Menu

Costa Pacífica: como foi nosso cruzeiro de navio num roteiro de 9 noites pelo Caribe

Navio Costa Pacífica da Costa Cruzeiros

Navio Costa Pacífica da Costa Cruzeiros: como foi nossa 1ª viagem de navio num roteiro de 9 noites (10 dias) pelo Caribe, saindo da República Dominicana e conhecendo as ilhas de Santa Lúcia, Barbados, Guadalupe, Dominica, Antígua e Barbuda, St Maarten e Ilhas Virgens Britânicas

Um cruzeiro de navio é uma experiência que estava na minha wishlist há décadas.

Amigos "cruzeiristas" me diziam, espantados, "mas como assim que vocês já conhecem quase 100 países, viajaram meio mundo em tudo que é tipo de transporte, e nunca fizeram um mísero cruzeiro, como isso é possível, que falha no currículo de viajantes de vocês!"

A bem da verdade, nós já tínhamos feito um "cruzeiro" - mas um Cruzeiro pelo Rio Nilo, no Egito, onde os navios são bem menores (em média com 5 andares), para poderem atravessar as eclusas do Rio Nilo. 

Como foi um cruzeiro de rio, num barco menor, eu nunca considerei que já tinha feito uma viagem de NAVIO, e esse desejo estava na minha lista de sonhos há tempos, mas sempre ficávamos adiando porque acreditávamos que uma viagem de navio "não era pra nós".

Leia mais:

Navio Costa Pacífica da Costa Cruzeiros
navio Costa Pacífica da Costa Cruzeiros

costa pacifica cruzeiro navio
embarcando no cruzeiro do navio Costa Pacífica em Santo Domingo, na República Dominicana

costa pacifica cruzeiro navio
nossa cabine externa com varanda no navio Costa Pacífica

costa pacifica cruzeiro navio
navio Costa Pacífica

costa pacifica cruzeiro navio
Restaurante My Way no navio Costa Pacífica

costa pacifica cruzeiro navio
vista da nossa varanda no navio Costa Pacífica em alto-mar

costa pacifica cruzeiro navio
deck superior do navio Costa Pacífica

costa pacifica cruzeiro navio
curtindo os primeiros momentos no navio Costa Pacífica da Costa Cruzeiros após o embarque em Santo Domingo, na República Dominicana

Porque fazer uma viagem de navio

Eu gosto de EXPLORAR bem os lugares aonde vamos, e acreditava que ficaria "nervosa" numa viagem de navio, tendo oportunidade de conhecer apenas muito superficialmente cada ilha onde aportássemos.

Para fazer uma viagem de navio, a gente precisa entender direitinho que o cruzeiro é apenas um "aperitivo". Você vai ter apenas uma impressão bem superficial de cada lugar, e depois pode voltar e explorar melhor aquelas regiões das quais teve "boas impressões". 

Mais ou menos como a gente costuma fazer naqueles passeios de ônibus hop-on, hop-off! E eu não tinha certeza de que estava preparada para esse pequeno "aperitivo", então ficava adiando a experiência do cruzeiro 😅

Mas então porque vocês decidiram finalmente fazer uma viagem de navio, Claudia?

Bom, o Peg e o Lipe estavam há tempos com vontade de "passar uma semana num hotel estilo all inclusive, com muita comilança e nada para fazer" - essa frase deles já estava virando slogan aqui em casa. 

A cada nova viagem mais "aventureira" que eu inventava, eles me perguntavam "tá, e o nosso resort all inclusive, quando vai ser!?"

Como resorts all inclusive realmente não são propriamente o meu sonho de consumo de viagem - não acho a menor graça de viajar para um HOTEL, eu quero viajar para conhecer LUGARES novos - eu ficava sempre enrolando eles...

Até que...percebi que uma viagem de navio poderia unir o útil ao agradável: ficaríamos mais de uma semana num hotel all inclusive (o próprio navio!), o Peg e o Lipe poderiam se acabar comendo sem fazer nada, curtindo praias paradisíacas e tal, e eu teria a chance única de explorar, ao menos minimamente, várias ilhas caribenhas novas e diferentes, e ainda riscar da minha lista de desejos a experiência de uma viagem de navio!

Digo 'chance única' porque sei bem que viajar pelas ilhas caribenhas voando de uma para a outra é muito caro! Se não fosse numa viagem de navio, nunca na vida que nós iríamos visitar Santa Lúcia, Guadalupe, Dominica, Antígua e Barbuda ou as Ilhas Virgens Britânicas!

Adoro matar vários coelhos de uma vez só!

E quem não quisesse explorar as ilhas do Caribe, que ficasse jiboiando no navio! Não somos grudados...e, como o Lipe já está com quase 15 anos, não teria problema nenhum deixar ele sozinho na cabine do navio algum dia que ele quisesse ficar explorando Hogwarts, ao invés de explorar o Caribe! 😞

Eu sempre achei que não curtiria muito uma viagem de navio, mas não sou o tipo de pessoa que descarta novas experiências sem ao menos conhecê-las. Para poder dizer que eu não gostei de alguma coisa, seja um lugar, uma comida ou um passeio, preciso conhecê-los, experimentá-los! 

Acho horrível quando as pessoas dizem "detesto os EUA"; aí tu pergunta "que parte dos EUA tu detestou", "com que americanos tu conversou", e elas respondem que nunca estiveram lá, nunca sequer conversaram com um ameriano da gema 😅

Eu experimentei várias azeitonas e tomei inúmeros cafés sem açúcar para poder afirmar com plena convicção que detesto ambos!

Então o nosso trato foi esse: vamos fazer um cruzeiro de navio e descobrir se realmente "não é pra nós"! Afinal, só descobriríamos se realmente não gostamos de viagens de navio fazendo uma viagem de navio BEM feita! 

Marujo que é marujo sabe a hora de zarpar, não é? Pois tinha chegado a nossa hora!

E, para garantir que a experiência no navio seria bem feita, do tipo AME ou ODEIE, escolhemos logo um cruzeiro bem longo, de 10 dias

Para me deixar mais animada, procuramos um roteiro que fosse bem interessante, passando por várias ilhas diferentes, como Santa Lúcia, Guadalupe, Dominica, Antígua e Barbuda, Sint Maarten e Ilhas Virgens Britânicas, além de termos a oportunidade de voltar a Barbados, ilha que conhecemos anos atrás e amamos!

Estávamos bem empolgados de finalmente podermos conhecer aquela famosa praia de St Maarten onde os aviões passam em cima dos banhistas a caminho ao aeroporto, ali ao lado!

A bem da verdade, o navio em si - Costa Pacífica, da Costa Cruzeiros - era o que menos me importava hehehe...se seria um navio da MSC, da Royal Caribbean, da Carnival Cruises, da Norwegian Cruise Lines, da Celebrity Cruises, da Princess Cruises ou sei lá eu qual outra empresa que faz cruzeiros pelo Caribe, pouco me importava: o que eu queria era um roteiro interessante! 

E, com o roteiro super interessante do Costa Pacífica garantido, embarcamos muito animados para o nosso 1º cruzeiro marítimo!!

Agora vou contar pra vocês, com todos os detalhes, o que nós achamos da nossa 1ª viagem de navio de cruzeiro pelo Caribe!

Nesta viagem pelo Caribe América Central , usamos nas redes sociais a #LipenoCaribe, espia lá!

Todos a bordo?? Então vamos zarpar, marujos!

tem gente que, por incrível que pareça, prefere estar em Hogwarts do que em Dominica!!

por isso eu sempre digo, viaje com o seu pequeno viajante enquanto ele é realmente pequeno!

depois que eles crescem, tudo é uma enorme negociação, inclusive os destinos das férias em família, que precisam abraçar as vontades e interesses de todo mundo

a "marca" do navio, para mim, era o que menos importava

de que outra forma - senão num cruzeiro - eu teria a oportunidade de conhecer Guadalupe??

E daí, gostaram de fazer um cruzeiro de navio ou não?

VOCÊS num cruzeiro? Numa viagem de NAVIO?! 

Simmm, nós embarcamos nessa lindeza da @costacruisesofficial e fizemos uma longa e incrível - maravilhosa mesmo - viagem de cruzeiro por vários países do Caribe, e agora quero mostrar tudo pra vocês!

Quando comentei que íamos fazer uma viagem de navio, UM MONTE de gente me disse que a gente não ia gostar, que não era a nossa cara, que uma viagem de navio não tinha nada a ver conosco - e eu até achava que podia ser que não gostássemos muito mesmo, mas tínhamos que experimentar. Afinal, eu não saberia que azeitonas são horríveis se nunca tivesse experimentado comer azeitonas, certo?!

Pois não é que estávamos todos redondamente equivocados?? Nós simplesmente adoramos a nossa viagem de navio!

Hoje, depois dessa viagem, estou mais certa do que nunca que o que eu gosto mesmo é de VIAJAR, de explorar novos lugares - pouco importando o meio de transporte!

Se for de trem, de avião, de motorhome, de camelo, de riquixá ou de navio, pouco importa! O que me faz brilhar os olhos é conhecer novos países, novas culturas!

E, pra isso, uma viagem de navio é perfeita! 

Ainda mais no Caribe, onde os transportes aéreos são raros e caros entre as ilhas! Acredito que não há meio de transporte melhor - e fica até econômico nesse sentido - para conhecer as ilhas do Caribe!

Fico imaginando quanto teria pago em passagens aéreas para nós 3 para fazer o mesmo roteiro que fizemos de navio! Uma pequena fortuna! Por isso acredito que, mesmo uma viagem de navio não sendo nada barata, ainda assim acredito que é uma das formas mais econômicas de se viajar nessa região do planeta!

Talvez num outro roteiro, pela Europa, por exemplo, eu não chegasse à mesma conclusão, mas, no Caribe, foi uma viagem realmente perfeita!

E adianto que o que mais contribuiu para que a nossa viagem de navio fosse tão legal nem foi o navio em si. Na hora de escolher e comprar nosso cruzeiro, eu sequer olhei qual era a MARCA do navio - pra mim, pouco importava se era MSC, Royal Caribbean, Norwegian ou Costa Crociere ou qualquer outra empresa. 

Nem tinha conhecimento para entender qual delas era a mais top - e, conversando no navio com outros passageiros cruzeiristas de carteirinha, concluí que nem há uma unanimidade...tem gente que ama a Costa e detesta MSC; outros amam Norwegian e odeiam a Royal Caribbean...uns preferem a comida da Costa e os shows da MSC...enfim, tem gosto pra tudo.

Aliás, a gente começou pesquisando um roteiro do MSC Seascape (se não me engano) que o @instadolucas e a @instadaizi tinham feito em dezembro de 2022 e nós acompanhamos a viagem deles e deu vontade copiar. 

Aí, fiquei bem decepcionada quando vi que esse navio da MSC não faria esse mesmo roteiro no ano-novo de 2024 (época em que queríamos viajar). Então comecei a pesquisar outros navios que fizessem essa mesma rota e encontrei esse Costa Pacífica que faria praticamente o mesmo roteiro - só um pouco menor, porque o nosso foi de 10 dias e o deles era de 2 semanas!

Esse mesmo roteiro (ou parecido), nessa região do Caribe, é feito por várias empresas, tanto que cruzamos com vários navios nos portos em que nós aportamos!

costa pacifica cruzeiro navio
haviam diversos navios fazendo cruzeiros com roteiros semelhantes ao nosso

costa pacifica cruzeiro navio
em cada porto em que chegávamos, havia um navio fazendo um roteiro parecido com o nosso

costa pacifica cruzeiro navio
no porto de Bridgetown, em Barbados, que é imenso, haviam vários navios de cruzeiros atracados no dia em que estivemos lá!

Para mim, o que importava era o ROTEIRO - e tenho certeza que foi por isso que gostei tanto da nossa viagem!

Fizemos um roteiro maravilhoso pelo Caribe, que vou detalhar melhor em posts específicos sobre cada ilha que visitamos aqui no blog, passando por 9 portos diferentes (com um dia inteirinho de navegação, que foi perfeito para termos tempo de explorar os 14 andares do navio de cabo a rabo), e tivemos oportunidades de conhecer muitas culturas diferentes em poucos dias - foi fantástico! Foi intenso! 

E não foi nada chato como em algum momento eu pensei que pudesse ser! Vivi esses 10 dias tão intensamente quanto em qualquer outra viagem!

E o melhor: em lugares onde não senti necessidade de ficar mais tempo! Saíamos de manhã cedo do navio e voltávamos à tardinha satisfeitos, com uma sensação boa e gratificante de termos de fato explorado um pouco cada ilha, e conhecido o melhor de cada lugar por onde passamos! 

Talvez por eu já ter pesquisado bastante antes de viajar sobre cada país que visitaríamos; talvez por serem todas ilhas pequenas, sem tantas atrações turísticas que eu sonhasse de antemão conhecer, não ficava aquela sensação de insatisfação, sabe? 

Talvez fosse diferente num roteiro por portos europeus, por exemplo! Mas, no Caribe, foi super satisfatório!

Enfim...se, como eu, você tem dúvidas sobre uma viagem de navio, minha 1ª dica é: use o navio como um meio de transporte. Não crie tantas expectativas com o cruzeiro em si - escolha a sua viagem pelo roteiro, e não pelo barco que vai te levar de uma ilha à outra.

Lembro da dica certeira de uma amiga super entendida de cruzeiros: quanto mais top o navio; mais sem-graça o roteiro, e vice-versa: quanto mais legal o roteiro do cruzeiro, mas simples será a programação do próprio navio.

Num roteiro top, você não precisa mesmo de um navio cheio de firulas, que você nem vai ter tempo de aproveitar! É a mesma regra do resort: se você quer conhecer um PAÍS, pra quê pagar uma grana num resort 5 estrelas all inclusive? Quem realmente gosta de explorar cada lugar que visita, sabe que o hotel só serve para dormir e sabe que o avião é só um meio de transporte. A classe do avião e o número de estrelas do hotel pouco importam se você tem um espírito viajante! 

No navio funciona exatamente da mesma forma: se o roteiro é chato, você vai precisar de shows top no navio para contrabalançar; mas, se você escolher um roteiro interessante, nem vai ter ânimo pra showzinho de navio kkkkk... 

Se, pra você, assim como pra mim, o que realmente importa é a VIAGEM, escolha um roteiro de navio que faça os teus olhos brilharem, não escolha o barco mais famoso 🧐

Acho que o segredo do sucesso de qualquer viagem é descobrir o melhor jeito de explorar cada lugar/região e, no Caribe, é certamente de navio, assim como na Nova Zelândia é de motorhome, na Patagônia de carro, na Capadócia de motinho, na Rússia de trem, e assim por diante...

Acredito que, quando a gente faz as coisas com o coração aberto a novas experiências, sem preconceitos, dá certo! 

É como aquela frase famosa - acho que do Einstein - 'quando a mente se abre a uma nova ideia, nunca, nunca mais volta ao tamanho original' 🤷‍♀️

Eu realmente amei tudo no cruzeiro, do início ao fim!

Acordar cada dia num país diferente, ficar na varanda da nossa cabine ao amanhecer, vendo a gente chegar em cada porto com o sol nascendo, acompanhando a função do "pilot" quando chegávamos em cada ilha, para ancorar no porto (o prático, que ajuda o Comandante a "estacionar" o navio); quando zarpávamos à tardinha - cada por do sol mais incrível no mar; ver o navio navegando todo iluminado à noite no meio do oceano, tudo! 

