13 de maio de 2016

roteiro entre San Antonio de Los Cobres e Cafayate, no norte da Argentina, pela famosa Quebrada das Conchas

No último post, expliquei como ir do Chile para a Argentina - de San Pedro do Atacama até San Antonio de Los Cobres, pelo Paso Sico. 

Naquele mesmo post, dei algumas das nossas dicas de San Antonio de Los Cobres, onde pernoitamos. 

Agora, vamos continuar viagem pelo norte da Argentina - aqui, vou descrever em detalhes o trajeto maravilhoso que fizemos entre San Antonio de Los Cobres e a linda Cafayate, pelas Rutas Nacionais 51 e 68, passando por Santa Rosa de Tastil, pelo Viaduto El Toro e pela famosa Quebrada das Conchas, com suas formações rochosas inacreditáveis. 


Esse percurso, segundo o Google Maps, tem 316Km, e deveria levar algo em torno de 4hs. Nós, como sempre, levamos pelo menos 7hs, devido às milhares de paradas nas atrações do caminho (e dava para levar bem mais, se o tempo não fosse escasso!). 

Vamos lá? 


Abastecemos o carro, compramos água no mercado e saímos de San Antonio de Los Cobres às 10:30am (600 pesos arg = 38,66l = 15,52 pesos/l), depois do café da manhã no hotel. 

Para ler sobre o nosso hotel em San Antonio de Los Cobres, clique aqui: Hotel de Las Nubes

Pegamos a Ruta Nacional 51 em direção a Santa Rosa de Tastil (3.110m de altitude). 

Nos primeiros 21Km a estrada é de 'rípio'. Para fazer essa viagem tem que estar extremamente disposto a comer poeira kkkkk...

Mas, depois de 21Km, chegamos finalmente ao pavimento (que não víamos desde o Chile), com o Nevado de Acay (5.750m) sempre nos acompanhando ao lado direito da estrada (além dos burricos!). 

A seguir, paramos em Abra Blanca, um dos trechos mais altos dessa estrada, a 4.080m de altitude. 

nevado de acay



Nevado de Acay


Logo em seguida, reencontramos os cactos gigantes, que não são tão comuns no Atacama (no norte da Argentina eles parecem praga!). 

Ruínas de Santa Rosa de Tastil

Mais alguns Kms e chegamos às Ruínas de Santa Rosa de Tastil, ao lado direito da estrada, onde a entrada é gratuita. Há um moço na portaria dando explicações. 

Você sobe por uma estradinha de terra de uns 5min e estaciona lá em cima, onde alguns painéis explicam sobre as ruínas e os 2 'recorridos' possíveis, um mais curto e outro mais longo.









Depois vêm algumas formações rochosas incríveis e o 'pueblo' de Alfarcito, com sua linda igrejinha branca se destacando na paisagem desértica.  

Logo a seguir, chegamos à multicolorida Quebrada del Toro e à Quebrada de Carachi, o trecho mais bonito desse percurso entre Salta e San Antonio de Los Cobres. 

Dá vontade de fotografar TODAS as formações rochosas, que são super coloridas e deslumbrantes. 

Os trilhos do Tren a las nubes acompanham a estrada o tempo todo. 

22Km antes de chegar em Campo Quijano termina o asfalto e começa uma estradinha de rípio no meio do desfiladeiro. 

quebradas norte da Argentina

Alfarcito
Alfarcito

Alfarcito
Alfarcito

quebradas norte da Argentina

quebradas norte da Argentina

quebradas norte da Argentina

quebradas norte da Argentina

quebradas norte da Argentina

quebradas norte da Argentina

Viaduto El Toro

É nesse trecho que fica o lindo Viaduto El Toro

O Rio El Toro, que deveria passar embaixo, estava completamente seco. Impressionante como estava tudo extremamente seco por lá. 

Eles diziam que dezembro/janeiro é a época das chuvas, e que as estavam esperando desde o início de dezembro e até então nada de água cair do céu. 

Do lado esquerdo do viaduto há uma trilha para subir lá em cima. Nós subimos com o Lipe, mas não é lá muito fácil subir com crianças. 










Logo que recomeça o asfalto, chegando em Campo Quijano, há um posto de controle policial, mas não nos abordaram.

Atravessamos a cidade e seguimos pela RP (Ruta Provincial) 36 até onde ela se encontra com a RN (Ruta Nacional) 68.

Na RN 68, a famosa estrada entre Salta e Cafayate, passamos por mais 2 postos policiais, sem nenhuma abordagem. 

Seguimos então para o sul, em direção a Cafayate. 

A paisagem inicialmente é bem verde, e depois vai ficando cada vez mais árida. 



Quebrada das Conchas

A Quebrada das Conchas, ou Quebrada de Cafayate, começa 82Km antes de chegar a Cafayate. 

Os arqueólogos encontraram conchas e fósseis de animais marítimos incrustrados nas formações rochosas da Quebrada, por isso o nome. 

O lugar é repleto de montanhas de todas as cores possíveis e formações rochosas de arenito também de todas as formas que você pode imaginar, dando lugar a uma paisagem bruta e árida. 

Essa Quebrada é considerada uma das estradas mais impactantes do país, passeio obrigatório para quem visita o norte da Argentina







Principais atrações

Fizemos dezenas de paradas no caminho, mas as principais atrações, todas devidamente sinalizadas por placas, são:

* Garganta do Diabo, no Km 47, do lado esquerdo da estrada - estaciona e sobe lá em cima. 

Não é uma escalada fácil, o Peg arrastou o Lipe pedras acima e fomos praticamente até a "traquéia" do diabo kkkkk... (deu medinho)

É uma formação rochosa quase inacreditável. 

A entrada lá é gratuita, inclusive o estacionamento. 

Nas fotos abaixo, o making of da subida (tome muito cuidado para não se machucar e só suba até o final se estiver com sapatos adequados, antiderrapantes):

quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo
quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo
quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo
quebrada das conchas - garganta del diablo

quebrada das conchas - garganta del diablo

* Anfiteatro, no Km 46, do lado esquerdo da estrada - entra uns 200m de carro por uma estradinha e estaciona e vai lá dentro do Anfiteatro, que é outra incrível formação rochosa, caminhando. 

Por favor, não deixe lixo em nenhum destes lugares - dá uma deprê ver aquele lixo todo que os turistas deixam por lá :(

anfiteatro

anfiteatro

anfiteatro

anfiteatro
anfiteatro

anfiteatro

anfiteatro

anfiateatro

* Tres Cruces, no Km 41, do lado direito da estrada - é um mirante com vistas lindas do vale e das montanhas próximas. 

* El Sapo - pedra gigante que parece um...sapo! Do lado direito da estrada. 

* Frade Franciscano - do lado direito da estrada, não achei que parecia em nada com um monge ou frade. 

* La Yesera - do lado esquerdo da estrada, formação rochosa linda!

* El Obelisco, no Km 22 - do lado esquerdo da estrada.

* Las Ventanas, no Km 20 - do lado direito da estrada.

* Los Castillos, no Km 19 - do lado direito da estrada.

* entrada da Bodega Viñedos Peña - do lado direito da estrada, outra vista linda da região.

quebrada_de_las_conchas

quebrada_de_las_conchas
Tres Cruces

quebrada_de_las_conchas
El Sapo

quebrada_de_las_conchas

quebrada_de_las_conchas

quebrada_de_las_conchas

A paisagem permanece maravilhosa até 13Km antes de chegar em Cafayate, até que, de repente, termina a mágica. Mas aí, quando termina a beleza natural, começam a aparecer as bodegas e vinícolas, aos montes!


Chegamos em Cafayate às 5:30pm e fomos direto procurar um lugar para comer, antes mesmo de encontrar um hotel para passarmos a noite. 


No próximo post, vou contar a vocês justamente onde dormir, onde comer, onde fazer comprinhas e onde passear em Cafayate! 

Até lá!

quebrada_de_las_conchas

Gastos

* gasolina - 600 pesos
* água - 15 pesos

E você, já esteve no norte da Argentina?? Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!


Se você quiser reservar um hotel ou pousada e ter a garantia do menor preço, nós indicamos o Booking, que é o site de reservas de hospedagem que nós usamos a vida inteira :)

Leia as resenhas sobre os hotéis que usamos nesta viagem e reserve já o seu:

Hostal Lackuntur, em San Pedro de Atacama, no Chile

Hotel de Las Nubes, em San Antonio de Los Cobres, Argentina

Apartamentos Lo de Lili, em Tilcara, Argentina 

Hotel La Merced del Alto, em Cachi, Argentina

Hotel Alejandro 1º em Salta, no norte da Argentina 

Hotel Atrium Gualok em Presidência Roque Sáenz Peña, no Chaco argentino

Hotel Village Termas de Dayman, no Uruguai 


Veja como foi nosso passeio:






Todos os posts sobre esta viagem estão em Atacama e Norte da Argentina - se você quiser ler todos em sequência (do último para o primeiro), é só clicar!

Leia o nosso roteiro e orçamento para uma viagem de carro de 28 dias ao Atacama e Norte da Argentina, com passagens pelo Uruguai e Bolívia



Não foi a nossa primeira vez em nenhum destes países - já conhecíamos inclusive o Atacama e a Bolívia - então, se você quiser saber sobre as nossas viagens anteriores a estes países, é só clicar em UruguaiArgentinaChile Bolívia

Veja nosso roteiro de um mochilão de 30 dias pelo Peru, Bolívia e Chile

Também fizemos uma viagem incrível pelas Patagônias argentina e chilena


Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só procurar as ## e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

#‎LipenoUruguai
#LipenaArgentina
#LipenoChile
#LipenaBolivia

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!


Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito) há séculos!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Nosso snapchat é @pequenoviajante.

Você também nos encontra aqui:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...