2 de junho de 2015

Paraguai: nossas dicas de compras em Ciudad del Este

Já escrevi bastante sobre a nossa última viagem a Foz do Iguaçu, mas não posso encerrar a série #LipeemFoz sem antes deixar aqui algumas dicas de sobrevivência em Ciudad del Este, a meca das compras no Paraguai, a uma ponte de distância da Maravilha da Natureza de Foz!

Se Foz do Iguaçu é um dos melhores destinos brasileiros para férias em família, Ciudad del Este é um dos melhores destinos no mundo para compras baratas


E, como somos perrengueiros de carteirinha, cada vez que voltamos a Foz damos jeito de dar uma "chegadinha" do lado paraguaio da ponte, hehehe...

Neste post, portanto, seguem algumas das nossas dicas para se dar bem no Paraguai e não comprar gato por lebre!


Há alguns anos, eu já escrevi um outro post com dicas para quem vai a Ciudad del Este e, relendo, vi que as dicas daquele post ainda estão bem atuais! Leia aqui


Levar ou não as crianças?

Infelizmente, não conheço nenhum hotel no mundo que tope ficar com os seus filhos menores de 12 anos desacompanhados de um responsável enquanto você vai às compras. Desta última vez, ficamos hospedados no Mabu Thermas, que é um mega resort, super childfriendly, e nem eles ficam com crianças, por razões óbvias: imagina os pais abandonarem o filho lá e se mandarem às compras no Paraguai - daí acontece algum problema, a criança se bota a chorar e o hotel faz o quê? 

Hotel não é como a escola, que já conhece bem a criança, né? Não esqueça que os monitores, por mais queridos que sejam, não conhecem muito bem o seu filho! 

Então, gente, não vejo muita saída: se você está em Foz com a família e quer fazer umas compritchas, ou vocês se revezam com as crianças enquanto o outro vai às compras ou levam as crianças para Ciudad del Este com vocês!

Eu não sou maluca de recomendar a segunda opção, dizendo que seja bom levar as crianças lá - não é! É péssimo, aliás...mas, não tendo alternativa, pois queríamos ir juntos às compras, tivemos que submeter o Lipe à sua 3ª "expedição" ao Paraguai conosco, pobre criança!

a primeira vez...

a segunda vez...

a terceira vez...


Fazer tudo rápido e dar o fora

Como eu já comentei aqui, Ciudad del Este é o caos na terra, um show de horrores, e até um tantinho perigoso. Ainda tivemos o azar, nesta última vez, de chover a cântaros enquanto estávamos lá, e aquela água misturada com terra vermelha escorria pelas ruas como se estivessem jogando baldes! As monções indianas viraram fichinha. Ciudad del Este é um pouco como eu imagino que seja Bangladesh, um lugar muito mais sujo que a Índia - um dos únicos lugares no mundo que eu não tenho vontade nenhuma de conhecer!

Mas fazer o quê, né? Já que estávamos lá, eu de sapatilha e o Lipe de Crocs, o negócio era manter o foco, comprar tudo correndo e dar o fora de lá antes de pegar uma doença qualquer! 

Na nossa primeira vez no Paraguai com o Lipe bebê de 6 meses, fazia um calor do cão, e a regra foi a mesma: comprar logo o que queríamos e ir embora correndo!

Em resumo, a primeira dica é esta, então: Ciudad del Este não é um lugar aprazível para ficar passeando de bobeira, então vá logo e volte correndo!







Prepare-se pela internet

Mas como fazer tudo rápido, se você nem sabe onde tem o que você está querendo comprar?

Ora, informe-se pela internet, nos sites das lojas, antes de chegar lá! 

Essa, na verdade, é uma dica universal. Embora eu não seja a rainha das compas, adoro ficar horas passeando num outlet americano ou num Target, por exemplo, descobrindo gandes pechinchas. Mas, viajando, o tempo que a gente tem para compras nunca é suficiente e, a bem da verdade, eu prefiro passear pelos pontos turísticos do que ficar socada em lojas, então sempre procuro fazer a lição de casa antes de viajar, me informar onde tem o que eu estou querendo comprar, e assim não fico perdendo tempo. Isso serve para New York e para Orlando (onde dá inclusive para comprar tudo pela Amazon, receber no hotel e não perder nem um minuto sequer nas lojas), mas também serve, e muito, para o Paraguai!

Desta última vez, levamos até um mapinha, impresso do Google Maps, com as lojas que queríamos visitar marcadas, e uma lista do que queríamos comprar em cada uma delas, para não dar confusão na hora da correria e não esquecermos de nada. Pesquisa de preços? Já havíamos feito pela internet, comparando os preços de cada site

É, eu sei, pode dizer "Claudia, quanta eficiência!!"

Há tempos nós contamos que a nossa primeira câmera GoPro foi comprada no Paraguai. O nosso GPS Garmin, que viaja conosco pelo mundo inteiro há 6 anos, também. Desde então, recebo muitos e-mails e comentários no blog e nas nossas redes sociais, de leitores perguntando onde compramos, quais as melhores lojas, como não comprar gato por lebre - porque, como vocês sabem, tem muita coisa falsificada por lá, né?!?


Quais as lojas "confirmadas"?

É claro que eu não coloco a minha mão no fogo por nenhuma daquelas lojas (nem de lá nem daqui, na verdade!), mas existem algumas lojas em Ciudad del Este que têm reputação boa, nem todas são antros de falsificações. 

Então, vou contar para vocês quais são as nossas duas preferidas, onde costumamos comprar tudo o que precisamos, mesmo que os preços não sejam melhores - atenção com preços "inacreditáveis" em algumas lojinhas daquelas galerias que ficam do lado direito da rua! As lojas do lado esquerdo são, em geral, mais confiáveis, e é melhor focar em lojas que tenham boa reputação, mesmo que os preços não sejam "tão inacreditáveis assim", do que comprar porcaria! 


Fica no Shopping Jebai Center, 3º piso. 

É uma viagem: a gente chega lá e cadê os produtos?? Não tem nada à mostra, só alguns vendedores sentados em computadores. Você vai numa das mesas, pede o quer quer para o vendedor, confere o produto pela foto que aparece na tela do computador e pega uma fatura para ir ao caixa pagar pela sua compra! Pronto! 

Depois de pagar, você vai com a nota buscar seu produto e pode (deve!) testá-lo ao lado. No total, 4 filas! Mas é tudo bem rápido e - pasme! - organizado. 

Eles vendem Apple, Samsung, LG, GoPro, etc, e são bem sérios. 








Fica na rua Monseñor Rodriguez com Itá Ybaté. Se não encontrar, pergunte pela rua, todo mundo lá conhece essa loja!

O esquema é muito parecido com o da Cell Eletrônicos: uns poucos produtos em vitrines, você pega um vendedor para chamar de seu, escolhe tudo o que quer pelo computador, paga e depois vai em outro andar pegar seu pacote e testar os produtos comprados. 

Eles vendem de tudo lá! Compramos um super carregador de baterias portátil, um super HD externo para back up de fotos, carregadores de baterias para isqueiro de veículo, entradas USB...de tudo um pouco!







Como é melhor pagar?

Eu sou suspeita para dizer, porque gosto de levar dólares para qualquer lugar que eu vá - a não ser que a viagem seja para a Europa - neste caso, prefiro euros. 

Não importa se a viagem é pra Ásia, Austrália ou Patagônia, nós sempre levamos U$$$$ que é o mais garantido. 

No Paraguai, é a mesma coisa. 

Pelo que entendi, dá para pagar em reais no cartão de crédito, que assim você evita o IOF - ocorre que a cotação que eles fazem para o dólar, se você quer pagar em reais, é altíssima! Não vejo muita vantagem nesta opção...

Enfim, acho que isso é uma opção pessoal de cada um, a nossa é mesmo levar dólares e pagar as compras em cash

E não esqueça: em fronteiras terrestres, como entre Foz e Ciudad del Este, o limite de compras é U$ 300 por pessoa, e não U$ 500 como nos aeroportos! Não dá para se passar!




Onde comer?

O único lugar que nós já experimentamos para comer do lado de lá foi o restaurante da loja Monalisa, que é muito bom, mas também vimos um Pizza Hut lá, que pode ser uma boa opção!

Se tiver outras dicas, por favor deixe nos comentários!  

Como chegar lá?

Falei, falei, falei, mas não toquei no ponto mais controverso: como ir até o Paraguai

Vocês sabem, eu nem preciso repetir: somos perrengueiros. Portanto, nossa escolha foi ir de carro. 

Sim, é um perrengue, é o jeito mais perigoso - ouvi falar até que nenhum seguro tem cobertura de sinistros ocorridos no Paraguai, mas fazer o quê se nascemos com perrengue escorrendo pelas veias, ao invés de sangue? 

Sim, nós já fomos de táxi em uma ocasião. O hotel onde estávamos hospedados e os táxis que ficavam no ponto ali na frente tiveram o desplante de cobrar R$ 120,00 para nos levar e trazer. Eu acho que eles pensaram que, só porque nos hospedamos num hotel melhorzinho, éramos retardados de pagar R$ 120,00 (na época) para andar 12Km (6 de ida e 6 de volta). Acabamos encontrando outro taxista que nos cobrou quase metade desse preço. 

Se você tiver dica de algum taxista que cobre um preço razoável para levar a gente lá e ficar umas 3 horas esperando para nos trazer de volta, faz um grande favor deixando o contato do dito cujo na caixa de comentários! 

Se você for ainda mais perrengueiro do que nós, também pode ir a , de mototáxi ou espremido numa van insalubre :)

A bem da verdade, a única desvantagem que eu vi em ir de carro até lá é que não é fácil encontrar um bom lugar para estacionar, e é um pé no saco ter que lidar com os safados que trambicam nos estacionamentos. Já quiseram nos cobrar R$ 70,00 e acabamos pagando R$ 30,00, sem nem barganhar. Tirando isso, continuo preferindo essa opção, embora pareça maluquice nossa e eu não recomende pra qualquer um - tem que ter, é bem verdade, um pouco de ginga e sangue frio. 

Como nós ainda não encontramos um lugar para estacionar que fosse recomendável, deixo vocês com as dicas da Carla Bortolini e da Yandra Biavati - elas são frequentadoras assíduas de Ciudad del Este e deixaram estas ótimas dicas lá na nossa fan page no Facebook, e eu assino embaixo:

Carla Bortolini: Frequento o Paragua há muito tempo, amo! Mas tem uns macetezinhos pra não cair em furadas...Como por exemplo nunca, jamais, de jeito algum aceitar ajuda do pessoal que fica te oferecendo estacionamento, indicação de lojas...Quando começarem a cercar o carro pra te oferecer serviços faça cara feia e sinalize que não. Porque se você for bonzinho vão te grudar e extorquir dinheiro.

Estacione no Shopping del Leste (fecha mais tarde e caso tenha congestionamento para sair você pode ficar passeando pelo shopping até a ponte ficar liberada, melhor do que ficar parado no trânsito), Shopping Americana ou Sax (não sei se ainda existe).

Para compras, cuidado com algumas lojas do lado direito da ponte, tem muitas "pega turista"  - as lojas que ficam no lado esquerdo de quem entra na maioria são melhores e vendem muito para lojistas aqui do Brasil.

No blog do tio Lelo, o Paraguai Pink, tem muita dica boa!

Yandra Biavati: Moro a 150km de Foz e pra mim Paraguai é a maior diversão! Ahahah mas é claro que tem uns esquemas, para sair então principalmente heheh...O lugar que sempre estacionamos o carro é no estacionamento das Lojas Americanas...Nunca tivemos problemas...O melhor é pegar umas dicas do pessoal "local" pra não se meter em furada mesmo, coisa que é super fácil de acontecer aí!! 

Uma última opção, que pode ser uma ótima ideia, mas nós nunca experimentamos, é ir até Ciudad del Este com um tour organizado - pelo que me informei, custa em torno de R$ 60,00 por pessoa - entre em contato com a Chamon Tour para mais informações!







Vale a pena?

Embora todo o show de horrores descrito acima, vale. Os preços do lado paraguaio são realmente incríveis - algumas coisas são bem mais em conta do que nos Estados Unidos! E, sabendo onde comprar, não tem perigo de se meter em fria! 

Leia também este post aqui, com várias dicas úteis para a sua visita a CdE!

Como já comentei no post anterior, nunca é demais repetir: o programa em Ciudad del Este é se entregar de corpo e alma às compras. Se você quiser ver o verdadeiro Paraguai, o PAÍS Paraguai, ver missões fenomenais, ver uma cidade paraguaia de verdade, vai ter que rodar (muitos) bons quilômetros até as ruínas missioneiras de Santísima Trinidad del Parana, que ficam a 30Km de Encarnación, lá na fronteira com Posadas, na Argentina. Mais 12Km e você chegará nas ruínas de Jesús del Tavarangue - a selva missioneira do Paraguai me lembrou muito do Camboja!

É um passeio que a gente recomenda muito, adoramos conhecer as missões paraguaias! Leia mais sobre ele aqui.  



E boas compras!!!

Leia também os últimos 3 posts que eu escrevi sobre esta nossa última viagem a Foz:

Foz do Iguaçu: nossos 10 passeios favoritos



Leia aqui mais sobre as nossas viagens anteriores a Foz do Iguaçu

Você tem outras dicas sobre compras no Paraguai? Conte tudo na nossa caixa de comentários!

Veja outras fotografias desta viagem a Foz do Iguaçu no nosso Instagram!


Confira tarifas e reserve sua estadia no Mabu Thermas Grand Resort aqui:




Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito!) há séculos:







Veja mais fotografias das nossas viagens no Instagram, em #felipeopequenoviajante.

Assista todos os minifilmes das nossas aventuras no Facebook. Os videoclipes você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...