4 de agosto de 2013

um passeio pela Estrada Real ("Caminho do Ouro") - Paraty com crianças

No último post, contei da nossa viagem a Paraty, e o roteiro que fizemos no nosso primeiro dia lá: Paraty e Trindade com crianças - passeios e dicas de viagem.

Agora, é hora de contar do nosso segundo dia na região. 

Acho que faltei à aula de história em que deveria ter aprendido sobre a Estrada Real. É verdade, não lembro de ter ouvido falar nela até o momento em que fui pesquisar as atrações de Paraty, o que é uma barbaridade!

Sempre tive muita vontade de conhecer as cidades históricas de Minas Gerais (Ouro Preto, Tiradentes, Mariana...) e, depois de conhecer o comecinho do Caminho do Ouro, essa sonhada viagem pulou para o topo da nossa listinha. 

A "Estrada Real", também conhecida como "Caminho do Ouro", é a rota que foi construída por escravos, a partir de trilhas usadas pelos índios, no século XVII, para escoar o ouro das Minas Gerais até o porto de Paraty, de onde seguia para o Rio de Janeiro e então Lisboa, na época do Brasil colonial. 

Foi justamente por causa desta estrada que Paraty se tornou uma cidade tão importante durante o século XVIII, no "ciclo do ouro" e, quando esta via foi finalmente abandonada, o local caiu no esquecimento, motivo pelo qual a cidade ficou tão bem preservada!

É uma estrada linda, que atravessa a Serra da Bocaina, e nós fizemos apenas um micro pedacinho dela, no início do trecho que vai de Paraty a Cunha, lugar cheio de cachoeiras, poços, igrejinhas, fazendas, alambiques e restaurantes de comida caseira - uma delícia de passeio!

A ficha técnica da região, que eu havia pesquisado antes da viagem:

(veja mais aqui: um roteiro pelo litoral e serra fluminenses (compilação das melhores dicas))

Paraty: 

Para comer: Hiltinho, Banana da Terra, Arpoador (peixe com banana e cachaças)

Lugares para conhecer: Caminho do Ouro (Serra do Mar - cachoeiras Tarzã, Tobogã e Usina, na Estrada Real Paraty - Cunha), centro histórico (Casa de Cultura), passeio de barco até a Praia Vermelha e a Baía do Jurumirim, Forte Defensor Perpétuo, Teatro de Bonecos


Roteiro 2º dia:

Como contei no post anterior (Paraty e Trindade com crianças - passeios e dicas de viagem), no nosso segundo dia em Paraty fomos primeiro ao Forte Defensor Perpétuo, para ver as vistas da cidade histórica e do mar e das ilhas, e à praia do Jabaquara, e só depois seguimos em direção ao Caminho do Ouro. 

Começamos o nosso passeio pelo mimosíssimo Museu Mini Estrada Real, um lugar maravilhoso para grandes e pequenos viajantes. 



Até agora não sei quem gostou mais de lá, se o Felipe ou o pai dele! 

O ingresso no museu custa entre R$14,00 e 16,00, não lembro com certeza, mas lembro que vale a pena! Crianças não pagam. 

Você conhece o Mini Mundo de Gramado? É bem parecido, com as construções históricas de São João del Rey, São Lourenço, Ouro Preto, Tiradentes...um amor :-)









Ficha técnica: Veja o site aqui

Aberto diariamente
Horários: 10:00 as 17:00
Tel: (24) 3371-9763
RJ-165, Km 2 da Estrada 
Paraty-Cunha
Caminho do Ouro



Como chegar: o museu fica a 5 minutos de carro do centro histórico de Paraty. No trevo, você não sai nem para o lado de São Paulo nem para o lado do Rio de Janeiro, mas pega uma terceira estrada, que é justamente o "Caminho do Ouro", a Estrada Paraty - Cunha. O museu fica a 4Km do centro


As crianças vão adorar!

Saindo dali, seguimos em direção ao primeiro marco da Estrada Real, onde ficam diversas atrações:

1) o Marco
2) a Igreja da Penha
3) o Engenho D´Ouro
4) a Cachoeira do Tobogã
5) o Poço do Tarzan



Engenho D´Ouro: fica a 7Km do trevo na saída da cidade de Paraty. É um alambique bem legal, com atendimento super simpático, degustação de cachaças, demonstração da fabricação e muitas coisas gostosas para vender. 

Nós provamos e compramos a famosa Gabriela e muitas queijadinhas e ainda vimos a cachaça saindo "fresquinha" das engenhocas - muito legal!



 

Ali também fica um restaurante super bem recomendado na região, que tem uma galinha caipira tão famosa que já apareceu até no programa de televisão da Ana Maria Braga! Para quem quiser só um lanche, também tem uma pastelaria

Passando na frente da igrejinha, você pega uma trilha bem curtinha que te leva até a Cachoeira do Tobogã, onde os malucos da região fazem "surfe na pedra" e, mais acima, ao Poço do Tarzan

O lugar é lindo e delicioso para um banho de poço ou de cachoeira, e vimos até pessoas de mais idade deslizando no "tobogã" - vale o passeio!







esse poço é perfeito para jogar pedrinhas!

também tem uma ponte suspensa lá - 
não há criança que não se sinta o próprio Tarzan andando por ali...


Na volta para Paraty, ainda tentamos conhecer a Cachoeira da Pedra Branca, mas esta fica numa estrada de terra que estava terrível, super embarrada, e decidimos voltar antes de atolar!

Esses passeios podem encher um dia inteiro de aventuras, mas se você voltar para Paraty ainda cedo, sempre vale a pena dar mais um passeio pelo centro histórico de Paraty, como já contei no post anterior: Paraty e Trindade com crianças - passeios e dicas de viagem.


Comer: um outro lugar em que também gostamos muito de jantar em Paraty foi na ESFIHARIA, restaurante especializado em comida árabe que ficava bem pertinho do nosso hotel, cujos kibes e esfihas são uma gostosura - e bem em conta, comparando com os preços inflacionados da cidade!



Já está de malas prontas para desbravar Paraty? Encontre aqui seu hotel ou pousada:




O que ficou faltando? Na próxima visita, além de conhecer o Saco do Mamanguá, como contei no post anterior (Paraty e Trindade com crianças - passeios e dicas de viagem), queremos fazer um passeio de caiaque pelos manguezais, um passeio de barco pela Baía de Jurumirim, assistir o Teatro de Bonecos e fazer um city tour com guia, saindo da Casa de Cultura.

Adivinhação: que lugar é este, retratado no Museu Mini Estrada Real???


E, para fechar nossa visita a Paraty com chave de ouro, no último dia, antes de seguir em direção a Angra dos Reis, ainda fomos às praias de São Gonçalo e de São Gonçalinho, a 30Km do centro da cidade (em direção ao Rio!) - é difícil dizer qual das 2 vale mais a visita, porque ambas são lindas demais e perfeitas para crianças, com águas bem calminhas!

Continue viajando com a gente - no próximo post, tudo sobre a nossa visita à Ilha Grande e Angra dos Reis!

Você conhece Paraty e Trindade? Então deixe a sua dica, sugestão e resposta à nossa adivinhação na caixa de "comentários" abaixo ou nas nossas redes sociais, e não esqueça de mandar sua fotografia para a Fan Page do Felipe, o pequenoviajante no Facebook!


2. Petrópolis e Teresópolis com crianças - passeios e dicas de viagem
3. uma "roadtrip" pela serra e litoral do Estado do Rio de Janeiro com crianças
4. um roteiro pelo litoral e serra fluminenses (compilação das melhores dicas)
5. as nossas pousadas em Petrópolis, Paraty, Ilha Grande e Búzios (e mais!)
6. Niterói, Rio das Ostras, Búzios e Petrópolis por quem conhece: estrelando, Mariana Arantes Moreira
7. dicas da serra & litoral do Rio de Janeiro das amigas viajadas e do pequeno Pedro
8. e quando viajar vira vício? 



2 comentários:

  1. Tô adorando a série, Claudia!
    Uma perguntinha: quanto tempo de trilha (a pé)até a cachoeira?
    Beijos
    Claudia Cosentino

    ResponderExcluir
  2. oi Claudia!
    Que bom te ver por aqui!
    Acho que já te respondi, né?
    Mas fica a info para outros leitores: dá menos de 5 minutinhos, coisa rápida!
    Bjokas, Claudia

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...