Sobre

Sobre

Recentes

Menu

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena

Planejando uma viagem para Cingapura? Confira nossa lista das 20 atrações turísticas que você precisa conhecer enquanto estiver na terra do Merlion.
O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena

Planejando uma viagem para Cingapura?

Confira nossa lista das 20 atrações turísticas que você precisa conhecer enquanto estiver na terra do Merlion.

Dos edifícios e parques futurísticos aos bairros étnicos e parques temáticos, há muito para ver e fazer por lá.

Para te ajudar a não deixar nenhuma atração imperdível de fora do teu roteiro, neste post vocês vão encontrar uma lista do que fazer em Cingapura.

Se você está tentando descobrir o que fazer em Cingapura, encontrou o que procurava!

Fiz uma lista do que considero as melhores atrações turísticas de Cingapura - e outros passeios nem tão turísticos assim, mas igualmente imperdíveis na cidade-estado!

Nós já estivemos em Cingapura 2 vezes, em diferentes épocas do ano - janeiro e agosto, e adoramos!

Descubra neste post o que fazer em Cingapura para aproveitar ao máximo a sua viagem e não deixar nenhum passeio imperdível de fora do seu roteiro!

Leia também:

Cingapura: dicas de viagem e curiosidade
Como é passar o Ano Novo em Cingapura
Onde ficar em Cingapura: dicas de hospedagem para todos os bolsos
Gardens by the Bay: como são os jardins psicodélicos que viraram cartão postal de Cingapura
Universal Studios Singapore na Ilha Sentosa, em Cingapura: tudo o que você precisa saber
Cingapura transborda modernidade: uma cidade-estado de dar inveja
Minhas férias de volta ao mundo: uma longa viagem vista pelos olhos de uma criança


O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena

Quantos dias ficar em Cingapura

Normalmente, Cingapura ganha poucos dias nos roteiros dos viajantes - mesmo porque as diárias de hotéis lá têm preços astronômicos - obrigada de novo pelo pouso, Pati!! 😘

Mas a pequena cidade-estado engana: há MUITO para fazer lá!

Já estivemos em Cingapura 2 vezes, num total de quase uma semana, e certamente ainda ficou muito para ver e explorar melhor numa próxima visita! Aliás, se você puder esbanjar uma semana inteira na cidade-estado, não vai faltar o que fazer, eu garanto!

Passeios como o Zoológico de Cingapura, ou uma visita ao parque Universal Studios em Sentosa Island, por exemplo, podem facilmente tomar quase 1 dia inteiro do seu roteiro por Cingapura!

Para organizar o teu roteiro, sugiro que você reserve pelo menos 4 dias inteiros por lá para conseguir conhecer Cingapura além da superfície. Eu sei que as diárias de hotel são exorbitantes - até já escrevi sobre isso aqui - mas Cingapura certamente vai valer esse esforço!

E também não vale a pena atravessar meio mundo de avião para chegar lá e depois apenas roçar a superfície, né...

Com uma mistura perfeita de novo e antigo, futurista e colonial, Cingapura é uma joia brilhando no Sudeste Asiático, que agrada de mochileiros a viajantes de luxo.

Muitos arranha-céus moderníssimos, parques "Instagramáveis", hotéis de luxo, shopping centers com ar condicionado bombando...Cingapura realmente tem tudo isso, mas tem também os bairros chinês, indiano e árabe, por exemplo, aonde você pode imaginar como foi um dia a Cingapura colonial.

Não falta programação para manter as hordas de viajantes ocupados - e pode ser difícil decidir por onde começar a desbravar a cidade-estado - então aqui está uma lista das melhores atrações de Cingapura, testadas e aprovadas pela nossa família, para ajudar na viagem de vocês 💓

Parque Universal Studios em Sentosa Island, Cingapura

Como é Cingapura

Se você leu (ou assistiu o filme) o romance de 2013 de Kevin Kwan 'Crazy Rich Asians', traduzido no Brasil como 'Podres de Ricos', quando chegar em Cingapura vai tanto confirmar quanto arrasar com os estereótipos em igual medida.

A cidade-estado que é o maior 'case' de sucesso do sudeste asiático é imaculadamente limpa, moderna e organizada; mas não, não tem nada de chata ou sem graça, muito pelo contrário.

Cingapura é uma metrópole com gastronomia, história e cultura incrivelmente variadas para um país tão pequeno.

Você sobe no metrô (MRT) e, segundos depois, pode emergir em Kampong Glam (a região muçulmana/árabe da cidade), nas ruelas de Little India ou em Chinatown.

Em poucas paradas de metrô, você pode estar na meca das lojas de luxo Orchard Rd ou no mercado de rua mais barato de Cingapura, em Bugis Street.

Cingapura é rica, é hi-tech e pode sim ser um pouco esnobe - mas, disputando uma mesa nos food markets, somos todos iguais, não é mesmo?!

Se você puder estourar o orçamento numa suíte no Marina Bay Sands, ou pelo menos tomar um Singapore Sling no Long Bar do Raffles Singapore Hotel, dá até para brincar de 'crazy rich Asians'!

E, se você explorar bem, por debaixo da camada de verniz e modernidade, vai encontrar um fenômeno social cheio de surpreendentes descobertas em cada esquina, como esses murais incríveis que encontramos na Mohamed Ali Lane em Chinatown!

murais na Mohamed Ali Lane, Chinatown de Cingapura
murais na Mohamed Ali Lane, Chinatown de Cingapura


Para te ajudar a escolher o que fazer em Cingapura durante os seus dias na cidade, vamos listar os pontos turísticos mais interessantes da cidade-estado.

Veja aqui nossas dicas de hospedagem em Cingapura:

Onde ficar em Cingapura: dicas de hospedagem para todos os bolsos

20 atrações para conhecer em Cingapura

Abaixo, as atrações que não podem ficar de fora do teu roteiro em Cingapura - fiz uma lista das nossas 20 preferidas:

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
Marina Bay Sands, o ícone da cidade-estado

1 Little India/Sri Veeramakaliammam Temple

Little India é um dos enclaves culturais de Cingapura, e o roteiro Little India Heritage Walks é uma ótima maneira de explorar a área, que oferece aos turistas uma overdose de cores e aromas - dá realmente para sentir um gostinho da Índia, estando ali.

Não é por nada que esse lugar vem em primeira posição na minha lista - que, devo esclarecer, não está em ordem de preferência, mas apenas na ordem em que os lugares vieram na minha memória!

O bairro é barulhento, bagunçado, cheio de bancas vendendo arranjos de flores, temperos e tecidos disputando espaço com os veículos que ousam trafegar por ali.

A área é ótima para uma refeição, pois lá você pode experimentar o melhor da gastronomia indiana nos restaurantes de comidas típicas. Não deixe de provar as samosas e o Teh Tarik, um chá com leite condensado super típico 😜

A parte indiana de Cingapura ainda tem ruas coloridas e homens e mulheres com roupas típicas - fica difícil acreditar que você ainda está na mesma cidade do Marina Bay Sands!

Aproveite para visitar templos hindus como o Sri Veeramakaliammam Temple e o Mustafa Centre, um shopping center enorme, que fica aberto 24hs.

Mas o melhor mesmo que você pode fazer em Little India é simplesmente se enfronhar pelas suas ruazinhas e curtir o clima!

Acho que dá para afirmar que a própria existência de Little India, no meio da cidade-estado, é a maior prova de que Cingapura, com toda a sua modernidade e "higiene", não se tornou um lugar superficial e estéril, como muitos pensam.

Endereço: 60 Bukit Timah Road
Estação de metrô: Little India

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
Sri Veeramakaliammam Temple, Little India de Cingapura


2 Kampong Glam/Sultan Mosque/Arab Street

Não muito longe de Little India, você vai encontrar Kampong Glam e a Arab Street, o bairro muçulmano de Cingapura, que abriga uma grande mesquita, várias lojas de tapetes persas e restaurantes de comidas típicas do Oriente Médio.

As principais atrações da área muçulmana da cidade são a Sultan Mosque - a Mesquita do Sultão e, mais recentemente, a Haji Lane, uma ruazinha 'cool' cheia de bares de drinks, cafés e lojas descoladas.

A Masjid Sultan é bem fácil de reconhecer pela sua enorme cúpula dourada e 4 minaretes. É a maior mesquita do país, e nos faz lembrar da época em que Cingapura era governada por um Sultão.

Outras ruazinhas que merecem sua visita são a Bussorah Street, uma das mais pitorescas de Cingapura, com arquitetura histórica, azulejos e palmeiras, e a Kandahar Street, para boas comprinhas, se você é desses kkkk...

Também fica lá o Malay Heritage Centre, com galerias que contam sobre a história e a cultura de Cingapura na Malásia, se você tiver mais tempo.

O reduto árabe de Cingapura ainda tem mercados de pulgas, eventos artísticos nos finais de semana, e muitas lojas de tecidos.

Não deixe de experimentar a culinária típica do Oriente Médio em um dos restaurantes libaneses, turcos e egípcios que abundam por ali, alguns com preços até bem razoáveis para Cingapura!

Não dá para tomar cerveja, porque a maioria dos restaurantes é halal, mas dá para fumar uma shisha depois do seu kebab!

A Kandahar Street é famosa pelos restaurantes econômicos estilo Nasi Padang, com buffets de comida malaia e indonésia.

3 Chinatown/Sri Mariamman Temple/Buddha Tooth Relic Temple

Eu sei que muita gente detesta Chinatowns e bairros "temáticos" em geral, mas eu adoro - mesmo já conhecendo os países "originais", acho sempre delicioso aquele gostinho de entrar numa rua e se "teletransportar", como num passe de mágica, para uma outra cultura.

A Chinatown de Cingapura é, como a maioria dos redutos chineses mundo afora, bem turística, mas mesmo assim acho que vale a pena passear por ali, mesmo que você já tenha estado na China 2 vezes como nós!

As muitas lojinhas, as lanternas vermelhas enfeitando as ruas e fachadas, e a comida chinesa autêntica vão te levar numa viagem de volta à China - talvez uma China mais "limpinha" e organizada, mas ainda assim...

Assim como em Little India e em Kampong Glam, em Chinatown existem inúmeras opções de restaurantes com mesinhas espalhadas pelas calçadas, em ruas para pedestres, e também food courts - praças de alimentação. Comemos lá várias vezes nas nossas 2 viagens a Cingapura, sempre pagando preços bem razoáveis.

A Pagoda Street é bem pega-turista, então não faça suas comprinhas ali, e sim na Smith Street, onde fica a Chinatown Food Street, uma rua coberta com muitas banquinhas de souvenirs.

O Templo e Museu da Relíquia do Dente do Buda, construído em 2007, no final da rua, é o melhor lugar para ver um pouco da cultura budista chinesa e dar uma relaxada.

Horário: todos os dias das 9 às 18h30min
Endereço: 288 South Bridge Road

Também vale a pena ver o Chinese Heritage Centre, se você tiver mais tempo, e o lindíssimo templo hindu de Sri Mariamman, o mais antigo de Cingapura, inicialmente construído em 1827.

Na primeira vez em que estivemos lá, esse templo hindu estava brilhando, com as estátuas da sua pirâmide recém pintadas e muito coloridas. Nesta segunda visita, já achei as decorações externas do templo meio desbotadas, mas ainda assim vale a pena ir lá e, se possível, assistir a algum ritual hindu.

Horário: todos os dias das 7 às 12hs e das 18 às 21hs
Endereço: 244 South Bridge Road, na esquina da Bridge Road com a Pagoda Street

Veja mais informações no site oficial: Chinatown

Veja também nossas dicas de hospedagem econômica na Chinatown de Cingapura:

Onde ficar em Cingapura: dicas de hospedagem para todos os bolsos


Chinatown de Cingapura


Chinatown de CingapuraChinatown de Cingapura

Chinatown de Cingapura

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena

4 Orchard Road

Num lugar cheio de milionários, seria impossível que não houvesse uma cultura forte de consumo de luxo, e a Orchard Road é a rua de compras mais famosa de Cingapura, uma verdadeira ode ao consumismo num lugar que já foi, no passado, um pomar de árvores frutíferas!

São intermináveis lojas de marcas conhecidas de luxo, 22 shoppings e 6 lojas de departamentos com arquitetura ultra moderna espalhados em aproximadamente 2Km de vitrines famosas.

Nós não podemos nem chegar perto de lojas como Chanel, Prada ou Louis Vuitton com os nossos chinelos de dedo, mas com certeza vale o passeio, nem que seja somente para olhar as vitrines lindas e chiques, os letreiros luminosos, e a arquitetura futurista das lojas e shoppings grandiosos.

Sem falar que, devido ao calor extremo e umidade constante de Cingapura, passar o tempo em shopping centers faz parte da cultura deles, assim como em Dubai, por exemplo. Os shoppings são verdadeiros oásis de descanso para nós, viajantes - o melhor jeito de fugir do calor infernal de Cingapura num espaço climatizado.

Depois de tantas andanças pelos bairros étnicos da cidade, você vai estar "precisando" voltar à uma  das partes modernas e chiques de Cingapura, mas fazer compras nas lojas mundialmente famosas por ali vai custar caro.

São realmente muitos shoppings, um ao lado do outro, numa espécie de corredor do consumismo, com inúmeros hotéis, cafés, salões de beleza, salas de cinema, bares de karaokê, galerias de arte, lojas de designers e restaurantes. Mas é só isso - se você não estiver com uma mala cheia de $$$, não terá muito a fazer na Orchard Road além de espiar as vitrines das lojas luxuosas...pelo menos foi assim conosco, reles mortais: a graça lá é justamente vivenciar o consumismo e luxo de Cingapura nas lojas caríssimas, numa farra de compras.

Se esse programa extrapola seu orçamento, uma hora será suficiente para uma caminhada pelo bairro.

Além disso, a Orchard Road pode ser um bom lugar para comer, pois a rua e os shoppings são cheios de restaurantes e fast foods de redes internacionais bem conhecidas. Se você - ou seu pequeno viajante - estão precisando dar um tempo nas comidas típicas, a Orchard Road é um ótimo lugar para isso!

Se você for a Cingapura no mês de dezembro, como nós, deixe para passear na Orchard Road à tardinha, quando toda a rua e as fachadas das lojas e shoppings se iluminam com as decorações de Natal.

Para mais informações, veja o site oficial Orchard Road.

É muito fácil chegar na Orchard Road, porque existe uma estação de metrô super bem localizada para quem vai passear por lá, no principal cruzamento do bairro, bem no meio dos maiores shoppings centers da região.

Aliás, ao desembarcar do metrô, você já vai se surpreender com lojas de alto luxo, chiquérrimas, que no Brasil a gente não encontra nem mesmo nos melhores shoppings.

Estação de metrô: Orchard

Orchard Road é a rua de compras mais famosa de Cingapura

Orchard Road é a rua de compras mais famosa de Cingapura
a Orchard Road é a rua de compras mais famosa de Cingapura

5 Jardim Botânico de Cingapura

Não muito longe da Orchard Road, o Jardim Botânico de Cingapura foi inaugurado em 1859, o que faz dele um dos parques mais antigos de Cingapura, e explica como eles destinaram uma área tão imensa no meio da cidade para um jardim, hoje considerado Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO.

São mais de 10 mil espécies de plantas diferentes distribuídas pelos 63 hectares do parque, e o Jardim Botânico de Cingapura é famoso pelas orquídeas - eles têm uma das maiores coleções de orquídeas do mundo no impressionante National Orchid Garden, com mais de 60 mil espécies!

Os jardins são bem tranquilos e eles têm lagartos enormes lá, que os pequenos viajantes adoram.

Esse passeio é ótimo para dar uma relaxada do calor das partes mais modernas da cidade e fugir do burburinho dos bairros étnicos. Se você estiver fazendo o passeio nos ônibus turísticos hop on, hop off, por exemplo, vale a pena descer lá se quiser ficar um pouco em meio à natureza, fugindo da selva de pedra.

O Jardim Botânico também tem uma praça de alimentação onde você pode fazer um lanche enquanto espera pelo próximo ônibus turístico para continuar o seu passeio por Cingapura, agora mais relaxado.

Endereço: 1 Cluny Road

Para mais informações, veja o site oficial.

6 Bugis Street Market

O Bugis Street Market é um dos lugares mais baratos (e provavelmente mais quentes) para fazer compras em Cingapura.

São mais de 800 lojas de roupas, souvenirs, bugigangas e tranqueiras em geral - a antítese de Orchard Road e, assim como Orchard Road, merece uma visita mesmo que você não tenha nenhum interesse em comprar porcarias - mas simplesmente como uma experiência quase que "antropológica" heheheh...

Há aproximadamente 50 anos, este famoso distrito comercial era mais conhecido pela sua vida noturna, atraindo travestis e prostitutas que faziam a festa dos turistas da época, os militares.

Mas isso tudo é passado: hoje em dia o Bugis Street Market abandonou seu lado rebelde e se tornou um importante centro de compras, cheio de restaurantes, bares e cafés bacanas, que ficam abertos até tarde.

É certamente o maior mercado de Cingapura, e a maioria das bancas abre por volta das 11hs, ficando abertas até perto das 22hs. Como o mercado é todo coberto, dá para aproveitar as pechinchas até na chuva!

O Bugis Street Market é famoso entre turistas e locais como o lugar mais barato para comprar lembrancinhas, souvenirs, acessórios, roupas, eletrônicos, utensílios domésticos e produtos de beleza em Cingapura.

É lá que você vai encontrar aqueles chaveirinhos, ímãs de geladeira, cartões postais e papelaria por U$ 1.

Também tem roupas - moda para todos os gostos, com calças jeans de U$ 10, camisetas de U$ 5, sapatos de U$ 15 e óculos e chapéus de U$ 2.

O Bugis Street Market também tem muitas opções de comidinhas para manter os maiores consumistas satisfeitos, como sucos de abacaxi por U$ 2, e barracas vendendo espetinhos ou massas.

Se quiser almoçar melhor, lá no fundo tem o Albert Center - um centro de vendedores ambulantes que serve refeições completas por cerca de U$ 3,50.

Estação de metrô: Bugis

Procure a entrada com telhado vermelho ou simplesmente siga as multidões.

Se o mercado estiver quente demais, e você ainda "precisar" de mais umas comprinhas, tem o Bugis + mall ao lado e o Bugis Junction em frente, mais fresquinhos.

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
quinquilharias? você encontra aqui!

comida barata? também!

7 Marina Bay/The Shops at Marina Bay Sands/SkyPark Observation Deck/Show de águas/ArtScience Museum

Diferente do que muitos pensam, o famoso Marina Bay Sands não é apenas um hotel de luxo, mas sim um dos maiores complexos de lazer do mundo, abrigando um museu, um shopping center, teatro, cassino e um observatório panorâmico.

É, claro, a primeira opção de hospedagem de todo turista que visita Cingapura, mas infelizmente não é para todos os bolsos.

O hotel que parece um navio que pousou sobre um edifício, e que pode ser visto de quase todos os cantos de Cingapura, é muito mais do que um resort de luxo: o Marina Bay Sands é hoje a principal atração turística, um verdadeiro ícone de Cingapura - talvez a imagem mais famosa e reconhecida internacionalmente do país.

Já vi muita gente que não saberia sequer identificar a localização de Cingapura no mapa-mundi dizendo que gostaria de ir lá só para se hospedar no Marina Bay Sands.

Ou seja: mais do que uma opção de hospedagem, Marina Bay é um destino em si, além de ser também o nome de uma área da cidade, a baía onde o hotel fica localizado.

Como a nossa estadia era para o período do Ano Novo, as diárias estavam realmente estratosféricas, e não tivemos coragem de bancar uma noite lá, mas, se você for viajar para Cingapura em outras épocas do ano, vale a pena dar uma boa pesquisada nos preços - quem sabe você não consegue uma tarifa pagável??

E agora a informação mais importante: se você sonha com aquela piscina delirante com bordas infinitas num 'rooftop' sobre Cingapura, prepare o bolso, pois o único jeito de molhar o pé ali é realmente sendo hóspede do hotel - eles não permitem 'day use', por exemplo, e não tem jeito de pagar "por fora" para usar apenas a piscina do terraço, que é só para hóspedes!

Ou seja: para ir até aquela cobertura que parece um navio encalhado no alto do prédio, conhecida como Sands SkyPark, que une as 3 torres de 57 andares e tem um observatório, restaurantes, bares e  a famosa piscina de 150m de comprimento, você terá as seguintes opções:

1. Reserve uma diária no Marina Bay Sands e tenha acesso a tudo, inclusive à piscina, como hóspede;

2. Compre o ingresso para visitar o mirante que fica localizado lá - SkyPark Observation Deck: os 2.500 quartos do hotel têm vistas para o Mar da China ou para Marina Bay e o horizonte de Cingapura, mas o deck de observação SkyPark, projetado por Moshe Safdie, é o lugar de onde se tem as melhores vistas panorâmicas de Cingapura, a 200m de altura.

3. Vá tomar um drink ou fazer uma refeição num dos bares/restaurantes que ficam localizados lá no terraço do hotel! O bar da cobertura, Cé La Vi, fica ao lado da piscina - claro que a vista não será a mesma que os hóspedes têm de dentro da piscina, mas ainda assim o por do sol deve ser lindo visto de lá.

E, se você estiver indo para o bar, não precisará pagar o ingresso de U$ 20 para subir para o mirante! 😝

Veja aqui nossas dicas de hospedagem em Cingapura:

Onde ficar em Cingapura: dicas de hospedagem para todos os bolsos

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena



O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
visível de qualquer canto de Cingapura

The Shops at Marina Bay Sands

O shopping center do complexo - The Shops at Marina Bay Sands - definitivamente merece uma visita. Eu não sou muito de "perder tempo" em shoppings ou compras, mas esse lugar é de fato uma loucura para grandes e pequenos!

Cingapura é realmente o playground dos ricos.

O shopping do complexo tem DC Super Heroes Cafe, loja de brinquedos Hamleys, lojas de marcas chiques como Chanel, Dior, Versace, Bulgari, etc, lojas de roupas esportivas como Salomon e Adidas, uma praça de alimentação fantástica só de maravilhosas comidas locais e até um canal veneziano atravessando o shopping de um lado a outro, com direito a passeios de gôndolas!

