14 de outubro de 2012

você sabia que existem várias "tríplices fronteiras" ao redor do mundo? o "Marco das 3 Fronteiras"

Uma tríplice fronteira ou tripla fronteira é um lugar comum que une os limites políticos e territoriais de 3 países diferentes.

Entre os 196 países do mundo geralmente reconhecidos, 134 têm pelo menos uma tripla fronteira.

Os outros ou são países insulares (como o Japão), fazem fronteira com apenas mais 1 país (como Portugal), ou fazem fronteira com 2 que não são adjacentes (como os EUA).

As tríplices fronteiras na América do Sul são muitas. Só o Brasil possui 9 tríplices fronteiras; a Bolívia, 5; o Peru e a Argentina, 4 cada um; o Paraguai e a Colômbia, 3 tríplices fronteiras cada.

Mas toda essa introdução é para contar que estivemos visitando uma das tríplices fronteiras brasileiras, aquela que fica entre Brasil, Argentina e Paraguai, que pode ser conhecida em Foz do Iguaçu.


É, porque, embora existam muitas triplas fronteiras espalhadas ao redor do mundo, acho que a maioria delas é de difícil acesso, ou são, às vezes, até mesmo meio perigosas.

Na Tailândia, por exemplo, cogitamos de ir conhecer o legendário Golden Triangle, que é o local que marca a tríplice fronteira entre Tailândia, Mianmar e Laos, um lugar montanhoso onde vivem minorias étnicas e floresce o tráfico de drogas. 

Hoje em dia, o passado sórdido desta região, como local de produção de ópio, é comercializado como atração turística, e os curiosos que vão até lá encontram souvenirs como cachimbos e camisetas apelativos.

Acabamos desistindo, porque nos contaram que, a bem da verdade, Sop  Ruak, a localidade que marca o encontro das 3 fronteiras na Ásia, é uma armadilha para turistas, cheia de ônibus lotados de viajantes que vão até lá apenas para tirar uma foto na placa que diz "Welcome to the Golden Triangle".

O lugar, ao que ouvimos, não tem nada do romance que se poderia esperar de um passado tão infâme.

Bom, para ser sincera, não posso dizer que a tripla fronteira que visitamos no nosso recente passeio a Foz seja diferente. É, de fato, também, uma armadilha para turistas, ou nem isso.

O local, como se vê nas fotos abaixo, é bem bonito, com uma natureza exuberante (como é toda a selva da região), mas não passa disso. Para variar, como não poderia deixar de ser, o Brasil não soube explorar o potencial turístico do lugar.

Primeiro que descobrimos que havia um Marco das 3 Fronteiras apenas pelas placas de sinalização ao redor da cidade. Resolvemos ir até lá dar uma olhada, já que estávamos a passeio mesmo, no nosso carrinho alugado. Chegando lá, o tal marco é um piroquete sem graça, com uma lojinha por perto, e acho que tinha um botequinho ali pertinho também. Mais nada. Uma desgraça típica do turismo tupiniquim, que não consegue se modernizar e reconhecer o dinheiro que os viajantes trazem a qualquer lugar que saiba se promover.
  
O tal Espaço das Américas, uma construção bem bonita existente ali, estava fechado - acho que não costuma ficar aberto.

  
Do site da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu, se retira as seguintes informações: 

Para marcar geograficamente a fronteira de Foz do Iguaçu (BRASIL) com as cidades vizinhas de Puerto Iguazu (ARGENTINA) e Puerto Franco (PARAGUAI), foi construído em cada uma das cidades um obelisco, símbolo da igualdade, complementaridade e respeito entre as três nações. O marco brasileiro, construído em pedra e cimento e pintado com as cores nacionais, estabelece o limite territorial e a soberania do Brasil com a Argentina e o Paraguai.

Localizado a 6 km do centro da cidade, o Marco brasileiro foi inaugurado em 20 de julho de 1903, juntamente com o Marco argentino, através de uma Comissão Estratégica dos dois países. A visita ao local é marcada pela bonita paisagem de pinheiros, ao longo dos 1.000 metros que separam o Marco da Av. General Meira. 

