16 de setembro de 2011

como será voltar para casa?


 nosso último fim de tarde na praia em Ko Samui: pra nunca mais esquecer...


Compramos as passagens de volta (é, snif, snif...).

Semana que vem começamos a voltar para casa. O retorno vai ser longo (primeiro barco mais trem até Bangkok, depois vôo até Londres com escala na Índia, em Mumbai, de Londres vamos dar uma esticadinha de uns dias em Amsterdam, que ninguém é de ferro, depois vôo até Portugal, para mostrar Lisboa ao pequeno viajante e, dois dias depois, vôo direto de Lisboa a Porto Alegre (que luxo!). É, a volta É longa, mas é um retorno, e eu me peguei pensando: como vai ser voltar para casa, ficar parada, que nem água de poço???

Já compramos os trechos aéreos, passagens de trem, de barco, fizemos reservas em hotéis em todas as cidades pelo caminho...ufa! Está tudo pronto para começarmos a voltar para casa, mas como será esse retorno, depois de 05 meses na estrada?

Lembrei que há 05 meses eu não como guisadinho (que dirá um entrecot!!), não dirijo um carro (será que ainda sei?)...há 05 meses não sei o que é abrir uma geladeira e me servir um copo de suco, almoçar na mesa da minha casa...há 05 meses que não dormimos nas nossas camas, ou melhor: que não dormimos várias noites na mesma cama!!!

Há 05 meses eu não abro um guarda-roupa para escolher uma roupa para vestir; todo esse tempo, era tirar da mochila 01 de 02 bermudas que eu trouxe (a que estivesse limpa), 01 de 5 camisetas, e as havaianas, que ficaram magrinhassssssss...

Mas eu amo essa vida.

Eu adoro estar na estrada. Adoro quando chegamos numa cidade nova, desconhecida, e o ônibus nos despeja numa calçada qualquer (estranhamente nunca nos largam em rodoviárias, é sempre no meio da rua!), e a gente abre o guia, escolhe um hotel, pega o mapa, vê onde fica, e lá vamos nós! Isso dá uma energia, uma motivação...

Na estrada, cada dia é digno de entrar pro diário, porque cada dia a gente faz alguma coisa nova, descobre um lugar diferente, vive uma experiência nunca antes vivida. Quando estamos viajando, os dias passam voando, porque o tempo passa rápido quando estamos nos divertindo mas, por outro lado, parece que os dias rendem, porque nenhum dia é passado sem uma emoção diferente, sem conhecer algo novo, e a gente acorda de manhã e vai dormir de noite tendo aproveitado integralmente cada dia, do início ao fim.

Carpe diem no sentido literal da expressão.

Em casa, convenhamos, é difícil viver assim. Vou escrever o quê no diário? “Hoje acordei e fui trabalhar...” Tá certo que eu tenho o melhor trabalho do mundo, mas mesmo assim...não tem a emoção da estrada!!!

Quando eu me lembro do nosso passeio de carro pelos Cotswolds, ou mesmo da nossa chegada na Praça Vermelha, parece que isso foi em outra viagem, em outra vida, de tantas outras aventuras que nós já vivemos depois disso!

Se nós não temos saudades de casa?

Claro que sim! Saudades da nossa casinha, dos amigos, muitas saudades da nossa família, da comida brasileira...mas essa saudade a gente mata logo! E tenho certeza que, em seguida, já vou estar louquinha pra pôr o pé na estrada de novo!

comentário do Lipe: "tem fogo no céu, mamãe!"

4 comentários:

  1. Muuuuuito legal o blog de vcs.. A gente que não tem o melhor emprego do mundo viaja junto. Adorava viajar.. adoro ainda.. mas dei uma bOa (ou será má?)diminuída depois que me tornei mãe. Sou mãe da pequena Sofia de 1 ano e 8 meses. E by the way, vc trabalha com q? Fiquei curiosa sobre o "melhor emprego do mundo".. Bjokas, Carol.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Carol, desculpe! Só vi esse teu comentário agora!
      Eu sou Promotora de Justiça, tem coisa melhor na vida que promover Justiça, ganhar bem para fazer o bem, e ter 2 meses de férias? Recomendo muito, viu!??! heheheh
      Hora de colocar a pequena Sofia na estrada, hein???
      Bjinhos, desculpe a demora na resposta, foi sem querer!

      Excluir
  2. Claudia,

    Como sempre babando nos seus posts. Esse texto ta ótimo!

    Meu marido ta querendo sair pelo mundo faz tempo....e eu to comecando a tomar coragem. Será?

    ResponderExcluir
  3. Mas Francine, nem pensa!
    Se vcs PODEM, te manda, guria! Aproveita antes que o Dodo comece a escola!
    Babando vou ficar eu, aqui...
    Bjim

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...