22 de fevereiro de 2010

as trocas, o banho e a comida na estrada

As trocas - regra: qualquer lugar serve!


no banheiro de um Casino em Connecticut (nos EUA e Canadá esses trocadores estão por todos os lados, em qualquer MacDonald's tem) 


em cima de uma pedra lisinha na beira da estrada, em plena "Kanc", New Hampshire


na grama de uma pracinha de Montreal


num banco no mirante de Quebec ou, como abaixo, num banco de rua no centro histórico de Quebec, Canadá


e, ainda, no melhor lugar possível, em La Paloma, Uruguai: o banco de trás do carro!!!


O banho - piscininha inflável, sem dúvida!!


no Motel Spring, em Quebec

mas uma bacia também serve:


em Pelotas


em Punta del Este, na casa da vovó

ou, em último caso, até a pia resolve!


em Jaguarão, na casa da vovó

A comida - no mundo inteiro existem bebês, então, por questão de lógica, em qualquer lugar haverá alguma comida adequada para bebês. 

No nosso caso, o Felipe tomava apenas leite em pó Nan 1 quando fomos viajar com ele para o Canadá e para os Estados Unidos, aos 3 meses. 

Meu singelo raciocínio: o Nan é da Nestlé, e Nestlé existe no mundo inteiro, então o Nan deve existir em todos os lugares...e lá me fui apenas com uma lata de Nan na mala (até porque, do jeito que estão as coisas nos aeroportos americanos hoje em dia, capaz de acharem que o inocente pó branco do Nan do Felipe era cocaína!!!). 

Resultado: não encontrei a porcaria do Nan em lugar nenhum - a Nestlé, nos Estados Unidos, tem o Good Start e, no Canadá, o Bon Départ, ambos diferentes do Nan e caríssimos (não sei porquê, talvez em razão de alguma política governamental para estimular o aleitamento materno...). 

Conclusão: quem não tem Nan, toma Bon Départ

Nas viagens curtas, como Uruguai, Paraguai e Argentina, levei sempre latas de Nan sobressalentes, porque sempre é melhor (e ainda mais em viagens) dar ao bebê aquele leite recomendado pelo pediatra, com o qual ele já está acostumado. 

Quem amamenta no peito não tem com o que se preocupar.


Para aquecer as mamadeiras, tentei várias técnicas: o nenê-quente, que é um aparelho que se liga na tomada com um pouco de água dentro para aquecer a mamadeira em banho-maria; o microondas; um saco que é conectado na bateria do carro; pedir em restaurantes, e finalmente a garrafa térmica, que se revelou imbatível: de manhã, antes de sair do hotel (ou onde quer que você esteja se hospedando), você enche uma garrafa térmica (tem que ser de marca boa, que dure morna pelo menos umas 20 horas) de água fervendo e passa o dia todo fazendo as mamadeiras com aquela água quentinha. 

O microondas não é recomendado pelos pediatras e nem sempre há um disponível. O saquinho que vai conectado na bateria do carro com a mamadeira dentro demora muito para aquecer a água, e só tem utilidade quando se está viajando de carro. O nenê-quente foi absolutamente inútil, porque a tomada era diferente das dos Estados Unidos e Canadá e não tínhamos um "T" adaptador. Pedir em restaurantes é a pior pedida: a maioria das cozinhas de restaurantes fast food é do tipo industrial e, às vezes, eles simplesmente não têm como aquecer uma simples mamadeira! 

A garrafa térmica é uma maravilha, pois onde quer que você esteja é só tirar de baixo do carrinho (é ali que eu carrego a minha), encher a mamadeira, esperar esfriar um pouquinho, colocar a medida de leite em pó e...abracadabra: leite morninho!!!! 

Para os felizardos cujos bebês tomam leite frio, isso não é problema: basta ter sempre à mão uma garrafinha de água mineral...se você conseguir uma térmica de um litro, melhor ainda, é o suficiente, mas eu nunca consegui uma de um litro que fosse boa, então uso a minha velha e boa Chimarrita, que mantém a água quente quase 24 horas!

Quanto ao lugar ideal para dar leite ao nenê durante as viagens, é aquele onde você estiver, ou seja, qualquer lugar é lugar!!!


no World Financial Center, em New York, numa mesa de restaurante


na loja BH, em New York, a vovó do Felipe encontrou espaço num expositor...


e ele tomou a mamadeira bem feliz ali mesmo!


no meio do mato, numa parada na beira da estrada, em Lake Placid, USA


na cidade subterrânea de Montreal


Está de viagem marcada para os EUA ou Canadá? Pequise no Booking o seu hotel:

                                                                                 

Você também nos encontra aqui: Instagram    Pinterest    YouTube 


4 comentários:

  1. Achei o máximo! Tenho muito medo di de viajar com minha nenem e vendo vcs até me encorajei. Boa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. boa Giovana! dá-lhe ficha - quanto antes vc começa, mais fácil fica! bjo, e boas viagens!!!

      Excluir
  2. Oi Claudia! Adoro o seu blog e vocês me inspiraram tanto que minha pequena está com 2 meses! Estamos programando as próxima viagens... A última fora do Brasil foi para a Colômbia, quando aproveitei várias dicas suas.
    Minha pergunta é como vc fazia quando passava o dia fora para higienizar a mamadeira?
    Abraço.
    Patricia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patricia, eu carregava sempre uma garrafa térmica com água fervendo (embaixo do carrinho), que usava para fazer as mamadeiras (misturando com água mineral para esfriar), e essa mesma água fervendo do leite é que eu usava para lavar a mamadeira quando estávamos "na rua" ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...