7 de novembro de 2016

Islândia - roteiro e orçamento para viagem de 10 dias

Nesse post, o nosso roteiro de 10 dias pela Islândia, onde rodamos 2350Km com uma campervan da Happy Campers e com um carro da SadCars, e os gastos envolvidos

Note que não vou dar um orçamento pronto, pois nem somei os nossos gastos (nunca faço isso), e sim explicar como você pode fazer a sua própria previsão de custos, de acordo com a época e duração da sua viagem, os seus interesses em passeios e o que você gasta em comida. 


Eu não teria como prever o que VOCÊ vai gastar em comida - se quiser passar 10 dias comendo miojo e sanduíche, os gastos serão mínimos! Nós não comemos em nenhum restaurante durante toda a viagem, apenas alguns hot dogs (típicos do país) e comida comprada em supermercado.  

na banquinha de cachorro-quente mais famosa da Islândia - até Bill Clinton já comeu lá!

Montar um roteiro para a nossa viagem pela Islândia foi um trabalho torturante e, ao mesmo tempo, maravilhoso. 

Quanto mais pesquisávamos sobre o país, mais lugares estupidamente lindos encontrávamos e queríamos conhecer, e a parte da tortura era ter que deixar muitos deles de fora do nosso roteiro, por total falta de tempo para ver tudo. 

Veja também: 


O tempo ideal

Começamos o planejamento com a ideia de fazer uma roadtrip de campervan pela Ring Road - a Rodovia do Anel que circula toda a ilha - percorrendo os seus 1332Km em 7 dias, mas logo percebemos que 7 dias não dariam para muita coisa, e que os 1332Km da Ring Road, com todos os desvios que pretendíamos fazer, se tornariam mais de 2000Km!

E estávamos certos: os 1332Km acabaram virando 2350Km percorridos (muito) rapidamente em 10 dias, e gastamos exatamente 37.000 coroas islandesas em diesel, o que dá em torno de U$ 335.  

a cruel fase de planejamento

Num próximo post, prometo escrever mais sobre a Ring Road e sobre o aluguel da nossa campervan com a Happy Campers, mas agora vou me concentrar em contar a vocês sobre o nosso roteiro de 10 dias pela Islândia e os custos envolvidos na viagem

Sei que muita gente visita a Islândia num stopover de 3 dias. 

A grande maioria dos visitantes não passa mais do que uma semana na ilha. Mas, honestamente, embora seja possível viajar pelos 1332Km da Ring Road em 7 dias, isso deve ser um horror, uma correria. 

Se você tem apenas 7 dias, faça o Golden Circle - Círculo Dourado, famoso roteiro turístico perto da capital Reykjavík, e depois o litoral sul, até Jökulsárlón, e volte para Reykjavík. 

É o que dá para fazer em 7 dias sem atropelos. 

Tentar fazer a Ring Road inteira em menos de 10 dias eu não aconselho, porque vai ser uma correria só! 

dormir admirando a Cachoeira Seljalandsfoss - não tem preço!

Cratera Kerid

no vale geotérmico Haukadalur, onde ficam o Geysir e o Strokkur

Cachoeira Gullfoss, no Círculo Dourado, uma das mais visitadas do país

Como disse, já no início do planejamento, vimos que os 7 dias que havíamos imaginado não seriam suficientes para tudo o que queríamos ver ao redor da ilha, e então trocamos as passagens aéreas (inclusive tivemos que pagar multa para trocar) e estendemos o aluguel da nossa Happy Camper por mais 3 dias. 

Isso porque não tem graça nenhuma percorrer os 1332Km correndo, sem fazer os desvios que dão todo o colorido à viagem, e acabam se transformando em 2350Km!

Como viajamos de camper, sem nada marcado a não ser alguns poucos passeios e noites de hotel, tínhamos muita flexibilidade no roteiro, como gostamos. 

Infelizmente, seja por culpa da chuva ou do excesso de tempo que usamos fotografando e fazendo vídeos, não deu tempo de fazer tudo o que gostaríamos. 

Note que você deve prever dias de péssimo tempo no seu roteiro! Eles são a única coisa garantida que você terá na sua viagem, além de muito deslumbramento! 

Parque Nacional Thingvellir

Talvez pessoas que não sejam tão loucas por fotografia e vídeos como nós, que não passem horas voando o drone, consigam fazer tudo com mais calma - para nós, com a chuva que pegamos e o tempo gasto capturando registros em foto e vídeos, os 10 dias passaram voando, num borrão!

Em compensação, podemos afirmar que a camper nos economizou muito tempo, por não dependermos de hotel ou restaurante - podíamos encostar e dormir em qualquer lugar, sem precisar fazer e desfazer mochilas, e não perdíamos tempo em restaurantes - qualquer lugar era perfeito para um piquenique na nossa "casinha". 

E mais uma coisa: não fizemos tudo o que estava no roteiro, mas fizemos muitas coisas que não estavam, como sempre! Essas descobertas feitas na estrada são o melhor da viagem, né? 

Uma montanha com um formato diferente, uma fumarola no meio do nada, a neve, os campos de lava, muitas igrejinhas, turf houses, ovelhas e cavalos selvagens - mesmo quando o céu estava despencando, parávamos o carro a cada 15 minutos para uma foto ou para contemplar aquelas paisagens de outro planeta! 




Se você me perguntar, o tempo ideal para fazer o roteiro que gostaríamos seria de 2 semanas

Para incluir os Westfjords e Tröllaskagi, que não estavam no nosso roteiro, mais uns 3 ou 4 dias. 

Para incluir Askja e Landmannalaugar, precisaríamos de um veículo 4x4, o que não era o nosso caso, e de muito mais tempo. 

Quando é melhor ir?

Você também precisa considerar a época do ano: no verão, quando as 11hs da noite o sol ainda brilha, os dias são mais longos e dá para aproveitar bem mais, para fazer muito mais coisas num único dia, embora isso acabe sendo ainda mais cansativo, porque a gente simplesmente "esquece" que precisa descansar e dormir, já que o sol está sempre alto no céu - tivemos essa experiência ano passado no Canadá!

Como viajamos no outono/inverno (outubro), o dia amanhecia às 9hs da manhã e às 6hs da tarde já era noite, então os dias eram bem mais curtos, não dava para querer "encaixar" tanta coisa num único dia! 

No auge do inverno, de novembro a abril, é pior ainda: os dias são curtíssimos, e não dá para querer fazer muita coisa por dia. Em compensação, você terá as maiores chances de ver a aurora boreal nesta época do ano, e ainda terá a possibilidade de fazer os passeios nas cavernas de gelo, que só acontecem nesta época. 

Se o seu sonho é ver aurora boreal, recomendo veementemente outubro, mês em que fomos - nesta época, a atividade boreal já está alta, os dias ainda não são tão curtos e tão frios quanto no inverno e já é baixa temporada, com preços e multidões menores. 

Se você tem medo de frio, não se importa com aurora boreal e quer aproveitar dias longos, vá de maio a setembro, quando o clima é bem melhor e você ainda terá o bônus de ver o espetáculo do sol da meia-noite, que eu vi na Suécia há muitos anos e é incrível!

O problema do verão é que, sendo altíssima temporada, os preços também são altíssimos e as multidões, impressionantes, para um lugar tão inóspito!  

Escolhemos outubro a dedo, pois queríamos ver aurora e aproveitar dias mais longos do que no auge do inverno, desfrutando de preços menores e podendo ver as paisagens sem tantos turistas - embora tenhamos pegado bastante chuva, frio, vento e neve, recomendo muito essa época do ano - já que a Islândia sem chuva, frio, vento e neve não seria a Islândia dos meus sonhos! 

Skógafoss, uma das cachoeiras mais poderosas da Islândia, abaixo de muita chuva!

campos de lava Eldhraun

águas termais, a nossa solução para banhos, viajando de campervan sem banheiro

O que ficou de fora

O que tivemos que deixar de fora do nosso roteiro inicialmente planejado:

1. o passeio de snowmobile no glaciar com a Arcanum cancelado por causa da chuva, 

2. um passeio por uma caverna de gelo (que não fizemos porque só começam em novembro), 

3. Stokksnes,

3. os fiordes do leste (por onde passamos à noite), 

4. o Diamond Circle (são 270Km a volta completa, passando por Ásbyrgi e Húsavík), 

5. a volta completa na Península Vatnsnes

6. algumas piscinas termais mais "rústicas" e cachoeiras mais desconhecidas que gostaríamos de ter visitado. 

passamos reto pelo local do passeio de snowmobile que foi cancelado pois chovia muito naquele dia

trilha até Svínafellsjökull

Sobre os passeios organizados

Os únicos tours organizados que eu realmente fazia questão de fazer eram o snorkel na Silfra (achei o snorkel suficiente com a Adventure Vikings, pois o mergulho é muito caro), e a caverna de gelo, que infelizmente não pudemos fazer pois não era a época do ano certa.  

Além disso, queríamos muito ir na Blue Lagoon e nos Mývatn Nature Baths.

A Islândia oferece 2 tipos de viagem, como regra: 

1. as pessoas ficam hospedadas na capital e arredores, fazendo daytrips com agências e passeios organizados (opção mais cara e que não tem nada a ver com o nosso perfil), ou 

2. alugam o seu próprio meio de locomoção, seja uma camper (yes!!!), seja um carro + hotel, e fazem os passeios por conta própria, opção bem mais divertida e econômica. 

o inesquecível mergulho na Silfra, entre a América e a Europa!

Embora a Islândia seja cheia de passeios organizados, acho que poucos deles são realmente interessantes - vou fazer uma lista daqueles que acho que valem a pena, que nós não fizemos porque já tínhamos feito antes, em outros lugares do mundo:

1. voo de helicóptero sobre um vulcão ou glaciar (fizemos na Nova Zelândia)

2. caminhada num glaciar (fizemos na Nova Zelândia e no Perito Moreno)

3. passeio de snowmobile (fizemos em Ushuaia e queríamos fazer de novo mas foi cancelado pela chuva)

4. passeio para ver baleias em Húsavík (fizemos no Canadá e no Alaska também)

E porque acho que os outros não valem muito a pena? Porque todo o resto pode ser feito por conta própria, sem necessidade de um guia para te levar. 

máscara de silica na Lagoa Azul

Como calcular os custos

Aliás, é importante dizer que TODOS os outros atrativos da Islândia, fora estes passeios que citei acima, são totalmente GRATUITOS.  

É um país caro sim, mas os nossos gastos se limitaram praticamente ao aluguel da camperU$ 335 que gastamos de diesel e à comida que compramos exclusivamente em supermercados. 

Você não paga nada de pedágio (só gastamos 1000 coroas para atravessar um túnel numa única oportunidade), nada de estacionamento (nos fins de semana e durante a noite é grátis em Reykjavík), nada pela água (é só pegar grátis em qualquer torneira de banheiro público) e nada pelos passeios!!! 

Para não dizer que é tudo grátis, lembro de alguns poucos gastos:

1. o chip de celular que compramos com plano de dados e bebidas alcoólicas no free shop do aeroporto (coisas que você não pode deixar de fazer antes de sair do aeroporto)

2. a travessia do túnel em Hvalfjördur (1000 coroas) - se não quiser gastar com o túnel, é só contornar o fiorde e gastar com diesel :)

3. entradas na cratera Kerid (passeio que pagamos, além dos que citei acima) - 400 coroas por pessoa

4. estacionamento no Parque Nacional Thingvellir - 500 coroas por veículo

5. entradas na torre da Hallgrímskirkja - 900 coroas por pessoa

Eles são tão sem jeito para cobrar entradas para que você veja as belezas naturais do país, que acabaram cobrando pelo estacionamento no Parque Nacional Thingvellir kkkkk...

pedágio para atravessar o túnel



o parquímetro do parque nacional só aceita cartão de crédito!


cartão pré-pago de combustível, a melhor solução para abastecer na Islândia

Sei que muita gente fica querendo saber sobre o valor que pagamos pelo aluguel da campervan - e eu não gosto de colocar o preço aqui no blog por 2 motivos: 

1. fizemos uma parceria com eles e tivemos desconto, que os leitores não terão

2. os preços variam absurdamente de uma época do ano para outra, dependendo do modelo de camper que você escolher, dos extras que quiser alugar e dos tipos de seguros escolhidos

O único jeito de saber com segurança o preço que você vai pagar na época da sua viagem é fazendo uma simulação no site da Happy Campers, coisa que não poderia ser mais fácil! 

É só escolher o modelo de camper que você quer alugar, as datas da retirada e da devolução do veículo, os extras que quiser (sacos de dormir, inversores, GPS, etc) e os seguros e tchantchantchantchan: o valor exato vai surgir na sua tela! Experimente aqui

curtindo o visual incrível de Vík, no litoral sul

Além disso, os preços dos passeios também variam muito de acordo com a alta ou baixa temporada na Islândia, assim como preços de hotéis e até de restaurantes! 

Nós fomos na baixa temporada - para saber os preços de passeios como o mergulho na Silfra ou de entradas em atrações como a Lagoa Azul, é só verificar nos respectivos sites!

Para fazer um orçamento preciso, some:

1. Valores das passagens aéreas (pesquise no Google Flights)


2. Aluguel da campervan ou aluguel de carro + hotel
3. Diesel U$ 335
4. Comida (no nosso caso, comprada exclusivamente em supermercado e feita na van)
5. Passeios que você quer fazer
6. U$ 200 para "extras"


Roteiro de 10 dias #PVnaIslandia 

Bom, depois desta imensa introdução, segue o nosso roteiro perfeito para 10 dias pela Islândia:

1 – 2:25pm Chegada ao Aeroporto de Keflavik – comprar chip de celular da Siminn na loja 10/11 do aeroporto /pegar mapas /trocar dinheiro no banco / 3pm Happy Campers / ir no super (Krónan, Netto ou Bónus - Hagkaup aberto 24hs) – 50Km até Reykjavík: Hallgrímskirkja (até 5pm), Sun Voyager, Harpa Concert Hall, Old Harbour, Baejarins Beztu pylsur (hot dog), Old Town, Laugavegur – ir até o Thingvellir National Park (50Km) e fazer free camping lá

2 – Golden Circle: Thingvellir (primeiro parlamento do mundo), 11am Snorkel na Silfra com Adventure Vikings (meeting point: Information Centre in Thingvellir https://goo.gl/maps/J2vLU na rota 36, praticamente no entroncamento entre a 550 e 361), Oxararfoss (cachoeira), 60Km depois – vale geotérmico Haukadalur – Geysir e Strokkur, 10Km até Gullfoss – Kerid (cratera na rota 35 - custa 400 coroas por pessoa) – ir até Seljalandsfoss (cachoeira que passa por trás) (217Km/3hs) fazer free camping

3 – Seljalandsfoss – 350m além fica a Gljúfurárbui, em uma caverna – Skógafoss (dá para subir lá em cima) – 10am Snowmobile tour com Arcanum (meeting time 9:30am - Arcanum is located 9km east of Skógar and 23km west of Vík. From road #1 you take road #222 and drive about 1km to base at Ytri-Sólheimar 1 – cancelado) – Sólheimajökull (geleira a 4,2Km da RR + 800m caminhada) – Sólheimasandur plane wreck (caminhada de 8,2Km+5min até a praia) – Vík – Hotel Edda (95Km/1h30min) 

Thingvellir National Park, local onde surgiu o primeiro Parlamento

snorkel na Silfra, rachadura entre placas tectônicas dos 2 continentes

Cachoeira Seljalandsfoss, onde é possível passar por trás da queda de água

Cachoeira Seljalandsfoss

trilha até a geleira Sólheimajökull

avião que caiu na praia de areia preta Sólheimasandur

4 – Vík – Igrejinha Myrdal – Dyrhólaey (península no fim da rota 118, onde fica o arco no mar) – Reynisfjara (praia no fim da rota 215, 5Km da RR, onde ficam as colunas de basalto, caverna e Reynisdrangur) – Reyniskirkja no caminho – Mýrdalssandur – campos de lava de Eldhraun – Fjardrárgljúfur (canyon na rota 206 – dá pra ir de carro comum até lá) – Foss á Sidu (cachoeira) e do outro lado da estrada Dverghamrar (colunas de basalto) – free camping (aurora boreal)

5 – Skeidarársandur (memorial da ponte arrastada) – Skaftafell National Park visitor centre (ice cave – só a partir de novembro) – Svartifoss (trilha de 3,6Km até cachoeira de basalto - 1h30min ida e volta) – Svínafellsjökull (ver glaciar de pertinho 2Km de estrada de terra até estacionamento + caminhada de 5min) – Hof (turf church) – Fjallsárlón (1Km da RR - lagoa de icebergs 10Km antes de Jökulsárlón) – Diamond Beach – Jökulsárlón (60Km/50min de Skaftafell) – Thórbergur (museu prateleira) – Höfn (comer langoustine, abastecer e super) – seguir viagem até Egilsstadir pela RR + rota 939 – free camping (aurora boreal)

Canyon Fjardrárgljúfur

primeira noite de aurora boreal

Reynisdrangur, nas praias de areia preta nos arredores de Vík

Cachoeira Svatifoss no Skaftafell National Park 

Diamond Beach, praia de areia preta ao lado da lagoa glacial Jökulsárlón

6 – Egilsstadir (27Km = 25min pela rota 93) até Seydisfjördur – volta para Egilsstadir (abastecer)  Dettifoss (pela rota 862 – cachoeira + volumosa da Europa – do estacionamento a trilha é um circuito de 2,5Km) – Selfoss (fica 10min de caminhada da Dettifoss) – free camping (aurora boreal)

7 – Krafla (Cratera Viti) – Hverir/Námafjall (geisers/paisagens) – volta ao lago Mývatn (36Km) – Grjótagjá (caverna) – Hverfell (cratera) – Dimmuborgir (formações de lava) – Skútustadagígar (falsas crateras) – Mývatn Nature Baths (levar toalha) aberto até 10pm – Godafoss (de Mývatn Nature Baths até Godafoss são 53Km/40min) – free camping (aurora boreal)

8 – Godafoss – Akureyri (igreja) – Öxnadalur – Hvítserkur (monolito de 15m de altura - uns dizem que é um troll que ficou petrificado pelo sol, outros que é um dinossauro que ficou fossilizado enquanto tomava água) na Península Vatnsnes – seguimos para Península Snaefellsnes até Stykkishhólmur – free camping (aurora boreal)

Seydisfjördur, nos fiordes do leste

Cachoeira Dettifoss, a mais volumosa da Europa

Cachoeira Selfoss, ao lado da Dettifoss

Mývatn Nature Baths, os banhos termais do norte

Cratera Viti em Krafla

Hvítserkur, um monolito de 15m de altura no mar


9 – Stykkishhólmur (farol Súgandisey, porto, mirante do fiorde Breiðafjörður, igreja e padaria Nesbraud) – Berserkjahraun (campo de lava) – Grundarfjördur – Kirkjufellfoss (montanha e cachoeira) (de Stykkishólmur até Kirkjufellfoss são 42Km/35min) – descemos pela rota 54 até Búdir (igreja preta) – Arnarstapi (trilha até Arco Gatklettur e monumento ao troll) – Hellnar (igreja branca e vermelha) – Gerduberg (colunas de basalto) – voltamos por Borgarnes (74Km) até Reykjavík (túnel de 1000 coroas no caminho) – Bus Hostel (Skógarhlíd 10) - passeios de carro à noite por Reykjavík

10 – passeios em Reykjavík (estacionamento grátis todo dia): Perlan, torre da Hallgrímskirkja (900 coroas por pessoa - maior igreja da Islândia e uma das estruturas mais altas do país), Sun Voyager, Harpa Concert Hall, Old Harbour, Tjörnin, Old Town, Laugavegur, street art - 2pm pegar Sadcar – seguir para Keflavik – 3pm Happy Campers – 4pm Blue Lagoon (até 22hs) – Kef Guesthouse (Grænásvegur 10, 230 Reykjanesbær) 

11 – 6:10am Partida do Aeroporto de Keflavik

Cachoeira Kirkjufellfoss com a montanha mais fotografada da Islândia atrás 

paisagens na Península Snaefellsnes

igreja de Grundarfjördur

vista da torre da Hallgrímskirkja 

centro de Reykjavík

Harpa Concert Hall

Já esteve na Islândia? Como foi o seu roteiro?? Gastou muito? Conte tudo para a gente, ou deixe o link do seu post na nossa caixa de comentários, se você for blogueiro!

Não deixe de confirmar todas as informações antes da sua viagem - as dicas que pus no post são relativas a outubro de 2016, quando estivemos lá. 

Na época, a cotação da coroa islandesa era de 
110 coroas = U$ 1 (exemplo: 1100 coroas = U$ 10). 

No próximo post, continuamos contando sobre a nossa viagem à Islândia - não saia daí! 

Durante esta viagem, nós usamos as seguintes hashtags nas redes sociais Facebook / Twitter / Instagram - é só ir na # e ver todas as dicas que já postamos: 

#PVnaIslandia
#PVemBerlim

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!


Vídeos da Islândia:

Veja algumas imagens dos nossos melhores momentos viajando pela Islândia - não esqueça de selecionar, lá no youtube, a opção 1080p ou 720p para assistir em HD (alta definição)! As imagens ficam incomparavelmente melhores!

Clique abaixo no play e aumente o som:

        
        
        
        



Precisa reservar um hotel para a sua viagem à Islândia?

Clique abaixo para conferir os preços na data da sua viagem e fazer a sua reserva:



Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras!

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Nosso snapchat é @pequenoviajante.

Você também nos encontra aqui:

15 comentários:

  1. Gente, vocês são demais!!! Esses primeiros posts e o vídeo que o Peg postou estão sensacionais!!!

    Ainda estou engatinhando nos planos, mas uma coisa eu já decidi... Vamos dividir a viagem meio a meio: 10 dias de Islândia e uns 12 dias de Noruega... Eu tinha pensado o mesmo que você, que 7 dias seriam suficientes... Mas acho que não, né?! hahaha
    Na Noruega queremos dar prioridade pras trilhas e natureza também... Acho que vai ser uma viagem muito legal!

    Agora... Só tenho uma duvida (por enquanto, pra começar...): quanto tempo você demorou pra guardar esses nomes de lugares na cabeça?!?! hahaha Sério, eu não consigo absorver os nomes de lugar nenhum, que língua mais difícil é essa?!? Será que eventualmente vou lembrar, por osmose? De tanto planejar?!!? hahahaha

    Beijão pra vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tu viu, Marcela! Tu não tá no Face e esqueço de te marcar no IG! Viu o vídeo completo no YouTube?
      Acho que essa divisão fica perfeita!
      Os nomes a gente acaba guardando, sério! Aprendemos a pronunciar do nosso jeito e gravamos hahahaha...

      Excluir
    2. Vi o vídeo sim!! Demais!

      Não se preocupe que eu to sempre de olho nos seus posts... Nem precisa avisar!! hahaha

      :)

      Espero mesmo começar a lembrar de alguma coisa... Pq neh, pra ajudar a vibe do norueguês é a mesma!!!

      Beijos!

      Excluir
  2. Com certeza esse post vai me ajudar muito!
    Devo ir em agosto do ano que vem. Ainda não consegui começar o planejamento (tenho outras viagens antes), mas já tô amando!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não estou conseguindo planejar as viagens do jeito que eu queria, elas estão se "acavalando" hahaha, que bom, né?

      Excluir
  3. Demais esse roteiro e a riqueza de detalhes. Como sempre top! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi Claudia, amei o post do blog....sensacional essa viagem...fico só imanginando talvez em um futuro distante...rsrsrs...falta coragem! E minha cabeça de brasileira que não consegue imaginar o que é viajar de carro em lugares tão desertos...claro que não há violência ou roubos em países assim...é outro mundo! Me explica direito o mergulho em Silfra é 0800, não está na lista de passeios pagos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é 0800 não Michelle, ele é um dos passeios organizados que eu citei, fizemos com a empresa Adventure Vikings, coloquei o link deles ali no post :)
      Não precisa ter medo de nada, coragem tem que ter é para viajar aqui pelo Brasil, com os preços absurdos de tudo e a violência!
      Beijo

      Excluir
  5. ok, claudia, agora li direito...obrigada por responder. bjo.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Claudia, joia?
    Do balacobaco sua viagem! Muito bacana mesmo!
    Uma dúvida técnica: como vocês fizeram com o banheiro? Para os banhos usaram as termas, fizeram as outras coisas lá também? Ou há banheiros públicos espalhados pelo país todo?
    Abraços,
    Nicole

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nicole, sim, para banho usávamos as termas, e para usar o banheiro era muito fácil, quase todos os pontos turísticos em que parávamos tinham ótimos banheiros públicos - todas as cachoeiras, trilhas, crateras, postos de gasolina, mercados, lojinhas de conveniência...nunca tivemos problema para encontrar um vaso hahahaha...então a resposta é sim, existem banheiros públicos espalhados pelo país todo!
      Beijo

      Excluir
  7. Cláudia, muito obrigada pelos detalhes tão bem descritos, o teu blog ajuda muito em minhas viagens! :)
    Estou indo em julho,vou reservar com a Happy Campers depois que li eus relato, e fiquei com uma dúvida: quais seguros vcs colocaram como adicionais? Estou pensando em colocar apenas o "gravel protection" porque li que vale a pena, vc acha que devemos inserir mais algum? Vou pegar tbem os sacos de dormi, GPS e Wifi... Mais algum que vc acha essencial?
    Abração para essa família linda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Larissa,
      Não fizemos nenhum seguro adicional, porque no inverno tinha pouco movimento na estrada, então a chance de pedrinha no para-brisa era muito pequena (diferente de julho). Mas uma coisa eu aviso: na próxima vez nós vamos alugar o modelo maior de camper - a verde ou a amarela - a vermelha é bem apertada, te prepara hehehe...

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...