Sobre

Sobre

Recentes

Menu

Vale a pena comprar o Chicago CityPASS?

Descubra se vale a pena comprar o Chicago CityPASS, um passe que dá descontos nos ingressos de várias atrações turísticas em Chicago, como o planetário, aquário, museus de história natural, de arte, de ciências e 2 observatórios.
Vale a pena comprar o Chicago CityPASS?
Vale a pena comprar o Chicago CityPASS?

Nesse post vou responder a vocês a pergunta que eu mesma me fiz quando estava pesquisando os valores de ingressos para as principais atrações turísticas de Chicago: vale a pena comprar o Chicago CityPASS?

Comecei a pesquisar os pontos turísticos que queríamos conhecer em Chicago e me apavorei com os preços! O ingresso para o aquário, por exemplo, com direito a assistir um filminho em 4D, custava U$ 44,90! Acrescentando uma taxa que eles cobram de transação online e mais o IOF, chegaria a U$ 50 por pessoa! No Skydeck Chicago, o ingresso online day/night custa U$ 47, mais IOF. Mesma coisa com os preços dos ingressos para o 360 Chicago, Field Museum e Adler Planetarium. O único ingresso que é grátis é o do zoológico! O resto é tudo super caro!

Somando os ingressos das 5 atrações turísticas que eu queria visitar, dava mais de U$ 220 para comprar tudo online! Sem falar no IOF. Mas aí eu vi que em todos os sites destas atrações que eu pesquisei eles ofereciam o Chicago CityPASS, que é um passe que dá descontos nos ingressos de 5 pontos turísticos de Chicago - todos os que eu mencionei acima e mais o Art Institute of Chicago e o Museu de Ciência e Indústria (que o Lipe certamente adoraria visitar).

Nós já tínhamos usado o passe de descontos CityPASS em outras cidades americanas, como em New York City e em Seattle, e tinha sido ótimo, pois esse passe é um grande fura-filas, além da economia que ele representa na compra dos ingressos.

Shedd Aquarium Chicago CityPASS
os preços das atrações turísticas de Chicago são super salgados - Shedd Aquarium

Field Museum Chicago CityPASS
o Field Museum está incluído no Chicago CityPASS

Vale a pena comprar o Chicago CityPASS?

E aí, vale a pena comprar o Chicago CityPASS?

Acabamos chegando à conclusão de que o CityPASS compensa muito se você tiver intenção de visitar pelo menos 3 das atrações que ele inclui.

Se você for visitar as 5 atrações turísticas incluídas no passe, como nós fizemos, ele compensa muitooooo: é uma economia de mais de 50%, porque, ao invés de gastar mais de U$ 220, que é o que eu estava vendo que íamos gastar (além de ficar com um monte de ingressos comprados online com data fixa, coisa que eu detesto), o Chicago CityPASS custa U$ 108 para adultos, o que ainda é salgado, mas vale muito mais a pena!

Isso sem falar nas outras facilidades que o passe oferece: você fura fila em todas as atrações, e vai no dia e hora que quiser, sem data fixa (pois ele é válido por 9 dias desde o 1º uso).

Além disso, não é necessário comprar online e pagar IOF, pois é super fácil comprar o passe em qualquer uma das 5 atrações  turísticas incluídas!

De acordo com a propaganda deles, o preço normal dos ingressos de criança somados é de U$ 174,90 e o Chicago CityPASS infantil custa U$ 89, o que representa uma economia de U$ 85,90.

Nesse caso, vale a pena comprar o Chicago CityPASS para as crianças também, a menos que seu filhote tenha menos de 2 anos - nesse caso não vale a pena comprar o passe, pois crianças menores de 2 anos entram grátis em todas essas atrações!

Leia mais sobre o CityPASS aqui.

Para entender melhor como funciona o CityPASS, ver se para a sua família vale a pena comprar o Chicago CityPASS, quais as atrações turísticas incluídas nele, o que você tem direito em cada uma delas e quais as suas alternativas, veja abaixo:

Museum of Science and Industry OU 360 CHICAGO Observation Deck

Adler Planetarium Chicago CityPASS
visitamos o Adler Planetarium usando o Chicago CityPASS
Pinguins, leões marinhos, show de golfinhos, tarântulas, tubarões, corais, estrelas do mar, baleias beluga, lontras, arraias, anaconda, jacarés, tartarugas e piranhas. Adorei o Shedd Aquarium. Dá para ver que os animais são super bem cuidados lá, os aquários são lindos, e a única parte que não gostei foi a da Amazônia, pois os peixes são enormes e o aquário deles me pareceu um pouco apertado. 

O aquário de Chicago, localizado no Museum Campus, tem Play Zone para os pequenos viajantes, banheiros, lancherias, loja, lockers, free wifi e lugar para guardar os carrinhos de bebê - só tenha cuidado porque um amigo relatou que teve o carrinho da filhota furtado lá. 

O Aquário Shedd é imenso (li em algum lugar que é o 2º maior dos EUA) e dividido em áreas com nomes como Waters of the World, Wild Reef, Caribbean Reef, Amazon Rising, Abbott Oceanarium, etc.

Também tem algumas apresentações interativas e oportunidades de tocar em alguns animais e ouvir palestras dos cuidadores. 

Com o Chicago CityPASS, você tem direito a entrada prioritária, a visitar todas as exposições permanentes, apresentações de animais, exposição especial e Stingray Touch (dependendo da época do ano), além de uma experiência 4D.

Nós escolhemos assistir um filme sobre os monstros do mar e foi muito legal, o Lipe teria adorado! Se você não tiver o CityPASS, esses filmes têm um custo extra de U$ 4,95.

Ingressos: 

Adultos U$ 44,90 
Crianças até 11 anos U$ 34,90
Grátis para menores de 2 anos

Endereço: 

Museum Campus Chicago
1200 South Lake Shore Drive

Horários:

Inverno: Seg-Sex, 9h-17h; Sáb-Dom e Feriados, 9h-18h
Verão: Abre diariamente das 9h-18h
Fechado no Natal

Shedd Aquarium Chicago CityPASS

Shedd Aquarium Chicago CityPASS

Shedd Aquarium Chicago CityPASS

Shedd Aquarium Chicago CityPASS

Shedd Aquarium Chicago CityPASS

Shedd Aquarium Chicago CityPASS

Shedd Aquarium Chicago CityPASS
Quando estive em Chicago pela 1ª vez, em 1994, subi no observatório da então chamada Sears Tower, que era o edifício mais alto do mundo na época. 

Em 2009, o prédio mudou de nome, para Willis Tower, e já não é o mais alto do mundo, mas continua inovando no Skydeck Chicago.

A Sears Tower foi o mais alto edifício da América do Norte desde 1974, quando foi inaugurado, até 2014, quando o One World Trade Center em Nova York foi concluído. Ela ultrapassou as torres gêmeas do World Trade Center em Nova York, que um ano antes já haviam superado o Empire State Building, também em Nova York, como o maior edifício do mundo, tendo ostentado o título por 24 anos, quando foi superada, em 1998, pelas Petronas Twin Towers, em Kuala Lumpur, Malásia.

O edifício tem 108 andares, apesar de os projetistas contarem 109 andares com o telhado e os mecânicos contarem 110, com a cobertura do elevador. A altura do telhado é de 442m.

Atualmente, a Willis Tower é a 3ª maior estrutura da América do Norte, superada apenas pela Torre CN em Toronto, no Canadá, e pelo One World Trade Center, em NYC (esse, com seus 521m, é o prédio mais alto dos Estados Unidos).

Do seu observatório, a gente tem, em dias claros, vistas deslumbrantes de até 80Km de distância, incluindo Michigan, Indiana, Illinois e Wisconsin.

Skydeck Chicago Willis Tower

Skydeck Chicago Willis Tower

Skydeck Chicago Willis Tower

Mas o grande chamariz da Willis Tower, hoje em dia, é o que eles chamam The Ledge: depois de uns 20min de fila, a gente tem 60 segundos para ficar pendurado a 412m de altura sobre uma casquinha de vidro com menos de 4cm de espessura, no 103° andar do prédio!

Vi muito menino grande com frio na barriga ali, mas eu achei tri tranquilinho...poderia ter ficado mais uns 10min de boas ali, curtindo a vista! Pena que, quando completa 60 segundos, os funcionários correm com a gente hehehe...

O lado bom é que, com o Chicago CityPASS, a gente fura a fila para subir ao observatório, então só tem que enfrentar a fila do Skydeck mesmo! Elevadores de alta velocidade levam você ao topo a 488m por minuto.

Eu não imaginava que tinha fila para tirar foto nessa caixinha - ingenuidade minha, né! - e normalmente me recuso a esperar numa fila para tirar uma foto, mas dessa vez valeu a pena, não pela foto em si, mas pela experiência de pisar numa casquinha de vidro a mais de 400m de altura, com Chicago inteirinha lá embaixo!

Pela cara do Peg nas fotos, dá para perceber que ele curtiu a experiência menos que eu né! 😂

A verdade é que a experiência é super segura.

Embora o vidro já tenha rachado e sido trocado 2 vezes, na verdade o que racha é a estrutura interna, que eles trocam de tempos em tempos quando ela começa a ficar arranhada e a prejudicar a visibilidade. A estrutura externa, que protege a caixa de vidro, nunca rachou (e nem rachará, espera-se!).

Veja aqui a matéria sobre o dia em que o Skydeck rachou.

E outro detalhe: com o Chicago CityPASS, você tem direito a fazer 2 visitas ao topo do edifício no mesmo dia, uma durante o dia e outra à noite, para ver Chicago toda iluminada! 

Ingressos: 

Adultos U$ 45
Crianças até 11 anos U$ 45
Grátis para menores de 2 anos

Endereço: 

233 South Wacker Drive
Entrada no Skydeck pela Franklin Street (lado leste do prédio)

Horários:

Verão (Mar-Set): Abre diariamente das 9h-22h
Inverno (Out-Fev): Abre diariamente das 10h-20h
Última entrada 30min antes do fechamento

Skydeck Chicago Willis Tower The Ledge

Skydeck Chicago Willis Tower The Ledge

Skydeck Chicago Willis Tower The Ledge
Todo mundo que vai a Chicago faz questão de subir no Skydeck da Willis/Sears Tower, para pisar no The Ledge, como contei acima. Mas o que poucos sabem é que há um outro prédio em Chicago com vistas ainda mais bonitas e muito mais tranquilo de visitar. 

Fomos ao 360 Chicago porque ele estava incluído no nosso CityPASS e valeu muito a pena.

Além de super bem localizado e acessível - ele fica na Magnificent Mile, ao lado do shopping Water Tower Place, e no mesmo prédio tem uma Best Buy, North Face e Cheesecake Factory - as vistas de Lakeside Drive, do Lago Michigan e do Navy Pier são muito melhores e o observatório em si é muito mais tranquilo, com bem menos gente se acotovelando para fotos nas janelas.

Ficamos um bom tempo lá curtindo a vista 😁

O observatório fica no 94º andar, e o elevador é um dos mais rápidos da América do Norte.

O Chicago CityPASS inclui o fura-filas também.

Ingressos:

Adultos U$ 44 
Crianças até 11 anos U$ 44
Grátis para menores de 2 anos

Endereço: 

John Hancock Center
875 North Michigan Avenue

Horários:

Abre diariamente das 9h-23h
A última entrada é 30min antes de fechar

360 Chicago Observation Deck

360 Chicago Observation Deck

360 Chicago Observation Deck


360 Chicago Observation Deck
Na área de Chicago conhecida como Museum Campus, você encontra o planetário, o aquário e o estádio de futebol, além desse incrível museu de ciências naturais. 

Foi lá que conhecemos a Sue, o esqueleto de Tiranossauro Rex mais perfeito jamais encontrado, que se encontra em Chicago, e é o habitante mais famoso do Field Museum 🐾

Dentre outras coisas incríveis que você vai aprender lá, há um centro de extração de DNA, o Cyrus Tang Hall da China, o Grainger Hall of Gems, a Aventura Subterrânea, onde você encolhe até o tamanho de um inseto para explorar o mundo em 100 vezes seu tamanho normal, o Planeta em evolução e o Antigo Egito, onde você desce a uma antiga tumba egípcia para encontrar 23 múmias e hieróglifos com 5 mil anos de idade.

Acho que terei que voltar ao Field Museum mais umas 3x para terminar de ver tudo o que eu gostaria, porque o museu é imenso e é impossível explorá-lo inteiro em uma única visita!

Minhas exibições preferidas no Museu Field, que considero imperdíveis, além da Sue, foram a Maori Meeting House, a Galeria do Tibet, Ancient Americas, Povos do Ártico, Hall dos Nativos Norte Americanos e África. 

Com o Chicago CityPASS, você fura filas e ainda ganha um all-access pass, incluindo entrada em todas as exibições permanentes e regulares, além da escolha de um filme 3D.

No museu você ainda vai encontrar lojas, banheiros, wifi grátis, um bistrô e uma cafeteria. 

Ingressos:

Adultos U$ 38
Crianças até 11 anos U$ 27
Grátis para menores de 2 anos

Endereço: 

Museum Campus Chicago
1400 South Lake Shore Drive

Horários:

Abre diariamente das 9h-17h
Fechado no Natal
Última entrada às 16h

Field Museum

Vale a pena comprar o Chicago CityPASS?
Vale a pena comprar o Chicago CityPASS?

Field Museum


Field Museum Chicago CityPASS

Field Museum Chicago CityPASS

Field Museum Chicago CityPASS
No Adler Planetarium, que também fica localizado no Museum Campus, você vai aprender sobre astronomia, os planetas, luas, cometas e asteróides que orbitam o Sol e conhecer as histórias impressionantes do Capitão James A. Lovell Jr., comandante da missão Apollo 13 (quem viu o filme 'Estrelas além do tempo'??), dos primeiros passos dos EUA em direção à Lua, da nave espacial Gemini 12, etc. 

Pode ver também o céu noturno de Chicago em 1913 na histórica Esfera Atwood, tocar em um pedaço da Lua, de Marte, de Ceres e de Vesta e sentir como é um meteorito de verdade, que colidiu com a Terra.

Com o Chicago CityPASS, você também pode assistir 2 shows no planetário. Assistimos 'Planet Nine' e 'Destination Solar System', mas aviso que eles só têm filmes em inglês - se você não fala inglês, pode achar chatinho.

O Planetário Adler tem banheiros, wifi grátis, uma área para os pequenos viajantes, loja e uma cafeteria, além de lindas vistas da skyline de Chicago. 

Ingressos:

Adultos U$ 35
Crianças até 11 anos U$ 24
Grátis para menores de 2 anos

Endereço: 

Museum Campus Chicago
1300 South Lake Shore Drive

Horários:

Abre diariamente das 9h-16h
Fechado no Dia de Ação de Graças e no Natal
As horas mudam ocasionalmente, verifique o site para mais detalhes

Adler Planetarium


Adler Planetarium

Adler Planetarium



Adler Planetarium
Infelizmente nunca dá tempo de visitar tudo o que uma metrópole como Chicago tem a oferecer em uma única viagem e, como tínhamos que escolher entre visitar o museu de arte de Chicago OU o Adler Planetarium com o nosso Chicago CityPASS, acabamos optando pela visita ao planetário, e não conhecemos o Art Institute. 

Pelo que li no site, esse museu de arte, localizado ao lado do maravilhoso Millennium Park, é bem childfriendly, com várias atividades práticas no Ryan Learning Center, incluindo a JourneyMaker, uma ferramenta digital para a sua família criar o próprio tour no museu, ou a possibilidade de montar quebra-cabeças baseados em obras de arte que você verá nas galerias, ou construir maravilhas arquitetônicas com blocos coloridos, e aprender sobre arte através de histórias e jogos interativos.

A coleção de arte moderna do Instituto de Arte de Chicago é considerada uma das melhores e mais abrangentes do mundo, ostentando alguns dos maiores ícones do período, mas eles também têm uma famosa coleção de obras antigas européias, inclusive com objetos da Idade Média e do Renascimento, incluindo retábulos, jóias e figuras com armaduras a cavalo.

Com o Chicago CityPASS, você terá entrada fura-fila para a coleção permanente e mais um audio-guia. 

Ingressos:

Adultos U$ 42
Crianças até 11 anos U$ 7
Idades 13 e abaixo, grátis (audio guia U$ 7)

Endereço: 

111 South Michigan Avenue

Horários:

Seg-Qua e Sex-Dom, 10h30-17h
Qui, 10h30-20h
Fechado no Ano Novo, Dia de Ação de Graças e Natal

Art Institute of Chicago
Art Institute of Chicago
Tínhamos que escolher entre o 360 Chicago e esse museu de ciências para visitar gratuitamente com o Chicago CityPASS, e acabamos optando pelo observatório, porque era mais acessível, já que o Museu de Ciência e Indústria fica bem ao sul de Chicago, e não tínhamos mais tempo de ir até lá...mas fiquei pensando que, se estivéssemos com o Lipe, certamente teríamos optado pelo museu, porque tenho certeza que ele ia amar!

Pelo que pesquisei, o Museu da Ciência e Indústria de Chicago oferece experiências super legais, como um tornado e uma avalanche na área Tempestades Científicas, a possibilidade de caminhar por um United 727 de verdade, subir a bordo do Empire State Express, a primeira máquina a ultrapassar 160Km/h, ou ver aeronaves históricas voando acima de você na Galeria de Transportes.

Eles também têm um teatro de 5 andares e, com o Chicago CityPASS, você ganha entrada no museu e numa experiência com entrada paga (filme Giant Dome Theater, Coal Mine tour, Fab Lab ou a exposição temporária Wired to Wear).

Ingressos:

Adultos U$ 33,95 
Crianças até 11 anos U$ 21,95
Grátis para menores de 2 anos

Endereço: 

57th Street and Lake Shore Drive

Horários:

Abre diariamente das 9h30-16h
Fechado no Dia de Ação de Graças e no Natal

Museu de Ciência e Indústria de Chicago
Museu de Ciência e Indústria de Chicago - imagem de divulgação do site do museu

Sobre Chicago, leia também





Chip de celular para usar em Chicago

Durante a nossa viagem a Chicago, usamos o chip de celular da Yes Brasil o tempo todo, e funcionou super bem - vocês viram a quantidade de stories que eu fiz, né!!

Recebi o chip em casa pelo correio (levou uns 3 dias para chegar), coloquei no celular no avião, ativei os dados móveis do celular e já chegamos aos EUA conectadíssimos, usando o Google Maps desde o aeroporto, sem limite de dados!

E ele ainda vem com uma capinha fofa com um trocinho para tirar o chip do celular e espacinhos para guardar chips e memory cards tri útil 😁

Nós não vendemos chips de celular através do blog - nem nenhum outro produto ou serviço, pois o pequeno viajante é um blog que não visa lucro, é apenas um passatempo nosso mesmo - então dê uma olhada direto lá no site deles - Viaje Conectado - para ver como comprar esses simcards e recebê-los em casa no Brasil antes de viajar.

No site tu encontras os preços de acordo com o destino e com os planos que forem mais apropriados para a tua viagem.

chip de celular Viaje Conectado

Você já esteve em Chicago? Usou o Chicago CityPASS na sua viagem? Nós adoraríamos ter as suas contribuições aqui no blog! Deixe as suas dicas na nossa caixa de comentários, por favor!

Durante a nossa viagem a Chicago, usamos #PVemChicago nas nossas redes sociais - dá uma olhada nas dicas que estão na hashtag! 😊

Fiz várias pastas de "destaques" de Chicago lá nos stories do Instagram - espia lá que tem muitas dicas úteis!

O CityPASS foi uma cortesia para o blog, e agradecemos a gentileza.


Você também nos encontra aqui:



Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: