16 de maio de 2011

RyanAir: a pior companhia aérea do mundo

Nosso relacionamento já começou mal: como o Felipe teria menos de 2 anos na data da viagem, compramos passagem de bebê para ele, que era justamente o que o site determinava. Na hora de fazer o check-in online, uma chateação sem tamanho, totalmente desnecessária, diga-se de passagem, por um erro no sistema deles, aparecia na tela do computador uma mensagem dizendo que a tarifa de bebês não se aplicava para o pequeno viajante! Como o problema não podia ser resolvido por e-mail, tive que ligar para a Inglaterra para o número de telefone que o site informava, pagando ligação internacional e tal para ficar ouvindo aquelas musiquinhas de tele-atendimento enquanto esperava me atenderem. Na primeira ligação a moça disse que tinha resolvido o problema, e que eu deveria fazer o troço online de novo. Lá fui eu, e a mesma mensagem de novo! Só depois de uma segunda ligação que finalmente eles corrigiram o erro do sistema e eu finalmente consegui imprimir o cartão de embarque do Felipe. Detalhe: se você chega sem o tal cartão impresso no aeroporto eles cobram uma taxa absurda, bem mais cara que a própria passagem aérea, para fazer o check-in! Já achei tudo isso um saco, porque viajando às vezes não é tão fácil assim ter acesso a uma impressora e é muito ruim ter que se preocupar em fazer isso com antecedência durante a viagem.



Já me azedei com eles, até porque há poucos dias tínhamos voado pela EasyJet, que é a grande concorrente da RyanAir em vôos low cost dentro da Europa, e com a EasyJet não tem essa frescurada de check-in online, foi tudo uma beleza.

Aí, pra me azedar mais ainda, no dia do vôo foi aquela confusão com as bagagens. Nós havíamos pago para transportar 3 volumes de 15 quilos (porque essa é a possibilidade que eles oferecem), mas tínhamos 2 volumes de 22 quilos cada, e esperávamos que isso não fosse problema, afinal, o que importa é o peso, ou não? Não, claro que não. A imbecil da atendente nos fez desmanchar as mochilas na frente dela, tirar 7 quilos de roupas de cada uma, e montar uma terceira mochila (que por sorte nós sempre levamos extra!). Inteligente, não!?!??! Se alguém consegue entender a lógica disso, que me explique, por favor! Se a razão é distribuir melhor o peso dentro do avião, que distribuam o peso com as centenas de malas que vão lá dentro, ora!

Também vi, no guichê ao lado, cobrarem 40 libras de um senhor que tinha 15,800kg de bagagem despachada, porque tinha 800 gramas de excesso de peso!!!

Mas, até aí, tudo bem, conseguimos resolver o nosso problema ok. Ocorre que, na hora do embarque, foi um caos total. Nunca vi tamanho desrespeito com os consumidores/clientes/passageiros. Na fila para embarcar no avião, que durou um tempão, eles faziam cada passageiro colocar a bagagem de mão dentro de uma cestinha, para ver se estava com as dimensões autorizadas pela RyanAir. Vi senhoras tendo que tirar casacos e roupas de dentro das bolsas de mão e vestindo um casaco por cima do outro para que as malditas coubessem na porcaria da cestinha. Vi pessoas tendo que dobrar posters que haviam comprado para que entrassem dentro das bolsas de mão, porque a droga da RyanAir não autoriza que as pessoas levem 2 volumes dentro do avião, nem se um deles for um tubinho de carregar posters! Vi um cara tendo que deixar um blusão no lixo para conseguir colocar na mochila a máquina fotográfica que carregava no pescoço, porque máquinas fotográficas também não podem ser carregadas no pescoço!



Olha, tudo bem que regras são regras, mas tudo tem limite, e falta de respeito com os clientes mais ainda - do jeito que eles tratam os passageiros parece que estão pedindo por favor que as pessoas não queiram voltar a voar com eles. Eu sou uma: só compro passagem RyanAir de novo em últimíssimo caso, Deus me livre!

Por último, só para piorar a minha péssima primeira impressão, foi a única companhia aérea que eu voei até hoje que não dá prioridade de embarque para pessoas com bebês ou com deficiência física: inacreditável!!

Ah, e já ia me esquecendo: além de não darem nem um copo d'água num vôo de 3 horas, eles vendem de tudo dentro da aeronave, até cigarros e bilhetes de loteria - uma piada, que experiência surreal...yeck, me tapei de nojo e fiz cruz - para mim, nunca mais!!!

5 comentários:

  1. isto em muito se parece com aquele ônibus Arroio Grande - Jaguarão!rssss,beijinhos Anália

    ResponderExcluir
  2. Olá! Parabéns pelo site! :)
    A Ryanair é uma companhia lowcost e como tal faz todas as regras para cobrar o que puder quando não cumprimos as mesmas, já que só dessa maneira conseguem praticar preços baixíssimos! Eu viajo sempre que posso de Ryanair e também tenho que espremer tudo na mochila. Como é óbvio chego a pagar 24euros por uma viagem de ida/volta e com 24euros não podemos pedir muito, é seguir as regras ou pagar o resto da viagem. Nós como já sabemos as regras da companhia já estamos acostumados e quando queremos uma viagem pra levar mais bagagem compramos em outra companhia! É uma companhia excelente para quem não gosta de pagar muito pela viagem e se cumprir as regras viajamos muito bem! No caso de famílias já é mais complicado mas o pessoal jovem adora Ryanair e os emigrantes da Europa também! Claro que as vezes dá raiva mas são regras e se não fosse pela Ryanair não teria visitado muitos países! Quanto à comida é verdade, eles só vendem, mas a maioria das companhias lowcost na Europa não dão nada mesmo. O que podemos fazer é levar alguma coisa pra comer na Mochila, que é o que eu faço! Mas... Viajar com crianças e muitas malas pode sim ser um cenário caótico para quem não conhece o sistema Ryanair e compreendo a vossa revolta! Já agora adoro ler sobre as vossas aventuras e gostaria muito de visitar todos esses países! Boa viagem!

    ResponderExcluir
  3. Dayana, concordo que regras são regras, e prefiro 1001 vezes as regras da EasyJet, que é 10 vezes melhor que a RyanAir, com os mesmos preços baixíssimos!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Li o seu texto e não podia discordar mais.
    Viajei mais de 15 vezes com a Ryanair em 6 meses e não tive queixa nenhuma. As regras são regras, e como pode ser a culpa da companhia aérea se as pessoas não cumprem. Não entendo.
    A easyjet tem preços muito mais caros para todas as passagens que encontrei, e não deixa os clientes levarem mais do que um volume de bagagem (a ryanair deixa levar uma mala pequena).
    Já aconteceu ter de tirar 2 kg de bagagem da TAP, uma companhia aérea sem ser low cost, mesmo sabendo que uma mala pesava 19kg e outra pesava 25kg.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom pra ti, MiguLuso! Eu adoraria poder dizer que amo a Ryanair kkkk

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...