Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Palawan, Filipinas: guia completo com roteiro, o que fazer, quanto custa e tudo mais sobre El Nido e Puerto Princesa

Veja dicas de roteiro para uma viagem às Filipinas, quanto custa, o que fazer e tudo o que precisa saber para viajar a Palawan e conhecer El Nido e a capital Puerto Princesa.
Palawan, Filipinas: guia completo com roteiro, o que fazer, quanto custa e tudo mais sobre El Nido e Puerto Princesa

Sonhando com uma viagem às Filipinas?

Veja neste post um guia completo de viagem a Palawan, nas Filipinas, com dicas de roteiro, quanto custa viajar em Palawan, o que fazer por lá, quanto tempo ficar, o que levar, melhor época para ir a El Nido, como chegar nas Filipinas, vistos, imigração, aeroportos, onde trocar dinheiro nas Filipinas, onde comer, o que comprar, como se deslocar de um lugar a outro em Palawan, chip de celular para usar a internet nas Filipinas, e muito mais!

É um guia completo com tudo o que você precisa saber para viajar à ilha mais bonita das Filipinas - Palawan - e conhecer El Nido e a capital Puerto Princesa.

Perdi as contas de quantos anos eu esperei pelo momento de conhecer as Filipinas! 

Acho que a primeira vez que ouvi falar em El Nido foi lá por 2004 - engraçado como tem uns lugares que ficam "encantados" e a gente não consegue riscar da wishlist, né?? Pois tinha finalmente chegado a nossa hora, Filipinas, uhuuull!!

As Filipinas também estavam no radar do Lipe - assim como Koh Lipe, na Tailândia, que também visitamos nesta viagem de volta ao mundo - como um dos lugares que têm o nome dele...afinal, segundo o pequeno, as ilhas "Filipinas" só poderiam ter esse nome em homenagem ao Rei Felipe, certo??

Eu não tinha certeza se a conclusão dele procedia, pois ainda não tinha pesquisado sobre a origem do nome do país, mas o certo é que as Filipinas já estavam no MEU radar há séculos. 

Quando viajamos outras vezes pelo Sudeste Asiático, nunca conseguíamos encaixar.

Quando fomos ao Japão, tentamos "conjuminar" os destinos, e acabou não dando tempo; quando fomos a Dubai no ano seguinte, cogitei esticar às Filipinas, e de novo não rolou.

Finalmente tinha chegado a hora e a vez das "ilhas do Rei Felipe" e, coincidentemente, as Filipinas chegaram na nossa vida em forma de um número muito especial: 60!

Foi o 60° país que desbravamos com nosso pequeno viajante em 9 anos de vida dele - um número para ostentar né??? Porque essa é a nossa maior herança, nossa grande riqueza, tudo o que nos importa deixarmos pro nosso pequeno grande viajante: a consciência de que o mundo é grande demais, e é dele para explorar.

Comecei a escrever este post sobre as Filipinas ainda antes de viajar para lá, durante as minhas pesquisas, porque não queria esquecer de passar para vocês nenhuma informação importante, então ele acabou ficando enorme, mas é um guia completo para quem está organizando uma viagem às Filipinas.

Vou contar tuuuuudo o que vocês precisam saber para viajar a Palawan, a ilha mais bonita das Filipinas, sua capital, Puerto Princesa, e o paraíso de beleza natural que é a região de El Nido.

Aproveite! E olha também as dicas lá no meu perfil no Instagram nas 3 pastas de destaques das Filipinas!

Leia também:


Palawan, Filipinas: guia completo com roteiro, o que fazer, quanto custa e tudo mais sobre El Nido e Puerto Princesa
Palawan, Filipinas: guia completo com roteiro, o que fazer, quanto custa e tudo mais sobre El Nido e Puerto Princesa

Como são as Filipinas

As Filipinas são um arquipélago situado no Sudeste da Ásia, com mais de 7 mil ilhas espalhadas em 3 grandes grupos: Luzon, Visayas e Mindanao.

Luzon é o arquipélago onde está situada a capital do país, a gigante Manila, da qual só conhecemos o aeroporto.

Tínhamos pouco tempo para conhecer Palawan, que era meu grande objetivo, e preferimos deixar para conhecer Manila em uma próxima viagem.

Eu gostaria de ter esticado até Coron (que está situada no grupo das ilhas Visayas, assim como Palawan) - fica a 3hs de ferry rápido de El Nido - mas, como eu disse antes, não queríamos ficar pulando de ilha em ilha e perdendo tempo nos deslocamentos, sem falar que eu acredito que seria apenas mais do mesmo: pelo que vi, as paisagens de Coron são muito parecidas com as de El Nido.

Acho que vale a pena ir até lá só se você tiver interesse na principal atividade que há por lá: os mergulhos nos navios naufragados na Segunda Guerra Mundial.

Como não poderíamos mergulhar com o Lipe (ele não tem a idade mínima necessária), não achei que valesse a pena irmos até lá.

Claro que, se tivéssemos mais tempo, eu teria colocado Coron no roteiro, assim como Cebu e Boracay (Visayas), e também os terraços de arroz em Banaue e as Chocolate Hills em Bohol.

Só não colocaria no meu roteiro o mergulho com tubarões-baleia em Luzon/Donsol/Legazpi, porque já li várias vezes, e algumas pessoas me contaram, que eles fazem um turismo super exploratório, alimentando os bichos para que eles permaneçam lá (são animais migratórios), o que está causando um baita problema/desequilíbrio ambiental.

Acho que a alegria de mergulhar com um animal lindo daqueles não compensaria meu problema de consciência rsrsrs...

Aliás, tendo mais tempo, eu certamente encontraria váriossss outros lugares para conhecer nas Filipinas!!!

Palawan, Filipinas: guia completo
o arquipélago das Filipinas se divide em 3 grandes grupos: Luzon, Visayas e Mindanao

Palawan, Filipinas: guia completo
viajando pelas 'ilhas do Rei Felipe'

bandeira das Filipinas
bandeira das Filipinas

Porque ir para as Filipinas

As Filipinas são muito diferentes do restante da Ásia - quando a gente achou que já sabia tudo sobre o Sudeste Asiático, chegamos às Filipinas e, assim como na Indonésia, encontramos um lugar bem diferente. 

Os tuk-tuks são trocados por triciclos, monges são substituídos por padres e, ao invés de pho, você come adobo. 

À primeira vista, as Filipinas não encantam - precisa procurar um pouco abaixo da superfície para encontrar os tesouros filipinos, mas, depois de explorar todo o resto do Sudeste Asiático, as Filipinas ainda nos pareciam ser aquele lugar encantado, tão mais difícil de riscar da wishlist...e valeu todo o esforço que foi chegar lá!

Quando a pessoa viaja para as Filipinas, o povo fica todo logo esperando muitas fotos de mar azul turquesa com morros verdes ao redor, que é só o que se vê nos perfis de Instagram de quem vai pra lá (e tanto eu quanto o Peg decepcionamos a torcida postando fotos de...gente)!

Pode ter certeza que tiramos muitas fotos naturebas e vocês verão 50 tons de azul por aqui também, mas esse arquipélago de ilhas cintilantes não era apenas o que vinha na minha cabeça quando eu sonhava em ir para as Filipinas!

Na minha cabeça, as Filipinas lembram rinha de galo, os sapatos da Imelda Marcos, os Jeepneys, vulcões, turismo sexual, tubarões-baleia, adobo, a cerveja San Miguel, recifes de coral, triciclos, naufrágios da Segunda Guerra Mundial, tufões, terraços de arroz, o maior país católico da Ásia, coqueirais e revoluções.

Sim, eu sei que estou denunciando idade e provavelmente estou mesmo muito mais velha do que a maioria de vocês que me leem aqui, mas podem acreditar: essas 7107 ilhas espalhadas como jóias no meio do Oceano Pacífico têm muito mais a oferecer do que mar azul e morros esverdeados.

E é esse "extra", e a sua disposição para ir além, para ser um explorador desbravando uma nova fronteira, que vão definir a sua experiência nas Filipinas. Então, aí vai a minha primeira dica de viagem para quem vai às Filipinas: além dos óculos de sol, maiô e filtro solar, leve também na bagagem muita vontade de ir além.

PS. Mais alguém aí lembra das coleções de sapatos da Imelda Marcos?

Veja mais aqui: É seguro viajar para as Filipinas? Como se comunicar por lá?

Palawan, Filipinas: guia completo

Palawan, Filipinas: guia completo

Porque Palawan? Porque não outras ilhas?

Tínhamos apenas 8 dias para passar nas Filipinas, e eu não queria ficar pulando de ilha em ilha, afinal, os deslocamentos são complicados por lá e a água do mar é a mesma em Palawan ou Cebu ou...

Como tínhamos que escolher apenas uma ilha, não tive dúvidas em escolher Palawan, mais especificamente El Nido, porque foram as fotografias que vi deste lugar que sempre me fizeram querer ir às Filipinas, em primeiro lugar.

Eu acredito que não tem lugar mais bonito.

Cebu tem cachoeiras famosas (e superlotadas), Boracay tem praias lindas (e mega turísticas), Luzon tem tubarões-baleia (e um turismo super exploratório), e Palawan tem El Nido, um ninho de lugares espetaculares.

Palawan, a ilha principal, que tem mais de 400Km de comprimento, já recebeu vários títulos de 'ilha mais linda do mundo', inclusive da revista Condé Nast Traveller, e essa fama toda é decorrente justamente das praias paradisíacas e ilhas que você explora a partir de El Nido, uma vilinha meia boca cujo único real atrativo é ser a 'porta de entrada' para o Arquipélago de Bacuit, onde formações rochosas impressionantes se erguem do mar muito azul.

Palawan, Filipinas: guia completo
no mapa acima você vê onde se situa Palawan com relação ao restante das ilhas Filipinas

Palawan, Filipinas: guia completo

Quanto tempo ficar em Palawan, nas Filipinas

Se você quiser fazer os tours mais legais, conhecer os arredores de El Nido e vivenciar um pouco mais da parte "não turística" das Filipinas em Puerto Princesa, vai precisar ficar exatamente o tempo que nós ficamos: 6 dias inteiros, e mais 2 dias (pelo menos) para as viagens de ida e volta - se você estiver saindo do Sudeste Asiático, é claro, pois, se for sair do Brasil, vai "perder" pelo menos 4 dias entre as viagens de ida e volta até as Filipinas.

No total, nossa viagem pelas Filipinas durou 7 noites/8 dias - veja nosso roteiro completo abaixo.

3 dias em El Nido foram dedicados aos principais tours (A, B e C) e um 1 dia serviu para explorar as praias próximas, assistir ao pôr do sol em Las Cabanas e relaxar.

Viajar até El Nido é cansativo: depois de toda a epopeia de voos para chegar até a Ilha de Palawan, você ainda tem um longo caminho para percorrer até El Nido - a gente chega lá cansadão! Tem que ficar pelo menos 4 dias inteiros lá para valer a pena toda a jornada da viagem! Mais adiante eu explico melhor como é a epopéia para chegar em El Nido.

Se quiser fazer uma parada no caminho entre Puerto Princesa e El Nido Town para conhecer o Rio Subterrâneo, precisa colocar mais 1 dia neste roteiro (explico sobre o Rio Subterrâneo mais abaixo).

Ah, e ainda tem a questão do tempo/clima, que nas Filipinas não é muito confiável...

É possível chegar em El Nido e pegar 3, 4 dias de chuva e viração direto. Várias pessoas comentaram comigo que aconteceu isso com elas: tiveram inclusive que antecipar voos de volta para evitar tufões!

Se você programou apenas 4 dias em El Nido, numa situação dessas, vai virar sapo e não vai ver nada, porque os barcos não saem do porto com clima assim.

A época mais indicada para evitar a estação dos tufões é de dezembro a março, mas ir na época "certa" não é garantia de pegar apenas dias de sol - então se dê tempo nas Filipinas, para não perder a viagem.

Expliquei melhor essa questão da imprevisibilidade do tempo nas Filipinas neste post:

El Nido, Filipinas: o que você precisa saber antes de ir

Palawan, Filipinas: guia completo

Vídeo da nossa viagem de volta ao mundo

 Para ver os melhores momentos desta viagem de volta ao mundo, assista este vídeo:


O Lipe também escreveu um post contando o que ele achou da nossa viagem, veja aqui: 

Roteiro em Palawan, nas Filipinas

Dia 1

Chegamos em Puerto Princesa, na Ilha de Palawan, depois de uma escala em Manila, a capital das Filipinas. Só deu tempo de sair para jantar e dar uma voltinha noturna em Puerto Princesa, para reservar uma van que nos levasse até El Nido no dia seguinte.

Dia 2

Fomos de van de Puerto Princesa até El Nido. Depois de nos acomodarmos no nosso hotel, onde ficaríamos nos dias seguintes, demos um passeio por El Nido Beach e El Nido Town. Reservamos os tours que queríamos fazer nos dias seguintes (explico melhor adiante) e fomos até as Praias Las Cabanas e Corong Corong para conhecer o assistir o por do sol.

Dia 3

Tour A - 3600 para nós 3 (1400 adultos e 800 crianças).

Dia 4

Tour C - 3500 para nós 3 (1400 adultos e 700 crianças).

Dia 5

Alugamos uma scooter e fomos às praias Las Cabanas, Corong Corong e ao Mercado Público de El Nido com a nossa motoca alugada e rodamos bastanteeee pela região.

Dia 6

Tour B - 3250 para nós 3 (1300 adultos e 650 crianças).

Dia 7

Voltamos de El Nido para Puerto Princesa e, chegando lá, fui conhecer Puerto Princesa: Old Public Market, o parque, a igreja...foi uma longa caminhada para ver a parte "não turística" das Filipinas!

Dia 8

Chegamos ao Aeroporto de Puerto Princesa às 7:30AM para embarcar no nosso voo para Kuala Lumpur, na Malásia.

Palawan, Filipinas: guia completo

Brasileiros precisam de vistos para ir às Filipinas?

Brasileiros não precisam de vistos para entrar nas Filipinas por até 59 dias, mas precisam ter a passagem de volta comprada para apresentar na imigração.

Também li que eles exigiam o certificado de vacinação contra a febre amarela na chegada às FIlipinas. Não nos pediram, mas não custa providenciar e levar, né!

Veja aqui como tirar a sua carteirinha de vacinação contra febre amarela, que é imprescindível para viajar para vários países, de Barbados à Tailândia (é grátis!): Vacina contra febre amarela.

Leia mais: Vistos para uma viagem de volta ao mundo - a nossa experiência.

Abaixo contei mais detalhes sobre como foram os procedimentos na imigração filipina em Manila.

Palawan, Filipinas: guia completo
carimbos de entrada e saída com visto das Filipinas

O que levar numa viagem a Palawan, Filipinas

Além de tudo o que você levaria numa viagem para a praia, há 2 itens que são fundamentais para levar numa viagem às Filipinas: uma mochila e uma câmera fotográfica à prova d´água!

Se você não tem, compre uma GoPro, ou não vai conseguir fotografar os lugares mais incríveis que vai conhecer.

Se você vai para El Nido, certamente fará os tours de barco pelas ilhas do Arquipélago de Bacuit, e quase que todas as praias, grutas e ilhas incríveis que você vai conhecer só são acessíveis a nado (sem falar nas maravilhas do fundo do mar) - portanto, sem uma câmera à prova d´água, não poderá fotografar nada.

Vale o investimento!

Além da GoPro, outro item super necessário numa viagem a El Nido é uma mochila à prova d´água: mesmo que a sua mochila fique todo o tempo dentro do barco, às vezes as ondas batem e molham tudo lá dentro.

Aliás, já expliquei aqui que, para chegar nos barcos, você tem que entrar na água em El Nido Beach e ir andando até o barco com água até o peito - só aí você já molha tudo o que levou pro passeio.

A dica é não levar nada de roupas. Coloque só o que for imprescindível numa ocean pack - mochilas impermeáveis também chamadas de dry bags - que eles vendem por 250 pesos em tudo que é esquina de El Nido Town.

No primeiro dia de tour de barco, inocentes, levamos canga, toalhas, roupas, etc - depois de 10min no barco, estava tudo enxarcado, só incomodando - nossa mochila voltou ensopada do tour, com tudo lá dentro molhado.