Foi maravilhoso, e já quero outro!!

Dicas para um próximo roteiro?? Me contem qual o roteiro de navio que vocês mais gostaram??

costa pacifica cruzeiro navio
já começamos com um por do sol incrível no mar logo no dia do embarque em Santo Domingo, na República Dominicana

costa pacifica cruzeiro navio
ficar na varanda da nossa cabine ao entardecer

costa pacifica cruzeiro navio
cada por do sol mais incrível no mar

costa pacifica cruzeiro navio
acompanhar a chegada em cada porto com o sol nascendo, como esse amanhecer maravilhoso em Barbados

costa pacifica cruzeiro navio
ver a função do "pilot" quando partíamos de cada ilha à tardinha

costa pacifica cruzeiro navio
amanhecer cada dia num país diferente

costa pacifica cruzeiro navio
ver o navio navegando todo iluminado à noite no meio do oceano

costa pacifica cruzeiro navio
não tem como não amar tudo isso!

costa pacifica cruzeiro navio
tem como não se empolgar com isso?

Roteiro do cruzeiro de 10 dias no navio Costa Pacífica

Já falei tantas vezes que amei o roteiro do nosso cruzeiro - e já tem gente louca comigo perguntando "mas, afinal, Claudia, dá pra dizer QUAL foi o maldito roteiro?"

Dá sim, meu povo, eu prometi que chegava lá, e cheguei:

  1. Santo Domingo, República Dominicana (embarque)
  2. Em navegação
  3. Castries, Santa Lúcia 9am - 6:30pm
  4. Bridgetown, Barbados 7am - 5:30pm
  5. Pointe-à-Pitre, Guadalupe (França) 9am - 10:30pm
  6. Roseau, Dominica 9am - 5:30pm
  7. St. John, Antígua e Barbuda 8am - 5:30pm
  8. Phillipsburg, St Maarten 8am - 6:30pm
  9. Tortola, Ilhas Virgens Britânicas (BVI) 7am - 1:30pm
  10. La Romana, República Dominicana (desembarque)
navio costa pacifica
roteiro do nosso cruzeiro de 10 dias no navio Costa Pacífica

costa pacifica cruzeiro navio
neste mapa da América Central dá para visualizar melhor a localização das ilhas que visitamos neste cruzeiro no Caribe

Vou contar em mais detalhes sobre cada ilha que visitamos em posts específicos, é claro, mas acho que vale a pena fazer aqui alguns apontamentos:

Não perca o por do sol espetacular em Santo Domingo - do deck superior do navio, era possível ver o Farol de Colombo de um lado e a Fortaleza Ozama de outro. Inesquecível. 

A água do Rio Ozama no porto de Santo Domingo é horrivelmente suja - impressionante a quantidade de lixo no rio! 

Um pouquinho antes da meia-noite, o navio zarpou, fez a curva e, do nosso lado - nossa cabine ficava do lado direito do navio - acompanhamos toda a saída de Santo Domingo, navegando pelo Rio Ozama e entrando no Mar do Caribe, passando pelo enorme Monumento a Fray Antonio de Montesinos e por toda a agitação do Malecón numa noite de sexta-feira. 

por do sol espetacular em Santo Domingo, na República Dominicana, ainda antes de partir

do deck superior do navio, era possível ver à distância o Farol de Colombo de um lado...

 ...e a Fortaleza Ozama de outro!

acompanhamos toda a saída de Santo Domingo, navegando pelo Rio Ozama e entrando no Mar do Caribe, passando pelo enorme Monumento a Fray Antonio de Montesinos

 a agitação do Malecón de Santo Domingo numa noite de sexta-feira vista da varanda da nossa cabine no navio

No 2º dia - que era um dia de navegação - o capitão deu notícias da navegação, o clima na rota, etc, e ficamos chocados ao descobrir a profundidade do oceano onde estávamos navegando: 4000m!

Já no 3º dia, saindo do porto de Santa Lúcia em Castries, estávamos crentes que íamos em direção ao sul para chegar a Barbados, mas, diferente do que pensávamos, rumamos para o norte, e passamos ENTRE a ilha de Santa Lúcia e Martinica, a caminho de Bridgetown, Barbados.

Ali entendi que o trajeto do navio nem sempre é o mais óbvio - acho que eles dependem de rotas de navegação, do clima no caminho, de autorização para chegar em determinado porto em tal horário, etc e, a partir de todas essas circunstâncias, é que o comandante do navio então decide o rumo que vai tomar.
Às vezes eles fazem um baita zigue-zague ou desvio que, para quem está acompanhando o percurso do navio no aplicativo do cruzeiro (ship locator) ou no Google Maps, não parece fazer nenhum sentido!
costa pacifica cruzeiro navio
para ir de Santa Lúcia a Barbados, o caminho mais óbvio é rumar ao sul - mas, quando vimos, o navio estava indo para o norte - passamos entre a ilha de Santa Lúcia e Martinica, a caminho de Bridgetown

Saindo de Barbados, no 4º dia, passamos por Martinica e Dominica a caminho de Guadalupe.

Já na chegada em Guadalupe, no 5º dia, passamos por algumas das ilhas do arquipélago de Guadalupe, antes de chegar ao porto de Pointe-à-Pitre. Na chegada, passamos pelo Mémorial Acte, um museu-memorial que conta a história do comércio internacional de escravos.

O porto de Pointe-à-Pitre não é tão grande quanto o de Barbados e, quando chegamos, já havia um outro navio enorme ancorado lá. Nos dias seguintes, encontraríamos vários outros navios de cruzeiros atracados nos portos em que aportamos. 

Muitos passageiros desembarcaram do navio e outros embarcaram em Pointe-à-Pitre, por isso o navio zarpou tão tarde. Fiquei cuidando, e vi que muitos desembarcaram do navio carregando as suas próprias malinhas, estratégia que nós imitamos ao final do nosso cruzeiro. 

ao aportar em Guadalupe, passamos pelo Mémorial Acte, um museu-memorial que conta a história do comércio internacional de escravos, que adoramos visitar

na chegada em Guadalupe, passamos por algumas das ilhas do arquipélago de Guadalupe, antes de chegar ao porto de Pointe-à-Pitre

o porto de Pointe-à-Pitre não é tão grande, mas, mesmo assim, tem vários quiosques vendendo souvenirs e free shops

Descobrimos que existem pessoas - especialmente de mais idade, aposentados - que vivem a bordo de navios! Às vezes o custo de vida nos lugares de origem deles acaba ficando tão caro e, por serem passageiros frequentes de certas empresas de cruzeiros, eles já têm vários benefícios, que acaba compensando viver embarcado! 

No nosso cruzeiro, que já estava há um bom tempinho navegando por águas caribenhas, soubemos que havia passageiros que estavam a bordo há meses! Alguns deles haviam embarcado ainda na Europa, em Gênova ou Marselha!

Conforme for escrevendo e publicando aqui no blog sobre cada ilha que visitamos, vou contando mais detalhes, mas quero deixar registrada aqui uma importante dica aos marinheiros de 1ª viagem:
Objetos de valor, $$$, passaportes, etc: deixávamos tudo na nossa cabine, dentro de uma mala, que ficava bem fechada debaixo da nossa cama com cadeado com segredo. Não confio em cofres de hotel (ou de cabines de navio) para deixar as minhas coisas importantes.
Vocês confiam?
costa pacifica cruzeiro navio
você confia em cofres de hotel ou de cabines de navio para deixar os seus objetos de valor?

é possível acompanhar o percurso do navio no aplicativo do cruzeiro - ship locator - ou no Google Maps

Quantos dias de cruzeiro de navio?

Sempre me perguntam o que eu acho de uma viagem de motorhome de feriadão, tipo 3 ou 4 dias, para "experimentar", "ver como é". 

Minha resposta: acho que deve ser uma droga!

Num motorhome, os 1ºs dias são aqueles em que a gente passa perrengue, em que estamos "aprendendo" a usar a "casinha", tudo é novidade, a gente não sabe direito como as coisas funcionam e, ao mesmo tempo em que queremos sair do motorhome para passear e explorar os lugares que estamos visitando, também queremos curtir o motorhome em si, abrir o toldo, fazer fogueira e s'mores, "brincar de acampar", ver como são os campings americanos e europeus, etc. 
Se você alugar um motorhome por 3 ou 4 dias, vai ficar só com a lembrança desse stress, desta ansiedade iniciais, que a gente vive nos 1ºs dias de uma grande novidade. É justamente lá pelo 4º ou 5º dia que a gente se acostuma com o troço, com as novidades desse meio de transporte, desse tipo de viagem, e então relaxamos e começamos a realmente curtir a viagem!
Pois descobri que, num cruzeiro, é EXATAMENTE a mesma coisa! Funciona exatamente da mesma forma que descrevi no parágrafo acima. 

Nos 1ºs dias de uma viagem de navio, estamos recém entendendo como um cruzeiro funciona, conhecendo o navio em si e suas dezenas de atividades, bares, restaurantes, piscinas, festas, shows, etc. 

Além de querer desembarcar do navio e explorar a full os destinos que estamos visitando, ainda queremos curtir o próprio navio. 

Se tivéssemos escolhido um cruzeiro de "apenas" 3 ou 4 dias, como dezenas de cruzeiros que partem ali dos arredores da Flórida, eu teria ficado num stress bárbaro, querendo aproveitar cada minuto do dia, tendo crises de FOMO (Fear Of Missing Out), hahahaha...

Além de querer aproveitar bem todas as horas do dia que tínhamos para conhecer cada um dos destinos - nos 1ºs dias da viagem de navio, estivemos nas ilhas de Santa Lúcia, Barbados, Guadalupe, Dominica, etc - eu ainda queria explorar MUITO o navio e todas as suas possibilidades, e as 24hs do dia não eram suficientes para tudo isso!

Se tivéssemos apenas 3 ou 4 dias de cruzeiro, seria o caos. 
Mas, como escolhemos o cruzeiro não pelo navio em si (pela fama ou status do barco ou da empresa), e sim pelo ROTEIRO que ele oferecia, pelos DESTINOS que iríamos visitar durante o trajeto, acabamos elegendo a dedo um itinerário incrível de 10 dias a bordo e, com todo esse tempo disponível, pudemos relaxar e aproveitar a viagem com calma, sem correria, curtindo uma parte diferente do navio a cada dia!
Posso dizer que foi perfeito!

Havia inclusive opções de roteiros ainda mais longos - de até 14 dias - ali na região pela qual queríamos viajar.

Vi um roteiro maravilhoso que incluía, além das ilhas caribenhas que nós visitamos, também as ilhas de São Cristóvão e Névis, Granada e São Vicente e Granadinas - pensa quão empolgada eu não fiquei com a possibilidade de conhecer todos esses lugares novos!? 😆
Mas deixei a sensatez me vencer 1x na vida e concordei com o Peg que talvez - só talvezzzz - para uma 1ª vez num navio, tipo de viagem que não sabíamos se iríamos gostar ou não, se jogar direto num roteiro de cruzeiro de 2 semanas poderia ser um pouquinho demais. 
Mas apenas 3 ou 4 dias? Nem pensar! Assim como numa viagem de motorhome, acho que um cruzeiro de navio tão curto deve ser uma droga 😒
Então a minha opinião é: se você quer realmente ter tempo de qualidade para curtir com calma não apenas os destinos do seu roteiro de cruzeiro, mas também todas as possibilidades que o navio oferece, o ideal é escolher um roteiro com um tempo médio de 7 a 10 dias
Minha experiência, minha opinião!

são muitos andares de atrações dentro do navio

mesmo depois de uma semana a bordo, ainda descobríamos lugares novos no navio

costa pacifica cruzeiro navio
shows diários no teatro

costa pacifica cruzeiro navio
caminhamos muitos quilômetros dentro do Costa Pacífica - 3 ou 4 dias definitivamente não são suficientes

muitas festas e aulas de dança a bordo do navio Costa Pacífica

e você ainda quer ter tempo para sair do navio durante o dia e explorar as atrações das ilhas em terra firme!

Dias de navegação no cruzeiro

Este é um detalhe importante de se destacar: um ponto que eu achei muito positivo no roteiro que nós escolhemos foi que, logo no 2º dia do cruzeiro, teríamos um dia de navegação!

Quase todos os roteiros de cruzeiros têm pelo menos 1 dia de navegação. 

Mas que diabos é um dia de navegação, Claudia? 

Ora, exatamente o que a expressão diz: é um dia inteiro navegando no mar, sem aportar em nenhum destino, mas sim em alto-mar, viajando de uma ilha para a outra, normalmente um trecho mais distante, uma distância mais longa do itinerário a ser percorrido. 

No nosso caso, no dia de navegação, fomos de Santo Domingo, na República Dominicana, até Castries, em Santa Lúcia.

Foi muito legal ter um dia de navegação logo no começo do roteiro do nosso cruzeiro, pois esse foi um raro momento da viagem em que tivemos tranquilidade para passar o dia inteirinho curtindo cada cantinho do navio, conhecendo os diferentes decks, restaurantes, piscinas e atrações do barco em si.

Fiz praticamente um 'walking tour' dentro do navio Costa Pacífica da Costa Cruzeiros! Perdi as contas de quantos Kms percorri lá dentro! 😂

Teve torneio de cornhole (lançamento de sacos de milho em um buraco); aulas de Zouk e Salsa; open day no Restaurante Teppanyaki; degustação de sushi no Restaurante Sushino; tentativa frustrada de ir na academia, tobogã...era nosso 1º dia inteiro dentro do navio, e estávamos animados, querendo ver e aproveitar muitoooo!

Aproveite essa oportunidade do dia de navegação no seu cruzeiro para relaxar e usufruir das atrações do navio, seja o spa, a academia, a piscina, os shows ou simplesmente sentar com um bom livro na varanda da sua cabine e curtir o balanço do mar!

Assim, quando, no 3º dia do roteiro, nós finalmente chegamos no porto da ilha de Santa Lúcia, já estávamos bem orientados dentro do navio, conhecendo a maior parte dele! E eu já estava descansada e com o pé que era um leque para explorar as belezas de Santa Lúcia!

tentativa frustrada de ir na academia, que acabou num café da tarde com churros e brownie kkkk...

tobogã do navio Costa Pacífica

área de piscinas

open day no Restaurante Teppanyaki

costa pacifica cruzeiro navio

degustação de sushi no Restaurante Sushino


na paz da minha varanda 💙

Onde pesquisar e comprar um cruzeiro

Como já comentei, inicialmente estávamos procurando um roteiro do navio MSC Seascape, que o @insta.do.lucas e a @instadaizi tinham feito em dezembro de 2022 e a gente acompanhou a viagem deles e deu vontade de copiar e colar. 

Aí nos decepcionamos quando vimos que esse navio da MSC não faria esse roteiro no ano-novo de 2024, que era a época em que queríamos viajar. Então começamos a pesquisar outros navios que fizessem uma rota parecida, e achei esse Costa Crociere que fazia praticamente o mesmo roteiro (um pouco menor, porque o nosso foi de 10 dias e o deles era de 2 semanas)!

Então, se vocês me perguntarem onde pesquisei cruzeiros para escolher o roteiro que faríamos, nem sei responder, porque já tínhamos esse roteiro em mente, e simplesmente tivemos o trabalho de encontrar um navio que passasse pelas ilhas que queríamos conhecer nas datas em que poderíamos viajar!

Sites que já fucei bastante para "namorar" viagens de navio:

Esses sites são onde eu PESQUISEI para encontrar o roteiro de cruzeiro que eu queria. 

Depois que você encontra o roteiro de viagem de navio que você quer fazer, aí, pelo que eu entendi, pouco importa a agência de viagens onde você vai fechar o pacote, pois, até onde pude compreender, o preço será igual em todas!

Pelo menos nos 3 lugares onde pesquisei, o valor era exatamente igual, inclusive os centavos! 😜

Sendo assim, e como não tenho uma agência de viagens da minha confiança, já que nunca viajamos por agências - sempre fechamos as nossas viagens de forma independente, por conta própria - decidimos comprar o nosso cruzeiro com o Gonza, amigo do Peg que trabalha na CVC em Porto Alegre. 

Além das agências de viagens que vendem cruzeiros, também existe a opção de comprar o seu cruzeiro no próprio site da companhia marítima, isto é, no site da Costa Cruzeiros, da Royal Caribbean, da MSC, e assim por diante. 

Sei que existem também algumas promoções, caso você compre o seu próximo cruzeiro quando ainda estiver embarcado em um cruzeiro...mas eu jamais faria isso hehehehe...já estou louca para comprar meu próximo cruzeiro, mas, no próximo, quero conhecer outra empresa, como a MSC ou a Norwegian Cruise Line, por exemplo! 

Na vida, só sou fiel aos meus amores, jamais a empresas kkkkk, gosto de ter sempre experiências diferentes...até por isso, sou péssima nesse negócio de milhas!

você pode comprar o seu cruzeiro no próprio site da companhia marítima, isto é, no site da Costa Cruzeiros, da Royal Caribbean, da MSC, e assim por diante

no meu próximo cruzeiro, já quero conhecer outra empresa, como a MSC ou a Norwegian Cruise Line, por exemplo

Quanto custa o cruzeiro de 9 noites no Navio Costa Pacífica

Vamos objetivamente aos valores que pagamos: 

O valor do cruzeiro de 9 noites/10 dias no Navio Costa Pacífica dependia do tipo de cabine:

  • cabine com varanda: R$ 22.725,00, em 12x de R$ 1.894,00
  • cabine externa: R$ 19.405,00, em 12x R$ 1.617,00
Note que esse preços são para uma cabine com 3 passageiros!

Outro detalhe: fizemos este cruzeiro em pleno ano-novo, altíssima temporada. Em outras datas ficava um pouquinho mais em conta. 

O valor da cabine interna eu nem perguntei, infelizmente, porque nem cogitamos ir numa cabine interna. Agora não sei informar pra vocês 😞

Como vocês já sabem, não sou uma grande cruzeirista cheia de know-how, mas, como já comentei acima, pelo que entendi até agora, os preços de cruzeiros são os mesmos, independente do lugar onde você compra o pacote, independente da pessoa ou agência que te vende a viagem de navio.

O preço que você vai encontrar com o seu agente de viagens de confiança ou numa agência estilo CVC será sempre o mesmo - e também será o mesmo se você comprar direto com a companhia de cruzeiros! 

costa pacifica cruzeiro navio
o valor de qualquer cruzeiro vai sempre depender do tipo de cabine que você escolher

costa pacifica cruzeiro navio
fizemos este cruzeiro em pleno ano-novo, altíssima temporada - em outras datas, fica um pouco mais em conta

Como são as cabines no navio Costa Pacífica

O navio Costa Pacífica tem, no total, 1.504 cabines, sendo 521 com varanda privativa. 

Escolhemos comprar uma cabine com varanda com vista pro mar e nunca achei que meu $$$ tivesse sido tão bem empregado na vida. 

Valeu cada centavo que pagamos a mais!

Vocês sabem que nunca pagamos + caro que o necessário, tipo 1ª classe, 5 estrelas, mas, numa viagem de navio, cabine com varanda é FUNDAMENTAL. Passei os melhores momentos da viagem na nossa varanda, sem discussão quanto a isso 🤷‍♀️

Mal sabia eu, quando optamos por pagar + caro pela sacada, o quanto eu ia AMAR e valorizar nossa varandinha. Se você não gosta de muvuca, como nós, é ainda mais fundamental ter uma varandinha pra chamar de sua! Para curtir o amanhecer, o por do sol, a chegada e a partida de cada porto, para ler...muita gente me falou de muvucas em navios...e sabe que eu não achei nada de muvuca!? Mesmo num cruzeiro de altíssima temporada, zarpando em pleno ano-novo! 

Provavelmente porque, enquanto o povo se muvucava nos decks superiores, nas piscinas e hidromassagens, eu estava lá na minha sacadinha, apenas com o mar do Caribe como testemunha 🤷‍♀️

Vocês pagariam a mais por uma cabine com varanda ou acham que não compensa?

A verdade é que achei a nossa cabine tãooo gostosa que o difícil era termos vontade de sair de lá para curtir todo o resto do navio!

A cabine com varanda do navio Costa Pacífica tem capacidade para até 4 pessoas acomodadas em 1 cama de casal conversível em 2 camas de solteiro (mediante solicitação) e 2 camas retráteis. Não sei como seria a 4ª cama se nós fôssemos 4 pessoas - como éramos 3, eles transformaram o sofá em uma cama, que ficou montada durante todo o cruzeiro. 

Nossa cabine tinha ar-condicionado, televisão, telefone, frigobar, cofre, banheiro de um tamanho bem bom, com um chuveiro maravilhoso, produtos de higiene, toalhas de praia/piscina, etc. 

O tamanho da cabine era de, aproximadamente, 18,2m², incluindo a varanda.

Sobre o secador de cabelos, vi reclamações de algumas pessoas dizendo que não pode levar secador para o navio, e que os secadores de cabelos de navios nunca são grande coisa, são fraquinhos, especialmente para quem tem cabelo que precisa de um secador mais potente. Eu não saberia dizer, mas, para mim, o secador que tinha na nossa cabine era mais do que suficiente!

Já sobre chapinhas, é bom sempre confirmar direto com a empresa do seu cruzeiro, pois cada uma tem as suas próprias regras.

cabine com varanda com vista pro mar no navio Costa Pacífica


costa pacifica cruzeiro navio
nossa cabine tripla no navio Costa Pacífica

banheiro da nossa cabine no navio Costa Pacífica

essa dupla amou a nossa cabine com varanda no navio Costa Pacífica - difícil era tirar o Lipe de lá!


costa pacifica cruzeiro navio
Peg fofoqueando todos os acontecimentos do navio na nossa varanda

costa pacifica cruzeiro navio
eu não trocaria essa varanda por nada - dinheiro muito bem empregado!

secador de cabelos disponível na nossa cabine no navio Costa Pacífica

costa pacifica cruzeiro navio
como éramos 3 passageiros numa cabine, eles transformaram o sofá em uma cama, que ficou montada durante todo o cruzeiro

a nossa cabine era tãooo gostosa que o difícil era termos vontade de sair de lá para curtir todo o resto do navio!

cuide da sua toalha de piscina, disponível na cabine - caso você a perca, terá de pagar por ela

mal sabia eu, quando optamos por pagar + caro pela sacada, o quanto eu ia AMAR e valorizar nossa varandinha

um luxo que vale cada centavo!

Mais detalhes sobre os outros tipos de cabines, que encontrei no site da Costa Cruzeiros:

Cabine interna (sem janela)

  • 2 camas de solteiro ou uma cama de casal
  • TV via satélite e telefone
  • Ar condicionado e frigobar
  • Banheiro com chuveiro
  • Serviço de cabine 24hs

Cabine externa (com janela)

  • Vista para o mar
  • 2 camas de solteiro ou uma cama de casal
  • TV via satélite e telefone
  • Ar condicionado e frigobar
  • Banheiro com chuveiro
  • Serviço de cabine 24hs

Como vocês devem ter percebido, aparentemente, a única diferença entre os variados tipos de cabines é justamente a existência ou não de janela e/ou varanda. 

Além dessas cabines, também há algumas outras opções mais luxuosas, como uma Mini-suíte com varanda, que, além da varanda, também tem uma área de estar; a Suíte com varanda, que tem área de estar e "amenidades extras" e a Gran Suíte com varanda, que, além da sala de estar com sofá-cama, também tem as tais "amenidades extras".

Por último, ainda tem as Samsara Cabines e Suítes, que são cabines e suítes exclusivas no interior do spa. Além do acesso ilimitado ao Spa Samsara e à piscina para talassoterapia, os hóspedes destas cabines também recebem tratamentos regeneradores no spa e outros pequenos luxos, como um conjunto de toalete e o privilégio de poder escolher entre os menus de bem-estar do Restaurante Samsara.

Uma coisa que gostei bastante na nossa cabine no Costa Pacífica foram as tomadas: além de várias entradas USB, que são ótimas de se ter num quarto de hotel (e raramente tem), ainda tínhamos várias tomadas para carregar baterias, telefones e outros equipamentos!

várias entradas USB na nossa cabine no navio Costa Pacífica

enquanto o povo se muvucava nos decks superiores, eu estava lá na minha sacadinha, apenas com o mar do Caribe como testemunha

costa pacifica cruzeiro navio
me apaixonei pela vista da nossa varanda

Qual o melhor lado do navio para a cabine

Nós não podíamos escolher a cabine que queríamos, e nem mesmo o lado do navio onde seríamos alocados. Só é possível escolher o TIPO de cabine que você quer: interna, externa ou com varanda. O resto é o pessoal do navio que escolhe aleatoriamente. 

Acho até que é possível escolher a cabine, mas, para isso, você teria que pagar por essa escolha e, como eu não tinha a menor ideia de que posição ou lado do navio seria melhor, decidi deixar pra Santo Antônio essa escolha. 

Nossa cabine ficava do lado direito do navio, no 6° andar, um pouco mais para trás da metade. 

Chegamos à conclusão, depois de 9 dias de cruzeiro, aportando em váaaarios portos, que não tem um lado "melhor" para ficar no navio. 

No 1° dia, ainda no porto de Santo Domingo, estávamos no lado "errado" do por do sol, mas, em compensação, na hora de ir embora da capital dominicana, estávamos do lado "certo" para ver todas as luzes da cidade se despedindo de nós de dentro da nossa cabine. 

No dia de navegação, estávamos do lado "certo" do por do sol; em outros dias, estávamos do lado "errado". E, quando estávamos do lado "errado" para ver alguma coisa, era só subir pros decks superiores, nas áreas de solarium e piscinas, de onde tínhamos vistas de 360°. 

Chegando em Santa Lúcia, vimos os 'pitons' - montanhas cônicas que são o símbolo da ilha - por volta das 6h30min da manhã, quando acordamos e vimos a ilha se aproximando de nós. 

Também em Santa Lúcia, uma sorte grande: nossa cabine ficou exatamente na frente da placa "Welcome to Saint Lucia" no porto da capital Castries! 

É bem legal quando a cabine fica virada pro lado do porto onde a gente desembarca, porque dá para acompanhar lá de cima toda a movimentação e também dá para se situar geograficamente - do 6° andar, onde ficava localizada nossa cabine, víamos tudo lá do alto.

Enfim, em alguns dias tivemos sorte, em outros dias não tivemos tanta sorte assim com a posição da nossa cabine, mas certamente não acredito que valha a pena pagar para escolher uma determinada cabine! 

Me disseram também que, para quem tem problemas com enjoo, a parte mais do meio do navio é a melhor. Como ficamos na parte do meio e não tive outras experiências diferentes, não posso dar pitaco, mas o certo é que o único lugar onde víamos o navio balançar mais era no Restaurante New York, New York, que fica situado justamente bem no fundo do navio.

Também já ouvi dizer que seria melhor ficar em cabines mais distantes dos restaurantes, ou da boate, ou do casino...pois esses lugares normalmente são mais barulhentos...mas, além de não termos tido nenhum problema com barulho vindo da boate, que ficava bem pertinho da nossa cabine, também não acho que seja possível ficar distante de todos os restaurantes, boates e cassinos, que estão espalhados por praticamente todo o navio kkkkk...sempre vai ter um deles por perto!

Pior é ficar numa cabine com varanda onde tem um fumante na cabine ao lado - ficamos uns dias com um fumante ao nosso lado e não dava pra deixar a porta da varanda aberta, porque vinha cheiro de cigarro 😕

Além disso, tem algumas áreas do navio que são exclusivas da tripulação - provavelmente são as cabines deles, restaurantes onde eles almoçam...e ficar perto das entradas para essas áreas é chato, pois eles ficam entrando e saindo o tempo todo, uma bateção de portas constante! Mas também não vejo como "adivinhar" onde ficam essas áreas no navio!

Nessa história toda de "melhor lado do navio para a cabine", vocês já viram que o negócio é contar com a sorte, e provavelmente todas as cabines terão pros e contras!

nossa cabine ficava do lado direito do navio, no 6° andar, um pouco mais para trás da metade - e só ficamos sabendo onde seria nossa cabine 10 dias antes do embarque, quando recebemos as informações para o check-in

costa pacifica cruzeiro navio
o único lugar onde sentíamos o navio balançar mais era no Restaurante New York, New York, que fica situado justamente bem no fundo do navio

era muito legal estar do lado "certo" do navio para ver o nascer do sol na nossa cabine e todas as luzes da cidade nos dando as boas-vindas de dentro da nossa cabine, como aconteceu em Barbados

acompanhar a chegada a um novo país bem sentada na nossa varanda, como aconteceu em Dominica

mas, quando estávamos do lado "errado" para ver alguma coisa, era só subir pros decks superiores, de onde tínhamos vistas de 360°, como em Antígua

St Maarten vista da nossa varanda

Ilhas Virgens vistas da nossa varanda

O prático

Isso de dar 'sorte' com o lado da sua cabine no navio também tem um outro componente: a função do prático! 

Não sei se foi sorte, mas quase todos os dias acompanhávamos, da nossa varanda no lado direito do navio, a função do prático, e foi das coisas mais legais de aprender nessa viagem de navio!

Tenho que dizer que também teve um dia em que estávamos lá no deck superior no momento da partida e, naquele dia, o prático estava fazendo a função dele do lado esquerdo do navio - então ficamos sem saber se cada dia ele usa um lado diferente, se são 2 práticos (um de cada lado...), sei lá! 

O fato é que é bem legal acompanhar as manobras de entrada e saída de um navio em um porto, e foi uma das coisas pelas quais fiquei mais agradecida de termos a nossa varanda na cabine!

Mas...você sabe o que é um prático? Sabe do quê eu estou falando? Já mostrei tantos vídeos sobre isso lá nos stories, que fiquei presumindo que todos já tenham entendido, mas vamos lá:

Nós já sabíamos o que é um prático, o que ele faz, e já sabíamos até que no Brasil eles são escolhidos através de concursos públicos e são super bem remunerados, mesmo porque é uma função que tem uma responsabilidade imensa e bastante periculosidade, e tínhamos muita curiosidade de ver eles trabalhando na prática. 

Em resumo, o prático é o piloto, o manobrista, aquele que estaciona o navio no porto - sendo que cada porto tem os seus próprios práticos. 

Diferente do Comandante do navio, que é treinado para a navegação em alto-mar, o prático recebe treinamento para navegar e manobrar em águas mais restritas ao tráfego, onde as embarcações se comportam de maneira diferente e existem condições específicas com as quais o Comandante não está familiarizado, como ventos, correntes, ondas e marés de cada porto.

Para saber mais, veja este link: Praticagem do Brasil

Quando zarpamos do porto de Barbados, acompanhamos pela 1ª vez, na íntegra, toda a função do prático. E, depois dessa noite, todos os dias eu madrugava para acompanhar a chegada do nosso navio em um novo porto, e todos os dias à tardinha eu corria para a varanda da nossa cabine quando o navio zarpava para ver as manobras de saída do porto. 

Adorei essa parte da viagem de navio! Acho que, na próxima encarnação, posso ser piloto de navio!

adorei acompanhar a atuação dos pilotos da nossa varanda!

o barquinho do prático parece até uma sanguessuga grudada no navio kkkk...

e lá vem ele!


costa pacifica cruzeiro navio
acho que, na próxima encarnação, vou querer ser piloto de navio!

Porque zarpar da República Dominicana

Muita gente perguntou porque escolhemos um cruzeiro com embarque e desembarque na República Dominicana.

Sim, eu sei que existem inúmeros portos no caribe. 

Um dos roteiros de cruzeiro que mais gostamos nas nossas pesquisas, por exemplo, saía de Pointe-à-Pitre, na ilha de Guadalupe. A Flórida também é um verdadeiro antro de navios partindo para cruzeiros com diferentes roteiros. 

Mas, além de que queríamos muito passar uns dias de relax em Punta Cana - e que uma viagem pela República Dominicana estava na nossa wishlist há tempos, também consideramos o fato de que Santo Domingo é um dos lugares no Caribe mais fáceis de se chegar voando a partir do Brasil, com escala no Panamá, via Copa Airlines!

Os voos para Santo Domingo normalmente são mais baratos do que os voos para a Flórida, por exemplo, e MUITO mais baratos do que os voos que encontrei para Pointe-à-Pitre ou San Juan, a capital de Porto Rico, de onde também vi saídas de alguns cruzeiros com roteiros bem interessantes!

Outro porto de cruzeiros importante na República Dominicana, o porto de La Romana, também é facilmente acessível de ônibus a partir de Punta Cana ou de Santo Domingo. 

Ou seja: na hora de escolher o seu cruzeiro de navio, leve em consideração que é importante escolher um porto de embarque e desembarque localizado num lugar de fácil acesso, para onde não seja muito difícil (ou muito caro) de voar a partir do Brasil - não adianta nada economizar no navio e depois gastar uma fortuna em passagens aéreas para chegar ao seu porto de partida!

É claro que, quando você compra um cruzeiro numa CVC da vida, eles já vendem, junto com a viagem de navio, também as passagens aéreas em voos fretados, que, às vezes, ficam até mais em conta. 

Mas, nesse caso, você acaba ficando meio amarrado nas datas dos voos fretados, não pode estender a sua viagem uns dias a mais para aproveitar uns dias de praia no Caribe no início ou no final do seu cruzeiro de navio!

No nosso caso, o cruzeiro de navio seria apenas uma pequena parte da nossa grande viagem pelo Caribe e pela América Central

Depois da viagem de navio, queríamos aproveitar para conhecer melhor a própria República Dominicana e, a seguir, voar ainda para a Guatemala, onde continuaríamos a nossa viagem pela América Central numa roadtrip de carro alugado. 

Portanto, aproveitar os voos fretados do combo com o cruzeiro era uma opção que estava fora de cogitação para nós. 

Por isso, escolhemos propositalmente um roteiro maravilhoso pelos países que queríamos conhecer no Caribe e que começava e terminava justamente na República Dominicana - nos portos de Santo Domingo e de La Romana, respectivamente - onde queríamos esticar um pouquinho a nossa viagem! 

Foi unir o útil ao agradável e matar 2 coelhos 😜

E mais: ainda nos hospedamos, na véspera e depois do cruzeiro, num hotel bem bom para turistar, em plena Cidade Colonial de Santo Domingo, o Hotel Novus Plaza Hodelpa.

Esse hotel é uma ótima opção de hospedagem para quem vai embarcar num cruzeiro em Santo Domingo, na República Dominicana, pois, além de ter um ótimo custo x benefício, ele fica situado numa localização perfeita, a apenas 2,4Km do porto de cruzeiros de Santo Domingo, onde os passageiros embarcam nos navios. 

E o Novus Plaza ainda oferece recepção 24hs, wifi, balcão de turismo, depósito para bagagens gratuito, serviço de câmbio, café da manhã incluído, elevador, academia, serviço de transfer de/para o aeroporto e quartos com televisão, frigobar, ar-condicionado, cofre, ferro de passar, mesa de trabalho, secador de cabelos, produtos de higiene, etc.

Hotel Novus Plaza Hodelpa
localização do Hotel Novus Plaza Hodelpa em Santo Domingo, na República Dominicana

o cruzeiro no navio Costa Pacífica iniciou no porto de Santo Domingo, a capital da República Dominicana

nosso cruzeiro terminou no porto de La Romana, na República Dominicana

nos hospedamos, na véspera e depois do cruzeiro, no Hotel Novus Plaza Hodelpa, na zona colonial de Santo Domingo

Meu 1º cruzeiro: o que você precisa saber

Durante o cruzeiro, fomos aprendendo tantas coisas sobre viagens de navio que eu gostaria de ter sabido antes de embarcar no meu 1º cruzeiro, que agora decidi registrar todas essas dicas aqui pra vocês. 

Antes de viajar, procurei muito na internet informações sobre como funciona o check-in no navio, como é o embarque num cruzeiro, a documentação necessária, os pacotes de bebidas, de internet, os passeios vendidos pelo navio...

Enfim, um cruzeiro de navio era praticamente uma incógnita para nós, um jeito totalmente novo de viajar, e aprendi muita coisa que posso dividir com vocês, afinal, como é difícil encontrar dicas mastigadinhas nessa internet de meu Deus!

costa pacifica cruzeiro navio
navio Costa Pacífica se preparando para zarpar em Santo Domingo

Check-in no cruzeiro

Estava preocupada, sem saber o que precisaríamos fazer para embarcar no navio, mas, 10 dias antes do embarque, recebemos todas as informações necessárias para fazer o check-in, formulários que tínhamos que preencher, etiquetas das malas para imprimir...foi bem tranquilo!

Fique ligado que você deve receber tudo isso uns 10 dias antes do seu embarque no navio, e já deixe tudo preenchido e impresso antes de ir viajar, se possível, para não ter que se preocupar com isso às vésperas do embarque!

No final das contas, é tudo bem simples, mais ou menos como um check-in online de um voo qualquer!

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica
estas etiquetas de bagagem você recebe por email e deve imprimir para colocar na sua bagagem

cruzeiro navio Costa Pacífica
depois de preencher os formulários é que você vai receber este cartão de embarque, que é o documento que você precisa, junto com o passaporte, para poder embarcar no cruzeiro

Embarque no navio - documentos necessários

Fomos para o Puerto Sansouci de Santo Domingo de Uber - aliás, o Uber é o melhor jeito de se deslocar na capital dominicana fora da zona colonial. Na zona colonial você pode andar a pé por tudo. 

A corrida de Uber da zona colonial ao porto, que é bem pertinho, custou 160 pesos dominicanos = R$ 13,00 (U$ 2,78). Baratíssima!

O embarque no navio estava marcado para às 14h30min, mas chegamos no porto de Santo Domingo ao meio-dia e o porto já estava cheio! Por sorte entramos no começo da fila, porque logo chegaram vários ônibus desembarcando passageiros e a fila ficou gigante!

Exatamente às 14hs abriram o terminal e a 1ª coisa a fazer então é entregar as malas, que já têm que estar devidamente etiquetadas com o número da cabine. Imprimimos as etiquetas em casa antes de viajar (a gente recebe elas por email uns 10 dias antes) e as colocamos nas malas ainda no hotel, com a fita adesiva que levamos. 

Já saímos do nosso hotel em Santo Domingo - o Novus Plaza Hodelpa - com as malas etiquetadas. Levamos as etiquetas do navio impressas e, como sempre, a fita adesiva nos salvou - nesse e noutros momentos, leve sempre uma boa fita adesiva nas suas viagens!

Usamos a fita adesiva até para pendurar roupas para secar na varanda da cabine - acredite se quiser! Abaixo vou explicar melhor a nossa técnica!

Você é obrigado a deixar as malas com eles, e eles levarão a sua mala mais tarde ao seu quarto. As nossas malas chegaram na cabine por volta das 16hs. Se fosse permitido, eu teria eu mesma levado minha mala comigo navio adentro, mas não era autorizado - provavelmente porque as cabines ainda não estavam prontas para entrarmos. 

Depois de entregar as malas, passamos pela imigração, para carimbar nos passaportes a saída da República Dominicana. 

Passo seguinte, tivemos que pagar a taxa de saída do país de U$ 20 por pessoa. 

Essa taxa nós pudemos pagar no Wise: U$ 60 para nós 3. Salgado, né?? Quando você sai do país por via aérea, também tem que pagar esta taxa, mas aí ela normalmente já está incluída na sua passagem aérea e você nem sente! Mas, quando sai da República Dominicana num cruzeiro, aí tem que pagar no porto mesmo 🥺

Depois você apresenta os documentos obrigatórios para o embarque, que são o seu passaporte e o formulário de embarque - um para cada passageiro - já traga impresso de casa, pois você recebe esse formulário 10 dias antes do embarque, por email. 

Aí eles tiram sua foto (acho que é para o reconhecimento facial das suas fotos que serão depois tiradas pelos fotógrafos do navio) e, por último, você passa numa outra mesa para pegar o seu cartão Costa, que é o documento mais importante no cruzeiro: ele substitui seu passaporte como identificação para desembarcar nos outros países do cruzeiro, serve de chave da sua cabine e como cartão de crédito, já que absolutamente tudo o que você comprar a bordo será pago com esse cartão. Ou seja: não perca este cartão de jeito nenhum, ele vale ouro!!!

Depois de tirar foto num cenário com fotógrafo do navio e de receber 1000 folhetos com descontos, mapas e outras informações úteis e inúteis, finalmente às 14h30min estávamos embarcando para o nosso 1° cruzeiro de navio!!!

Como as cabines só estariam prontas às 15hs, fomos direto para o restaurante buffet La Paloma, que já estava aberto servindo almoço.

O único lugar, durante todo o cruzeiro, onde tivemos que preencher papelada e apresentar documentos foi na própria República Dominicana, nos portos de início e fim da viagem de navio. No resto do cruzeiro, chegávamos em todos os países e era só desembarcar do navio com o cartão "Costa Card" - que funcionava como identificação e cartão de crédito no navio - e mais NADA. Nenhum papel, nenhum documento, nem passaporte, zero burocracia. 

Nunca foi tão fácil viajar por tantos países 🥳

A minha 1ª impressão da Costa Cruzeiros nesse momento inicial do embarque foi excelente. Mesmo com milhares de pessoas ansiosas e agitadas para organizar numa fila imensa e embarcar no navio, eles desenrolam tudo de uma forma super rápida e organizada, sem nenhum stress.

imprimimos as etiquetas de bagagens em casa antes de viajar e as colocamos nas malas ainda no hotel em Santo Domingo, com a fita adesiva que levamos

fomos para o Puerto Sansouci de Santo Domingo de Uber - aliás, o Uber é o melhor jeito de se deslocar na capital dominicana

preenchendo os formulários de saída da República Dominicana na fila que se formou para embarque no navio no porto de Santo Domingo

costa pacifica cruzeiro navio
no porto de Santo Domingo, tivemos que pagar a taxa de saída do país de U$ 20 por pessoa

costa pacifica cruzeiro navio
ainda no porto, passamos pela imigração, para carimbar nos nossos passaportes a saída da República Dominicana

durante os procedimentos de embarque no navio, recebemos 1000 folhetos, vouchers de descontos, mapas e outras informações úteis e inúteis

depois do embarque, fomos direto para o restaurante buffet La Paloma, que já estava aberto servindo almoço

Treinamento de emergência obrigatório

Depois que você se instala na sua cabine em um cruzeiro, a 1ª coisa que terá que fazer dentro do navio é o treinamento de segurança

Eles não sossegam enquanto você não vai ao ponto de encontro obrigatório e escaneia o seu cartão Costa, para comprovar que você efetivamente fez o tal treinamento de emergência. É praticamente impossível ficar em um navio mais de uma noite sem ter feito esse treinamento!

Primeiro fizemos o exercício de emergência digital, que é feito no próprio aplicativo do navio - tem que assistir a um filminho, tipo aqueles de avião. E depois, entre às 18 e 20hs, tínhamos que, obrigatoriamente, pegar os coletes salva-vidas que ficam guardados no armário da nossa cabine e ir até o ponto de encontro - chamado Muster Station - com o cartão Costa, vestindo os coletes salva-vidas. 

Daí eles leem o teu cartão e tu ficas "liberado" desse treinamento de emergência. Simples! Faça logo e se livre de uma vez desse entrave hehehehe...

eles não sossegam enquanto você não vai ao ponto de encontro obrigatório no navio

Restaurantes e comidas incluídos no cruzeiro

Saíamos para ir na academia e acabávamos tomando um café da tarde com churros e bolos de chocolate: essa foi a história desse cruzeiro!

Saíamos da cabine determinados a ir participar de alguma atividade e acabávamos sempre comendo alguma coisa no caminho - e, não raras vezes, desistindo da atividade para a qual estávamos indo! 😅

A gastronomia a bordo dos navios da Costa Cruzeiros é, obviamente, tipicamente italiana. 

A tradição mediterrânea é a principal inspiração dos chefs da Costa. 

Claramente, não sou expert para falar de gastronomia em navios - afinal, esse foi recém nosso 1º cruzeiro em navio grande, como expliquei antes - e, portanto, não tenho parâmetros para fazer comparações. 

Mas, no meu modesto entender, achei tudo muito bom, não tenho grandes reclamações. As poucas coisas que eu acho que poderiam ser melhores, vou contar para vocês abaixo - mas, de um modo geral, dou nota 8 pra eles. E só não dou 9 pela demora excessiva no serviço do jantar à la carte. Se não fosse tão demorado, eu daria um 9 como nota geral da alimentação a bordo. 

New York, New York Restaurant e My Way Restaurant são os 2 restaurantes principais do navio, com 2 andares cada um. Esses 2 restaurantes têm horários mais reduzidos de funcionamento, e servem refeições à la carte de 4 pratos.  

No restaurante New York, New York era servido um café da manhã self-service maravilhoso, almoços e jantares à la carte. Se você quisesse almoçar lá, com serviço à la carte de 4 pratos, era só chegar e escolher uma mesa. No jantar as mesas são pre-determinadas (explicarei melhor como isso funciona mais adiante). Nós almoçamos lá no dia de navegação e foi muito bom - acho que foi o único dia em que estávamos dentro do navio no horário do almoço!

Já no restaurante My Way, não era servido café da manhã nem almoço, apenas o jantar à la carte de 4 pratos - por isso escolhi jantar lá, assim experimentaríamos um restaurante diferente, senão seria NY, NY em praticamente todas as refeições! 

Além destes, também havia o La Paloma Restaurant Buffet, um restaurante do tipo buffet bandejão, com muitas opções de comidas, aberto praticamente o dia inteiro, para café da manhã, almoço, café da tarde, jantar, frutas, etc. 

Nesse restaurante, as comidas ficam atrás de uns vidros, mas é só você indicar aos atendentes o que você quer - e a quantidade que você quer - que eles vão te servindo ou te alcançando os pratinhos - quando víamos, estávamos com as nossas bandejas cheias de potinhos e tijelas!

Eu, obviamente, preferia ir nos restaurantes à la carte, onde a comida era muito mais elaborada e sofisticada, sem filas, sem barulho e sem muvuca, mas o Peg e especialmente o Lipe adoravam ir no La Paloma, onde podiam se servir à vontade, quantas vezes quisessem, sem ter que ficar esperando o garçom servir na mesa. 

Sem falar que era muito mais rápido - o serviço do Restaurante My Way realmente teve noites em que estava demorado demais!

La Paloma Restaurant Buffet

La Paloma Restaurant Buffet

La Paloma Restaurant Buffet

Restaurante My Way

La Paloma Restaurant Buffet

costa pacifica cruzeiro navio
café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

costa pacifica cruzeiro navio
café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

almoço à la carte no Restaurante New York, New York

cruzeiro navio Costa Pacífica
almoço à la carte no Restaurante New York, New York

almoço à la carte no Restaurante New York, New York

almoço à la carte no Restaurante New York, New York

cruzeiro navio Costa Pacífica
almoço no Restaurante New York, New York

almoço no Restaurante New York, New York

jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
jantar de ano-novo no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

jantar de lagosta no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
La Paloma Restaurant Buffet

cruzeiro navio Costa Pacífica
jantar no Restaurante My Way

A questão é que, num navio como este, dá para emendar uma refeição na outra, se você quiser. 

Havia uma hamburgueria na área das piscinas servindo burgers e batatas-fritas a tarde inteira! Perdi as contas de quantos hamburgers o Lipe e o Peg comeram ali! 😂

Isso sem falar nas ceias especiais que eles inventavam algumas noites no deck superior (na área das piscinas): teve noite da paella, outra noite com frutos do mar...uma orgia gastronômica! 

Outra dúvida que eu tinha era se seria possível levar alguma comida para o quarto, ou para os decks superiores - mas acredito que não tem problema. 

Várias vezes peguei um café e bolinho de tardezinha e não queria ficar ali na muvuca/barulho do buffet La Paloma, então subia para tomar o meu café na paz das espreguiçadeiras do deck superior, ou descia para a minha varanda na cabine, e nunca ninguém me "barrou". 

Só tenha, por favor, o cuidado de não deixar pratos, copos, talheres e restos de comida espalhados pelas espreguiçadeiras ou outras partes do navio - retorne tudo ao restaurante, por favor!

Pois é, tem muita gente que "esquece"...

cruzeiro navio Costa Pacífica
jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
La Paloma Restaurant Buffet

cruzeiro navio Costa Pacífica
dá para emendar uma refeição na outra!

café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

cruzeiro navio Costa Pacífica
existem também outros restaurantes de especialidades no navio, como esta pizzaria, que são pagos à parte

jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
meu café da tarde no deck superior

jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

cruzeiro navio Costa Pacífica
jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

cruzeiro navio Costa Pacífica
café da manhã buffet no Restaurante New York, New York

jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

cruzeiro navio Costa Pacífica
em uma das noites, os garçons do Restaurante My Way fizeram um show animadíssimo!

cruzeiro navio Costa Pacífica
Restaurante My Way no navio Costa Pacífica

jantar no Restaurante My Way

jantar no Restaurante My Way

ceia especial, servida no deck superior, na volta da piscina

La Paloma Restaurant Buffet

cruzeiro navio Costa Pacífica
La Paloma Restaurant Buffet

o Restaurante My Way ficava no meio do navio

Sobremesas sem gosto no Costa Pacífica

O que eu acho que poderia melhorar na área de alimentação do navio:

O Lipe reclamou bastante das sobremesas, achou tudo meio sem-graça, sem-gosto. 

Para mim, estava ok, mas eu entendi a reclamação dele: os doces, no Brasil, são realmente doces, com muito açúcar; e as sobremesas no navio são mais pro gosto do italiano, não são tão doces como estamos acostumados no BR, por isso ele estranhou. 

Se vocês já fizeram algum cruzeiro da Costa, me contem se tiveram a mesma impressão!



cruzeiro navio Costa Pacífica



cruzeiro navio Costa Pacífica



sobremesa no buffet La Paloma

sobremesa no buffet La Paloma

Itens cobiçados no navio

Azeite e queijo ralado no navio são tratados como ouro. Não há nas mesas e, para conseguir, você dependerá da boa vontade do garçom te atendendo. 

Se você não vive sem azeite, leve o seu na bolsa! 

Num navio italiano, onde o 'primo piatto' sempre envolve algum tipo de massa, era de se esperar que houvesse queijo ralado em todas as mesas, não?!

Adoçante então, é surreal, não tem nas mesas, é um item mega cobiçado, certamente o objeto mais concorrido do navio, guardado a 7 chaves por garçons específicos. Eu levei o meu, óbvio (sempre levo). 

Imagine para quem não consome açúcar, nem toma café amargo, a todo momento ter de solicitar adoçante para alguém. Ter que esperar algum garçom aparecer para poder adoçar o seu café. E mais: só os garçons que serviam café tinham as malditas bolinhas de adoçante (que eles ficavam economizando, como se fossem bolinhas de ouro), os outros não. 

É bizarro. 

Alguns garçons nem sabiam o que era adoçante, quando a gente pedia. Experimente pedir por sweetener ou sacarina.

Tivemos experiências boas e ruins com garçons. É na sorte. 

Nos restaurantes à la carte, como já mencionei, o serviço era muitooo demorado - na noite em que eles serviram lagosta, por exemplo, fomos jantar antes das 21h30min e terminamos depois das 23h30min. Nesse caso, não era nem culpa dos garçons, claro - eles deviam estar com algum problema na cozinha. 

Sobre as bebidas, vou falar abaixo 👇

cruzeiro navio Costa Pacífica
como é que, num navio italiano, te servem essa massa deliciosa SEM um parmesão? não pode, né!

cruzeiro navio Costa Pacífica
o primo piatto era sempre algum tipo de massa 😋

Pacote de bebidas do navio

Não compramos os pacotes de bebidas do navio - tem que comprar para todas as pessoas da mesma cabine o mesmo pacote de bebidas, e por todos os dias do cruzeiro (€ 57 por pessoa por dia!) e, se você pretende sair bastante do navio para passeios durante o dia, e não vai beber muito, a maioria dos pacotes de bebidas oferecidos pelo navio não compensa MESMO. 

Não é possível comprar o pacote por 3 ou 4 dias, ou apenas para mim, ou pacotes de bebidas diferentes para cada um da cabine, por exemplo. Se você decide comprar, tem que ser o mesmo pacote para todos os integrantes da cabine e para todos os dias, embora o preço seja por dia/por pessoa. 

A menos que você seja um pinguço assumido (ou não dê tanto valor ao seu rico dinheirinho), é melhor ir comprando bebidas cada vez que você quiser consumir. Tomamos várias jarrinhas de vinho de 1/2 litro nos jantares, e o preço não ficava tãooo absurdo (em torno de € 14 por jarra).

Mais absurdo que isso era pagar € 4 por uma garrafa de água, mas sem água ninguém vive, né!? 

Entenda: não é que não houvesse água disponível no navio: há, sim, máquinas de água disponíveis 24hs no buffet La Paloma, no buffet de café da manhã do restaurante New York, New York e também na área da piscina. Não falta água gelada e gelo no navio (grátis). 

Mas, quando você vai jantar ou almoçar nos restaurantes à la carte, em que a comida (e bebidas) são servidas na mesa, não há máquinas dispensadoras de água nesses restaurantes, e você não vai aparecer no restaurante bacana com a sua garrafinha de água, né!? Pelo menos eu não vi ninguém fazendo isso...

Me disseram que é possível pedir "tap water" (água da torneira), mas também não vi ninguém com jarrinha de água da torneira nas suas mesas - todo mundo pedia água mineral engarrafada mesmo. Então, nesses restaurantes, não tem muita saída senão pagar € 4 por uma garrafa de 1L de água, com ou sem gás!

O Peg experimentou as cervejas locais de todos os países por onde passamos, em terra firme - e achamos muito mais negócio a nossa estratégia de irmos comprando bebidas no navio (com ou sem álcool) cada vez que queríamos consumir!! 

As jarrinhas de 1/2 litro de vinho italiano, branco ou tinto, que custavam em torno de € 14 (aparecem no cardápio como "wine by carafe"), achei um bom negócio, melhor do que pedir em taças. 

Uma lata de refrigerante (330ml) sai por € 4,26 no navio. E, infelizmente, melhor alertar: não tem Coca-Cola, só Pepsi 🥺

Dessa forma, não gastamos em bebidas sequer uma fração do que teríamos pago num pacote de bebidas do cruzeiro. Depois dessa experiência, posso afirmar sem dúvidas que eu jamais compraria pacotes de bebidas num cruzeiro. Até porque certamente iria me embriagar e perder a diversão 😬🙈

Vocês costumam comprar pacotes de bebidas em cruzeiros? Acham que vale a pena? Comprariam se fossem embarcar num cruzeiro pela 1ª vez??

Se você decidir assumir sua 'pingucice' e comprar o pacote de bebidas, a dica, assim como no caso do pacote de internet, é adquirir online 10 dias ANTES de o cruzeiro começar, que fica + em conta. Depois que você embarca no navio, além de ficar (ainda) mais caro, também vai ter que enfrentar filas para comprar!

Os pacotes de bebidas comprados no navio são mais caros do que comprados pela internet 10 dias antes do embarque. 

Um leitor que faz contas melhor do que eu me disse que só vale a pena comprar pacotes de bebidas se você for beber muito mesmo, pois a média de valor é de € 8 por drinks, e € 7 por taças de vinho. 

Se você tomar mais de 6 drinks por dia, aí sim vale o pacote. Caso contrário, vale mais a pena pagar avulsas as bebidas que você quiser consumir, pois, como já expliquei, os pacotes têm que ser comprados por quarto - não era possível apenas o Peg comprar o pacote para poder tomar cervejas ilimitadas e eu não, por exemplo. 

Mas atenção: cada cruzeiro/navio/empresa é diferente, e eles oferecem alguns outros pacotes específicos só de bebidas não alcoólicas, ou só de vinhos, só de cervejas...nós não vimos nenhum pacote de bebidas em oferta que a gente achasse que valia a pena, mesmo porque nosso objetivo era passar mais tempo em terra, nas paradas do navio, do que embarcados, e aí beberíamos o que quiséssemos em terra firme, mas recomendo que você veja quais são as opções de pacotes de bebidas que o seu cruzeiro oferece, para ver se não tem alguma que faça sentido pra ti!

Pode entrar com bebidas no navio? 

Não sei dizer se pode, mas o fato é que nós entramos, várias vezes, sem nenhum problema. Eu ACHO que, se você perguntar, eles vão dizer que não pode (eu não perguntei). Eu ACHEI que não podia. Mas aí, quando estávamos em Barbados, vi umas vizinhas de cruzeiro comprando um lote de bebidas (latas e garrafas plásticas) no free shop do porto de Bridgetown, e fui perguntar pra elas se elas iam levar tudo aquilo pro navio, se podia entrar no navio com todas aquelas bebidas e elas me disseram que sim, claro, que todos os dias levavam seus "drinks" pro navio. 

Então eu resolvi comprar umas latas de cervejas e de refri 600ml para experimentar (o pior que poderia acontecer seria eles confiscarem essas bebidas) e...surpresa: passei reto no raio x! Eles obviamente viram todas as minhas latinhas e garrafas plásticas na mochila quando coloquei a mochila no raio-x, e... deixaram passar!

Depois disso, todos os dias eu levava umas latinhas de cerveja locais e refrigerantes pro frigobar da nossa cabine - nunca deu problema!

Só um alerta: nunca comprei bebidas em garrafas de vidro! Acho que se fosse vidro, talvez desse problema. Mas só ACHO. 

E afinal, tem alguma bebida liberada no navio, se você não comprar pacote de bebidas?

Sim, como expliquei acima, tem as máquinas de água e gelo liberadas 24hs. 

Além disso, no café da manhã tem café e chás, e pelo menos uns 3 tipos de sucos (laranja, maçã, etc). 

No café da tarde, tem apenas café e chás liberados. Achei que poderia ter pelo menos suco de laranja, limonada ou chá gelado liberados no café da tarde.

os cruzeiros também costumam oferecer alguns pacotes de bebidas mais específicos, como estes

cruzeiro navio Costa Pacífica
pacotes de bebidas oferecidos pelo navio Costa Pacífica

preços da água mineral 1L e de lata de refrigerante


preços das bebidas no navio Costa Pacífica

o vinho de jarra de 1/2 litro eu achei um bom negócio

Pagamentos e qual dinheiro usar no navio

Como funcionam os pagamentos no navio, que moeda a gente usa dentro de um cruzeiro?

Bom, a moeda usada vai depender da bandeira do navio em que você estiver - a Costa Cruzeiros é italiana, então a moeda usada no navio é o euro - mesmo num cruzeiro pela costa brasileira, por exemplo! Se você estiver num navio americano, a moeda usada a bordo será o dólar, independente do país aonde o navio estiver atracado.

Mas, na verdade, nenhum pagamento dentro do navio é feito com dinheiro vivo. Absolutamente tudo o que você compra ou consome no navio é cobrado/debitado no seu Cartão Costa (Costa Card) e, para pagar a conta no final do cruzeiro, você precisa ter vinculado, já no 1º dia a bordo, de preferência, um cartão de crédito ou débito ao seu cartão do cruzeiro.

Esse cartão de crédito ou débito que você associar ao seu cartão do cruzeiro é o que será usado para fazer os pagamentos. Vinculamos nossos 3 cartões do cruzeiro ao mesmo cartão de débito Wise - é a melhor opção (junto com o Nomad) para fazer os pagamentos de tudo o que você consome no cruzeiro sem pagar IOF! 

Existem máquinas de carregar os cartões Costa espalhadas em 2 ou 3 lugares diferentes pelo navio. Embora na máquina dissesse que cartões de débito não são aceitos - deu certo com o Wise!

O chato é que a máquina não funcionou, mas uma atendente super simpática pegou nossos cartões Costa, foi lá num escritório com o cartão Wise e voltou com tudo resolvido: associou os nossos 3 cartões Costa ao mesmo cartão de débito Wise. Mas é uma coisa que deveria ser simples, resolvida na máquina, e necessitamos do atendimento da equipe.

Dá tranquilamente para vincular vários cartões do cruzeiro ao mesmo cartão de crédito ou de débito. 

