11 de julho de 2013

respostas das nossas adivinhações: da Tailândia à Rússia!


Gente, fiquei tri feliz com a participação dos nossos amigos-leitores viajantes!

Tivemos vários acertadores entrando para o nosso ranking!!!

Como fazia tempo que não rolava uma adivinhação nova aqui no blog, foram duas de uma vez só:


Esta primeira fotografia foi tirada no Wat Phra Mahathat, um dos templos mais famosos de Ayuthaya, no norte da Tailândia.


Acertadores: Sut-Mie Guibert, Georgia Quintiliano, Silvana Hleap, Julia e Douglas Sawaki...

 essa coisa linda é a pimpolha da Sut-Mie Guibert, do Viajando com Pimpolhos

foto da Georgia Quintiliano, chegou pelo Twitter!

a Silvana Hleap esteve com toda a família em Ayuthaya, que delícia!

Saiba mais:

O templo Phra Mahathat, em Ayuthaya, tem esta que é uma das imagens mais famosas da cidade: a cabeça de Buda engolida pelas raízes da árvore! Mas o templo também é famoso por conter um dos primeiros praang construídos na antiga capital tailandesa - praang é uma estrutura em formato de torre no estilo Khmer encontrada em templos, que serve para os mesmos fins que uma stupa






Se deliciando com uma coca-light!!!



Se você ler a placa, vai ver que está escrito que é proibido ficar de pé ali, ao lado da cabeça do Buda, porque ninguém pode ficar acima dele. É por essa razão que, em todas as fotos que se vê neste lugar, as pessoas estão agachadas - é uma questão de respeito. 




Esta segunda fotografia é na frente do Hermitage, um dos museus mais importantes do mundo, que fica em São Petersburgo, na Rússia!


Acertadores: Vera Leitão, Ximena Ferreira, Denise Costa Pinto Alves, Letícia Agrizzi, Kelen Cristina Vieira, Mauricio Wortmann Marques, Debora Galizia, Georgia Quintiliano, Gustavo Belli...

 olha a Vera Leitão, super chique no inverno russo!

minha amiga Ximena Ferreira teve sorte: um dia de céu azul em São Petersburgo!

Saiba mais:

O Hermitage fica na Dvortsovaya Ploshchad (Praça do Palácio), um dos lugares mais históricos e impressionantes da cidade, no prédio do Palácio de Inverno russo, e faz jus à sua fantástica reputação. Você pode passar um dia inteiro lá dentro, absorvido pelos tesouros do museu mais importante da Rússia, e ainda sair querendo voltar uma segunda vez! Claro que, com crianças, isso é inviável, mas mesmo assim conseguimos dar uma boa volta lá dentro, aproveitando a soneca da tarde do pequeno viajante. 

"as mamãe pira!"


um gigante na frente do outro:
assim é a arquitetura russa!

a Coluna de Alexandre, na foto ao lado, tem 47,5m de altura, e comemora a vitória sobre Napoleão, em 1812 - do outro lado, o General Staff Building
 olha só a cara de felicidade do papai enfrentando escadarias com o carrinho do Lipe!



 decadência suntuosa do Palácio de Inverno dos czares russos


Olha só o que eu escrevi no diário sobre a nossa visita ao Hermitage:

(...) Depois de almoçar, já no meio da tarde, fomos passando pelo Palácio Stroganov, cruzamos a ponte Zelyony no canal Moyki e fomos parar na praça Dvortsovaya, entre o General Staff Building e o Hermitage, com a Coluna do Alexandre no meio! 

Que legal o Hermitage, todo verde! 

O Hermitage era o Palácio de Inverno dos czares russos. 

Como o Lipe dormia, aproveitamos e entramos - tem que deixar mochilas e passar por segurança - e demos uma boa olhada, mais na parte que era o palácio mesmo, vimos a Escadaria Jordan e o Armorial Hall, que são de encher os olhos! Estávamos podres de cansaço, mas valeu a pena! 

E lá achei tudo fácil e organizado também. As pessoas não falam inglês mas a maioria tenta ajudar, mesmo falando russo contigo. Já mandei vários da svidaniya (tchau) e vários spasiba (muito obrigada). Amanhã vou dar jeito de aumentar meu vocabulário e usar também uns privyet (oi) e uns dobri dyen' (boa tarde), ou vou tentar uns nyet (não). 

O que eu achei mais complicado até agora foram as distâncias para caminhar - a cidade é imensa, tudo é uma baita pernada, tudo monumental, cada prédio e cada quadra são enorrrrrrrrrmes (como Beijing, será característica da arquitetura comunista???), e não vimos nenhum ônibus do tipo hop on hop off, o que é uma pena...

Depois do Hermitage o Lipe acordou (bem na hora das fotos!!!) e ainda fomos até o Admiralty e na Catedral de Santo Isaac, que é enorme, toda de mármore, mas estava fechada. (...)


Uma dica interessante é reservar seus ingressos pelo site do museu na internet - as filas podem ser terríveis no verão!


Para mais informações sobre o Hermitage, olhe aqui

2 comentários:

  1. Claudia, depois de ir ao Hermitage a nossa exigência com museus fica complicada, né?

    ResponderExcluir
  2. Legal as charadas,

    Bom final de semana!

    @GusBelli

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...