30 de setembro de 2013

El Chaltén, atração imperdível na Patagônia Argentina

Dia 17 (continuação)

Saímos para El Chaltén, que fica a 220km de distância, por volta das 10h30min. Logo que passamos do aeroporto de El Calafate olhamos em frente e tomamos um susto: já dava para ver o Cerro Fitz Roy!!!! A mais de 150km de distância - inacreditável!


Nós realmente tivemos sorte demais com o tempo/clima nessa viagem - parece que o sol e céus azuis nos perseguiram o tempo todo, a não ser em Ushuaia, onde deveria nevar...e SE nevou!!! Claro que eu fiz um trato sério com São Pedro e contamos muito com a sorte, mas estávamos preparados para sermos flexíveis no roteiro e ficarmos pelo menos 3 dias em cada um dos "highlights" da viagem para termos mais chances de visualizar o que viemos ver. Mas, como nos disse o "ranger" do centro de visitantes de Chaltén, tem gente que fica uma semana aqui e não vê nada! Quando estes cerros dão pra fazer birra...

A estrada entre Calafate - Chaltén é muito bonita e toda asfaltada; primeiro a famosa Ruta Nacional 40 vai contornando o Lago Argentino e depois contorna o Lago Viedma. Tudo o que eu escrevi sobre Torres del Paine vale para cá: já dá para ver os cerros famosos a 150km de distância - faça um esforço para não parar a cada 5km para tirar fotografias (a gente quer parar toda hora porque sempre pensa "meu Deus, essa paisagem tá demais, melhor do que isso não fica!!" - mas o problema é que fica!) - senão quando realmente chegamos bem perto, já não aguentamos mais descer do carro para mais fotos!!!




A photostop que realmente vale a pena é quando você olha para a esquerda, já perto de Chaltén, e vê o Glaciar Viedma lá, gigantesco (é a maior geleira do Parque Nacional dos Glaciares), ao seu lado, à distância. Essa realmente vale a parada porque deste lugar os cerros estão lindos, bem próximos já, e pode ser a sua única chance de ver o glaciar, a menos que você vá fazer um trekking ou passeio de barco até ele (no inverno é impossível :-(...)


 o lindíssimo Cerro Fitz Roy


um gaucho no caminho


 Glaciar Viedma ao longe, gigantesco

 uma das roadtrips mais bonitas que nós já fizemos


 o Cerro Torre: difícil dizer qual é o mais bonito!

 uma família viajante, on the road




Já na entrada da cidade de El Chaltén há um mirante que também merece uma photostop - como a cidade fica no meio de um vale com vários morros ao redor, do centro você não  consegue ver os cerros famosos, então é legal garantir essa vista especial (e as fotografias! ) antes de entrar na cidade!




Chegando à cidade, vale a pena parar no Centro de Visitantes que fica bem na entrada (antes mesmo de cruzar a ponte) - os funcionários são super solícitos, dão ótimas informações, mapas, os banheiros são limpos e eles têm um monte de quebra-cabeças e jogos para as crianças se divertirem enquanto você pega as informações que precisa - o lugar é praticamente um museu com área kids, bem legal mesmo.




Nós ficamos nas cabanas Anita's House: super bem localizadas (na rua principal, que obviamente também se chama San Martín), e com atendimento simpático. Nós reservamos pelo Booking, na caixa de pesquisa aí na barra lateral direita do blog, e custou U$ 156 (2 diárias), valor que, com a diferença de cotação que eu já expliquei, ficará bem menor para nós.

As cabanas são excelentes, ainda melhores (mais novas e modernas) que as de El Calafate. Tem um quarto com cama de casal e mais 2 camas de solteiro, uma no quarto e outra na sala. Acomoda confortavelmente uma família de 4 pessoas. Tem ainda um banheiro e uma cozinha e salinha de estar/jantar. O wifi funciona meia-boca, como seria de esperar no fim do mundo. Tem estacionamento e não tem café da manhã. As toalhas, lençóis e produtos de banheiro são bons e novinhos. Na cozinha tem fogão, frigobar, pia e utensílios - pena que não tem microondas...







