4 de agosto de 2012

truques para espantar a síndrome da nostalgia pós-viagem

Tem alguma coisa errada com você.

Você acabou de chegar de uma viagem maravilhosa, passeou de gôndola em Veneza, tomou banho de mar em Phuket, arrasou com o cartão de crédito em New York, completou com sucesso a Trilha Inca e, não entende porquê, está sentindo aquele blues, uma nostalgia, um banzo característico da volta para casa?!?


voltando para casa

Sinto muito. Você certamente foi acometido de uma crise de depressão pós-férias. Os sintomas não negam.

Pois é. Tem gente que volta para casa depois de uma grande viagem felicíssimo. Louco para retomar a sua vida. Eu não. Claro que sinto saudades da minha casinha e de todos que deixamos aqui, mas dá sempre uma tristeza de deixar as emoções da estrada para trás e voltar para a rotina de todo santo dia. Adoro o meu trabalho, mas não tenho pressa nenhuma de voltar a ele, hehehe...

Ao invés de voltar tranquila e serena, e enriquecida pela viagem, acabo voltando com um formigamento maior ainda, já planejando a próxima big trip. Sou um caso perdido da síndrome do banzo pós-viagem.

Mas não entre em pânico, existe remédio. Ao longo das nossas viagens (e retornos) desenvolvemos vários truques para espantar a saudade da estrada.

Seguem algumas dicas:

Aproveite a vida - faça turismo perto de casa, na sua própria cidade! Basta sair às ruas e tentar ver o lugar onde você mora com outros olhos: tem gente que mora em Porto Alegre e nunca fez um passeio pelo Rio Guaíba, não conhece o MARGS; já conheci cariocas que nunca subiram no Corcovado ou no Pão de Açúcar, é mole?!? Afinal de contas, o que é que a gente ama tanto nas viagens? Elas nos fazem abrir os olhos, ver as coisas de uma perspectiva diferente, atiçam a nossa curiosidade e despertam os nossos sentidos, não é isso? Pois nada impede que você faça isso na sua própria cidade. Saía às ruas, leve a sua máquina fotográfica, almoce num lugar onde você nunca tenha estado antes, vá aos lugares que você não conhece, dobre numa esquina nunca antes desbravada, faça um piquenique, conheça o museu da sua cidade, siga os turistas para ver onde eles estão indo, converse com estranhos - você vai se sentir renovado!


fazendo turismo perto de casa

Lembre - não pense que seus amigos gostam de ficar horas olhando seu álbum de fotografias ou assistindo as filmagens que você fez na sua última viagem. Não se engane, eles NÃO gostam. Tem gente que, por incrível que possa parecer, detesta estas intermináveis conversas sobre viagens que a gente tanto ama. Então não encha o saco deles. Ao invés de aborrecer os seus amigos e família com as suas infindáveis histórias, procure pessoas que se interessam pelo assunto para conversar. Você sempre volta de uma viagem cheio de novas idéias, cheio de conhecimentos, e é um desperdício gastar tudo isso com quem não está interessado ou simplesmente deixar as suas paixões de perderem. Faça coisas criativas com as suas memórias. Crie álbuns com as suas fotografias (ou até uma exposição!). Escreva um artigo (ou até um livro!). Se você se apaixonou por um lugar, compartilhe com quem se interessa, aprenda mais sobre os lugares que emocionaram você, dê conselhos aos que ainda não foram lá. Faça um blog sobre as suas viagens (!!). Coloque os vídeos das suas aventuras no YouTube (!!!) - pode ter certeza de que tais atitudes darão a você um retorno sensacional, muito maior do que ficar querendo enfiar as memórias das suas últimas férias goela abaixo em quem não está interessado.


brincando com as fotografias da viagem


Economize - todo viajante volta para casa quebrado, cartão de crédito estourado, uns poucos dólares no bolso (eu sempre gosto de trazer de volta uma nota de U$ 100, parece um bom presságio, um bom começo para a próxima aventura). Então o melhor a fazer é começar a economizar - nem que seja colocando umas moedinhas num porquinho toda semana ou, aqueles mais organizados, reservando um dinheirinho na poupança todo mês - cada R$ ou U$ que você economiza faz com que você se sinta mais perto da sua próxima viagem. Não há dúvida de que tudo o que você consegue comprar com antecedência tem preço melhor, e é muito boa a sensação de voltar de uma viagem e já comprar uma passagem aérea para a próxima - nem que você pague em 10 vezes: quando for voar de novo, aquela passagem já estará paga e não terá doído tanto no bolso! Você sentirá que está fazendo algo concreto a bem da sua próxima aventura: cada vez que pensar em comprar um sapato novo, lembrará da viagem que está planejando e, antes do que você imagina, já estará levantando vôo de novo.

Sonhe - transforme a sua depressão pós-férias numa preparação para a próxima viagem. Pode ser que ainda falte bastante tempo para pegar a estrada de novo, mas isso não impede você de sonhar, ler livros, comprar guias de viagem, pesquisar destinos na internet. Planejar uma viagem é quase tão divertido quanto viajar, e dá bastante trabalho - entre decidir o destino e o roteiro, comprar as passagens, fazer reservas de hotéis, alugar um carro, escolher o melhor seguro-saúde e os passeios que você pretende fazer pode se passar um ano, tranquilamente! A volta das férias é o momento ideal para você começar a sonhar com aquela caminhada no Himalaia, com aquela viagem tão sonhada pela Ásia Central ou pelo Oriente Médio, ou até com aquela aventura pelo continente africano - dá para sonhar com a viagem que você quiser (lembre-se que sonhar não custa nada!) e depois, se o bolso não conseguir alcançar os seus planos, é só barganhar com você mesmo e voltar à realidade e aos destinos mais econômicos, que também são compensadores - não dá para esquecer que pertinho de nós existe uma Chapada Diamantina, Bonito, Ouro Preto e Ushuaia! No meio tempo, contudo, deixe sua imaginação voar...


planejando a próxima aventura


7 comentários:

  1. Adoro seus posts....
    Meu namorado da muita risada.... No aeroporto de volta par casa eu já começo a ler na internet ou na livraria alguma coisa sobre a possível futura viagem... Nao consigo ficar um minuto sem estar planejando uma próxima viagem, mesmo que eu nao tenha o destino definido.
    Agora estou planejando e sonhando com uma viagem a Cuba e costa rica ou para o sudeste asiatico.
    Ontem, assistindo o Globo repórter, já coloquei a Eslovénia na lista... Kkkkkkk

    Que vicio!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu te entendo muito bem, Renata! tb sou exatamente assim, às vezes nem espero chegar no aeroporto do vôo de volta - muito antes disso já estou pensando na próxima, hahahaha...
      não conheço qse nada na América Central - apenas Bahamas e em breve Barbados - mas recomendo muito o sudeste asiático, q conheço muito bem!
      tb coloquei a Eslovênia na lista, embora o Felipe não tenha me deixado assistir ao programa direito!
      bjo

      Excluir
  2. Claudia vc trabalha no Ministério publico? Como vc faz, divide as ferias, Viaja nos feriados, junta com receso? Rsrs te pergunto pq trabalho no TJ estadual e nossas rotinas devem ser parecidas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gerliane, sim, eu sou Promotora de Justiça! Divido férias, viajo nos feriados, uso todas as licenças prêmio que eu tenho direito...recesso, infelizmente, nós não temos, nem um diazinho sequer :-(

      Excluir
    2. Ahhh obrigada querida, tô te acompanhando de perto agora rsrs

      Excluir
  3. aaaaaaaaaa to nessa fase!
    fui a paraty com a minha pequena e voltei na tristeza rsrsrse ja planejando a proxima

    bjos

    http://cerejacomavela1.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O negócio é estar sempre planejando a próxima, né Thais???

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...