8 de fevereiro de 2012

atendendo aos impulsos, simplesmente

Por que muitas vezes uma viagem desafia qualquer tentativa de pensar com o bom senso tradicional? Talvez porque o ir e vir, de e para lugares estranhos e distantes, não seja uma questão de necessidade ou de decisão consciente, mas o atendimento a um impulso imperativo. Simplesmente tem-se que partir, não importando quais sejam as dificuldades ou as distâncias a serem vencidas.
Clodoaldo, em "Caminhos da Grande Cordilheira"



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...