E o mais incrível é ver que todas estas lojas chiquérrimas estão cheias de clientes realmente COMPRANDO! Hahaha...

Fiquei chocada de ver uma mulher passando por mim carregada com umas 7 ou 8 sacolas da Hermes, Prada, Dolce Gabbana, etc. Ela devia estar carregando vários e vários milhares de dólares naquelas sacolinhas...

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena




The Shops at Marina Bay Sands tem até um canal veneziano!  

ArtScience Museum

O ArtScience Museum é um museu interativo que exibe exposições de arte e conta sobre a história do mundo através da ciência.

Misturar arte e ciência no mesmo ambiente não é tarefa fácil, mas esse museu é famoso por ter sido bem sucedido na missão. Só que o que realmente atrai a atenção dos turistas é a arquitetura externa do edifício, que representa mãos dando boas-vindas a Cingapura - cada "dedo" da "mão" tem a função de filtrar luz e levar iluminação natural às áreas de exibições - embora para mim o formato do museu lembre muito mais uma flor de lótus em total harmonia com a paisagem de Marina Bay.

O espaço tem 6 mil metros quadrados e se tornou um dos principais cartões postais de Cingapura.

Mais reconhecido por seu formato diferente e icônico junto ao complexo do Marina Bay Sands, as informações científicas e artísticas do museu acabam em segundo plano...

A exposição permanente Future World: Where Art Meets Science, onde os visitantes podem explorar uma coleção interativa de alta tecnologia de instalações digitais, é a mais famosa do museu, apresentando experiências interativas super "Instagramáveis".

É um pouco irritante o fato de que hoje em dia algumas pessoas visitam museus mais para tirar fotos para as redes sociais do que para, efetivamente, ver o museu, mas...é um bom passeio, especialmente para um dia chuvoso, e as crianças se divertem nas exibições interativas!

Endereço: 10 Bayfront Avenue, Marina Bay

ArtScience Museum

ArtScience Museum



ArtScience Museum
ArtScience Museum em Marina Bay, Cingapura

Show de águas, luzes e som em Marina Bay

Existem 2 shows noturnos gratuitos em Cingapura que merecem ser vistos, um deles nos Gardens by the Bay (explico melhor abaixo), e o outro em Marina Bay, ao lado do Marina Bay Sands.

A melhor estratégia para conseguir assistir aos 2 shows no mesmo dia é a seguinte: você assiste ao espetáculo de luzes e som nos Gardens by the Bay às 19h45min e então segue direto para Marina Bay, logo ali ao ladinho do shopping, onde você conseguirá tranquilamente assistir ao show de águas, luzes e sons das 21hs - é só se agilizar e ir rapidinho, mas não precisa nem correr de um para o outro!

É grátis, e vale muito a pena, bem bonito!!

Show de águas, luzes e som em Marina Bay
o lindo show de águas, luzes e som em Marina Bay

8 Roda Gigante Singapore Flyer

Engana-se quem pensa que já andou na maior roda gigante do mundo, em Londres.

A maior roda gigante do planeta não é a inglesa London Eye, que tem 'apenas' 135m, e sim a Singapore Flyer, em Cingapura, com 165m de altura (equivalentes a 42 andares)!

Dizem até que, com tempo bom, é possível avistar não somente o horizonte de Cingapura, mas até algumas ilhas da Malásia e da Indonésia.

A roda gigante de Cingapura com certeza tem vistas lindas e é bem popular, tanto de dia quanto à noite, quando fica toda iluminada. Cada volta completa dura 30min e, em cada cápsula, vão quase 30 pessoas!

É uma das paradas dos ônibus turísticos hop on, hop off onde mais embarcam/desembarcam passageiros, o que me dá a medida da sua popularidade com a turistada!

Existem vários pacotes diferentes, alguns até com champagne ou refeições a bordo - e um dos pacotes mais famosos é o de ano-novo, já que você pode passar a virada na roda gigante, o que eu, contudo, não tive vontade de fazer, pois, pelas fotos que vi, as vistas dos fogos de artifício não eram as melhores de lá, e os valores dos ingressos não baixavam de U$ 100 por pessoa.

Na minha opinião, o ingresso básico é caro demais, e eu acho que compensa mais pagar o ingresso para o SkyPark Observation Deck no Marina Bay Sands ou, melhor ainda, gastar o $$ do ingresso tomando um drink no bar da cobertura do hotel.

Todos os ingressos para a roda gigante incluem acesso à exposição multimídia Journey of Dreams, que conta a história de Cingapura e da construção da Singapore Flyer.

Endereço: 30 Raffles Ave

Veja os preços atualizados dos ingressos e os diferentes pacotes disponíveis no site oficial: Singapore Flyer.


Roda Gigante Singapore Flyer
Singapore Flyer

9 Gardens by the Bay/Show de luzes e som

Os Gardens by the Bay se anunciam como um oásis de natureza dentro da cidade, e é exatamente o que eles representam: uma obra impressionante e futurística de paisagismo urbano, com mais de 250 acres!

Já escrevi um post específico contando todos os detalhes desta que é, possivelmente, a atração turística mais importante de Cingapura, um dos cartões postais da cidade, que você PRECISA conhecer mesmo que vá passar apenas algumas horas na terra do Merlion - veja lá para saber todos os detalhes:

Gardens by the Bay: como são os jardins psicodélicos que viraram cartão postal de Cingapura

Esta atração turística é, em grande parte, gratuita, com apenas algumas partes do parque pagas - e, na minha opinião, o ingresso para as partes pagas compensa!

São pagas as visitas aos 2 conservatórios - Flower Dome e Cloud Forest - e ao OCBC Skyway, aquelas passarelas lá no alto do SuperTree Grove.

O show de luzes e som à noite no SuperTree Grove é gratuito e lindíssimo - se chama Garden Rhapsody!

Como já expliquei acima, a melhor estratégia para conseguir assistir aos 2 shows no mesmo dia é assistir ao espetáculo de luzes e som nos Gardens by the Bay às 19h45min e então seguir direto para Marina Bay, logo ali ao ladinho do shopping, onde você conseguirá tranquilamente assistir ao show de águas, luzes e sons das 21hs - é só se agilizar e ir rapidinho, mas não precisa nem correr de um para o outro!

Mas, se perder o espetáculo de efeitos audiovisuais das 19h45min no SuperTree Grove, tem outro show às 20h45min, diariamente (sempre grátis).

Eu estava tão curiosa para conhecer esse lugar, que foi inaugurado em 2012, logo depois da nossa primeira viagem a Cingapura, que nem cogitei NÃO adquirir os ingressos e, felizmente, eles acabaram nos convidando para conhecer tuuuudo, então eu agradeço a gentileza dos ingressos cortesia para o blog Felipe, o pequeno viajante.

Tinha visto tantas fotografias espetaculares que estava louca para ir lá!

Em resumo, os Gardens by the Bay são um jardim botânico futurista, onde eles construíram inúmeras atrações dentro de um grande parque.

Para saber tudo sobre o SuperTree Grove, a OCBC Skyway, a Cloud Forest, o Flower Dome e as outras atrações dos Gardens by the Bay, veja aqui:

Gardens by the Bay: como são os jardins psicodélicos que viraram cartão postal de Cingapura

Dá tranquilamente para passar um dia inteiro lá, se você quiser, tantas são as atrações! Tem até um audiotour de 20min num carrinho aberto, o Garden Cruiser, que é pago à parte, para quem precisar poupar as pernas!

Para crianças, a melhor parte dos Gardens by the Bay é o Far East Organization Children's Garden, o jardim para crianças, com muita água para brincar, e também o "bebezão gigante".

Como o parque é imenso, o melhor é pegar um mapinha para ir se orientando, porque é bem fácil se perder lá!

Existem vários restaurantes e cafés no parque, e até um McDonald's. E, claro, também tem loja de souvenirs, banheiros públicos limpos e bebedouros!

Horário: como expliquei antes, o show de luzes ocorre às 19h45min, mas sempre é bom confirmar lá no dia da sua visita com algum funcionário.

As atrações pagas do parque funcionam das 9 às 21hs (os 2 conservatórios, Flower Dome e Cloud Forest, e o OCBC Skyway).

As áreas gratuitas ficam abertas ao público das 5 às 2hs.

Endereço: 18 Marina Gardens Drive

Mais informações sobre preços dos ingressos e horários no site oficial: Gardens by the Bay


Gardens by the Bay
Gardens by the Bay
Gardens by the Bay

10 Ponte Double Helix

A Ponte Double Helix em Cingapura é uma ponte para pedestres incrível, que lembra uma cadeia de DNA, usada para ligar os principais pontos turísticos próximos de Marina Bay.

Os amantes da arquitetura moderna vão ficar de queixo caído!

Reconhecida - merecidamente, diga-se - como uma das pontes mais bonitas do mundo, a Double Helix Bridge tem 280m de comprimento e uma estrutura tubular feita de aço.

Ao transitar por ela, você vai perceber os sinais luminosos no chão, que remetem aos componentes da cadeia de DNA: Adenina, Citosina, Timina e Guanina.

As vistas da ponte são ótimas - é um passeio gratuito perfeito para observar os principais pontos de Marina Bay e a arquitetura futurística e imponente da 'skyline' da Cingapura moderna.

A ponte também funciona como galeria de arte, com obras de artistas locais.

Imperdível para 'architecture lovers'!



Ponte Double Helix



selfie na Ponte Double Helix em Cingapura

11 Esplanade Theatres on the Bay

Outro lugar para apreciadores de arquitetura moderna!

A Esplanade foi inaugurada em 2002 como um complexo de artes cênicas de frente para a baía, e logo criou polêmica, sendo imediatamente apelidada de 'durians' pelos locais, por causa da semelhança da sua arquitetura com aquelas frutas mega fedorentas.

É o centro de artes cênicas mais importante da cidade, com espetáculos que mostram muito bem a enorme mistura de culturas ocidentais e orientais em Cingapura.

Se puder, reserve um show, concerto ou peça de teatro (com antecedência) - acho que você não vai se arrepender.



Esplanade Theatres on the Bay
Esplanade Theatres on the Bay

12 Merlion Park/Estátua

Todos os países têm um local que os identifica, seja uma praça, um edifício, ou um monumento que acaba se tornando um ícone daquele lugar frente ao resto do mundo.

O que seria de New York sem a sua Estátua da Liberdade, ou de Paris sem a Torre Eiffel?

Pois em Cingapura, quem desempenha esse papel é o Merlion - uma estátua muito estranha, até meio feiosa, localizada perto do porto. Metade leão, metade peixe, o Merlion é uma figura que se tornou símbolo da cidade.

O nome provém de 'mer', que significa mar, e 'lion' (leão) e, como a própria palavra indica, cuida-se de um animal mitológico, com cabeça de leão e corpo de peixe. Com a boca aberta, constantemente cuspindo água, o Merlion vigia a baía de Cingapura.

A estátua foi criada em 1964 para servir de ponto turístico do país que, desde o século 14 - muito antes da declaração de sua independência em relação à Malásia - chamava-se 'Cidade do Leão'.

O Merlion representa também o início humilde de Cingapura, que começou como uma vila de pescadores.

A estátua foi trazida para o Merlion Park em 2002, num local com vistas ótimas de Marina Bay, e pesa 70 toneladas, medindo 8,6m de altura.

As lojinhas de souvenirs não perdem a oportunidade, e sabem que as quinquilharias mais vendidas são sempre aquelas que representam o animal mítico, como ímãs de geladeira e cartões postais - nós mesmos logo tratamos de comprar o nosso Merlion de estimação, na primeira vez que visitamos Cingapura!

Em Sentosa Island (veja mais abaixo) também há uma réplica, gigantesca - a maior do país, com 40m de altura - do leão-sereia, onde você pode subir numa escada rolante até o topo da estátua e apreciar a paisagem lá de cima.

Além da "cópia" em Sentosa Island, que nós vimos quando estivemos lá, li em algum lugar que também há um filhotinho de Merlion - o Merlion Cub - ali perto, com 2m de altura e 3 toneladas, além de outras 5 estátuas oficiais do Merlion espalhadas por Cingapura, mas nós não encontramos nenhuma delas - não sei onde se localizam - se encontrar alguma, tire foto e manda pra gente!

Resumindo, o Merlion converteu-se naquela imagem que todo mundo lembra quando quer tirar uma 'selfie' da sua viagem a Cingapura.

Nosso pequeno viajante já garantiu a 'selfie' dele com a criatura mítica que é a cara da cidade-estado - quando for a Cingapura, não deixe de tirar a sua!

Coloque o Merlion Park já na sua lista do que fazer em Cingapura!

Endereço: One Fullerton

Merlion Park

Merlion Park

nosso pequeno viajante já garantiu a 'selfie' dele com o Merlion!

Merlion

13 Passeio nos ônibus turísticos hop-on, hop-off

Outro passeio que eu recomendo que você coloque na sua lista do que fazer em Cingapura já no 1º dia na cidade.

Na 1ª vez que estivemos em Cingapura, fizemos um tour completo por todos os cantos da cidade usando os ônibus turísticos vermelhos hop-on, hop-off - que eu sempre recomendo muito!

Para quem visita Cingapura pela 1ª vez, e não tem muitos dias para passear por lá com toda a calma do mundo, os ônibus hop-on, hop-off são com certeza a melhor maneira de ver as atrações turísticas de forma rápida, prática e sem tanto suor, e de se familiarizar com o 'layout' da cidade.

Os bilhetes são válidos por 24 ou 48 horas, e os ônibus de 2 andares abertos têm várias rotas e comentários em áudio em várias línguas.

Além de ser um jeito 'refrescante' de ver e aprender um pouco sobre os pontos turísticos de Cingapura, para quem viaja com crianças, que não curtem caminhar tanto, é uma mão na roda: você tem uma boa idéia geral dos lugares e do mapa da cidade, e depois volta e desembarca apenas naqueles que quer conhecer mais a fundo, no seu próprio ritmo.

Adoro!

passeio nos ônibus turísticos hop-on, hop-off em Cingapura
passeio nos ônibus turísticos hop-on, hop-off em Cingapura

14 Passeio de barco/harbour cruises

Na mesma linha dos ônibus turísticos hop-on, hop-off, os passeios de barco em Cingapura são imperdíveis, tanto pela oportunidade de ver a cidade de um outro ângulo, quanto pela comodidade.

Sabe aquele momento do dia em que a família já está cansadona, todo mundo meio irritado com aquele calor que não é de Deus, suando em bicas, e querendo relaxar? Esse é o momento de embarcar num 'harbour cruise' em Cingapura.

Os passeios são feitos em barcos turísticos, com guia, que saem dos piers de Marina Bay e de Clarke Quay.