Tão logo largamos nossas tralhas na cabana, resolvemos seguir os conselhos dos locais e aproveitar o raro dia ensolarado para fazer uma trilha - e assim fomos fazer a Trilha Mirador Los Cóndores. É uma trilha fácil, que sai do centro de visitantes e sobe morro acima durante 45min. Lá de cima se enxerga todo o vale com a cidade de El Chaltén, as curvas do rio e, ao fundo, os Cerros Fitz Roy, Torre e os outros. É um colírio para os olhos! Leve água.









a vista lá de cima é recompensadora!

Foi uma trilha tranquila de fazer com o Lipe - fomos todo o tempo brincando e ele ia empolgado com as informações dos painéis sobre condores e águias.

Quando descemos o Felipe ainda teve energia para brincar na pracinha da cidade - é engraçado perceber que é realmente uma cidade de escaladores/alpinistas: na pracinha têm 2 paredes de escalada para crianças!!! Não é por nada que El Chaltén é conhecida como a capital nacional do trekking e alpinismo na Argentina...




        Também se percebe que é a capital argentina do trekking pelo estilo dos moradores: todo mundo anda de abrigão e roupas esportivas em geral, sapatos Gore-Tex com solas Vibram imperam kkkkkk...

É a cidade mais nova da Argentina, fundada em 1985, para evitar que o Chile invadisse a área, e tem consciência ecológica e uma perceptível preocupação com o meio ambiente, que não se percebe em outras cidades argentinas, como reciclagem de lixo, coleta seletiva e quetais. A cidade fica dentro do Parque Nacional Los Glaciares, e possui apenas 600 habitantes.

El Chaltén é super bonitinha, praticamente todas as construções são novas e bonitas, com detalhes em madeira. Na volta da pracinha, perto da igrejinha e da escola, tem uma ótima padaria "Que Rika" e, ao lado, uma livraria com livros infantis. Percebe-se que é uma cidade que cresce rapidamente, com muitas construções em andamento e todo mundo se organizando para a alta temporada, que começa em outubro.


Fomos no mercado "El Gringuito" (um dos únicos que encontramos abertos!) comprar algumas comilanças e curtimos o fim de uma tarde incrível debaixo dos Cerros Fitz Roy e Torre na companhia de um Postales del Fin del Mundo (adoooooro vinho nacional kkkk), enquanto o pequeno viajante dormia e descansava da trilha de hoje!!!

Jantamos no "Aires Patagonicos": 180 pesos - pizza e bife de chorizo. Na alta temporada, o lugar é um bar, e durante o inverno 2 irmãs super simpáticas salvam a vida dos viajantes que, literalmente, não teriam onde matar a fome se não fosse por elas (uma escassez crônica de restaurantes abertos nesta época do ano!!!).


Uma das irmãs, inclusive, tem um outro negócio SUPER legal: atividades ao ar livre para crianças em El Chaltén. Se você quer fazer um trekking e seu filho não pode lhe acompanhar, dê uma olhada aqui.

Atenção: não é um serviço de "guardería" (de babá), e sim um negócio em que seu filho vai fazer todas as mesmas atividades que você, como rappel, caminhadas, montagem de acampamentos, etc...só que de uma forma totalmente adaptada para crianças, com um grupo delas, e com toda a segurança.

O negócio delas está começando, mas eu ouvi maravilhas e fiquei encantada (um professor de educação física acompanha tudo e a irmã responsável é professora infantil) - diz que elas levam livros, jogos, e as crianças aprendem tudo sobre os animais e plantas da região, se exercitando e se divertindo! Pelo que eu fiquei sabendo, as "crianças de apartamento" choram na hora de ir embora kkkkk...


Tel. 02962-493066 (DDI: +54 2962 493311)

Mais informações sobre El Chaltén, aqui

Para quem quer fazer uma trilha de um dia (sem crianças), recomenda-se ou o Mirador Laguna Torre (mais curta) ou a trilha até Laguna Capri.

No verão, também existe a possibilidade de fazer um passeio de barco até o Glaciar Viedma, saindo do Puerto de Bahía Túnel.



Dia 18

Hoje o dia amanheceu branquinho! Nada de Fitz Roy, nada de Cerro Torre, mas muita neve para dar e vender!

 vistas das janelas da nossa cabana na Anita's House


Fomos de carro até o estacionamento que fica no local onde começa a trilha até o "Chorrillo del Salto", uma cascata semi congelada a 3km de El Chaltén, no Parque Nacional Los Glaciares. Do estacionamento, é uma trilha bem fácil (outra que dá pra fazer com crianças!!!) - tivemos sorte de ter céu azul ontem e muita neve hoje, daí deu para ver a cidade e arredores de duas perspectivas completamente diferentes!









O caminho do centro da cidade até o estacionamento tem 3km e pode ser feito de carro, por estrada de brita, ou caminhando. Do estacionamento até a cachoeira são apenas uns 10min caminhando, e vale muiiiiito a pena - não sei se foi por causa da neve, mas o lugar estava lindo demais.

O Felipe fez muitos "snowangels" no caminho, guerras de bolas de neve e jogou muiiiiitas pedrinhas nas poças congeladas - das brincadeiras típicas de gelo/neve, a preferida, de longe, tanto do pai quanto do filho, é quebrar o gelo dos laguinhos a pedradas :-(







De lá, seguimos para o Lago del Desierto, que fica a 37km da cidade. É um lago conhecido por ser muito bonito, já fora do Parque Nacional Los Glaciares, com vistas lindas, inclusive em todo o trajeto até lá. Ocorre que, do jeito que estava nevando, tudo branco, não se via vista nenhuma - quase não se enxergava nem a estrada!!! Andamos 20km e resolvemos dar volta, já que não ia dar para ver muita coisa mesmo, porque ficamos com medo que acumulasse muita neve na estrada e a gente não conseguisse voltar...

De volta à cidade, rodamos El Chaltén inteira, e encontramos uma capelinha, em estilo austríaco, construída em homenagem a todos os escaladores que perderam suas vidas nos picos da região - coisa mais bonitinha!






Descobrimos também um outro supermercado, na rua principal, onde compramos mais alguns suprimentos. Se você vier no inverno, traga comilanças de El Calafate, onde tudo é mais barato e você encontra mais variedade. Venha também com pesos na mão e o tanque do carro cheio, já que trocar dinheiro e encontrar gasolina são dois problemas por aqui!



De noite, jantamos novamente no "Aires Patagonicos", a pedido o Lipe, que passou o dia todo repetindo que queria voltar lá para brincar de "super heróis" com a Violeta, filha de uma das proprietárias, de quem ele ficou íntimo amigo ontem. E também porque a pizza de lá é boa e não tínhamos muitas outras opções...

 Lipe e Violeta, grandes amigos!

Supay, a rubia local


Dia 19

Hoje voltamos de El Chaltén para El Calafate, abaixo de neve, com uma paradinha num 'parador' muito especial: La Leona (site). 

O Parador La Leona é parada obrigatória para quem viaja pela famosa na Ruta Nacional 40, que corta a Argentina de norte a sul. Ele fica entre El Chaltén e El Calafate e é um lugar histórico, especialmente em razão dos personagens que aqui estiveram - figuras como Butch Cassidy, Sundance Kid e Ethel Lugar, dentre outros não menos "famosos", como os escaladores que conquistaram o Pico Fitz Roy em 1952, Lionnel Terray, Louis Depasse, Poincenot Jacques e Francisco Ibañez...


Também esteve lá Casimiro Ferrari, o escalador que venceu o Cerro Torre, em 1974.

É a única oportunidade no caminho de usar o banheiro, comprar um refri ou um alfajor, e o mais incrível de tudo: tem wifi! No meio do nada!!! O Peg não resistiu e fez um "check-in" no Facebook, foi uma coisa surreal usar a internet naquele lugar, hahaha...

Telefones: 54-11-50323415 ou 54-11-50323416



       Quer conhecer El Chaltén com o pequeno viajante?

      Veja este videoclipe, aqui ou no nosso canal no YouTubeaqui - não esqueça de selecionar a opção para assistir em HD, alta definição! 



Em El Chaltén:



Nos próximos posts, mais sobre a nossa viagem pela Patagônia - fique ligado!

Cotações (no momento da nossa viagem): 

R$ 1 = AR$ 3,47 / U$ 1 = R$ 2,42 / U$ 1 = AR$ 8,40 

Você também nos encontra aqui:


Veja mais fotografias desta viagem nas nossas redes sociais, em #felipeopequenoviajante e #operaçaofimdomundo2013

Assista todos os minifilmes da nossa aventura "patagônica" no Facebook (aqui) ou os filminhos maiores no YouTube (aqui)


Para ler mais, todas as nossas postagens sobre a Patagônia estão organizadas aqui


18 comentários:

  1. Lindas fotos, Claudia! Adorei a da família viajante na estrada.
    Lugares paradisíacos, pena que tão frios!!! rsrsrsrs (carioca detesta frio! rs)
    Amei esse mapa também. Vc comprou lá?
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Karla!
      O mapa é grátis, da Secretaria de Turismo, peguei no aeroporto!
      Obrigada!
      Bjokas

      Excluir
  2. Oi Cláudia, teu blog é massa! Vou p Patagonia Argentina no carnaval de 2014 e queria umas dicas:
    Vou fazer um pernoite em El Chalten, vale a pena alugar um carro ou melhor ir de ônibus? A estrada é segura e é fácil ir p lá?
    Vale a pena fazer o Trekking Big Ice no Perito Moreno?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Emanuel,
      Se tu leu os posts, percebesse que o mais legal é justamente a viagem até lá - a gente quer parar 1000 vezes, e o ônibus não pára! Eu iria 1000 vezes de carro e não de bus - deve dar vontade de matar o motorista do ônibus, por não poder descer de 5 em 5 min para tirar fotos e curtir a paisagem!
      A estrada é como tu vê nas fotos, muito melhor que as nossas (pelo menos que as do RS)!
      Vale MUITO a pena fazer o Big Ice! Eu fiz o Mini Trekking, porque o Big Ice não é realizado no inverno, mas se tivesse oportunidade certamente faria! Já leu o post do Mini Trekking? Este aqui: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/10/mini-trekking-no-glaciar-perito-moreno.html
      Qualquer dúvida, estou à disposição!
      Claudia

      Excluir
    2. Li o post, sim!! Quase mata de tanta ansiedade querendo chegar logo o carnaval do ano que vem!!!
      To com o seguinte roteiro e queria que tu desses uns pitacos, pode ser? Lá vai:
      27/02: saída de casa
      28/02: chegda Ushuaia (se for cedo ir p Canal de Beagle);
      01/03: Parque Nacional
      02/03: Pinguineira
      03/03: ida p El calafate (pegar um carro e ir p o Perito Moreno)
      04/03:Trekking Big Ice
      05/03: Passeio pelos Glaciares ou Estancia Cristina
      06/03: El Chalten, (agora dps do teu post, de carro!!) trilha e pernoite
      07/03: Trilha em El Chalten e retorno El calafate
      08/03: Iniciar retorno p casa.

      O q tu achas??? Minha esposa e eu tb estávamos adiando o herdeiro por conta das viagens, mas dps do teu blog estamos repensando o assunto!!!

      Obg.

      Emanuel

      Excluir
    3. Achei ótimo teu roteiro, Emanuel! Incluiu tudo que tem de mais importante! Tomara que vcs tenham sorte com o tempo como nós tivemos! Recomendo muiiiito o passeio de barco Todo Glaciares, é incrível! Tu viu o post? Fiz um post índice com todas as nossas postagens da Patagônia,, para facilitar: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/10/post-indice-da-patagonia.html
      Qualquer coisa grita!
      Claudia

      Excluir
  3. Oi Claudia, mais dúvidas:li em alguns lugares que a estrada pra El Chalten pode ser perigosa por conta dos ventos e ainda que a maior parte é de cascalho. Isso procede???

    Queria ainda saber sobre as trilhas que vcs fizerem enquanto estavam por lá.

    Obrigado pela ajuda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emanuel, isso só pode ser pegadinha! Olha as fotos do asfalto, muito melhor que o nosso! A estrada pode ser de cascalho ao NORTE de El Chaltén, mas o trecho entre Calafate e Chaltén é completamente asfaltado! Quanto aos ventos, sim, é verdade - inclusive vimos placas nas estradas alertando para os ventos fortes, mas na época em que fomos, no inverno, não era época de ventos fortes, então não sei dizer se a coisa fica punk mesmo...
      Sobre as trilhas, nós fizemos somente essas 2 que contei no post, por causa do Lipe...são as únicas 2 trilhas "light" que tem lá, que dá pra fazer com crianças, as outras são bem mais puxadas, tipo 4 hs em diante!

      Excluir
  4. Olá Claudia, nossa estou aqui pesquisando tudo sobre a patagônia, estamos com a viajem marcada para maio/2014, acabei de achar seu blog, e meu Deuss sem comentários!! Inveja mega branca da sua família linda!! Parabéns!!! Muito Legal mesmo!
    Queria uma informação, nosso voo sai do brasil para Buenos Aires, ai já vi que tem voos para Ushuaia, essa seria a melhor opção?
    E sobre o carro que vocês alugaram, onde alugaram?
    Obrigada desde Já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Acho que essa é a melhor opção sim, foi o que nós fizemos, olha aqui: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/04/o-pequeno-viajante-vai-aprender-esquiar.html
      Alugamos carro em Ushuaia e em El Calafate, acho que o ideal é se informar no hotel e telefonar para várias companhias para ver qual tem carro disponível para locação pelo menor valor - isso de reservar pela internet, com antecedência, lá, não funciona, pq os preços eram caríssimos - deixamos para alugar lá na última hora e, para nós, foi bem melhor!
      Dá uma olhada aqui: http://felipeopequenoviajante.blogspot.com.br/2013/10/post-indice-da-patagonia.html#more
      Bjokas

      Excluir
  5. Gostaria de saber qal foi o ano e mes que vcs foram. Parabens....

    ResponderExcluir
  6. Oi!! Parabéns pelo blog! Estou indo em 10/08 e voltando em 22/08, um pouco antes de vcs. Estamos preocupados em encontrar muita neve e perder passeios e paisagens( em el chaten, torres del Paine e perito moreno! Você acha que isso será muito possível?? Você encontrou muitos problemas com muita neve? El chaten é nossa maior preocupação...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixamos de fazer nada por causa da neve, Fernanda!
      O problema lá é o tempo fechado, quando vc não consegue enxergar as paisagens, neve não é problema!
      Em El Chaltén o que acontece é que algumas trilhas estão fechadas qdo tem gelo, mas os principais passeios estão todos funcionando!
      Boa viagem!

      Excluir
  7. Ola Claudia, parabens pelo blog, ele é incrivel! Tenho nos meus favoritos e estou lendo e relendo ha uns 2 meses rsrsrs.... me ajudou MUITO!!! Estou indo daqui 1 semana para a Patagonia e precisava tirar uma dúvida, espero que possa me ajudar! Pretendo alugar um carro também, mas precisava saber qual o valor que eles bloqueiam la no cartao de crédito. Sabe essa informação? Gostaria muito de fazer essa estrada linda pra El Chalten por conta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jamie, desculpe não ter respondido seu comentário antes :(
      De qualquer modo, não tenho essa informação, não lembro se eles bloqueiam um valor fixo ou só ficam com cópia para o caso de precisar pagar a franquia do seguro...e cada locadora deve ter uma política diferente, né?

      Excluir
  8. Olá Claudia,
    Estou com viagem programada para Patagônia agora em maio/2016, mas o roteiro ainda não está fechado. Estou na dúvida se vale a pena incluir El Chaltén ou não, pois li que nessa época os passeios não são realizados e as trilhas ficam fechadas, é verdade? Sabe dizer quais passeios são possíveis de se realizar nessa época?
    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marina,
      Eu certamente incluiria El Chaltén, se houver previsão de tempo bom. Nós estivemos lá em pleno inverno (bem pior que maio) e, como tu vê pelo nosso post, fizemos vários passeios e adoramos a viagem! Não existem "passeios fechados" - o que ocorre é que, se houver nevasca, a trilha estará intransponível. Mas, como eu disse, estivemos lá no auge do inverno e fizemos 2 trilhas com uma criança, então tudo depende de sorte com o tempo, assim como em toda Patagônia :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...