19 de março de 2015

Pelourinho, Salvador - as principais atrações

No último post, fiz uma lista dos nossos 10 passeios preferidos em Salvador

Todos eles são, como escrevi lá, "imperdíveis", mas, se você tiver pouco tempo na cidade, e tiver que escolher apenas um lugar para conhecer na Bahia, esse lugar, sem nenhuma dúvida, é o Pelourinho - Pelô para os íntimos (e eu já me sinto íntima!). 

A bem da verdade, o Largo do Pelourinho é uma praça que fica no meio do centro histórico da cidade, lugar tombado como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Mas o "Pelourinho" acabou dando nome ao bairro inteiro, e hoje engloba não só o Largo do Pelourinho em si, mas também o Largo de São Francisco, o Largo do Carmo e o Largo de Santo Antônio Além do Carmo. 

Neste post, vou mostrar a vocês quais são as principais atrações do Pelô - vá lá, divirta-se, e depois nos conte se você acha que ficou faltando alguma atração imperdível na nossa listinha, ok?





O ideal é passar um dia inteiro - ou mais! - passeando com calma pelas suas ladeiras, museus, igrejas, lojinhas...mas se você não tiver todo esse tempo, uma manhã ou tarde resolve o caso (e vai deixar um baita de um gostinho de quero mais)!

O Pelourinho está super policiado à noite e, pelo que nos informaram, não há risco de roubo ou violência - tem que ter cuidado com os batedores de carteira, e vimos muitos bêbados e mendigos, além de supostos "guias" tentando tirar alguns euros dos gringos, mas nada de mais perigoso ou assustador - passeamos muiiiito por lá, tanto à noite quanto de dia!



 


 

As principais atrações


* a Igreja de São Francisco, maior expressão do Barroco brasileiro, toda decorada com ouro - não perca os azulejos portugueses que decoram os muros da área externa da igreja; 




* a Praça Terreiro de Jesus, com os prédios lindamente iluminados à noite - durante o dia, o Lipe amou as apresentações de capoeira e eu, o colorido dos casarões coloniais;




 

* o Largo do Pelourinho, cheio de casarões do século XVI, além dos cortiços que já foram moradias de escravos, e que hoje viraram lojinhas, restaurantes...




* a Fundação Casa de Jorge Amado, que conta a história e obra desse famoso baiano - na frente, fica a ladeira onde Michael Jackson gravou o videoclipe da música They don’t care about us, com a banda Olodum, quem lembra?



* a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, a primeira igreja construída e frequentada por escravos na cidade, e que até hoje mescla práticas do candomblé com o catolicismo;



* a Escadaria do Paço, com a Igreja ao fundo, onde foi filmado "O Pagador de Promessas" - a igreja está fechada há muito tempo para visitação de turistas, e (espera-se) será restaurada pelo IPHAN. Fica exatamente na frente do nosso hotel, o Studio do Carmo!!





* a Igreja e Convento Nossa Senhora do Carmo e o Largo do Carmo - é ali que fica o luxuoso Hotel Pestana Convento do Carmo, pelo qual fiquei babando! Mesmo que não se hospede lá - é para poucos bolsos! - você pode entrar para tomar um drink no bar! E depois nos conte como é lá dentro!







Onde jantar


Jantamos no Restaurante Mama Bahia, por R$ 128. Camarão ao catupiry, arroz e purê para 3. 

Achei engraçado que moquecas viraram "stews"! Lindo que o restaurante tenha cardápio TAMBÉM em inglês, mas SÓ em inglês??? É muita cara de pau entregar um cardápio em inglês para uma família de brasileiros, não é não?? 

Será que há alguma mensagem subliminar nisso?





A única coisa que realmente me desagradou no Pelô - assim como na Praia do Porto da Barra - foi a sujeira, demais!!! 

Notaram nas fotografias que algumas portas dos casarões são fechadas com tijolos? É porque os prédios têm risco de desabamento e estão abandonados, então eles fecham assim para que não os invadam. 


E notaram também que algumas igrejas antigas só têm uma torre, dando a impressão de que a obra ficou por terminar? Alguém sabe o porquê??

É porque, na época, a igreja só começava a pagar impostos quando estivesse com a obra concluída, então...eles não concluíam nunca a torre, para não ter que pagar impostos!!! 

