16 de maio de 2016

Parques Provinciais Ischigualasto e El Chiflón, na Argentina - como visitar o Vale da Lua a partir de San Agustín de Valle Fertil

Depois de passarmos o dia no Parque Nacional Talampaya, seguimos direto para San Agustín de Valle Fertil, onde chegamos antes das 7pm.

Neste post, contarei sobre as nossas aventuras nos Parques Provinciais Ischigualasto e El Chiflón, além da estadia relaxante em San Agustín de Valle Fertil, no ótimo Hotel Rustico Cerro del Valle.

Não deixe de ler também o post anterior, onde vocês encontrarão tudo sobre o Parque Nacional Talampaya, inclusive como foi o caminho - meio acidentado - de Cafayate até lá, passando por Tafí del Valle e La Rioja (onde pernoitamos no Gran Hotel Embajador), e atravessando as Províncias de Salta, Tucumán, Catamarca e La Rioja. 


Roteiro

O roteiro destes 4 dias, em resumo, foi assim:

Dia 30/12 - Cafayate - Tafí del Valle - La Rioja, passando pelas Províncias de Salta, Tucumán, Catamarca e La Rioja - Gran Hotel Embajador 

Dia 31/12 - La Rioja - Parque Nacional Talampaya (passeio de caminhão 3hs) - San Agustín de Valle Fertil - Hotel Rustico Cerro del Valle

Dia 1º/1 - San Agustín de Valle Fertil - Hotel Rustico Cerro del Valle

Dia 2/1 - Parque Provincial Ischigualasto (caravana de carros - 3h30min) - San Agustín de Valle Fertil - Hotel Rustico Cerro del Valle



Hotel Rustico Cerro del Valle

Sabe aqueles lugares onde você chega com uma boa dose de expectativa, já que, afinal, é o local onde vai passar a virada do ano - e ninguém quer virar o ano socado num cafofo muquifento, né?!? - e a boa expectativa se confirma e, mais do que isso, se supera? 

Hotel Rustico Cerro del Valle foi bem assim! 




Quarto

Os quartos são lindos, super bem decorados no estilo rústico "norte da Argentina". 

O nosso tinha uma cama de casal grande e deliciosa (com aqueles lençóis brancos gostosos, sabe?) e mais uma cama de solteiro pro Lipe. 

Cada cama com sua luz de cabeceira e mesinha. Muitas tomadas e cabides (adoro) e suportes para malas. 

Tinha também uma mesa com 4 cadeiras, uma 'salamandra' (tipo fogão à lenha) para aquecer, ar condicionado e ventilador de teto. 

O frigobar era recheadíssimo, havia abridor e taças de vinho e champagne (viva o ano novo!) e, luxo dos luxos, havia base para IPod no quarto, que era super ventilado e ensolarado, com 2 janelas, uma de cada lado do quarto. 

É importante mencionar que eles não oferecem tv

A conexão wifi é instável, como em quase todos os lugares por onde andamos no interior da Argentina, com exceção de Salta. 

O banheiro é ótimo, com 'amenities' básicas, banho muito bom, cabides e espaço. 










Piscina

A piscina é um show. Água sempre agradável (inclusive no fim da tarde) e um jardim lindo ao redor, super agradável, cheio de espreguiçadeiras confortáveis, mesinhas, sol e sombra. 

Eles fornecem toalhas para a piscina, além das toalhas de banho, que são branquinhas como os lençóis. 

Passamos o dia 1°/1 inteiro nos jogando do quarto para a piscina para as espreguiçadeiras pro quarto pra piscina num círculo vicioso maravilhoso que foi uma verdadeira 'folga' da viagem - estávamos precisando de um dia para não fazer nada! 

Aliás, toda viagem puxada, tipo 'roadtrip', de 3 semanas ou mais, precisa de um 'dia livre' no meio para descansar. É como tirar 'férias das férias'. 




Café da manhã

O café da manhã é simples e delicioso. 