Leia mais: El Nido, Filipinas: o que você precisa saber antes de ir (e as fotos do Instagram não mostram)

Desapeque e leve nos passeios só óculos de sol, 500 pesos em trocados (para pagar o aluguel do caiaque não incluído durante o passeio e as bebidas e cervejas), muito protetor solar, sapatilhas de mergulho ou Crocs e uma máquina fotográfica à prova d'água com bastante memória (nossas fotos foram tiradas com a GoPro 7).

Esse item (mochila impermeável) você pode deixar para comprar em El Nido Town - como mencionei, eles vendem estas ocean packs/dry bags lá em todas as esquinas, e elas são perfeitas para estes passeios:

Palawan, Filipinas: guia completo
mochilas à prova d´água à venda em todas as esquinas em El Nido

Deixando bagagem desnecessária em Kuala Lumpur

Compramos apenas 20Kg de franquia de bagagem despachada para viajar para as Filipinas com a Air Asia, ou seja, apenas uma mala.

Como tínhamos várias roupas de inverno que não queríamos levar para a praia, precisávamos encontrar um local para deixar essa mala depositada em Kuala Lumpur.

Contarei o que fizemos com a nossa "mala de inverno" e sobre o hotel onde nos hospedamos no Aeroporto de Kuala Lumpur num futuro post sobre a Malásia: Tune Hotel KLIA2 Airport Transit Hotel.

Palawan, Filipinas: guia completo
leve pouca bagagem para as Filipinas - você precisará de pouco mais que uma sunga!

Como chegar às Filipinas e à Ilha de Palawan

Provavelmente existem maneiras mais fáceis e rápidas de chegar às Filipinas, mas provavelmente nenhuma forma é mais barata do que pegar um voo da Air Asia.

Aqui eu escrevi um pouco mais sobre como é voar com a companhia aérea low cost Air Asia.

Também contei sobre a compra das nossas passagens aqui: Como comprar passagens aéreas para uma viagem de volta ao mundo.

Palawan, Filipinas: guia completo
desconheço jeito mais barato de chegar às Filipinas do que num voo da Air Asia
Palawan, Filipinas: guia completo
a Air Asia é a companhia aérea low cost que nós mais usamos nas nossas viagens pela Ásia
O problema é que não tinha voo de Langkawi (Malásia) direto para lá - precisávamos primeiro ir até Kuala Lumpur. E também não existem voos Air Asia da Malásia direto para Puerto Princesa (capital da ilha de Palawan) - é necessário voar primeiro para Manila, a capital filipina.

E, por último, não existem voos baratos direto para El Nido - é necessário primeiro voar da capital nacional Manila para a capital da ilha de Palawan, Porto Princesa, para depois pegar uma van ou ônibus - que leva umas 6 ou 7hs por estradinhas sinuosas - de Puerto Princesa até El Nido Town, nosso destino tão sonhado.

O aeroporto principal da ilha de Palawan fica em Puerto Princesa, e de lá serão mais 7hs chacoalhando numa van apertadinha até El Nido Town.

Existem sim aeronaves pequenas, daquelas de 40 passageiros, que voam de Manila direto para El Nido, mas o preço das passagens aéreas é absurdo se comparar com o preço que pagamos no voo Air Asia para Puerto Princesa + passagens de van até El Nido.

Se você tem essa grana sobrando para gastar, vale a pena procurar esses voos diretos para o pequeno aeroporto de El Nido, pois você ganha tempo e conforto.

Outro detalhe importante: várias pessoas me relataram que tiveram muita dificuldade para comprar bagagem despachada online nestes voos. Ao que parece, só se pode viajar com bagagem de mão. Parece que só nas agências de viagem nas Filipinas é que as pessoas conseguem comprar bagagem extra, online não aparece essa opção - mas realmente não sei se essas informações procedem, já que nem tentei comprar esses voos porque os preços eram caríssimos.

Ou seja, se você não vai bancar um resort exclusivíssimo que te leva até lá num voo fretado carérrimo, o único jeito "barato" de chegar a El Nido inclui inevitavelmente perrengue aéreo + rodoviário para chegar lá - aborva essa informação desde logo, que assim tudo ficará mais fácil 😉

Palawan, Filipinas: guia completo
voando Air Asia para as Filipinas
Então, na segunda-feira, 7 de janeiro de 2019, fomos as 6:30hs da manhã para o aeroporto de Kuala Lumpur, e finalmente chegamos em Puerto Princesa às 19hs.

Vou contar tudo sobre o hotel onde nos hospedamos no Aeroporto de Kuala Lumpur num futuro post sobre a Malásia: Tune Hotel KLIA2 Airport Transit Hotel.

Nossos voos Air Asia de Kuala Lumpur, na Malásia, para Puerto Princesa, na ilha de Palawan, Filipinas, ficaram assim:

KUL Kuala Lumpur 8:25AM MNL Manila 12:15PM
Trânsito em Manila: 5h25min
MNL Manila 5:40PM PPS Puerto Princesa - Palawan 7PM

E os voos de volta das Filipinas para a Malásia eram assim:

PPS Puerto Princesa - Palawan 9:25AM MNL Manila 10:50AM
Trânsito em Manila: 6hs
MNL Manila 4:50PM KUL Kuala Lumpur 8:50PM

O fuso horário das Filipinas é de 11hs a mais em relação ao Brasil. GMT +8hs.

O preço total das 3 passagens aéreas, com bagagem de 20 Kg despachada, para 2 adultos e 1 criança, nos voos Kuala Lumpur - Manila, Manila - Puerto Princesa, Puerto Princesa - Manila e Manila - Kuala Lumpur (Air Asia) foi de R$ 2.842,18.

Palawan, Filipinas: guia completo
avião próximo demais de nós a caminho das Filipinas kkkk...

Palawan, Filipinas: guia completo
sobrevoando Manila, capital das Filipinas

Tudo o que você precisa saber para enfrentar uma conexão de voos em Manila, nas Filipinas

Imigração em Manila

Já comentei aqui que ouvi histórias de terror sobre a imigração filipina - eles catam traficantes como deveríamos catar no Brasil (e depois matam eles) - mas a nossa chegada e imigração foram super tranquilas.

Não pediram nem certificado de vacinação para febre amarela - mas sempre recomendo levar, pois nunca se sabe quando você vai encontrar pela frente um oficial de imigração que resolva encrencar com isso. 


O oficial da imigração só perguntou quantos dias ficaríamos e nos deu visto de 2 meses - o visto é um carimbo no passaporte concedido gratuitamente no desembarque.

Mostrei a ele nossa passagem de volta para a Malásia e foi vapt-vupt.

Palawan, Filipinas: guia completo
cartão de desembarque da imigração filipina

Pegando a mala na esteira em Manila

Quando despachamos a mala de 20Kg com a Air Asia em Kuala Lumpur, ela foi etiquetada direto até o nosso destino final, Puerto Princesa, e a moça do check-in/bag drop nos garantiu que não precisávamos recolher a mala na esteira em Manila - confirmou com todas as letras que a mala iria direto para Puerto Princesa.

Só que...nós já vimos de tudo nesse mundo afora, e nos tornamos MEGA precavidos - talvez por isso nunca tenhamos tido problemas com malas extraviadas na vida toc-toc-toc.

Como passamos pelas esteiras após a imigração, decidimos re-re-confirmar a informação sobre a mala ir direto para PPS e...nossa mala apareceu na esteira na nossa frente enquanto falávamos com o atendente!!

Ou seja, se tivéssemos simplesmente confiado na informação que nos deram no embarque em KL, nossa mala muito provavelmente teria ficado bela e fascinante rodando na esteira de Manila perdida! E nós teríamos um problemão para seguir para El Nido sem mala no dia seguinte!

Fica a dica: provavelmente todas as malas vindas de voos internacionais para as Filipinas devem ser recolhidas nas esteiras em Manila e re-despachadas para voos domésticos nas Filipinas! Não deixe de procurar sua mala nas esteiras!!

Já no voo de volta para Kuala Lumpur foi diferente: despachamos a mala em PP e em Manila procuramos na esteira mas ela não apareceu - foi realmente enviada direto para KL, na Malásia.

Palawan, Filipinas: guia completo
lembre-se que você está indo para a praia, e não é necessário levar mais do que uns shorts, camisetas, sungas e maiôs!
Terminal internacional do Aeroporto de Manila

O terminal 3 do Ninoy Aquino International Airport (NAIA), onde chegam todos os voos internacionais da Air Asia em Manila, capital das Filipinas, é excelente, super moderno e organizado, com várias lojas e opções de restaurantes.

