17 de fevereiro de 2012

rotina, doce rotina...será fundamental mesmo???

A gente sempre ouve falar o quão importante é a rotina para qualquer criança.

Embora tenhamos nos esforçado (ok, um pouquinho só), o Lipe NUNCA teve uma rotina fixa. Como acredito piamente que as crianças aprendem o que elas vivenciam, acho até que ele já se acostumou com a falta de rotina que é a nossa vida, e talvez nem se adaptasse mais a uma rotina muito rígida.

Claro que, sempre que estamos em casa, os dias dele são mais ou menos iguais, mas como pouco ficamos em casa...

Resultado disso é que, mesmo quando tentamos ter uma rotina levemente definida, ele acaba temperando o cotidiano com pequenas aventuras, só para não perder o costume...

se vamos à pracinha, o brinquedo preferido é a escalada


visitinha de rotina à dentista...


tem de ser seguida de uma escalada do escorregador!


até se a brincadeira é no pátio de casa...

o pequeno viajante acaba encontrando filhotinhos de passarinho para "ajudar" a aprender a voar!


a visitinha de rotina ao barbeiro Davi...


também acaba virando diversão!


E eu fico pensando: se a rotina é importante para que as crianças se sintam seguras, será que é possível criar uma criança segura sem rotina? Com muito carinho, com a certeza de que o papai e a mamãe vão estar sempre ali, explicando para ela tudo o que acontece...será que a ausência de rotina não pode ser compensada de outras formas?

O pequeno viajante, apesar de ser um pestinha, de todos os defeitos que ele possa ter, insegurança com certeza não é um deles!

Me atrevo até a cogitar que foi justamente a falta de rotina que acabou tornando o Lipe tão independente, sem contar o inestimável benefício dos anticorpos...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...