Eles servem numa das mesinhas do jardim, café, leite, suco de laranja feito na hora, pão feito em casa quentinho, geléias, manteiga, presunto e queijo e 'dulce de leche' de cabra, que eu nunca tinha provado e adorei! 

Também tinha frutas variadas: melancia, maçã, pêssego e banana. 

Mas o principal, que fez toda a diferença, foi a recepção calorosa por parte do Mário e da Marisa, os proprietários da pousada, dois super queridos, que nos deram montes de dicas e fizeram tudo o que podiam para tornar a nossa estadia de 3 dias lá super agradável! 

Até cozinhar ovos pro Lipe eles cozinharam, a nosso pedido! :)





Preço

Fizemos a reserva pelo Booking e pagamos pelo hotel em San Agustín, no total, 2.845 pesos por 3 noites (com gastos de frigobar incluídos). 

Esse é o preço de tabela deles, 930 pesos/noite nessa época do ano, ou seja, não houve qualquer desconto especial pro pequeno viajante. 


Valle Fertil é, na nossa opinião, a melhor base para conhecer os parques nacionais

Onde comer 

Jantamos em San Agustín de Valle Fertil no restaurante La Cocina de Zulma, na rua Tucumán, na frente do único posto de gasolina de Valle Fertil, onde o menu especial de ano novo estava ótimo! 

Pagamos 700 pesos, com gorjeta. 

As entradas eram 'empanadas' de carne e sanduíches de 'pan de miga', o prato principal era pizza de matambre ou enrolado de carne e a sobremesa salada de frutas. 

É um lugar mega simples, com mesas na calçada e sem nenhum charme, mas o atendimento é bem bom e a comida uma delícia!






Nossa virada foi um sossego só, ouvindo os foguetes no jardim e nos embriagando de vinho branco 'Torrontés' que trouxemos de Cafayate!

Perto da praça, na rua Mitre, fica um outro local que vai agradar às crianças, com a temática dos dinossauros, o Restaurante Triásico, ao lado de um outro hotel que também nos foi bem recomendado por lá, o Cabañas Valle Pintado.



também teve cachorro-quente gigante de boteco!

Sobre San Agustín de Valle Fertil

Colocamos uma das gasolinas mais baratas da viagem em San Agustín de Valle Fertil: 600 pesos arg = 42,8l = 14,02 pesos/l.

Fazendo um mega esforço para nos arrastar pra fora da piscina da pousada no nosso 'dia de folga', fizemos alguns passeios que o Mário, nosso anfitrião, nos sugeriu. 

Fomos até o dique pela rua Rivadavia, levamos o Lipe ao camping ali ao lado onde tem uma Zona de Aventura com arborismo e tirolesas (ali pertinho também tem as 'cabalgatas do Pedrito'), e fizemos o Sendero Huellas Ancestrales, de 8Km de estradinhas de terra, atravessando riachos, até o 'pueblo' La Majadita

Ainda rodamos toda a cidade de carro e tomamos sorvete numa sorveteria perto da praça.





Parque Provincial El Chiflón

No nosso último dia em San Agustín de Valle Fertil, 2 de janeiro, o programa era conhecer o Parque Provincial Ischigualasto, na Província de San Juan. 

Mas decidimos antes dar uma 'chegadinha' no Parque Provincial El ChiflónNo dia anterior, no caminho de La Rioja para Talampaya pela Ruta 150, havíamos passado por lá e ficamos curiosos.  

Paramos num centro de informações turísticas e pedimos informações. 





Vimos que o centro de visitantes estava sendo construído - é um parque bem pouco conhecido dos turistas. 

Subimos pela Ruta 510 e pegamos a Ruta 150, que passa na frente do centro de visitantes do parque. 

O tour mais curto em 'El Chiflón', conforme nos explicou o guia, dura 2hs e custa 100 pesos por pessoa. 

