Menu

São José dos Ausentes: tudo o que você precisa saber sobre o melhor destino de ecoturismo do sul do Brasil

Descubra tudo o que São José dos Ausentes tem a oferecer aos turistas - um guia completo com o que você precisa saber sobre o melhor destino de ecoturismo do sul do Brasil.
São José dos Ausentes

São José dos Ausentes é uma pequena cidade ao norte da Serra Gaúcha, numa região conhecida como Campos de Cima da Serra, cheia de cânions, cachoeiras, trilhas, lajeados e campos cobertos de araucárias que já foram cenário de várias novelas e séries da Tv Globo. Um lugar excepcional para quem gosta de ecoturismo, caminhadas e belezas naturais, desconhecido da grande maioria dos turistas, e pronto para ser explorado.

Ausentes fica no nordeste do Rio Grande do Sul, e faz fronteira com o Estado de Santa Catarina - a divisa são justamente as bordas dos cânions: na parte de cima, é RS, lá embaixo, SC.

A cidade de São José dos Ausentes é considerada a mais fria do Rio Grande do Sul. No inverno, o lugar é famoso por registrar constantemente as menores temperaturas do Brasil, inclusive com chances de se ver neve e certeza de muita geada.

É lá que fica o ponto mais alto do estado, o Pico Monte Negro, em cuja base está situado o cânion de mesmo nome. O pico tem 1403m de altitude, e a altitude média em Ausentes é de 1200m.

É uma vasta imensidão de Kms e Kms de matas nativas, rios que cortam campos cheios de araucárias, mais de 100 cascatas e cachoeiras identificadas e 8 cânions que você pode explorar por conta própria com seu carro ou acompanhado de guias turísticos em veículos 4x4.

Entre um cânion e outro, prepare-se para enfrentar muitas estradas de terra e aventuras - você será devidamente recompensado com paisagens 'Instagramáveis' e cenários que aquecem o coração, aquietam a alma e ensinam muito sobre a história do Rio Grande do Sul.

Neste post, descubra tudo o que São José dos Ausentes tem a oferecer aos turistas - é um guia completo com o que você precisa saber sobre o melhor destino de ecoturismo do sul do Brasil.

Leia mais:

Onde ficar em São José dos Ausentes: dicas de hospedagem nos Campos de Cima da Serra
Cambará do Sul: guia de passeios, restaurantes, hospedagem e dicas
Canyon Fortaleza, com dicas de hospedagem BBB em Cambará do Sul
Canyon Itaimbezinho em Cambará do Sul
São Francisco de Paula: uma ótima base para roteiros pela Serra Gaúcha, com dicas de hospedagem
Parador Casa da Montanha em Cambará do Sul
Onde ficar em Urubici, Santa Catarina
10 lugares para conhecer a partir de Gramado e Canela
Gramado e Canela: post índice e dicas de roteiros


São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
cavalgada pelos cânions de São José dos Ausentes

São José dos Ausentes é perto de Gramado?

Muita gente que acompanhou a nossa viagem tem me perguntado se Ausentes fica perto de Gramado.

Olhando no mapa, até parece perto, são 185Km...mas, por estradas de serra, com trechos grandes de estrada de chão, dá mais de 3h15min de viagem...então não, não é perto!

Dá tranquilamente para colocar os 2 destinos no mesmo roteiro, mas nem pensar em fazer um bate e volta, como algumas empresas (irresponsavelmente, na minha opinião) oferecem!

Ausentes merece no mínimo 2 dias, e o ideal é 3 dias ou mais, apenas para conhecer os pontos turísticos principais.

Ali perto, Cambará também é um destino maravilhoso, que merece no mínimo 2 dias!

Saiba mais:

Cambará do Sul: guia de passeios, restaurantes, hospedagem e dicas
Canyon Fortaleza, com dicas de hospedagem BBB em Cambará do Sul
Canyon Itaimbezinho em Cambará do Sul

Parador Casa da Montanha em Cambará do Sul

Sei que a maioria dos turistas acaba chegando na Região dos Campos de Cima da Serra em função da proximidade com Gramado e Canela, na Serra Gaúcha, na chamada 'Região das Hortênsias', mas são áreas com paisagens e costumes bem diferentes, ambas valendo muito a visita.

Os Campos de Cima da Serra (Ausentes, Cambará) têm toda a tradição gauchesca de churrasco, cavalgadas e histórias de tropeiros...é uma região culturalmente e geograficamente muito diversa da Serra Gaúcha que vocês encontram em Gramado, Canela, Nova Petrópolis, Bento Gonçalves ou Garibaldi, regiões de imigração italiana e alemã.

Ausentes e Cambará são para quem gosta de um turismo mais 'roots', de aventura, com belíssimas paisagens naturais, canions, cachoeiras, acampamentos, trilhas, cavalgadas, rapel, lajeados, 4x4 e estradas de terra. Os costumes são mais campeiros e rústicos, com uma presença mais forte das tradições gauchescas.

Minha sugestão para um roteiro pela região (no mínimo):
  • 2 ou 3 dias em Ausentes
  • 2 dias em Cambará
  • 4 ou 5 dias entre Gramado, Canela e Nova Petrópolis
  • 3 dias entre Bento Gonçalves e Garibaldi
Isso pra não mencionar São Francisco de Paula, Três Coroas, Farroupilha, Nova Roma do Sul, Flores da Cunha, Antônio Prado...todas pequenas cidades da região cheias de atrativos naturais, culturais, vinícolas, esportes radicais...

Recomendo que você venha pro RS com tempo, porque a verdade é que nosso estado é bem lindo!!

E, ali pertinho, mas para o norte, ainda tem a Serra Catarinense, Urubici (SC)...

Veja também:

São Francisco de Paula: uma ótima base para roteiros pela Serra Gaúcha, com dicas de hospedagem
Onde ficar em Urubici, Santa Catarina
10 lugares para conhecer a partir de Gramado e Canela
Gramado e Canela: post índice e dicas de roteiros


São José dos Ausentes

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
a paisagem de São José dos Ausentes, nos Campos de Cima da Serra, é bem diferente da Serra Gaúcha

Roteiro em São José dos Ausentes 3 dias

Como falei acima, São José dos Ausentes merece no mínimo 2 dias, e o ideal é 3 dias ou mais, apenas para conhecer os pontos turísticos principais.