E também dá para colocar dinheiro vivo como crédito no seu cartão do cruzeiro, mas aí a desvantagem é que você nunca sabe exatamente quanto vai gastar e pode ter que ficar recarregando mais créditos de novo, ou podem sobrar créditos que você não usou no final...e aí vai ter que esperar pelo reembolso!

embora na máquina dissesse que cartões de débito não são aceitos, deu certo com o cartão Wise

Procedimentos de embarque e desembarque do navio em cada porto

Quando chegava o horário em que éramos autorizados a desembarcar do navio em cada porto, eles habilitavam então o andar 0 (térreo) nos elevadores, mas também dava para descer um pouco antes ao 1° andar de elevador e depois descer um andar pelas escadas. 

Para sairmos do navio, tínhamos apenas que apresentar o cartão Costa. 

Nunca foi necessário apresentar nenhum outro documento, como passaporte ou carteira de vacinação. O ÚNICO documento que você precisa ter sempre consigo é mesmo o cartão do navio! E lembre de sempre conferir, na saída do navio, o horário do "all aboard"!

Para embarcar de volta no navio, ao fim de mais um dia de passeios em terra firme, tínhamos que passar no raio-x e apresentar apenas o cartão Costa. 

Em alguns portos, como Guadalupe, por exemplo, além de passar pelo raio-x do navio (que sempre tinha), também tínhamos que passar pelo raio-x do próprio porto. Foi o único lugar onde chegou a se formar uma pequena fila no raio-x. 

Em nenhum outro momento, no cruzeiro inteiro, vi filas para embarcar ou desembarcar do navio! Era tudo bem organizado e agilizado pela tripulação, com 2 entradas disponíveis para os passageiros (2 aparelhos de raio-X). 

E, como relatei acima, entrei no navio várias vezes com garrafas de refri de 600ml e latas de cerveja, e nunca foi problema. 

Essa foi a minha experiência no navio Costa Pacífica - se você teve uma experiência diferente, nesse ou noutro cruzeiro, conta pra gente nos comentários! 

cruzeiro navio Costa Pacífica
o embarque e desembarque do navio Costa Pacífica em cada porto era super organizado, sem muvuca, nem filas

cruzeiro navio Costa Pacífica
desembarque do navio na chegada a St Maarten

Atrações do navio Costa Pacífica

A música é a inspiração do Costa Pacífica. Toda a decoração do navio tem temas musicais, e cada área é caracterizada por um gênero musical.

Bares, cassino, lojas, academia, várias piscinas e jacuzzis, tobogã, solarium, o Samsara Spa, discoteca teen, shows no teatro, nos lounges e nos bares, muitos restaurantes diferentes, aulas de diversos tipos de danças, pista de corrida, quadra poliesportiva, salão de beleza, biblioteca, sala de conferências, capela, etc - o troço é enorme.

Mesmo depois de 10 dias perambulando diariamente pelo navio, e de ter caminhado umas 20 mil léguas lá dentro, eu ainda descobria lugares novos todos os dias 😳
O Costa Pacífica foi construído em 2009, tem 290m de comprimento por 35m de largura, com uma capacidade para 3792 passageiros.

A área de piscinas do navio não me atraiu muito - não que não fosse bacana - são 4 piscinas (2 delas com cobertura móvel e 1 para crianças), mais 5 jacuzzis e tobogã - mas não curto muito ficar numa piscina cheia de desconhecidos...só de pensar na quantidade de xixi que deve ter naquela água já me dá desgosto kkkkk e olha que não sou uma pessoa "fresca"!

Uma das animadoras da Teen Zone - área dedicada aos adolescentes no navio - era brasileira e ajudou o Lipe a se enturmar com os outros adolescentes que estavam no navio e eram 99% italianos.

Já a área dedicada aos mais pequenos, chamada Squok Club, eu não tive oportunidade de conhecer, porque né...já passei dessa fase kkkkk! Nosso pequeno viajante está nos 'teens' agora!

A academia do Costa Pacifica é top! O Peg até que frequentou bastante, depois que aprendeu um caminho que desviava do buffet - nos 1ºs dias no navio, ele saía da cabine de roupinha de malhar, determinado a ir puxar uns ferros, e acabava sempre se empanturrando no buffet no caminho e abortando a missão academia! 🤷‍♀️ 

A dica dele é que você descubra em qual horário a academia do navio está mais vazia - esteiras estavam sempre disponíveis aos montes, mas, em alguns horários, tinha que ficar disputando outros aparelhos, especialmente aqueles bancos de puxar ferro!

Já eu, preferia caminhar milhas e milhas em cada porto!

E vocês, são #teamAcademia ou #teamCaminhada?

Uma coisa que achei bem fraca no navio foram as lojas: são poucas lojas e nenhuma marca conhecida. Já vi fotos de outros navios que mais parecem shopping centers - não espere por nada parecido no Costa Pacífica!

cruzeiro navio Costa Pacífica
o Costa Pacífica tem capacidade para quase 4 mil passageiros

cruzeiro navio Costa Pacífica
durante o cruzeiro, eu descobria lugares novos todos os dias

recebíamos estes folhetos na nossa cabine diariamente, com toda a programação do navio

uma infinidade de decks a explorar

cruzeiro navio Costa Pacífica
música é o tema do navio Costa Pacífica

toda a decoração do navio tem temas musicais

corredores infinitos do Costa Pacífica

 programação da Teen Zone, área dedicada aos adolescentes no navio

adolescentes reunidos com os animadores


a área dedicada aos mais pequenos eu não conheci, mas esses mini-salva-vidas são muito fofos!

pacotes oferecidos pelo spa do navio

academia do Costa Pacífica

academia do Costa Pacífica

spa do Costa Pacífica

tobogã no último andar do navio

área de piscinas do navio

cruzeiro navio Costa Pacífica
área de piscinas do navio

cruzeiro navio Costa Pacífica
área de piscinas do navio

cruzeiro navio Costa Pacífica
essas áreas de espreguiçadeiras, que ficavam bem cheias durante o dia, ficavam às moscas no melhor momento do dia, ao entardecer

esses painéis sempre mostravam a programação noturna de festas e shows do navio

o Costa Pacífica tem váaarios lounges e bares como este, a maioria com música ao vivo

diversos palcos para shows, que aconteciam ao longo do dia e da noite

cruzeiro navio Costa Pacífica
meu souvenir favorito à venda nas lojas do navio

2º souvenir favorito do Costa Pacífica

não me agradam muito essas piscinas provavelmente cheias de xixi de estranhos

pista de caminhada do navio Costa Pacífica

quadra poliesportiva do Costa Pacífica




cruzeiro navio Costa Pacífica

Vou listar abaixo apenas algumas das opções de entretenimento a bordo do Costa Pacífica, que são inúmeras. 

Como frisei antes, não é um navio famoso por ser super top de entretenimento a bordo, mas, mesmo assim, achei que havia mais atividades disponíveis do que eu jamais poderia experimentar, para todas as idades, bolsos e gostos:

  • Tela gigante na área da piscina
  • Casino com roleta, black jack, poquer e slot machines
  • Bares e lounges como o Rhapsody Grand Bar
  • Discoteca
  • Wien Wien Dance Lounge
  • Salão Around the Clock
  • Jogos virtuais e simuladores

Só vale a pena lembrar que todos os bares, muitos dos restaurantes, cafeterias, sorveterias, confeitarias, degustações e outras atividades oferecidas pelo cruzeiro são pagas à parte (como é o caso de jogos e simuladores, atividades do spa, etc), e tudo é bemmm caro - em euros tudo fica caro, né!

Então, antes de se jogar, confirme que aquela atividade da qual você está participando é incluída no seu cruzeiro! Se eles pedem o seu cartão Costa, é porque estão debitando nele o custo da atividade.

cassino do Costa Pacífica

esta doceria, por exemplo, era paga à parte


todos os dias havia várias festas, shows e atividades para todos os gostos nos diferentes bares e lounges do navio



as maiores festas do cruzeiro, como a festa de ano-novo, aconteciam nos decks superiores do Costa Pacífica 

e eram festas BEM animadas!

na festa do branco, a maioria dos passageiros realmente entrou no clima e vestiu branco 

Shows no navio Costa Pacífica

De um modo geral, achei os shows no teatro do Costa Pacífica bem fracos. 

Show de Natal em janeiro, bailarinos ok, poucos efeitos...uma coisa mais ensino médio do que Broadway! Não espere por nada estilo Broadway!! 

Meus espetáculos favoritos foram o show em homenagem a Bob Marley e o show "iluminado" dos indianos 😜

Em uma noite, eles fizeram um arremedo do "The Voice", chamado "Voice of the Sea", que foi bem divertido também, pois recebemos um aparelhinho na entrada do teatro onde podíamos votar no melhor calouro. 

O mais legal era mesmo o próprio Stardust Theater, um teatro de 3 andares lindo, no meio do navio!

Mesma opinião com relação aos shows nos lounges e bares do navio: bons músicos e cantores, repertório ok, mas nada imperdível. 

Stardust Theater

cruzeiro navio Costa Pacífica
o lindo Stardust Theater no navio Costa Pacífica

documentário sobre o Queen


show iluminado dos indianos, um dos melhores


cruzeiro navio Costa Pacífica


esse espetáculo, que era de danças típicas caribenhas, decepcionou um pouco

um espetáculo natalino em janeiro

esse show, em homenagem ao Bob Marley, foi um dos mais empolgantes

quem não se emociona com 'No Woman, No Cry'?

'The Voice of the Sea'

shows pouco empolgantes também nos lounges do navio

Passeios vendidos pelo navio

Não fizemos NENHUM passeio ou tour vendidos pelo navio. 

Já na 1ª viagem que havíamos feito nesse mesmo estilo - um Cruzeiro pelo Rio Nilo, no Egito - ficávamos impressionados ao ver os turistas desembarcando do cruzeiro e embarcando direto nas charretes que ficavam no porto aguardando por eles. 

Nós caminhávamos 2 ou 3 quadras para FORA do porto e pegávamos o mesmo meio de transporte por 1/3 ou até 1/4 do preço que eles haviam pago! 

Pode me dizer "ah, mas é pelo conforto, pela segurança"...eu, no meu conceito, acho uma patetice, só aceitável para pessoas que realmente têm problemas de mobilidade reduzida, mas...cada um sabe onde lhes apertam os calos, né...

Para quem está acostumado a viajar de forma independente, por conta própria, nunca na vida vai ser bom negócio fazer tours organizados pelo cruzeiro, pois os preços são ABUSIVOS. Só pra quem é medroso mesmo. 

É ÓBVIO que vou fazer posts super detalhados no blog sobre cada país que visitamos, com todas as dicas do que fizemos em cada lugar, e aí você também vai poder fazer tudo sozinho!

Vocês costumam fazer os tours oferecidos pelos cruzeiros? Sei que muita gente faz pela comodidade, e outros até mesmo por medo de perderem o horário do "todos a bordo"!

não fizemos nenhum passeio ou tour oferecidos pelo navio 

quem está acostumado a viajar de forma independente, nunca vai achar bom negócio os tours organizados pelo cruzeiro, que têm preços abusivos

cruzeiro navio Costa Pacífica
no aplicativo do navio, você consegue ver todas as excursões oferecidas pelo cruzeiro

Horário do "todos a bordo"

All aboaaaaaaaard!

O maior medo de todo viajante de cruzeiros é perder o horário do 'all aboard', que significa "todos a bordo" - e, por consequência, perder o navio! 

Muitos viajantes de cruzeiros inclusive optam por fazer passeios caríssimos oferecidos pelo próprio navio só pela segurança de que não serão deixados para trás: se você está fazendo um passeio vendido pelo navio e acontece algum imprevisto - tipo furar o pneu do ônibus do tour - e você se atrasa, tem a garantia que o navio não vai te deixar para trás - nesses casos, e SOMENTE nesses casos, o navio espera os atrasados. 

Mas, se você está fazendo um passeio numa ilha por conta própria e se atrasa, o navio não espera um minuto sequer - quem nunca viu na internet, nesses perfis de 'perrengue chique', viajantes de cruzeiros correndo esbaforidos pelo porto e o navio apitando tchauzinho e deixando eles para trás?! É o pesadelo de todo cruzeirista e, aparentemente, acontece com frequência maior do que você imagina!

Durante o nosso cruzeiro de 10 dias pelo Caribe, várias vezes chegava o horário do "all aboard" e ouvíamos nos alto-falantes eles chamando por diferentes nomes e pedindo que tais e tais pessoas se apresentassem em X lugar do navio caso estivessem a bordo - obviamente eram passageiros que não haviam chegado a tempo do embarque. E logo o navio zarpava! 

Imagino que eles faziam essa conferência para informar às autoridades de imigração que tais pessoas estavam sendo deixadas para trás naquele país - muito provavelmente sem leço nem documento, pois ninguém desembarca do navio com passaportes - e eles que se virassem!

Ocorre que as paradas do navio não são tão curtas como parece, dá tempo de aproveitar bastante se você sair cedo do navio e se agilizar! Neste dia que aparece na 1ª foto abaixo, por exemplo, só precisávamos voltar ao navio às 22:30hs! Noutros dias era por volta das 17h30min 🚢

E, se você sair do navio de manhã logo cedinho, depois do café da manhã, e passar o dia todo batendo perna numa ilha, turistando e curtindo praia, às 17hs você já vai estar cansado, pronto para voltar pro navio!

Honestamente, só correm o risco de perder o navio pessoas que estão sempre chegando atrasadas na vida e que pensam que os outros vão sempre esperar por elas - o navio realmente não espera, nem um minuto sequer, graças a Deus - tenha isso em mente!

Se você é uma pessoa pontual na sua vida diária, basta se programar para chegar de volta ao porto pelo menos uns 30min antes do horário previsto para o "todos a bordo", e você não terá problemas!

neste dia, por exemplo, só precisávamos voltar ao navio às 22:30hs

se programe para chegar de volta ao porto pelo menos uns 30min antes do horário previsto para o "todos a bordo" do navio

Cruzeiros não causam péssimos impactos nas comunidades locais?

Olha, eu sempre via aquelas hordas de turistas de cruzeiros desembarcando de navios lá em Punta del Este e pensava: "qual a vantagem para o turismo local receber essas centenas de pessoas que são como gafanhotos, só deixam sujeira e não trazem nenhum benefício ao local?" 

Porque, se você pensar, turistas de cruzeiros não comem nos restaurantes locais, não se hospedam nos hotéis...no máximo vão pagar para visitar alguma atração e comprar um souvenir barato em alguma lojinha. 

Por um lado isso é bem verdade. Continuo não enxergando qual é a vantagem para uma cidade como Valeta (em Malta), Taomina (na Sicília, Itália), Atenas (Grécia) ou as cidades da costa da Croácia receberem navios de cruzeiros, que só deixam todas essas cidades AINDA MAIS abarrotadas de turistas do que já são naturalmente no verão europeu - e o pior, de turistas que gastam muito pouco!

Mas a impressão que tive é que no Caribe a situação é totalmente diferente desses lugares. Acho que na Noruega e em Barcelona, por exemplo, lugares que já sofrem constantemente com o turismo de massas, a realidade é completamente diferente do Caribe, que tem tudo a ver com receber cruzeiros, e a população espera ansiosa pela chegada de um navio!!

Até porque, como eu já comentei antes, não é tão fácil chegar nessas ilhas voando, e os navios ainda são o melhor meio de transporte para chegar lá! Se não fossem os navios, 99% dos turistas que aportam em Santa Lúcia ou Guadalupe ou Dominica nem iriam lá; só foram até essas ilhas justamente porque elas estavam no roteiro de um cruzeiro!

Mesmo nas ilhas caribenhas que são paraísos fiscais, ou que possuem centenas de empresas offshore, politicamente o turismo é mais importante para a economia do que os serviços financeiros, porque o turismo emprega muitos habitantes locais - sem falar que os negócios da indústria do turismo pertencem aos locais, enquanto que as empresas offshore são estrangeiras.

E mais: muitos trabalhadores autônomos, como os ambulantes e os taxistas, por exemplo, dependem integralmente do turismo. E, na maioria dessas ilhas, a maior parte dos turistas que chegam, vêm de navio!

Nas ilhas mais pobres, ambulantes, vendedores de comidas de rua, de bebidas, taxistas, os caras que alugam cadeiras e guarda-sol na praia, músicos de rua - todo esse povo depende 100% do turismo de cruzeiros.

Acho que talvez a nossa visão também tenha sido favorável aos cruzeiros no Caribe porque, como já comentei, não fizemos absolutamente nenhum tour organizado pela Costa Cruzeiros, então 100% do que nós fizemos foi tratando diretamente com os locais, sejam taxistas, seja alugando carros, comprando bebidas em botequinhos, pagando entradas em museus, etc.

O comércio local, nessas pequenas ilhas, também se beneficia muito do turismo de cruzeiros - tanto que muitos comerciantes locais contam que praticamente passaram fome durante a pandemia, e agora recém estão se recuperando do baque que foi não ter navios chegando lá praticamente todos os dias na alta temporada!

A verdade é que percebi que o perfil do turista de cruzeiro é aquele que gasta horrores em porcarias 😂 e a população local praticamente vive disso, não é uma surpresa ver a alegria deles com os turistas desembarcando, é uma festa: muita música ao vivo, sorrisos abertos e gritos de 'welcome'!

cruzeiro navio Costa Pacífica
sempre havia músicos ou bandinhas aguardando os turistas do navio no porto para dar as boas-vindas em cada ilha do Caribe que visitamos

O navio balança? Dá enjoo?

Balança sim! 

Nós tivemos muita sorte de não pegar nenhum dia ruim, de tempo feio, mar agitado, mas, mesmo assim, sentíamos o navio balançar às vezes - muito discretamente, mas, acho que, pra quem tem muita sensibilidade e problema de enjoar em barco, seria o suficiente para ficar incomodado! 

Nós não temos problema de enjoar em barcos (a não ser de música ruim), então não somos parâmetro pra ninguém. 

Nesses casos, acredito que é melhor pegar uma cabine bem no meio do navio - que é a parte mais estável - e escolher para jantar o restaurante mais do meio do navio também, onde balança muito menos! 

Nas pontas (proa e popa do navio), a gente sentia muito mais o balanço! Sorte que a nossa mesa de jantar era no restaurante bem do meio do navio - My Way - super estável! No restaurante onde era servido o café da manhã - Restaurante New York, New York - que fica situado bem no fundo do navio, na popa, já sentíamos mais nitidamente o sacolejo. 

Também notamos que, em certos momentos, especialmente à noite, a água da piscina jorrava de um lado pro outro!😂

Mas acho que, com uns chás de hortelã, maçã-verde e Dramin, dá para encarar. Pessoas que têm problemas com enjoos em barcos teriam que fazer um cruzeiro curtinho, tipo de 3 dias, para experimentar! Não dê uma de louco sem limites como nós, que nos jogamos de cara num cruzeiro de 10 dias 😳

Dicas para quem enjoa que me passaram: chá de hortelã e maçã-verde de manhã ajudam; comer maçã-verde; tomar Ginger Ale (refrigerante à base de gengibre) e, caso piore, tomar Vonau durante o dia e Dramin à noite...ah, e também tem aquelas pulseiras anti-enjoo, que diz que ajudam.

Por último, um leitor (@rhaabibe) me relatou que comprou no site da Amazon uns adesivos de colar atrás da orelha que ajudaram MUITO! Acho que, para quem tem problemas de enjoo, vale experimentar! O nome deles é MQ Motion Sickness Patch.

E vocês, têm mais alguma dica anti-enjoo? Comentem aqui, assim a gente ajuda quem sofre desse mal!
 
tivemos sorte de pegar apenas dias bonitos, de mar tranquilo, durante o nosso cruzeiro no Costa Pacífica

Qual o melhor turno para jantar no navio

Você sabia que, nos cruzeiros de navio, existem 2 turnos em que é servido o jantar nos diferentes restaurantes à la carte do navio?

Sempre há um restaurante estilo buffet no navio onde você pode jantar no horário e na mesa que quiser, durante o perído em que o buffet estiver aberto, é claro. 

Mas, se você quiser jantar num restaurante à la carte, que são os restaurantes mais bacanas, onde a comida é servida em 4 pratos na mesa, com direito a entrada, primeiro prato, prato principal e sobremesa, você vai ter que escolher, antes mesmo de embarcar no navio, pelo aplicativo do cruzeiro, qual dos restaurantes incluídos no seu pacote você prefere e qual o seu turno favorito para jantar. 

Essas escolhas não são determinantes - se eles não tiverem vagas no restaurante e turno que você escolheu, eles podem acabar te alocando em outro turno e restaurante, mas, pelo que entendi, na medida do possível, eles realmente tentam te colocar no restaurante e turno que tu escolheu pelo aplicativo. 

No nosso caso, nos colocaram no restaurante e turno que nós pedimos - e, como não tínhamos ideia de qual restaurante e turno seriam os melhores para nós, escolhemos de forma bem aleatória!

Tudo isso porque você terá, durante todo o seu cruzeiro, nos jantares à la carte, uma mesa e um garçom pre-determinados - simmm, isso mesmo: você não pode simplesmente chegar no restaurante que te foi alocado e pegar qualquer mesa que estiver disponível - a tua mesa é numerada (o número dela vem no teu cartão do cruzeiro) e você tem que sentar no mesmo lugar todas as noites. 

Inclusive, na 1ª mesa que nos colocaram, nos puseram numa mesa grande, junto com um outro casal de brasileiros super simpáticos, viajando com um bebê. 

Algo que pode ocorrer: você ser colocado numa mesma mesa com pessoas antipáticas, ou que não falam a mesma língua que você...

Não foi o nosso caso: o casal que estava na mesma mesa que nós era super querido, adorava viajar, e a conversa (sobre viagens, é claro!) foi ótima! Ficamos até chateados quando decidimos trocar nosso turno de jantar, porque não teríamos mais a companhia deles. 

Pois é, acabamos pedindo para trocar nosso turno de jantar

Inicialmente nós escolhemos o 1° turno de jantar, mas depois pedimos pra trocar, porque jantar às 19hs era muito cedo pra nós (estamos acostumados a jantar mais tarde, tipo 20h30min), e mal dava tempo de chegarmos dos passeios, assistir o por do sol, acompanhar a saída do navio do porto, tomar banho...não tinha como nos aprontarmos pra jantar tão cedo!
Vocês escolheriam qual turno para jantar??
Para trocar o turno do jantar, tem que ir no restaurante na hora que abre e falar com o gerente, daí, no dia seguinte, você recebe um comunicado na cabine de tarde com o número da sua nova mesa. Normalmente, pelo que me disseram, os pedidos de troca são atendidos no dia seguinte.

Achei ruim o atendimento telefônico na Recepção do navio, e o atendimento pessoal sempre tem filas nos primeiros dias do cruzeiro. 

Para conseguirmos trocar o horário do nosso jantar, tive que insistir pessoalmente com o maitre no restaurante e depois novamente por telefone 2x! Seja insistente!

no aplicativo do cruzeiro, ainda antes de embarcar, você pode escolher o turno de jantar que prefere

além do turno de jantar (são 2 opções), você também pode escolher entre os 2 restaurantes disponíveis para o jantar à la carte e indicar o número de hóspedes na sua mesa

pedimos para trocar o turno do jantar e, no dia seguinte, recebemos este comunicado na nossa cabine, à tarde, informando o atendimento do nosso pedido e o número da nossa nova mesa

Dress code no navio Costa Pacífica

Uma das minhas maiores dúvidas sobre viagens de navio antes de fazer o meu 1º cruzeiro era sobre o dress code no navio - que roupas levar num cruzeiro?? 👔🎩

Eu tinha ouvido falar que em alguns jantares e festas no navio a gente teria que usar algumas roupas mais específicas, de uma determinada cor, alguma coisa mais tipo fantasia ou até roupa arrumada, de gala, e estava preocupada com isso, porque não costumo levar roupas arrumadas NUNCA nas minhas viagens. 

A 1ª dica, então, é o casaquinho - às vezes, o ar-condicionado do navio estava bem gelado em alguns ambientes e, quem é mais friorento, pode acabar passando frio!

Sobre as tais roupas arrumadas - nossa grande preocupação era saber se realmente era necessário levar um blazer, ou gravata, para jantar. Afinal, para as mulheres, é fácil, dá pra levar um pretinho básico e usar todas as noites kkkk...mas o Peg não estava nem um pouquinho empolgado com a ideia de ter que levar terno e gravata na viagem. 

Então, resumindo, posso dizer que não, não é necessário, se você não quiser! 

A verdade é que, em termos de roupas, dava de tudo no restaurante 'My Way', onde jantávamos todas as noites (os restaurantes do café da manhã, almoço e café da tarde nós podíamos escolher diferentes todos os dias e variar, mas o restaurante do jantar à la carte era fixo, como expliquei acima). Tinha homens de black-tie, terno e gravata, e também de bermudas de jeans! 

O Peg e o Lipe iam jantar de camisa de manga curta e bermudas de sarja, e nunca se sentiram mal vestidos. Eu levei uma bermuda preta, umas blusas mais arrumadinhas e uma sapatilha preta e pronto, também nunca me senti mal-arrumada! Um vestidinho preto básico resolve. 

E veja que passamos o ano-novo a bordo, ou seja, uma festa grande, em que havia mulheres de paetês e vestidos tapados de brilhos. 

Mas realmente dá de tudo, então as roupas dos jantares de fato não precisam ser uma preocupação. Ainda mais num caso como o nosso, em que viajamos apenas com mala de bordo e, logo depois do cruzeiro, íamos escalar vulcões na Guatemala e em El Salvador! Ou seja: precisávamos fazer caber todo tipo de roupas numa micro-mala!

Em resumo, essa história de se preocupar com roupas para levar no cruzeiro, vou dizer pra vocês: bobagem! Se você quiser usar paetês, pode usar; se quiser andar de bermudas de praia e Havaianas, dá na mesma. Pelo menos no nosso cruzeiro da Costa foi assim. No ano-novo tinha homens de black-tie e outros de Havaianas 🤷‍♀️

Cada um na sua, como deveria ser. Adoro.

todos os dias recebíamos um folheto na nossa cabine com a programação de bordo do navio e a indicação da "roupa adequada", mas a verdade é que a única noite em que vi todo mundo seguindo a indicação do 'dress code' do cruzeiro foi na festa do branco

Lavanderia no navio Costa Pacífica

Lavar e secar roupas no Caribe não é tão fácil como parece - não sei se pela umidade, se pela maresia, mas as roupas demoram bastante a secar! 

Eles oferecem serviços de lavanderia no cruzeiro, como em qualquer hotel chique e, como nos hotéis, a lavagem de roupas no navio é cobrada por peça e caríssima. 

O jeito é lavar o que você estiver precisando no banho ou na pia do banheiro e secar na cabine mesmo - ou, melhor ainda: na varanda! 

Taí outra utilidade da fita adesiva! Tenho ódioooo desses cabides malditos cujo gancho fica preso no guarda-roupas! O jeito é pendurar as roupas para secar no espelho do quarto ou no vidro da varanda, que grudam bem (mostrei melhor a nossa 'técnica' lá nos stories - veja nas fotos abaixo) 🤣

custo da lavanderia do navio

maiô secando no espelho do quarto

roupas penduradas para secar no vidro da varanda

cruzeiro navio Costa Pacífica
roupas secando no vidro da varanda

Fotos do cruzeiro no navio Costa Pacífica

Além dos pacotes de internet, de bebidas e tantos outros que o cruzeiro oferece, um outro serviço que o navio vende é o de fotos - lindas e superfaturadas.

Para ver todas as fotos que você tirou durante o cruzeiro com os fotógrafos do navio - que são super simpáticos e BEM insistentes (difícil ser antipático e dizer 'não' para eles) - basta entrar no app do navio, na seção My Moments.

Claro que não comprei nenhuma, afinal, tenho mais de 3.000 fotos do cruzeiro no meu próprio celular, como vocês podem ver pelo número excessivo de fotos que ilustram esse post 🤷‍♀️

As fotos tiradas pelos fotógrafos do navio e impressas em tamanho grande chegavam a custar mais de € 30 😳

São fotografias realmente bonitas e bem tiradas, e eles imprimem em tamanhos enormes - a gente fica realmente tentado a comprar. 

Fiquei pensando se eles não ganhariam muito mais dinheiro se, ao invés de cobrar € 30 por foto, cobrassem € 10 - afinal, se os preços fossem mais razoáveis, muito mais gente compraria as fotos, e eles não teriam o trabalho de picotar tudo e jogar tanto papel fotográfico no lixo, produzindo toneladas de lixo. Sim, uma amiga que trabalhou muitos anos em navios me disse que, no final, eles picotam todas aquelas fotos impressas gigantes não vendidas para colocar no lixo! 👀



Qualquer semelhança do navio com um motorhome é mera coincidência

Algumas pessoas comentaram comigo que, do jeito que estamos acostumados a viajar de motorhome, acharíamos muito estranho e diferente viajar de navio. 

Sim, é bem diferente, mas tem 2 detalhes muito importantes nas viagens de motorhome - que são, aliás, algumas das coisas que mais me fazem amar motorhomes - idênticos às viagens de navio: 

1 a parte de não precisar arrumar e desarrumar malas - você chega na sua cabine/motorhome, arruma suas roupas e não precisa mudar de armário durante toda a viagem;

2 não ter que encontrar diferentes hospedagens em cada lugar que você vai, fazer reservas e mudar de quarto de hotel durante toda a viagem!

Essas são 2 das características que eu mais amo nas viagens de motorhome, e no navio é igual: você viaja de um lugar pro outro e a sua "casa", o seu quarto, vai junto, é maravilhoso!

Tudo isso para dizer que, se você gosta muito de viajar de motorhome - como nós - deveria experimentar uma viagem de navio! Talvez acabe virando uma nova paixão!

cruzeiro navio Costa Pacífica



cruzeiro navio Costa Pacífica

Passageiros e tripulação do cruzeiro no navio Costa Pacífica

Pensamos que os demais passageiros do nosso cruzeiro no navio Costa Pacífica seriam praticamente só dominicanos e latino-americanos, pois embarcaríamos na República Dominicana, e acreditamos que o "público" deste cruzeiro seria mais de 'locais', mas não - estávamos redondamente enganados: ficamos impressionados com a quantidade de italianos (claro, é um navio italiano - a Costa Crociere é italiana) e de europeus em geral entre os passageiros! 

