18 de junho de 2011

Datong, uma surpresa surpreendente na China

Datong nos surpreendeu muito. A gente já sabia que tinha algumas coisas legais para ver por lá, mas na verdade só decidimos fazer uma escala nesta viagem porque a cidade ficava no caminho entre Ulaan Baatar, na Mongólia, e Beijing, capital chinesa.

Que estupidez seria perder de conhecer esta jóia! A cidade é uma loucura, é como ver um gigante nascendo. Na outra vez que estivemos na China, em 2004, o país estava se preparando para as Olimpíadas, e Beijing era um campo de obras, com dezenas de guindastes espalhados pelo céu da cidade.

Agora, Datong, capital de Shanxi, pelo que vimos lá, é a bola da vez. E quando eu falo de dezenas de guindastes eu quero dizer MUITAS dezenas!! Parece que eles resolveram, de uma só vez, construir uns 100 edifícios de 20 andares ao mesmo tempo, além de muitos e muitos prédios com arquitetura chinesa típica no centro da cidade. Dá uma certa pena de ver os hutongs da cidade sendo todos destruídos, escondidos atrás de outdoors gigantescos, e com certeza, daqui uns 2 ou 3 anos, a cidade vai estar parecendo um parque de diversões.



Aliás, nos pontos turísticos de Datong, a gente já se sente como se estivesse na Disneyworld, tamanho o conforto, a organização e a infra-estrutura que eles criaram. A gente anda prá lá e prá cá de carrinho de golfe, existem rampas em todos os lugares possíveis, e eles chegaram ao ponto de ter montes de sombrinhas e guarda-chuvas para emprestar aos turistas que não querem pegar sol/chuva!

Alugamos um táxi que passou o dia conosco e nos levou primeiro nas YUNGANG GROTTOES e depois na MONTANHA HENGSHAN, onde fica o HANGING MONASTERY (Monastério Pendurado).

As cavernas ficam 17Km a oeste de Datong e são os melhores exemplos de arte budista na China, com mais de 40 grutas e 51 mil estátuas que datam mais de 1500 anos! Na caverna #5 fica o orgulho de Yungang, um Buda de 17m de altura – é uma coisa impressionante, lindo, lindo!

Já Hengshan fica a 70Km de Datong, e o Monastério fica pendurado precariamente num precipício. São mais de 40 salas e 80 estátuas de Buda, que nós percorremos com o coração na mão: se sozinha o passeio seria assustador, com o Felipe foi adrenalina pura, dava um terror só de olhar para baixo, pelas frestas do piso!

No outro dia, ainda fomos ao MONASTÉRIO HUAYAN, no centro da cidade, que também está sendo totalmente reformado, vimos a TORRE DO TAMBOR (toda cidade chinesa que se preze tem uma torre do sino e outra do tambor) e, por último, a NINE DRAGON WALL (Muro dos 9 Dragões), de 1392, que é a maior da China.

Se você for à China, não deixe de incluir Datong no seu roteiro, você não vai se arrepender!  












provando uma coca-cola chinesa

















2 comentários:

  1. Ola! Gostaria de saber como vcs foram de Pequim para Datong?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Éramos para ir de trem, no último trecho da ferrovia transmongoliana, mas como o ônibus era muito mais rápido, fomos de busão mesmo! E não fomos de Pequim p/ Datong, e sim de Datong p/ Beijing ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...