Existem várias atrações lá, e a visita a cada uma delas é demorada e cansativa, pois envolve deslocamentos longos por estradas de terra e caminhadas, cavalgadas, etc.

Além de demandar tempo, os passeios também exigem esforço físico, motivo pelo qual não dá para querer fazer tudo correndo em 2 dias.

Outra coisa importante que você precisa saber - e outra razão pela qual não recomendamos ir a Ausentes com pouco tempo: a neblina é um fenômeno super comum na região, especialmente DENTRO dos cânions, onde se formam microclimas. Os cânions são imprevisíveis.

Às vezes, a neblina se vai como chegou,  numa rapidez impressionante (aconteceu conosco no Amola Faca), até mesmo debaixo de chuva. Outras vezes, ela pode durar o dia inteiro e, se você não tiver tempo suficiente na programação para esperar algumas horas ou para voltar no dia seguinte, não verá absolutamente nada (aconteceu conosco no Monte Negro, e tivemos que voltar no outro dia para conhecê-lo).

Então, vá com calma 😏

A minha sugestão de roteiro, diante da nossa experiência em Ausentes, é a seguinte (mais abaixo eu explico melhor como funciona cada um destes passeios):

São José dos Ausentes
em São José dos Ausentes, a neblina vem e vai numa rapidez impressionante

São José dos Ausentes

Dia 1 em Ausentes

No dia 1, você terá que viajar da sua cidade até Ausentes, então já não dá para aproveitar o dia inteiro. Aproveite para conhecer as atrações que ficam no caminho até o Distrito de Silveira, onde você provavelmente vai se hospedar, por ser o lugar mais central para conhecer todos os demais pontos turísticos, como já expliquei direitinho aqui: Onde ficar em São José dos Ausentes

Perto da cidade de São José dos Ausentes, antes mesmo de chegar na sua pousada, visite o Sítio Vale das Trutas, a Cascata do Juvenal e a Cachoeira das 7 Mulheres. Aproveite para almoçar no Vale das Trutas. Enquanto você espera pela comida, vá até a Cascata do Juvenal, que fica bem pertinho, uns 400m do restaurante. Depois do almoço, veja a cascata pelo lado de cima da ponte, deixe o carro estacionado lá e faça a caminhada de 1Km até a Cachoeira das 7 Mulheres.

Se o Mirante da Serra da Rocinha estiver aberto, aproveite e vá até lá!

Aproveite para abastecer o seu carro na cidadezinha de São José dos Ausentes, por onde você vai passar, e siga viagem até o Distrito de Silveira.

Faça check-in na Pousada Altos da Serra e já peça para o Ederson marcar uma cavalgada com o Alexandre, da Fazenda Monte Negro, para o dia seguinte.

Se sobrar tempo (tudo vai depender do horário que você chegar em Ausentes, se o seu deslocamento da cidade de origem é muito longo ou não...), aproveite e vá conhecer o Cachoeirão dos Rodrigues e o Desnível dos Rios ainda neste 1º dia.

À noite, jante no Restaurante da Altos da Serra. Aproveite para experimentar a cerveja artesanal Franqueiro Kolsch, produzida em Ausentes (R$ 20,00).

São José dos Ausentes
no 1º dia em Ausentes, almoce no Sítio Vale das Trutas

São José dos Ausentes
à tarde, vá conhecer o Cachoeirão dos Rodrigues

Dia 2 em Ausentes

De manhã, tome um café da manhã reforçado na pousada e siga pela Estrada Geral até o Cânion Monte Negro, dentro da Fazenda Monte Negro.

Faça a sua cavalgada (R$ 100,00 por pessoa) pelos Cânions Funil e Monte Negro, almoce no Restaurante da Fazenda (muito bom!) e siga de carro mais uns 6Km até o estacionamento (da sede da Fazenda, onde ficam a pousada e o restaurante, até o cânion são uns 6Km de estrada de terra).

Do estacionamento até a borda do Cânion são uns 700m de caminhada. Depois, aproveite que está bem alimentado e suba no Pico Monte Negro, o ponto mais alto do RS, a 1403m de altitude. No início do caminho não há uma trilha demarcada, mas mais adiante, na parte final, é só seguir a trilha.

Caso você não tenha tido tempo no dia anterior, aproveite o restante da tarde e vá conhecer o Cachoeirão dos Rodrigues e o Desnível dos Rios.

À noite, peça a truta na chapa do Restaurante da Altos da Serra, acompanhada de farofa de pinhão e bacon e polenta frita 😜

São José dos Ausentes
sede da Fazenda Monte Negro em Ausentes

São José dos Ausentes
São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
Cânion Monte Negro

Dia 3 em Ausentes

No seu último dia em Ausentes, você terá que decidir se vai encarar o Cânion Amola Faca por conta própria no seu carro ou se vai fazer um passeio 4x4 para conhecê-lo (explico melhor as opções mais abaixo).

Este é o dia de conhecer os Cânions Boa Vista e Amola Faca (ou Encerra).

Se você decidir ir por conta própria, o melhor (mais fácil, para não se perder) é fazer o seguinte: depois de um bom café da manhã, faça check-out na pousada e deixe suas malas guardadas lá. Siga pela Estrada Geral e, na placa de sinalização, entre à direita na estrada de terra (em médias condições) que vai te levar 1º ao Cânion Boa Vista.

No Cânion Boa Vista, você tem que pagar R$ 15,00 por adulto na Pousada Ecológica dos Cânions para fazer a visita. Quando parar ali na pousada para pagar a taxa, aproveite e já peça para eles te explicarem direitinho como continuar viagem até o Cânion Amola Faca (tem que abrir umas porteiras no caminho).

Visite o Boa Vista e depois o Amola Faca e já estará na hora do almoço. Volte pelo mesmo caminho até o Toca da Onça Eco Mountain, onde você pode almoçar um hamburger campeiro maravilhoso!

Depois, é só pegar a Estrada Geral de volta até a pousada, recolher suas malas, e voltar para casa! Fazendo assim, você acaba indo e voltando pelo mesmo caminho, mas pelo menos não se perde, pois o outro caminho que existe até o Amola Faca não é sinalizado e é bem difícil encontrar!

Se tiver mais tempo, você já pode pensar em incluir no seu roteiro outras atividades como escaladas, rapel ou trilhas guiadas.

Nesse caso, sugiro que você entre em contato com o Guilherme, da Condor Ecotur (contato de WhatsApp 48-99956678), ou com o pessoal da Toca da Onça (telefone para contato 54-997055661). Eles com certeza vão ter um monte de sugestões de travessias e outras aventuras para preencher váaaarios dias em Ausentes!

São José dos Ausentes
vá pela Estrada Geral e, neste conjunto de placas de sinalização, entre à direita na estrada de terra que leva ao Cânion Boa Vista

São José dos Ausentes
tem que pagar R$ 15,00 por adulto na Pousada Ecológica dos Cânions 

São José dos Ausentes
Cânion Boa Vista

São José dos Ausentes
você terá que decidir se vai encarar o Cânion Amola Faca por conta própria no seu carro ou se vai fazer um passeio 4x4

São José dos Ausentes
Cânion Amola Faca em São José dos Ausentes

Como chegar e circular em São José dos Ausentes

Sãoo José dos Ausentes fica situada a aproximadamente 4hs de Porto Alegre, a capital dos gaúchos - são cerca de 250Km, dependendo do trajeto escolhido.

De Florianópolis são 4h30min de estrada/305Km - mas atenção ao trecho da Serra da Rocinha, que atualmente está interditado (em obras) - verifique a situação antes de pegar a estrada!

Se você chegar de avião por Porto Alegre ou por Florianópolis, alugue um carro - se puder, opte por um veículo 4x4 (não é imprescindível, mas ajuda bastante - explico melhor abaixo).

De Bom Jesus a Ausentes há asfalto, mas, para ir além de Ausentes, qualquer passeio que você vá fazer pela região será 100% em estrada de terra. 

Uma coisa importante que você precisa saber é que poucos turistas optam por se hospedar em São José dos Ausentes mesmo, pois a maioria das atrações turísticas ficam bem mais próximas do Distrito de Silveira, localizado no interior do Município, a 22Km da sede, por estradas de terra em boas condições.

Por esta razão, quase todos os turistas acabam se hospedando direto lá no Distrito de Silveira, no interior do Município de Ausentes, para ficar mais próximos aos pontos turísticos e evitar transitar tanto por estradas de terra.

A cidade de São José dos Ausentes é bem pequenina, com apenas 3.300 habitantes, e sem atrações - é lá no interior do Município, perto de Silveira, que ficam localizados os canions, cachoeiras, lajeados e capões de araucárias que levam milhares de turistas até Ausentes.

São José dos Ausentes
a cidade de São José dos Ausentes é bem pequenina e sem atrações

São José dos Ausentes
quase todos os turistas acabam se hospedando no Distrito de Silveira, no interior do Município de Ausentes

A única coisa que ninguém nos avisou - e que eu já vou te avisando - é que não existe posto de gasolina no Distrito de Silveira (e muito menos diesel S10)!! Você tem que abastecer seu carro em São José dos Ausentes, que fica a 22Km de Silveira, antes de seguir para a sua hospedagem, de preferência com o tanque cheio!!

A maior parte das atrações naturais de São José dos Ausentes fica dentro de fazendas, assim como as opções de hospedagem e, como já falei, as estradas que levam até elas são 100% de terra, em melhores ou piores condições. 

A sinalização de alguns pontos turísticos é muito boa, com várias placas indicativas ao longo do caminho. Por outro lado, apenas 2 cânions - o Boa Vista e o Monte Negro - são bem sinalizados e super tranquilos de conhecer por conta própria.

São José dos Ausentes
o Cânion Monte Negro é super bem sinalizado

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes

Muitas pessoas me perguntaram - essa foi de longe a dúvida mais frequente que recebi aqui - se é possível fazer os passeios por conta própria em carro comum

Bom. Como nós fizemos todos os passeios na nossa camionete - que é 4x4 - e mesmo assim furamos um pneu e esvaziamos outro (tivemos que encher um pneu com o compressor da Fazenda Monte Negro e arrumar outro numa borracharia do Distrito de Silveira), é difícil dar uma opinião isenta. 

O Peg garante que sim, que é tranquilo fazer tudo o que fizemos com um carro comum - só não pode ser um carro baixinho, claro. Basta não correr pelas estradas de terra cheias de pedras. Ele diz que, se tivéssemos andado mais devagar, não teríamos furado/esvaziado 2 pneus kkkk...mas é brabo ficar rodando 30, 40Km a 40Km/hora, né? Tenha paciência! #AdoroRally

Em resumo, para fazer o que nós sugerimos nos dias 1 e 2 do roteiro, é bem tranquilo ir por conta própria em carro comum: são as melhores estradas e bem sinalizadas. A maior dificuldade é no roteiro do dia 3, em que eu acho que é mais complicadinho encontrar o Cânion Amola Faca sozinho e a estrada é mais ruinzinha...se você não é um viajante Nutella, dá para ir, mas vá com calma e saiba que vai dar uma 'esbudegada' no seu carrinho. 

Se o carro for alugado, e se for um 4x4, melhor ainda!

Mas...se quiser poupar seu carro nas estradas de cascalho, basta contratar a Altos da Serra (a própria pousada organiza passeios 4x4, foi atrás deles que nós fomos até o Amola Faca), ou então o Guilherme da Condor Ecotur (contato de WhatsApp 48-99956678), que eles te levam num veículo 4x4. 

Fiz vários stories falando sobre esse tema, mostrando as condições das estradas e a sinalização...dê uma espiada lá no meu Instagram @claudiarodriguespegoraro na pasta de "destaques" de Ausentes.

São José dos Ausentes
para encontrar o Cânion Amola Faca, fomos 'perseguindo' o pessoal da Altos da Serra na nossa camionete, que é 4x4

enchemos um pneu que havia esvaziado com o compressor da Fazenda Monte Negro

arrumamos um pneu numa borracharia do Distrito de Silveira

São José dos Ausentes
esta é a Estrada Geral, em boas condições

São José dos Ausentes
estrada em boas condições em São José dos Ausentes

Quando ir a São José dos Ausentes

Ausentes é o tipo de lugar gostoso de visitar o ano inteiro.

No verão, muitos banhos de cachoeira te esperam. No inverno, o frio poderoso (pegamos -1ºC lá no último final de semana, em junho) e a geada nos Campos de Cima da Serra marcam a paisagem.

Às vezes, é possível até ver neve! Geada, no inverno (entre junho e agosto), é quase uma certeza.

Mas pode acontecer de fazer um friozinho até no auge do verão, devido à altitude, ou também fazer calor no inverno - nós mesmos pegamos um calorzinho de andar de manga curta em plena mês de junho e, no dia seguinte, acordamos com temperaturas negativas!

Em qualquer época do ano que você vá aos Campos de Cima da Serra, lembre-se de levar um casaco mas também uma camiseta de manga curta!

Recomendo também sapatos de caminhada bem confortáveis, boné, óculos de sol, protetor solar e repelente (não usamos, mas nunca se sabe!).

O certo é que, para curtir a natureza esplendorosa de Ausentes, qualquer época do ano é boa!

São José dos Ausentes
em junho, pegamos sol, chuva, neblina, um pouquinho de calor e muito frio - vá preparado para todos os climas!

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
dias lindos de sol em São José dos Ausentes

Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes

Para chegar lá, tem que enfrentar 5Km de estrada de chão em médias condições, e mais 7Km de asfalto desde a cidade de Ausentes. No total, são 12Km de distância da cidade.

O lugar é lindo! Quando chegamos lá, deu até vontade de já ficar hospedado nas cabanas deles, de tão bonita que é a paisagem. O ponto negativo de se hospedar lá, contudo, é que o Sítio Vale das Trutas fica muito longe dos cânions e demais atracões turísticas da região.

Veja mais aqui: Onde ficar em São José dos Ausentes: dicas de hospedagem nos Campos de Cima da Serra

Eles criam trutas, têm pracinha para crianças, defumador, banheiros, e o restaurante é excelente.

A gente se serve dos acompanhamentos num buffet livre com arroz, feijão, batatas assadas, salada e pirão e eles servem as trutas na mesa. Comemos trutas na manteiga, ao alho e óleo e com alcaparras. Uma delícia!!!

O almoço fartíssimo para nós 3 (comemos trutas até cansar) custou R$ 117,00.

Tem pesque e pague de trutas (também dá pra pescar e deixar as trutas lá na peixaria).

Ah, e também vimos (e colhemos) muitos cogumelos porcini, a coisa + deliciosa que há!!

Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes
cabanas no Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes

Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes
pracinha no Sítio Vale das Trutas

Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes
tem pesque-pague no Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes

Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes
colhendo deliciosos cogumelos porcini no Sítio Vale das Trutas em São José dos Ausentes

Cascata do Juvenal

É lá no Sítio Vale das Trutas que se tem a melhor vista (de baixo) da Cascata do Juvenal.

Para chegar lá, é uma caminhada curta de 400m do restaurante e tem que cruzar um rio sobre as pedras, mas é bem fácil, nem nos molhamos! No fim da trilha, você chega na parte inferior da Cascata do Juvenal.

Saindo do sítio, siga mais um pouquinho em frente pela estrada até a ponte de madeira que passa sobre o rio que deságua na cascata. Ali você pode estacionar o carro para ir ver a cascata pelo lado de cima.

Depois de conhecer a parte de baixo da Cascata do Juvenal, no Sítio Vale das Trutas, fomos vê-la pelo lado de cima. Sim, sou dessas...além de ver por baixo, também quero ver por cima! Lá de cima se tem uma visão diferente da cascata, e nos divertimos com o spray de água: ao invés de 'cair para baixo', a água estava 'subindo para cima', tamanha a força do vento! Acabamos os 3 enxarcados e morrendo de rir no carro!! O Lipe gostou tanto que pediu para voltar lá no dia seguinte para pescar trutas no pesque-pague e tomar banho de spray na Cascata do Juvenal!

Na Islândia, desviamos da nossa rota pela Ring Road e andamos uns bons quilômetros atrás de uma famosa cachoeira que jorrava água para cima, ao invés de cair para baixo...pra quê!!! Se eu soubesse que tem uma dessas aqui no RS...

Cascata do Juvenal
a trilha até a Cascata do Juvenal é curtinha

Cascata do Juvenal

Cascata do Juvenal
Cascata do Juvenal

Cascata do Juvenal

Cascata do Juvenal
Cascata do Juvenal vista de cima

Cachoeira das 7 Mulheres

Ali mesmo (pertinho da ponte de madeira que passa sobre a Cascata do Juvenal) você pode deixar o seu carro estacionado (não existe um estacionamento próprio para isso) e seguir acompanhando o rio à esquerda numa caminhada de 1Km até a Cachoeira das 7 Mulheres, que tem cerca de 30m de altura e ganhou esse nome porque foi cenário da minisérie da tv Globo 'A Casa das 7 Mulheres - quem lembra?

Fica a 16 km da cidade a 1 km da Cascata Juvenal.

A Cascata Juvenal tem 15 m de altura e fica junto ao Sítio Vale das Trutas. A parte de baixo pode ser visitada a partir do Vale das Trutas, onde há cabanas e um pesque e pague. A parte superior fica praticamente à beira da estrada logo depois do Vale das Trutas, junto a uma pequena ponte de madeira.

Passando a ponte, à direita, dá para ir caminhando pelo campo até o lado da cachoeira e também é possível descer o morro até o pé da cachoeira.

Fica a 12 km da cidade no sentido Serra da Rocinha.

A visita é gratuita.