Lembramos que precisávamos almoçar, pois tínhamos uma conexão de mais de 5hs pela frente, e fomos trocar dinheiro.

Lembre que nos voos da Air Asia, sejam eles de 1h ou 5hs, eles não dão nem um copo d'água para a torcida.


Já li coisas terríveis sobre o Aeroporto Internacional de Manila, e inclusive que ele já foi eleito o "pior do mundo", mas acredito que isso era antigamente, ou então que as pessoas estão se referindo ao terminal de voos domésticos (bem ruim mesmo), porque este terminal 3 internacional do Aeroporto de Manila onde nós estivemos é muito bom.

Palawan, Filipinas: guia completo
como dizer que o Aeroporto de Manila é o 'pior do mundo'? não dá, né!

Trocando dinheiro nas Filipinas

A moeda oficial do país é o peso filipino (PHP).

Nós levamos dólares e fomos trocando por pesos filipinos aos poucos.

No Aeroporto de Manila, por incrível que pareça, foi a melhor cotação que encontramos na viagem, o que não é normal! Troque $$ no terminal internacional, pois no doméstico não tem onde trocar.

Trocamos U$ 200 no Aeroporto de Manila e a cotação foi de 52,32 pesos filipinos (PHP) por U$ 1.

Em uma casa de câmbio em PP, trocamos U$ 1 = 52 pesos e, em El Nido, trocamos por 51,50.

Em resumo:

U$ 1 = 52 pesos filipinos

Ah, e prepare-se para fazer a maioria dos pagamentos em dinheiro - embora alguns estabelecimentos aceitem cartões de crédito e débito, essa não é a regra para a maioria. Tenha sempre cash com você! 

Palawan, Filipinas: guia completo
câmbio no saguão do terminal internacional do Aeroporto de Manila

Palawan, Filipinas: guia completo
casa de câmbio em El Nido, com as cotações do dólar e do euro

Indo de um terminal ao outro no Aeroporto de Manila

Como chegamos - vindos da Malásia - no terminal 3 internacional do Aeroporto de Manila (Ninoy Aquino International Airport), e nosso voo seguinte partia do terminal 4 (o terminal de onde partem os voos domésticos), tínhamos que dar jeito de chegar lá.

Pergunta aqui, pergunta ali, descobrimos que teríamos que pegar um ônibus do aeroporto que nos levaria de um terminal a outro, e lá fomos nós.

Só que, o que não contávamos, era que um terminal fosse tão distante do outro (pelo menos uns 10min de busão), e que tivéssemos que pagar por esse transporte!

O problema não é o tempo, que tínhamos de sobra numa conexão de mais de 5hs, nem o fato de pagar, pois as passagens custavam apenas 20 pesos filipinos por pessoa, super baratinhas - pouco mais de U$ 1 para nós 3.

O que nos causou estranheza foi o simples fato de ter que pagar por um transporte entre terminais  - nunca vi isso em nenhum aeroporto do mundo - vocês já viram?

Fiquei pensando que vergonha teríamos passado dentro do bus lotado se não tivéssemos lembrado de trocar dinheiro ainda no terminal 3 e não tivéssemos um peso para pagar o tal ônibus.

Quando voltamos para Manila, no final da nossa viagem, ficamos um tempão esperando o tal ônibus (quase 1h) e ele não apareceu nunca.

Resolvemos ver quanto custava chamar um Grab (o Uber local) e a corrida de um terminal para o outro era apenas 75 pesos! De ônibus pagaríamos 60 para nós 3 e de táxi apenas 75! É muito barato!

Vale a dica: sempre verifique se a corrida de Grab (com ar condicionado) não compensa mais do que o perrengue de esperar busão. Ah, e se você for viajar para a Ásia, já baixe o aplicativo do Grab antes de sair de casa!

bilhetes de ônibus para ir de um terminal ao outro no Aeroporto de Manila

táxi no Aeroporto de Manila

Terminal doméstico do Aeroporto de Manila

O terminal doméstico do Aeroporto de Manila é fraquíssimo, coisa bem de 4º mundo, absolutamente NADA a ver com o terminal internacional - mas já estive em aeroportos bem piores, não diria que esse terminal é o "pior do mundo" de jeito nenhum!

Se não tivéssemos trocado $$ no terminal internacional, teríamos nos ralado, pois no doméstico não tinha casa de câmbio onde trocar.

Embora o terminal seja limpo, depois que você despacha a mala (lá o procedimento não é automatizado), é encaminhado para um único salão grande lotado de passageiros esperando seus voos.

Esse salão tem banheiros limpos, tem ar condicionado, tem tomadas para carregar celular (embora não em número suficiente) e tem onde comprar comida, mas não tem uma única mesinha para sentar e comer.

Achamos um pouco melhor que o Aeroporto de Luanda em Angola, ou que o Aeroporto de Kathmandu, mas o padrão é esse.

Não que eu tenha nada contra lugares simples assim - o que intriga é a diferença absurda entre os terminais internacional e doméstico. Imagino que o terminal internacional que conhecemos tenha sido inaugurado mais recentemente.

O lado bom é que os preços ali no terminal doméstico são bem bons: uma fatia de pizza custa 65 pesos, um donut custa 27 pesos e uma lata de Coca Zero custa 55 pesos.

Terminal doméstico do Aeroporto de Manila
Terminal doméstico do Aeroporto de Manila

Terminal doméstico do Aeroporto de Manila

Terminal doméstico do Aeroporto de Manila

Terminal doméstico do Aeroporto de Manila

Terminal doméstico do Aeroporto de Manila
sala de embarque única do terminal doméstico do Aeroporto de Manila

Aeroporto de Puerto Princesa em Palawan

Puerto Princesa é a capital da Ilha de Palawan, e é lá que fica o principal aeroporto da ilha, conhecido pela sigla PPS.

Depois de toda a odisséia para chegar lá, finalmente aterrisamos no Aeroporto de Puerto Princesa às 19hs.

Já era noite e a única chateação que tivemos que enfrentar foi a barganha pelo preço da corrida do aeroporto até o hotel com os motoristas de triciclos. 

Eles têm tipo um 'cartel' no aeroporto, e ficam em cima pros 'colegas' não fazerem desconto pros turistas, sabe como é?

Depois de muita discussão - eles começaram pedindo 300 pesos pela corrida - acabamos pagando 150 pesos filipinos do aeroporto para o hotel em Puerto Princesa. Tanto esse não é o valor justo por esta corrida que, na volta do hotel para o aeroporto, pegamos um triciclo na rua principal de Puerto Princesa e pagamos apenas 80 pesos pela mesma corrida.

Nós sabíamos que estávamos sendo extorquidos, e odiamos quando isso acontece, mas, às 20hs, mortos de cansaço, depois de viajar o dia inteiro, desde a madrugada, e sem outras opções à vista, não valia a pena ficar barganhando por menos de U$ 2 😝

Mas não esqueça de barganhar sempre nas Filipinas (e no Sudeste Asiático em geral), pois, às vezes, eles podem chegar a cobrar 5x mais caro do que o preço real de uma corrida dos turistas bocabertas. Quanto mais cara de europeu você tem, mais eles enfiam a faca!

Palawan, Filipinas: guia completo
sobrevoando Puerto Princesa, capital da Ilha de Palawan

o Aeroporto de Puerto Princesa é bem pequeno e simples

Palawan, Filipinas: guia completo
estacionamento exclusivo de triciclos no Aeroporto de Puerto Princesa

Onde ficar em Puerto Princesa, Palawan

Em Puerto Princesa, capital da Ilha de Palawan, ficamos 2 noites na Pousada Amor's Place.

Reservamos uma noite para ficar lá na nossa chegada às Filipinas e, como gostamos, reservamos mais uma noite para ficarmos lá na véspera de irmos embora.

Escrevi um post completo com todas as dicas sobre essa pousada e várias outras em Puerto Princesa e El Nido, dá uma espiada aqui: Palawan, Filipinas: onde ficar em El Nido e Puerto Princesa.

Onde ficar em Puerto Princesa
Pousada Amor's Place em Puerto Princesa, Palawan, Filipinas

Onde comer em Puerto Princesa, Palawan

Na nossa primeira noite nas Filipinas, comemos no Restaurante Balinsasayaw, na Rizal Avenue (rua principal de Puerto Princesa), por 750 pesos. 

É um restaurante de comida típica filipina, e estava bem boa a comida. Fica localizado a 450m da nossa Pousada Amor's Place.

Ali pertinho também tem McDonald's. Aliás, baratíssimo, nunca vi Mc mais barato do que nas Filipinas: 3 Big Macs completos por 12 dólares; e com cardápio super diferente, pratos com massas, carnes e arroz - já viu isso?

O Big Mac lá também não é a refeição número 1 e eles não dão canudinho no refrigerante, porque esses plásticos descartáveis são proibidos em Palawan.

Também vi, em Puerto Princesa, pertinho da nossa pousada, vários outros restaurantes de redes conhecidas, como Dunkin' Donuts, Shakey's, Jollibee, Chowking, etc. 

Onde comer em Puerto Princesa
restaurantes de redes em Puerto Princesa, nas Filipinas

Onde comer em Puerto Princesa
Onde comer em Puerto Princesa

Onde comer em Puerto Princesa

Onde comer em Puerto Princesa

Onde comer em Puerto Princesa
cardápio do Restaurante Balinsasayaw em Puerto Princesa

Palawan, Filipinas: guia completo
nossa primeira refeição nas Filipinas foi no Restaurante Balinsasayaw, em Puerto Princesa

O que comer e beber nas Filipinas

O mais comum por lá são os restaurantes tipo turo-turo, onde as comidas ficam à mostra em vitrines de vidro e você aponta o que quer comer e eles te servem as porções.

As principais influências da culinária filipina são chinesas e espanholas, e os pratos mais comuns são:
  • adobo (carne com molho picante), 
  • arroz caldo (sopa de arroz com galinha), 
  • lechon (porco assad), 
  • lumpia (rolinhos primavera) e 
  • kare-kare (carne com molho de coco). 
A cerveja nacional é a San Miguel

A própria San Miguel tem uma outra cerveja chamada Red Horse, que é bem mais forte. 

Os preços variam de acordo com o lugar onde você pede a sua cerveja: na praia e nos tours de barco era 80 pesos, nos restaurantes 60 pesos e nos mercadinhos comprávamos por 50 pesos.

Eles também produzem um rum chamado Tanduay que vale a pena experimentar com coca-cola!

Os preços das refeições também variam bastante de lugar para lugar mas, em média, os jantares em restaurante para nós 3, com cerveja, custavam em torno de 1000 pesos, pouco menos de U$ 20. 

O que comer e beber nas Filipinas
a cerveja nacional nas Filipinas é a San Miguel

O que comer e beber nas Filipinas

O que comer e beber nas Filipinas

O que comer e beber nas Filipinas

comida nas Filipinas
por sorte, os filipinos comem bastante arroz como acompanhamento, como nós brasileiros -
se o seu pequeno viajante não curtir a carne, sempre dá para encher a barriga com arroz

comida nas Filipinas
para quem gosta de frutos do mar, as Filipinas são um paraíso gastronômico

comida nas Filipinas
comida nas Filipinas

comida nas Filipinas

comida nas Filipinas
almoços a bordo nos passeios de barco em El Nido

comida nas Filipinas

comida nas Filipinas
comida nas Filipinas

comida nas Filipinas
frutas secas nas Filipinas
Quando for escolher a sua comida nas Filipinas, lembre que, muitas vezes, nos mercados, as carnes ficam expostas à venda sem qualquer refrigeração, então tente escolher os pratos que tiverem menos chance de lhe render problemas estomacais...

Sei que 90% dos turistas nem cogita de visitar os mercados públicos que eu amo visitar, e a maioria simplesmente não vê nada disso e, como dizem, "o que os olhos não veem, o estômago não sente", então sinto muito ser eu a portadora das más notícias, mas vou colocar aqui umas fotinhos de um pouco do que vimos por lá, para depois ninguém poder alegar que eu não avisei...

comida nas Filipinas
vai um porco assado aí?

comida nas Filipinas
carnes à venda nos mercados públicos das Filipinas sem nenhuma refrigeração

O que fazer em Puerto Princesa

Puerto Princesa é uma cidade sem grandes atrativos turísticos - o que, por outro lado, me deu a chance de conhecer um pouco do lado 'não turísitco' de Palawan e das Filipinas. 

Saí da Pousada Amor's Place, que é bem central, caminhando meio sem rumo pela Rizal Avenue, a avenida central da capital. 

O que eu queria era justamente ver como é o dia a dia de uma cidade filipina. Foi interessantíssimo. 

Fui ao Museu de Palawan, vi a sede do governo provincial, estive no Antigo Mercado Público (bemmmm coisa de 4º mundo, dos piores que já vi no Sudeste Asiático), fui até o parque (Puerto Princesa City Baywalk Park) e à Catedral Imaculada Conceição (eles são muito católicos nas FIlipinas). 

O Puerto Princesa City Baywalk Park é um parque à beira mar cheio de restaurantes de frutos do mar - nada lá é muito bonito ou charmoso - o interessante é a oportunidade de observar o cotidiano deles, a vida local nas Filipinas, num local sem turistas. 

Era final de semana, e todos esses lugares estavam cheios de gente, assim como as banquinhas de comida na rua e os muitos salões de beleza! 

Fiquei impressionada com a quantidade de salões de beleza, oferecendo serviços de manicure, massagem, até celophane pro cabelo!

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
mapa de Puerto Princesa

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
Rizal Avenue, a rua central de Puerto Princesa

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
sede do governo de Palawan

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
Museu de Palawan em Puerto Princesa

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
O que fazer em Puerto Princesa Filipinas

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
restaurantes no Puerto Princesa City Baywalk Park

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas

O que fazer em Puerto Princesa FilipinasO que fazer em Puerto Princesa Filipinas

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
o Antigo Mercado Público de Puerto Princesa é bemmm antigo e precário - higiene passa longe

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
Antigo Mercado Público de Puerto Princesa, dos piores que já vi no Sudeste Asiático, escuro e sujo - vale conhecer para quem realmente gosta de ver como são as coisas 'de verdade'

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas

O que fazer em Puerto Princesa Filipinas
Antigo Mercado Público em Puerto Princesa

Triciclos nas Filipinas

O triciclo é o riquixá filipino. Eles têm uma cobertura, e parecem um 'sidecar' acoplado numa moto, ou uma moto com uma estrutura ao redor, que carrega até 4 passageiros e mais malas!

A melhor forma de se movimentar em Puerto Princesa é de triciclo.

Como expliquei acima, do aeroporto para o hotel em PP pagamos 150 pesos filipinos, mas, se barganhar, é possível conseguir por menos, porque na volta do hotel para o aeroporto pagamos apenas 80.

Não esqueça de barganhar, pois às vezes eles podem chegar a cobrar 5x mais caro do que o preço real de uma corrida de turistas bocabertas.

Para voltinhas no centro de Puerto Princesa custa 10 pesos por pessoa, então pagávamos 30 pesos por cada trecho.

Em El Nido, você pode alugar uma scooter (é a melhor opção, escreverei mais sobre isso adiante) ou andar de triciclo também. 

A corrida da parada das vans até os hotéis do centrinho custa 50 pesos e o triciclo até a praia Las Cabanas custa 150 pesos cada trecho (300 pesos ida e volta).

O litro de gasolina custa 46 pesos filipinos.

Triciclos Filipinas
o triciclo é a melhor forma de circular nas cidades nas Filipinas

Triciclos Filipinas

Triciclos Filipinas

Triciclos Filipinas

Triciclos Filipinas
os triciclos são 'customizados' nas Filipinas, e cada um tem a cara do seu dono

Triciclos Filipinas

Jeepneys nas Filipinas

Os primeiros Jeepneys filipinos eram Jeeps do exército deixados para trás pelos americanos depois da 2ª Guerra Mundial.

Eles começaram a ser modificados e 'customizados' pelos filipinos com pinturas coloridas da Virgem Maria, muitas luzes e neons - como se fossem museus ambulantes que representam a vida do seu proprietário.

Atualmente são construídos de alumínio e aço, mas se mantêm fiéis ao design original.

Os Jeepneys são o meio de transporte urbano mais comum dos filipinos na maioria das cidades, e complementam os serviços de ônibus.

Jeepneys nas Filipinas
Jeepney altamente customizado nas Filipinas

Jeepneys nas Filipinas

Jeepneys nas Filipinas
Jeepneys nas Filipinas

Jeepneys nas Filipinas

Jeepneys nas Filipinas
os Jeepneys nas Filipinas vão lotados por dentro e por cima kkkkk...

Como ir de Puerto Princesa para El Nido Town

Chegar em El Nido não é muito fácil  - vou repetir isso várias vezes por aqui, para não deixar dúvidas!

Dá para ir de ônibus ou van. 

Pelo que li, os ônibus são um pouco mais confortáveis e as vans são um pouco mais rápidas. Mas, se conseguir garantir o assento da frente da van (atrás do motorista), o conforto é o mesmo do bus. 

Nós reservamos os 3 assentos de trás do motorista tanto na ida quanto na volta e deu tudo certo - frise com todas as letras que você só quer as passagens se tiver garantidos os assentos da "primeira fila".

As empresas de ônibus são Cherry e Roro, se você der um Google nelas vai encontrar mais informações.

Palawan, Filipinas: guia completo
ônibus da empresa de ônibus Cherry, a mais conhecida em Palawan, nas Filipinas
Quando chegamos em Puerto Princesa, pegamos um triciclo do aeroporto pro hotel e o motorista já começou a tentar nos vender tours e tal (aliás, nas Filipinas, todo mundo tenta vender algo o tempo todo). 

No meio do caminho para o hotel, ele parou na agência do "irmão" e, depois de termos a garantia deles de que reservariam para nós os 3 assentos da frente da van, já reservamos com eles nossas passagens de van para El Nido. 

Pagamos 600 pesos por adulto e 500 pelo Felipe (total 1700 pesos) pelo trajeto de van de Puerto Princesa a El Nido Town. 

Na volta de El Nido para PP, pagamos 500 por pessoa (total 1500 pesos) para voltar numa van da empresa Eulen Joy.

Na viagem de ida para El Nido de van, é óbvio, tinha um chato vendendo de tours em El Nido a bijouterias e perfumes. 

Fomos os primeiros a ser pegos na pousada as 9hs, o que, por um lado, foi bom para garantir nossos assentos na frente da van, mas ficamos 1h rodando pela cidade para buscar os outros passageiros nos seus respectivos hotéis. 

Saímos de PP depois das 10hs e chegamos em El Nido Town as 15h30min, antes do prometido!

As estradas não são ruins - são todas asfaltadas - mas a viagem é tão demorada porque tem muitas curvas, como uma estrada de serra.

O cenário é muito bonito - não existem cidades grandes no caminho - apenas povoados e muito verde, árvores, coqueiros e palmeiras e, por vezes, a gente vai costeando o mar azul turquesa.

A parada para almoço e banheiro foi em Roxas, e achamos a comida bem ruim. 

Palawan, Filipinas: guia completoPalawan, Filipinas: guia completo

Eu não sou fresca e só consegui comer arroz, era tudo frio e com aspecto 😝

O camarão do Peg estava melhorzinho. Nosso almoço custou 600 pesos (U$ 12). 

Por sorte, tinha castanhas para vender, e compramos um saco grande por 200 pesos (U$ 4). Se você é chato para comer, leve um lanche para a viagem.

Para usar o banheiro no restaurante eles cobram 5 pesos (tenha 'cash' em mãos).

Na viagem de volta para Puerto Princesa na van, teve paradinha rápida para banheiro em Taytay e parada para almoço em Roxas num restaurante diferente, mas tão ruinzinho quanto o da ida. 

Mas, na volta, já estávamos preparados (comprei belisquetes na padaria em El Nido para a viagem), e compramos só batatas-fritas por 100 pesos pro Felipe e sorvetes Nestlé por 100 pesos cada um para nós.

Na volta, saímos de El Nido as 11h30min, embora o horário marcado fosse 10h30min - mas eles estavam esperando mais passageiros para encher a van, até que eu fui reclamar do atraso e aí saíram rapidinho - eles detestam reclamações. 

Contei mais sobre os filipinos e como eles odeiam barraco aqui: É seguro viajar para as Filipinas? Como se comunicar por lá?

Chegamos em Puerto Princesa as 16hs - ou seja, o motorista foi voando, mesmo com várias paradas para embarcar e desembarcar passageiros no caminho (o que não teve na viagem de ida).

Palawan, Filipinas: guia completo
van que nos levou de volta de El Nido para Puerto Princesa, em Palawan, Filipinas

Rio Subterrâneo: por que decidimos não ir

Inicialmente tínhamos intenção de parar no Rio Subterrâneo, um parque nacional que é Patrimônio da Humanidade e uma das 7 maravilhas do mundo natural, no caminho entre Puerto Princesa e El Nido. Aí, descobri que ele não ficava exatamente no caminho - seria necessário fazer um bom desvio para ir até lá, e com isso perderíamos um dia em El Nido.

O único jeito de parar no Rio Subterrâneo a caminho de El Nido num único dia é fretando um transporte privado que nos leve até lá - não existem transportes públicos (van ou ônibus) que façam a rota PP - Rio Subterrâneo - El Nido. E fretar um transporte privado ficava bem caro, afinal, é uma viagem super longa, além de cansativo.

Além disso, quando li mais sobre o Rio Subterrâneo, o lugar não me atraiu tanto assim - me pareceu bem similar ao Rio Secreto da Riviera Maya, no México, e menos divertido.

Além disso, já visitamos muitas cavernas mundo afora, da Eslovênia à Nova Zelândia, e o meu povo aqui não é muito fã de morcegos hehehe...então, por isso, resolvemos passar reto pelo Rio Subterrâneo.

Mas...se você nunca esteve numa caverna inundada, ou se tiver mais de 8 dias para o seu roteiro em Palawan, acho que a experiência deve valer muito a pena - afinal, o lugar é considerado um Patrimônio da Humanidade pela UNESCO!

Palawan, Filipinas: guia completo
meu povo aqui em casa até curte cavernas, mas detestam morcegos kkkk...

Onde ficar em El Nido, Palawan

Em El Nido Town, ficamos na Pousada Amakan - Bed | Bunk | Breakfast por 5 noites, e achamos que dá bem para recomendar. 

Escrevi um post completo com todas as dicas sobre essa pousada e várias outras em El Nido e Puerto Princesa, dá uma espiada aqui: Palawan, Filipinas: onde ficar em El Nido e Puerto Princesa.

Palawan, Filipinas: guia completo
Pousada Amakan em El Nido, Palawan

Quanto custa viajar em Palawan, Filipinas

De um modo geral, viajar pelas Filipinas é bem barato. 

Ao longo deste post (e dos outros que já publiquei aqui no blog), coloquei os preços de tudo o que eu lembro, todos os gastos que tivemos nesta viagem, mas aqui vou listar mais alguns.

Claro que chegar lá pode custar bem caro em passagens aéreas, mas, se você já está no Sudeste Asiático e pega voos da low cost Air Asia até Puerto Princesa, a economia é grande. 

Como expliquei acima, o preço total das 3 passagens aéreas, com bagagem de 20 Kg despachada, para 2 adultos e 1 criança, nos voos Kuala Lumpur - Manila, Manila - Puerto Princesa, Puerto Princesa - Manila e Manila - Kuala Lumpur (Air Asia) foi de R$ 2.842,18.

