13 de março de 2015

roteiro pela Costa do Descobrimento: Cabrália, Coroa Vermelha, Porto Seguro, Arraial D`Ajuda e Trancoso em 13hs (é possível)

Fomos passar 3 noites/4 dias no Hotel Campo Bahia, em Santo André, no sul da Bahia, e eu queria muito explorar mais a Costa do Descobrimento, que inclui, além da vila de Santo André, também Santa Cruz Cabrália, Coroa Vermelha, Porto Seguro, Arraial D`Ajuda e Trancoso, dentre outros povoados. 

Mas...também queríamos aproveitar o conforto daquele hotel maravilhoso e a paz de Santo André, e ficar fazendo passeios bate e volta todos os dias não era a nossa ideia de "férias perfeitas na Bahia". 

Então...a estratégia adotada foi fazer uma pequena - e deliciosa - maluquice: em um único bate e volta de 13 horas, visitamos (quase) todos os lugares que eu queria, sem ter que ficar todos os dias pingando aqui e ali. 

Claro que o ideal é passar no mínimo uma semana explorando com calma a região, e o que nós fizemos foi realmente uma "loucurinha", mas valeu muito a pena e recomendo o nosso roteirinho "the flash" para quem, como nós, quiser conhecer muito em pouco tempo!

E, mesmo para quem tem bastante tempo, seguem as nossas dicas para curtir a região :)

Vamos lá???




Saímos de Santo André, do hotel, as 9:10AM, depois do café da manhã. 

Atravessamos a orlinha do rio e chegamos em minutos à balsa que atravessa o lindo Rio João de Tiba: R$ 12,00 (carro + 2 adultos - crianças até 5 anos não pagam).

Pegamos a balsa das 9:30AM e, em 10min, aportamos em Santa Cruz Cabrália, na área do porto. 









Santa Cruz Cabrália

Visitamos o centrinho do porto, às margens do Rio João de Tiba (um português que morava naquela área há 5 anos), com muitos prédios antigos bem conservados e uma intensa movimentação de pescadores e turistas. 

Adorei aquele cenário dos barcos de pescadores coloridos no rio, casario preservado e clima praiano. 

É ali que fica aquela placa que diz "berço da civilização brasileira" - porque, de fato, foi ali que começou a história que aprendemos na escola. 



No ano de 1500, a frota portuguesa comandada por Pedro Álvares Cabral desembarcou na região conhecida hoje como Costa do Descobrimento, formada por Belmonte, Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália. 

Em Cabrália foi rezada a 1ª missa do Brasil, celebrada pelo Frei Henrique Soares, em 26 de abril de 1500. Elevada à categoria de cidade em 1938, Santa Cruz Cabrália tem hoje uma população de pouco mais de 25 mil habitantes. 

Localizada a 732Km de Salvador e 24Km de Porto Seguro, por uma ótima estrada asfaltada, o aeroporto mais próximo é o Aeroporto Internacional de Porto Seguro. De lá, as opções são alugar um carro ou pegar um dos diversos ônibus que partem do Terminal Rodoviário.





Do porto, seguimos para o centro histórico, no alto do morro, área conhecida como Cidade Alta, que é um dos lugares mais importantes da história do Brasil, e foi tombado em 1981 como Patrimônio Histórico, Cultural e Paisagístico pelo IPHAN. 

Fundada em 1535, Santa Cruz Cabrália foi construída em dois planos: primeiramente na atual Cidade Alta, onde está a Igreja de Nossa Senhora da Conceição e a Casa de Câmara e Cadeia, e depois na parte baixa (mais segura contra ataques indígenas), às margens do Rio João de Tiba, onde estivemos antes.

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição foi construída em 1630 pela missão jesuítica, teve sua fachada restaurada em 1772 e ganhou uma torre em formato de cone que é preservada até os dias de hoje. 

Essa igrejinha não podia ser mais fofa e fotogênica! 



A Casa de Câmara e Cadeia é um antigo sobrado, adaptado em 1832 para servir de cadeia de dois pavimentos. 

No andar térreo haviam 2 celas, e no piso superior ficava a Administração da Vila de Santa Cruz. De 1665 até 1945, o prédio também foi utilizado como Intendência, Delegacia e Câmara de Vereadores. Em 1965, em péssimo estado de conservação, o prédio foi desativado.





Mais adiante, fizemos outra paradinha no Mirante da Praia de Coroa Vermelha, que tem essa vista maravilhosa:



Coroa Vermelha

Fomos então para a Praia de Coroa Vermelha, que fica a apenas 7Km do centro de Cabrália. 


Entre Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, fica a linda praia, que possui uma reserva indígena Pataxó




Lá você também encontra uma enorme cruz no local onde foi rezada a 1ª missa no Brasil e também um grande centro de venda de artesanato indígena.

A praia é linda, linda, mas muvucada demais pro meu gosto! 


Conhecemos os pontos turísticos, tomamos um bom banho de mar para refrescar e nos mandamos dali, porque, embora linda, praia muvucada e lotada de cadeiras de plástico não é o nosso negócio, ainda mais com um litoral tão bonito e cheio de prainhas desertas logo ali pertinho.




Vale a pena conhecer, principalmente a passarela cheia de lojinhas vendendo artesanato produzido pelos índios pataxós, que fica bem na beira da praia! 

Reunindo mais de 400 famílias da tribo dos Pataxós, essa área foi reurbanizada para as comemorações do aniversário de 500 anos do Brasil, no ano 2000, e abriga o Comércio Pataxó, em forma de taba, com 54 espaços para os índios que desejam comercializar seu artesanato e ervas medicinais.

No fim dessa passarela, fica a cruz construída no local do encontro dos portugueses com os nativos, onde foi rezada a 1ª missa no Brasil. 

A denominada Cruz Latina da Coroa Vermelha, instalada em frente ao mar, tem 5m de comprimento por 13m de altura e foi feita em homenagem aos 500 anos do Brasil.

Por ali ficam também o Museu do Índio (exposição sobre a cultura indígena com ocas, formas de entretenimento, o cotidiano e os hábitos culturais desse povo), que não visitamos, e o Terminal Turístico da Coroa Vermelha, centro de recepção dos turistas. 









Seguimos para Porto Seguro.

Porto Seguro

Na chegada em Porto Seguro, passamos pela Praia do Mutá, bem tranquila, fora do fervo, e logo depois pelas muvucas da Praia de Taperapauã, onde ficam as megabarracas frequentadas por quem curte lambaeróbica e adolescentes em viagem de formatura da escola. 


Na Praia do Mutá fica o resort all inclusive La Torre, sobre o qual eu tenho ouvido as pessoas falarem super bem - passamos na frente e me pareceu bem simpático! O hotel tem a sua própria barraca de praia, bem na frente.

Demos uma volta pelo centrinho da cidade e fomos pegar a balsa para Arraial D`Ajuda logo, porque vimos que tinha uma saindo, às 12:30, e não tinha fila nenhuma! Haviam nos falado em filas de até 2hs!!!


Deixamos para conhecer a famosa Passarela do Álcool à noite, na volta para Santo André, pois é justamente de noite que o lugar ferve. 

Nosso carro foi o último autorizado a embarcar de novo, muita sorte! Pagamos R$ 16,50 pela travessia de balsa. 

Essa balsa cruza o Rio Buranhém, que separa Porto Seguro de Arraial.

As balsas saem de 30 em 30min.








Arraial D`Ajuda

Do outro lado da balsa, andamos uns 5Km e já estávamos na Rua do Mucugê, autodenominada "a mais charmosa do Brasil", que fica bem no centrinho de Arraial, e de fato é muito charmosinha.




























Depois de um passeiozinho pelo centro da cidade, fomos para a Praia da Pitinga, que é maravilhosa: mar e areia perfeitos, beach bar maravilhoso - Flor de Sal, sem muita muvuca e acesso fácil!

Para chegar lá, você vai de carro até o estacionamento, paga R$ 10,00 se quiser deixar o carro ali (se não, pode deixar do lado de fora), e depois é só uma caminhadinha de uns 10min pela beira da praia (para o lado direito, depois da curva) até o Flor de Sal, que é o último bar da praia e o que nós mais gostamos. 

Quando você fizer a curva na praia e se deparar com aquelas falésias...a Pitinga também vai se tornar imediatamente a sua praia favorita em Arraial!

Almoço no Flor de Sal: R$ 136,00.

Aliás, esse beach bar merece um parágrafo à parte: é o único que não tem cadeiras e mesas de plástico (tudo de madeira), tem ombrelones grandes, trilha sonora excelente, sem muvuca, a praia é lindíssima (a melhor!), banho muito bom bem na frente, a comida é muiiito boa e bonita e os preços bem bons! 

























Depois de curtir bastante praia lá na Pitinga, pegamos a estrada de asfalto para Trancoso


Existem 2 maneiras de fazer o percurso Arraial - Trancoso: ou você vai pela estrada asfaltada, por onde você percorre 48Km e chega a Trancoso pelos arrabaldes, ou vai pela estrada antiga, por onde são 26Km, 15 deles de terra, até o Quadrado

Como nós somos uns queridos, experimentamos os 2 trajetos só para poder dizer a vocês qual é o melhor - fomos pelo asfalto e mais tarde voltamos a Arraial pela estrada de terra - e concluímos que a estrada de terra é bem boazinha e beeeem mais curta (quase metade!), então vale mais a pena enfrentar os 26Km da estrada antiga ;)










Trancoso

Chegando em Trancoso pelos arrabaldes, fomos direto em direção ao Quadrado, que é simplesmente a praça mais charmosa de que eu tenho notícia!


Passeamos um pouco pela vila e estacionamos para conhecer o famoso "Quadrado", onde só se chega a pé, pois o local é tombado pelo Patrimônio Histórico. 

Eu me apaixonei pelo lugar, pelo colorido das casinhas, pelo charme dos restaurantes e das lojinhas que cercam a praça, pelo campinho onde moradores jogavam uma pelada, pela igrejinha branca ao fundo, pelo mirante que fica atrás da igrejinha, com uma vista sensacional do mar...voltaria 1000 vezes lá - dá bem para entender porque Trancoso é tão badalada!

Na próxima vez, quero ficar em uma de 3 pousadas que eu vi lá e babei: a Porto Bananas, que fica bem pertinho da igrejinha, ou a Capim Santo, que dizem ter ótima relação custo-benefício e um café da manhã top! Ao lado da Capim Santo, ainda tem a pousada Mar à Vista, que também pareceu ser bem interessante, com uma piscina com vista pro mar. 

Muitas fotos depois, pegamos a estrada de terra para sair de Trancoso ali mesmo, bem pertinho do Quadrado, e voltamos para Arraial. 























Arraial D`Ajuda

De volta a Arraial, aproveitamos que era quase fim de tarde e fomos até o centro histórico ver o casario (tomado por lojinhas de badulaques) e a Igreja da Nossa Senhora da Ajuda.

O centro histórico de Arraial D'Ajuda é uma fofura! 


Eu nem sabia que tinha um centrinho assim lá, achei que o point fosse mesmo a Rua do Mucugê, mas esse local onde fica a Igreja da Nossa Senhora d'Ajuda, com uma pracinha na frente, é muito mais autêntico

Para chegar lá, basta seguir as indicações nas placas para o "centro histórico". 

É um lugar delicioso para tomar um sorvete no fim da tarde, depois da praia, e comprar uns souvenirs! #ficaadica










Em 3 travessias seguidas, o nosso Celtinha foi o último autorizado a embarcar (Salvador - Itaparica, Santo André - Cabrália, Porto Seguro - Arraial d'Ajuda)! Estávamos com muita sorte! 

Mas aí, na volta de Arraial para Porto Seguro, o nosso estoque de sorte já tinha terminado, e a fila da balsa, quando chegamos, estava de 1Km

A dica é cruzar antes das 9hs ou entre 12 e 15hs e voltar só depois das 19hs! Mas atenção: depois das 19hs as balsas só fazem a travessia de 1 em 1 hora (durante o dia é de 30 em 30min).
Chegamos 6:10PM na fila da balsa e só fomos conseguir cruzar o Rio Buranhém na balsa das 7:30PM (1h20min de espera!). 

Na volta, a travessia de balsa só é cobrada dos carros, as pessoas não pagam. Foram R$ 13,00

Porto Seguro

Quando finalmente chegamos de volta a Porto Seguro, já era noite, e fomos direto até a Passarela do Álcool que, do nome infame, pouco resta: as barraquinhas de "capeta" (mistura de vodka, leite condensado, canela e guaraná) estão confinadas num pedacinho pequeno da Passarela e quem comanda o show são as lojinhas de artesanato e souvenirs


Para fazer um lanchinho, recomendamos a Sorveteria Coelhinho, que sintetiza bem o espírito atual do local. 



Ali pertinho, também não deixe de experimentar as Super Paletas, deliciosas paletas mexicanas recheadas que você encontra na esquina da praça onde começa a Passarela. Custam R$ 10,00 e são uma loucura de boas - recomendo a de chocolate com recheio de brigadeiro e a de banana com recheio de Nutella



Aliás, sempre ouvi falar muito mal de Porto Seguro, que seria um lugar de turismo massificado, de adolescentes em viagens de formatura da escola...essa Porto Seguro até pode existir, mas não foi a que nós conhecemos! O que eu vi foi uma cidadezinha bem tranquila e charmosa, e a tal Passarela do Álcool, na minha opinião, já merece ganhar um nome bem mais bacana!

É fácil estacionar ali pertinho - nós estacionamos bem na frente das "Super Paletas".

Infelizmente não deu tempo de conhecer o centro histórico de Porto Seguro, na Cidade Alta, onde ficam as edificações coloniais (bom motivo para voltar). 

Se você fizer questão, é perfeitamente possível, basta ficar menos tempo na Praia da Pitinga, em Arraial (nós ficamos hooooras lá!), ou ter sorte nas travessias de balsa ;) 




Depois do passeio noturno por Porto Seguro, voltamos para Cabrália. 


Chegando lá, como já era noite, as balsas estavam saindo só de hora em hora - até as 19hs elas saem de 30 em 30min, como eu já disse. 

Acabamos voltando para Santo André na balsa das 9:30PM e, antes das 10PM, estávamos de volta ao Hotel Campo Bahia.

A balsa de volta de Cabrália para Santo André custou o mesmo preço que na ida, R$ 12,00.

Infelizmente, também não tivemos tempo, nesta viagem, para conhecer a Praia do Espelho e Caraíva, ou seja, teremos que voltar logo ao sul da Bahia!
Você já conhece Santa Cruz Cabrália, Coroa Vermelha, Porto Seguro, Arraial D`Ajuda ou Trancoso? Qual foi a sua estratégia? Deixe aqui as suas dicas!

Claro que conhecemos todos esses lugares muito superficialmente, mas deu pra ter um gostinho e matar a vontade! Se você, como nós, tem pouco tempo e muita curiosidade, experimente (e aprimore) o nosso roteirinho! E depois nos conte como foi!




No próximo post, mais sobre a operação #LipenaBahia!! Vem conosco!

Confira tarifas reserve sua estadia no Hotel Campo Bahia, em Santo André, pelo melhor preço aqui:


Para reservar um carro, recomendamos a Rentalcars, que a gente usa (e gosta muito!) há séculos:


Leia também

Para ler mais, todas as nossas postagens sobre a Bahia estão organizadas aqui.







Veja mais fotografias da nossa viagem à Bahia na hashtag #LipenaBahia no Instagram, ou em #felipeopequenoviajante.

Assista todos os minifilmes das nossas aventuras no Facebook. Os videoclipes você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá no nosso canal!

Você também nos encontra aqui:



Um comentário:

  1. Acabamos de voltar de trancoso e o lugar e incrível mesmo! Ficamos em uma pousada maravilhosa: quarto crescente. Serviço ultra simpático e eficiente, cafe da manha e lanche que não deixam nada a dever a hotéis cinco estrelas e perto do quadrado. Ah, preço nada assustador em se tratando de trancoso!
    Confesso que barracas na praia com cadeiras de plástico me dão arrepio! Deveria ser proibido! Rs
    Para fugir disso, fizemos esquema de day use nos hotéis da praia: villas de trancoso (na praia dos nativos - recomendo muito; r$100,00 de consumação durante o carnaval) e na enseada do espelho (mesmo valor). Dai que vc pode usufruir a estrutura do hotel sem pagar o (alto) preço da hospedagem....
    Volte a trancoso! E um dos melhores astrais que já conhecemos!
    Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...