São José dos Ausentes
nesta ponte, sobre a Cascata do Juvenal, você estaciona e começa a trilha até a Cachoeira das 7 Mulheres

São José dos Ausentes

Mirante da Serra da Rocinha

De lá você pode continuar adiante pela estrada para ir conhecer o Mirante da Serra da Rocinha. Nós não pudemos ir porque, infelizmente, a estrada estava fechada quando estivemos lá, pois eles estão fazendo trabalhos d epavimentação.

Antes de ir, informe-se ali no Sítio Vale das Trutas sobre a reabertura da estrada - quando reabrir, com pavimentação, será uma maravilha 😜

Cachoeirão dos Rodrigues

Os 2 passeios mais próximos do Silveira, que você deve fazer no mesmo roteiro, são o Cachoeirão dos Rodrigues (R$ 10,00 por pessoa, crianças não pagam) e o Desnível dos Rios, a 13Km do distrito, por estradas de terra em médias condições.

Ambos ficam bem pertinho um do outro, então aproveite para conhecer os 2 no mesmo passeio.

Para ir ao Cachoeirão, deixe o carro no estacionamento da pousada (sim, há uma pousada/hotel-fazenda lá também, com todas as refeições incluídas) e caminhe uns 400m pela trilha sinalizada até as 2 cachoeiras.

Leia mais: Onde ficar em São José dos Ausentes

A primeira cachoeira que você vai ver é uma menor. Siga adiante caminhando pela mata nativa para ver o enorme, impressionante Cachoeirão dos Rodrigues. É uma cachoeira linda, com 28m de altura, que deu nome à Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues, onde ela está situada.

O lugar é lindo, adorei! O por do sol foi maravilhoso. Parecia que as araucárias estavam pegando fogo, tudo vermelho naquela luz maravilhosa de fim de tarde.

Além da cachoeira, o Rio Silveira, que deságua no Cachoeirão, forma lajeados e corredeiras em meio aos campos ondulados cheios de araucárias...pra mim, o bioma dos Campos de Cima da Serra é um dos mais lindos do mundo, os cenários dos campos aveludados são maravilhosos, ainda mais no inverno, com a geada.

A Fazenda oferece trilhas nos 2 lados do Rio Silveira, e todos os caminhos levam à cachoeira.

O Cachoeirão fica a 35Km da cidade de Ausentes.

Cachoeirão dos Rodrigues
chegando à Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues
1º conjunto de quedas que se avista na Fazenda Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues
trilha pela mata nativa até o Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues
Cachoeirão dos Rodrigues em Ausentes

Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues
Cachoeirão dos Rodrigues

Cachoeirão dos Rodrigues
Cachoeirão dos Rodrigues

Desnível dos Rios Silveira e Divisa

O Desnível dos Rios Silveira e Divisa, como mencionei acima, fica praticamente ao lado do Cachoeirão dos Rodrigues, na mesma estrada, um pouco antes até. Vá 1° ao Cachoeirão, e depois no Desnível, porque no Desnível dos Rios você acaba se molhando ao cruzar o rio, e aí é hora de voltar para a pousada.

Essa atração natural de Ausentes, como a maioria dos atrativos de lá, fica dentro de uma das fazendas da região - a Fazenda Potreirinhos - a 34Km da cidade por estrada de terra, e 12Km do Distrito de Silveira.

Para visitar, você paga R$ 15,00 por pessoa.

Para chegar até o local onde está situado o Desnível dentro da fazenda, são cerca de 400m de caminhada desde o estacionamento.

A grande atração natural lá são os 2 rios que correm paralelamente, e quase se unem - em um determinado local, eles ficam a menos de 5m de distância um do outro, mas com um desnível de 18m de altura entre eles.

Os 2 rios são divididos por uma parede de pedras e, para conseguir enxergar os 2, você precisa atravessar o 1º deles com água quase no joelho, e acaba se molhando ali na travessia.

Se subir na colina, dá para ver direitinho que os rios Divisa e Silveira correm lado a lado, mas não se encostam nunca no trajeto das águas - é uma coisa que eu nunca vi em nenhum outro lugar!

Nas épocas de chuvas, o rio que está em cima acaba transbordando para o rio de baixo, e a água vaza em forma de corredeiras. Um espetáculo da natureza.

Desnível dos Rios Silveira e Divisa
Desnível dos Rios Silveira e Divisa
São José dos Ausentes
da estrada já é possível avistar os rios Silveira e Divisa

Desnível dos Rios Silveira e Divisa
o Desnível dos Rios Silveira e Divisa fica situado na Fazenda Potreirinhos

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
lindo fim de tarde nos Campos de Cima da Serra

Cânions de São José dos Ausentes

Vocês devem ter percebido que já falei de várias cachoeiras e cascatas até aqui, mas, afinal, e os famosos cânions de Ausentes???

Bom, estou deixando 'the best for last' - o melhor pro final.

Os cânions de Ausentes são, de fato, a principal atração para quem vai até lá. Não tenho as estatísticas, e acredito que eles não são tão imensos quanto os cânions de Cambará do Sul - o Canyon Itaimbezinho e o Canyon Fortaleza me parecem mais grandiosos - mas achei os cânions de Ausentes mais diversificados...cada um tem uma paisagem bem diferente do outro, e as visitas a todos eles não ficam cansativas, pois cada um tem suas peculiaridades, entende?

E mais: são 107Km de muralhas da Serra Geral, então é cânion que não acaba mais!

Veja mais:

Canyon Fortaleza, com dicas de hospedagem BBB em Cambará do Sul
Canyon Itaimbezinho em Cambará do Sul


Os Campos de Cima da Serra terminam abruptamente, despencando das bordas dos cânions - é uma visão incrível da planície terminando e aqueles paredões de pedra - em dias de boa visibilidade, de alguns cânions avista-se até o mar.

Como regra, são 8 cânions em São José dos Ausentes, mas acho que não existe uma unanimidade nos nomes, pois vi listas com nomes diferentes.

4 cânions ficam situados na Estrada Chapada Bonita: Boa Vista, Realengo, Amola Faca e Tabuleiro.

Outros 3 cânions ficam na Estrada Geral: Chiqueiro, Cruzinha e Monte Negro.