Com relação às pousadas, contei em detalhes quanto gastamos aqui: Palawan, Filipinas: onde ficar em El Nido e Puerto Princesa.

pesos filipinos
pesos filipinos
Veja abaixo os preços de outras coisas em Puerto Princesa e El Nido:

Fatia de pizza no aeroporto - 65
Donut no aeroporto - 27
Refrigerante lata no aeroporto - 55
Triciclo do hotel para o aeroporto em Puerto Princesa - 80
Triciclo no centro de Puerto Princesa - 10 pesos por pessoa (pagávamos 30 pesos por cada trecho)
Triciclo da parada das vans até o hotel em El Nido - 50
Triciclo até a praia Las Cabanas - 150 cada trecho (300 pesos ida e volta)
Cerveja na praia Las Cabanas - 80
Cerveja no restaurante do hotel - 60
Cerveja nos mercadinhos - 50
Jantar no hotel restaurante Lanai - 1000
Jantar no restaurante Jane Resto Bar em El Nido Beach - 1000
Jantar no Holy Smoke - 940
Jantar na Trattoria Altrove - 1000
Almoço no The Beach Shack na praia Las Cabanas - 1300
Lanche na praia Las Cabanas - 900
Tour A - 3600 para nós 3 (1400 adultos e 800 crianças)
Tour B - 3250 para nós 3 (1300 adultos e 650 crianças)
Tour C - 3500 para nós 3 (1400 adultos e 700 crianças)
Taxa de desenvolvimento do turismo ecológico - 100 (crianças) e 200 (adultos)
Aluguel de caiaque no tour A - 250
Cerveja nos tours - entre 80 e 100
Refrigerante lata nos tours - 60
Dry bag (ocean pack - mochila impermeável) - 250
Ímã de geladeira - 35
Camiseta de El Nido - 170
Bolsa de pano - 350
Picolés artesanais - 100
Sorvete Corneto nos tours - 100
Sorvete Corneto nos mercadinhos - 30
Chocolate local Chocomucho - 10
Litro de gasolina - 46
Aluguel de scooter 1 dia - 500
Passagens de van El Nido - Puerto Princesa - 500
Lavanderia (quilo de roupa lavada) - 100

Para que você tenha uma referência, a cotação do dólar americano pro peso filipino, quando estivemos lá, era de U$ 1 = 52 pesos filipinos.

mercadinho típico nas Filipinas

O que fazer em El Nido, Palawan

Como já expliquei em outro post, El Nido Town é um povoadinho sem charme nenhum, com uma praia de água mexida - El Nido Beach - onde fica o porto dos barcos de passeios, que não apetece o banho.

A única praia linda mais próxima é Marimegmeg, mais conhecida pelo nome do resort Las Cabanas que fica localizado lá - e, apesar de muito linda, não é uma praia que valha a pena atravessar meio mundo para conhecer. O triciclo ida e volta até lá custa 300 pesos.

A outra praia, Nacpan, fica a 45min de distância de El Nido de triciclo!! 'Mó' função ir lá, como diria o Lipe!

Há também uma praia chamada Corong Corong que fica pertinho de El Nido Town, mas é só para caminhar e ver por do sol - não dá para tomar banho.

Embora a região de El Nido concentre algumas das ilhas e praias mais lindas do planeta, o vilarejo em si é bem feinho.

Mas, apesar da falta de charme, eles têm tudo o que o turista independente precisa para sobreviver: lavanderias (o quilo de roupa lavada custa 100 pesos), dezenas de agências de viagens vendendo tours, aluguel de motocas e de snorkel, money exchange, wifi, mini mercadinhos, padarias, farmácias, bares e restaurantes servindo cerveja San Miguel gelada.

A verdade é que todo mundo que vai a El Nido quer mais é conhecer as ilhas paradisíacas do Arquipélago de Bacuit, e o melhor jeito de conhecer essas ilhas e praias é fazendo os 4 tours de barco oferecidos pelas agências de El Nido Town: tours A, B, C e D.

O passeio 'padrão' em El Nido é um barco para 25 passageiros, com paradas em 5 pontos turísticos, de 30 a 45 minutos em cada ponto.

Todas as agências vendem o mesmo passeio, com os mesmos trajetos e paradas, saíndo e voltando nos mesmos horários, e incluem um farto almoço (sem bebidas), além dos salva-vidas (de uso obrigatório em alto-mar), máscaras e snorkels.

Claro que, se você tiver grana sobrando, a opção VIP é alugar um barco privativo e escolher as ilhas que quer conhecer. 

Nós fizemos os Tours A, B e C - um deles cada dia - pois estes 3 são os considerados mais bonitos.

Como já expliquei acima, no outro dia, alugamos uma motoca e fomos conhecer as praias de Corong Corong e Las Cabanas, além do mercado público.

Reservamos nossos tours no dia em que chegamos lá (é super tranquilo reservar na véspera, à tardinha) com as agências myadventures.ph e Philipines a la carte e nenhuma delas tem nada de especial que eu recomende...

A impressão que dá é que todas as agências vendem os mesmos passeios e distribuem os clientes nos diferentes barcos - não descobri nenhuma que tivesse um serviço realmente diferenciado das outras pelos mesmos preços de tabela:

Tour A - 3600 para nós 3 (1400 adultos e 800 crianças)
Tour B - 3250 para nós 3 (1300 adultos e 650 crianças)
Tour C - 3500 para nós 3 (1400 adultos e 700 crianças)

Expliquei tudo sobre os diferentes tours de barco em El Nido, como eles funcionam e as nossas dicas para aproveitar melhor aqui.

Vou postar aqui abaixo fotos de mapas e de informações sobre passeios em El Nido e sobre os tours de barco - se tiver dificuldade para ler, clique em cima da foto e amplie o seu tamanho:

O que fazer em El Nido Filipinas
este mapa é excelente para visualizar melhor as 5 paradas de cada um dos 4 tours de barco que partem de El Nido

O que fazer em El Nido Filipinas
O que fazer em El Nido Filipinas

O que fazer em El Nido Filipinas
O que fazer em El Nido Filipinas

O que fazer em El Nido Filipinas

O que fazer em El Nido FilipinasO que fazer em El Nido Filipinas

Palawan, Filipinas: guia completo

Taxa de preservação ambiental em El Nido

Para fazer os 4 tours mais famosos oferecidos em El Nido (tours A, B, C e D), tem que pagar uma taxa de desenvolvimento do turismo ecológico, que custa 100 pesos para crianças e 200 pesos para adultos.

Leve o comprovante de pagamento da taxa em todos os tours que você fizer em El Nido.

Taxa de preservação ambiental Filipinas

Primeiros passeios em El Nido, Palawan

Como você sai de Puerto Princesa pela manhã e chega em El Nido já no meio da tarde, no 1º dia lá você não conseguirá fazer nenhum dos típicos de barco. Depois de fazer check-in na pousada, mal dá tempo para ir até uma das praias mais próximas do centro para ver o por do sol. 

Nós pegamos um triciclo e fomos conhecer a Praia Las Cabanas, que é ótima para assistir o por do sol (o triciclo custa 300 pesos ida e volta), e a Praia Corong Corong (o triciclo até lá custa 100 pesos ida e volta).

Também passeamos a pé por El Nido Beach e El Nido Town - aproveite para já deixar reservado o tour que você quer fazer no dia seguinte!

Veja também: 


Palawan, Filipinas: guia completo

Onde comer em El Nido Town, Palawan

Acima eu já escrevi mais detalhadamente sobre a gastronomia em Palawan (veja 'o que comer e beber nas Filipinas'), então aqui vou apenas listar os restaurantes que mais gostamos em El Nido Town:
  • Jane Resto Bar (1000 pesos)
  • Happiness Beach Bar
  • Marber´s Resto Bar
  • Squido's Restaurant
  • Holy Smoke (940 pesos)
  • Trattoria Altrove (1000 pesos)
  • The Beach Shack (1300 pesos)
O restaurante Lanai, na nossa Pousada Amakan, também é muito bom (pagamos 1000 pesos).

Onde comer em El Nido Town
Jane Resto Bar em El Nido Beach

Onde comer em El Nido TownOnde comer em El Nido Town
Onde comer em El Nido Town

Onde comer em El Nido Town
Onde comer em El Nido Town

Onde comer em El Nido Town
The Beach Shack em El Nido

Onde comer em El Nido Town
Trattoria Altrove em El Nido

Onde comer em El Nido Town
Holy Smoke em El Nido

Onde comer em El Nido Town
Onde comer em El Nido Town
Onde comer em El Nido Town
banquinha de crepe de Nutella e fruit shakes em El Nido

O que comprar em El Nido, Filipinas

Além da 'ocean pack' (ou 'dry bag'), de que já falei acima - aquela mochila impermeável que eu acho que você DEVE comprar na sua viagem às Filipinas (se você já não tiver uma), não há mais muito o que comprar numa viagem às Filipinas. 

Sério, como já falei aqui, em El Nido você não vai encontrar lojinhas vendendo artesanato bonito e produtinhos exclusivos. Até os mercados, para comprar lanchinhos para levar nos passeios, são fracos. 

Nos últimos anos a gente não tem mais feito grandes compras em viagens, mas, sempre que encontramos algum artesanato realmente bonito, não resistimos. Até no Aeroporto de Luanda, em Angola, arrematamos uma cabeça de zebra gigante hehehehe...mas, em Palawan, infelizmente não encontramos artesanato realmente bonito ou pagável. 