Você vê a cidade-estado de um ponto de vista completamente diferente, ouve as explicações em inglês do guia, aprende, relaxa e se refresca - acho perfeito!

Coloque já na sua lista do que fazer em Cingapura no 1º dia, junto com o tour nos ônibus turísticos vermelhos hop on, hop off!


um passeio de barco para se refrescar e relaxar em Cingapura

15 Singapore Cable Car

Se você decidir ir até Sentosa Island, porque quer conhecer os Universal Studios Singapore (veja mais abaixo), por exemplo, ou alguma de suas outras tantas atrações, a nossa dica é que você faça a viagem até lá usando o Mt Faber Cable Car - um teleférico que mais parece uma caixinha de jóias.

O teleférico local é um dos meios de transporte que ligam o centro de Cingapura a Sentosa Island - certamente não é a alternativa mais barata para chegar até a ilha, mas sem dúvidas é uma atração à parte - o passeio nos teleféricos vale não apenas como um meio de transporte para chegar lá, mas também como uma atração por si só.

Vale o quanto custa!

O teleférico parte do Faber Peak Singapore, de dentro de um shopping center (claro!) e te deixa na Estação Sentosa.

Para mais informações, veja o site oficial do Singapore Cable Car.

Se quiser saber sobre outras opções mais baratas e rápidas para chegar a Sentosa Island, veja abaixo, quando explico melhor sobre a ilha.

Contei mais detalhes aqui: Universal Studios Singapore na Ilha Sentosa, em Cingapura: tudo o que você precisa saber

Singapore Cable Car
Singapore Cable Car

16 Universal Studios Singapore

Localizado em Sentosa Island, e parte do Resorts World, o parque de diversões Universal Studios Singapore, famoso no mundo inteiro, e que muitos brasileiros já conhecem pelas suas outras sedes em Los Angeles e Orlando, tem 7 zonas temáticas em Cingapura, espalhadas em 49 acres.

Escrevi um post específico sobre o parque Universal Studios de Cingapura e a Ilha Sentosa, veja todos os detalhes aqui:

Universal Studios Singapore na Ilha Sentosa, em Cingapura: tudo o que você precisa saber

Note que esse passeio vai lhe tomar um dia inteiro em Cingapura, entre chegar lá e voltar ao seu hotel no centro da cidade, então veja se ele realmente cabe dentro do seu roteiro.

Em regra, o Universal Studios Singapore abre tarde e fecha cedo: o horário regular de funcionamento do parque é das 10 às 17hs.

Eu só colocaria o Universal Studios na minha lista do que fazer em Cingapura se tivesse pelo menos outros 4 dias inteiros na cidade.

Ou...se estivesse viajando com um pequeno viajante/adolescente que ama parques temáticos e está em crise de abstinência de passeios adequados à sua faixa etária...aí eu colocaria o Universal Studios Singapore no 5º dia do meu roteiro em Cingapura.

Outra opção, se você quiser explorar bem Sentosa Island e suas outras tantas atrações (veja mais abaixo), é se hospedar lá na própria ilha por 1 ou 2 noites, e aí aproveitar para fazer os passeios por lá - Sentosa tem resorts e hotéis excelentes!

Para comer lá, existem diversas opções, desde restaurantes de redes internacionais famosas como Hard Rock Cafe até comida asiática típica local.

As melhores atrações do parque Universal Studios Singapore, na nossa opinião, são:
  • Transformers: The Ride (simulador em 4D)
  • Battlestar Galactica (2 montanhas-russas gêmeas com muita adrenalina)
  • Lights, Camera, Action! (furacão em New York)
  • Jurassic Park Rapids Adventure (aqueles passeios em que todo mundo sai encharcado de água)
  • Enchanted Airways
  • Canopy Flyer (um voo sobre Jurassic Park)
  • Vingança da Múmia (montanha-russa interna)
  • Shrek 4-D Adventure (simulador em 4D)
  • Madagascar: A Crate Adventure (river boat ride)
No total, são 24 atrações, das quais 18 são originais.

Como falei antes, o parque Universal Studios Singapore é organizado em 7 áreas temáticas, cada zona prestando homenagem a um local, filme ou programa de televisão:
  1. The Lost World
  2. Far Far Away
  3. Madagascar
  4. New York
  5. Hollywood
  6. Egito Antigo
  7. Sci-Fi City
Para ver o mapa do parque e já começar a planejar a sua visita ao Universal Studios Singapore, é só clicar aqui: mapa do parque.

Além das 'rides' para todas as idades, desde as mais infantis (carrossel, xícaras malucas, aviãozinho, carrinho) até as mais cheias de adrenalina, o parque Universal Studios Singapore também oferece muitas opções de restaurantes (inclusive cafés da manhã com personagens), lojas temáticas e shows ao vivo o dia inteiro, assim como acontece nos parques de Orlando e Hollywood/LA - na verdade, se você parar para contar, o parque tem mais lojas e restaurantes do que atrações!

Todas as regras a que nós brasileiros já estamos acostumados nos parques temáticos dos EUA se aplicam lá: eles têm perdidos e achados, guest services, assitência para encontrar crianças perdidas, aluguel de cadeiras de rodas e carrinhos de bebê, salas de amamentação e um Baby Care Centre, guarda-volumes, limites de altura mínima para andar nos brinquedos, fotografias para venda, readmissão no parque, 'child swap' (nós usamos nas montanhas-russas, onde o Lipe não podia ir), retirada de compas na saída, primeiros socorros, banheiros, Universal Express para furar filas, free wifi, experiência VIP, sessão de fotos para casamentos, festas de aniversário para crianças, não pode usar drone, não pode tirar camiseta e sapatos, não pode entrar com comidas e bebidas de fora do parque, etc...

Enfim, é tudo igualzinho aos parques dos EUA!

O troço é tão americanizado que tem até a mesma festa de Halloween em outubro, mas, por outro lado, a gente percebe que eles também tentam agradar a maioria de seus visitantes, que obviamente são orientais.

Compre ingressos online antes de chegar lá, para evitar filas.

Os preços atuais (2020), em dólares de Cingapura, são:
  • Adultos (13-59) - SGD 81
  • Crianças (4-12) - SGD 61
  • Idosos (acima de 60) - SGD 43
Endereço: 8 Sentosa Gateway
Horário: em regra, das 10 às 17hs, confirme no site, ao comprar seus ingressos
Site oficial: Universal Studios Singapore

Veja mais detalhes aqui: Universal Studios Singapore na Ilha Sentosa, em Cingapura: tudo o que você precisa saber

Universal Studios Singapore
muitas fotos com personagens no Universal Studios Singapore

17 Sentosa Island

Ilha Sentosa, em Cingapura, é enorme, cheia de atrações turísticas, com praias, spas, eventos, florestas tropicais, parque aquático, aquário, museus, um forte com museu militar, borboletário e o parque Universal Studios Singapore, além de resorts, complexos hoteleiros, shoppings, restaurantes e uma infinidade de outras atividades voltadas aos viajantes.

É hoje o maior pólo de entretenimento de Cingapura.

Em resumo: Sentosa é uma ilha criada com a finalidade específica de divertir as massas de turistas que visitam Cingapura diariamente.

Não é à toa que ganhou o apelido de "parque de diversões da Ásia".

Antigamente, Sentosa era uma base militar de defesa de Cingapura, mas hoje as diversões por lá são bemmm mais mundanas 😅

A Ilha Sentosa é unida ao continente por uma ponte e por um teleférico.

Dá para chegar lá de táxi, ônibus, metrô/monotrilho ou metrô/teleférico, como já expliquei acima - recomendo a última opção, pelo passeio de teleférico no Singapore Cable Car, que é bem legal.

A partir da estação de MRT Harbourfront, para pegar o teleférico, siga pela saída B.

O ônibus Sentosa Rider é a alternativa mais barata para chegar na ilha. Para se deslocar em Sentosa Island, existem 3 linhas de ônibus grátis. Também dá para pegar o Sentosa Express.

Você vai encontrar lá um Museu de Cera Madame Tussauds, praias artificiais bem bonitas (a não ser para quem vem de outras praias "de verdade" na Tailândia, Malásia ou Indonésia, por exemplo hehehe...), um Hard Rock Cafe, salto de para-quedas indoor, o The Flying Trapeze, o SeaBreeze Water-Sports, uma estátua gigante do Merlion (acho dispensável ir lá se você já conheceu a estátua original em Marina Bay), e o parque Universal Studios Singapore, destino da maioria dos turistas que vão até Sentosa Island.

Siloso Beach oferece vários divertimentos como skimboard, aluguel de caiaques e vôlei, mas, pelo que eu soube, a praia mais bonita de Sentosa é Palawan Beach, localizada no ponto mais ao sul da Ásia Continental, e o melhor: é grátis.

Em Sentosa Island também tem um parque aquático - Adventure Cove Waterpark, a Dolphin Island, onde você pode nadar com golfinhos, e um super aquário - Sea Aquarium - se você viaja com crianças, é uma boa pedida, mas lembre-se que cada um destes passeios ocupa praticamente um dia inteiro, então coloque estas atrações no seu roteiro só se você tiver vários dias extras em Cingapura, ou se realmente fizer muita questão destes passeios, pois terá que abrir mão de outras atrações que só existem na zona central de Cingapura!

É aquilo...Madame Tussauds, parques aquáticos e aquários você encontra em dezenas de outras cidades mundo afora, mas uma Marina Bay só existe em Cingapura!

Como já falei antes, se você tiver vários dias "sobrando" em Cingapura, uma boa alternativa se quiser explorar bem Sentosa Island é se hospedar lá na ilha, num dos excelentes resorts que existem por lá, por pelo menos 1 ou 2 noites, e aí aproveitar para fazer esses passeios.

Veja aqui nossas dicas de hospedagem em Cingapura, inclusive em Sentosa Island:

Onde ficar em Cingapura: dicas de hospedagem para todos os bolsos

Nós não conhecemos estes outros parques em nenhuma das 2 vezes que estivemos lá, e por isso eu digo que Cingapura é um lugar de onde a gente não pode se despedir nunca, pois eles estão constantemente criando novas atrações turísticas incríveis e sempre existem muitos bons motivos para voltar à cidade-estado!

Descobri recentemente que agora também tem lá jogos de realidade virtual, o iFly Singapore, um KidZania, passeios de Segway, o Fort Siloso Skywalk (uma passarela suspensa sobre as copas das árvores), e até um parque de borboletas e insetos!

As atrações são intermináveis - eles fazem de tudo para segurar o turista lá e, se você puder ficar 10 dias, não vai dar tempo de fazer tudo!

Já escrevi sobre isso aqui: Lugares que a gente se despede e lugares que a gente não se despede...jamais!

Mas, de tudo o que eu li sobre Sentosa Island, o mais legal é que, apesar do crescimento absurdo e da enorme demanda na construção de novos empreendimentos, a ilha ainda tem 70% da sua área coberta de floresta tropical.😊

Escrevi um post específico sobre a Ilha Sentosa, veja aqui mais detalhes: Ilha Sentosa, em Cingapura: tudo o que você precisa saber

Mais informações nos sites oficiais: Sentosa Island Resorts World

mapa de Sentosa Island
mapa de Sentosa Island

18 Singapore Zoo/Night Safari

Considerado o melhor zoo de floresta tropical do mundo, o Zoológico de Cingapura é impressionante.

As instalações são limpas, os animais parecem muito felizes e bem cuidados, com habitats espaçosos, e o parque é super agradável e convidativo, com muita vegetação. Não é mais um daqueles zoos de onde a gente sai deprimido de ver os animais presos, sabe?

Diferente dos zoológicos tradicionais, que mantêm os animais em gaiolas e jaulas, o Zoo de Cingapura foi o 1º no mundo a implementar o conceito aberto, mantendo os animais em recintos com paisagismo individual e sem barreiras.

Com 28 hectares para explorar, é certo que você não vai conseguir ver todo o Singapore Zoo em uma única visita, então pegue um mapinha do parque e selecione as áreas/animais que mais te interessam para conhecer.

Se já quiser ir planejando a sua visita, clique aqui para ver o mapa do Singapore Zoo.

Planeje passar no mínimo dos mínimos umas 4hs no zoológico - nós ficamos quase um dia inteiro lá!

No total, são mais de 4 mil animais divididos em 11 zonas, incluindo África Selvagem, Australian Outback, Elefantes da Ásia, País dos Felinos, Reino dos Primatas e Jardim dos Répteis.

É possível assistir alguns shows envolvendo os animais, observar a alimentação de alguns deles e até alimentá-los! Confira os horários nos folhetos distribuídos no zoo.

Não deixe de conhecer a maior colônia de orangotangos em cativeiro do mundo, o dragão de Komodo, os ​​elefantes asiáticos e o raro tigre branco. Há também uma grande família de chimpanzés, e nós adoramos ver os suricatos e cangurus!

Há uma área específica para crianças - Rainforest Kidzworld - inclusive com aqueles brinquedões com água - os pequenos viajantes adoram!

Se puder esbanjar, é possível marcar um café da manhã no Zoológico de Cingapura com os orangotangos - é o Jungle Breakfast with Wildlife. Deve ser um sonho!

Horário de funcionamento: das 8h30min às 18hs, diariamente
Endereço: 80 Mandai Lake Road
Site oficial: Singapore Zoo


Singapore Zoo

Singapore Zoo


Singapore Zoo
Singapore Zoo
Singapore Zoo
Singapore Zoo

Safári Noturno

Se o zoo não for suficiente para matar a sua vontade de ver animais selvagens de pertinho, você ainda pode fazer o Safári Noturno, um safári no rio, chamado River Safari (com uma floresta de pandas gigantes), ou visitar o Jurong Bird Park.

Se você quiser conhecer várias destas atrações de vida selvagem, vale a pena conferir as opções de ingressos combinados, que daí fica mais barato - eles dão até 50% de desconto em alguns combos!

Nós não fizemos o Night Safari, mas já vi muita gente dizendo que é bem legal - uma experiência diferente das tradicionais visitas a zoológicos, apresentando aos visitantes a vida noturna dos moradores do parque.

O Zoológico de Cingapura foi o 1º no mundo a abrir suas portas à noite (desde 1994!), permitindo assim que os visitantes possam conhecer os hábitos de mais de 2.500 animais noturnos, de 130 espécies diferentes.

O passeio noturno foca nos animais que ganham vida depois que anoitece, como leões, rinocerontes, leopardos e esquilos voadores, usando técnicas de iluminação especiais. Muitos destes animais são ameaçados de extinção 😞

O Safári Noturno é feito numa reserva natural, na região norte da cidade, e os habitats são divididos em 4 seções, cada uma delas com a sua própria trilha, que permitem observar os animais noturnos justamente no período em que eles estão mais ativos.

O Wallaby Trail é onde vivem os marsupiais australianos.

O East Lodge Trail reúne hienas malhadas e tigres da Malásia.

