5 de junho de 2016

Buenos Aires com crianças - passeios para os pequenos viajantes na capital porteña

mafalda buenos airesBuenos Aires é uma favorita entre os brasileiros. 

A capital argentina é escolha certa o ano inteiro, mas o inverno continua sendo a estação preferida dos turistas brasileiros, quando o frio dá um gostinho especial à cidade, que tem um clima quase europeu, difícil de encontrar no Brasil, sem, contudo, perder o charme latino. 

Não é preciso visto ou passaporte para entrar na Argentina, o que facilita bastante as coisas para o nosso lado - basta apresentar uma carteira de identidade em bom estado, e você poderá permanecer 90 dias como turista no país. 

Os voos têm preços acessíveis e, graças ao câmbio estável atualmente, a Argentina continua sendo um destino razoavelmente barato para nós - você pode passar relativamente bem gastando menos do que gastaria viajando pelo Brasil. 

3 dias são suficientes para se ter uma boa idéia da cidade. 

A capital 'porteña' agrada todos os tipos de visitantes - desde mochileiros até aqueles que preferem as opções de luxo, com muitas atrações imperdíveis também - e esse é justamente o tema do nosso post de hoje -  para famílias com pequenos viajantes, como por exemplo uma foto ao lado da Mafalda, um 'helado' na sorveteria Freddo, uma visita ao zoo, ao planetário e a 2 museus especialmente dirigidos às crianças - o Museu Participativo de Ciências 'Proibido não tocar', na Recoleta, e o Museo de los Niños, no Shopping Abasto, como vocês verão neste post

primeira vez que fui a Buenos Aires, em 1992, aos 16 anos, foi com um grupo de amigos de infância. Voltei à cidade alguns anos depois, em 1996, já com a turma da faculdade. Conheci o Peg em 2001 e, depois disso, já perdemos a conta de quantas vezes voltamos à capital argentina, antes do Lipe nascer. Acho que esta última viagem, em abril de 2016, foi a nossa 9ª vez em Buenos Aires, pelos nossos cálculos. 


eu em Buenos Aires, em algum momento no passado remoto

Como moramos no sul do Rio Grande do Sul, na fronteira com o Uruguai, relativamente perto, para nós é fácil ir de carro até Colonia del Sacramento, no Uruguai, e pegar o Buquebus (ferry) direto a BsAs de lá. Mas, estranhamente, depois que o Lipe nasceu, não voltamos a passear em Buenos Aires - fomos várias vezes com o pequeno viajante à Argentina, passamos com ele várias vezes pelos aeroportos porteños, a caminho ou voltando de outros destinos, mas nunca paramos na cidade. 

Já era hora de levar nosso pequeno viajante para estrear em Buenos Aires, né?

Pois não é que descobrimos que Buenos Aires é um destino fantástico para famílias?!? 

Não sou do tipo que fica pesquisando muitas atrações infantis nos lugares que visitamos - a gente monta o nosso roteiro de acordo com aquilo que nos interessa conhecer e, claro, sempre tentamos encaixar uma pracinha aqui e ali pro Lipe gastar um pouco de energia. Mas a capital argentina tinha tantas coisas bacanas para crianças que não resistimos e acabamos incluindo vários passeios especialmente para o Lipe no nosso roteiro - mesmo porque estávamos com 2 pequenos viajantes na bagagem desta vez: o Manoel, meu afilhado mimoso, de 3 anos, estava conosco. 

Então, embora eu acredite piamente que as crianças não precisam de muito para se divertir - e de fato eles se divertiram muito correndo pela Plaza de Mayo, espantando os gansos nos Bosques de Palermo e no Rosedal, olhando as carpas no Jardim Japonês e subindo em árvores na Recoleta - desta vez eu vou abrir uma exceção e escrever um post indicando passeios voltados exclusivamente aos pequenos viajantes em Buenos Aires. 






Vamos lá?

Veja também os posts já publicados da nossa nova série Buenos Aires bairro a bairro:

Antes de começar...

A dica mais importante

Antes de listar os passeios, uma observaçao importante: leve carrinho para o seu filho, mesmo que ele já tenha completado 7 anos, tanto para Buenos Aires como para qualquer outra grande capital do mundo.  

O Felipe estava prestes a completar 7 anos na época da nossa viagem, e pensamos em dispensar o carrinho mas, por sorte, na última hora, contra a vontade do Peg, decidi levar - o Peg achava que o guri já estava muito grande para ficar rodando de carrinho. 

Ocorre que, mesmo usando muito táxi e metrô, a gente acaba caminhando muito nestas grandes cidades, e chega uma hora em que as crianças cansam mesmo, assim como nós, ou simplesmente se enchem o saco e, nessas horas, se você não tiver o carrinho por perto, a sua vida vira uma apurrinhação sem fim. 

Numa loja, por exemplo, ou num museu de arte, você sempre consegue aproveitar melhor se a criança puder ficar se distraindo um pouco com um desenho no tablet do que se ela ficar na sua volta pedindo para ir embora a cada 3 minutos (ou menos). Tem muito adulto que não curte museus de arte, seu filho de 4 anos não é obrigado a curtir, não estresse a criança! 

Para saber tudo sobre o nosso carrinho querido e amado do coração, leia este post:

City Mini GT da Baby Jogger - o carrinho que garante o sucesso das nossas viagens




1 Zoo de Buenos Aires

Jardín Zoológico de Buenos Aires é ma-ra-vi-lho-so. Nós adoramos o passeio. 

Fica em Palermo, com entrada principal na esquina da Avenida Sarmiento com a Avenida General Las Heras. O metrô mais próximo é o Plaza Italia.

Nós fomos à pé, porque ele fica muito próximo do hotel onde nos hospedamos em Palermo, como contei aqui

Você vai ver todos os animais "clássicos" de zoos: elefantes, girafas, lhamas, ursos, tigres, leões, macacos, rinocerontes, hipopótamos, chimpanzés, pandas vermelhos, cobras, etc. 

O horário de funcionamento é de terça-feira a domingo e feriados, das 10h às 18h, mas a bilheteria fecha às 17h.

O ingresso é gratuito para menores de 12 anos, devendo apresentar documento para comprovar a idade na bilheteria. Para adultos, o preço é 190 pesos

Aos finais de semana e feriados, outra entrada fica aberta, na esquina das Avenidas Libertador e Sarmiento.






É bom saber que há um outro gasto garantido que você vai ter: eles vendem no parque uma ração animal com a qual você pode alimentar vários animais (mas só os animais que estão na lista!). Eu não achei muito legal, porque os bichos já ficam condicionados, ficam esperando a comida na beira das cercas, um troço meio estranho, mas é inegável que isso tem um apelo horrível para as crianças - o Lipe e o Manoel não descansaram enquanto a minha mãe (sempre as avós estragando os netos!) não comprou uma bolsa de ração para eles! A sacolinha custa 40 e o balde custa 70 pesos. 

Além de o parque ser lindo, com construções antigas incríveis, e animais bem cuidados, ainda tem banheiros, loja, pracinha, lanchonete, reptilário, aquário, fazendinha e até um carrossel de 2 andares que é o mais bonito da cidade e foi declarado patrimônio de Buenos Aires (eles são chamados, em espanhol, de "calesitas"). 

Prepare-se para passar no mínimo 2hs lá dentro. 

PS. Li na internet que o Zoo de Buenos Aires fechou recentemente, mas não custa conferir essa informação in loco





Além do Buenos Aires Zoo, sobre o qual estou comentando aqui, existem outros 2 parques dedicados aos animais perto de Buenos Aires, que eu só recomendo se você tiver bastante tempo na cidade (e não se importar de ver animais mal cuidados). 

Sempre leio coisas bem ruins sobre o Zoo de Lujan, que fica fora da capital, onde as pessoas podem tocar nos animais e tirar fotos com eles, e por isso nunca fomos lá, porque não me sentiria bem vendo animais dopados. Como nunca fui, não posso dizer se os animais são realmente dopados ou se o parque é legal, mas, na dúvida, fico com o Buenos Aires Zoo, que é bem mais acessível e onde os animais são super bem cuidados.

Se você já foi ao Zoo de Lujan, por favor deixe a sua opinião na nossa caixa de comentários. 

Há ainda um outro zoo, o Temaiken Bioparque, também fora da cidade, a 50Km, com uma estrutura enorme e um aquário muito famoso. É um passeio para um dia inteiro - ou seja, só dá para ir até lá se você tiver tempo de sobra - e os ingressos são meio salgadinhos (compre online para economizar bastante): adultos 264 pesos e crianças de 3 a 10 anos 224 pesos. 




2 Planetário Galileo Galilei

Para quem curte planetários, o de Buenos Aires é super recomendado. 

Fica em Palermo também, perto do zoo, na região conhecida como Bosques de Palermo, no Parque 3 de Febrero, perto do lago e bem na frente de um playground maravilhoso para crianças - veja fotos do playground abaixo. 

O endereço é na esquina das Avenidas Sarmiento e Belisario Roldán. 

Os ingressos custam 60 pesos e o funcionamento é de terça-feira a domingo.

Mais informações aqui: Planetário de Buenos Aires

A dica é dar uma passadinha lá à noite, quando o planetário fica todo iluminado, parecendo o planeta Saturno.



3 Playground

Esse ótimo playground, como comentei acima, fica exatamente na frente do planetário, bastando atravessar a Avenida Sarmiento. 

É uma boa idéia conjugar, num mesmo dia, passeios ao Jardim Botânico, Zoo, Rosedal, Planetário, playground, Parque 3 de Febrero, Jardim Japonês e MALBA - foi o que nós fizemos. 

A parada no playground foi um excelente descanso para as pernas dos adultos e para gastar (mais) energia das crianças.  



4 Ateneo Junior

A famosa livraria El Ateneo Grand Splendid, reconhecida como uma das mais bonitas do mundo, tem um subsolo totalmente dedicado à literatura infantil, com paredes pintadas de temas lúdicos e livros para crianças de todas as idades. 

O Felipe adorou! Sentou numa mesinha e ficou um bom tempo lá distraído, escolhendo e folheando livros, enquanto eu aproveitei para espiar alguns para mim :)

A livraria é um importante ponto turístico de Buenos Aires - ela ocupa o lugar que originalmente pertenceu ao Teatro Grand Splendid, e hoje tem um lindo café no mesmo palco em que já se apresentou Carlos Gardel.

Fica na Avenida Santa Fé, 1860. Funciona de segundas a quintas, das 9hs às 22hs, e sextas e sábados das 9hs às 24hs. Aos domingos, abre das 12hs às 22hs.

Mais informações aqui




5 Sorveterias

Os sorvetes artesanais são uma instituição na Argentina, assim como na Itália. O Lipe, diferente da quase unanimidade das crianças, sempre detestou sorvete (ou qualquer coisa doce), mas eu e o Peg somos fissurados nos sorvetes argentinos. 

Se você e seus pequenos viajantes também gostam, em Buenos Aires existem 3 nomes de sorveterias de rede que você deve procurar (todas têm diversas filiais espalhadas pela cidade):

* a clássica Freddo
* a Persicco
* a Volta, que tem uma filial quase ao lado da Livraria El Ateneo (acima). 

Tem programa melhor do que livraria + sorvete? 

Difícil vai ser escolher a sua preferida entre as 3! Recomendo o dulce de leche granizado da Freddo, o de banana da Persicco e o chocolate con almendras da Volta (que também tem chocolates maravilhosos!) :)






6 Banco da Mafalda

Quino, o famoso cartunista e desenhista argentino criador da Mafalda, vivia em San Telmo

A personagem, nascida em 1964 e com eternos 6 anos de idade, é uma das mais queridas da Argentina e, mais do que isso, de toda a América Latina. 

Nós não podíamos passar por Buenos Aires sem ir até o seu "banco" em San Telmo -  onde há uma escultura em tamanho "real" da menina filósofa que sonhava com a paz mundial - para dar um abraço pelo seu aniversário de 52 anos!

O "banco da Mafalda", como ficou conhecido, fica localizado na Rua Chile, na esquina com a calle Defensa. 

O que tornou a nossa visita ainda mais bacana foi descobrir (eu não sabia antes de ir lá!) que a Mafalda ganhou recentemente 2 de seus melhores amigos para lhe fazer companhia: estão lá no banco agora, junto com ela, o Manolito e a Susanita! #muitoamor

Imagina que legal voltar lá daqui a um tempo e encontrar o Felipe (outro dos amigos da Mafalda)?!



7 Paseo de la Historieta

Esse é interessante para as crianças que já conhecem os personagens: são estátuas em tamanho "real" do Patoruzito, Gaturro, Patoruzú, Don Nicola e Isidorito.







8 Fragata Sarmiento e 
9 Corbeta Uruguay

No Puerto Madero ficam 2 barcos-museus que, em geral, as crianças adoram visitar. Bom, pelo menos os meninos adoram hehehe...são a Fragata Sarmiento e a Corbeta Uruguay.

Recomendo que você escolha apenas um deles para visitar, senão o passeio fica meio repetitivo - a não ser, é claro, que o seu pequeno viajante seja um aficcionado por barcos militares de guerra. 

A boa notícia é que os ingressos são bem baratinhos, em torno de 5 pesos, e as visitas são rápidas (em torno de 30 minutos)! 

Dentro dos barcos, é possível ver os uniformes dos militares, o armamento da época, visitar a cabine do comandante e conhecer a sala de máquinas. 

A Fragata Sarmiento fica na Avenida Alicia Moreau de Justo, no dique 3, e abre todos os dias das 10hs às 19hs.

A Corbeta Uruguay fica na Avenida Alicia Moreau de Justo, no dique 4, e abre todos os dias das 10hs às 19hs. 


10 Museu Participativo de Ciências - Proibido não tocar

Museo Participativo de Ciencias “Prohibido No Tocar” fica no Centro Cultural da Recoleta, no mesmo prédio do século 18, localizado na Praça da Recoleta, ao lado do cemitério. 

O endereço é calle Junín, 1930. 

horário de funcionamento é de terças a sextas, das 10 às 17hs. Durante as férias, a partir das 12h30min. Fica fechado nas segundas-feiras. Nos finais de semana e feriados, das 15h30min às 19h30min.

ingresso custa 90 pesos. 

A proposta desse museu de ciências, super interativo, é que as crianças aprendam brincando, "participando". Todas as exibições são interativas, o que significa que as crianças podem mexer em tudo, por isso o "proibido não tocar" - como diz o slogan, é um lugar para curiosos de 4 a 100 anos. 

O local onde o museu está instalado é pequeno e apertado, mas são várias exposições - percepção visual, mecânica, tecnologia, arte, luz, eletricidade, matemática, forças da natureza, música, etc - e as crianças querem passar muito tempo em cada uma que lhes interessa, então prepare-se para passar pelo menos umas 2hs lá dentro. 

Foi uma luta levar o Felipe embora de lá :(







11 Museu Argentino de Ciências Naturais

É o "Museu dos Dinossauros", como chamamos aqui em casa todos os museus de história natural. 

As crianças costumam adorar esses museus, e o de Buenos Aires abre todos os dias das 14 às 19hs. 

O jeito mais fácil de chegar lá é de metrô, com a linha B, que te deixa a 5 quadras do museu, na estação Angel Gallardo

O endereço é na Avenida Angel Gallardo, 470.  

O ingresso, super barato, custa 25 pesos - vale muito a pena! 

De novo, prepare-se para passar pelo menos umas 2hs no museu - e privilegie as salas de geologia e paleontologia, o miniplanetário e o aquário. 

Não deixe de mostrar ao seu pequeno viajante a réplica do grande tubarão e os esqueletos de dinossauros! 

Mais informações em Museo Argentino de Ciencias Naturales. 



12 Museo de los Niños

A idéia deste museu ótimo para pequenos viajantes até 12 anos é que as crianças possam vivenciar as diferentes profissões dos adultos de uma forma bem lúdica, em uma mini-cidade, onde os nossos niños podem brincar de ser dentista, médico pediatra, professor, pedreiro, ir ao banco, ao posto de gasolina, ao supermercado e até ao centro de saúde! 

"Uma cidade para brincar de ser grande sem deixar de ser criança", como diz o slogan do museu. 

O museu fica no 2º andar do Shopping Abasto

Leia mais sobre o Bairro Abasto aqui: o que fazer no Abasto.

Confira os horários de funcionamento, preços das entradas e promoções clicando aqui.

Mais informações no siteMuseo de los Niños.



13 Neverland

Um parque de diversões lindo, com todos os brinquedos "típicos" de parques de diversões: roda-gigante, auto-choque, barco-viking, montanha-russa, etc. 

Fica no Shopping Abasto - leia mais sobre o Bairro Abasto aqui: o que fazer no Abasto.

Funciona assim: você adquire um cartão do parque (é bem baratinho) e, neste cartão, carrega "créditos". Aí, cada vez que entrar num brinquedo do parque, passa o cartão no leitor e a entrada no brinquedo é cobrada dos seus créditos. O mesmo cartão pode ser usado por várias pessoas. 

Os brinquedos não são baratos, mas valeu a pena, só para ver a carinha de felicidade do Lipe nos brinquedos - ele não cansava de repetir "é o dia mais feliz da minha vida, mamãe!" kkkkk... 

Se possível, evite visitar tanto o parque de diversões Neverland quanto o Museo de los Niños aos finais de semana, quando ambas as atrações ficam lotadas de pequenos porteños e tudo é mais cheio de filas, barulhento e estressante :)







14 Parque de la Costa

Infelizmente, nunca tivemos tempo de ir até lá nas nossas viagens a Buenos Aires, mas já me prometi que, na próxima vez que formos no verão, reservarei um dia só para esse passeio, que o Lipe certamente vai amar. 

Saiba mais sobre esse famoso parque de diversões em Os Caminhantes ou no site oficial



Aviso aos navegantes

Mesmo com a moeda um pouco mais estabilizada, os preços ainda variam bastante na Argentina, assim como os dias e horários de funcionamento podem mudar de uma estação do ano para outra, ou durante as férias de inverno e verão argentinas. 

Os valores e horários informados neste post são os de abril de 2016, quando estivemos lá - não deixe de conferir as informações nos sites oficiais antes da sua visita!

Você já esteve em Buenos Aires? Levou seu pequeno viajante junto? Então deixe as suas dicas de passeios com crianças na cidade aqui na nossa caixa de comentários :) 

Veja mais fotografias da nossa viagem a Buenos Aires na hashtag #LipeemBA no 
Instagram.


Se você quiser reservar um hotel e ter a garantia do menor preço, nós indicamos o Booking, que é o site de reservas de hospedagem que nós usamos a vida inteira :)

Leia o post sobre o hotel que ficamos na última viagem: Infinito Hotel Buenos Aires em Palermo

Outros hotéis e albergues baratos que já experimentamos em outras viagens e indicamos em Buenos Aires:

King´s Hotel (muito simples, muito bem localizado no centro e muito barato)
Liberty Hotel (melhorzinho e muito bem localizado no centro, na frente do King´s)
Milhouse Hostel Hipo (albergue badalado com quartos de casal no centro, 5min a pé do Obelisco)
Hostel Suites Obelisco (albergue com quartos de casal no centro, pertinho do Obelisco)
Hotel Infinito (leia o post completo sobre ele clicando aqui, fica localizado em Palermo)


#LipeemBA
#‎LipenoUruguai
#LipenaArgentina

Acompanhe o nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro - tem muitas dicas desta viagem por lá!


Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 

Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Nosso snapchat é @pequenoviajante.

Você também nos encontra aqui:

6 comentários:

  1. oi Cláudia,
    muito bom o post. Levamos a filha há 2 anos e fomos na maioria destes lugares, e ela adorou, principalmente o zoo (embora eu morra de pena dos animais).
    Só uma correção, nas estátuas ao lado de Mafalda estão Manolito e Susanita. Quando fomos estavam exatamente comemorando os 50 anos dela, e pegamos, por acaso, uma exposição em sua homenagem no Museo do Humor. Como somos fãs, foi uma surpresa maravilhosa.
    bjs,
    Mi (Mirtes Aquino)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mirtes, é verdade! Me confundi, obrigada por avisar, já arrumei no post :)

      Excluir
  2. Adorei suas dicas! Voltamos de lá no dia 28/5. Chegamos no zoo por volta das 16h30min e vimos tudo correndo. Infelizmente a área dos pinguins já estava escura e não tinha nenhum funcionário para avisar que não podia mais visitar. Também achei o banheiro muito precário e sem sabonete. No Museu Participativo, senti falta de placas em inglês ou português, pois como falo "portunhol" eu tive dificuldade em realizar alguns experimentos. Próximo ao arco do Rosedal, onde tem restaurantes e a linha do trem, tem um carrossel muito bonito de 2 andares, parecido com o do zoo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia, ótimas dicas! Realmente, tem muito pouca coisa em português em BsAs - eles devem pensar que os brasileiros entendem tudo em espanhol, o que não é verdade!
      Não vi o carrossel do Rosedal, que pena, eu amo carrossel!
      Bjo e obrigada por deixar as tuas dicas aqui!

      Excluir
  3. Amei as dicas!!
    Ainda não fomos à Buenos Aires, justamente porque não achamos que seria atrativo ao meu filho, vc me fez ver com outros olhos!!
    Beijos
    www.liviledier.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Livia, que bom! Essa era justamente a intenção do post, teu filhote vai gostar!
      Beijo

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...