30 de janeiro de 2010

Paraguai

Quando eu tinha uns 11 anos fui ao Paraguai pela primeira vez, com a minha avó e 2 primas. E aquilo lá já era uma muvuca. Então, quando pensamos em dar uma chegada a Ciudad del Este com o Felipe, ele com 5 meses, em novembro de 2009, fiquei meio preocupada: e se o caos, a sujeira e o barulho tivessem aumentado? Como o gordinho iria se virar??

Ruínas da catedral de Trinidad



Missões em Jesús del Tavarangue


Entramos pela fronteira com a Argentina, em Encarnación, depois de ficar quase uma hora na ponte internacional, num calorão de matar, esperando para fazer imigração. De Encarnación até as ruínas missioneiras de Santísima Trinidad del Parana foram uns 30Km. Depois, andamos mais 12Km até as ruínas de Jesús del Tavarangue – a selva missioneira me lembrou muito do Camboja! Quando estávamos no meio das ruínas despencou uma chuvarada, e o Lipinho firme e forte, de carrinho com capinha de chuva!



o campanário das ruínas de Santísima Trinidad del Parana

A visita à Ciudad del Este, no final das contas, transcorreu sem quaisquer percalços. O calor estava de matar, e o movimento de muambeiros nas lojas, fazendo compras para o Natal, era atordoante, mas as vendedoras faziam questão de tomar conta do Felipe enquanto nós fazíamos compras, e descobrimos um restaurante ótimo no Shopping Monalisa, com um ar condicionado maravilhoso!!!

a caminho do Shopping Monalisa, enfrentando um trânsito dos infernos



Resumindo: as ruínas de Trinidad merecem uma visita, pois a gente consegue imaginar como era o lugar séculos atrás, e os free shops de Ciudad del Este continuam valendo a pena, mas abra bem os olhos: é o Paraguai e, se você piscar, ele vão te enrolar!!




o caos generalizado em Ciudad del Este




Está indo ao Paraguai?
Pesquise a sua hospedagem aqui:



3 comentários:

  1. Olá, descobri o blog por acaso (porque estamos indo para Foz e coloquei no google para pesquisar) e adorei o estilo de vocês. Principalmente pela introdução do blog, sobre adiar a gravidez devido às viagens. Eu e meu marido tb amamos viajar, não conseguimos tanto quanto vcs porque normalmente conseguimos só 20 dias de férias, mas pelo menos 1 vez por ano fizemos uma viagem grande e outras de fim de semana.
    Este ano finalmente decidimos que é hora de termos um filho (afinal faço 30 aninhos) e encontrar o blog de vcs me deu esperanças de continuar com a nossa rotina de viagens. Sabe como é, as pessoas sempre dizem, vcs não vão ter mais vida, não vão poder mais viajar. E eu digo "não, claro que vamos!" Vocês são a prova de que isso dá certo! E gremistas como nós!

    ResponderExcluir
  2. oi descobri seu blog através da revista crescer, tenho trigêmeas (1 ano e 11 meses) e meu marido morre de medo de fazer qualquer coisa com ela, imagina viajar, moramos em Manaus, então para fazer tudo tenho que me planejar bem e assim consigo convence-lo que podemos, assim são com nossas saídas, agora estou querendo viajar com a turminha, estou amandando o seu blog, você tem alguma dica de um lugar bem tranquilo para pais viajantes de primeira viagem com trigêmeas?

    Desirée Tapajós
    http://astrigemeasdemanaus.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Desirée, não consigo imaginar nada tranquilo com trigêmeas, já que o Felipe, sozinho, já me enlouquece...não sei se queres ficar no Brasil ou no exterior, mas, para uma primeira viagem, e para não traumatizar o teu marido, eu recomendaria uma praia legal, quem sabe alugar uma casa numa praia tipo Búzios - RJ???

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...