11 de outubro de 2014

Coreia do Sul com crianças: roteiro de 13 dias

Como vocês sabem, nós temos uma série aqui no blog chamada de viagens dos amigos

Já são mais de 30 posts, em que nossos amigos viajantes contam histórias e dão dicas das viagens deles aqui no pequeno viajante. 

Há tempos que eu venho incomodando um casal de amigos para que eles contem aqui no blog sobre as viagens deles - eles não têm blog e viajam pelo mundo todo com os 2 filhos pequenos - eu acho um desperdício eles não compartilharem tantas dicas e roteiros perfeitos por lugares incríveis com outras famílias. 


Mas eles não gostam de "aparecer", e nem de postar fotos dos filhos, o que eu entendo bem, pois às vezes eu mesma me incomodo um pouco com a exposição do Felipe...

Então, para contornar essa timidez da família e, ao mesmo tempo, não deixar de compartilhar as dicas, combinamos que divulgaremos os roteiros deles por aqui sem mencionar nomes e sem fotos em que eles apareçam. 

Saibam que é uma família como qualquer outra, que viaja pelo mundo todo com 2 filhos pequenos. Todos os roteiros deles que postaremos por aqui são devidamente testados e aprovados

Se vocês tiverem qualquer dúvida, é só deixar na caixa dos comentários abaixo, que eu repasso para eles e respondo para vocês, ok???

Para começar a série, escolhi um roteiro com o qual eu sonho há muito tempo: 13 dias pela Coreia do Sul!

Bom proveito! E muito obrigada, amigos da família secreta!


Sobre os voos


Fomos de Emirates

Perfeita para crianças, na verdade, a melhor que já usamos até hoje. 

Compramos o voo de São Paulo - Seul na ida, e a volta Tóquio - São Paulo. Um único bilhete de múltiplos destinos

A Emirates oferece free stopover em Dubai. 

Optamos por fazer uma parada na ida de 03 noites (e aproveitar para conhecer Dubai) e uma parada de 01 noite na volta, para quebrar a viagem e não ficar tão cansativo, pois estávamos com duas crianças de 3 e 2 anos de idade

Depois de comprar as passagens aéreas, vale a pena ligar para a Emirates e fechar com a agência deles o stopover

No nosso caso, fazendo assim, o visto saía de graça (e o preço do visto é bem salgado). 

São 15 horas de voo noturno até Dubai (super tranquilo). Depois mais 08 horas de voo até a Coreia. 



Sobre as crianças

O povo coreano ama crianças. Ama muito.

Viviam dando biscoito e frutas pros meus filhos...no começo eu me assustei - brasileiro tem medo de receber coisas de estranhos, né? - mas depois eu super acostumei e adorava os lanchinhos. 

Nos mercados de peixe, eles adoravam tirar os peixes dos aquários pros meus filhos pegarem. 

Sobre a língua

Em relação ao inglês, de fato, o povo coreano não sabe falar inglês. Falam muito mal, mesmo nos bons hotéis.

Nós não tivemos problemas com isso, foi até engraçado. 

Basta saber fazer mímica e ter o cuidado de sempre sair para os passeios com os nomes dos lugares escritos em coreano (peça ao recepcionista do hotel) para dar ao taxista, e o cartão do hotel no bolso. 

Não saia do hotel sem o nome dos lugares que você quer ir em coreano...

Sobre a comida

Eu sei porque os coreanos são magros: eles só comem folhas, pimenta, noodles e um pouco de peixe ou carne por cima...

Não tivemos problemas com as crianças, porque eles também comem arroz branco, então, normalmente, quando comíamos em restaurantes coreanos, os meninos comiam arroz branco com carne. 

Mas nós não somos do tipo de viajantes que "gastam" muito tempo em restaurantes, então foram poucos. 

Nós aproveitamos muito as redes de 7 Eleven, comprávamos sushis, noodles (tipo o nosso "Miojo"), que fazíamos na hora pros meninos - pois dentro da loja tem água quente, microondas, frutas, castanhas...

Na maioria das vezes, fazíamos um piquenique no meio do passeio. 

Não precisa ter medo da comida, eles têm redes internacionais (comemos no Outback, por exemplo), e os restaurantes têm tradução pro inglês no cardápio. 

Sobre os passeios

Nós não chegamos a ir até a DMZ - zona na fronteira entre as 2 Coreias - crianças não podem fazer o passeio, que só pode ser feito com agências locais. E, na época, havia uma tensão entre as Coreias e ficamos com medo de ir, mesmo que revezando...

Em Seul andamos só de metrô mesmo - selecionamos as atrações perto por dia, e íamos nos virando... foi tranquilo. 

Vamos ao roteiro?

Dia 1: 

– Chegada em Seul as 16:40 

Saída para Ilha de Jeju do Aeroporto Gimpo as 19:55

Pegar AREX train para Gimpo International Aiport Station, 5ª parada (1 hora de troca de aeroporto) 

Chega 20:35

Dorme em Jeju



Dia 2: 

– Ilha de Jeju: descanso, curtir hotel

Visitar Magic World 

Passeio no Seogwipo Pleasure Boat 

Visitar Cheonjeyeon Falls 

Manjanggui Lava Tube


Neste dia, contratamos um motorista para ficar com a gente o dia inteiro - pedimos para  a recepcionista do hotel escrever o nome dos lugares em coreano e fomos kkkkk.


Jeju Island é patrimônio natural mundial

Dia 3: 

– Ilha de Jeju: mergulho

Os melhores points de mergulho estão perto da cidade bucólica e portuária de Seogwipo. De lá, parte-se de barquinho até algumas ilhotas, como Monseom e Seopsom. 

Fizemos este passeio com a agência Blue 33.

Dia 4: 

– Ilha de Jeju: 

Passeio de submarinoum passeio bem legal com as crianças, para elas verem o fundo do mar de submarino. Eles amaram. Quem enjoa tem que tomar remédio antes - eu enjoei horrores, mas os meninos não tomaram nada e não enjoaram. Basta pegar um táxi no hotel e ir até o porto - de lá saem os submarinos. 

Trick Art Museum - um museu de ilusionismo engraçado para ir com crianças.

Dia 5: 

– Ida para Busan as 12:25

Chega 13:20

Tarde livre


Dorme em Busan

Dia 6: 

– Dia todo em Busan


Marcamos as atrações próximas no mapa e fomos de metrô. 

Possibilidades de passeios:

Dongbaek Island 

Parque Youngdusan, Torre de Busan e Wangbok calçadão

Cemitério das Nações Unidas

Mercado Jagalchi 

Templo Beomeosa 

Shinsegae Departament Store, é o maior shopping do mundo (metrô Centrum City)

Gwangan Beach e Bridge (o melhor é ir à noite para ver a ponte iluminada)

Haedong Yongkungsa Temple (pegue o ônibus 181 e pergunte dentro do ônibus o ponto de descida, é gratuito)

Dia 7: 

– Ida para Gyeong Ju (1 hora)

Contratamos um motorista para fazer um city tour. Sinceramente, essa cidade da Coreia é bem dispensável e sem graça.

Dorme em Gyeong Ju


 Gyeong Ju, nossa guest house tradicional

Templo Bulguk-sa

Dia 8:

– Ida para Seul (3 horas) 

Dorme em Seul

Ver Seul City Bus, custa U$ 9, metrô linha nº 5 para Gwanghwamun Station (saída nº 6)

Dia 9: 

– Seul

Sugestão para noite: MyeongDong NANTA Theatre

Jump! Comic Martial Arts Performance

Namdaemun Market, metrô linha nº 4 para Hoehyeon Station (saída nº 5)

Seul Grand Park

Insadong (rua de pedestres)

Dia 10: 

– Seul

Deoksugung Palace: troca de guarda as 11 horas

Perto tem Museu Nacional da Coreia (com museu para crianças lá dentro) e também Gyeongbokgung Palace

Dia 11: 

– Seul

Korea Folk Village, metrô para Suwon 

Almoço na vila e pegar ônibus para Suwon Hwaseong (passeio no dragon train)

Jantar num dos restaurantes de Suwon



Existem máscaras de gás/bomba em todas as paradas de metrô de Seul (muito doido isso).

Dia 12: 

– Seul

The War Memorial of Korea

Myeongdong: Hyper Shopping, COEX e Estádio da Olimpíada

Dia 13: 

– Seul 

Lotte World (abre as 9 horas, descer na Jamsil Station) - é tipo uma "Disney coreana", guardadas as devidas proporções, kkkkkkk, meus filhos adoraram!

Noite: ida para Hiroshima

Saída do voo as 18:30

Chega 20 horas


Foto: divulgação
__________________________________________________________

Você também nos encontra aqui:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...