O Fishing Cat Trail é o habitat de animais nativos de Cingapura, como o pangolim, o binturong e outras espécies ameaçadas de extinção.

A Trilha do Leopardo tem leopardos, leões, civetas, porcos-espinhos e raposas voadoras, dentre outros animais.

Você passeia a pé, seguindo pelas trilhas bem sinalizadas, ou num trenzinho elétrico, que circula em silêncio por entre os animais.

Horário de funcionamento: das 19h30min às 24hs, diariamente
Site oficial: Night Safari

19 Clarke Quay/Boat Quay

No século 19, Clarke Quay, situado na iluminada margem do Rio Cingapura, era o centro comercial da cidade, que hoje se transferiu para Orchard Road, como contei acima.

Hoje, Clarke Quay é um lugar mais convidativo à noite, um bairro cheio de antigos galpões transformados em bares com música ao vivo, pubs, restaurantes de várias nacionalidades, casas noturnas e outras formas de entretenimento à beira-rio.

Ótimo lugar para quem procura uma balada em Cingapura.

Não era o nosso caso, com nosso pequeno viajante a tiracolo, então estivemos lá durante o dia, pois é de Clarke Quay que partem os passeios de barco que eu recomendei mais acima, ótimos para ver a cidade de uma outra perspectiva, ver algumas das pontes históricas de Cingapura e os tradicionais pontos turísticos de um ângulo diferente.

Em Clarke Quay e arredores vocês vão encontrar ainda um bungee jumping gigante, o Museu das Civilizações Asiáticas (falo mais sobre ele abaixo), a Galeria do Patrimônio da Defesa Civil, no quartel dos bombeiros mais antigo de Cingapura, e o Templo de Hong San See, um templo budista centenário.

Durante o dia, a região é bem tranquila e fotogênica, mas, pelo que li, o lugar fica bem agitado e barulhento à noite, com os bares todos lotados.

minha impressão é a de que os restaurantes naquela região parecem ser bem do tipo pega-turista, com comida ruim e cara, então eu iria lá para beber, não para comer...

Eles recomendam não chegar muito tarde, pois pode ser difícil conseguir uma mesa.

Boat Quay

Boat Quay era o cais por onde chegava a grande maioria das mercadorias em Cingapura, mas, hoje em dia, as margens do rio abrigam bares, restaurantes, galerias de arte, museus e arranha-céus futuristas de empresas internacionalmente conhecidas.

Muita gente vai lá fazer uma happy hour, relaxar com uma cerveja, assistindo ao por do sol.

Nos arredores de Boat Quay vocês vão encontrar a estátua do pássaro de Botero e o lindo monumento First Generation, que mostra crianças brincando às margens do rio.

Também fica ali o antigo edifício sede da polícia, na Hill Street, que hoje é a sede do Ministério da Cultura, Comunidade e Juventude, chamando a atenção dos turistas pela fachada cheia de janelas coloridas.

Endereço: Old Hill Street Police Station, 140 Hill Street

monumento First Generation, que mostra crianças brincando às margens do Rio Cingapura
monumento First Generation, que mostra crianças brincando às margens do Rio Cingapura

sede do Ministério da Cultura de Cingapura, com suas janelas coloridas
sede do Ministério da Cultura de Cingapura, com suas janelas coloridas

20 Asian Civilizations Museum

O Museu das Civilizações Asiáticas é, na minha opinião, o melhor de Cingapura - e certamente um dos maiores - com a sua arquitetura colonial de 1865 em estilo neoclássico.

O edifício, originalmente conhecido como Empress Place Building, em homenagem à Rainha Victoria, hoje abriga o Museu das Civilizações Asiáticas, dedicado às muitas culturas asiáticas que ajudaram a formar Cingapura.

As coleções do museu focam nas religiões e no comércio, temas que mais influenciaram as culturas asiáticas, com exposições sobre assuntos que vão do comércio no Oceano Índico às crenças chinesas ao longo dos séculos.

Para quem gosta de cerâmica chinesa, é um paraíso!

São 7 galerias, que exibem mais de mil artefatos das civilizações da China, Sudeste Asiático, sul e oeste da Ásia.

Endereço: 1 Empress Place

Site oficial: Museu das Civilizações Asiáticas

Roteiro em Cingapura de 3 a 6 dias 

Como falei antes, a minha sugestão é que você reserve pelo menos 4 dias inteiros em Cingapura.

Em 3 dias é possível ver o básico de forma bem corrida - com 4 dias já dá para incluir um "plus a mais" no seu roteiro.

Se você ainda está em dúvida sobre as atracões turísticas de Cingapura que deve incluir no seu roteiro, vou listar abaixo o que EU faria se tivesse de 3 a 6 dias para passear em Cingapura:

Dia 1

Faria os pontos 13 e 14 da lista acima do que fazer em Cingapura, com desembarques nos pontos 19 e 20.

Dia 2

Faria os pontos 7 até o 12 da lista acima, tudo a pé!

Dia 3

Faria os pontos 1 até 3 da lista acima, me deslocando entre eles de metrô.

Dia 4

Faria os pontos 6, 5 e 4 da lista acima, nesta ordem.

Dia 5

Faria os pontos 15 a 17 da lista acima.

Dia 6

Faria o ponto 18 da lista acima bem cedo, e então faria check-in para passar o restante do meu último dia em Cingapura no Marina Bay Sands.

O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena
O que fazer em Cingapura: 20 atrações turísticas que valem a pena

Wishlist para quando voltarmos a Cingapura

Ainda temos muito a ver e fazer em Cingapura, e vários lugares aonde quero voltar, mas tem alguns locais onde ainda não fomos que quero muito conhecer, como por exemplo Haw Par Villa e também a Fountain of Wealth, uma fonte de água gigantesca localizada no meio de um super complexo de lojas chamado Suntec City.

Outro lugar onde também tenho vontade voltar e explorar mais é Sentosa Island - ainda há muito o que ver e fazer por lá!

Como eu disse antes, Cingapura é o tipo de lugar de onde a gente não pode se despedir nunca, porque existem sempre ótimas razões para voltar lá - eles estão constantemente se reinventando e criando novos pontos turísticos imperdíveis!

Leia mais: Lugares que a gente se despede e lugares que a gente não se despede...jamais!

Anote aí, dê uma pesquisada para ver se esses lugares também te interessam e, se você for lá, depois me conte o que achou!

Você já esteve em Cingapura?

Qual seu ponto turístico preferido por lá? Conta pra gente! Nós adoraríamos ter as suas contribuições aqui no blog! Deixe as suas dicas na nossa caixa de comentários, por favor!

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - muitas dicas de Cingapura por lá! Veja tudo nas hashtags #LipeVoltaaoMundo e #LipeemCingapura.

Mostrei muito mais dos nossos passeios em Cingapura lá nos stories do Instagram - espia lá que está tudo salvo numa pasta de destaques de Cingapura!

Nos próximos posts, continuamos contando sobre a nossa viagem de volta ao mundo - não saia daí!

O Lipe também escreveu um post contando o que ele achou da nossa viagem, veja aqui: 


Precisa reservar um hotel para a sua viagem a Cingapura?

Veja aqui nossas dicas de hospedagem em Cingapura:

Onde ficar em Cingapura: dicas de hospedagem para todos os bolsos

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:



Facebook / Twitter / Instagram / Pinterest / YouTube

O que fazer em Cingapura
O que fazer em Cingapura
20 atrações turísticas que valem a pena em Cingapura
20 atrações turísticas que valem a pena em Cingapura

Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: