26 de outubro de 2012

Cerro Catedral, Bariloche, Argentina

Já contei, em várias postagens, da nossa última viagem a Bariloche. Mas tinha ficado faltando contar da parte do esqui, no Cerro Catedral.

Veja os outros posts sobre esta viagem nestes links:

Sobre o Cerro Catedral:


Como já fomos muitas vezes esquiar (adoramos!), já gastamos muito dinheiro com aluguel de equipamento (chulepento e demorado), e pretendemos continuar indo esquiar por muitos invernos, neste ano concluímos que valia a pena comprar nosso próprio equipamento (aleluia!).

Como “quem converte não se diverte”, procuramos equipamento para o nosso nível de desempenho, novo, mas não precisava ser “de ponta”. Acabamos encontrando meus esquis e o snowboard do Peg no “Il Laboratorio Sport”, uma lojinha/oficina na base do Cerro Catedral que vende material novo e usado com uma simpatia contagiante – e não convertemos!

Visitamos umas 10 lojas no centro da cidade (e longe do centro também) à procura de equipamento bom e barato, mas o atendimento era sempre tão absurdamente ruim que chegava a dar nojo. Já lá no “Laboratorio” dos italianos Ale e Carla o atendimento era tão bom que nos conquistou. Dava até vontade de ficar lá de papo, heheheeh...

As botas, tanto de esqui quanto de snow, compramos na “Alternativa”, no centro de Bariloche, e meus bastões também. O capacete e os óculos do Peg ele comprou na “Scandinavian”. Eu já tinha.

E lá fomos nós para a montanha, com material próprio - que luxo! O desconforto de ter que carregar o equipamento naqueles ônibus lotados da 3 de Mayo (empresa de ônibus que faz o trajeto centro de Bariloche – base do Cerro Catedral, por 8 pesos) é de longe compensado pelo fato de não ter que ficar um tempão naquelas lojinhas de aluguel lotadas, esperando para ser mal-atendida, e pegando equipamento ruim e fedorento!

Como chegar no Cerro Catedral:

Do aeroporto ao centro da cidade são 11km, e de lá até a base do cerro são 30km. De Bariloche ao estacionamento da base são 19km, por uma estrada asfaltada bem boazinha. Existem táxis e remises, mas a gente sempre vai e volta de ônibus, por 8 pesos (tem um por hora, mais ou menos, sempre lotado, muitas vezes a gente tem que ir de pé).

Para quem pretende ficar mais tempo esquiando, vale muito a pena comprar um passe de esqui para 7 dias, porque o passe semanal (1500 pesos) custa muito mais barato do que comprar passes diários (300 pesos/dia).

Nossos amigos que alugaram equipamento na “Scandinavian” pagaram uma média de 100 pesos por dia.

Aluguel de roupa, que a gente vê tantos brasileiros do norte do país procurando, sendo gaúcha, não tenho nem idéia, porque aqui no sul a gente passa quase tanto frio quanto em Bariloche!

Para quem pretende alugar equipamento lá na montanha, não se preocupe: lá na base do cerro existem dezenas de locais de aluguel, milhares de pranchas de snow e de esquis para aluguel, além de aluguel de capacetes, esquis nórdicos, “trineos” e “raquetas” (tipo tobogãs, para brincar de escorregar na neve), lugares onde você pode deixar seu equipamento guardado, lockers (guarda-volumes), enfim – tudo o que você nem sabia que poderia precisar...

Quanto à comida, a regra é “quanto mais alto, mais caro”. Evidentemente, quanto mais alto na montanha você quiser comer, mais caro vai pagar, já que a comida, assim como você, tem que ser transportada até lá em cima, o que a encarece. Além disso, se você for pego por uma nevasca "daquelas" no teleférico, quando chegar no Refugio Lynch eu garanto que você paga U$ 10 por um chocolate quente sem pensar.

Na base do cerro existem lugares ótimos (e mais acessíveis) para comer. Mas, esse ano, como não tinha neve na base, e então não dava para descer até lá esquiando (aliás, o esqui só estava bom mesmo da metade da montanha para cima), era muito ruim descer até a base para almoçar, porque se perde muito tempo nesse vai e vem, e acabávamos comendo lá em cima mesmo.

As melhores opções, na nossa opinião:

El Barrilete (hamburguesas, lomitos, prato do dia e pizzas), acesso pela parte inferior da telesilla Punta Nevada;

Punta Nevada (pratos tradicionais, goulash, massas e carnes), vista espetacular, acesso pela parte superior do cable carril; e

Refugio Lynch (comidas típicas), a melhor vista panorâmica da região, acesso pela parte superior da telesilla Combi Lynch.

O Cerro Catedral é uma das maiores estações de esqui da América do Sul, se não a maior. São mais de 120km de pistas e caminhos, 600 hectares esquiáveis, e 38 meios de elevação com uma capacidade de transportar aproximadamente 35.000 esquiadores por hora.

Na base, a altitude é de 1030msnm, e no cume são 2180msnm. A pista mais alta parte do cume, a 2180msnm, e a mais longa chega a 9km!

Por temporada, segundo as estatísticas, neva mais ou menos 6 metros no cume, 3 metros no meio da montanha e 1.5 metro na base.

A temperatura média no inverno é de 2º (mínima) a 12º (máxima).

Eles recomendam, para a sua segurança e a dos outros:
  • Recuerde esquiar con precaución y controlar su velocidad. El esquiador debe elegir pistas y medios de elevación adecuados a su nivel.
  • Observe los límites de demarcación y la señalización de pistas. El servicio de Seguridad no se extiende a los itinerarios fuera de pista.
  • Los niños, por su seguridad, deben ascender acompañados de mayores.
  • Se recomienda la utilización de pantalla solar, anteojos o antiparras de buena calidad y abrigo adecuado a las condiciones climáticas.
  • En caso de observar o ser protagonista de un accidente, dar inmediato aviso al Servicio de Seguridad en Pistas.
  • Está prohibido por disposición provincial el uso de cola patines.
  • Es obligatorio el uso de correa de seguridad para tablas de snowboard.
  • Colocarse la correa de seguridad en el brazo cuando se lleva a pie la tabla de snowboard, para evitar que se caiga y deslice.
  • Se recomienda el uso de casco.

As pistas podem ficar normais, condicionais ou fechadas, tudo depende das condições climáticas. Quando está condicional, eles podem fechá-las a qualquer momento, caso o tempo piore; às vezes, eles não permitem a subida de crianças em pistas que estão abertas na “condicional”. As pistas são fechadas quando não há visibilidade ou o excesso de vento torna insegura a prática do esqui. Lembre-se que isso tudo é para a sua segurança, e reclame com São Pedro!

Para iniciantes, existem 3 caminhos verdes (verde é a cor das pistas adequadas para quem está aprendendo): abc sur + abc norte de 1200 a base + caminito 1200. Também existem outras 6 zonas verdes: Hoyita + 2000, Superior de Amancay, base, plaza, zona 1200 e zona 1600.

Aqueles que já têm um pouco mais de prática podem se aventurar em algumas das 25 pistas azuis do Cerro Catedral. As pistas vermelhas (15) são o meu limite – delas eu não passo! As pistas pretas (10) me deixam com o coração na mão. Neste ano, tentei descer o Cañadón, uma pista preta curtinha, de 200mts, com desnível de 80mts, e a experiência foi aterrorizante. Deusmelivre!


PISTA
DISTÂNCIA
DESNÍVEL
COR
condor 1
680 mts
200 mts
azul
condor sur
700 mts
200 mts
azul
2000
900 mts
300 mts
azul
2000 sur
800mts
290 mts
azul
paralela
750 mts
270 mts
azul
nubes
1800 mts
430 mts
azul
ñires
750 mts
200 mts
azul
centro
800 mts
305 mts
azul
bajador
350 mts
100 mts
azul
pta nevada
1200 mts
330 mts
azul
lynch
400 mts
130 mts
azul
montura
330 mts
10 mts
azul
2º shuss
543 mt
100 mts
azul
luipe
600 mts
180 mts
azul
pista 6
2100 mts
534 mts
roja
garganta
900 mts
380 mts
roja
banana
900 mts
250 mts
roja
filo
2200 mts
350 mts
roja
fis
200 mts
20 mts
roja
embudo
120 mts
40 mts
roja
cooper
1300 mts
420 mts
roja
barrilete
150 mts
60 mts
roja
directa
600 mts
216 mts
roja
lucky
200 mts
50 mts
roja
colihue
228 mts
100 mts
roja
condor 2
850 mts
280 mts
roja
amancay
1670 mts
590 mts
roja
lenga
400 mts
1500 mts
negra
fis
320 mts
120 mts
negra
carlitos
350 mts
180 mts
negra
patrulla
415 mts
210 mts
negra
tronador
300 mts
100 mts
negra
la hoya
250 mts
100 mts
negra
cañadon
200 mts
80 mts
negra
abc sur
2800 mts
200 mts
verde
abc norte1200 base
1200 mts
150 mts
verde
1200
2300 mts
150 mts
verde
chapelquito
1300 mts
50 mts
verde

Aos que vão às compras, os 2 melhores lugares são a Plaza Amancay e o  Shopping Las Terrazas, aquele que parece uma pirâmide e tem uma praça de alimentação, além de mais de 50 locais com todos os serviços possíveis.
A gente sempre se hospeda no centro de Bariloche – da próxima vez, quando certamente levaremos o Felipe, estamos pensando em ficar lá na base do cerro, para variar, e pela praticidade de estar ali pertinho e não ter que ficar pegando aqueles ônibus superlotados com o pequeno viajante a reboque. Aliás, se alguém souber indicar um lugar bom e barato para ficar lá no Cerro Catedral, agradecemos!
Lá na montanha também existem inúmeras escolas de esqui e de snow, para todas as idades, níveis e estilos.  









No Cerro Catedral também existe um Kids Club, que nós não experimentamos, já que não levamos o Lipinho (snif!). É um lugar especialmente destinado a crianças entre 3 e 11 anos, que podem se divertir ali enquanto os papais e mamães se divertem nas pistas.


O local funciona com professores de educação física e recreacionistas das 9 às 17hs, todos os dias, no Paseo Plaza Amancay. Pelo que eu entendi, o preço está incluído no passe de esqui para crianças até 11 anos, ou seja, se você pagou pelo passe de esqui, pode frequentar o Kids Club de graça.


Seguem as fotografias das nossas últimas aventuras na neve. Qualquer dúvida que você tiver, estamos à disposição!




não esqueça de se vestir no estilo "cebola", ou seja, em camadas: no mínimo, 4 camadas de roupas!!




a idade mais adequada para aprender a esquiar, segundo nos disseram os instrutores, é a partir dos 4 anos











as pistas verdes são marcadas assim














neste ano a base do cerro estava assim, muito feio de se ver, sem neve!
(é o efeito estufa mostrando as garras...)






se você estiver de carro, tem bastante lugar para estacionamento, mas não é barato!


chocolate quente delicioso!







os "estudiantes", que congestionam os teleféricos: tome cuidado, eles se concentram na zona verde da plaza, evite!



brinquedos infláveis na base para a criançada que cansou dos esquis



muitas lojinhas










cable carril - só transporta turistas, esquiadores não!









pegamos alguns dias muito lindos, de sol e céu azul!







 as vistas panorâmicas são incríveis...








como algumas pistas mais perto da base já estavam fechadas, com pouca neve (em pleno início de agosto!!!), às vezes a gente tinha que tirar os esquis e carregar: péssimo!







manobras radicais!?!


fora de pista, papai?!





fim de mais um dia difícil de snowboarding, pronto para o après-ski!





e depois o Felipe não tem a quem puxar...









polvo, polvo!






o dia em que o papai trocou o snowboard pelos esquis!




estes lifts são ótimos para quem está aprendendo


a mamãe também radicaliza, hihihi...



adoro estas vistas do Refugio Lynch 






para quem só quer curtir as vistas panorâmicas da região, este lugar é o mais bonito (Refugio Lynch)













as crianças na escolinha, com os instrutores, uma graça!




o pequeno viajante é que não ficou nada satisfeito de ter ficado em casa desta vez - assim que chegamos, pegou o snowboard do papai e já começou a praticar: ano que vem ninguém me segura!!!





Para ler mais, todas as nossas postagens sobre a Patagônia estão organizadas aqui




Você também nos encontra aqui:



2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...