Até vi umas peças de madeira que gostei, mas os preços eram ridiculamente altos, desproporcionais à qualidade. 

O mais legal que vi por lá foram algumas bolsas de palha e camisetas pro Felipe. Mostrei tudo lá nos stories - para ver muitas dicas, olha no meu perfil no Instagram nas 3 pastas de destaques das Filipinas!

Abaixo, fotos de coisinhas que compramos nas Filipinas e os preços:

Dry bag - 250
Ímã de geladeira - 35
Camiseta de cerveja local - 170
Bolsa de pano - 350
Chocolate local Chocomucho - 10

O que comprar em El Nido, Filipinas
esse chocolate local é bonzinho, mas não chega nem perto de um Chokito

O que comprar em El Nido, Filipinas
O que comprar em El Nido, Filipinas

O que comprar em El Nido, Filipinas
O que comprar em El Nido, Filipinas

O que comprar em El Nido, Filipinas
compramos esses biscoitinhos só porque achamos o nome engraçado hehehe...

O que comprar em El Nido, Filipinas
O que comprar em El Nido, Filipinas

Aluguel de motoca nas Filipinas

Sabe o típico faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço? É esta foto abaixo!

Falei lá nos stories e repito aqui: não façam isso em casa, crianças! 😂

É...as vezes a gente apronta! No ano anterior, levamos o Lipe para atirar com armas de fogo 'de verdade' num stand de tiro em Las Vegas...desta vez foi só um inocente passeio de moto a 3 nas Filipinas!

Alugar uma scooter é uma ótima forma de fazer passeios 'inland' - fomos às praias Las Cabanas, Corong Corong e ao Mercado Público de El Nido com a nossa motoca alugada e rodamos bastanteeee pela região - ter o teu próprio meio de transporte dá uma baita flexibilidade!

Tentamos alugar um 'trycicle' mas não tem jeito, eles não alugam de jeito nenhum, só se vier com o motorista junto no pacote (um triciclo com motorista incluído custa 1500 por dia)...mas a gente detesta esses programas com motorista incluído 😜

Quem já viajou um pouco pela Ásia sabe como essas motocas superlotadas são comuns por essas bandas...tenho fotos do Vietnam de uma família de 5 pessoas numa motoca! Nós mesmos já havíamos 'aprontado' de alugar uma motoca para um passeio a 3 com o Lipe bebezim em Vang Vieng no Laos.

Nas Filipinas, passamos por várias viaturas policiais e ninguém nos abordou. E detalhe: não existe capacete! Ninguém usa! É o 'modus operandi' por lá 😶

Palawan, Filipinas: guia completo
passeio de motoca alugada nas Filipinas
A questão é que os aluguéis de scooter são muito comuns nas Filipinas - tu entregas 500 pesos (U$ 10) na mão do maluco e sai voando as tranças na motoca dele.

Eles não pedem nem para ver se tu és habilitado (e o Peg todo querendo mostrar a habilitação para conduzir moto dele kkkk...o cara nem quis ver!).

As estradas estão cheias de turistas pilotando scooters (e isso é o mais perigoso da brincadeira: o problema são os outros, como dizia meu pai). Já ouvi histórias de acidentes de moto com turistas em Cebu, inclusive! Então, todo cuidado é pouco!

Nós já tivemos moto grande (uma Suzuki Boulevard enorme) e o Peg tem carteira de motorista categoria A (para motos) e 1000 cursos de direção defensiva e tals...então realmente só recomendo essa aventura radical (como definiu o Lipe) para quem realmente confia no taco do seu motorista 😉

Se optar por andar de triciclo, a corrida da parada das vans até os hotéis do centrinho custa 50 pesos e o triciclo até a praia Las Cabanas custa 150 pesos cada trecho (300 pesos ida e volta).

O litro de gasolina custa entre 46 e 57 pesos filipinos.

Se você quiser saber o que nós achamos de viajar para El Nido com crianças, veja nossa opinião aqui.

Palawan, Filipinas: guia completo

alugamos uma scooter em El Nido nesta agência: não precisa nem apresentar CNH, basta entregar U$ 10 na mão do dono da motoca para sair voando as tranças com a motoca dele

Palawan, Filipinas: guia completo
é um passeio super divertido, mas só recomendo para quem é muito cuidadoso no trânsito e realmente confia no taco do seu motorista

Chip de celular para usar internet nas Filipinas

Durante a nossa viagem pelas Filipinas, usamos o tempo todo um chip de celular da Easysim4u, que apoiou a nossa volta ao mundo.

Com o chip da Easysim4u no telefone durante a nossa viagem de volta ao mundo, cada vez que o avião pousava num novo país, eu recebia uma mensagem no celular me dando as "boas vindas", o que significava que eu já estava automaticamente conectada à internet, inclusive para usar o Google Maps.

Já usamos os chips da Easysim4u em uns 30 países, e foram raras as vezes em que não tivemos cobertura - apenas em alguns lugares bemmmm remotos, ou em países onde eles mesmos avisam que não existe conexão.

Recebemos o chip em casa, antes de sair do Brasil, colocamos ele no celular ainda no avião, e já chegamos nas Filipinas com internet funcionando no telefone!

Para quem vai viajar por vários países como nós fizemos, a facilidade e comodidade que esses 'simcards' oferecem é imbatível 😏

Nós não vendemos esses chips através do blog - nem nenhum outro produto, pois o pequeno viajante não visa lucro, é um blog só para compartilhar dicas de viagem mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - Easysim4u - para ver como comprar esses chips e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar. 


Chip de celular para usar internet nas Filipinas
chip de celular para usar internet nas Filipinas

Melhor época para ir às Filipinas

As Filipinas têm um clima tropical, quente e úmido o ano inteiro, e Palawan tem 2 estações ao longo do ano: a seca, de novembro até maio, que é a alta temporada, e a estação das monções tropicais, quando começam as chuvas, de junho a outubro, sendo que os meses mais propícios aos tufões são de julho a setembro.

A época mais indicada para ir às Filipinas, para evitar os tufões, é de dezembro a março.

Além disso, os meses de janeiro e fevereiro têm temperaturas mais amenas - eu amei o clima em janeiro, quando estivemos lá!

Pegamos temperaturas super agradáveis - em torno de 27°C - muito melhor do que o bafo que fazia em Singapura, na Tailândia e na Malásia, por exemplo.

Comentei mais sobre a questão do clima nas Filipinas aqui: El Nido, Filipinas: o que você precisa saber antes de ir

Palawan, Filipinas: guia completo

Água do mar nas Filipinas

Todo mundo me perguntava se a água do mar nas Filipinas era quentinha e a resposta é não muito, pelo menos não em janeiro, quando estivemos lá!

Eu não gosto de água quente no mar, e acho a temperatura ótima assim como ela estava em Palawan em janeiro, fresquinha mas não doi nem um pouquinho para entrar, sabe como é?

Mas PERFEITA, perfeita mesmo, com letra maiúscula, é a água do mar nas praias do Sri Lanka - foi o ponto que mais me chamou a atenção lá: aquela água na temperatura ambiente, que a gente nem sente para entrar e chora por ter que sair. 

Planejando uma viagem às Filipinas? Descubra onde ficar em El Nido e Puerto Princesa, na Ilha de Palawan.

Você já esteve nas Filipinas? Conheceu Palawan?? Nós adoraríamos ter as suas contribuições aqui no blog! Deixe as suas dicas na nossa caixa de comentários, por favor!

Para saber como compramos nossas passagens aéreas, contei tudo aqui: Como comprar passagens aéreas para uma volta ao mundo

Nos próximos posts, continuamos contando sobre as nossas viagens de volta ao mundo - não saia daí! 

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só procurar na # e ver todas as muitas dicas que já postamos:

#LipenasFilipinas #LipeVoltaaoMundo 

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem lá nos stories - espia lá que está tudo salvo em várias pastas de destaques das Filipinas!

Palawan, Filipinas: guia completo

Palawan, Filipinas: guia completo

Palawan, Filipinas: guia completo

Palawan, Filipinas: guia completo

Palawan, Filipinas: guia completo


El Nido, Filipinas: o que você precisa saber antes de ir (e as fotos do Instagram não mostram)


Você também nos encontra aqui:

Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: