24 de fevereiro de 2016

Pucará de Tilcara - a "Machu Picchu argentina" na Quebrada de Humahuaca

No nosso último dia na Quebrada de Humahuaca, ficamos em Tilcara para fazer os passeios que a cidade oferece. 

E a primeira e mais importante atração da cidade é a Pucará - o famoso sítio arqueológico de Tilcara, frequentemente comparado a Machu Picchu, cidade perdida dos incas no Peru, que visitamos em 2005.

entrada custa 50 pesos por adulto. Crianças não pagam.

Dá para estacionar bem na portaria e não se paga nada por isso.








O horário de funcionamento é das 9 às 18hs, de segunda a domingo.

Recomendo que você vá o mais cedo possível, ou então no fim da tarde, pois o sol é inclemente e não existe muita sombra!

Lá dentro tem um jardim de cactus, com o pomposo nome de Jardim Botânico de Alturallamas, banheiros e a Pucará em si, uma cidade amuralhada (mal) reconstruída num cenário incrível.






Pucará em Tilcará foi construída pelos Omaguacas, que vivam na região entre os séculos 11 e 15, e resistiu bravamente a muitos ataques invasores durante alguns séculos, até que foi finalmente conquistada pelos incas, que devastaram o local no século 15.

A partir daí, a fortaleza ficou totalmente esquecida e abandonada, e os espanhóis que acabaram com a alegria dos incas e fundaram Tilcara também não deram qualquer importância àquelas ruínas no morro de 70 metros de altura ao lado da cidade.

Foi só no século 20 que o arqueólogo Juan Bautista Ambrosetti descobriu o sítio arqueológico, colocando o nome de Tilcara no mapa turístico argentino.

O ingresso dá direito também à entrada para o Museu Arqueológico, que fica na praça central da cidade (Plaza Prado).


Leve muita água, boné, óculos de sol e filtro solar.

O passeio pelas ruínas da fortaleza leva, no mínimo, 1 hora.


Existem muitas ruínas de casas e locais de culto construídos pelos Omaguacas, além de centenas de cactus gigantes (os famosos cardones) - segundo nos explicaram, eles comiam as sementes dos cactus, que saíam vocês imaginam por onde, e então dá para concluir que cada amontado de cactus era um "banheiro" Omaguaca :)

Não sei se isso é verdade, mas que deve existir pelo menos um cactus para cada pessoa que viveu lá, isso deve! kkkkk...








A única parte péssima do passeio é a pirâmide que alguém muito sem noção teve a idéia ridícula de construir no topo do morro, em 1935, em homenagem aos primeiros arqueólogos que trabalharam na redescoberta das ruínas.

Pirâmides definitivamente não têm nada a ver com as características arquitetônicas Omaguacas, e aquele "troço" agora está lá perdido no meio do sítio arqueológico, como um monumento ao infantilismo cultural.




Já viajou pela Quebrada de Humahuaca, no norte da Argentina

Conheceu a Pucará de Tilcara

Conte para a gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários!

Abaixo, mais fotografias da paisagem incrível que vocês encontrarão numa visita à Pucará de Tilcara:





















Todos os posts sobre esta viagem estão em Atacama e Norte da Argentina - se você quiser ler todos em sequência (do último para o primeiro), é só clicar!

Leia o nosso roteiro e orçamento para uma viagem de carro de 28 dias ao Atacama e Norte da Argentina, com passagens pelo Uruguai e Bolívia



Não foi a nossa primeira vez em nenhum destes países - já conhecíamos inclusive o Atacama e a Bolívia - então, se você quiser saber sobre as nossas viagens anteriores a estes países, é só clicar em UruguaiArgentinaChile Bolívia

Veja nosso roteiro de um mochilão de 30 dias pelo Peru, Bolívia e Chile

Também fizemos uma viagem incrível pelas Patagônias argentina e chilena

Leia sobre mal da montanha ou soroche

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só procurar as ## e ver tudo o que postamos sobre cada lugar:

#‎LipenoUruguai
#LipenaArgentina
#LipenoChile
#LipenaBolivia

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!


Se você quiser reservar um hotel ou pousada e ter a garantia do menor preço, nós indicamos o Booking, que é o site de reservas de hospedagem que nós usamos a vida inteira :)

Leia as resenhas sobre os hotéis que usamos nesta viagem e reserve o seu:

Hotel de Las Nubes, em San Antonio de Los Cobres, Argentina

Apartamentos Lo de Lili, em Tilcara, Argentina 

Hotel La Merced del Alto, em Cachi, Argentina

Hotel Alejandro 1º em Salta, no norte da Argentina 




Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito) há séculos!


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 


Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!


Você também nos encontra aqui:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...