2 de novembro de 2010

el pequeño viajero - sobre aviões, ônibus, barcos, carrinhos de golfe, chivas, busetas, llamas, e outros meios de transporte

Quando a gente viaja com bebês, tem que ser flexível. 

Sabe aquela máxima, "as crianças aprendem aquilo que vivem"? 

Pois é. Tem outra também: "as crianças têm que se adaptar à vida dos pais, e não o contrário". 

Na nossa última big trip, para a Colômbia, em maio, que já rendeu vários posts, o pequeno viajante se adaptou perfeitamente a tudo que lhe aconteceu. 

E o mais engraçado foi a diversidade de meios de transporte que a gente usou durante a viagem, e como o Lipinho se deu bem com todos eles. 

Hoje em dia, o Felipe fechando 1 ano e 5 meses, e depois de muitas grandes e pequenas viagens com ele (o pequeno viajante já conhece 7 países, mais do que a maioria dos adultos que conheço!), concluí que as únicas coisas que podem ser complicadas para viajar com crianças são a falta de comidas razoáveis, como na Índia (tudo super hiper mega blaster apimentado), e a prática de atividades que não se possa fazer com crianças, tipo rafting, saídas noturnas, esportes radicais em geral, mergulho,...porque o resto - eles curtem mais do que nós!!! 

No aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, esperando pelo embarque - quanta excitação!!! (o carrinho do Lipe já havia sido despachado junto com a bagagem no check-in, enrolado em um saco plástico fornecido pela TAM para protegê-lo, e o Felipe já estava passeando pelo aeroporto no carrinho emprestado pela companhia aérea).



alguns aeroportos têm berçários muito bons, como o Salgado Filho, em PoA



Este tem desde microondas para aquecer as mamadeiras, fornece fraldas, lenços umedecidos, creme para assaduras, tem brinquedinhos para distrair as crianças, trocadores superlimpos, e tudo que a gente pode precisar! 



Fazendo o check-in, não se envergonhe de usar o nenê para furar a fila (é direito seu e do seu filhote, previsto no ECA!), de pedir um assento extra para o seu bebê, peça um assento na janela (eles adoram espiar), não esqueça de pedir para embrulharem o carrinho num saco plástico (eles fornecem), faça todas as perguntas que passarem pela sua cabeça (sobre o que pode e o que não pode ir na bagagem de mão - leite em pó, água mineral), peça para creditarem suas milhas, enfim: não se apresse, não deixe a função e o stress tomarem conta, e faça o bebê curtir todo o processo junto com você! (nós até foto tiramos!!!).



no aeroporto, com as mochilas, tomando um leitinho



vôo cancelado, só nos resta esperar...



na sala de embarque, em PoA


no avião, o assento do meio ficou só para mim...



que luxo!!!



no meio do vôo, pelado! ô gurizinho calorento! quando pequenininho, era mais fácil, dormia e comia - agora o Lipe ferve o vôo inteiro!!!





sobrevoando a Amazônia, muito lindo! é sempre bom pegar uma janelinha, o Felipe adora ir espiando...





O pequeno viajante ferveu o vôo inteiro, queria passear o tempo todo no corredor, do início ao fim, e passava por baixo dos bancos, até que um senhor sentado atrás de mim bateu no meu ombro e me disse "your baby is here" - eu queria morrer de vergonha!



em Guarulhos, São Paulo, entre um vôo e outro, a melhor solução foi carregar o Lipinho no carrinho das bagagens...


de buseta em Bogotá, no centro histórico, La Candelaria



subindo de teleférico o Cerro de Monserrate




o carrinho do viajante rodou tantos quilômetros que as rodinhas pediram socorro!!! solução: amarrar com arame...





o TransMilenio é o mais novo meio de transporte de Bogotá, um sucesso de público e de crítica




de llama por Bogotá


na rodoviária de Bogotá, esperando o próximo ônibus


em Barichara, pronto para embarcar



na rodoviária de Tunja, esperando uma buseta para Villa de Leyva




os ônibus colombianos são incrivelmente bons, com vídeos, ar condicionado, limpos...


Passeando em Villa de Leyva: como toda a cidade é com calçamento de pedras irregulares, a solução foi passear com o gordinho o tempo todo no colo e na mochilinha, pois com o carrinho era impossível! foi cansativo, mas valeu a pena, porque a cidadezinha é muito linda!!!


de táxi, passeando pela zona rural em Villa de Leyva



de barco: o Lipe não enjoou nunca (!), em Cartagena, a caminho das Islas del Rosario



city tour de chiva em Cartagena


passeio de carruagem pelo centro histórico de Cartagena




embarque de Bucaramanga para Cartagena: muito calor!




de carrinho de golfe por San Andrés: depois de muita barganha, rodamos a ilha inteira em 2 dias no carrinho - muito legal!





nas salas de embarque, no final, o Felipe já andava corretiando solto, só de bermudão, porque depois de muitos dias na estrada, ele já se mandava...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...