Menu

Como lidar com uma wish list mais longa que a vida?

Lista de sonhos de viagens

Irã

Como lidar com uma wish list mais longa que a vida?
Estava lendo há uns dias um texto da @evazubeck que eu mesma poderia ter escrito (i.e. se eu soubesse escrever bem como ela hehe...).

Quanto mais aventuras a gente vive e eu consigo riscar "coisas a fazer" da minha bucketlist, mais itens eu acrescento na maldita lista. Se você tem uma lista de 'coisas a fazer antes de morrer', sabe do que eu estou falando. É uma conta que não fecha. Uma lista que nunca diminui. Quanto mais você faz, mais descobre coisas que ainda quer fazer. 

Nos últimos 4 anos, fiz a Trilha Inca de Salkantay até Machu Picchu, acampei na Namíbia cercada por hienas, viajei até o Círculo Polar Ártico de motorhome pela Noruega, caminhei pela Cordilheira do Himalaia até o Acampamento Base do Everest, realizei o sonho de conhecer o Irã, vi o Kilimanjaro e os Masaai na Tanzânia, fiz safari no Amboseli no Quênia, mergulhei cercada por tubarões nas Maldivas e por golfinhos em Zanzibar, dentre tantas outras aventuras...e, ao mesmo tempo em que é divertido reler posts antigos aqui no blog, como este, de 2014, em que eu falava dos meus sonhos de viagens naquela época, e ver quantos sonhos já realizamos - já rodei por 89 países, e preciso me relembrar sempre que isso não é pouca coisa - dá um aperto no peito revisar minha bucketlist e pensar que uma vida só definitivamente não será suficiente.

O Caminho de Santiago. 
A Antártida. 
O Monte Roraima. 
As Irlandas. 
A Amazônia. 
As Ilhas Faroé. 
As cidades históricas de Minas Gerais. 
Pamir & Karakoram Highways. 
Os Gorilas em Rwanda. 
O Circuito W em Torres del Paine. 
As paisagens da Cordilheira Branca no Peru. 
As Highlands Escocesas de Motorhome. 
O Tour du Mont Blanc. 
Os Lençóis Maranhenses. 
A Carretera Austral no Chile. 
Azerbaijão, Armênia e Geórgia. 
A Guatemala. 
O Tibet e o Butão. 
O Equador e Galápagos. 
Srinagar -> Leh -> Manali. 
Manaus -> Belém de barco. 
O Glacier National Park. 
O Uluru australiano. 
A Romênia. 
O Vale Europeu em SC. 
Um cruzeiro de navio.
Voar de balão. 
Ver a Aurora Boreal de novo, desta vez com o Lipe. 

E a lista só aumenta!

Só pra fechar com êxito esse parágrafo aí de cima, preciso de uns 20 anos, saúde boa e muito, muito $$$. 

Até lá, estarei perto dos 70. 

Felizmente, para quem acreditava que certas viagens têm 'deadline' - algo como uma 'idade limite', nos últimos anos percebi que isso é bobagem: quando eu tinha 30, achava que não poderia deixar para ir ao Everest depois dos 40 (e fui com 45 😂)! 

Claro que tenho consciência de que não poderei ESCALAR o Everest no futuro, mas tudo que está na minha lista é perfeitamente viável de colocar em prática até os 70 - agora inclusive já acredito que o Caminho de Santiago pode esperar a aposentadoria hehehe...

Mas, mesmo assim, com uma vida que é finita e sonhos infinitos, fica a minha pergunta inicial: como lidar com uma wish list mais longa que a vida?

Não se adie!
Nada é tão perigoso para a felicidade quanto achar que tem muito tempo pela frente [Carpinejar]
E essa aí de cima é só 50% da minha lista - me dá mais 10min pra lembrar que eu dobro ela rapidinho! 

Como anda a lista de desejos de vocês? Algum sonho em comum comigo? Já realizaram alguns dos meus sonhos e podem me dar dicas? Deixem os pensamentos de vocês aí abaixo 😘

PS. Como até aqui tem gente chata, não custa esclarecer: tenho perfeita consciência de que isso é um "problema" de gente privilegiada e que eu sou, sim, muitooo privilegiada por tudo que meus olhos já viram. Ao vivo e a cores. Mas lembre que isso aqui é um blog...de viagens. É sobre isso que eu escrevo aqui. Viagens que fiz e que quero fazer. Sonhos. Ponto. 

Leia mais

andar de camelo nas Pirâmides do Egito

helicóptero num glacier na Nova Zelândia

ver a Aurora Boreal

mergulhar entre as placas tectônicas de 2 continentes na Islândia

trekking no Perito Moreno

Lista de sonhos de viagens


Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: