3 de março de 2016

como ir da Argentina para o Chile - de Tilcara/Purmamarca na Quebrada de Humahuaca até San Pedro de Atacama pelo Paso de Jama

Quando começamos a planejar o roteiro da nossa viagem, tínhamos certeza de 2 coisas: queríamos conhecer a Quebrada de Humahuaca, no norte da Argentina, e passear pelo Atacama, no Chile

Mas como ir de um destino a outro? 

Pesquisando daqui e dali, e depois de conversar com a Marisa, que fez esse roteiro, chegamos à conclusão - que hoje sei que foi acertadíssima - de que o ideal seria ir para o Chile pelo Paso de Jama e voltar para a Argentina, depois dos nossos passeios pelo Atacama, pelo Paso Sico

Introdução

São 2 pasos de frontera localizados na divisa entre os 2 países, bem ao norte da Argentina e do Chile, cada um deles com paisagens mais sensacionais que o outro - então de fato siga a nossa recomendação que você não vai se arrepender: vá por um e volte pelo outro! 

E não me faça a pergunta fatal: não tem como escolher, são os 2 belíssimos e complementares. Se você fizer só um dos trechos, vai perder muito. 

Arrisco a dizer, inclusive, que são os 2 passeios mais bonitos de uma viagem ao Atacama:

1. de Tilcara na Argentina até San Pedro do Atacama pelo Paso de Jama; e 


2. de San Pedro no Chile até San Antonio de los Cobres na Argentina pelo Paso Sico. 


Se você só tiver 2 dias para ver o Atacama, faça esses 2 trechos! 

Neste post, vou explicar em detalhes tudo o que vocês precisam saber para aproveitar parte do primeiro trecho: de Tilcara/Purmamarca na Quebrada de Humahuaca até 0 Paso de Jama, na fronteira com o Chile, a caminho de San Pedro do Atacama.

No próximo post, continuarei descrevendo esse trecho, com as atrações que ficam do lado chileno da fronteira, já no Deserto do Atacama, do Paso de Jama até San Pedro. Entendeu?

Leia aqui: do Paso de Jama até San Pedro, algumas das atrações mais incríveis do Deserto do Atacama, incluindo o Salar de Tara.


Para ler antes

Bom, primeiro vale lembrar que, nos últimos posts, escrevi tuuuudo sobre a Quebrada de Humahuaca.  

Leia aqui o post com nosso roteiro de 3 dias pelos vilarejos e atrações de Tilcara, Purmamarca, Maimará, Uquía, Humahuaca e arredores.

Roteiro

Dia 23/12 (4ª) Tilcara - Purmamarca - Cuesta de Lipan (4170m) - Salinas Grandes (3350m) pela Ruta 52 (ver animais) - Susques (igreja de 1598, almoço, gasolina, 133Km de Purmamarca) - Paso de Jama (4320m) - San Pedro de Atacama: 436Km, 4h40 no Google Maps - Hostal Lackuntur

no alto da Cuesta de Lipan

entre Jujuy e Salta, duas províncias que se entrelaçam o tempo todo

A viagem

Saímos de Tilcara com o tanque cheio as 8:30am. 

Abastecemos em Tilcara, pois não tem posto de gasolina em Purmamarca - 500 pesos arg = 34,5l = 14,49 pesos/l. 

Previna-se. Ficar sem gasolina nessa região é perrengue dos graves. 

Partimos com o odômetro marcando 51.090Km. 

Fomos todo tempo pela Ruta Nacional 52 argentina. Essa estrada é totalmente pavimentada e em muito boas condições.



ótimas estradas no Norte da Argentina


Distâncias

* 133Km de Purmamarca até Susques

* 250Km de Purmamarca até Jama

* 117Km de Susques até Jama 

* 157Km de Jama até San Pedro de Atacama

436Km de  Tilcara até San Pedro de Atacama


Cuesta de Lipan

A Cuesta de Lipan é enlouquecedora de bonita - para vocês terem uma idéia, o Peg achou mais impactante do que a Icefields Parkway, a estrada 'mais bonita do mundo' no Canadá, que conhecemos esse ano! 

Chega-se a 4170 metros de altitude e faz bastante frio lá em cima. 

É um tal de subir montanhas ziguezagueando por paisagens incríveis...

Vimos muitas llamas e seus familiares lá em cima. 

aqui, o ziguezague recém estava começando


paisagens de cair o queixo



ziguezagueando pela fantástica Cuesta de Lipan

muito frio lá no alto!



llamas à vista!




'remédios' para a altitude: balas e chá de coca

Salinas Grandes

Depois de subir toda a Cuesta de Lipan, até os seus 4170 metros de altitude, tinha que descer, né? 

Então descemos um pouco até chegar às Salinas Grandes - a primeira visão do salar, ainda de longe, no começo da descida, é impressionante. 

olha o salar lá no fundo da foto, à esquerda!


Fizemos o tour 'Ojos del Salar' nas Salinas Grandes, com a guia Soledad, por 200 pesos

Durou mais ou menos 50min

São apenas 6Km de circuito, mas ficamos muito tempo tirando fotos e filmando, e a Soledad foi super paciente, não ficou nos apressando. 