Na BR-285 fica o Cânion da Rocinha.

Como consenso, os principais cânions são:

Cruzinha, Monte NegroBoa Vista, Realengo, Amola Faca, Tabuleiro e Rocinha.

Mas também ouvi eles falaram em outros cânions, com nomes como Coxilha, Funil, Chiqueiro...então me embananei e já nem sei mais de fato os nomes de todos os cânions! Se alguém souber explicar direito essa confusão, seria uma favor deixar um comentário abaixo!

Alguns deles são mais conhecidos e acessíveis, como o Monte Negro, enquanto outros cânions têm acesso bem mais difícil, como o Tabuleiro, e acabam sendo bem menos visitados por turistas.

O fato é que, quando a gente para na borda de qualquer um deles, entende bem o que é sentir-se pequeno, e como é bom e tranquilizador estar próximo e conectado à natureza.

Em Ausentes, lembrei até das aulas de literatura no ensino médio 😍

Mundo mundo vasto mundo,
mais vasto é meu coração.

Quem aí lembra do 'Poema de 7 faces' de Carlos Drummond de Andrade??

Parafraseando, eu não devia te dizer
mas esse cânion
mas esses Campos de Cima da Serra
botam a gente comovido como o diabo ❤

São José dos Ausentes
Cânion Monte Negro em São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
Cânion Amola Faca

Cânion Amola Faca ou da Encerra

O Cânion Amola Faca é um dos mais bonitos de Ausentes, e o acesso não é dos piores (embora as estradas cheias de pedras sejam ruinzinhas) - o problema mesmo é a total ausência de sinalização, que não colabora com quem quer visitá-lo por conta própria.

Como o Amola Faca fica dentro de uma fazenda, e não é permitido entrar de carro na propriedade privada, a gente passa de carro próximo a ele mas não sabe onde estacionar e, se estacionamos longe, depois é difícil encontrar o caminho até a borda do cânion.

Dá para ir por conta própria (ainda mais nós, que estávamos numa camionete 4x4), e o acesso a pé é permitido e grátis, o problema é encontrar o cânion.

Nós fomos atrás do pessoal da Altos da Serra, que estava levando turistas para um passeio 4x4, e assim, "perseguindo" a camionete deles, foi fácil descobrir o melhor local para estacionar o carro e começar a caminhada de 1,2Km até a borda do cânion. Converse com o Ederson da Altos da Serra sobre as possibilidades.

Achei o Amola Faca lindíssimo. Lá em cima, estávamos no RS; do lado de baixo do cânion, via-se Santa Catarina. E ainda tem a Cachoeira Amola Faca, com 241m de altura.

Acima, quando escrevi sobre o roteiro de 3 dias em São José dos Ausentes, expliquei qual a melhor estratégia (na minha opinião) para conhecer o Amola Faca se você quiser ir por conta própria.

Cânion Amola Faca ou da Encerra
há uma caminhada de 1,2Km até a borda do Cânion Amola Faca

Cânion Amola Faca ou da Encerra

Cânion Amola Faca ou da Encerra

Cânion Amola Faca ou da Encerra
Cânion Amola Faca - em cima, RS; lá embaixo, SC

Cânion Amola Faca ou da Encerra

Cânion Amola Faca ou da Encerra

Cânion Amola Faca ou da Encerra
Cachoeira Amola Faca, 241m de altura

Cânion Amola Faca ou da Encerra

Cânion Boa Vista

O Cânion Boa Vista fica próximo ao Amola Faca, e a melhor estratégia é visitar os 2 no mesmo passeio

Como já comentei, para visitar o Cânion Boa Vista paga-se uma taxa de R$ 15,00 por adulto. O Lipe não precisou pagar. Essa taxa é paga na Pousada Ecológica dos Cânions, uma pousada que fica localizada lá mesmo no Cânion Boa Vista, bem localizada também para quem quer conhecer os cânions Monte Negro e Amola Faca, num lugar bem remoto.

Veja também: Onde ficar em São José dos Ausentes

É um cânion lindo, com uma cachoeira que está entre as mais altas do Brasil - a Cachoeira Boa Vista - com 310m.

O acesso a este cânion não é dos piores - dá bem para ir num carro normal - e há sinalização, então não tem perigo de se perder. Mas a melhor notícia, para quem já estiver cansado, é que você vai de carro praticamente até a borda do cânion, onde há um estacionamento! Muito fácil!

Alguns metros abaixo do estacionamento, tem um mirante com uma vista linda de todo o cânion e da Cachoeira Boa Vista.

O Boa Vista fica a aproximadamente  22Km do Distrito de Silveira, e a única parte em que a estrada está realmente bem ruim é o trechinho final (bem curto) entre a Pousada Ecológica dos Cânions e a borda.

Cânion Boa Vista

Cânion Boa Vista
Cânion Boa Vista

Cânion Boa Vista

Cânion Boa Vista
Cânion Boa Vista


Cânion Boa Vista

Cânion Monte Negro

O Cânion Monte Negro fica na Estrada Geral, que leva também a outros cânions, uma estrada de terra em boas condições. Como ele é o cânion mais conhecido e visitado de São José dos Ausentes, a estrada é bem sinalizada, super fácil de chegar lá. São 21Km do Distrito de Silveira, por estrada de terra.

Estivemos 2 vezes no Cânion Monte Negro: uma vez para almoçar no Restaurante da Fazenda e fazer a trilha até o Cânion Monte Negro e o Pico Monte Negro, e depois voltamos no dia seguinte para fazer uma cavalgada maravilhosa que eles oferecem, pelos cânions Monte Negro e do Funil (explico melhor abaixo sobre o passeio a cavalo).

Acima, quando escrevi sobre o roteiro de 3 dias em São José dos Ausentes, expliquei qual a melhor estratégia (na minha opinião) para conhecer todas as atrações da Fazenda Monte Negro de uma vez só:

Faça a sua cavalgada pelos Cânions Funil e Monte Negro, almoce no Restaurante da Fazenda (muito bom!) e siga de carro mais uns 6Km até o estacionamento.

Do estacionamento até a borda do Cânion são uns 700m de caminhada. Se quiser, é possível caminhar mais 1Km, aproximadamente, pela borda do cânion, para ver a paisagem de outros ângulos.

Cuide bem do seu filhote! Se o seu pequeno viajante é espoleta, não solte a mão dele!

O guia Alexandre, que fez o passeio a cavalo conosco, nos contou histórias terríveis de pessoas que morreram ali, despencando do precipício, inclusive um adolescente de 16 anos - é de partir o coração!

Todo cuidado é pouco, especialmente em dias de muita neblina. Nós voltamos lá 2 vezes justamente porque no 1º dia que fomos havia muita neblina e a visibilidade era péssima, além de ser muito perigoso andar caminhando nas trilhas próximas às bordas dos cânions quando a visibilidade está ruim: o risco de despencar lá de cima e cair 300m de queda livre num precipício é enorme!

Não existe nenhum tipo de proteção, como telas, cercas ou grades - e nem deveria existir, a natureza deve permancer como está - você é quem deve cuidar de si e dos seus.

Depois, aproveite que está bem alimentado e suba no Pico Monte Negro, ponto mais alto do RS (1403m de altitude), ao lado do cânion. No início do caminho não há uma trilha demarcada, mas mais adiante, na parte final, é só seguir a trilha.

Recomendo muito tanto a cavalgada (R$ 100,00 por pessoa, sem desconto para crianças), quanto o restaurante. O almoço de buffet e churrasco na Fazenda Monte Negro custou R$ 149,00 para 2 adultos e 1 criança.

Para saber mais sobre a Pousada Fazenda Montenegro, clique aqui.

Cânion Monte Negro
o Pico Monte Negro, ponto mais alto do RS, com 1403m de altitude, fica ao lado do Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro
na 1ª vez que estivemos lá, a neblina era intensa e a visibilidade péssima no Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro
Pico Monte Negro em São José dos Ausentes

Cânion Monte Negro
Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro
do lado de baixo, Santa Catarina

Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro

Cânion Monte Negro
o Cânion Monte Negro fica na Fazenda de mesmo nome, em São José dos Ausentes

Cavalgada na Fazenda Monte Negro

Combinamos na véspera, por telefone, com o Alexandre - foi o Ederson da nossa Pousada Altos da Serra quem ligou e acertou tudo pra nós.

Acertamos de chegar às 10hs lá e ele já estava nos esperando. Éramos nós 3, o guia Alexandre e mais 2 casais.

Saímos cavalgando pouco depois das 10hs e chegamos de volta as 12hs20min.

Os cavalos são ótimos, todos super tranquilos - fui na égua Codorna, o Lipe no Mourisco e o Peg montado no Thor.

Fomos até o Cânion do Funil e o Cânion Monte Negro, ao pé do Pico Monte Negro, o ponto mais alto do RS, a 1403m de altitude.

A paisagem de toda a cavalgada é linda - ja comentei com vocês como eu amo os Campos de Cima da Serra, né? Mas o ponto alto é quando a gente cavalga pelo 'funil', na borda do Cânion!!! É lindo de tirar o fôlego! Neste ponto tem parada para (muitas) fotos - ficamos uns bons 20min lá aproveitando aquela paisagem espetacular.

O guia, Alexandre, é uma simpatia.

O passeio custa R$ 100,00 por pessoa. Pagamos R$ 300,00 para nós 3 (não tem desconto para crianças).

Muito, muito recomendado - é praticamente proibido ir a Ausentes e não fazer uma cavalgada!!

O Ederson comentou que outro lugar bom em Ausentes para fazer cavalgadas é a Fazenda Morro da Cruzinha, que também tem uma pousada e diversos roteiros de passeios a cavalo pelos Cânions Monte Negro e Cruzinha. Infelizmente, não tivemos tempo de ir lá conhecer desta vez.

Mais um motivo para voltar à terra dos Ausentes.

Cavalgada na Fazenda Monte Negro
estábulos da Fazenda Monte Negro

Cavalgada na Fazenda Monte Negro

cavalgada na Fazenda Monte Negro

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes
Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes
Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes
a 1ª grande cavalgada a gente nunca esquece!

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes
Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes
Cavalgada Cânion São José dos Ausentes

Cavalgada Cânion São José dos Ausentes
é praticamente proibido ir a Ausentes e não fazer um passeio a cavalo pelas bordas dos cânions!

Um pouco de história

O local onde hoje está situado o Município de São José dos Ausentes era a maior fazenda do Rio Grande do Sul, conhecida como 'Fazenda dos Ausentes'.

O nome da fazenda - que hoje é nome da própria cidade - era esse porque os donos que se sucediam nunca assumiam verdadeiramente a propriedade rural, que acabava sempre leiloada em 'Juízo de Ausentes'.

Imagine ser proprietário de um pedaço de terras destes e nunca vir reivindicar essa beleza de lugar?!

No final do século 17 e início do século 18, a região era caminho de tropeiros, que levavam gado e alimentos pelos cânions e Campos de Cima da Serra. Sempre houve mais gado do que gente habitando aquelas terras de clima difícil, e o nome Ausentes sempre pareceu bem apropriado para aquele território tão inóspito e selvagem.

O gado da raça Franqueiro - que depois deu nome à cerveja local - foi se espalhando por aquelas terras, e quem visita os Ausentes certamente verá esses touros de chifres enormes e caras de mau. Pra nós, que estávamos há meses de quarentena trancados em casa, fugir um pouco pro meio do mato e ver esse gado diferentão, xucro e com jeito selvagem pareceu um verdadeiro safári nos Campos de Cima da Serra.

Como li em algum lugar, esses touros são quase uma metáfora desta terra ainda à espera de ser desbravada, que ganhou o nome oficial de Município de São José dos Ausentes em 1992.

O famoso cantor e compositor gaúcho Elton Saldanha @eltonsaldanhaes, amigo de Instagram, escreveu um poema lindo sobre esta terra há alguns anos, sobre a cultura e o sentimento de ser Ausentino - se chama 'A Tradição Continua':

'A gente nasce e enraíza,
entre pedras e pinheiros.
Descendentes de tropeiros,
raça bugre ou guarani.
Quando passar por aqui,
de outras terras, os viajantes.
Oh! De casa! Passe pra diante!
Tome um mate, a casa é sua...
E a tradição continua
Em São José dos Ausentes.'

São José dos Ausentes
gado da raça Franqueiro

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
parecia um safári pelos Campos de Cima da Serra

Onde comer em São José dos Ausentes

Já mencionei acima todos os lugares onde comemos durante os nossos passeios em São José dos Ausentes, então vou apenas recapitular as nossas 4 indicações de onde comer por lá:

1 Toca da Onça Eco Mountain - camping/albergue que tem um restaurante e uma hamburgueria que serve um hamburger campeiro maravilhoso! Almoçamos lá e recomendo muito: programe fazer uma das suas refeições no Toca da Onça Eco Mountain.

Para comer no buffet, tem que reservar com antecedência, mas os hamburgers estão sempre disponíveis, sem necessidade de reserva prévia! 

O almoço na hamburgueria campeira Toca da Onça custou R$ 87,00 (3 hamburgers enormes e 3 refrigerantes).

Vale dizer também que o Toca da Onça oferece atividades como escalada, rapel e trilhas guiadas. O telefone para contato é 54-997055661.

São José dos Ausentes
Toca da Onça Eco Mountain

São José dos Ausentes
hamburger campeiro no Toca da Onça Eco Mountain

São José dos Ausentes

2 Sítio Vale das Trutas - o almoço fartíssimo lá para nós 3 (comemos trutas até cansar) custou R$ 117,00. 

Eles servem as trutas criadas lá mesmo, super frescas. A gente se serve dos acompanhamentos num buffet livre com arroz, feijão, batatas assadas, salada e pirão e eles servem as trutas na mesa. 

Comemos trutas na manteiga, ao alho e óleo e com alcaparras. Uma delícia!!!

Tem pesque-pague, cachoeira e pracinha para os pequenos.

Sítio Vale das Trutas
Restaurante do Sítio Vale das Trutas
3 Fazenda Monte Negro - o almoço de comida caseira em sistema de buffet e churrasco na Fazenda Monte Negro custou R$ 149,00 para 2 adultos e 1 criança. 

O lugar é bem legal, com direito a cachacinhas para abrir o apetite, lareira e sobremesas deliciosas. A carne de ovelha do churrasco estava uma delícia!

É o lugar ideal para almoço no dia em que você for visitar o Cânion Monte Negro. Para os pequenos viajantes, há uma pracinha lá, e também um memorial ao fundador da Fazenda e trilhas pelos Campos de Cima da Serra. 

Se os seus pneus tiverem problema, aproveite para encher lá - é o único lugar nas redondezas onde há um compressor!

São José dos Ausentes
Restaurante da Fazenda Monte Negro

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
produtos produzidos na Fazenda Monte Negro à venda no restaurante

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
pracinha na Fazenda Monte Negro
4 Restaurante da Pousada Altos da Serra - fica aberto o dia todo no Distrito de Silveira, e você pode fazer todas as refeições que quiser lá, do café da manhã ao jantar. 

À tarde, tomamos um café com bolo. 

À noite, jantamos uma 'a la minuta maravilhosa', com direito a polentinhas fritas e uma farofa de pinhão e bacon que estava de babar! No dia seguinte, experimentamos a truta ao alho e óleo deles, e estava maravilhosa.

Não deixe de experimentar a cerveja artesanal Franqueiro Kolsch, produzida localmente em São José dos Ausentes! Amamos! Custa R$ 20,00 a garrafa.

Eles também têm um mercadinho ali para você comprar lanchinhos, lembrancinhas dos Campos de Cima da Serra e coisas que você possa ter esquecido de levar na mala.

Não esqueça que não existem mercados ou restaurantes nos pontos turísticos, então leve sempre bastante água nos passeios e nas caminhadas e, se quiser e for ficar mais tempo, leve um lanche também - sanduíches, bolos, pães de queijo, pastéis...tudo isso você consegue na lancheria da Pousada Altos da Serra em Silveira.

Altos da Serra
Restaurante Altos da Serra

Onde ficar em São José dos Ausentes

Já escrevi um post completo com todas as nossas dicas de hospedagem em São José dos Ausentes. Tem indicações de hotéis, fazendas, pousadas, hostels e campings! 


Podem reservar a estadia de vocês na Pousada Altos da Serra que não tem erro! Nós já estamos loucos pra voltar 😜

Lá nos Ausentes é fácil lembrar como a vida é boa e o tanto que já vivemos de coisas lindas! Foi maravilhoso passar meu aniversário lá...chegar aos 44 anos com tantas histórias de vida pra contar é bom demais! Como eu já disse outras vezes, a gente sai meio sem rumo pelo mundo e voltamos pra casa sempre cheios de histórias, risadas, aventuras e emoções na bagagem.

E são essas coisas as únicas que roubam tempo da morte. 

Peguei muitas dicas para esta viagem lá no blog Viagens e Caminhos, dá uma espiada lá também que tem muitas dicas da região, especialmente sobre lugares que nós não visitamos, como os Cânions do Tabuleiro, Realengo, Coxilha, Cruzinha, Pedra da Catedral, Cachoeira do Perau Branco e Lindaura, Despraiado, o Museu Waldemar Santos Boeira e a Queijaria da Família Pereira Lopes e Fazenda Rincão Comprido.

São José dos Ausentes
Pousada Cachoeirão dos Rodrigues

São José dos Ausentes

São José dos Ausentes


São José dos Ausentes

São José dos Ausentes
São José dos Ausentes
Você já esteve em Ausentes? Que passeios fez por lá?

Nós adoraríamos ter as suas contribuições aqui no blog! Deixe as suas dicas na nossa caixa de comentários, por favor!

Nas nossas viagens pela Serra Gaúcha, usamos sempre a hashtag #LipenaSerra nas redes sociais 😏

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - fiz uma pasta de "destaques" desta viagem por Ausentes lá nos stories. Espia lá que tem muitas dicas úteis!

Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: