13 de junho de 2015

Curaçao - roteiro de 7 dias, dicas gerais e índice de posts

Este é o último post de uma longa série sobre a nossa viagem a CuraçaoLima e Bogotá

Para encerrar a série, e atendendo a pedidos dos nossos queridíssimos leitores, vou colocar aqui o nosso roteiro de 7 dias pela ilha caribenha (nossos roteiros em Lima e Bogotá já postei quando escrevi sobre as respectivas capitais sul-americanas). 

É só uma sugestão de roteiro, que você pode (e deve!) adaptar de acordo com os seus interesses.

Nós não estávamos naquele desespero para fazer TODOS os passeios, visitar todas as atrações, e nem queríamos gastar muito dinheiro. Optamos por fazer, então, os passeios que mais nos interessavam e curtir muitos dias de praias, sol, céu azul e aquele marzão cristalino, regados a sombra e bons drinks!




Dicas gerais

Curaçao é uma ilha caribenha localizada ao norte da Venezuela. Teve colonização holandesa e faz parte das chamadas "ilhas ABC", juntamente com as vizinhas Aruba e Bonaire. 

Não conheço nenhuma das vizinhas, mas suspeito que Curaçao seja de fato a ilha mais legal, pois já conversei com várias pessoas (inclusive meus pais e irmã) que preferiram 10 vezes Curaçao a Aruba, e também já li que Bonaire não tem praias, embora seja excelente para quem curte mergulho. De Curaçao, existem voos diretos para Aruba, e nós chegamos a cogitar passar um ou dois dias lá, mas achamos os preços dos voos meio salgados. 

A ilha tem 444km2, mais ou menos o mesmo tamanho de Florianópolis, ilha que é capital de Santa Catarina, e a capital de Curaçao é Willemstad.

Não precisa nem de visto e nem de vacinas para visitar a ilha, apenas o passaporte.

A moeda oficial é o florim (= guilders), embora dólares americanos sejam aceitos em muitos lugares. 


 a herança da colonização holandesa é facilmente perceptível pela ilha


A língua oficial de Curaçao é o papiamento, mas nos comunicamos super bem com o inglês e o espanhol - aliás, ficávamos sempre em dúvida sobre qual das duas línguas usar - às vezes chegávamos falando espanhol e eles respondiam em inglês, e vice-versa. 

Também são muito usados o holandês, devido à colonização, claro, e o alemão. 

Como a ilha está fora da rota dos furacões no Caribe (assim como Barbados), é considerada um ótimo destino para o ano inteiro

Se a ilha é boa para crianças? Olha, não consigo imaginar um destino de praias que não seja bom para pequenos viajantes - aliás, tenho muito poucos lugares como "ruins para crianças", e Curaçao definitivamente não é um deles! 

Aliás, ficamos morrendo de saudades do Lipe todo o tempo que passamos lá, quando víamos crianças brincando na praia, quando enxergávamos uma pracinha...




Leia os posts

Preparativos para a viagem a Curaçao, Lima e Bogotá
Curaçao - um país de cartões postais (post fotográfico)
Curaçao - videoclipe dos melhores momentos da viagem
Todos os nossos posts sobre Curaçao






Roteiro

DIA 1

O voo de Bogotá para Curaçao com a Avianca durou 2hs e Curaçao tem 1h a mais de fuso horário. Chegamos às 19hs em Curaçao. 

Depois de fazer a imigração e pegar as malas, saímos do saguão do aeroporto e logo vi o motorista do táxi do nosso transfer aguardando por nós com uma placa com nossos nomes.





Ele buscou o táxi e cruzamos a ilha até a Blue Skies Car Rental, nossa locadora de carro em Curaçao. Os transfers do aeroporto ao escritório e de volta ao aeroporto no dia de ir embora estavam incluídos no valor do aluguel do carro. 

A sede da locadora fica em Otrobanda, praticamente embaixo da Ponte Rainha Juliana.

Pagamos o valor acertado, assinamos o contrato, a Jennifer nos deu um mapa da ilha e algumas informações que pedimos e nos acompanhou até o nosso carro que estava no estacionamento ao lado do pequeno escritório. Em menos de 10 minutos estava tudo resolvido. 


Rodamos mais de 440Km de carro pela ilha. A gasolina custa, em média, 1,59 florins por litro. 




Fomos direto para Jan Sofat, região nobre no leste da ilha, bem pertinho da famosa praia Jan Thiel, onde ficava nossa primeira hospedagem. 

Leia o post: 
Frangipani Apartments - nossa casa alugada em Curaçao

Depois saímos para ir jantar no Fort Rif, um complexo de restaurantes e entretenimento que é parte do Renaissance Curaçao Resort




Passeamos um pouco por Punda e Otrobanda de carro e logo fomos dormir, pois estávamos exaustos. 

DIA 2

Fomos ao mercado mais próximo dos Frangipani Apartments e compramos bastante coisa para café da manhã e bebidas. A compra deu U$ 32. Eles aceitam U$ em quase todos os comércios por 1,75 florins.





Tomamos café e seguimos para Jan Thiel Beach, que era a praia mais próxima da nossa casa alugada. Almoçamos lá mesmo. 

Leia o postJan Thiel Beach 

Já quase no final da tarde, quando cansamos da praia, resolvemos ir passear por Punda e Otrobanda, principais bairros da capital Willemstad.

Estacionamos nas vagas dos carros oficiais do governo, em Punda, onde não precisa pagar o parquímetro, ao lado do letreiro onde está escrito Curaçao, ponto turístico que rende ótimas fotografias. 





Depois das 17hs o expediente já terminou, e não tem problema de estacionar ali. As lojas também já estavam todas fechadas depois das 17hs. 

A famosa ponte móvel Queen Emma, que liga as duas partes de Williamstad - Punda e Otrobanda - sobre a Baía de Santa Ana, estava em reformas e não estava funcionando, mas isso não chegou a ser um problema para nós, porque adoramos ficar pra lá e pra cá de barco 
(a travessia é gratuita). 


Parece que na semana seguinte a ponte já estaria funcionando normalmente, parece...











Andamos bastante pelas ruelas de Punda, fomos para Otrobanda, caminhamos até o Rif Fort, passeamos pela rua principal (de Otrobanda), onde vimos apenas nativos e nenhum turista, fomos até o teatro, passamos no Museu Kura Hulanda...foi uma longa pernada!

Foi bem divertido perceber as semelhanças entre e o papiamento e o português nas placas e sinalização pelas ruas - dá para entender muita coisa! A língua é uma mistura de espanhol, português e holandês, sabia? 







Depois voltamos de ferry para Punda, onde ainda passeamos mais um pouco, passando pelo Mercado Flutuante e pelo Museu Marítimo






Jantamos no Denny's, rede de restaurantes norte-americana que eu adoro, e pagamos U$ 36 - os pratos servem 2 pessoas tranquilamente! 

Antes de voltar para a nossa casa, ainda passamos no mercado, para nos reabastecer para o café da manhã do dia seguinte. 






DIA 3

Saímos dos 
Frangipani Apartments por volta de 9h30min e fomos até Punda trocar dinheiro no banco. A cotação era 1,77 florins por U$ 1, mas com a comissão cobrada pelo banco acabou ficando 1,76. Para trocar dinheiro no banco tem que levar o passaporte. 

Depois de dar uma olhada no Mercado Flutuante de Punda, que nada mais é que um mercado onde os venezuelanos, vindos de barco da costa da Venezuela, vendem frutas e verduras, seguimos para um verdadeiro tour de praias no oeste de Curaçao. 

Cruzamos a enorme Ponte Juliana e seguimos para Westpunt, vila de pescadores na ponta oeste da ilha. 


Começamos em Playa Kalki e passamos por Playa Grandi, Playa Forti, Grote Knip (Kenepa Grandi), Kleine Knip (Kenepa Chica), Playa Lagun e Baía de Santa Martha, até chegarmos à  última e mais maravilhosa parada do dia: Blue Bay, onde assistimos um incrível por do sol no Blue Bay Beach Resort. 

Na volta, atravessamos a ponte de Otrobanda de volta para Punda, vendo os navios iluminados lá embaixo, passamos no mercado mais uma vez para comprar "suprimentos" e chegamos nos Frangipani Apartments por volta de 20h30min, exaustos, queimados de sol e muito felizes. 



DIA 4

Fomos direto para Jan Thiel Beach depois do café da manhã, pois havíamos agendado o flyboard com a Zapata Flyboard.
Depois, fomos para Cas Abou, que é a mais bonita das praias privadas de Curaçao.

Custa 10 florins para entrar por automóvel, independente do número de pessoas. Cadeiras custam 5 florins. Aluguel de snorkel custa U$ 10 por dia. 

Tem mesas de piquenique gratuitas e sombra. O estacionamento é enorme. 






A praia tem aquele mar tão azul/esverdeando que dói no olho, com lindas formações rochosas nos dois cantos. 

Tem lojinha, restaurante tipo "família" e chuveiros que funcionam com moedas. É bem grande e não é permitido fazer topless lá. 

Supostamente não poderia levar geleiras com bebidas e comidas para lá, por ser uma praia privada com bar e restaurante, mas vimos muitas pessoas com isopor e caixas de comida, então acho que ninguém fiscaliza. 

Foi a única praia em que usei meus sapatinhos para entrar na água, porque as pedrinhas na entrada do mar são bem incômodas!









De lá, seguimos para Playa Portomari

Não pagamos para entrar lá porque chegamos depois das 17hs. O preço normal é 5 florins por pessoa. Também não pagamos pelas espreguiçadeiras. 

A praia tem um deck flutuante super gostoso, como em Jan Thiel e pier para mergulhar como em Playa Kalki

Tem dive shop e beach bar bacana também. 

Água azul e cristalina. A faixa de areia é mais estreita e não tem a beleza natural de Cas Abou, mas, em compensação, é super confortável, com ombrelones que garantem sombra e aquele deck flutuante que é uma delícia. 





Ficamos horas curtindo a paisagem ali. A praia fecha as 18hs. 

Fomos jantar no Restaurante do Hotel Estoril em Otrobanda. Pagamos 36 florins. 







DIA 5

De manhã fomos para o Sea Aquarium, pois havíamos agendado o nado com golfinhos na Dolphin Academy.

Almoçamos no Denny's por 31 florins. Sexta-feira é dia de clam chowder!



De tarde fomos de novo para 
Blue Bay Beach, uma das nossas praias preferidas e de acesso super fácil. 

O por do sol foi tão maravilhoso quanto da outra vez em que estivemos lá, mas com show de blues e happy hour 2 por 1 na Amstel Beer

É o que eu chamo felicidade.  







DIAS 6 e 7

Nos últimos dois dias, nos dedicamos integralmente a curtir o mega resort que é o Sunscape Curaçao

Se você se hospeda num hotelzão de luxo assim, recomendo que reserve no mínimo 2 dias para curtir tudo o que o resort oferece! São tantas praias, piscinas, atividades aquáticas e não aquáticas, para adultos e crianças, tantos restaurantes diferentes...que, se você não tiver pelo menos dois dias para curtir tudo isso, vai ficar com a impressão de que foi um desperdício, sabe?  

Na verdade, o problema de se hospedar nesses hotéis maravilhosos é que, depois que você se acomoda, dá umaaaaaa preguiça de sair de lá...

Leia o postSunscape Curaçao - um resort all inclusive paradisíaco no Caribe


Videoclipe

Veja também o videoclipe com os melhores momentos da nossa viagem aqui - não esqueça de selecionar a opção para assistir em 1080p HD (alta definição)!

 

Música: Summer Festival 2 - Jonas Elander.

Assista também o vídeo que nós já publicamos com a performance do Peg no flyboard, ficou bem divertido! 

Escolha outros videoclipes para assistir - já são mais de 70 (!!!) no nosso canal no YouTube! Ainda não se inscreveu lá?? Faça isso djá :)

Assista também os vários vídeos que já estão lá no nosso canal no Vimeo!



Você já esteve em Curaçao? Tem um roteiro? Conte pra gente, deixe a sua dica na nossa caixa de comentários abaixo!

Acompanhe as hashtags #PVemCuraçao#PVemLima #PVemBogota no nosso Instagram @claudiarodriguespegoraro e veja lá muitas das nossas dicas de Curaçao, Lima e Bogotá e fotos lindas!



Onde ficar?

Nós nos apaixonamos pelo Sunscape Curaçao! Clique para conferir as tarifas e fazer a sua reserva!  

Se quiser se hospedar em Jan Thiel, perto do Zapata Flyboard, dê uma olhada no Papagayo Beach Resort e no Livingstone Resort.

Não deixe de dar uma olhada também no Blue Bay Beach Resort, que tem uma praia e um por do sol incríveis!

E, para ficar pertinho do Sea Aquarium e dos golfinhos, experimente o Dolphin Suites







Todos os nossos posts sobre Barbados  


Mais fotografias das nossas viagens no Instagram @claudiarodriguespegoraro, na hashtag #Felipeopequenoviajante.

Não esqueça de curtir a fan page no Facebook para acompanhar as nossas aventuras! 


Assista todos os nossos minifilmes neste link do Facebook, e os vídeos você assiste no YouTube ou no Vimeo - aproveite e já se inscreva lá nos nossos canais!

Você também nos encontra aqui:

Um comentário:

  1. Claudia, me dá uma luz pelo amor de Deus! Queria fazer com marido e criancas Lima, Cusco e Cidade Sagrada, Bogota e Curacao. Sendo que em Curacao queria ficar 7 dias. Sairíamos do Rio no dia 31 de Janeiro e retornariamos dia 16 ou ,17 de Fevereiro. Da para fazer ou é muito corrido? Ja perguntei sobre o itinerario a Sut, para a parte do Peru, mas ela não respondeu...acho que é porque ela fez com uma tal agência. Enfim, não queria fazer tudo corrido ��, mas queria muito fazer esses lugares, já não viajamos pela America do Sul ha muito tempo. Um beijo e obrigada desde já!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...