O local dispõe de estacionamento, lanchonete, loja de artesanato, play ground e um mirante, de onde o visitante tem a oportunidade de observar os três países fronteiriços, cada qual com o seu marco e suas respectivas cores nacionais, e, ainda, visualizar o encontro das águas do rio Iguaçu com o rio Paraná.

Em setembro de 2007 iniciaram-se as obras da 1ª etapa do "Projeto Parque das Três Fronteiras", que prevêem a construção da sede administrativa e a criação de 2 estacionamentos provisórios. Logo após estas construções, na 2ª fase serão iniciadas as obras da torre panorâmica, que terá lojas de conveniência, praça de alimentação, restaurante, sala de internet e 3 elevadores, entre outros serviços e estrutura para melhor atender ao turista.

ENDEREÇO: Rua Marco das Três Fronteiras - Jardim Três Fronteiras - Caixa Postal 719
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: Diariamente, das 9h às 18h
OUTRAS INFORMAÇÕES: (45) 3527-4221 


é fácil de transitar por Foz do Iguaçu seguindo apenas as placas de trânsito 


o pequeno viajante se acomodou pela primeira vez num "assento de elevação" - aprovado!
só o que não foi aprovado foi o preço de R$ 15,00 que a locadora cobra pela diária... 

  
Nosso carro alugado pela internet na IGUFOZ aluguel de carros: preço razoável (R$ 85,00 a diária + R$ 15,00 do assento do Lipe, totalizando R$ 200,00 por 2 dias de aluguel), comparando com o absurdo dos preços dos táxis.

Detalhe: este preço não inclui nenhum seguro (somos "ousados"), nem ar-condicionado (somos "bocabertas" e esquecemos o calorão que fazia em Foz!) e nem rádio (somos "pão-duros" mesmo...).

Recomendo alugar um carro com ar-condicionado, porque passei mal de tanto calor, a coisa lá é um caldeirão mesmo! Já o GPS acho desnecessário, pois é muito fácil "se achar" em Foz.

Um último conselho: alugamos o carro pela internet na noite da véspera e não havia a opção de entregarem para nós no hotel, mas fizemos o pedido por e-mail mesmo assim, e eles não nos responderam, mas levaram o carro até o nosso hotel. Como não havíamos recebido a resposta, pegamos um táxi e fomos até o endereço da agência buscar o carro. Chegando lá, o carro não estava lá, pois eles tinham ido levá-lo no nosso hotel. Que desencontro!

Tudo se resolveu rapidamente e eles trouxeram o carro de volta - pena que o dinheiro do táxi não precisava ter sido gasto! Ainda bem que era pertinho...então recomendo acertar isso com eles com mais antecedência, ou por telefone, para que não haja desencontro!

Também achei meio ruim não poder entregar o carro no aeroporto. Eles oferecem uma "carona" para o aeroporto depois que você faz a devolução do veículo, mas esta "carona" é em horários pré-fixados, tipo de 2 em 2 horas, e não no horário que for mais conveniente para você.  

Ao fim e ao cabo, achei bem atencioso o atendimento deles, então seguem os contatos - lembro que nosso bloguinho paga cada centavo de tudo que gasta do nosso suado dinheirinho, então não tem nada de "publicidade escondida" nas nossas recomendações - só recomendamos o que a gente realmente achou bom, ou, como neste caso, razoável.
  
Então, voltando aos contatos: IGUFOZ aluguel de carros - (45) 35725005/35214000 - Avenida Brasil, 84 - igufoz@igufoz.com.br

na saída do hotel, um paraguaio "muy espierto" estacionou mal e nos fechou, hahahah... 


o "piroquete" verde e amarelo que representa o lado brasileiro
  
o "Espaço das Américas", que estava fechado 


o lado argentino 


e o lado paraguaio 


lojinha e lancheria...e era isso! 



na falta de coisa melhor para fazer, o pequeno viajante resolveu subir nas árvores... 


a caminho de Puerto Iguazu, na Argentina 



o lado argentino também tem free shop


a passagem pela aduana argentina é muito tranquila, eles só pedem a nossa carteira de identidade verde e não nos entregam nenhum papelzinho sequer para preencher 




foi só um bate-volta e já estávamos de volta ao Brasil, pois o calor estava insuportável!


depois de toda a peregrinação, só um bom banho de piscina para recompensar o pequeno viajante...