Dos aproximadamente 3.700 passageiros a bordo, apenas 100 eram brasileiros!

Havia realmente muitos dominicanos, guatemaltecos, latino-americanos em geral e bastante alemães e italianos. Praticamente nada de americanos, canadenses ou britânicos. Acredito que os americanos preferem viajar em navios de empresas americanas, como a Norwegian Cruise Line ou a Royal Caribbean, por exemplo. 

Os brasileiros são sempre barulhentos e identificáveis de longe mundo afora, mas, no navio Costa Pacífica, quase que por milagre, até que estavam todos bem comportados kkkkk...

Ficamos bem curiosos para saber mais sobre a tripulação e sobre as pessoas que trabalham em navios. Pensava que eram mais jovens querendo viajar de graça pelo mundo, mas descobrimos que não é bem assim. 

No nosso cruzeiro, a maioria da tripulação que pegava no pesado, como camareiros e garçons, eram jovens filipinos e indianos! 

Conversamos com vários deles e descobrimos que muitos estão há 7, 8 meses embarcados trabalhando neste mesmo navio, que trabalham em torno de 11hs/dia e mandam $$ para suas famílias nos seus países de origem. Muitos deles raramente desembarcam do navio para conhecer os destinos visitados pelo navio e, no tempo livre, jogam basquete na quadra esportiva do navio. 

Conversamos bastante com eles, especialmente com o pessoal que fazia hamburgers 😂, e ficavam bem alegres quando dizíamos que conhecíamos as cidades de onde eles vinham (fosse Mumbai na Índia ou Puerto Princesa nas Filipinas), e adoravam conversar conosco sobre os pontos turísticos que havíamos visitado nos países de origem deles.

cruzeiro navio Costa Pacífica
uma simpaticíssima brasileira que conhecemos no cruzeiro

cruzeiro navio Costa Pacífica
nossa querida camareira filipina Karen

Como é o desembarque do navio no final do cruzeiro

Se você quiser desembarcar do navio sem carregar a sua própria mala, vai ter que arrumar as malas na véspera e deixar COM CADEADO e com as etiquetas de bagagem no corredor, na frente da sua cabine, até a 1h da manhã na véspera do desembarque. 

Você fica só com uma bagagem de mão na cabine, com a sua necessàire, pijama e a roupa que vai usar no dia seguinte. 

Como tínhamos que desocupar a cabine até às 8hs (é o que eles solicitam), acordamos antes das 7hs, tomamos café da manhã às 7hs com calma e, antes das 8hs, já estávamos prontos para desocupar a cabine. 

As etiquetas de bagagem deixadas pela camareira no nosso quarto indicavam que nosso ponto de encontro para o desembarque no dia seguinte seria às 10h30min, mas nós decidimos NÃO deixar nossas malas fora da cabine na véspera, e desembarcamos carregando as nossas próprias malas - uma ótima decisão! 

Ao desembarcar em La Romana, na República Dominicana, como não tínhamos voos fretados do navio e seguiríamos viagem por conta própria, tínhamos que passar pela imigração até às 11hs - foi o que nos informaram, mas não sei dizer qual a razão desse limite de horário para passar pela imigração. 

Na imigração na República Dominicana, tínhamos que apresentar passaportes, o formulário de imigração preenchido (um por pessoa, inclusive para menores) e o formulário de declaração de aduanas (apenas um por família). 

Nossa camareira deixou esses formulários na nossa cabine no dia anterior ao do desembarque, para já sairmos do navio com tudo preenchido. 

Se você for ficar 1 dia completo na República Dominicana depois do desembarque do navio, ainda terá que pagar U$ 10 (ou € 10) por pessoa, pela "tarjeta de turista". 

Muito chatas essas taxas que cobram dos turistas na República Dominicana a torto e a direito - lembre que, para sair do país e embarcar no navio dias antes, já havíamos pago taxas de U$ 20 por pessoa! 

Quando você entra e sai do país de avião, não percebe, porque essas taxas já estão incluídas no preço da passagem aérea, mas, entrando e saindo da República Dominicana de navio, é tudo pago em dólares no próprio porto. 

E mais: assim como tivemos que apresentar um tal Eticket para embarcar em Lima, no Peru, num voo Latam para Punta Cana, para sair da República Dominicana dias depois, pelo Aeroporto de Santo Domingo, num voo da Copa Airlines para a Cidade da Guatemala, novamente tivemos que entrar no site e preencher um novo "eticket", desta vez de saída do país. 

O tal "eticket" é obrigatório para o check-in no aeroporto - tanto para entrar, quanto para sair da República Dominicana de avião. Para entrar e sair de navio não é necessário. 

Como tínhamos que liberar a cabine no máximo até 8hs, às 7h45min nos despedimos da Karen, nossa querida camareira filipina. 

Sobre gorjetas: acredito que o ideal é deixar pelo menos U$ 10 ou € 10 por dia de cruzeiro. Nós deixamos em euros. Se o seu cruzeiro é de 10 dias, deixe pelo menos € 100 (minha opinião). 

Descemos então com nossas malas ao piso 0 para o desembarque do navio, já esperando que nos enrolassem, pois o navio supostamente só "chegaria" em La Romana às 8hs, mas as portas do navio já estavam abertas antes das 8hs e tinha mais um casal já desembarcando junto conosco. Fomos os primeiros a sair do navio kkkkk...e não passamos nem pelo raio-x. 

Na saída do navio, só escaneamos nossos cartões Costa - provavelmente para verificarem se nossa conta do cruzeiro já estava paga. 

No porto de La Romana, que é bem organizado, tinha músicos nos esperando, letreiro de 'La Romana', free shops e lojas de souvenirs. 

Passamos pela imigração da República Dominicana (com escaneamento de digitais e tudo), pagamos as tais taxas de U$ 10 por pessoa (com cartão Wise), entregamos o formulário da aduana e tudo resolvido.

cruzeiro navio Costa Pacífica
as etiquetas de bagagem são deixadas pela camareira na sua cabine na véspera do desembarque




informações que recebemos via aplicativo do cruzeiro para o desembarque

cruzeiro navio Costa Pacífica
se você for desembarcar do navio sem carregar a sua própria mala, tem que arrumar as malas na véspera e deixar com cadeado e etiquetas de bagagem no corredor, na frente da sua cabine, até a 1h da manhã na véspera do desembarque

porto de La Romana, República Dominicana
chegando ao final do cruzeiro, no porto de La Romana, na República Dominicana

porto de La Romana, República Dominicana
La Romana, República Dominicana

porto de La Romana, República Dominicana
La Romana, República Dominicana

porto de La Romana, República Dominicana
porto de La Romana, República Dominicana

porto de La Romana, República Dominicana
o porto de La Romana é bem organizado, com free shops e lojas de souvenirs

porto de La Romana, República Dominicana
porto de La Romana, República Dominicana

se você ficar 1 dia completo na República Dominicana depois do desembarque do navio, terá que pagar U$ 10 por pessoa, pela "tarjeta de turista"

Como ir do porto de La Romana até Santo Domingo ou Punta Cana

Na saída do porto de La Romana, na República Dominicana, tem uma parada de táxis com um monte de taxistas, mas todos eles estão ali querendo pegar uma corrida de táxi para Santo Domingo ou para Punta Cana, por U$ 120 ou U$ 150, então ninguém queria pegar nossa corrida de táxi curtinha até o centro de La Romana. 

Veio um taxista que estava láaaaa no fim da fila de táxis aceitar nossa corrida kkkk...acho que eles não estão acostumados com turistas de cruzeiros "econômicos", que pegam ônibus para Santo Domingo ou Punta Cana, ao invés de táxis 😅

Pagamos 800 pesos pelo táxi do porto de La Romana ao parque central da cidade. Em dólares, eles cobravam U$ 15, mas, pagando em pesos dominicanos, ficaram U$ 14 (800 pesos). Ainda pedi desconto.

Do parque principal de La Romana saem guagua (ônibus) que te levam até o terminal da Sichoem, empresa de ônibus que faz o trajeto de La Romana até Santo Domingo. Se você quiser ir direto de táxi até o terminal da Sichoem (que é bem mais longe que o parque), aí eles cobram U$ 20 pelo táxi. Mas esse ônibus que você pega no parque é bem tranquilo, com ar condicionado, e grátis: é um ônibus da própria empresa Sichoem, que recolhe os passageiros nesse ponto mais central para levá-los ao terminal de ônibus, onde compramos as passagens e embarcamos em outro ônibus para Santo Domingo.

Foi tudo muito fácil e rápido. Não esperamos nem 5min na parada do parque e nem na rodoviária. Logo que embarcamos no ônibus para Santo Domingo na rodoviária ele partiu, às 9hs. Pelo que o senhor me disse, tem ônibus de La Romana para Santo Domingo a cada 30min ou, no máximo, a cada hora, é bem tranquilo! 

E o melhor de tudo é o preço das passagens de ônibus: 250 pesos dominicanos por pessoa, ou seja, U$ 4,30!!! Pagamos U$ 13 para nós 3 viajarmos de busão de La Romana até Santo Domingo! Saiu mais barata a longa viagem de bus do que o táxi do porto ao centro (5min).

Em resumo, do porto de La Romana até Santo Domingo foram U$ 14 de táxi + U$ 13 de bus = U$ 27. Como os táxis custavam U$ 150, já começamos o dia economizando U$ 120 😅

E aí me perguntam "como vocês viajam tanto"? Assim 🤷‍♀️

O ônibus saiu de La Romana às 9hs e chegou em Santo Domingo às 10h50min. 

A viagem foi bem confortável, como qualquer ônibus no BR, com A/C e poltronas reclináveis. As malas vão no maleiro e eles dão ticket/comprovante.

Levamos menos de 2hs no trajeto, chegando antes das 11hs no Parque Enriquillo, no centro de Santo Domingo. De lá, cruzamos Chinatown (estava havendo uma feira de comidas chinesas, pois era domingo), e fomos a pé até nosso Hotel Novus Plaza Hodelpa, na zona colonial de Santo Domingo. Deu 1Km a pé.

Se, ao final do seu cruzeiro em La Romana, você quiser seguir viagem para Punta Cana, não tem problema nenhum: é só pegar um ônibus para Punta Cana, ao invés de Santo Domingo! Eles são bem frequentes também!

placa com os preços das corridas de táxi no porto de La Romana

1º busão

2º busão

cruzeiro navio Costa Pacífica
comprando as passagens de bus para Santo Domingo no terminal da empresa Sichoem em La Romana

cruzeiro navio Costa Pacífica
"como é que vocês viajam tanto"? assim 🤷‍♀️

Qual chip de celular usar num cruzeiro de navio no Caribe

Publiquei aqui no blog um post completíssimo sobre o melhor chip de celular para usar num cruzeiro de navio pelo Caribe e numa viagem pela América Central, então não vou repetir tudo aqui - confere lá que a dica é boa: 


omeuchip
melhor chip de celular para usar num cruzeiro de navio pelo Caribe

E o pacote de internet do navio?

Obviamente não compramos os pacotes de internet escandalosamente caros do navio - o pacote completo, válido por todos os dias do cruzeiro, custava € 171 por pessoa.

Você já comprou algum pacote de internet de cruzeiro? Achou que compensou? Funcionou bem em alto-mar?

Me disseram que, no caso de comprar o pacote de internet do navio, é mais negócio adquirir o seu pacote ANTES de o cruzeiro começar, que fica + barato. Depois que você entra no navio, está ferrado - é tudo + caro lá dentro!

E, além disso, vimos filas longas no local do navio onde você tinha que se dirigir para comprar o pacote de internet - ficamos chocados pensando como aquelas pessoas ficaram horas de pé, numa fila, esperando para comprar um pacote de dados absurdamente caro 😜

Várias pessoas me disseram que, em cruzeiros que fizeram, compraram apenas o pacote que dava direito a usar somente redes sociais (não inclui e-mail, Google Maps, aplicativos, streaming, etc), que era um pouco mais em conta: € 108 por pessoa.

Achei caríssimo para o que oferece esse pacote "social", de qualquer forma, e não me servia, porque o que eu mais queria era justamente poder usar o Google Maps para me deslocar pelas ilhas que estaríamos visitando durante o cruzeiro!

pacote internet navio
pacotes de internet vendidos no navio Costa Pacífica

Drone no navio: pode ou não?

Para quem perguntou sobre o drone: não pode levar no navio, pois o drone é considerado um "dispositivo de atordoamento" 😬🤣🤣 

Nós deixamos nosso drone numa bolsa no depósito de bagagens do hotel em que ficamos hospedados em Santo Domingo - o Novus Plaza Hodelpa - e pegamos na volta, mas acredito que é possível deixar num depósito do próprio navio na entrada e retirar no último dia - verifique direto com a empresa do seu cruzeiro, cada uma tem regras diferentes.

É certo que não pode usar o drone em nenhum navio - que eu saiba, nenhuma empresa autoriza que você decole o drone do navio - mas algumas pessoas comentaram comigo que conseguiram entrar com o drone no navio e mantê-lo guardado na cabine durante o cruzeiro. 

No caso do navio Costa Pacífica, era expressamente proibido (estava na lista de objetos proibidos de ingressarem no navio), mas, como eu disse, algumas pessoas podem ter experiências diferentes com drones em navios, então a dica é sempre verificar direto com a empresa do seu cruzeiro, pois cada uma tem as suas regras - só o que eu NÃO recomendo é deixar para "ver no que vai dar" direto no porto, pois aí você poderá ter problemas na hora do embarque. 

cruzeiro navio Costa Pacífica
o drone é considerado um "dispositivo de atordoamento"

Aplicativo do cruzeiro

Vocês devem ter percebido que mencionei o aplicativo do cruzeiro - o App Costa - muitas vezes nesse texto. É porque ele é realmente bem útil!

Recomendo que você baixe o aplicativo do seu navio assim que comprar o cruzeiro. Você vai encontrar várias informações úteis ali!

Além de tudo o que já mencionei acima, como a escolha do turno do jantar, do restaurante, etc, você ainda vai encontrar ali, durante a viagem, toda a programação a bordo, cardápios de todas as refeições, todos os serviços oferecidos e uma outra coisa muito legal para quem opta por não comprar o pacote de internet do navio: um chat

Mesmo sem internet, nos conectávamos no wifi no navio e podíamos trocar mensagens entre nós 3. 

Esse chat é super útil para famílias e grupos de amigos poderem se comunicar no navio nos momentos em que a gente está sem internet em alto-mar!

cruzeiro navio Costa Pacífica
recomendo que você baixe o aplicativo do seu navio assim que comprar o cruzeiro

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

cruzeiro navio Costa Pacífica

Está planejando fazer um cruzeiro de navio? Conta aí se este post ajudou a tirar as tuas dúvidas!

Já fez um cruzeiro? Teve experiências diferentes das nossas? Deixe as suas dicas nos comentários abaixo aqui no blog!

Acompanhe nosso Instagram para ver muitas fotos e dicas das nossas viagens! Nesta viagem pelo Caribe e América Central, usamos nas redes sociais a #LipenoCaribe, espia lá!

Leia mais sobre o Caribe e a América Central aqui no blog:


Veja mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos vídeos no YouTube - aproveite e já se inscreva lá no nosso canal.

Você também nos encontra aqui:


Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: