28 de fevereiro de 2015

Iberostar Praia do Forte - a experiência da família da Rafa no all inclusive baiano

Há bastante tempo a Rafa tinha me prometido escrever um post sobre a experiência - não tão boa - da família dela no Iberostar Praia do Forte, hotel all inclusive na Bahia, mas a maluca não encontrava nunca as fotos da viagem - e vocês já perceberam que aqui no pequeno viajante os posts são recheados de fotos, né?!

Agora, finalmente, empolgada com os meus relatos sobre os resorts e hotéis baianos que nós conhecemos recentemente, e disposta a dar mais uma chance à Bahia, ela conseguiu desencavar as - lindas - fotografias da viagem da família à Praia do Forte, e conta tudo o que achou do resort all inclusive neste post!


Com a palavra, Rafaela:

"Fizemos esta viagem para comemorar 3 anos de casados, com nosso filhote Antonio, na época com 1 ano e 8 meses.

A viagem não teve grandes preparações. Uma ida ao supermercado para abastecer a mala de guloseimas para o voo e só.

Escolhemos o Iberostar Praia do Forte, na Bahia. Ficamos no quarto standard deles, que tem banheira, bom para 2 adultos e 1 bebê.


Até então, eu sempre dava preferência para resorts all inclusive pela praticidade de ter tudo num só lugar. Nas próximas viagens, será diferente, pois o Antonio se mostrou um ótimo companheiro de viagens! 

Costumamos viajar por conta, mas essa foi pela CVC, pois ficava o mesmo valor e ainda tinha incluído o transfer aeroporto-hotel-aeroporto.

Embarcamos em São José do Rio Preto, interior de São Paulo(6 horas no total).

Meu marido pede sempre que eu reduza a quantidade de coisas na mala de bordo, mas não consigo! O medo de precisar e faltar alguma coisa é grande. 

Então, levo sempre leite em pó, água, mamadeiras, muitas fraldas, trocas de roupa pro Antonio e pra mim (sim, pra mim, pois uma vez eu precisei e não tinha), guloseimas, livro do Antonio, fantoche e chocolate para casos de emergência. 

Disso tudo, nesta viagem só usei a fralda, por precaução. Nem os brinquedos (que não fazem barulho e nem sujeira) eu usei. Ele se divertiu com as coisas que descobria no próprio avião! E sem incomodar ninguém!!


Do aeroporto de Salvador seguimos de microonibus até o hotel, trajeto que leva aproximadamente 1 hora.

Confesso que, logo ao chegar, já não gostei. 

Já havia ficado no Enotel Porto de Galinhas, em Pernambuco, e gostado muito, e do Ibero eu simplesmente não gostei, parecia que tudo demorava eternidades...ou eu que estava super cansada (pois acordei as 4 da madruga!), e o Antonio até então estava só com biscoito e leite e água. 

A cabeça da mãe começou a ferver!!

Resolvi dar uma chance ao hotel, talvez fosse só cansaço mesmo. E lá fomos para o almoço no Restaurante Maresias (o principal já havia encerrado). Moscas, foi o que encontrei. Muitas moscas, de todos os tipos e cores!

O jeito foi fazer uma vitamina pro Antonio e dormir. 

Para resumir sobre a comida do hotel, eu não gostei. Havia muita variedade, mas pouca coisa do nosso gosto. Nem o marido, que não tem frescura para comer, estava se dando bem nas refeições no Pelô (restaurante principal).

No entanto, os restaurantes a la carte eram bons.

De acordo com o número de diárias reservadas, você poderá reservar X restaurantes...fomos em 3: no baiano, no oriental (Iberostar Praia do Forte) e no japonês do Iberostar Bahia. 

Quem se hospeda no Iberostar Praia do Forte pode frequentar as dependências do Iberostar Bahia, mas o contrário não. 
















Sobre as acomodações: 

Mesmo o quarto mais simples deles tinha banheira, varanda e era bem espaçoso

Ficamos no bloco 7, e à noite o barulho do teatro incomodava um pouco.






As piscinas eram várias (formavam nichos), mas de tamanho bem menor do que as do resort vizinho (o Iberostar Bahia), e não tinham música (no Iberostar Bahia tinha música na piscina). 



A equipe de recreação era bem animada e havia várias atividades, tanto para as crianças quanto para os adultos. Eu fiquei fã do arco e flecha!!

O clubinho, que eu não usei, mas visitei, achei superlotado - muitas crianças para pouco espaço. Achei os brinquedos mal conservados lá. 

Os pais deixam os filhos lá, aos cuidados da equipe, e os monitores, além das atividades, cuidam também da alimentação das crianças, e as entregam aos pais por volta das 20 horas, no teatro.


A praia em frente ao hotel eu achei perigosa para crianças, pois as ondas são fortes. Se bem que o hotel acaba sendo o destino, então passamos as manhãs e fins de tarde nas piscinas que, no terceiro dia, trocamos pelas do Iberostar Bahia, que eram bem mais animadas!

As piscinas do Iberostar Praia do Forte não tinham música nem eram iluminadas à noite por causa das tartarugas marinhas

A iluminação artificial prejudica a orientação das tartaruguinhas no trajeto entre o mar e a praia. 




Enquanto que o Iberostar Praia do Forte (mais caro) tem uma decoração mais moderna, clean, o Iberostar Bahia é todo cheio de detalhes! Eu adorei a decoração do Iberostar Bahia!!!

Seguem algumas fotos do Iberostar Bahia:















A copa do bebê eu não cheguei a utilizar - quem ia lá era meu marido, para fazer as vitaminas. 

Os shows noturnos eu também não fui. O Antonio dormia por volta das 19 horas e, às vezes, nem aguentava chegar da piscina até o quarto! Então nós nos revezávamos para o jantar.

O hotel tem carrinhos para emprestar. Bom e básico. 

Achei fundamental ter carrinho pra andar ali, mesmo que a criança já ande, como era o nosso caso, porque as distâncias são muito grandes. 



Fizemos um passeio até o Projeto Tamar

O táxi, na época, custava R$ 30,00 para ir e mais R$ 30,00 para voltar. Pela CVC o valor ficava R$ 30,00 no total, com a desvantagem do horário fixo de ida e volta.

Imperdível o Projeto Tamar! E demos sorte de chegar bem na hora da soltura das tartaruguinhas! Só achei caros os souvenirs - em torno de R$ 90,00 uma camiseta! 

A foto do Antonio com a tartaruga foi R$ 10,00.








Demos uma volta pelo centrinho e tinha vários restaurantes bacanas e lojas, mas a essa altura o Antonio já estava com sono e voltamos para o hotel.



Passamos a maior parte do tempo nas piscinas do hotel. O Antonio não queria nem saber do mar. Brincava um pouco na areia e já queria voltar para a piscina!

Uma dica bacana que testei nessa viagem foi a camiseta, tipo surfista, com proteção UV. Aprovado! Assim, confesso que deixava passar uma meia horinha do horário recomendado para exposição ao sol, mas logo ele dormia e só acordava perto das 16 horas!

O retorno ao aeroporto foi tenebroso: saímos 12 horas do hotel para chegar as 15 horas no aeroporto de Salvador! 

E mais uma vez o Antonio me surpreendeu positivamente: nada de choro, trabalho, birras...nada! Pelo contrário, ainda fazia amizades com outros passageiros (adultos) e se divertiu bastante no avião."



____________________________________________

Muito obrigada pelo teu depoimento, Rafa!

Acho que tu vais ter que dar uma outra chance para o resort e, principalmente, para a Bahia!! 

Pelas fotografias, dá para ver que o local é lindo e que o Antonio se divertiu muito! Já fiquei louca de vontade de conhecer, e de comer aquelas sobremesas!!!

Quer saber mais sobre os hotéis que a Rafa mencionou? 

Clique nos links abaixo e já faça a sua reserva pelo menor preço

Iberostar Praia do Forte       # Iberostar Bahia       # Enotel Porto de Galinhas
                                                                                



A Rafa já é nossa colaboradora de outros carnavais - leia também o post que ela escreveu sobre a linda festa de aniversário do Antonio, com o tema viagens

Você já conhece a Praia do Forte? Esteve no Iberostar Praia do Forte?? Deixe aqui a sua opinião!

Nos próximos posts, continuamos com a nossa operação #LipenaBahia!! Vem conosco!

Leia também

Veja fotografias da nossa viagem à Bahia na hashtag #LipenaBahia no Instagram, ou em #felipeopequenoviajante.

Assista todos os minifilmes das nossas aventuras no Facebook. Os videoclipes você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá no nosso canal!

Você também nos encontra aqui:



15 comentários:

  1. Claudia,
    Estou indo para lá esse ano e se puder descobrir algumas informações, eu agradeço:

    1- Como se deslocar do Iberostar Praia do Forte até Iberostar Bahia? É andando ou tem algum transporte? Se andando, quanto tempo de caminhada?
    2- Ela fala que as reservas nos restaurantes são de acordo com o número de diárias. Um restaurante por diária, é isso? Ou é menos?
    3- Por que demorou tanto a volta do hotel para o aeroporto?
    4- Ela não mencionou o café da manhã. Era bacana?
    5- E a última, mas não menos importante: tinha acarajé na piscina? :)

    Beijo e obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Andreza,
      Fazem quase 4 anos que fomos. Pode ter mudado.
      O Iberostar Bahia é do lado do Praia do Forte, da para ir caminhando. Na época que fomos estava em reforma.
      Não era um restaurante por dia. Não lembro certo, mas acho que era assim: se fosse 7 diárias, teria direito a 5 restaurantes . O café da manhã nós adoramos: tinha até máquina de pão de queijo. E tinha sempre acarajé no restaurante da piscina.
      Nós contratamos taxi para o transfer e foi tranquilo os trajetos.

      Excluir
    2. Andreza, existe uma van na recepção que faz o transporte entre os dois hotéis. Gostei muito do café da manhã, as crianças da minha família amavam a rosquinha coberta de chocolate frita na hora, tem tapioca e omelete também! Tinha acarajé e alguns dias churrasco também! Bjs

      Excluir
    3. oi Andreza, pra ir até a piscina do Ibero Bahia, iamos andando pelo caminho que tem no prorpio hotel ( beirando a areia, mas todo pavimentado, carrinho tranquilo ) a noite, pra ir até o restaurante, a Van nos levou.
      Não é um restaurante por diaria não.... se não me engano, ficamos 5 diarias e tivemos direito a 3.
      A volta demorou, pq como era "pacote da CVC" passaram em tooodos os hoteis pra buscar passageiros...
      o café da manhã era bem variado.
      Sim, tinha acarajé na piscina... quiosque de sorvete, agua de coco... mas abriam tarde ( eu achei).
      bj
      RAFA

      Excluir
    4. Bom, fui a pouco tempo e me hospedei no Iberostar Bahia e conheço outro hotel próximo tb que é o Costa do Sauipe. A rede Iberostar é a minha preferida. Tem acarajé sim na piscina (pelo menos tinha). De um hotel para o outro vc vai a pé. Achei as instalações confortáveis, mesmo pq só ficamos no quarto para dormir. Minha filha que hj está com 8 anos ficou no clubinho e adorou. Eles ficam com as crianças até as 17hs. Depois eles voltam para o teatro a noite. Monitores ótimos e atencioso. Ano passado fomos ao Iberostar Punta Cana e tb foi igual. Ótimo e atendimento muito bom!!! Todos seguem o mesmo padrão.
      Valéria Santiago

      Excluir
  2. Você ficando na Vila terá muita diversão, tanto para crianças quanto para adultos. Na vila existe vários restaurantes, cafés, soverterias, supermercados e lojas, a tarde tem rodas de capoeira entre outras coisas. As praias são ótimas para crianças, cheia de poças que formam piscinas naturais quando a maré está vazia; na praia em frente a igrejinha é tranquila, mais a depender da época do ano fica cheio de algas. Outro programa é ver qd os pescadores chegam com o peixe do dia, as crianças amam. quem for mais aventureiro tem o passeio para ver as baleias. Também na vila tem agencias que oferecem vários tipos de passeios com trilhas pela mata etc. A vila tem excelentes pousadas, a que mais gosto e recomendo, a pesar de ser cara, é a Refugio da Vila. Uma pousada muito lindinha, os donos são bem cuidadosos, a comida é boa, os funcionários são excelentes e cordiais, e o chá da tarde assim como o café da manhã são imperdíveis. Nesta pousada tb tem um lindo gramado que as vezes vemos iguanas paradas tomando sol, as crianças adoram, porém a desvantagem é que ela fica um pouco longe( mais um longe entre aspas) da praia. Já mais perto da praia tem o Hotel Eco Atlantico, (recomendado por minha irmã e sua filha de 2 anos). Portanto, se for a Praia do Forte não perca dinheiro , a melhor a opção a meu ver são as pousadas da Vila.

    ResponderExcluir
  3. Nós já ficamos lá e adoramos!
    Na minha opinião era o melhor resort que já tinhamos nos hospedado.

    Mas esses dias recebi um comentário no blog de um leitor que tinha odiado. Reclamou da limpeza dos quartos, piscina suja e restaurantes. Realmente pode ter mudado.

    Beijão,

    Fran@ViagensqueSonhamos

    ResponderExcluir
  4. Oi Claudia!
    Estive lá ano passado e esse ano novamente.
    A comida é padrão hotel all inclusive, não vá a um all inclusive com mais de 500 quartos esperando comida de restaurante gourmet, o foco deles no restaurante principal é a quantidade, mas sinceramente achei a comida boa, principalmente se comparar com outros hoteis do mesmo nicho como Sauipe e Vila Galé (proximos ao iberostar). Os a la carte são realmente os melhores, 7 diarias dão direito a 4 reservas.
    Não tenho o que reclamar sobre a limpeza do hotel, o restaurante maresias que fica a beira da piscina não é totalmente aberto e sempre tem funcionários por lá, o único problema é o chão escorregadio (alguns hospedes entram molhados lá mesmo com placas de orientação). Os quartos eram limpos todos os dias, alguns dias demorou um pouco sendo a limpexa feita após o horário do almoço, mas sempre estava limpo, nunca faltou papel higienico e trocavam as toalhas todos os dias e a roupa de cama é trocada a cada 3 ou quando requisitada.
    Realmente tudo é longe, o bloco 6 é o central e se quiser ficar no sossego peça o bloco 5 que fica entre o spa e a piscina sem atividades.
    Existe uma van que faz o transfer entre o Praia e o Bahia, é só chegar na recepção, ou ir andando (a noite é um breu total!)
    A praia é brava. O wifi só é gratuito na recepção.O "navio" da psicina infantil é apenas para hóspedes do Praia.
    Recomendo o hotel de olhos fechados, tanto é que retornamos lá!
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Eu sou mega fã da Praia do Forte. Mas devo dizer que eu acho que vale a pena ficar na Vila mesmo. Pode nao ter a mega estrutura de um resort, mas acho mais aconchegante, a praia da vila qdo a maré está baixa é ótima para criança, quentinha, com piscininha....eu prefiro! Além de gastar beeeem menos, o viajante ainda terá a oportunidade de conhecer vários restaurantes charmosinhos.

    ResponderExcluir
  6. Tambem fui ao iberostar praia do forte a alguns anos, acho q tem uns 5 anos.. Disseram que era p mais novo, e melhor.. Na epoca! .. E nao voltaria. Sobre a comida, eu nao tive problemas.. Mas achei tambem que o bahia era mais animado. O q me decepcionou muito foi a praia.. Pois nao ha uma infraestrutura para você usufrui-la! Queria uma comodidade de estar em um resort e pode utilizar a praia tambem.. Mas so havia espreguiçadeiras e sombrinhas na praia.. Nao havia um atendimento, para comidas ou bebidas.. Entao era assim: queria ficar na praia e tomar uma cerveja, ou um suco.. Vc tinha q voltar ao bar, ou da piscina ou restaurante ( que eram bem longes) debaixo de um sol fritando.. Qd pegava seu copo, a bebida nao estava tao gelada assim.. Tinha q beber rapido para nao acabar de esquentar, entao qd chegava à praia novamente, ou seu copo ja havia quase acabado, ou estava quente. Comida a mesma coisa.. ( mesmo trajeto, ou um pouco maior).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O hotel não pode ter um serviço na praia por ser uma área de proteção devido a desova das tartarugas ;)

      Excluir
  7. Tive intoxicação alimentar.. Mas nao sei dizer se foram pelos frutos do mar, ou nao.

    ResponderExcluir
  8. moro em Salvador e sou frenquentadora assídua da Praia do Forte. A pousada que mais gosto de lá é a Refúgio da Vila, mas tem várias legsis! Resort, sem dúvida o Tivoli. Muito melhor ficar na vila do que nos Iberos, principalmente por causa da praia! A praia em frente ao Tivoli é maravilhosa! Tem tempo que não fico em nenhum dos dois pq agora alugo um apart na frente da praia que sou apaixonada!

    ResponderExcluir
  9. Eu particularmente não gosto do Iberostar Praia do Forte. Por outro lado, não tenho do que reclamar do Bahia. É o 5º ano seguido que vou para lá e o investimento em manutenção, treinamento de funcionários é visível. Sempre recomendo o Bahia.
    Como já mencionei em um outro comentário, a vez que fui para o Praia do Forte, a piscina com o navio estava suja. A água chegava a estar escura. O quarto (junior suite) estava com a porta quebrada e o hotel parecia muito mais velho do que a idade que tinha.
    Quanto à animação nas piscinas do Bahia, ela é apenas na piscina do bloco 2. As outras são as chamadas "silenciosas"- para quem não curte o agito (que não é o tempo todo).
    Sobre os restaurantes do Ibero Bahia, o principal é o Meu Rei e ele não fica juntos às piscinas. Os restaurantes das piscinas são o La Perla é um outro que não lembro o nome.
    Nenhum tem ar condicionado, mas são super arejados e o Meu Rei tem ventiladores de teto por todo lado. Aconselho sentar às mesas que ficam próximas das janelas - sempre tem uma brisa deliciosa.
    O mar em frente ao Bahia é realmente forte.
    A falta de serviço de praia nunca foi um problema para nós porque na agência que compramos por aqui sempre foi dito que isso se dá pela conservação da natureza. Então nunca fomos com essa expectativa.
    Dos restaurantes à la carte, recomendo o japonês. Eu acho o Mediterrâneo o mais bonito, com uma decoração de bastante bom gosto, mas a comida deixa muito a desejar. Para ser sincera, achei a comida muito ruim ali. As entradas são a salvação. O resto: prato principal e sobremesa não eram "comestíveis " , ou melhor, não eram comestíveis para o meu paladar e para outras 2 pessoas que estavam comigo.
    Desta vez nem experimentei ir no "steak house". Em todas as minhas outras visitas lá, a experiência foi bastante ruim em termos culinários, então, nem tentamos.
    minha última visita ao Iberostar Bahia foi em fevereiro deste ano (2015)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...