19 de maio de 2011

a resposta certa: BRASILEIRO, VOCÊ NÃO PRECISA DE VISTO PARA ENTRAR NA RÚSSIA!

Saímos de Tallin, capital da Estônia, com destino a São Petersburgo, Rússia, via terrestre, num ônibus bem legal, com razoável conforto, numa night journey

A saída foi às 21h30min e a chegada estava prevista para as 6h, com a temível imigração na fronteira Estônia/Rússia no meio do caminho, em Narva – EST e Kingisepp Sosnovyy-Bor – RUS.

rodoviária de Tallin >>>>>>






Para falar a verdade, nunca tivemos uma informação convincente, que nos deixasse tranquilos, sobre os vistos para a entrada na Rússia.

Sempre nos diziam: - Tens que ter uma carta-convite de algum hotel de lá! – Precisam de visto sim!! – Não precisam de visto nada!!! – É difícil entrar na Rússia hein, tem que juntar muitos documentos!!

E com o passar do tempo que antecedia o início da viagem, e dentre outras preocupações, tais como vistos para China e Mongólia, Seguro de Saúde, Roteiro da BIG TRIP, medicamentos para o Felipe, acabamos por deixar de lado o assunto “visto para a Rússia”.

Como eu gostaria de ter tido a seguinte informação: BRASILEIROS A TURISMO NÃO PRECISAM DE VISTO.

Em Tallin, antes de embarcarmos no ônibus para São Petersburgo, é que caiu a ficha. E os vistos??

Bueno, o máximo que poderia acontecer era chegarmos a Narva e darmos meia volta volver em direção a Tallin novamente. Lastimável seria a transmongoliana ser completamente prejudicada por causa disso! Mas, no fundo, alguma coisa nos dizia que daria tudo certo.

Em Narva, ninguém desceu do ônibus, entrou um militar e recolheu todos os passaportes dos passageiros. Quando pegou os nossos, disse: - You gave me three passports?? Respondi apontando pro Felipe, que tava embaixo dos casacos bem aninhado e difícil de enxergar por causa da luz esmaecida do ônibus: - He is one of us!!

O militar, que subiu as escadas do ônibus com cara de pouquíssimos amigos, agora já estava sorrindo. Legal, o motivo “Felipe” nos coloca numa situação bem amistosa em momentos críticos... mas do outro lado da fronteira não é bem assim!

Com os carimbos de saída da Estônia estampados nos passaportes, seguimos mais ou menos um quilômetro, numa estrada completamente cercada, até a cidade russa, que por sinal tem um nome bem difícil de pronunciar. O ônibus apagou! Luzes e motor desligados! A ordem era descermos com absolutamente tudo que nos pertencia e entrar no prédio para fazer a imigração.

A tensão pegou! A cara do oficial russo era de uma aparência indescritível. Parecia até que o cara tava atacado das hemorróidas!!! Sério, tal a cara de fúria!

Os passageiros estavam passando um a um no guichê, nós éramos os últimos da fila, e a Claudia com o Lipe no colo ferrado no sono. Quando vagou, levantei as mochilas e fomos os três na direção dele, e aquela cara arrogante piorou, coloquei os três passaportes no balcão e o milico foi à loucura!! Esbravejou, evidentemente em russo, como que dizendo: Que porra é essa???

Pensei: se por isso o cara surtou, o que ele vai fazer se a gente precisar de visto?? É fuzilamento na certa!!

Quando ele abriu os passaportes e não encontrou os vistos, chamou uma colega. Aí eu já tinha entregado os pontos...tá, agora a gente vai pro paredão!!!!

Discursou, esbravejou, se babou e a colega disse alguma coisa parecida com nyet (“não” em russo)... eu devia ter tirado uma foto, mas se eu sacasse minha câmera ali eu acho que nem estava mais aqui, hehe. Quando a mulher falou isso, aí já tava certo, FERROU!!! O guarda fez um “cara-crachá” por três vezes comigo que achei até que ia me beijar.

Como num passe de mágica, sacou um carimbo e finalmente mandou ver: CARIMBOU!!!! Olhou a Claudia e o Felipe que dormia e nos mandou passar.

Mais à frente, um pastor alemão farejador fungou em todas as nossas mochilas e traseiros tentando achar drogas – o máximo que ele poderia encontrar na minha mochila era o símbolo do Grêmio costurado bem na frente e, finalmente, depois de uns 30 minutos, novamente entramos no ônibus e seguimos para São Petersburgo.

Eta dificuldade!!! Mas agora é oficial, estamos na Rússia e com os passaportes carimbados!!!

Seja lá por qual fronteira você entre, seja terrestre, marítima ou aérea, eu te garanto: BRASILEIROS A TURISMO NÃO PRECISAM DE VISTO! Vai tranquilo...hehe, e nos conta depois!


carimbo de entrada na Rússia

formulário da imigração

DASVIDANIYA!!!



10 comentários:

  1. Báh que sufuco...eu li e ri muuuito da sua narração Marlon.Parabéns pelo espírito esportivo!Abraços

    ResponderExcluir
  2. Rapaz, como foi com esse onibus? Empresa comum, vc chegou na rodoviária e comprou a passagem ou é alguma companhia de turismo. Vou mes que vem e vou fazer o mesmo, apesar de voltar pra Estonia depois de 3 dias em Sao Petersburgo.

    Agradeço pela reposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa Humberto, desculpe nunca ter respondido seu comentário! Às vezes passa... :(
      Nós compramos em uma empresa de ônibus - lá em Tallin não havia uma rodoviária com várias empresas, mas sim empresas espalhadas pelo centro histórico, como é comum na Europa...compramos na véspera!

      Excluir
  3. Tche. Primeiro. Te odiei por ser gremista. Mas te dou um desconto. Afinal, ninguém é perfeito.

    Mas gostei do feito. E se pudesse postar os pormenores desse feito, ficaria grato, Afinal, gostaria de repetir o mesmo.
    E adorei a história de Brasileiro não precisar de Visto de turismo na Europa. Se me desse uma mão,contando dos paises e das regras, ficaria mui grato.

    Ah, e se pudesse disseminar um pouco da cultura gaucha, seria interessante, afinal, tudo tem Dois Lados.

    Sds,

    Henrique.

    ResponderExcluir
  4. Olá Marlon!

    Vou para a Rússia em maio via Tallin e o seu post me deixou ao mesmo tempo aliviada e preocupada... hehe

    Me responde uma coisinha!?

    É que... medo de cara feia eu não tenho não... mas, infelizmente, tenho fobia de cachorro! Ele ficou cheirando vocês de muito perto!? Ai ai ai...

    ResponderExcluir
  5. que nada, nem te preocupa com isso! faz de conta que ele nem está lá! bjo e boa viagem!

    ResponderExcluir
  6. QUE LINDO QMEI, MAIS VOU DE AVIAO E DEPOIS DE TREM DE MOSCOU A ST PETERSBOURG FICO CONTE DE SABER QUE NAO PRECISO DE VISTO, AMEI A VOSSA HISTORIA LINDA D* BEIJOS.

    ResponderExcluir
  7. nossa que experiencia...adorei sua historia..

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...