Também nos falaram bem da guia chamada Celeste

No local, são 3350 metros de altitude

É possível fazer o circuito sem guia - é só se jogar salar adentro com o seu carro - mas nesse caso, excepcionalmente, preferimos pagar para a Soledad nos acompanhar, por segurança e para ter certeza de que encontraríamos os 'ojos del salar' (buracos de água semi-doce) no meio da planície de sal. 

O GPS, como é óbvio, não consegue se orientar no meio daquele deserto de sal!


a casinha onde você contrata o tour


folheto explicativo do tour

a Soledad no nosso carro

salar sujo


ela explicou o processo de produção do sal


as salinas



Percebemos que a grande maioria dos turistas para no mirante que fica na beira da estrada, tira suas fotos e se dão por satisfeitos.

Não querem pagar uma graninha tri razoável que é cobrada pelos nativos para eles te mostrarem o local (e ainda contribuir para a economia local).  

Não faça isso, é praticamente um sacrilégio. Uma economia das mais burras.  

Como vocês podem perceber nas fotos acima - em algumas delas - o sal está bem amarelado, certo? Isso é sujeira, terra, da estrada que passa ao lado do salar. 

Se o seu sonho é ver aquele salar banquinho das outras fotos, você PRECISA se embrenhar sal adentro, entende?

os ojos del salar


passeando pelas salinas no nosso próprio carro



tem que cuidar muito bem onde pisa, para não afundar!


dá muita vontade, mas o banho é completamente proibido!


um paraíso só pra nós :)


tentativas frustradas hahahahaha...


no meio das salinas, o sal é alvíssimo!




Artesanato

Tem venda de artesanato por ali - vai uma llama de sal aí?



llama de sal


Animais na estrada

Vimos muitos mais animais na linda planície que se seguiu na RN 52. Assim como a Patagônia, o norte da Argentina é praticamente um safári

Aliás, essa é uma questão que eu quero alertar vocês: no norte da Argentina (NoA) existem muitossssss animais nas estradas, tem que ter bastante cuidado! 

No Atacama não é tão comum encontrar, pelas estradas, llamas, guanacos, vicunhas, burros selvagens, etc, mas no NoA eles estão por todos os lados. 

Vá devagar, para segurança dos animais e a sua também! 





Quanto a descer do carro para fotografar os animais na beira da estrada, não há nenhum problema - eles não são perigosos - desde que não achem que você os coloca em risco. 

Se você mantiver a distância e respeitar o espaço deles, não perturbar a bicharada, não há problema ou risco nenhum!

Ah, e não esqueça: alimentar animais selvagens é crime! 

Fazendo isso, ao invés de fazer uma coisa "bonitinha", você está colocando a saúde e a própria sobrevivência deles em risco. 

Just don´t. 


Susques

Logo depois chegamos em Susques, a 133Km de Purmamarca, e já eram quase 2pm! 

A igreja da aldeia de Susques é fenomenal, de 1598, com teto de palha, forro de madeira de cactus e chão de terra batida!

Sem dúvida vale a visita! 



Susques é o maior fim de mundo já visto! Bateu até Mugling, no Nepal, que era a nossa recordista #middleofnowhere até então. 

Leia nosso perrengue em Mugling

Colocamos gasolina em Susques, para nos garantir, porque o próximo posto é só 117Km depois, em Jama - 250 pesos arg = 14l = 17,39 pesos/l. 

Foi uma das gasolinas mais caras da viagem, mas era preciso nos precavermos. 

Deixei adesivo do pequeno viajante na bomba do posto de gasolina. Quero ver quem é que vai nos encontrar lá!!


ruas de terra


casas de adobe


Onde comer?

Tinham nos recomendado o Comedor La Vicuñita, ao lado da polícia, em Susques, como sendo o melhor local para almoçar neste trecho da viagem. Fica perto da igreja. 

Infelizmente, estava fechado, não sei se pela hora tardia que chegamos (2 da tarde) ou se está temporariamente fechado mesmo. 

Então fomos no Comedor Don Hugo, que foi o único lugar que encontramos aberto naquele horário, onde o menu é milanesa, arroz e purê, com Sprite. Picolé de sobremesa. 

Pagamos 198 pesos pelo almoço para nós 3. 

Deixei um adesivo do pequeno viajante colado na porta do comedor - quem for lá tem que tirar uma foto e nos mandar!


Lá, assistimos uma cena que seria cômica, se não fosse trágica: cada caminhoneiro com 1 litrão de cerveja Quilmes em cima da sua mesa! 

Os caminhoneiros tomam 1 litro de Quilmes e saem de caminhão estrada afora! 

Tirei foto para provar, porque capaz de dizerem que estou mentindo :)

cada um com a sua Quilmes


cardápio super variado! #sqn

Quando saímos de Susques, o odômetro marcava 51.262Km

E foram mais 117Km incríveis até o Paso de Jama (4320m). 

A paisagem mudava completamente a cada poucos Kms. Como a natureza é criativa! Como é possível tantas paisagens áridas e desérticas tão diferentes? 

