Menu

Roteiro de 2 semanas por Joanesburgo na África do Sul, Maputo e Vilanculos em Moçambique

Joanesburgo na África do Sul, Maputo e Vilanculos em Moçambique: roteiro completo de 2 semanas com muitas dicas para você planejar a sua viagem

roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique

Roteiro completo de 2 semanas com muitas dicas para você planejar a sua viagem por Joanesburgo na África do Sul, Maputo e Vilanculos em Moçambique
* Esse post foi escrito pela Fiama, a quem eu agradeço muito pelas dicas! Vocês encontram ela no Instagram em @teacherfiamavanz 😍

Joburg, Maputo e Vilanculos: dicas de viagem e roteiro 

Olá, o meu nome é Fiama, sou professora de inglês e de português para estrangeiros e trabalho exclusivamente com aulas on-line. 


A convite da Claudia, venho compartilhar um pouco sobre a nossa aventura por Joanesburgo (África do Sul), Maputo e Vilanculos (Moçambique). 


Quando começamos a planejar a viagem nos deparamos com uma imensidão de possibilidades de roteiros, e assumimos que será preciso voltar muitas e muitas vezes para a África.


Viajamos em 4 amigos e muitas das nossas decisões foram tomadas em função disso, mas todo o roteiro é facilmente adaptável. 


Compartilho com vocês o nosso roteiro completo de 14 dias e depois disso algumas informações e dicas que podem ajudar no planejamento da viagem e ainda evitar alguns perrengues.  


Leia mais sobre a África


Todos os posts sobre Moçambique no blog

Todos os posts sobre a África do Sul no blog

Todos os posts sobre a África no blog


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Soweto, África do Sul

Roteiro Joanesburgo, Maputo e Vilanculos

Dia 1 - Deslocamento

  • Florianópolis - São Paulo - Luanda - Joanesburgo (Taag Airlines)

Dia 2 - Joanesburgo 

Dia 3 - Joanesburgo 

  • Half-day tour Soweto (Moafrika Tours - ZAR841.25 por pessoa) + Mandela House (entrada ZAR50 por pessoa, não incluída no tour) + Hector Peterson Memorial

  • Apartheid Museum (não abre na segunda, entrada custou ZAR150, ingressos no website)

  • Almoço dentro do Apartheid Museum (ótima opção para não perder tempo)

Dia 4 - Joanesburgo 

Outra opção: 

Dia 5 - Joanesburgo / Maputo 

  • Transfer para o aeroporto (ZAR500 para 4 pessoas)

  • Voo para Maputo pela Airlink

  • Visto no aeroporto de Maputo: $50 por pessoa

  • Táxi para o hotel: (MTZ1000 para 4 pessoas) 

  • Hotel: Terra Guest House

Dia 6 -  Maputo

  • Passeio: Santa Maria, Inhaca e Ilha dos Portugueses (Maputo Blue com saída da Escola Náutica - MZN5500)

Dia 7 - Maputo / Kruger National Park

  • Safari no Kruger National Park (Africambique, com acomodação no Crocodile Kruger Safari Lodge inclusa) $1500 para 4 pessoas

  • Almoço no restaurante do Kruger

  • Jantar no restaurante Tambarina - perto do nosso Lodge e com direito a música brasileira

Dia 8 -  Kruger National Park / Maputo

Dia 9 -  Maputo

  • Free Walking Tour pelo centro de Maputo (9 às 11h) (vale muito a pena)

  • Feira de Artesanato, Flores e Gastronomia (FEIMA)

Dia 10 -  Maputo / Vilanculos

  • Transfer: Maputo Blue MZN500 para 4 pessoas

  • Deslocamento Maputo - Vilanculos (Voo LAM)

  • Hotel: Baraka Beach

Dia 11 - Vilanculos

  • Passeio: Bazaruto, Benguerra, Two Mile Reef and Whale Watching  (Sunset Dhow Safari - $140 por pessoa, com almoço e equipamento para snorkeling)

Dia 12 - Vilanculos

  • Praia

  • Passeio: Red Dunes (Vilancool - MTZ2000 por pessoa)

Dia 13 - Vilanculos / Maputo / Joanesburgo

  • Deslocamento: Vilanculos - Maputo - Joanesburgo

Dia 14 - Joanesburgo / Brasil

  • Mandela’s Square

  • Transfer (ZAR500 4 pessoas)

  • Deslocamento: Joanesburgo - Brasil 


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Tour Soweto

O que (quase) ninguém te conta

Joanesburgo


  • O nosso voo internacional foi com a Taag Airlines. Escolhemos essa companhia aérea, pois era uma das únicas que fazia o trecho Brasil-África sem escala em outros países, o que tornava a viagem mais rápida. Os voos para Luanda têm saída do Brasil nas segundas, quartas e sextas e retorno da África nas terças, quintas e domingos. Mas, apesar de ter parecido uma boa opção, não tivemos uma experiência muito agradável, achamos a companhia aérea bem desorganizada, atrasos frequentes e voo bem precário (as telas multimídia não funcionam e nem alguns cabos USB, poltronas com pouca reclinagem, dentre outros).

  • O nosso voo fez escala em Luanda. O Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro (em Luanda) é muito precário (não tinha Wi-fi e nem água nos banheiros), além de ser muito desorganizado (embarque de dois voos ao mesmo tempo, no mesmo portão), conferência dos mesmos documentos em diferentes momentos, etc. Enfim, não recomendamos escala longa nesse aeroporto.

  • Em função de Joanesburgo ser muito grande, é difícil organizar e combinar atividades. O Uber funciona bem, mas é tudo muito longe, então prepare-se para passar bastante tempo em deslocamento. 

  • Hospedar-se perto da Mandela Square, em Sandton, é uma ótima ideia. Há diversas opções de restaurantes (todos excelentes). 


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Nelson Mandela Square


  • A alimentação em Joanesburgo é bastante acessível. Até os locais nos confirmaram que a comida é realmente barata. Comida boa, com carne, salada, sobremesa e bebidas custava em média 300 reais para 4 pessoas.  


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
delícias gastronômicas


  • Utilizamos muito o inglês durante toda a nossa estadia em Joanesburgo. Os sul-africanos com os quais tivemos contato eram muito abertos e gostavam muito de conversar. 

  • Prepare-se emocionalmente para reviver a história da África do Sul. O Apartheid Museum, o tour pelo Soweto (Mandela House, Hector Peterson Memorial) e o Constitution Hill são paradas obrigatórias. 


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Hector Peterson Memorial

roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Ingressos Apartheid Museum

roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Constitution Hill

Maputo, Moçambique


  • Nosso deslocamento para Maputo foi feito pela Airlink. Super recomendamos essa companhia aérea, mas passamos um sufoco logo na chegada. Passar pela imigração no aeroporto de Maputo foi uma pressão psicológica gigantesca. Primeiramente nos questionaram de forma bastante rude a respeito do porquê não solicitamos o visto na embaixada de Moçambique em Brasília antes da viagem, depois exigiram o comprovante do voo de retorno ao Brasil e reservas de todos os hotéis do nosso itinerário no país. Depois disso, recebemos o formulário para preencher ao mesmo tempo que outra pessoa nos fazia mais questionamentos e nos pressionava para preencher tudo muito rápido, novamente documentos foram solicitados e só então conseguimos o visto.


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Imigração Aeroporto de Maputo


  • No aeroporto de Maputo fomos abordados diversas vezes por policiais querendo saber “a nossa missão no país”, “o nosso itinerário de viagem”, “o que estávamos fazendo ali”. 

  • A corrupção é um problema do país que perpassa todas as camadas sociais. Fomos orientados a ter sempre um dinheiro reservado caso fôssemos abordados, inclusive por policiais. Acho que toda essa questão nos passou a impressão de insegurança. Apesar de sabermos que Joanesburgo tem um índice maior de insegurança, eu, particularmente, me senti mais insegura em Moçambique.


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Moçambique e a corrupção


  • Em Moçambique só são aceitas as notas novas de dólares. As notas antigas não são aceitas nem nas casas de câmbio. Tivemos muita dor de cabeça por não sabermos dessa informação antes de viajar.

  • Em Maputo o Uber não é utilizado, somente o Viva Táxi. Para cadastrar-se no aplicativo é preciso um número de Moçambique. Ao solicitar a corrida, o motorista liga para conferir a sua localização. É bem rápido e funciona bem, mas para quem está acostumado com o Uber é engraçado o motorista ligar toda vez. O valor da corrida é dado ao final pelo próprio aplicativo, diretamente para o motorista. Somente um dos motoristas tinha máquina de cartão, então reserve dinheiro vivo.


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Viva Táxi


  • Recomendamos fazer o Free Walking Tour pelo centro de Maputo. Foi uma ótima experiência. Ainda tivemos sorte de presenciar várias cerimônias de casamento acontecendo no Jardim Botânico (acontecem sempre no sábado). Foi lindo. Depois do tour seguimos para a FEIMA para almoçar porque tínhamos visto várias recomendações, mas não tivemos boa experiência, certamente a pior refeição que fizemos foi no restaurante Graciana, que fica dentro da feira. 


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
City Tour Maputo


  • Optamos por fazer o safári no Kruger National Park saindo de Maputo. Apesar de precisar dar saída no país e entrada novamente na África do Sul por via terrestre, o processo foi bem mais simples e as filas andaram muito rápido (tanto para a saída quanto para a entrada: são duas paradas na fronteira e precisamos mostrar nossos comprovantes de vacinação contra Covid). Há bem menos opções de empresas com saída de Maputo, mas mesmo assim achamos que valeu a pena, também em função do nosso guia falar português. O Kruger é bem tranquilo e, se você já fez outros safáris na vida, é possível ir por conta própria, com o próprio carro. As vias são bem tranquilas de trafegar, mas achamos que ter experiência de safári é fundamental antes de se aventurar sozinho. Tivemos sorte e conseguimos avistar 3 dos Big Five. 

  • Muitas empresas oferecem o safari com as refeições inclusas. O nosso era somente com o pequeno almoço (incluído na diária do Crocodile Kruger Safari Lodge e que levamos para comer durante o Safari porque saímos muito cedo) e achamos ótimo. Conseguimos almoçar muito bem e a preço justo dentro do restaurante do Kruger National Park e o nosso guia nos levou para jantar no restaurante Tambarina, com direito a música do Leonardo.

roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Kruger National Park
  • Moçambique é um país com alto risco de Malária, por isso fizemos uma consulta online no CIVES para receber orientações. Tomamos algumas vacinas, utilizamos repelente 100% do tempo e tomamos medicamento antimalárico como precaução. Não vimos muitos mosquitos, talvez pela época da viagem (agosto), mas seguimos com os cuidados o tempo que permanecemos no país.

  • Como professora de português para estrangeiros, não posso deixar de mencionar as diferenças entre o português de Moçambique e o português brasileiro. Até gravei um vídeo com a ajuda do nosso guia no Kruger, o Sr. Arlindo Pindola, e palavras como: boleia, mata bicho, fixe, comboio e pasta chamaram a nossa atenção e até causaram alguns desentendimentos engraçados. O vídeo está disponível no meu Instagram @teacherfiamavanz.


roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Imigração em Moçambique por via terrestre

Vilanculos, Moçambique


  • O deslocamento até Vilanculos foi feito pela companhia Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) e a experiência foi boa. 

  • Achamos imprescindível contratar serviço de transfer do aeroporto até o hotel e vice-versa. Não há táxi na saída do aeroporto. Sugerimos contratar transfer por conta para ser mais barato (o transfer contratado através do nosso hotel custou 1200mt para 4 pessoas, enquanto o transfer contratado por conta com a Vilancool custou 600mt). 

  • Ficamos hospedados no Baraka Beach (ao sul e bem mais em conta financeiramente), mas aconselhamos ficar mais ao norte, onde é mais movimentado, há mais opções de restaurantes e o mar é mais convidativo para banho. 

  • Recomendamos muito o passeio até as Red Dunes para ver o pôr do sol. É realmente lindíssimo (e bastante exigente fisicamente). Fizemos o passeio com a Vilancool na caçamba de uma camionete com um sofazinho. Eles foram muito atenciosos e gentis. Há muitas crianças brincando nas dunas, compartilhamos as frutas do nosso piquenique com eles, queríamos ter feito mais se soubéssemos disso. 

  • O passeio até as ilhas de Bazaruto, Benguerra, Two Mile Reef and Whale Watching vale muito a pena e existem diversas empresas oferecendo o serviço. Contrate uma empresa que valorize os seus trabalhadores. 


Essas são apenas algumas das dicas que poderão te ajudar no planejamento da tua viagem para a África do Sul e Moçambique. Foi um prazer compartilhar um pouquinho da nossa aventura com vocês. 


Estou disponível em @teacherfiamavanz caso queira saber alguma outra informação, será um prazer conversar contigo. 

roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Red Dunes

roteiro Joanesburgo África do Sul - Maputo e Vilanculos Moçambique
Constitution Hill Message


Leia mais sobre a África


Todos os posts sobre Moçambique no blog

Todos os posts sobre a África do Sul no blog

Todos os posts sobre a África no blog



Share

Claudia Rodrigues Pegoraro

Comente este Post:

0 comentários: