18 de dezembro de 2014

como ir de Sarajevo a Dubrovnik, conhecendo o Parque Nacional Sutjeska e Trebinje no caminho (ou vice-versa)

E a nossa viagem pela Bósnia vai chegando ao fim...


No segundo, contamos tudo sobre os nossos passeios na linda Mostar

E, no último, foi a vez de Sarajevo, com direito a perrengue e tudo! 

Agora, para finalizar as nossas andanças pelo país que nos surpreendeu e conquistou por sua beleza natural, cultura e história emocionante, vamos contar a vocês como ir de Sarajevo, a capital, até Dubrovnik, de volta à Croácia, aproveitando para conhecer o Parque Nacional Sutjeska e a linda cidade histórica de Trebinje pelo caminho. 


Sobre o roteiro

Esse trajeto, é claro, também pode ser feito no sentido contrário: de Dubrovnik a Sarajevo, o que, inclusive, é bem mais comum entre os milhares de turistas que visitam a região. 

Existe, é certo, um caminho bem mais curto e direto entre as duas cidades - mas nós não gostamos de fazer caminhos mais curtos e simples - nós queríamos, justamente, conhecer mais do país, do interior, fugir um pouco da rota turística e, já que tínhamos que ir de um ponto a outro mesmo, porque não escolher o caminho mais bonito e cheio de atrativos (tão bonito que é parque nacional!)???

Aliás, se tivéssemos mais tempo, teríamos esticado mais um pouco, até Visegrad, para ver a famosa ponte do século 16 listada como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, que inspirou um romance ganhador de prêmio Nobel de Literatura!

Se tivéssemos mais tempo ainda, e fosse permitido fazer isso com crianças, teríamos ido até Foca, que também estava no nosso caminho de volta à Croácia, fazer rafting numa das famosas corredeiras da região! 

Você sabia que a Bósnia tem algumas das melhores corredeiras do mundo para a prática de rafting, nas regiões de Foca, Bihac e Banja Luka?

Mas, como sempre acontece, o tempo era escasso, e tínhamos que seguir em direção a Dubrovnik, pelo que nos contentamos em ver o Parque Nacional Sutjeska e a linda cidadezinha de Trebinje

Não tem pedágio na Bósnia. As estradas são mais ou menos do nível das brasileiras, inclusive se vê bastante lixo nas beiras das estradas, coisa impensável na Eslovênia ou na Croácia. 

O caminho é lindo o tempo todo, com muiiiiitas curvas e estradinhas sinuosas, o que não nos deixava passar dos 80km/h. 







Republika Srpska

Sabíamos que, tomando esse caminho, atravessaríamos a Republika Srpska, uma região semi autônoma que mantém uma relação meio tensa com a Federação da Bósnia-Herzegovina, ou seja, com o resto do país. 

No último post, mencionei que explicaria um pouco melhor esse assunto, então, embora eu mesma tenha entendido bem pouco essa questão, vou passar a vocês o que me explicaram, e sinto muito, desde já, se expuser uma visão pouco imparcial da situação, já que, embora tenhamos conversado tanto com bósnios, quanto com croatas e sérvios, foi difícil chegar a uma conclusão quanto a quem foram os "mocinhos" e quem foram os "bandidos" nessa história, pois todos os lados envolvidos neste conflito cometeram crimes terríveis. 

Na verdade, a República Srpska (RS) é um mundo à parte - como se fosse um pedaço da Sérvia dentro do país, onde é usado o alfabeto cirílico

Essa, aliás, é a maior diferença que você, como turista, notará quando passar da "Federação" para a "RS": a mudança dos caracteres nas placas de sinalização de trânsito. 





A região foi reconhecida após os Acordos de Dayton, que colocaram fim à Guerra, em 1995, mas o mapa definitivo do país só ficou realmente pronto em 1999. 

De um modo geral, todos ficavam de cara fechada enquanto pensavam que éramos eslovenos, por causa da placa do motorhome. Quando ficavam sabendo que éramos brasileiros, mudavam completamente de postura, abrindo um sorrisão e querendo imediatamente puxar conversa conosco. 

E o engraçado (ou talvez não tão engraçado assim, mas certamente curioso) é que, na Republika Srpska, quando comentávamos que eles jogariam na Copa do Mundo contra a Argentina, nos respondiam que não, que eles não iam para a Copa, só a Federação Bósnia é que ia...opsssss!

Sutjeska National Park

Depois que passamos por Foca, encontramos um memorial de guerra bem estranho, num lugar incrivelmente lindo.

O enorme Partizans´ Memorial é um monumento de concreto que celebra a clássica batalha de Tjentiste, na 2ª Guerra Mundial. 








Atravessamos todo o parque nacional e em nenhum momento nos cobraram nada - não sei se realmente não se paga para conhecer ou se tivemos sorte de ir na baixa temporada, quando o número de turistas que passam por lá deve ser tão pequeno que nem compensa colocar alguém lá para cobrar...

A paisagem é lindíssima ao longo do parque, como vocês podem ver nas fotos. 







Fomos abordados pela polícia rodoviária bósnia no caminho e foi uma festa quando o Peg explicou que também era policial rodoviário! 

Quiseram tirar foto, ver a carteira do Peg, altas conversas em mímica entre os "kolegas", vê se eu posso?



Para saber mais sobre o Parque Sutjeska, olhe no site oficial.  

Trebinje

Trebinje fica a apenas 28Km de Dubrovnik, o que a torna um bate-e-volta quase obrigatório para quem visita a mais linda cidade croata. 

Mesmo que você não tenha grandes pretensões de conhecer a Bósnia em detalhes, não custa nada, estando em Dubrovnik, dar uma esticadinha, não é???

Até porque, em termos turísticos, é um outro mundo...

Já na chegada se tem o panorama da cidade inteira, com as duas igrejas, uma em cada morro. 


Primeiro fomos conhecer a famosa ponte, chamada Arslanagic ou Perovic, construída em 1574, e eu realmente achei essa uma das pontes mais lindas que eu já vi! 

Se fosse só pela vista da ponte, Trebinje já teria valido a pena. 




Mas havia muito mais: a Stari Grad (cidade velha) murada de Trebinje é um encanto!

O que eu mais gostei na cidade é que, em Trebinje, o centro histórico é parte da vida da cidade, não é aquela coisa bonitinha, arrumadinha, para turista ver. 

Estacionamos no estacionamento da rodoviária, bem no centro histórico, por 1 marco até as 21hs. 

Passeamos bastante a pé pela cidade velha - no centro de informações turísticas, me deram um livreto e um mapa perfeitos, além de muitas informações, em inglês. 

Nos confins da Bósnia, numa cidadezinha sobre a qual nunca se ouviu falar, eles estão investindo pesado no turismo! De dar inveja...




Almoçamos no ótimo Restoran MG, na rua Majke Jugovica 11. 

Comi um risoto de frutos do mar e o Peg um filé cordon bleu ótimos! E com wifi. Garçom simpaticíssimo, sabia a escalação de todas as seleções brasileiras. 






O cartão postal da cidade é esta foto abaixo, do casario da cidade velha na beira do rio, paisagem que você vê atravessando a Most Iva Andrica ou a Kameni Most, uma das 2 pontes que cruzam o Rio Trebisnjica

Se você fizer um passeio a pé pela Old Town e depois cruzar o rio por uma destas pontes e voltar pela outra, terá feito um ótimo roteiro pela cidade! 






Em todo lugar encontramos pracinhas, e lá também não poderia faltar. O Lipe aproveitou bastante!

E, como não poderia deixar de ser, nos parques da cidade, muitos memoriais de guerra

Esse das fotos abaixo, celebrando a 2ª Guerra Mundial, é muito bonito!




Uma coisa que nos chamou a atenção é o grande número de pessoas na rua, sentadas nos cafés, nos parques, desfrutando da vida, no meio da semana, no meio da tarde - a gente chega a ficar se perguntando: será que ninguém trabalha???

Eu já falei bastante sobre isso quando escrevi sobre Zagreb, na Croácia, mas preciso reiterar aqui o meu espanto e inveja dessa "cultura de café" que reina em todos os países da ex-Yu!

Outra coisa ótima que acontecia durante a nossa viagem era que, sendo primavera (maio), os dias duravam bastante - nunca anoitecia antes das 20h30min, e as 19hs estavam todos passeando nas ruas, tomando sorvete, uma delícia para nós que estávamos turistando e adorando os dias longos!



Cruzando a fronteira 

Terminados os passeios em Trebinje, com muito pesar nos despedimos da Bósnia e pegamos a estrada em direção à fronteira. 

Cruzamos a fronteira em Ivanica do lado bósnio e Gornji Brgat do lado croata quando já havia anoitecido - primeiro carimbamos a saída da Bósnia e depois a entrada na Croácia.

Nessas fronteiras todas, nunca se desce do veículo - é como se fosse uma praça de pedágio e os policiais ficam ali, nas cabines.

Foi a primeira vez que alguém na fronteira quis saber se tínhamos alguma coisa no motorhome. A policial (ou fiscal alfandegária, sei lá!) perguntou se trazíamos álcool ou cigarros, e pediu para ver o motorhome por dentro. Também pediram os documentos do veículo.

Sabe que eu acho que, ao fim e ao cabo, todas as vezes que nos pediram para inspecionar o motorhome por dentro foi mais por curiosidade do que efetivamente por fiscalizar??? kkkkkkk... 

Depois de muito rodar por Dubrovnik, achamos um acostamento bem bom para fazer free camping e lá pernoitamos - como não foi fácil, seguem as coordenadas para GPS para facilitar a vida de vocês:

N42°37`41.0``
E18°9`53.5``



Se você quiser saber mais sobre Dubrovnik, leia os posts que eu já escrevi sobre a cidade!

Dubrovnik: dicas práticas e passeios imperdíveis

Dubrovnik: um passeio de caiaque inesquecível

Dubrovnik: o videoclipe e os cartões postais


No próximo post, a nossa viagem continua em direção a Montenegro, país que visitamos depois da nossa passagem por Dubrovnik! Vem com a gente! 

Ah, e o videoclipe de Montenegro e o videoclipe da Bósnia Herzegovina também já ficaram prontos, e eu amei (pra variar!)...

Você já esteve na Bósnia? Conheceu Sutjeska ou Trebinje? Então deixe as suas dicas na nossa caixa de comentários





De Sarajevo a Dubrovnik, veja aqui algumas opções de hotéis: 
      
     


Videoclipes desta viagem

Já estão no ar diversos videoclipes de lugares por onde passamos nesta mesma viagem:

Outros países desta viagem

Leia ainda as nossas dicas sobre os outros países que visitamos nesta mesma viagem:

Eslovênia 
Itália
Croácia
Bósnia
Montenegro
Albânia
Macedônia
Grécia
Kosovo
Sérvia
Portugal

Leia também


Redes sociais

Veja mais fotografias desta viagem no Instagram @claudiarodriguespegoraro, nas hashtags #FelipenosBalcas ou #Felipeopequenoviajante.

Assista todos os minifilmes desta viagem de motorhome pelos Bálcãs neste link do Facebook.

Os nossos vídeos você assiste no YouTube - aproveite e já se inscreva lá no nosso canal para receber os novos vídeos que postarmos por e-mail! É grátis, kkkkk...

Você também nos encontra aqui:



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...