O guia vai com você no seu veículo. Não é permitido entrar sozinho de carro no parque - ele é fechado com uma porteira. 

Você encontra os guias num parador localizado bem na frente da placa que sinaliza a entrada do parque. 







Parque Provincial Ischigualasto


Como expliquei no post anterior, o Parque Nacional Talampaya fica ainda na Província de La Rioja e, bem ao lado dele, fica o Parque Provincial Ischigualasto, que também é conhecido como Valle de la Luna, já na Província de San Juan.

A principal diferença entre os 2 parques, turisticamente falando, é que, em Talampaya, você não pode entrar no seu próprio veículo, e então tem que fazer o passeio de 3hs de caminhão ou van, em excursões que o próprio parque oferece, através da empresa que tem a concessão dos serviços do parque, a Rolling Travel

Veja mais aqui

Contei tudo sobre o nosso passeio lá neste post aqui.

Já em Ischigualasto, você faz o passeio de 3h30min/5 estações/40Km no seu próprio carro, mas não sozinho - os veículos vão em caravana, acompanhados de um guarda-parque que vai no carro da frente. Nosso carro era o 2º na caravana :)

Saiba mais aqui



Centro de visitantes

O centro de visitantes deste parque tem restaurante, bilheteria, lojinhas e banheiros. 

O museu de dinossauros estava fechado quando estivemos lá. 

Pagamos pelas 2 entradas em Ischigualasto 320 pesos (2×160). O Lipe não pagou. 

É bem mais barato visitar este parque do que Talampaya, onde a excursão Safari Aventura de overland 4x4 custa 435 pesos por adulto e as crianças pagam 50% (217,50 pesos). Em Talampaya, as entradas no parque nacional são mais baratas do que em Ischigualasto (custam 100 pesos por adulto e crianças não pagam), mas no total gastamos lá 1.287 pesos pelas 3 excursões e 2 entradas

E já vou dizendo que as comparações entre os 2 parques terminam por aqui, porque um não tem nada a ver com o outro e ambos são imperdíveis. Não tem como escolher apenas um deles para visitar e eles não são muito parecidos - ou seja, para quem me pergunta se não fica cansativo e repetitivo visitar os 2 parques em 2 dias corridos, a resposta é não - eles são bem diferentes e igualmente incríveis!

Se você 'conjuminar' bem os horários das excursões, é perfeitamente possível, embora bem cansativo, fazer os passeios nos 2 parques (Talampaya e Ischigualasto) num mesmo e longo dia. 

Nós chegamos ao parque por volta das 13h30min e estava quase saindo a caravana das 14hs. Como não estávamos com pressa e queríamos almoçar antes com calma, acabamos optando por entrar na caravana seguinte, que saiu quase 16hs. 

Com isso, nosso tour - que foi mais longo do que o nornal - só terminou às 19h50min!









Restaurante

Almoçamos no restaurante do parque Ischigualasto por 170 pesos, super barato! 

Comemos 'suprema de pollo con purê'. 

Na janta, lá também, depois do tour, pagamos 280 pesos, e comemos 'ravioles ao tuco'. 




Tour com caravana em Ischigualasto

As 5 paradas do tour com a caravana de carros no parque são: 




1 Valle Pintado

Parece com as 'Badlands' nos EUA. 

Não há mais parada no famoso Gusano, que está prestes a desabar e está sendo estudado. 








2 Cancha de Bochas

Nas fotos deste lugar as 'bolas' parecem imensas, mas na realidade são bem pequenas.

O que mais me impressionou, na verdade, foi o caminho que a gente faz - tanto de carro, quanto a parte percorrida a pé - para chegar até lá - nenhum outro lugar que eu tenha conhecido na vida é tão parecido com a imagem que eu faço do que seja a superfície lunar - é impressionante!

Imagino que seja justamente por causa desta área do parque que ele é conhecido também como Vale da Lua!













3 Submarino






4 Museu de Paleontologia 

Com direito a um vídeo bem interessante mostrando o trabalho dos paleontólogos em Ischigualasto. 

No museu há lanchonete e banheiros. 





 5 El Hongo






Barrancas coloradas

Depois do 'cogumelo', a caravana se dissolve e voltamos por conta própria ao centro de visitantes, parando para fotos nas barrancas coloradas, que eu achei a parte mais bonita e fotogênica do parque. 

No último trecho, existem algumas formações rochosas no estilo 'cerro de los 7 colores'. 

Aviso aos exploradores: o sol é de amargar - leve muita água, óculos de sol, boné e protetor solar. 




Gastos

* jantar ano novo - 700 pesos 
* gasolina - 600 pesos
* lanches - 85 pesos
* sorvetes - 50 pesos
* jantar pizza - 125 pesos
* almoço Ischigualasto - 170 pesos
* jantar Ischigualasto - 280 pesos 
* entradas Ischigualasto - 320 pesos (2×160)
* picolés Ischigualasto - 30 pesos
* refrigerante Ischigualasto - 30 pesos
* hotel San Agustín - 2.845 pesos por 3 noites (com frigobar)


caravana de carros em Ischigualasto

Observações

* Trocamos 50 euros por 700 pesos argentinos a pedido de uns alemães que estavam sem dinheiro porque não haviam conseguido sacar com cartão nos caixas eletrônicos. Por isso eu sempre recomendo levar U$, que é facilmente 'cambiável' em qualquer lugar. Eles nos disseram que estão tendo dificuldades em trocar euros na Argentina - "ninguém quer nossos euros". 

* Com a mudança que ocorreu no governo argentino durante a nossa viagem, e liberação no câmbio, a cotação oficial do dólar acabou ficando próxima do 'paralelo'. 

* O rally Paris - Dakar estava acontecendo na Argentina durante a nossa viagem - para quem se interessa pelo assunto, janeiro é uma boa época para fazer esta viagem, acompanhando o 'circo'.

E você, já esteve em Ischigualasto, na Argentina?? Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!


Se você quiser reservar um hotel ou pousada e ter a garantia do menor preço, nós indicamos o Booking, que é o site de reservas de hospedagem que nós usamos a vida inteira :)

Leia as resenhas sobre os hotéis que usamos nesta viagem e reserve já o seu:

Hostal Lackuntur, em San Pedro de Atacama, no Chile

Hotel de Las Nubes, em San Antonio de Los Cobres, Argentina

Apartamentos Lo de Lili, em Tilcara, Argentina 

Hotel La Merced del Alto, em Cachi, Argentina

Hotel Alejandro 1ºem Salta, Argentina 

Hotel Munay, em Cafayate, Argentina

Gran Hotel Embajador, em La Rioja, Argentina

Hotel Atrium Gualok, em Presidência Roque Sáenz Peña, no Chaco argentino

Hotel Village, em Termas de Dayman, no Uruguai

Veja como foi nosso passeio:






Todos os posts sobre esta viagem estão em Atacama e Norte da Argentina - se você quiser ler todos em sequência (do último para o primeiro), é só clicar!

Leia o nosso roteiro e orçamento para uma viagem de carro de 28 dias ao Atacama e Norte da Argentina, com passagens pelo Uruguai e Bolívia



Não foi a nossa primeira vez em nenhum destes países - já conhecíamos inclusive o Atacama e a Bolívia - então, se você quiser saber sobre as nossas viagens anteriores a estes países, é só clicar em UruguaiArgentinaChile Bolívia

Veja nosso roteiro de um mochilão de 30 dias pelo Peru, Bolívia e Chile

Também fizemos uma viagem incrível pelas Patagônias argentina e chilena


Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só procurar as ## e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

#‎LipenoUruguai
#LipenaArgentina
#LipenoChile
#LipenaBolivia

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!


Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito) há séculos!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Nosso snapchat é @pequenoviajante.

Você também nos encontra aqui:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...