinton - vá direto nas placas onde está escrito CityPASS - não precisa ficar na fila comum de compra de ingressos. 

A dica é pegar um barco antes das 13hs, para ter tempo de conhecer as 2 ilhas e seus museus com calma. A bilheteria fica aberta diariamente das 7h45min às 16h30.

Chegue ao Battery Park com antecedência, pois, depois que você apresentar seu CityPASS e pegar os bilhetes no Castle Clinton, ainda terá que entrar na fila para passar pelas checagens de segurança (o sistema de segurança para embarcar no ferry é estilo aeroporto - tem que tirar sapatos e tudo!). 

Veja mais aqui: 

8 Fearless Girl

Lower Manhattan é cheia de obras de arte ao ar livre - essa é, aliás, umas das razões pelas quais eu gosto tanto desta parte de Nova York, menos consumista que Midtown, por exemplo.

Vou mostrar várias das minhas obras favoritas em fotos aqui neste post, mas tenho 2 preferidas que, por sua história e fama, precisam de um certo destaque: a Fearless Girl e o Touro de Wall Street.

Quem já conhece essa menina valente, encarando destemidamente a Bolsa de Valores de NY?

Fearless Girl é uma escultura de bronze criada por Kristen Visbal. Ela mede 1,30m. 

A instalação original da peça ocorreu em março de 2017, em Bowling Green, no Distrito Financeiro de Manhattan. 

O objetivo inicial era representar uma menina latina que enfrentava a estátua do Touro de Wall Street, uma estátua de bronze muito maior e mais pesada (veja abaixo). 

Em dezembro de 2018, a 'Menina Destemida' foi reinstalada em seu novo local, em frente à Bolsa de Valores de Nova York, ou NYSE - New York Stock Exchange, com suas bandeiras americanas enormes. 

A estátua Fearless Girl tem a intenção de enviar uma mensagem sobre a diversidade de gênero no ambiente de trabalho, e incentivar as empresas a recrutar mulheres para seus conselhos.

Fearless Girl
Fearless Girl

Fearless Girl
Fearless Girl

Bolsa de Valores de NY
Bolsa de Valores de NY

9 Charging Bull ou Touro de Wall Street

Tenha medo quando os outros forem gananciosos e seja ganancioso quando os outros tiverem medo. 

Essa frase não é minha, é do Warren Buffett. 

Eu não entendo uma vírgula de economia ou de acumular riqueza, mas ele sabe mais do que qualquer outro, né? Pensando na terrível crise econômica que se avizinha, lembrei dessa frase, que li há poucos dias, quando fomos visitar o Touro de Wall Street, no sul da Ilha de Manhattan, em New York. 

Conhecido como Charging Bull, em inglês, ou "Touro em investida", o Touro de Wall Street é uma escultura de bronze que fica em Bowling Green, no Distrito Financeiro de Manhattan. 

Bowling Green é o mais antigo parque público de NYC, de 1733.

A escultura pesa 3,5 toneladas, mede 3,4m de altura e quase 5m de comprimento. Foi instalada em dezembro de 1989, e representa um touro em posição de ataque, simbolizando o mercado financeiro em alta - 'bull market'. 

O Touro é hoje uma atração turística de NYC, e a lenda urbana garante que esfregar a mão nas bolas dele trás sorte e dinheiro. 

Por isso, é comum ter filas imensas de turistas ali para tirar fotos com os testículos do bicho - na dúvida, nós aproveitamos que nesses tempos de pandemia não tinha quase ninguém e garantimos a nossa!

Touro de Wall Street

Touro de Wall Street
Touro de Wall Street

10 Seaport District

De frente para o East River, em Lower Manhattan, o Seaport District está totalmente renovado, praticamente irreconhecível desde a nossa última visita. 

É um lugar super charmoso, com prédios antiguinhos tombados, ruas de paralelepípedos iluminadas com luzinhas, lojas de decoração e moda, galerias de artee bares com mesinhas nas calçadas. 

A dica é ir lá no final da tarde e ver o entardecer ali por South Street Seaport, no Pier 17, tomar alguma  coisa e jantar por ali mesmo, com vista para a Ponte do Brooklyn, que vai estar se iluminando.

Seaport District

Seaport District

Ponte do Brooklyn vista do Seaport District

Seaport District
Seaport District

Outras atrações em Lower Manhattan

Além dos principais pontos turísticos de Lower Manhattan mencionados acima, tem muito mais para ver e fazer nesta região ao sul da Ilha de Manhattan. 

Vou listar abaixo apenas algumas das minhas sugestões preferidas, todas possíveis de ir caminhando de uma à outra. 

Minha dica é que você coloque no Google Maps todas as atrações que gostaria de conhecer no sul de Manhattan e faça um trajeto lógico, para não perder tempo e não gastar - tanto - a sola do sapato em Lower Manhattan. 

Lower Manhattan em Nova York
Lower Manhattan em Nova York

Lower Manhattan em Nova York
Lower Manhattan em Nova York

25 atrações em Lower Manhattan

* Battery Park (adoro esse parque, com um paisagismo maravilhoso, e um calçadão com vista para o Rio Hudson e para a Estátua da Liberdade - tem playground para os pequenos viajantes lá - é um ótimo lugar para assistir ao por do sol em Nova York)

Battery Park
Battery Park

Battery Park
Battery Park

Brookfield Place (shopping center - vá ao mercado francês Le District na 225 Liberty Street - uma mistura de delicatessen, mercado de produtos franceses, bar e restaurante)  

Eleven Tears Memorial (na Torre 3 do World Trade Center, chamada de American Express Tower, aberta ao público das 7 às 21 horas - endereço: 200 Vesey Street)

* SeaGlass Carousel (o carrossel mais psicodélico de NYC, com entrada na Water St e State St)

SeaGlass Carousel
SeaGlass Carousel

* St Paul´s Chapel (capela na 209 Broadway de 1766 - é a igreja mais antiga de Manhattan)

* Winter Garden (jardim de inverno lindíssimo, adoro este lugar)

Winter Garden
Winter Garden

Century 21 (loja de descontos no sul de Manhattan, no endereço 22 Cortland Street)

Wall Street 

* Fulton Street Subway Station (totalmente renovada depois dos atentados terroristas, com uma arquitetura moderna incrível)

Fulton Street Subway Station
Fulton Street Subway Station

Tour de helicóptero em New York com a HeliNY.com (clique no link para saber mais sobre este passeio de helicóptero que decola no sul da Ilha de Manhattan)

Brooklyn Bridge


* City Hall (Prefeitura)


Federal Hall (construído em 1700 em Wall Street, foi lá que George Washington tomou posse como 1º Presidente dos EUA - é hoje um museu)

Federal Hall
Federal Hall

* Trinity Church (no cruzamento da Wall Street com a Broadway)

Trinity Church
Trinity Church 

* North Cove e South Cove (2 marinas lindas)


* American Merchant Mariners' Memorial (memorial a um navio naufragado na 2ª Guerra Mundial)

American Merchant Mariners' Memorial
American Merchant Mariners' Memorial

* National Museum of the American Indian (museu sobre os indígenas americanos)

*  Skyscraper Museum (museu sobre a história dos arranha-céus de Manhattan)

Museum of Jewish Heritage (em Battery Place)

Museum of Jewish Heritage
Museum of Jewish Heritage 

Governors Island Ferry Terminal (estação de onde partem os barcos de U$ 2 que levam até Governors Island - é um passeio de ferry super barato, mas nunca fui lá porque a ilha só fica aberta a visitantes no verão, e não curto NYC no verão)

* Staten Island Ferry Terminal (estação de onde partem os barcos gratuitos que vão até Staten Island - uma boa opção de passeio grátis, caso você queira apenas ver a Estátua da Liberdade de perto, sem desembarcar)

Staten Island Ferry

Staten Island Ferry

Irish Hunger Memorial

* Teardrop Park (um parquinho lindo no meio da selva de pedra, com um escorregador enorme para os pequenos viajantes)

Teardrop Park
Teardrop Park

Você já esteve em New York? É apaixonado pela cidade como nós? Deixe a sua dica na nossa caixa de comentários, por favor! 

Acompanhe tudo no nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #‎PVemNYC. Já tem um monte de dicas e fotos lá das nossas viagens à Big Apple!

Mostrei muito mais dos nossos passeios em New York lá nos stories do Instagram - espia lá que está tudo salvo em várias pastas de destaques de New York!

Estátua da Liberdade
Estátua da Liberdade

Chip de celular para usar internet em NYC

Durante a nossa viagem a New York, usamos o tempo todo chips de celular da Easysim4u.

Com os chips da Easysim4u nos nossos telefones, quando pousamos no Aeroporto JFK recebemos mensagens nos celulares nos dando as "boas vindas", e já estávamos automaticamente conectados à internet, inclusive para usar o Google Maps e conseguir chegar ao hotel. 

Já usamos os chips da Easysim4u em uns 30 países, e foram raras as vezes em que não tivemos cobertura - apenas em alguns lugares bemmmm remotos, ou em países onde eles mesmos avisam que não existe conexão.

Recebemos os chips de telefone em casa, antes de sair do Brasil, colocamos eles nos nossos celulares ainda no avião, e já chegamos em New York com internet funcionando nos telefones!

Nós não vendemos esses chips através do blog - nem nenhum outro produto ou serviço, pois o pequeno viajante não visa lucro, é um blog só para compartilhar dicas de viagem mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - Easysim4u - para ver como comprar esses chips e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar.

Chip de celular para usar internet em NYC


Se quiser muito mais dicas de NYC, é só clicar neste link, onde estão nossos muitos posts de New York no blog: New York City


Vai para New York?


Clique aqui para comparar tarifas de hotéis e fazer a sua reserva!


Não esqueça de curtir a nossa fan page no Facebook e de nos seguir no Instagram para acompanhar nossas aventuras!

Assista todos os nossos mini vídeos neste link do Facebook, e os vídeos completos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:


Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: