27 de abril de 2018

Avianca: quando a companhia aérea vai contra todas as regras internacionais de bagagem de mão e segurança de voo

Tivemos um perrengue bem chato com a Avianca na última vez que voamos com a companhia aérea, na nossa viagem para Miami nos Estados Unidos em dezembro de 2017 e, como agora vamos voar novamente com eles ao Peru, lembrei da história e resolvi contar para vocês aqui no blog, para evitar que outras pessoas passem pela mesma frustração que nós passamos - assim vocês já podem ir preparados para evitar a chateação. 

O voo era Porto Alegre - Lima - Miami, e foi escolhido por ser o mais em conta que encontramos no Google Flights

Antes, um parênteses: somos clientes da Avianca há muitos anos. 

O Lipe voou Avianca pela primeira vez num voo interno na Colômbia (Bucaramanga - Cartagena), antes mesmo de completar um aninho - e eu sempre elogiei a companhia. 

Essa foi, vale dizer, a única vez que tivemos problemas com eles - já voamos com a Avianca muitas outras vezes sem passar por esse tipo de perrengue. 

Leia mais aqui:




Outra coisa: com este post, pretendo apenas contar a vocês a nossa experiência, e não fazer um tratado sobre o que pode e o que não pode levar na bagagem de mão, ou sobre a maneira mais segura de carregar baterias em aviões - é um post de um blog relatando uma experiência pessoal, e não um artigo científico, ok? 

Feito o disclaimer, vamos ao causo:

Nós, que moramos no RS, temos que fazer conexão em SP em 99% dos voos internacionais. Quando conseguimos um voo direto, como Porto Alegre - Lisboa da TAP, é a glória. 

Então, quando descobrimos esse voo da Avianca saindo de manhã de Porto Alegre para Miami e chegando à tarde, com uma conexãozinha rápida em Lima, adoramos! 

São 2 voos de mais ou menos 5hs (PoA - Lima - Miami), e rapidinho chegamos lá. 

Saímos de Porto Alegre às 7:12am e aterrisamos em Miami 3:43pm.

A parte ruim é que o primeiro trecho é num avião pequeno sem entretenimento nenhum (o Lipe reclamou MUITO!), mas as refeições e o espaço eram suficientes! 




Dito isso, senta que vem drama - a Avianca aprontou forte conosco: viajamos pelo mundo inteiro com uma caixinha com 10 baterias de 2 câmeras GoPro - quem usa essas câmeras sabe como elas consomem baterias absurdamente rápido, as baterias vão viciando com o uso e algumas duram menos de 20 minutos (assim como as baterias de drone)! 

Para quem viaja de motorhome, ter muitas baterias extras é regra. 

Leia mais sobre as câmeras GoPro, drones e outros equipamentos que usamos:


Há uns 6 anos viajamos com essas câmeras e baterias sempre na bagagem de mão, porque a regra internacional em todas as companhias aéreas é carregar baterias que contenham litium SEMPRE na bagagem de mão, e NÃO DESPACHAR. 

Fiz questão de tirar esta foto alguns dias depois, ao fazer check-in num voo da Emirates, pois eles deixam bem claro qual é a regra: 

Para sua segurança, carregar baterias extras na bagagem despachada é proibido. Por favor remova-as e as coloque na sua bagagem de mão. 


Pois não é que, numa inspeção de segurança que eles inventaram na área de embarque, praticamente na porta do avião, na escala em Lima, a Avianca ROUBOU as nossas baterias da GoPro??? 

Sim, porque confisco é quando tiram algo ilegal que tu estás carregando. 

Quando te tiram algo que tu estás carregando legalmente, dentro de todas as regras, e sem te dar um recibo da apreensão, o nome é roubo - a grave ameaça, no caso, foi dizerem que, se não deixássemos as baterias, não nos permitiriam embarcar, e as portas da aeronave já estavam fechando. 

a fatídica conexão no aeroporto de Lima, onde a Avianca confiscou nossas baterias

Já embarcamos com essas baterias em uns 200 aviões (até mesmo da própria Avianca, horas antes, em Porto Alegre!), em dezenas de aeroportos, sem nenhum problema antes - temos até o saquinho corta-fogo de armazená-las que algumas companhias aéreas exigem!

Quando contei do nosso drama nas redes sociais, muita gente comentou que isso era porque o voo era para os Estados Unidos: nada a ver, gente! 

Tanto isso não tem nada a ver que, apenas alguns dias depois, embarcamos em Fort Lauderdale num voo da Emirates para Dubai com todas as baterias novas que - claro - compramos de novo em Miami! Dias depois, embarcamos em Dubai num maravilhoso A380 com destino a Nova York de novo com as baterias na bagagem de mão, sem nenhum problema. E, para não deixar por menos, no mesmo dia embarcamos num voo Nova York - Las Vegas de novo com as baterias na bagagem de mão!! 

Ou seja: esse papinho de que essa revista maluca (ou safada) que nos fizeram em Lima seria porque o voo era destinado a Miami não cola MESMO!

Já voamos inúmeras vezes em voos destinados aos Estados Unidos, inclusive com a própria Avianca, e nunca passamos por constrangimento parecido com o de ficar um tempão sendo revistados na porta da aeronave até uma comissária sem noção declarar que não embarcaríamos com as nossas baterias no voo dela. 😠




ahh, vocês acharam que íamos deixar este pequeno incidente tirar a nossa alegria?? nananananão!!!!

Baterias de GoPro, gente!!! Ainda se tivessem encrencado com as de drone...

Repito: pedi recibo da apreensão, e a safadinha se recusou a me dar. Fui tirar uma foto das baterias que estavam apreendendo, e as peruanas ficaram histéricas! Não parece que tem coisa aí? Fala sério, Avianca!

Óbvio que embarquei inconformada, bradando que a Avianca havia perdido "para sempre" 3 passageiros. Bom, já deu pra sentir que a minha brabeza durou até encontrar passagens com preço bom num voo para Cusco, né??? 

Sim, semana que vem novamente teremos que embarcar com as nossas baterias novinhas num voo Avianca destinado a Cusco, no Peru - e ainda não sei o que vamos fazer para evitar novo perrengue. 

Pretendo exigir, no check-in, algum tipo de garantia. 

Veja bem: no voo de Porto Alegre para Lima em dezembro, embarcamos com as baterias na bolsa sem problema nenhum - o problema foi no momento de re-embarcar na escala em Lima! Quem me garante que, desta vez, de novo, não vamos embarcar tranquilamente em Porto Alegre para Lima e, na conexão em Lima, ter problemas no re-embarque para Cusco??

Quer ler mais sobre os nossos perrengues aéreos?? Temos para todos os gostos e companhias:


Recomendo que, se você usa câmera GoPro, tome suas precauções ao voar Avianca! Não vale a pena correr o risco de perder todo o seu equipamento no início da viagem. 

Não adianta nada seguir todas as regras e orientações se, na porta do avião, te tiram as tuas coisas sem explicação nenhuma. Fico imaginando como fazem os fotógrafos profissionais para trabalhar...certamente eles não voam Avianca! 😡

Já teve algum perrengue aéreo com a Avianca também? Conte para a gente a sua história nos comentários! Nós adoraríamos ter as contribuições de vocês aqui no blog!

Veja outros posts que já publiquei sobre esta viagem incrível (que incluiu Miami, Emirados Árabes, Nova York, Las Vegas e um roteiro lindo de motorhome pelo oeste americano):



Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:

6 comentários:

  1. Que situação horrível!
    Mas é bom saber. Vou deixar anotado para, na dúvida, não escolher a Avianca.

    ResponderExcluir
  2. Da próxima vez diz para despacharem e vê o que vão te falar.
    Ao comentar com o meu marido ele logo falou o que tu dissestes: te roubaram.

    ResponderExcluir
  3. Gente, essa história foi muito estranha!! Eu tb já voei de Avianca muitas vezes, acho uma das melhores cias pra voar, tanto a brasileira como a internacional... Inclusive lembrei disso agora, em março, quando fomos pra Cartagena com eles e com as nossas baterias da gopro na bagagem de mão. Mas nada aconteceu.

    Só isso deles confiscarem sem dar nenhum recibo já configura o roubo, né? Vocês chegaram a tomar alguma providência legal sobre isso? Eu sei que as vezes o custo não compensa o valor das baterias, mas é de se ficar muito indignado!!

    Boa sorte e boa viagem pra vocês!

    :)

    ResponderExcluir
  4. A avianca trata os clientes como lixo, já experimentou reclamar de algo para eles no SAC ou na ouvidoria? Eles riem da sua cara, só faltam escrever “hahaha caiu otario”.

    ResponderExcluir
  5. Liguem no Sac e ouvidoria e peçam o ressarcimento do valor da baterias, se vc tem as fotos, pode comprovar com isso!!

    ResponderExcluir
  6. Viajei com a Copa para o Panamá e República Dominicana (cheguei hoje) com meu drone Mavic e 3 baterias, não tive qualquer problema, porém, sempre dá um medinho.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...