E tudo tão colorido, embora a aridez...




como podem existir tantos "tipos" diferentes de deserto?!?


Paso de Jama

Chegamos ao Paso de Jama, na fronteira entre Argentina e Chile, por volta das 3:30pm e só saímos de lá mais de 5pm! 

Incrível a quantidade de brasileiros lá na aduana e a burocracia para fazer a imigração. 

Passamos por nada menos que 6 trâmites (= 6 filas) e mais uma revista completa no carro. Ainda bem que eu já tinha jogado 2 maçãs que nós tínhamos no carro fora, porque dá até multa! 

A vigilância sanitária no Chile é coisa muito séria. 

Foi a 6ª vez que entramos no Chile, e sempre foi assim. 

Nos aeroportos (Santiago), até que foi mais light, mas nas 4 diferentes fronteiras terrestres que atravessamos foi sempre assim - vindo da Bolívia por Hito Cajón em 2005, em San Martin de Los Andes, lá no Paso de Jama e indo de El Calafate para Puerto Natales. 

Tivemos que preencher uns 3 formulários diferentes e pegar um monte de carimbos. 







os 6 trâmites obrigatórios!

documento para entrada temporária de veículo no país


O Paso de Jama fica a 4320m de altitude

Os trâmites são todos dentro de um mesmo prédio - a saída da Argentina e a entrada no Chile - tudo dentro do território argentino. 

Poucos metros adiante, fica a fronteira chilena de fato. Deixei um adesivo do PV lá também, numa placa de sinalização de trânsito que estava cheia de adesivos. 

São 157Km de Jama a San Pedro de Atacama, pela Ruta 27 chilena



quem vai ser o primeiro a encontrar o adesivo do pequeno viajante aqui nesta placa???


De Tilcara, na Argentina, até San Pedro do Atacama, no Chile, pelo Paso de Jama, fizemos, neste dia, no total, 436Km que, de acordo com o Google Maps, faríamos em 4h40

Saímos de Tilcara 8:30am e chegamos a San Pedro de Atacama 8pm, ou seja, levamos quase 12hs no trajeto, com 647 paradas para fotos, vídeos e muito embasbacamento numa das estradas mais bonitas das nossas vidas.


Cenas dos próximos capítulos

Como já expliquei, no próximo post continuarei descrevendo as atrações que ficam do lado chileno da fronteira, já em território atacamense (ou sei lá como se diz!), do Paso de Jama até San Pedro

Não deixe de conferir clicando aqui!




Gastos

* tour Ojos del Salar nas Salinas Grandes - 200 pesos
* almoço em Susques - 178 pesos
* picolé - 20 pesos
* gasolina - 250 pesos


Já cruzou da Argentina para o Chile (ou vice-versa) pelo Paso de Jama

Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!


Veja como foi nosso passeio:








Todos os posts sobre esta viagem estão em Atacama e Norte da Argentina - se você quiser ler todos em sequência (do último para o primeiro), é só clicar!

Leia o nosso roteiro e orçamento para uma viagem de carro de 28 dias ao Atacama e Norte da Argentina, com passagens pelo Uruguai e Bolívia



Não foi a nossa primeira vez em nenhum destes países - já conhecíamos inclusive o Atacama e a Bolívia - então, se você quiser saber sobre as nossas viagens anteriores a estes países, é só clicar em UruguaiArgentinaChile Bolívia

Veja nosso roteiro de um mochilão de 30 dias pelo Peru, Bolívia e Chile

Também fizemos uma viagem incrível pelas Patagônias argentina e chilena

Leia sobre mal da montanha ou soroche

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só procurar as ## e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

#‎LipenoUruguai
#LipenaArgentina
#LipenoChile
#LipenaBolivia

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!


Se você quiser reservar um hotel ou pousada e ter a garantia do menor preço, nós indicamos o Booking, que é o site de reservas de hospedagem que nós usamos a vida inteira :)

Leia as resenhas sobre os hotéis que usamos nesta viagem e reserve o seu:

Hotel de Las Nubes, em San Antonio de Los Cobres, Argentina

Apartamentos Lo de Lili, em Tilcara, Argentina 

Hotel La Merced del Alto, em Cachi, Argentina

Hotel Alejandro 1º em Salta, no norte da Argentina 




Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito) há séculos!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 


Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!


Você também nos encontra aqui:





3 comentários:

  1. Adorei a dica de contratar um guia para Salinas Grandes. Eramos para ter feito essa viagem em janeiro mas desistimos por causa da alta do dólar. Ela continua na bucket list e uma hora sai!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ludmila, tu viu nosso post com o orçamento da viagem? Continua valendo a pena, mais barato que o nordeste!
      Beijos

      Excluir
  2. Quando fui para o Chile, ano passado, minha intenção era fazer de norte a sul. Infelizmente não conseguiríamos fazer tudo na mesma viagem, então optamos fazer primeiro do Centro ao Sul. Adoramos! Muito! Até me motivou a contar a experiência no www.serviajante.com
    Não vejo a hora de desbravar o Atacama! E sem dúvidas quando chegar a hora virei aqui pegar as dicas. As salinas me cativam muito!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...