7 comentários:

  1. Estive em Foz de 22 a 24/setembro/2012, e optei pela Localiza, locadora de carros de atuação nacional.

    Foi uma boa escolha, pois:
    * Fica no aeroporto (ou a 500 metros dele, fazendo o transfer tanto na hora da chegada quanto na entrega, sem termos que aguardar.
    * Os carros são novíssimos... sempre alugo com eles, e os carros normalmente tem menos de 20.000 KM.
    * Dei - novamente - a sorte de escolher um carro básico na reserva e receber um com Ar Condicionado e Direção Hidráulica, pois eles não tinham mais o básico para entregar.
    * Tem o programa de fidelidade deles, que na prática, dá uma diária grátis a cada 10 ou 12 pagas.
    * Foram legais e não me cobraram as 3 horas que excedi, além dos 2 dias de reserva.
    * Custo imbatível... Pegando na tarifa de final de semana, paguei R$ 158,00 pelas duas diárias, já com 200KM inclusos (muito mais que eu pretendia rodas) e com o seguro contra terceiros incluso. (o seguro para o carro eu uso o do Cartão de Crédito).

    * Como porém, a única coisa que achei foi o alto valor de bloqueio do Cartão de Crédito (R$ 1.500,00), o que pode atrapalhar os planos de quem quer gastar nos free shops, e não tá com muito limite nos CC.


    No mais, parabéns pelo blog! Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Foz é realmente um passeio incrível para a família toda!

    Dica: Alugamos carro pela Avis pela internet. Tb foi um modelo básico e saiu por R$75 com seguro e a tal carta verde para ir para a Argentina. Pegamos e devolvemos o carro no aeroporto. Foi ótimo!

    Sou muito fã de vcs!
    Cinthia
    @chilecriancas

    ResponderExcluir
  3. Oi Claudia! Mais uma vez parabéns pelo blog!!!

    Inspirada pelos seus relatos estou marcando com meu marido uma primeira "viagem de verdade" com o Pedro, meu filho que está com 6 meses, para Foz (faz um tempão que não vou pra lá). Já o levamos algumas vezes pra Campinas (pertíssimo de SP) e para o Rio (quando ele tinha quase 3 meses) mas sempre na casa de parentes, vamos começar com outros destinos... Rsrsrs

    Li no seu post sobre o parque das cataratas que, apesar de ter algumas escadas, é tranquilo levar o carrinho (e até melhor para ele ficar mais confortável). E nos outros principais pontos turísticos, como é a acessibilidade?

    Estou pensando em colocar no roteiro pelo menos o Parque das Cataratas, Pq das Aves e as Cataratas do Lado Argentino; Ciudad del Leste vou deixar para uma próxima, Itaipu ainda estou em dúvida... Aliás, vi uma foto de vocês em Missões, são as missões do lado argentino? É uma boa viagem para fazer de carro ou é muito cansativo (pretendemos ficar 5 dias em Foz)? É tranquilo ir com carro alugado no Brasil?

    Um abraço,

    Dani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi Dani!
      que notícia boa! vcs vão amar e depois não vão mais querer viajar sem o Pedro! perde a graça...
      de um modo geral, a acessibilidade é boa em todos os principais pontos turísticos - vale muito a pena levar o carrinho! tanto nas Cataratas brasileiras quanto argentinas é ótimo, no parque das aves tb...em Itaipú grande parte do passeio é feita de ônibus, mas o carrinho ajuda tb...
      as Missões argentinas ficam meio distantes de Foz para fazer um bate e volta, acho que não vale a pena - o nosso roteiro naquela viagem de 2009 foi pelas Missões gaúchas no RS e depois Posadas na Argentina e Encarnación no Paraguai, então para nós valeu porque ficava no caminho e fizemos um círculo...
      na primeira vez fomos com nosso próprio carro e agora na última fomos com carro alugado em Foz e não tivemos nenhum problema.
      Qualquer dúvida, estamos à disposição!
      Depois volta para nos contar como foi a tua "primeira vez"!!!!
      Bjos

      Excluir
    2. :)
      Super obrigado pelas dicas!!! O carrinho (e o canguru) certamente irão conosco em todos os passeios.

      Missões vai ficar para uma próxima, quem sabe fazendo as missões gaúchas também (ainda não tive oportunidade, mas quero muito conhecer).

      Reservamos um hotel na Avenida das Cataratas e pretendemos alugar um carro por lá. Li em um outro blog que só aluguéis com a Hertz ou Avis não teria problema em cruzar a fronteira, mas é bom saber que foi tudo tranquilo com vocês.

      Depois volto para contar nossa aventura!!!

      Bjs

      Excluir
    3. Claudia e Marlon, semana passada fizemos nossa primeira aventura a 3 e foi simplesmente SENSACIONAL.

      O Pedroca, com pouco mais de 7 meses, nos surpreendeu positivamente durante todos os dias. Desde que o mantivéssemos bem alimentado e o deixássemos descansar um pouco (no carro ou no carrinho) estava tudo ótimo; e ele distribuía sorrisos para tudo e para todos.

      Resolvemos alugar um carro no período, fiz a reserva com a Hertz pois tenho descontos pela empresa que trabalho e, para a minha surpresa, apesar da reserva constar a reserva de bebê conforto eles não tinham nenhum disponível (parece que nunca tem)!!! A Localiza foi a "salvadora da pátria", consegui a locação pelo mesmo preço da Hertz (eu tinha levado a minha reserva da Hertz impressa), com o bebê conforto (a atendente da Localiza me disse que às vezes você consegue negociar a taxa de locação ligando direto na loja que você vai retirar o carro)

      No primeiro dia fomos ao Paraguai, decidimos contratar um táxi que passasse o dia conosco (pesquisamos antes e eu tinha uma indicação na internet, de R$150 para o dia inteiro, não foi barato, mas achei melhor pela muvuca que é). Eu tinha pesquisado alguma coisa na internet e foi bom pois ela nos levava direto aos shoppings que queríamos ver (acho que eu não teria muito pique para rodar os shoppings por lá com o Pedro sem conhecer). Compramos o carrinho guarda-chuva da Chicco que queríamos (mas não saiu muito mais barato do que numa loja da Chicco aqui em SP), demos mais umas voltinhas, meu marido comprou mais algumas coisas e voltamos para o hotel.

      Segundo dia foi dia de visitar o lado brasileiro das cataratas, decidimos não fazer o macuco (achamos que seria stress desnecessário para um bebê) e o Pedro dormiu já no início da trilha e acordou quando chegamos às passarelas perto da garganta do diabo. Ele curtiu o barulhinho da água e os respingos foram resfrecantes. Depois fomos ao Parque das Aves, onde ele estava acordado e fez o passeio todo no canguru. Ele se encantou com pássaros, especialmente com os coloridos tucanos e araras (tinha que segurar as mãozinhas para ele não tocar).

      No terceiro dia fomos ao lado argentino das cataratas. Começamos com a garganta do diabo e depois fizemos os circuitos superior e inferior (o inferior tem bastante escada para descer - conseguimos subir por rampas - mas foi super tranquilo com o carrinho)

      Separamos também um dia para Itaipu; fizemos um passeio com almoço (só é prático para quem estiver por lá e precisar almoçar) e depois o passeio panorâmico

      No quinto, e último, dia fomos novamente à Argentina; fomos a um centro de resgate e reabilitação de animais chamado Güira Oga; é diferente do parque das aves, mas também tem alguns animais lindos e um guia que vai contando a história dos principais animais. Você anda mesmo no meio do mato e o Pedroca não parava de rir, para os pássaros, para os macacos, para as pessoas... Rsrsrsrsrs...

      A semana superou muito as expectativas, a gente passa a fazer turismo de maneira diferente; os horários precisam ser um pouco mais controlados (cuidando sempre da alimentação do pequeno) e a gente sempre sai com um monte de coisas. Mas o benefício compensa MUITO o trabalho, não vejo a hora de poder planejar outra viagem.

      Um ótimo 2013 recheado de boas viagens para vocês!!!

      Bjs,

      Dani

      Excluir
  4. oi Dani! que bom ler tudo isso, que legal que vc voltou para contar como foi! espero mesmo que essa seja a primeira de muitas viagens!!! viu como é gostoso??? bjos e um ótimo ano para vcs!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...