Brasileiros, né? Sempre dando um "jeitinho"...até os padres!!!



Preparativos para o Carnaval


Como nós estivemos lá poucos dias antes do Carnaval, a cidade estava fervilhando com os preparativos, toda enfeitada - foi fantástico visitar Salvador nesta época do ano! Muita gente trabalhando para garantir a maior festa popular brasileira!

A dica mais importante é que você vá com um sapato bem confortável, pois são muitas ladeiras e a pavimentação é toda com pedras irregulares - nem pense em levar um carrinho de bebê! 

Como estava muiiiiito calor, o Lipe logo cansava nas ladeiras, e acabava passando a maior parte do tempo na cacunda do papai!

Também é importante não usar jóias e relógios valiosos, nem ficar abanando sua máquina fotográfica, filmadora ou celular...enfim, os cuidados básicos que qualquer brasileiro sabe que deve tomar em qualquer centro de qualquer grande capital brasileira - sem stress










Onde petiscar

Nós fizemos um lanchinho de petiscos - para reunir forças e continuar o passeio embaixo daquele sol de rachar - num boteco no Largo de São Francisco (ao lado do Romã buffet por quilo). 

Não lembro quanto pagamos, mas lembro que, para ser véspera de Carnaval (e portanto, altíssima temporada), num dos points mais concorridos da cidade, lotado de gringos, achei super barato!



Ali pertinho

Praticamente junto com o Pelourinho, existem 3 outros lugares que você não pode perder de conhecer em Salvador: visite o Mercado Modelo, suba o Elevador Lacerda e tome um sorvete na famosa sorveteria A Cubana, que fica no mesmo prédio do elevador. 

É um sorvete barato e gostosíssimo! Ou faça o contrário, como nós, que descemos o elevador!

Esses 3 cartões postais de Salvador ficam a um pulinho do Pelô, e você visita os 3 em uma horinha, por menos de R$ 10,00!

Elevador Lacerda - R$ 0,15



E, se você se apaixonar pelo sorvete d' A Cubana, saiba que existe uma filial da sorveteria bem pertinho do Largo do Pelourinho

Dá pra repetir...



Compras

Os melhores lugares que nós encontramos na Bahia para comprinhas foram as lojinhas do Pelô e do Mercado Modelo, com camisetas infantis entre R$ 8 e 15,00 e tamanhos adultos entre R$ 20,00 e 50,00; no Mercado Modelo, compramos castanhas maravilhosas por R$ 25,00/500g.






Ao lado do elevador, fica o belo Palácio Rio Branco, onde você pode conhecer um pouco da história da Bahia. 

Por aquela área, ficam várias "baianas" querendo tirar foto com você em troca de uns trocados - normalmente a gente não curte essas fotos pagas, mas naquele dia acabamos entrando no clima, depois de alguma insistência, e fizemos uma selfie com a baiana! 



Outra foto 'obrigatória' por ali é esta, com o letreiro enorme que diz "Salvador":



A vista é linda lá de cima!

Dentro do mesmo prédio do Elevador, há também um centro de informações turísticas, onde eles distribuem bons mapinhas do centro histórico e prestam informações. 

Endereços:

* Mercado Modelo - Praça Visconde de Cairu, nº 250, Comércio.

* Sorveteria "A Cubana" e Elevador Lacerda - Praça Thomé de Souza, nº 1, Cidade Alta.








E aí, gostou do Pelô??  Já conhece? Deixe o seu comentário, as suas dicas!!

No próximo post, mais sobre a operação #LipenaBahia!! Vem conosco!

Veja aqui as cenas que fizemos na capital da Bahia:






Confira tarifas reserve sua estadia no Studio do Carmo, o lindo hotel boutique onde nos hospedamos em Salvador, no Pelourinho, é claro!




Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito!) há séculos:



Para ler mais, todas as nossas postagens sobre a Bahia estão organizadas aqui.








Veja mais fotografias da nossa viagem à Bahia na hashtag #LipenaBahia no Instagram, ou em #felipeopequenoviajante.

Assista todos os minifilmes das nossas aventuras no Facebook. Os videoclipes você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá no nosso canal!

Você também nos encontra aqui:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...